SlideShare uma empresa Scribd logo

Tabernáculo - Água da Vida

Ricardo Gondim
Ricardo Gondim
Ricardo GondimConsultor em Gcom Digital Factory

Aula de EBD do Ministério Shalom baseada na revista Tabernáculo, Cristo e o Cristão da Editora Cristã Evangélica.

Tabernáculo - Água da Vida

1 de 26
Baixar para ler offline
6ª. Aula EBD
Êxodo 30 17 E falou o SENHOR a Moisés, dizendo: 18 Farás também uma pia de cobre com a sua base de cobre, para lavar; e a porás entre a tenda da congregação e o altar; e nela deitarás água. 19 E Arão e seus filhos nela lavarão as suas mãos e os seus pés. 20 Quando entrarem na tenda da congregação, lavar-se-ão com água, para que não morram, ou quando se chegarem ao altar para ministrar, para acender a oferta queimada ao SENHOR. 21 Lavarão, pois, as suas mãos e os seus pés, para que não morram; e isto lhes será por estatuto perpétuo a ele e à sua descendência nas suas gerações.
Êxodo 30 (11 a 16) 
O SENHOR Deus disse a Moisés: 
— Quando você fizer a contagem do povo, cada israelita me pagará uma certa quantia pela sua vida, para que não lhe aconteça nenhum desastre enquanto a contagem estiver sendo feita. Cada pessoa que for contada deverá pagar a quantia de prata exigida, pesada de acordo com a tabela oficial. Esse pagamento é para mim, o SENHOR. 
Quem for contado, isto é, cada homem de vinte anos para cima, pagará essa quantia. Quando pagarem pela sua vida, o rico não precisará pagar mais do que a quantia exigida, nem o pobre pagará menos. Você receberá do povo de Israel essa prata e a usará para o serviço da Tenda da Minha Presença. Esse imposto será o pagamento pela vida dos israelitas, e eu lembrarei de protegê-los..
No Átrio Exterior 
1.Altar do Holocausto - onde eram oferecidos os sacrifícios a Deus. 
2.Bacia - Onde os Sacerdotes lavavam os pés e as mãos simbolizando uma purificação para entrar no Santo Lugar.
1 - ÁTRIO OU PÁTIO EXTERIOR - Área ao redor do Tabernáculo, descoberta e cercada de colunas, dividindo- o dos alojamentos do povo (Ex 27.09-19), onde ficava a pia de bronze e o altar do sacrifício. Era um lugar próprio para os sacrifícios, amplo e ao ar livre. Era a área externa do templo, onde todos podiam entrar menos os leprosos, os impuros e castrados.
O altar dos holocaustos também foi conhecido como altar de cobre por ser feito de acácia e revestido de cobre; O interior desse altar era oco. Cada canto tinha um chifre, uma ponta que sobressaia em forma de um chifre de boi. Os animais para o sacrifício eram atados a esse chifre (sal. 118.27). Sobre esse altar eram oferecidos os sacrifícios; essa era sua finalidade. O primeiro passo para aproximar o homem de Deus está simbolizado pelo altar dos holocaustos, ou seja, a expiação,

Recomendados

Lição 4 – O Altar do Holocausto
Lição 4 – O Altar do HolocaustoLição 4 – O Altar do Holocausto
Lição 4 – O Altar do HolocaustoÉder Tomé
 
O Tabernáculo do Senhor
O Tabernáculo do SenhorO Tabernáculo do Senhor
O Tabernáculo do SenhorHelio Colombe
 
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de DeusLição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de DeusÉder Tomé
 
7a aula - A cobertura do tabernáculo
7a aula - A cobertura do tabernáculo7a aula - A cobertura do tabernáculo
7a aula - A cobertura do tabernáculoRicardo Gondim
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o PátioLição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o PátioHamilton Souza
 
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de PurificaçãoLição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de PurificaçãoÉder Tomé
 
Lição 9 - A Arca da Aliança
Lição 9 - A Arca da AliançaLição 9 - A Arca da Aliança
Lição 9 - A Arca da AliançaÉder Tomé
 
Lição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Lição 6 - As Cortinas do TabernáculoLição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Lição 6 - As Cortinas do TabernáculoÉder Tomé
 
Aula 02 - Construção e Seus Materiais
Aula 02 - Construção e Seus MateriaisAula 02 - Construção e Seus Materiais
Aula 02 - Construção e Seus Materiaisiasdcoqueiro
 
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de PurificaçãoLição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de PurificaçãoHamilton Souza
 
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os GalardõesLição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os GalardõesAndrew Guimarães
 
SANTUARIO LA SALVACIÓN ILUSTRADA
SANTUARIO LA SALVACIÓN ILUSTRADASANTUARIO LA SALVACIÓN ILUSTRADA
SANTUARIO LA SALVACIÓN ILUSTRADAasociacion
 
LIÇÃO 01 TABERNÁCULO – UM LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS
LIÇÃO 01 TABERNÁCULO – UM LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUSLIÇÃO 01 TABERNÁCULO – UM LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS
LIÇÃO 01 TABERNÁCULO – UM LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUSHamilton Souza
 
O TABERNÁCULO DE MOISÉS E SEU SIGNIFICADO
O TABERNÁCULO DE MOISÉS E SEU SIGNIFICADOO TABERNÁCULO DE MOISÉS E SEU SIGNIFICADO
O TABERNÁCULO DE MOISÉS E SEU SIGNIFICADOHamilton Souza
 
Lição 7 - O Lugar Santo
Lição 7 - O Lugar SantoLição 7 - O Lugar Santo
Lição 7 - O Lugar SantoÉder Tomé
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãJoanilson França Garcia
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipseRespirando Deus
 
Power Point in Spanish: Sacrificios y Prefiguras
Power Point in Spanish: Sacrificios y PrefigurasPower Point in Spanish: Sacrificios y Prefiguras
Power Point in Spanish: Sacrificios y Prefigurasevidenceforchristianity
 
El santuario en marcha
El santuario en marchaEl santuario en marcha
El santuario en marchajorgeaqp07
 
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o PátioLição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o PátioÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o PátioLição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
 
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de PurificaçãoLição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
 
Lição 9 - A Arca da Aliança
Lição 9 - A Arca da AliançaLição 9 - A Arca da Aliança
Lição 9 - A Arca da Aliança
 
Tabernáculo
TabernáculoTabernáculo
Tabernáculo
 
Lição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Lição 6 - As Cortinas do TabernáculoLição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Lição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
 
Aula 02 - Construção e Seus Materiais
Aula 02 - Construção e Seus MateriaisAula 02 - Construção e Seus Materiais
Aula 02 - Construção e Seus Materiais
 
Atos
AtosAtos
Atos
 
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de PurificaçãoLição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
 
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os GalardõesLição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
 
SANTUARIO LA SALVACIÓN ILUSTRADA
SANTUARIO LA SALVACIÓN ILUSTRADASANTUARIO LA SALVACIÓN ILUSTRADA
SANTUARIO LA SALVACIÓN ILUSTRADA
 
LIÇÃO 01 TABERNÁCULO – UM LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS
LIÇÃO 01 TABERNÁCULO – UM LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUSLIÇÃO 01 TABERNÁCULO – UM LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS
LIÇÃO 01 TABERNÁCULO – UM LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS
 
O TABERNÁCULO DE MOISÉS E SEU SIGNIFICADO
O TABERNÁCULO DE MOISÉS E SEU SIGNIFICADOO TABERNÁCULO DE MOISÉS E SEU SIGNIFICADO
O TABERNÁCULO DE MOISÉS E SEU SIGNIFICADO
 
Lição 7 - O Lugar Santo
Lição 7 - O Lugar SantoLição 7 - O Lugar Santo
Lição 7 - O Lugar Santo
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - Apocalipse
 
Introdução bíblica
Introdução bíblicaIntrodução bíblica
Introdução bíblica
 
As 7 igrejas da asia 2
As 7 igrejas da asia 2As 7 igrejas da asia 2
As 7 igrejas da asia 2
 
Power Point in Spanish: Sacrificios y Prefiguras
Power Point in Spanish: Sacrificios y PrefigurasPower Point in Spanish: Sacrificios y Prefiguras
Power Point in Spanish: Sacrificios y Prefiguras
 
El santuario en marcha
El santuario en marchaEl santuario en marcha
El santuario en marcha
 
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o PátioLição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
 

Destaque

Tabernáculo - Os engenheiros de Deus
Tabernáculo - Os engenheiros de DeusTabernáculo - Os engenheiros de Deus
Tabernáculo - Os engenheiros de DeusRicardo Gondim
 
Tabernáculo - O igreja do átrio
Tabernáculo - O igreja do átrioTabernáculo - O igreja do átrio
Tabernáculo - O igreja do átrioRicardo Gondim
 
Apresentação seminário o_tabernaculo-final
Apresentação seminário o_tabernaculo-finalApresentação seminário o_tabernaculo-final
Apresentação seminário o_tabernaculo-finalApostolo Jose
 
O tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoO tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoRicardo Gondim
 
O sacrifico no tabernáculo 3ª aula - tia jady
O sacrifico no tabernáculo  3ª aula - tia jadyO sacrifico no tabernáculo  3ª aula - tia jady
O sacrifico no tabernáculo 3ª aula - tia jadyicmpes
 
Visão Panorâmica do Tabernáculo AT
Visão Panorâmica do Tabernáculo ATVisão Panorâmica do Tabernáculo AT
Visão Panorâmica do Tabernáculo ATRogério Nunes
 
Princípios de Orígenes
Princípios de OrígenesPrincípios de Orígenes
Princípios de OrígenesRicardo Gondim
 
40 Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo - o Tabernáculo)
40   Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo - o Tabernáculo)40   Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo - o Tabernáculo)
40 Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo - o Tabernáculo)Robson Tavares Fernandes
 
5) Escatologia princípio do fim - os 4 cavaleiros do apocalipse
5) Escatologia princípio do fim -  os 4 cavaleiros do apocalipse5) Escatologia princípio do fim -  os 4 cavaleiros do apocalipse
5) Escatologia princípio do fim - os 4 cavaleiros do apocalipseJean Jorge Silva
 
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 4 | Os Sete Selos do Apocalipse
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 4 | Os Sete Selos do ApocalipseNOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 4 | Os Sete Selos do Apocalipse
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 4 | Os Sete Selos do ApocalipseDyego Sylva
 
A restauração do tabernáculo de Davi.
A restauração do tabernáculo de Davi.A restauração do tabernáculo de Davi.
A restauração do tabernáculo de Davi.RAMO ESTENDIDO
 
21 Maneiras de Desbloquear sua Capacidade Criativa
21 Maneiras de Desbloquear sua Capacidade Criativa21 Maneiras de Desbloquear sua Capacidade Criativa
21 Maneiras de Desbloquear sua Capacidade CriativaRogério Nunes
 
Relatorio de celula região
Relatorio de celula regiãoRelatorio de celula região
Relatorio de celula regiãojonasecj
 

Destaque (20)

Tabernáculo - Os engenheiros de Deus
Tabernáculo - Os engenheiros de DeusTabernáculo - Os engenheiros de Deus
Tabernáculo - Os engenheiros de Deus
 
Tabernáculo - O igreja do átrio
Tabernáculo - O igreja do átrioTabernáculo - O igreja do átrio
Tabernáculo - O igreja do átrio
 
Apresentação seminário o_tabernaculo-final
Apresentação seminário o_tabernaculo-finalApresentação seminário o_tabernaculo-final
Apresentação seminário o_tabernaculo-final
 
O tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoO tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeito
 
Tabernáculo
TabernáculoTabernáculo
Tabernáculo
 
O santuário terrestre e os símbolos
O santuário terrestre e os símbolosO santuário terrestre e os símbolos
O santuário terrestre e os símbolos
 
O sacrifico no tabernáculo 3ª aula - tia jady
O sacrifico no tabernáculo  3ª aula - tia jadyO sacrifico no tabernáculo  3ª aula - tia jady
O sacrifico no tabernáculo 3ª aula - tia jady
 
Visão Panorâmica do Tabernáculo AT
Visão Panorâmica do Tabernáculo ATVisão Panorâmica do Tabernáculo AT
Visão Panorâmica do Tabernáculo AT
 
Princípios de Orígenes
Princípios de OrígenesPrincípios de Orígenes
Princípios de Orígenes
 
40 Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo - o Tabernáculo)
40   Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo - o Tabernáculo)40   Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo - o Tabernáculo)
40 Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo - o Tabernáculo)
 
Entrando no tabernáculo
Entrando no tabernáculoEntrando no tabernáculo
Entrando no tabernáculo
 
Tabernaculo
TabernaculoTabernaculo
Tabernaculo
 
Curso sobre o tabernaculo de deus
Curso sobre o tabernaculo de deusCurso sobre o tabernaculo de deus
Curso sobre o tabernaculo de deus
 
Tabernáculo 2 (2)
Tabernáculo 2 (2)Tabernáculo 2 (2)
Tabernáculo 2 (2)
 
O julgamento de jesus
O julgamento de jesusO julgamento de jesus
O julgamento de jesus
 
5) Escatologia princípio do fim - os 4 cavaleiros do apocalipse
5) Escatologia princípio do fim -  os 4 cavaleiros do apocalipse5) Escatologia princípio do fim -  os 4 cavaleiros do apocalipse
5) Escatologia princípio do fim - os 4 cavaleiros do apocalipse
 
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 4 | Os Sete Selos do Apocalipse
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 4 | Os Sete Selos do ApocalipseNOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 4 | Os Sete Selos do Apocalipse
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 4 | Os Sete Selos do Apocalipse
 
A restauração do tabernáculo de Davi.
A restauração do tabernáculo de Davi.A restauração do tabernáculo de Davi.
A restauração do tabernáculo de Davi.
 
21 Maneiras de Desbloquear sua Capacidade Criativa
21 Maneiras de Desbloquear sua Capacidade Criativa21 Maneiras de Desbloquear sua Capacidade Criativa
21 Maneiras de Desbloquear sua Capacidade Criativa
 
Relatorio de celula região
Relatorio de celula regiãoRelatorio de celula região
Relatorio de celula região
 

Semelhante a Tabernáculo - Água da Vida

Slide li c ao 10 o sistema de sacrificios - para aula
Slide li c ao 10 o sistema de sacrificios - para aulaSlide li c ao 10 o sistema de sacrificios - para aula
Slide li c ao 10 o sistema de sacrificios - para aulaVilma Longuini
 
AS SETE FESTAS DO SENHOR - AULA 7.pptx
AS SETE FESTAS DO SENHOR - AULA 7.pptxAS SETE FESTAS DO SENHOR - AULA 7.pptx
AS SETE FESTAS DO SENHOR - AULA 7.pptxIBCN6IgrejaBatistaCi
 
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de DeusAs 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de DeusSérgio Ventura
 
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013Gerson G. Ramos
 
Doutrina do santuário
Doutrina do santuárioDoutrina do santuário
Doutrina do santuárioJosé Santos
 
Sacrifício_Lição_original com textos_342013
Sacrifício_Lição_original com textos_342013Sacrifício_Lição_original com textos_342013
Sacrifício_Lição_original com textos_342013Gerson G. Ramos
 
23 santuario terrestre
23 santuario terrestre23 santuario terrestre
23 santuario terrestreHezir Henrique
 
O Dia da Expiação_Resumo_642013
O Dia da Expiação_Resumo_642013O Dia da Expiação_Resumo_642013
O Dia da Expiação_Resumo_642013Gerson G. Ramos
 
07 expiação 3
07 expiação 307 expiação 3
07 expiação 3levibanez
 
07 expiação 3
07 expiação 307 expiação 3
07 expiação 3levibanez
 
A pia da purifica c ao
A pia da purifica c aoA pia da purifica c ao
A pia da purifica c aoVilma Longuini
 
NAO é Necessario um sacrifico com sangue
NAO é Necessario um sacrifico com sangueNAO é Necessario um sacrifico com sangue
NAO é Necessario um sacrifico com sangueEfraim Ben Tzion
 
Aula 5 - Levítico
Aula 5 - LevíticoAula 5 - Levítico
Aula 5 - Levíticoibrdoamor
 
Leituras: 32° Domingo do Tempo Comum - Ano B
Leituras: 32° Domingo do Tempo Comum - Ano BLeituras: 32° Domingo do Tempo Comum - Ano B
Leituras: 32° Domingo do Tempo Comum - Ano BJosé Lima
 

Semelhante a Tabernáculo - Água da Vida (20)

Hebreus 6
Hebreus 6Hebreus 6
Hebreus 6
 
SANTA CEIA.pdf
SANTA CEIA.pdfSANTA CEIA.pdf
SANTA CEIA.pdf
 
Slide li c ao 10 o sistema de sacrificios - para aula
Slide li c ao 10 o sistema de sacrificios - para aulaSlide li c ao 10 o sistema de sacrificios - para aula
Slide li c ao 10 o sistema de sacrificios - para aula
 
AS SETE FESTAS DO SENHOR - AULA 7.pptx
AS SETE FESTAS DO SENHOR - AULA 7.pptxAS SETE FESTAS DO SENHOR - AULA 7.pptx
AS SETE FESTAS DO SENHOR - AULA 7.pptx
 
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de DeusAs 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
 
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 
Doutrina do santuário
Doutrina do santuárioDoutrina do santuário
Doutrina do santuário
 
O sacrificio e o perdão
O sacrificio e o perdãoO sacrificio e o perdão
O sacrificio e o perdão
 
Sacrifício_Lição_original com textos_342013
Sacrifício_Lição_original com textos_342013Sacrifício_Lição_original com textos_342013
Sacrifício_Lição_original com textos_342013
 
Hebreus 9
Hebreus 9Hebreus 9
Hebreus 9
 
Hebreus 9
Hebreus 9Hebreus 9
Hebreus 9
 
23 santuario terrestre
23 santuario terrestre23 santuario terrestre
23 santuario terrestre
 
Dizímos e ofertas
Dizímos e ofertasDizímos e ofertas
Dizímos e ofertas
 
O Dia da Expiação_Resumo_642013
O Dia da Expiação_Resumo_642013O Dia da Expiação_Resumo_642013
O Dia da Expiação_Resumo_642013
 
07 expiação 3
07 expiação 307 expiação 3
07 expiação 3
 
07 expiação 3
07 expiação 307 expiação 3
07 expiação 3
 
A pia da purifica c ao
A pia da purifica c aoA pia da purifica c ao
A pia da purifica c ao
 
NAO é Necessario um sacrifico com sangue
NAO é Necessario um sacrifico com sangueNAO é Necessario um sacrifico com sangue
NAO é Necessario um sacrifico com sangue
 
Aula 5 - Levítico
Aula 5 - LevíticoAula 5 - Levítico
Aula 5 - Levítico
 
Leituras: 32° Domingo do Tempo Comum - Ano B
Leituras: 32° Domingo do Tempo Comum - Ano BLeituras: 32° Domingo do Tempo Comum - Ano B
Leituras: 32° Domingo do Tempo Comum - Ano B
 

Mais de Ricardo Gondim

Ministros e despenseiros
Ministros e despenseirosMinistros e despenseiros
Ministros e despenseirosRicardo Gondim
 
Carnalidade, imaturidade e divisões
Carnalidade, imaturidade e divisõesCarnalidade, imaturidade e divisões
Carnalidade, imaturidade e divisõesRicardo Gondim
 
Ninguem é de Ninguén
Ninguem é de NinguénNinguem é de Ninguén
Ninguem é de NinguénRicardo Gondim
 
Aula 1 apresentação site
Aula 1   apresentação siteAula 1   apresentação site
Aula 1 apresentação siteRicardo Gondim
 
Aula 7 O homem diante da salvação
Aula 7   O homem diante da salvaçãoAula 7   O homem diante da salvação
Aula 7 O homem diante da salvaçãoRicardo Gondim
 
Aula 6 - Cristo o Grande Sacerdote
Aula 6 - Cristo o Grande SacerdoteAula 6 - Cristo o Grande Sacerdote
Aula 6 - Cristo o Grande SacerdoteRicardo Gondim
 
Aula 5 - Revisando a Carta de Hebreus
Aula 5 - Revisando a Carta de HebreusAula 5 - Revisando a Carta de Hebreus
Aula 5 - Revisando a Carta de HebreusRicardo Gondim
 
Aula 4 - Jesus, o grande Salvador
Aula 4  - Jesus, o grande SalvadorAula 4  - Jesus, o grande Salvador
Aula 4 - Jesus, o grande SalvadorRicardo Gondim
 
Aula 3 A Superioridade do Evangelho
Aula 3   A Superioridade do EvangelhoAula 3   A Superioridade do Evangelho
Aula 3 A Superioridade do EvangelhoRicardo Gondim
 

Mais de Ricardo Gondim (20)

Salvação I
Salvação ISalvação I
Salvação I
 
Ministros e despenseiros
Ministros e despenseirosMinistros e despenseiros
Ministros e despenseiros
 
Carnalidade, imaturidade e divisões
Carnalidade, imaturidade e divisõesCarnalidade, imaturidade e divisões
Carnalidade, imaturidade e divisões
 
Ninguem é de Ninguén
Ninguem é de NinguénNinguem é de Ninguén
Ninguem é de Ninguén
 
Seitas e Heresias
Seitas e HeresiasSeitas e Heresias
Seitas e Heresias
 
Poéticos II
Poéticos IIPoéticos II
Poéticos II
 
Históricos III
Históricos IIIHistóricos III
Históricos III
 
Poéticos I
Poéticos IPoéticos I
Poéticos I
 
Históricos II
Históricos IIHistóricos II
Históricos II
 
Históricos I
Históricos IHistóricos I
Históricos I
 
Aula 2 - Pentateuco
Aula 2 - PentateucoAula 2 - Pentateuco
Aula 2 - Pentateuco
 
Aula 1 apresentação site
Aula 1   apresentação siteAula 1   apresentação site
Aula 1 apresentação site
 
Aula 1 genesis
Aula 1   genesisAula 1   genesis
Aula 1 genesis
 
Aula 1 introdução
Aula 1   introduçãoAula 1   introdução
Aula 1 introdução
 
Meu teólogo favorito
Meu teólogo favoritoMeu teólogo favorito
Meu teólogo favorito
 
Aula 7 O homem diante da salvação
Aula 7   O homem diante da salvaçãoAula 7   O homem diante da salvação
Aula 7 O homem diante da salvação
 
Aula 6 - Cristo o Grande Sacerdote
Aula 6 - Cristo o Grande SacerdoteAula 6 - Cristo o Grande Sacerdote
Aula 6 - Cristo o Grande Sacerdote
 
Aula 5 - Revisando a Carta de Hebreus
Aula 5 - Revisando a Carta de HebreusAula 5 - Revisando a Carta de Hebreus
Aula 5 - Revisando a Carta de Hebreus
 
Aula 4 - Jesus, o grande Salvador
Aula 4  - Jesus, o grande SalvadorAula 4  - Jesus, o grande Salvador
Aula 4 - Jesus, o grande Salvador
 
Aula 3 A Superioridade do Evangelho
Aula 3   A Superioridade do EvangelhoAula 3   A Superioridade do Evangelho
Aula 3 A Superioridade do Evangelho
 

Último

ordem nova ordem irmandade e fraternidade
ordem nova ordem irmandade e fraternidadeordem nova ordem irmandade e fraternidade
ordem nova ordem irmandade e fraternidadececilcavalcanti
 
DESOBSESSÃO RECURSOS ESPÍRITAS. por josiete andrade
DESOBSESSÃO RECURSOS ESPÍRITAS. por josiete andradeDESOBSESSÃO RECURSOS ESPÍRITAS. por josiete andrade
DESOBSESSÃO RECURSOS ESPÍRITAS. por josiete andradeEduardoJuc8
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxRodrigoTavares484059
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoNilson Almeida
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxjoseciceroroberto197
 
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelLimpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelNilson Almeida
 
Poesia A arvore boa do livro Evangelho em quadrinhos
Poesia A arvore boa do livro Evangelho em quadrinhosPoesia A arvore boa do livro Evangelho em quadrinhos
Poesia A arvore boa do livro Evangelho em quadrinhosMiraSandre2
 
Oração da Campanha da Fraternidade 2024 - Fraternidade e Amizade Social
Oração da Campanha da Fraternidade 2024 - Fraternidade e Amizade SocialOração da Campanha da Fraternidade 2024 - Fraternidade e Amizade Social
Oração da Campanha da Fraternidade 2024 - Fraternidade e Amizade SocialJuniorCavecchia
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxjoseciceroroberto197
 
Orações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasOrações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasNilson Almeida
 
mae de santo, tabagira de oxossi., de volta a america.
mae de santo, tabagira de oxossi., de volta a america.mae de santo, tabagira de oxossi., de volta a america.
mae de santo, tabagira de oxossi., de volta a america.cecilcavalcanti
 
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdfApresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdfengrobertomourafilho
 
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
DIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docxDIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docx
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docxJose Moraes
 
Novena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNovena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNilson Almeida
 

Último (20)

Orações Vocacionais
Orações VocacionaisOrações Vocacionais
Orações Vocacionais
 
ordem nova ordem irmandade e fraternidade
ordem nova ordem irmandade e fraternidadeordem nova ordem irmandade e fraternidade
ordem nova ordem irmandade e fraternidade
 
DESOBSESSÃO RECURSOS ESPÍRITAS. por josiete andrade
DESOBSESSÃO RECURSOS ESPÍRITAS. por josiete andradeDESOBSESSÃO RECURSOS ESPÍRITAS. por josiete andrade
DESOBSESSÃO RECURSOS ESPÍRITAS. por josiete andrade
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Novena A São José
Novena A São JoséNovena A São José
Novena A São José
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
 
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelLimpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
 
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
 
Poesia A arvore boa do livro Evangelho em quadrinhos
Poesia A arvore boa do livro Evangelho em quadrinhosPoesia A arvore boa do livro Evangelho em quadrinhos
Poesia A arvore boa do livro Evangelho em quadrinhos
 
Oração da Campanha da Fraternidade 2024 - Fraternidade e Amizade Social
Oração da Campanha da Fraternidade 2024 - Fraternidade e Amizade SocialOração da Campanha da Fraternidade 2024 - Fraternidade e Amizade Social
Oração da Campanha da Fraternidade 2024 - Fraternidade e Amizade Social
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Orações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasOrações Cristãs Diárias
Orações Cristãs Diárias
 
Invocação À Luz
Invocação À LuzInvocação À Luz
Invocação À Luz
 
mae de santo, tabagira de oxossi., de volta a america.
mae de santo, tabagira de oxossi., de volta a america.mae de santo, tabagira de oxossi., de volta a america.
mae de santo, tabagira de oxossi., de volta a america.
 
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdfApresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
 
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
DIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docxDIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docx
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
 
Novena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNovena De Santa Teresinha
Novena De Santa Teresinha
 
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdfCarta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
 

Tabernáculo - Água da Vida

  • 2. Êxodo 30 17 E falou o SENHOR a Moisés, dizendo: 18 Farás também uma pia de cobre com a sua base de cobre, para lavar; e a porás entre a tenda da congregação e o altar; e nela deitarás água. 19 E Arão e seus filhos nela lavarão as suas mãos e os seus pés. 20 Quando entrarem na tenda da congregação, lavar-se-ão com água, para que não morram, ou quando se chegarem ao altar para ministrar, para acender a oferta queimada ao SENHOR. 21 Lavarão, pois, as suas mãos e os seus pés, para que não morram; e isto lhes será por estatuto perpétuo a ele e à sua descendência nas suas gerações.
  • 3. Êxodo 30 (11 a 16) O SENHOR Deus disse a Moisés: — Quando você fizer a contagem do povo, cada israelita me pagará uma certa quantia pela sua vida, para que não lhe aconteça nenhum desastre enquanto a contagem estiver sendo feita. Cada pessoa que for contada deverá pagar a quantia de prata exigida, pesada de acordo com a tabela oficial. Esse pagamento é para mim, o SENHOR. Quem for contado, isto é, cada homem de vinte anos para cima, pagará essa quantia. Quando pagarem pela sua vida, o rico não precisará pagar mais do que a quantia exigida, nem o pobre pagará menos. Você receberá do povo de Israel essa prata e a usará para o serviço da Tenda da Minha Presença. Esse imposto será o pagamento pela vida dos israelitas, e eu lembrarei de protegê-los..
  • 4. No Átrio Exterior 1.Altar do Holocausto - onde eram oferecidos os sacrifícios a Deus. 2.Bacia - Onde os Sacerdotes lavavam os pés e as mãos simbolizando uma purificação para entrar no Santo Lugar.
  • 5. 1 - ÁTRIO OU PÁTIO EXTERIOR - Área ao redor do Tabernáculo, descoberta e cercada de colunas, dividindo- o dos alojamentos do povo (Ex 27.09-19), onde ficava a pia de bronze e o altar do sacrifício. Era um lugar próprio para os sacrifícios, amplo e ao ar livre. Era a área externa do templo, onde todos podiam entrar menos os leprosos, os impuros e castrados.
  • 6. O altar dos holocaustos também foi conhecido como altar de cobre por ser feito de acácia e revestido de cobre; O interior desse altar era oco. Cada canto tinha um chifre, uma ponta que sobressaia em forma de um chifre de boi. Os animais para o sacrifício eram atados a esse chifre (sal. 118.27). Sobre esse altar eram oferecidos os sacrifícios; essa era sua finalidade. O primeiro passo para aproximar o homem de Deus está simbolizado pelo altar dos holocaustos, ou seja, a expiação,
  • 8. Pia de cobre: feita completamente de cobre. Os sacerdotes eram obrigados sobre pena de morte a lavar-se na pia antes de oferecer sacrifícios ou entrar no lugar santo. O segundo passo para aproximar- se de Deus e preparar-se para ministrar nas coisas sagradas é simbolicamente representado pela pia de cobre. Aí os sacerdotes se lavavam antes de oficiar nas coisas sagradas. Demonstra que é necessário purificar-se para servir a Deus. "a santificação sem a qual ninguém verá o senhor"
  • 9. A PIA. A frase, duas vezes repetida, para que não morram (20- 21) mostra que o lavar tinha certa significação cerimonial. Quanto a uma aplicação do Novo Testamento sobre isso, ver #Hb 10.22.
  • 10. Hebreus 10 A lei dada por Moisés não é um modelo completo e fiel das coisas verdadeiras; é apenas uma sombra das coisas boas que estão para vir. Os mesmos sacrifícios são oferecidos sempre, ano após ano. Portanto, como pode a lei, por meio desses sacrifícios, aperfeiçoar as pessoas que chegam perto de Deus? Se as pessoas que adoram a Deus tivessem sido purificadas dos seus pecados, não se sentiriam mais culpadas de nenhum pecado, e todos os sacrifícios terminariam. Em vez disso esses sacrifícios, realizados ano após ano, servem para fazer com que as pessoas lembrem dos seus pecados. Pois o sangue de touros e de bodes não pode, de modo nenhum, tirar os pecados de ninguém.
  • 11. Por isso Cristo, ao entrar no mundo, disse: “Tu, ó Deus, não queres animais oferecidos em sacrifícios nem ofertas de cereais, mas preparaste um corpo para mim. Não te agradam as ofertas de animais queimados inteiros no altar nem os sacrifícios oferecidos para tirar pecados. Então eu disse: — Estou aqui, ó Deus; venho fazer a tua vontade, assim como está escrito a meu respeito no Livro da Lei.” Primeiro ele disse: “Tu não queres sacrifícios ou ofertas de animais, e não te agradam as ofertas dos animais queimados inteiros no altar nem os sacrifícios oferecidos para tirar pecados.” Ele disse isso embora todos os sacrifícios sejam oferecidos de acordo com a lei.
  • 12. Depois ele disse: “Estou aqui, ó Deus, para fazer a tua vontade.” Assim Deus acabou com todos os antigos sacrifícios e pôs no lugar deles o sacrifício de Cristo. E, porque Jesus Cristo fez o que Deus quis, nós somos purificados do pecado pela oferta que ele fez, uma vez por todas, do seu próprio corpo. Todo sacerdote judeu cumpre todos os dias os seus deveres religiosos e oferece muitas vezes os mesmos sacrifícios, mas estes nunca poderão tirar pecados. Porém Jesus Cristo ofereceu só um sacrifício para tirar pecados, uma oferta que vale para sempre, e depois sentou-se do lado direito de Deus
  • 13. Ali Jesus está esperando até que Deus ponha os seus inimigos como estrado debaixo dos pés dele. Assim, com um sacrifício só, ele aperfeiçoou para sempre os que são purificados do pecado. E o Espírito Santo também nos dá o seu testemunho sobre isso. Primeiro ele diz: “Quando esse tempo chegar, diz o Senhor, eu farei com o povo de Israel esta aliança: Porei as minhas leis no coração deles e na mente deles as escreverei.” Depois ele diz: “Não lembrarei mais dos seus pecados nem das suas maldades.” Assim, quando os pecados são perdoados, já não há mais necessidade de oferta para tirá-los. Por isso, irmãos, por causa da morte de Jesus na cruz nós temos completa liberdade de entrar no Lugar Santíssimo.
  • 14. Por meio da cortina, isto é, por meio do seu próprio corpo, ele nos abriu um caminho novo e vivo. Nós temos um Grande Sacerdote para dirigir a casa de Deus. Portanto, cheguemos perto de Deus com um coração sincero e uma fé firme, com a consciência limpa das nossas culpas e com o corpo lavado com água pura. Guardemos firmemente a esperança da fé que professamos, pois podemos confiar que Deus cumprirá as suas promessas.
  • 15. Sentido Exato O SENHOR Deus disse a Moisés: — Faça uma pia de bronze com a base também de bronze. Coloque a pia entre a Tenda e o altar e ponha água dentro dela. Arão e os seus filhos usarão essa água para lavar as mãos e os pés, antes de entrarem na Tenda ou antes de chegarem perto do altar para apresentar a oferta de alimento. Assim eles não serão mortos. Eles deverão lavar as mãos e os pés para que não morram. Essa é uma lei que deverá ser obedecida para sempre por eles e pelos seus descendentes.
  • 16. Uma alegoria (do grego αλλος, allos, "outro", e αγορευειν, agoreuein, "falar em público") é uma figura de linguagem, mais especificamente de uso retórico, que produz a virtualização do significado, ou seja, sua expressão transmite um ou mais sentidos que o da simples compreensão ao literal. Diz b para significar a. Uma alegoria não precisa ser expressa no texto escrito: pode dirigir-se aos olhos e, com freqüência, encontra-se na pintura, escultura ou noutras formas de linguagem. Embora opere de maneira semelhante a outras figuras retóricas, a alegoria vai além da simples comparação da metáfora. A fábula e aparábola são exemplos genéricos (isto é, de gêneros textuais) de aplicação da alegoria, às vezes acompanhados de uma moral que deixa claro a relação entre o sentido literal e o sentido figurado.
  • 18. O Cobre ou O Bronze Às vezes, nas versões diferentes da Bíblia, a palavra bronze é usada no lugar da palavra cobre para descrever a mesma coisa. São palavras similares. Similar pois o bronze é um metal com uma mistura com grande proporção de cobre. O Significado de Cobre ou Bronze no tabernáculo é julgamento pois muitas das vezes que a palavra „bronze‟ ou „cobre‟ é usada pela Bíblia ela é usada num caso de julgamento. (Justiça) Queremos ver estes usos para entender melhor o uso de cobre e bronze pelo tabernáculo.
  • 20. Deuteronômio 28 11 E o SENHOR te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto do teu solo, sobre a terra que o SENHOR jurou a teus pais te dar. 12 O SENHOR te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo, e para abençoar toda a obra das tuas mãos; e emprestarás a muitas nações, porém tu não tomarás emprestado. 13 E o SENHOR te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás em cima, e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir.
  • 21. 15 Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz do SENHOR teu Deus, para não cuidares em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então virão sobre ti todas estas maldições, e te alcançarão: 16 Maldito serás tu na cidade, e maldito serás no campo. 17 Maldito o teu cesto e a tua amassadeira. 18 Maldito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e as crias das tuas vacas, e das tuas ovelhas. 19 Maldito serás ao entrares, e maldito serás ao saíres. 20 O SENHOR mandará sobre ti a maldição; a confusão e a derrota em tudo em que puseres a mão para fazer; até que sejas destruído, e até que repentinamente pereças, por causa da maldade das tuas obras, pelas quais me deixaste. 21 O SENHOR fará pegar em ti a pestilência, até que te consuma da terra a que passas a possuir. 22 O SENHOR te ferirá com a tísica e com a febre, e com a inflamação, e com o calor ardente, e com a secura, e com crestamento e com ferrugem; e te perseguirão até que pereças. 23 E os teus céus, que estão sobre a cabeça, serão de bronze; e a terra que está debaixo de ti, será de ferro.
  • 22. Números 21 4 Partiram eles do monte Hor pelo caminho do mar Vermelho, para contornarem a terra de Edom. Mas o povo ficou impaciente no caminho e falou contra Deus e contra Moisés, dizendo: "Por que vocês nos tiraram do Egito para morrermos no deserto? Não há pão! Não há água! E nós detestamos esta comida miserável!“ 6 Então o Senhor enviou serpentes venenosas que morderam o povo, e muitos morreram.
  • 23. A serpente de bronze 7 O povo foi a Moisés e disse: "Pecamos quando falamos contra o Senhor e contra você. Ore pedindo ao Senhor que tire as serpentes do meio de nós". E Moisés orou pelo povo. 8 O Senhor disse a Moisés: "Faça uma serpente de bronze e coloque-a no alto de um poste; quem for mordido e olhar para ela viverá". 9 Moisés fez então uma serpente de bronze e a colocou num poste. Quando alguém era mordido por uma serpente e olhava para a serpente de bronze, permanecia vivo.
  • 24. João 4 5 Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José. 6 E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta. 7 Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. 8 Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida. 9 Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? ( porque os judeus não se comunicam com os samaritanos ).
  • 25. 10 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. 11 Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva? 12 És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado? 13 Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; 14 Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.