Seminariomegaeventos bh-23102013

378 visualizações

Publicada em

Seminário sobre segurança Pública na Copa de 2014 em Brasília

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
378
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
167
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminariomegaeventos bh-23102013

  1. 1. Copa do Mundo de 2014 em Brasília Segurança Pública Prof. Dr. Rômulo Ribeiro – PPG-FAU e FUP/UnB
  2. 2. A pergunta que nos move: A Escolha Por que escolher cidades sem tradição em futebol? Brasília – por ser capital do Brasil Será que esta característica justifica tamanho investimento?
  3. 3. A Centralidade 3 km – 41.978 pessoas – 1,63% da população 2km – 11.080 pessoas – 0,43% da população 1 km – 913 pessoas – 0,03% da população
  4. 4. A Centralidade
  5. 5. A Centralidade
  6. 6. A Centralidade
  7. 7. A Centralidade
  8. 8. Esporte e Segurança Pública Acesso a Segurança Pública  Contingente de policiais civis e militares terá reforço de mais 6,5 mil homens até 2014.  Centro de Monitoramento e Controle será inaugurado para combater e prevenir crimes no DF por meio de 1,6 mil câmeras que funcionarão até o final deste ano.  Programa Ação pela Vida, que auxiliou na redução de 12% nos homicídios, 31% nos sequestros relâmpagos e 57% nos latrocínios.  Investidos R$ 26 milhões do GDF.  O Governo Federal tem fornecido equipamentos, inclusive o software para integração do sistema de comunicação entre as corporações e câmeras para serem instaladas nos helicópteros, além de três torres para garantir as imagens das diversas câmeras.
  9. 9. Esporte e Segurança Pública Acesso a Segurança Pública Será montado o Centro de Monitoramento e Controle, que funcionará na própria Secretaria de Segurança. Com isso, ter-se-á imagens das câmeras que serão espalhadas por toda a cidade, em pontos estratégicos, que vão integrar a comunicação de todas as forças de segurança pública (PM, PC, Detran, bombeiros).
  10. 10. Esporte e Segurança Pública Acesso a Segurança Pública Quando se fala em grandes eventos, pensamos em atos terroristas. O GDF e a Secretaria de Segurança estão preparados para isso? Estamos fazendo um treinamento muito forte com a Polícia Federal e as Forças Armadas. A nossa PM também tem quadros próprios com conhecimento para atuar nessa área, caso seja necessário.
  11. 11. Esporte e Segurança Pública Acesso à Saúde, Educação e demais equipamentos urbanos Não há ações específicas voltadas para o Megaevento Ações de melhoria do GDF:  Contratados mais 2.100 novos servidores  Mais de 30 unidades básicas de saúde passaram por reforma desde 2011  Em dezembro de 2010, existiam 206 leitos nos hospitais públicos, número que saltou para 478 agora em 2013, uma ampliação de 130%, segundo números da Secretaria de Saúde. A quantidade de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) aumentou em mais de 100% no mesmo período  Foram inauguradas nesse período quatro Unidades de ProntoAtendimento (UPAs)  Sete Clínicas da Família
  12. 12. Esporte e Segurança Pública Acesso à Saúde, Educação e demais equipamentos urbanos Não há ações específicas voltadas para o Megaevento Ações de melhoria do GDF:  O Governo do Distrito Federal (GDF) adquiriu 25 caminhões de combate a incêndio florestal.  Os bombeiros trabalham hoje apenas com 20 ambulâncias, 50% do seu total. Isso porque seis estão quebradas, sem condições de uso, e outras 14 em manutenção.  Já o Samu, que conta com 31 carros em pleno funcionamento (seis estão parados), sofreu redução nas horas-extras dos trabalhadores, segundo o Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF), o que colaborou com a queda nos acolhimentos.
  13. 13. Eixo 2 – Esporte e Segurança Pública Acesso à Saúde, Educação e demais equipamentos urbanos
  14. 14. Considerações  Apesar de todo o discurso do governo e da FIFA quanto aos benefícios de sediar um evento deste porte e o legado pós-evento, questionamos se cidades sem tradição em futebol poderão arcar ao longo do tempo com esta infraestrutura.  O Estádio será gerido por meio de concessão por um empresa privada, qual será o benefício para o DF?  Não está clara como será feita a arrecadação de impostos e nem como serão aplicados.  Não há investimentos internacionais em Brasília.  O GDF está arcando com todos os custos e investimentos. Qual a expectativa de retorno destes investimentos?
  15. 15. Agradecimentos  Agradecemos:  ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq,  ao Decanato de Pesquisa e Pós-graduação da Universidade de Brasília – DPP-UnB e  a Financiadora de Estudos e Projeto – FINEP, por financiarem este projeto de pesquisa.  Agradecemos também aos alunos da disciplina de Gestão Ambiental Urbana e Regional, do curso de Gestão Ambiental da Faculdade UnB Planaltina, que levantaram dados e informações relevantes para este trabalho.
  16. 16. Obrigado!! Prof. Rômulo Ribeiro http://www.observatoriodasmetropoles.net http://nucleobrasiliaride.wordpress.com/ rjcribeiro@unb.br

×