SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 46
Baixar para ler offline
Estudo Elaborado: Pr. Ricardo Gondim
A mensagem de Hebreus
Aula 1 – EBD 2015
Hebreus 1
1 HAVENDO Deus antigamente falado
muitas vezes, e de muitas maneiras, aos
pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes
últimos dias pelo Filho, 2 A quem
constituiu herdeiro de tudo, por quem fez
também o mundo. 3 O qual, sendo o
resplendor da sua glória, e a expressa
imagem da sua pessoa, e sustentando
todas as coisas pela palavra do seu poder,
havendo feito por si mesmo a purificação
dos nossos pecados, assentou-se à destra
da majestade nas alturas;
• Se há um livro do Novo Testamento que
exorta o cristão a permanecer na fé “nos
últimos dias”, é a Epístola aos Hebreus.
• Foi dito muitas vezes que a epístola aos
Hebreus começa como um tratado,
continua como um sermão e termina como
uma carta.
• Essa epístola tem uma mensagem especial
para uma época marcada pela apostasia;
ela se dirige ao crente que, ao defrontar-se
com a descrença e a desobediência, deve
permanecer firme na fé.
O verdadeiro propósito desta epístola foi
para mostrar aos crentes hebreus a
superioridade de Cristo e de sua graça
sobre o antigo concerto, como sendo um
empreendimento “melhor”.
E através desta conscientização, encorajá-
los a não voltarem para o judaísmo, que
havia terminado sua missão justificadora
com a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo
(cf. Hb 10.9). Jesus é superior.
3) Era destinada a uma congregação de cristãos
judeus que se reuniam na cidade de Roma, os
quais estavam enfrentando uma severa provação
e perseguição. A teoria da "igreja em Roma"
tende também a defender a teoria da
"congregação única", onde os destinatários
originais da carta seriam membros de uma
"pequena congregação" ou uma "igreja reunida na
casa de alguém" em Roma.
4) Uma modificação da terceira. A congregação
destinatária de Hebreus era pequena, mas
poderia estar em qualquer parte do Império
Romano, e não necessariamente em Roma.
Quanto ao destino, três teorias principais têm
prevalecido, cada uma delas apontando para uma
cidade grande, do mundo romano e
mediterrâneo. Alguns acrescentam uma quarta
opinião, que na realidade é uma modificação de
uma das teorias principais.
1) Os judeus cristãos em Jerusalém e à volta dela,
foram os destinatários da carta.
2) Ela foi enviada aos cristãos judeus que
moravam em Alexandria. Esta opinião costuma
ser defendida por aqueles que apóiam o
argumento de um forte sabor alexandrino na
carta aos hebreus.
Todavia, o texto parece estar endereçado
basicamente a três grupos dentre esses
judeus (ou hebreus), ou seja,
1. um primeiro composto por judeus que
“eram cristãos de fato”,
2. um segundo, composto por judeus
“não-cristãos” que estavam
intelectualmente convencidos e,
3. um último, composto por judeus “não-
cristãos” que não estavam convencidos.
• A Carta aos Hebreus é, então, uma
exortação à fidelidade.
• Admitindo-se que Hebreus ensina a
superioridade de Cristo sobre os anjos,
Moisés, Josué, Arão e Melquisedeque, as
exortações, que são livremente
intercaladas entre as seções doutrinárias,
determinam o caráter.
• As admoestações revelam o carinho e
o profundo interesse do pastor-
escritor.
• Constantemente, ao longo da
epístola, o autor implora ao leitor
para que permaneça fiel ao
evangelho e não se desvie (2.1; 3.12;
4.11;6.11,12; 10.22-25; 12.25).
• Ele enfatiza a responsabilidade comum;
Os irmãos são exortados a cuidar para
que nenhum crente se afaste do Deus vivo
(3.12,13; 4.1,11).
• As conseqüências da queda são de fato
inimagináveis, pois o escritor diz,
“horrível coisa é cair nas mãos do Deus
vivo” (10.31).
• O escritor de Hebreus aconselha o crente
a ouvir com obediência a Palavra de Deus
(4.2,3,6,12).
• Ele exorta os crentes a servirem “a Deus
de modo agradável, com reverência e
santo temor” (12.28).
• Numa época em que a apostasia é comum
e “o mistério da iniqüidade já opera”,
como Paulo diz em 2 Tessalonicenses 2.7,
a mensagem de Hebreus é extremamente
relevante.
• E conclui que “o nosso Deus é fogo
consumidor” (12.29) - caso essa
exortação seja negligenciada.
• Nós simplesmente não podemos ignorar o
aviso que acompanha “tão grande
salvação” (2.3), porque não poderemos
escapar se o fizermos.
• Portanto, faremos bem em ouvir
atentamente.
Os autores sugeridos são muitos, e
as opiniões que favorecem um
possível autor em detrimento de
outro são muitas também.
O apóstolo Paulo, Apolo, Barnabé,
Lucas, Timóteo, Áqüila e Priscila,
Silas, Ariston e Filipe, o Diácono,
todos têm sido propostos como
autores, com argumentação
comprovante.
• A Carta tem um tema principal –
progresso, uma necessidade nos dias
atuais
• NÃO EXISTE ESTAGNAÇÃO EM DEUS
• Ou nós estamos avançando em Deus
• Ou nós estamos retrocedendo em Deus
• A vida cristã é dinâmica ela avança
• Não é uma questão de crescer em
conhecimento de forma intelectual
• MAS CRESCER EM CONHECIMENTO COMO
RELAÇÃO
• Se você deixa de avançar vai retroceder, e
o primeiro sinal de retrocesso é a
indiferença
• Em Deus é a mesma coisa, é por isso,
que nessa carta você vai ver este tema
13:22 Rogo-vos, porém, irmãos, que
suporteis a palavra desta exortação;
porque abreviadamente vos escrevi.
Vc se torna
indiferente Vc deixa de
se importar
• Esta carta tem no tema exortação dois
propósitos:
1. Exortar, advertir, chamar a atenção
2. Estimular, consolar, encorajar
• A palavra exortação tem dois sentidos
• O Espírito Santo é chamado de Parakletos
porque este é o seu ministério
JOÃO 16:7 Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá;
porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu
for, vo-lo enviarei. 8 E, quando ele vier, convencerá o mundo do
pecado, e da justiça e do juízo.
Paraklesis
EXORTAR
Parakleo
Encorajar
• Você lê a carta que nos exorta e consola
Outra característica interessante da carta é
que a palavra será usada na 1ª. Pessoa do
plural
1. Temamos
2. Esforcemo-nos
3. Deixemo-nos
4. Corramos
Isso significa que na caminhada cristã
nós fazemos e avançamos JUNTOS
• Não é por acaso que o autor de Hebreus
permanece anônimo porque o destaque
principal aqui é o Espírito Santo
• É Ele que diz, temamos, esforcemo-nos
• É o Espírito Santo que habita em nós que
vai nos estimular, advertir, encorajar a
correr a carreira que nos está proposta
• Esta é a ligação deste livro com a
temática TABERNÁCULO, porque Ele fala
de avanço e nós hoje em dia estamos
carentes de progresso na igreja e no
meio espiritual
• O meu sentimento é que toda a carta vai
nos conduzir a entender a exortação a
cerca de Cristo, da sua obra justificadora
e redentora e isto é o suficiente para nos
levar a PLENITUDE DE CRISTO
• Então se olharmos o cenário do
Tabernáculo vamos enxergar:
No egito aquele
sangue derramado
Também a terra
de canaã
Tipifica Cristo Tipifica Cristo
Sangue=Salvação Terra=Herança
De
Cristo
Para
Cristo
Tipologia do Antigo Testamento
Paulo aos Filipenses no capitulo 3
8 E, na verdade, tenho também por perda todas as
coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus,
meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas
coisas, e as considero como escória, para que possa
ganhar a Cristo,
9 E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem
da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça
que vem de Deus pela fé; 10 Para conhecê-lo, e à
virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas
aflições, sendo feito conforme à sua morte; 11 Para ver
se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre
os mortos. 12 Não que já a tenha alcançado, ou que seja
perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que
fui também preso por Cristo Jesus. 13 Irmãos, quanto
a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma
coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas
que atrás ficam, e avançando para as que estão
diante de mim, 14 Prossigo para o alvo, pelo
prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo
Jesus. 15 Por isso todos quantos já somos perfeitos,
sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa de outra
maneira, também Deus vo-lo revelará.
De
Cristo
Para
Cristo
Olha o cenário do AT de novo
Sangue + Travessia + Peregrinação + Terra
Salvação + Batismo + Avanço + Herança
• Superioridade de Cristo
• Progresso Cristão
Visão Panorâmica
O livro de Hebreus mostra-nos
um progresso maravilhoso.
Este é o tema do livro: “progresso”. Tanto
um progresso na doutrina, quanto um
progresso nas exortações.
• Primeiro o Espírito Santo começa com um
ensinamento.
• Depois entra com uma exortação. A exortação
está baseada naquele ensinamento.
• Depois entra outro ensinamento. E esse
ensinamento não é uma repetição do primeiro.
• O Espírito Santo acrescenta algo ao que já foi
dito. Por quê? Porque há um “progresso” em
toda a carta.
• 1 HAVENDO Deus antigamente falado
muitas vezes, e de muitas maneiras, aos
pais, pelos profetas, a nós falou-nos
nestes últimos dias pelo Filho,
TEXTOS EXORTATIVOS
Hb 2:1-4
Hb 3:7 a 4:13
Hb 5:11 a 6:20
Hb 10:26-39
Hb 12:14-29
São cinco “exortações” que compõem a Epístola
Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de
Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb
2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira
está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta
está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb
12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
Hebreus 2
1 PORTANTO, convém-nos atentar com mais
diligência para as coisas que já temos ouvido,
para que em tempo algum nos desviemos delas.
2 Porque, se a palavra falada pelos anjos
permaneceu firme, e toda a transgressão e
desobediência recebeu a justa retribuição,
3 Como escaparemos nós, se não atentarmos
para uma tão grande salvação, a qual, começando
a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois
confirmada pelos que a ouviram;
4 Testificando também Deus com eles, por sinais,
e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito
Santo, distribuídos por sua vontade?
TEXTOS EXORTATIVOS
Hb 2:1-4
Hb 3:7 a 4:13
Hb 5:11 a 6:20
Hb 10:26-39
Hb 12:14-29
São cinco “exortações” que compõem a Epístola
Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de
Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb
2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira
está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta
está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb
12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
7 Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a
sua voz,
8 Não endureçais os vossos corações, Como na
provocação, no dia da tentação no deserto.
9 Onde vossos pais me tentaram, me provaram, E viram
por quarenta anos as minhas obras.
10 Por isso me indignei contra esta geração, E disse:
Estes sempre erram em seu coração, E não conheceram
os meus caminhos.
11 Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu
repouso.
12 Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um
coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo.
13 Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias,
durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum
de vós se endureça pelo engano do pecado;
14 Porque nos tornamos participantes de Cristo, se
retivermos firmemente o princípio da nossa
confiança até ao fim.
15 Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não
endureçais os vossos corações, como na provocação.
16 Porque, havendo-a alguns ouvido, o provocaram;
mas não todos os que saíram do Egito por meio de
Moisés.
17 Mas com quem se indignou por quarenta anos?
Não foi porventura com os que pecaram, cujos
corpos caíram no deserto?
18 E a quem jurou que não entrariam no seu
repouso, senão aos que foram desobedientes?
19 E vemos que não puderam entrar por causa da
sua incredulidade.
1 TEMAMOS, pois, que, porventura, deixada a promessa de
entrar no seu repouso, pareça que algum de vós fica para trás.
2 Porque também a nós foram pregadas as boas novas, como a
eles, mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou,
porquanto não estava misturada com a fé naqueles que a
ouviram.
3 Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso, tal
como disse: Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu
repouso; embora as suas obras estivessem acabadas desde a
fundação do mundo.
4 Porque em certo lugar disse assim do dia sétimo: E repousou
Deus de todas as suas obras no sétimo dia.
5 E outra vez neste lugar: Não entrarão no meu repouso.
6 Visto, pois, que resta que alguns entrem nele, e que aqueles
a quem primeiro foram pregadas as boas novas não entraram
por causa da desobediência,
7 Determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi,
muito tempo depois, como está dito: Hoje, se ouvirdes a sua
voz, Não endureçais os vossos corações.
8 Porque, se Josué lhes houvesse dado repouso, não
falaria depois disso de outro dia.
9 Portanto, resta ainda um repouso para o povo de
Deus.
10 Porque aquele que entrou no seu repouso, ele
próprio repousou de suas obras, como Deus das suas.
11 Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que
ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência.
12 Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais
penetrante do que espada alguma de dois gumes, e
penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas
e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e
intenções do coração.
13 E não há criatura alguma encoberta diante dele;
antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos
daquele com quem temos de tratar.
TEXTOS EXORTATIVOS
Hb 2:1-4
Hb 3:7 a 4:13
Hb 5:11 a 6:20
Hb 10:26-39
Hb 12:14-29
São cinco “exortações” que compõem a Epístola
Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de
Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb
2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira
está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta
está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb
12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
11 Do qual muito temos que dizer, de difícil
interpretação; porquanto vos fizestes negligentes
para ouvir.
12 Porque, devendo já ser mestres pelo tempo,
ainda necessitais de que se vos torne a ensinar
quais sejam os primeiros rudimentos das
palavras de Deus; e vos haveis feito tais que
necessitais de leite, e não de sólido mantimento.
13 Porque qualquer que ainda se alimenta de
leite não está experimentado na palavra da
justiça, porque é menino.
14 Mas o mantimento sólido é para os perfeitos,
os quais, em razão do costume, têm os sentidos
exercitados para discernir tanto o bem como o
mal.
1 POR isso, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo,
prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do
arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, 2 E da doutrina
dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos
mortos, e do juízo eterno. 3 E isto faremos, se Deus o permitir. 4
Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e
provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito
Santo, 5 E provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século
futuro, 6 E recaíram, sejam outra vez renovados para
arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho
de Deus, e o expõem ao vitupério.
7 Porque a terra que embebe a chuva, que muitas vezes cai sobre ela,
e produz erva proveitosa para aqueles por quem é lavrada, recebe a
bênção de Deus;
8 Mas a que produz espinhos e abrolhos, é reprovada, e perto está da
maldição; o seu fim é ser queimada.
9 Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que
acompanham a salvação, ainda que assim falamos.
10 Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do
trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto
servistes aos santos; e ainda servis.
11 Mas desejamos que cada um de vós mostre o mesmo cuidado até
ao fim, para completa certeza da esperança;
12 Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos
que pela fé e paciência herdam as promessas.
13 Porque, quando Deus fez a promessa a Abraão, como não tinha
outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo,
14 Dizendo: Certamente, abençoando te abençoarei, e multiplicando
te multiplicarei.
15 E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa.
16 Porque os homens certamente juram por alguém superior a eles, e
o juramento para confirmação é, para eles, o fim de toda a contenda.
17 Por isso, querendo Deus mostrar mais abundantemente a
imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se
interpôs com juramento;
18 Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que
Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o
nosso refúgio em reter a esperança proposta;
19 A qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra
até ao interior do véu,
20 Onde Jesus, nosso precursor, entrou por nós, feito eternamente
sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.
TEXTOS EXORTATIVOS
Hb 2:1-4
Hb 3:7 a 4:13
Hb 5:11 a 6:20
Hb 10:26-39
Hb 12:14-29
São cinco “exortações” que compõem a Epístola
Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de
Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb
2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira
está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta
está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb
12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
26 Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido
o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos
pecados,
27 Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que
há de devorar os adversários.
28 Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só
pela palavra de duas ou três testemunhas.
29 De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor
aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da
aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?
30 Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu
darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu
povo.
31 Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.
32 Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes
iluminados, suportastes grande combate de aflições.
33 Em parte fostes feitos espetáculo com vitupérios e tribulações, e
em parte fostes participantes com os que assim foram tratados.
34 Porque também vos compadecestes das minhas
prisões, e com alegria permitistes o roubo dos vossos
bens, sabendo que em vós mesmos tendes nos céus uma
possessão melhor e permanente.
35 Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande
e avultado galardão.
36 Porque necessitais de paciência, para que, depois de
haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a
promessa.
37 Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de
vir virá, e não tardará.
38 Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha
alma não tem prazer nele.
39 Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para
a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação
da alma.
TEXTOS EXORTATIVOS
Hb 2:1-4
Hb 3:7 a 4:13
Hb 5:11 a 6:20
Hb 10:26-39
Hb 12:14-29
São cinco “exortações” que compõem a Epístola
Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de
Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb
2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira
está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta
está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb
12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
14 Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual
ninguém verá o Senhor;
15 Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de
Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos
perturbe, e por ela muitos se contaminem.
16 E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que
por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura.
17 Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois
herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de
arrependimento, ainda que com lágrimas o buscou.
18 Porque não chegastes ao monte palpável, aceso em
fogo, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade,
19 E ao sonido da trombeta, e à voz das palavras, a qual
os que a ouviram pediram que se lhes não falasse mais;
20 Porque não podiam suportar o que se lhes mandava: Se
até um animal tocar o monte será apedrejado ou passado
com um dardo. 21 E tão terrível era a visão, que Moisés
disse: Estou todo assombrado, e tremendo.
22 Mas chegastes ao monte Sião, e à cidade do Deus vivo, à
Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos;
23 À universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão
inscritos nos céus, e a Deus, o juiz de todos, e aos espíritos dos
justos aperfeiçoados;
24 E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da
aspersão, que fala melhor do que o de Abel.
25 Vede que não rejeiteis ao que fala; porque, se não escaparam
aqueles que rejeitaram o que na terra os advertia, muito menos nós,
se nos desviarmos daquele que é dos céus;
26 A voz do qual moveu então a terra, mas agora anunciou,
dizendo: Ainda uma vez comoverei, não só a terra, senão também o
céu.
27 E esta palavra: Ainda uma vez, mostra a mudança das coisas
móveis, como coisas feitas, para que as imóveis permaneçam.
28 Por isso, tendo recebido um reino que não pode ser abalado,
retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente,
com reverência e piedade;
29 Porque o nosso Deus é um fogo consumidor.
Essas cinco exortações formam uma só
palavra de exortação.
“Rogo-vos ainda, irmãos,
que suporteis a presente palavra
de exortação”
Verdade ouvida onde?
Verdade ouvida de quem?
1 HAVENDO Deus antigamente falado
muitas vezes, e de muitas maneiras, aos
pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes
últimos dias pelo Filho,
Note que o ensinamento dado pelo ES na
abertura da Epístola fala da superioridade
de Jesus destacando as suas 7 glórias:
1 HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de
muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos
nestes últimos dias pelo Filho,
2 A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem
fez também o mundo.
3 O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a
expressa imagem da sua pessoa, e sustentando
todas as coisas pela palavra do seu poder,
havendo feito por si mesmo a purificação dos
nossos pecados, assentou-se à destra da
majestade nas alturas
1. O Herdeiro de todas as coisas
2. O Criador pelo qual Deus fez o universo
3. O Resplendor da Glória
4. A Expressão exata do seu ser
5. Aquele que Sustenta todas as coisas pela
Palavra do Seu Poder
6. Aquele que Fez a purificação dos
pecados
7. O que Assentou-se a destra da
Majestade nas alturas
Nossa abordagem procurou mostrar a
semelhança contida na Epístola aos Hebreus e o
projeto estabelecido por Deus no Sinai. O autor
de Hebreus estava procurando instruir os
cristãos ao contexto de uma situação específica
e, para tanto, lança mão de um vocabulário bem
característico do universo hebreu e peculiar aos
seus leitores.
Vale destacar, também, que a sistematização
proposta pelo autor quando descreve os fatos
passados, os apresenta como uma sombra,
da realidade que estava por vir na figura central
de Cristo, a verdadeira realidade.
Aula 1 e 2   A mensagem de Hebreus

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Divisão da bíblia hebraica
Divisão da bíblia hebraicaDivisão da bíblia hebraica
Divisão da bíblia hebraica
Rodrigo Fragoso
 

Mais procurados (20)

Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
Divisão da bíblia hebraica
Divisão da bíblia hebraicaDivisão da bíblia hebraica
Divisão da bíblia hebraica
 
2. introdução ao novo testamento
2.  introdução ao novo testamento2.  introdução ao novo testamento
2. introdução ao novo testamento
 
Cronologia Bíblica do Antigo Testamento
Cronologia Bíblica do Antigo TestamentoCronologia Bíblica do Antigo Testamento
Cronologia Bíblica do Antigo Testamento
 
Estudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicasEstudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicas
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
 
Aula 04 e 05 provérbios
Aula 04 e 05   provérbiosAula 04 e 05   provérbios
Aula 04 e 05 provérbios
 
Cristologia aula04
Cristologia aula04Cristologia aula04
Cristologia aula04
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Slides apologética o que é e qual suas funções
Slides   apologética o que é e qual suas funçõesSlides   apologética o que é e qual suas funções
Slides apologética o que é e qual suas funções
 
Escatologia 3
Escatologia 3Escatologia 3
Escatologia 3
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
As 7 igrejas da asia 2
As 7 igrejas da asia 2As 7 igrejas da asia 2
As 7 igrejas da asia 2
 
Amor ao próximo
Amor ao próximoAmor ao próximo
Amor ao próximo
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
 
Palestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblicaPalestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblica
 

Destaque

Doutrina da igreja
Doutrina da igrejaDoutrina da igreja
Doutrina da igreja
ugleybson
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
Graça Maciel
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
valmarques
 

Destaque (20)

A Doutrina da Salvação
A Doutrina da SalvaçãoA Doutrina da Salvação
A Doutrina da Salvação
 
Assembleia De Deus
Assembleia De DeusAssembleia De Deus
Assembleia De Deus
 
Inferno ApresentaçãO1
Inferno   ApresentaçãO1Inferno   ApresentaçãO1
Inferno ApresentaçãO1
 
Santidade
SantidadeSantidade
Santidade
 
Santificação
SantificaçãoSantificação
Santificação
 
Lição 18 Apostasia da Fé
Lição 18   Apostasia da FéLição 18   Apostasia da Fé
Lição 18 Apostasia da Fé
 
Doutrina da igreja
Doutrina da igrejaDoutrina da igreja
Doutrina da igreja
 
Aula - SUS Princípios Doutrinários e Organizacionais
Aula - SUS Princípios Doutrinários e OrganizacionaisAula - SUS Princípios Doutrinários e Organizacionais
Aula - SUS Princípios Doutrinários e Organizacionais
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
Os quatro gigantes da alma
Os quatro gigantes da alma Os quatro gigantes da alma
Os quatro gigantes da alma
 
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouLição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
 
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de DeusSlide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
 
Lição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do SenhorLição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
 
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
 
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águasLição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
 

Semelhante a Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus

Semelhante a Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus (20)

O tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoO tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeito
 
Aula 3 A Superioridade do Evangelho
Aula 3   A Superioridade do EvangelhoAula 3   A Superioridade do Evangelho
Aula 3 A Superioridade do Evangelho
 
Rev ebd adultos 1° trimestre - 2018. comentada
Rev ebd adultos   1° trimestre - 2018. comentadaRev ebd adultos   1° trimestre - 2018. comentada
Rev ebd adultos 1° trimestre - 2018. comentada
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
 
Lição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanosLição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanos
 
Ebd série - lição -01 - 2º-trimestre 2016
Ebd   série - lição -01 - 2º-trimestre 2016Ebd   série - lição -01 - 2º-trimestre 2016
Ebd série - lição -01 - 2º-trimestre 2016
 
Ebd lições séries 01 - 2º-trimestre 2016
Ebd   lições séries 01 - 2º-trimestre 2016Ebd   lições séries 01 - 2º-trimestre 2016
Ebd lições séries 01 - 2º-trimestre 2016
 
A importância do Estudo Bíblico
A importância do Estudo BíblicoA importância do Estudo Bíblico
A importância do Estudo Bíblico
 
Hebreus
Hebreus Hebreus
Hebreus
 
Ministros e despenseiros
Ministros e despenseirosMinistros e despenseiros
Ministros e despenseiros
 
Lição 07 artigo
Lição 07   artigoLição 07   artigo
Lição 07 artigo
 
Romanos 1
Romanos   1Romanos   1
Romanos 1
 
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de CristoLição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
 
Licao 3 2 trim - 2020 eleicao e predestinacao
Licao 3   2 trim - 2020 eleicao e predestinacaoLicao 3   2 trim - 2020 eleicao e predestinacao
Licao 3 2 trim - 2020 eleicao e predestinacao
 
vdocuments.com.br_introducao-a-teologia-55c3b7b07dc6d.ppt
vdocuments.com.br_introducao-a-teologia-55c3b7b07dc6d.pptvdocuments.com.br_introducao-a-teologia-55c3b7b07dc6d.ppt
vdocuments.com.br_introducao-a-teologia-55c3b7b07dc6d.ppt
 
2016 4º trimestre adultos lição 13.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 13.pptx2016 4º trimestre adultos lição 13.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 13.pptx
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação Progressiva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
 
Aula 5 - Revisando a Carta de Hebreus
Aula 5 - Revisando a Carta de HebreusAula 5 - Revisando a Carta de Hebreus
Aula 5 - Revisando a Carta de Hebreus
 
Epistola de efeso
Epistola de efesoEpistola de efeso
Epistola de efeso
 

Mais de Ricardo Gondim

Mais de Ricardo Gondim (20)

Princípios de Orígenes
Princípios de OrígenesPrincípios de Orígenes
Princípios de Orígenes
 
Salvação I
Salvação ISalvação I
Salvação I
 
Carnalidade, imaturidade e divisões
Carnalidade, imaturidade e divisõesCarnalidade, imaturidade e divisões
Carnalidade, imaturidade e divisões
 
Ninguem é de Ninguén
Ninguem é de NinguénNinguem é de Ninguén
Ninguem é de Ninguén
 
Seitas e Heresias
Seitas e HeresiasSeitas e Heresias
Seitas e Heresias
 
Poéticos II
Poéticos IIPoéticos II
Poéticos II
 
Históricos III
Históricos IIIHistóricos III
Históricos III
 
Poéticos I
Poéticos IPoéticos I
Poéticos I
 
Históricos II
Históricos IIHistóricos II
Históricos II
 
Históricos I
Históricos IHistóricos I
Históricos I
 
Aula 2 - Pentateuco
Aula 2 - PentateucoAula 2 - Pentateuco
Aula 2 - Pentateuco
 
Aula 1 apresentação site
Aula 1   apresentação siteAula 1   apresentação site
Aula 1 apresentação site
 
Aula 1 genesis
Aula 1   genesisAula 1   genesis
Aula 1 genesis
 
Aula 1 introdução
Aula 1   introduçãoAula 1   introdução
Aula 1 introdução
 
Meu teólogo favorito
Meu teólogo favoritoMeu teólogo favorito
Meu teólogo favorito
 
Aula 7 O homem diante da salvação
Aula 7   O homem diante da salvaçãoAula 7   O homem diante da salvação
Aula 7 O homem diante da salvação
 
Aula 6 - Cristo o Grande Sacerdote
Aula 6 - Cristo o Grande SacerdoteAula 6 - Cristo o Grande Sacerdote
Aula 6 - Cristo o Grande Sacerdote
 
Aula 4 - Jesus, o grande Salvador
Aula 4  - Jesus, o grande SalvadorAula 4  - Jesus, o grande Salvador
Aula 4 - Jesus, o grande Salvador
 
Pedagogia pastoral
Pedagogia pastoralPedagogia pastoral
Pedagogia pastoral
 
Introdução 2 (profecia e comunhão)
Introdução 2 (profecia e comunhão)Introdução 2 (profecia e comunhão)
Introdução 2 (profecia e comunhão)
 

Último (7)

ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus

  • 1. Estudo Elaborado: Pr. Ricardo Gondim A mensagem de Hebreus Aula 1 – EBD 2015
  • 2. Hebreus 1 1 HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, 2 A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. 3 O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;
  • 3. • Se há um livro do Novo Testamento que exorta o cristão a permanecer na fé “nos últimos dias”, é a Epístola aos Hebreus. • Foi dito muitas vezes que a epístola aos Hebreus começa como um tratado, continua como um sermão e termina como uma carta. • Essa epístola tem uma mensagem especial para uma época marcada pela apostasia; ela se dirige ao crente que, ao defrontar-se com a descrença e a desobediência, deve permanecer firme na fé.
  • 4. O verdadeiro propósito desta epístola foi para mostrar aos crentes hebreus a superioridade de Cristo e de sua graça sobre o antigo concerto, como sendo um empreendimento “melhor”. E através desta conscientização, encorajá- los a não voltarem para o judaísmo, que havia terminado sua missão justificadora com a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo (cf. Hb 10.9). Jesus é superior.
  • 5. 3) Era destinada a uma congregação de cristãos judeus que se reuniam na cidade de Roma, os quais estavam enfrentando uma severa provação e perseguição. A teoria da "igreja em Roma" tende também a defender a teoria da "congregação única", onde os destinatários originais da carta seriam membros de uma "pequena congregação" ou uma "igreja reunida na casa de alguém" em Roma. 4) Uma modificação da terceira. A congregação destinatária de Hebreus era pequena, mas poderia estar em qualquer parte do Império Romano, e não necessariamente em Roma.
  • 6. Quanto ao destino, três teorias principais têm prevalecido, cada uma delas apontando para uma cidade grande, do mundo romano e mediterrâneo. Alguns acrescentam uma quarta opinião, que na realidade é uma modificação de uma das teorias principais. 1) Os judeus cristãos em Jerusalém e à volta dela, foram os destinatários da carta. 2) Ela foi enviada aos cristãos judeus que moravam em Alexandria. Esta opinião costuma ser defendida por aqueles que apóiam o argumento de um forte sabor alexandrino na carta aos hebreus.
  • 7. Todavia, o texto parece estar endereçado basicamente a três grupos dentre esses judeus (ou hebreus), ou seja, 1. um primeiro composto por judeus que “eram cristãos de fato”, 2. um segundo, composto por judeus “não-cristãos” que estavam intelectualmente convencidos e, 3. um último, composto por judeus “não- cristãos” que não estavam convencidos.
  • 8. • A Carta aos Hebreus é, então, uma exortação à fidelidade. • Admitindo-se que Hebreus ensina a superioridade de Cristo sobre os anjos, Moisés, Josué, Arão e Melquisedeque, as exortações, que são livremente intercaladas entre as seções doutrinárias, determinam o caráter.
  • 9. • As admoestações revelam o carinho e o profundo interesse do pastor- escritor. • Constantemente, ao longo da epístola, o autor implora ao leitor para que permaneça fiel ao evangelho e não se desvie (2.1; 3.12; 4.11;6.11,12; 10.22-25; 12.25).
  • 10. • Ele enfatiza a responsabilidade comum; Os irmãos são exortados a cuidar para que nenhum crente se afaste do Deus vivo (3.12,13; 4.1,11). • As conseqüências da queda são de fato inimagináveis, pois o escritor diz, “horrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo” (10.31). • O escritor de Hebreus aconselha o crente a ouvir com obediência a Palavra de Deus (4.2,3,6,12).
  • 11. • Ele exorta os crentes a servirem “a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor” (12.28). • Numa época em que a apostasia é comum e “o mistério da iniqüidade já opera”, como Paulo diz em 2 Tessalonicenses 2.7, a mensagem de Hebreus é extremamente relevante.
  • 12. • E conclui que “o nosso Deus é fogo consumidor” (12.29) - caso essa exortação seja negligenciada. • Nós simplesmente não podemos ignorar o aviso que acompanha “tão grande salvação” (2.3), porque não poderemos escapar se o fizermos. • Portanto, faremos bem em ouvir atentamente.
  • 13. Os autores sugeridos são muitos, e as opiniões que favorecem um possível autor em detrimento de outro são muitas também. O apóstolo Paulo, Apolo, Barnabé, Lucas, Timóteo, Áqüila e Priscila, Silas, Ariston e Filipe, o Diácono, todos têm sido propostos como autores, com argumentação comprovante.
  • 14. • A Carta tem um tema principal – progresso, uma necessidade nos dias atuais • NÃO EXISTE ESTAGNAÇÃO EM DEUS • Ou nós estamos avançando em Deus • Ou nós estamos retrocedendo em Deus • A vida cristã é dinâmica ela avança • Não é uma questão de crescer em conhecimento de forma intelectual • MAS CRESCER EM CONHECIMENTO COMO RELAÇÃO
  • 15. • Se você deixa de avançar vai retroceder, e o primeiro sinal de retrocesso é a indiferença • Em Deus é a mesma coisa, é por isso, que nessa carta você vai ver este tema 13:22 Rogo-vos, porém, irmãos, que suporteis a palavra desta exortação; porque abreviadamente vos escrevi. Vc se torna indiferente Vc deixa de se importar
  • 16. • Esta carta tem no tema exortação dois propósitos: 1. Exortar, advertir, chamar a atenção 2. Estimular, consolar, encorajar • A palavra exortação tem dois sentidos • O Espírito Santo é chamado de Parakletos porque este é o seu ministério JOÃO 16:7 Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. 8 E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. Paraklesis EXORTAR Parakleo Encorajar
  • 17. • Você lê a carta que nos exorta e consola Outra característica interessante da carta é que a palavra será usada na 1ª. Pessoa do plural 1. Temamos 2. Esforcemo-nos 3. Deixemo-nos 4. Corramos Isso significa que na caminhada cristã nós fazemos e avançamos JUNTOS
  • 18. • Não é por acaso que o autor de Hebreus permanece anônimo porque o destaque principal aqui é o Espírito Santo • É Ele que diz, temamos, esforcemo-nos • É o Espírito Santo que habita em nós que vai nos estimular, advertir, encorajar a correr a carreira que nos está proposta • Esta é a ligação deste livro com a temática TABERNÁCULO, porque Ele fala de avanço e nós hoje em dia estamos carentes de progresso na igreja e no meio espiritual
  • 19. • O meu sentimento é que toda a carta vai nos conduzir a entender a exortação a cerca de Cristo, da sua obra justificadora e redentora e isto é o suficiente para nos levar a PLENITUDE DE CRISTO • Então se olharmos o cenário do Tabernáculo vamos enxergar: No egito aquele sangue derramado Também a terra de canaã Tipifica Cristo Tipifica Cristo Sangue=Salvação Terra=Herança
  • 20. De Cristo Para Cristo Tipologia do Antigo Testamento Paulo aos Filipenses no capitulo 3 8 E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo,
  • 21. 9 E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; 10 Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte; 11 Para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre os mortos. 12 Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. 13 Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, 14 Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. 15 Por isso todos quantos já somos perfeitos, sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa de outra maneira, também Deus vo-lo revelará.
  • 22. De Cristo Para Cristo Olha o cenário do AT de novo Sangue + Travessia + Peregrinação + Terra Salvação + Batismo + Avanço + Herança
  • 23. • Superioridade de Cristo • Progresso Cristão Visão Panorâmica O livro de Hebreus mostra-nos um progresso maravilhoso. Este é o tema do livro: “progresso”. Tanto um progresso na doutrina, quanto um progresso nas exortações.
  • 24. • Primeiro o Espírito Santo começa com um ensinamento. • Depois entra com uma exortação. A exortação está baseada naquele ensinamento. • Depois entra outro ensinamento. E esse ensinamento não é uma repetição do primeiro. • O Espírito Santo acrescenta algo ao que já foi dito. Por quê? Porque há um “progresso” em toda a carta. • 1 HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,
  • 25. TEXTOS EXORTATIVOS Hb 2:1-4 Hb 3:7 a 4:13 Hb 5:11 a 6:20 Hb 10:26-39 Hb 12:14-29 São cinco “exortações” que compõem a Epístola Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb 2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb 12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
  • 26. Hebreus 2 1 PORTANTO, convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas. 2 Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, 3 Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram; 4 Testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade?
  • 27. TEXTOS EXORTATIVOS Hb 2:1-4 Hb 3:7 a 4:13 Hb 5:11 a 6:20 Hb 10:26-39 Hb 12:14-29 São cinco “exortações” que compõem a Epístola Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb 2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb 12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
  • 28. 7 Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, 8 Não endureçais os vossos corações, Como na provocação, no dia da tentação no deserto. 9 Onde vossos pais me tentaram, me provaram, E viram por quarenta anos as minhas obras. 10 Por isso me indignei contra esta geração, E disse: Estes sempre erram em seu coração, E não conheceram os meus caminhos. 11 Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu repouso. 12 Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. 13 Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;
  • 29. 14 Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim. 15 Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações, como na provocação. 16 Porque, havendo-a alguns ouvido, o provocaram; mas não todos os que saíram do Egito por meio de Moisés. 17 Mas com quem se indignou por quarenta anos? Não foi porventura com os que pecaram, cujos corpos caíram no deserto? 18 E a quem jurou que não entrariam no seu repouso, senão aos que foram desobedientes? 19 E vemos que não puderam entrar por causa da sua incredulidade.
  • 30. 1 TEMAMOS, pois, que, porventura, deixada a promessa de entrar no seu repouso, pareça que algum de vós fica para trás. 2 Porque também a nós foram pregadas as boas novas, como a eles, mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não estava misturada com a fé naqueles que a ouviram. 3 Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso, tal como disse: Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu repouso; embora as suas obras estivessem acabadas desde a fundação do mundo. 4 Porque em certo lugar disse assim do dia sétimo: E repousou Deus de todas as suas obras no sétimo dia. 5 E outra vez neste lugar: Não entrarão no meu repouso. 6 Visto, pois, que resta que alguns entrem nele, e que aqueles a quem primeiro foram pregadas as boas novas não entraram por causa da desobediência, 7 Determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi, muito tempo depois, como está dito: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações.
  • 31. 8 Porque, se Josué lhes houvesse dado repouso, não falaria depois disso de outro dia. 9 Portanto, resta ainda um repouso para o povo de Deus. 10 Porque aquele que entrou no seu repouso, ele próprio repousou de suas obras, como Deus das suas. 11 Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência. 12 Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. 13 E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.
  • 32. TEXTOS EXORTATIVOS Hb 2:1-4 Hb 3:7 a 4:13 Hb 5:11 a 6:20 Hb 10:26-39 Hb 12:14-29 São cinco “exortações” que compõem a Epístola Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb 2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb 12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
  • 33. 11 Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir. 12 Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. 13 Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. 14 Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.
  • 34. 1 POR isso, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, 2 E da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno. 3 E isto faremos, se Deus o permitir. 4 Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, 5 E provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro, 6 E recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério. 7 Porque a terra que embebe a chuva, que muitas vezes cai sobre ela, e produz erva proveitosa para aqueles por quem é lavrada, recebe a bênção de Deus; 8 Mas a que produz espinhos e abrolhos, é reprovada, e perto está da maldição; o seu fim é ser queimada. 9 Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que acompanham a salvação, ainda que assim falamos. 10 Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis.
  • 35. 11 Mas desejamos que cada um de vós mostre o mesmo cuidado até ao fim, para completa certeza da esperança; 12 Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas. 13 Porque, quando Deus fez a promessa a Abraão, como não tinha outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo, 14 Dizendo: Certamente, abençoando te abençoarei, e multiplicando te multiplicarei. 15 E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa. 16 Porque os homens certamente juram por alguém superior a eles, e o juramento para confirmação é, para eles, o fim de toda a contenda. 17 Por isso, querendo Deus mostrar mais abundantemente a imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se interpôs com juramento; 18 Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta; 19 A qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu, 20 Onde Jesus, nosso precursor, entrou por nós, feito eternamente sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.
  • 36. TEXTOS EXORTATIVOS Hb 2:1-4 Hb 3:7 a 4:13 Hb 5:11 a 6:20 Hb 10:26-39 Hb 12:14-29 São cinco “exortações” que compõem a Epístola Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb 2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb 12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
  • 37. 26 Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, 27 Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários. 28 Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. 29 De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? 30 Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. 31 Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo. 32 Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições. 33 Em parte fostes feitos espetáculo com vitupérios e tribulações, e em parte fostes participantes com os que assim foram tratados.
  • 38. 34 Porque também vos compadecestes das minhas prisões, e com alegria permitistes o roubo dos vossos bens, sabendo que em vós mesmos tendes nos céus uma possessão melhor e permanente. 35 Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão. 36 Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. 37 Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará. 38 Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. 39 Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma.
  • 39. TEXTOS EXORTATIVOS Hb 2:1-4 Hb 3:7 a 4:13 Hb 5:11 a 6:20 Hb 10:26-39 Hb 12:14-29 São cinco “exortações” que compõem a Epístola Abaixo estão descritas as cinco “exortações” do livro de Hebreus. A primeira passagem exortativa está em Hb 2:1-4; a segunda está em Hb 3:7 a Hb 4:13; a terceira está em Hb 5:11 a 6:20, uma longa exortação; a quarta está em Hb 10:26-39; e a última passagem está em Hb 12:14-29 – Na próxima aula trataremos delas
  • 40. 14 Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; 15 Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. 16 E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura. 17 Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que com lágrimas o buscou. 18 Porque não chegastes ao monte palpável, aceso em fogo, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade, 19 E ao sonido da trombeta, e à voz das palavras, a qual os que a ouviram pediram que se lhes não falasse mais; 20 Porque não podiam suportar o que se lhes mandava: Se até um animal tocar o monte será apedrejado ou passado com um dardo. 21 E tão terrível era a visão, que Moisés disse: Estou todo assombrado, e tremendo.
  • 41. 22 Mas chegastes ao monte Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos; 23 À universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus, e a Deus, o juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados; 24 E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel. 25 Vede que não rejeiteis ao que fala; porque, se não escaparam aqueles que rejeitaram o que na terra os advertia, muito menos nós, se nos desviarmos daquele que é dos céus; 26 A voz do qual moveu então a terra, mas agora anunciou, dizendo: Ainda uma vez comoverei, não só a terra, senão também o céu. 27 E esta palavra: Ainda uma vez, mostra a mudança das coisas móveis, como coisas feitas, para que as imóveis permaneçam. 28 Por isso, tendo recebido um reino que não pode ser abalado, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente, com reverência e piedade; 29 Porque o nosso Deus é um fogo consumidor.
  • 42. Essas cinco exortações formam uma só palavra de exortação. “Rogo-vos ainda, irmãos, que suporteis a presente palavra de exortação” Verdade ouvida onde? Verdade ouvida de quem? 1 HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,
  • 43. Note que o ensinamento dado pelo ES na abertura da Epístola fala da superioridade de Jesus destacando as suas 7 glórias: 1 HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, 2 A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. 3 O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas
  • 44. 1. O Herdeiro de todas as coisas 2. O Criador pelo qual Deus fez o universo 3. O Resplendor da Glória 4. A Expressão exata do seu ser 5. Aquele que Sustenta todas as coisas pela Palavra do Seu Poder 6. Aquele que Fez a purificação dos pecados 7. O que Assentou-se a destra da Majestade nas alturas
  • 45. Nossa abordagem procurou mostrar a semelhança contida na Epístola aos Hebreus e o projeto estabelecido por Deus no Sinai. O autor de Hebreus estava procurando instruir os cristãos ao contexto de uma situação específica e, para tanto, lança mão de um vocabulário bem característico do universo hebreu e peculiar aos seus leitores. Vale destacar, também, que a sistematização proposta pelo autor quando descreve os fatos passados, os apresenta como uma sombra, da realidade que estava por vir na figura central de Cristo, a verdadeira realidade.