Candeia          Boletim Informativo do Grupo de                    Estudos    Espírita “Leon Denis”                 ANO I...
2 Boletim Informativo do                       Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis”                                     ...
3         Boletim     Informativo do Grupo de           Estudos    Espírita    “ Leon Denis”                  Página 3 3  ...
4 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis”                                                   Página 4...
5    Boletim       Informativo do Grupo de Estudos                    Espírita     “Leon Denis”                      Págin...
6    Boletim Informativo do                     Grupo de          Estudos       Espírita “Leon                  Página 6  ...
7Boletim        Informativo do Grupo de Estudos                     Espírita „Leon Denis”                     Página 7    ...
8 Boletim        Informativo do Grupo de Estudos                     Espírita “Leon Denis”                      Página 8  ...
9   Boletim       Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis”                                           Página 9...
10    Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis”                                        Página 10      ...
11     Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis”                                      Página 11       ...
12                                                                    Página 12Boletim Informativo do Grupo de Estudos Esp...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Candeia 15 janeiro e fevereiro de 2012

452 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
  • Jogando.net/mu - 29

    Olá, venho divulgar o melhor servidor de MU on-line do
    Brasil.
    >>PROMOÇÃO DE JDIAMONDS E JCASHS, que ganha cupom para concorrer aos prêmios....
    >> PROMOÇÃO GANHE IPAD (NOVO) 3 kits JD v2, 2.000.000 golds e + 1000 jcahs no sorteio do dia 31/10 OUTUBRO
    >>NOVOS KITS : DEVASTATOR , e o SUPREMO DIAMOND V2 ;
    >> MEGA MARATONA DE DIA DAS CRIANÇAS, em breve você irá conhecer os melhores eventos.
    >> Novos Rings e Pendat Mysthical os melhores do servidor ;
    >> Novas Asas e Shields JDiamonds;
    >> Novidades em todos os servidores atualizados p/ o Ep 3 Season 6
    >>>>>> CURTI ANIMES ? conheça o MAIS NOVO SITE Cloud : http://www.animescloud.com/ com mais de 20.000 videos online.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Candeia 15 janeiro e fevereiro de 2012

  1. 1. Candeia Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” ANO III N° 15 Mongaguá-SP Janeiro/ Fevereiro de 2012 NESTA EDIÇÃO: JESUS-MEDIUNDADE - CIRCUITO 02ELÉTRICO MEDIÚNICO Somente o Espiritismo, prescin--CURAS INSTANTÂNEAS 03 dindo de todas as garantias terrenas, executa o esforço tremendo de-LIÇÕES PARA BEM VIVER 04 manter acesa a luz da crença, nesse-ORIENTAÇÃO AO CENTRO 04 barco frágil do homem ignorante doESPÍRITA seu glorioso destino, barco que a--DECÁLAGO DA PREGAÇÃO 05 meaça voltar às correntes da força e-ESTAS DOENTE? 05 da violência, longe das plagas ilumi--AURA — AS IRRADIAÇÕES 06 nadas da Razão, da Cultura e do Di-DA ALMA HUMANA reito.-PECADO POR PENSAMEN- 07 Convenhamos em que o es-TO—ADULTÉRIO forço do Espiritismo é quase superi- 08-MAU OLHADO - DESEN-CARNAÇÃO DO CHUCHU or às suas próprias forças, mas o mundo não está à disposição dos ditadores terrestres. Jesus é o seu H-A AMIZADE 09LUZ DO MUNDO (POESIA) único diretor no plano das realida--EVENTOS ESPÍRITA 10/11 des imortais, e agora que o mundo se entrega a todas as expectativas INTERESSES ESPECIAIS á no mundo um movi- angustiosas, os espaços mais próxi--CIRCUITO ELÉTRICO E MEDIÚNICO: mento inédito de armamentos e mu- mos da Terra se movimentam a fa-O circuito mediúnico, expressa uma“vontade-apelo” e uma “vontade- nições. Teria começado neste mo- vor do restabelecimento da verdaderesposta”. mento? e da paz, a caminho de uma nova-CURAS INSTANTÂNEAS:- A cura Não. A corrida armamentis- era.vai depender, em princípio, da ade-quação das qualidades do fluido à ta do século XX começou antes da Espíritos abnegados e esclare-natureza e à causa do mal. luta de Porto Artur, em 1904. As cidos falam-nos de uma nova reuni--LIÇÕES PARA BEM VIVER:- Regras indústrias bélicas atingem culminân- ão da comunidade das potências an-de vida para bem viver, colocadas cias imprevistas. Os campos estão gélicas do sistema solar, da qual éem destaque Pelo Instituto Francês despovoados. Os homens se reco- Jesus um dos membros divinos. Reu-de Ansiedade e Stress.-DIÁLOGO DA PREGAÇÃO:- Um lheram às zonas de concentração nir-se-á, de novo, a sociedade celes-decálogo ao pregador da Doutrina militar, esperando o inimigo, sem te, pela terceira vez, na atmosferaEspírita, que é simples e clara. saber que o adversário está em seu terrestre, desde que o Cristo rece--ESTÁS DOENTE? Todas as criaturashumanas adoecem, todavia raros próprio espírito. A Europa e o Ori- beu a sagrada missão de abraçar esão aqueles que cogitam a cura real. ente constituem um campo vasto de redimir a nossa Humanidade, deci--AURA—AS IRRADIAÇÕES DA ALMA agressão e terrorismo, com exceção dindo novamente sobre os destinosHUMANA:-A aura constitui-se tam- das Repúblicas Democráticas, que do nosso mundo.bém num reflexo natural da consci-ência espiritual. se vêem obrigadas a grandes progra- Que resultará desse conclave mas de rearmamento, em face do dos Anjos do Infinito? Deus o sabe.-PECADO POR PENSAMENTO - Moloque do extremismo. Onde os Nas grandes transições doADULTÉRIO:- A verdadeira pureza valores morais da Humanidade? As século que passa, aguardemos o seunão está apenas nos atos; está igrejas estão amordaçadas pelas in- amor e a sua misericórdia.também no pensamento, junções de ordem econômica e polí- tica. A CAMINHO DA LUZ – EMMANUEL
  2. 2. 2 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” Página 2 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 MEDIUNIDADE CIRCUITO ELÉTRICO E MEDIÚNICOC hamamos corrente elétrica ao deslocamento Aplica-se o conceito de circuito mediúnico à extensão da massa elétrica, através de um fio condutor. do campo de integração magnética em que circula uma Quando a intensidade e o sentido da propa- corrente mental, sempre que mantenha a sintonia psíquica gação da corrente são invariáveis, dizemos entre os seus extremos ou, mais propriamente, o emissorque a corrente é contínua ou direta. e o receptor. Quando a intensidade e o sentido variam periodica- O circuito mediúnico, dessa maneira, expressa umamente, obedecendo ao movimento de vai-e-vem temos a ―vontade-apelo‖ e uma ―vontade-resposta‖, respectiva-corrente alternada. mente, no trajeto ida e volta, definindo o comando da Também na mediunidade, podemos ter uma corrente entidade comunicante e a concordância do médium, fenô-contínua ou direta, nos casos de passividade absoluta, meno esse exatamente aplicável tanto à esfera dos Espíri-quando a corrente mediúnica caminha tão-somente do tos desencarnados, quanto à dos Espíritos encarnados,Espírito comunicante para o médium. Do mesmo modo, porquanto exprime conjugação mental. Para a realizaçãopodemos ter corrente alternada, quando o médium age, dessas atividades, o emissor e o receptor guardam consi-com seu pensamento, sobre o Espírito comunicante. go possibilidades particulares nos recursos do cérebro,Nos casos de manifestação de entidades sofredoras, atra- em cuja intimidade se processam circuitos elementares dovés da corrente alternada, a mente do campo nervoso, atendendo a trabalhosmédium poderia auxiliar na doutrinação. espontâneos do campo nervoso, aten-Mas, essa corrente alternada também dendo a trabalhos espontâneos do Es-pode explicar o grau de interferência do pírito, como sejam, ideação, , autocríti-médium na comunicação recebida. ca e expressão. Denominamos circuito elétrico o con- Para que a corrente elétrica se man-junto de aparelhos onde se pode estabe- tenha, é preciso que o circuito estejalecer uma corrente elétrica. O gerador é fechado, isto é, que o interruptor este-a parte interna do circuito;os demais ja ligado. No círculo mediúnico, paraaparelhos constituem o circuito externo. que a corrente mental permaneça em Na verdade, gerador elétrico é o apa- circulação, é necessário que esse cir-relho que realiza a transformação de u- cuito se mantenha fechado, o que valema forma qualquer de energia em energia elétrica. dizer que a entidade comunicante tenha o pensamento Fechar um circuito é efetuar a ligação que permite a constante de aceitação ou adesão do médium em cons-passagem da corrente elétrica; abrir é interromper essa tante equilíbrio. Se o médium mostrar-se desatento, acorrente. Para realizar essas operações, utilizamo-nos de corrente de associação mental não se articula.uma chave. Vejamos a analogia que André Luiz faz entre circuitoelétrico e mediúnico: A OBSESSÃO E SUAS MÁSCARAS – Marlene R.S. Nobre MEU ANIVERSÁRIOE stou muito feliz...Já é dezembro! e minha Mãe Maria, Santíssima, até os tas e passaram a abrir os presentes que Mês do meu aniversário. As ca- três Reis Magos vieram felicitar-me guia- estavam sob a árvore de natal, abraçaram sas estão sendo decoradas com dos pela Estrela Guia, por causa disto em -se, beijaram-se, mas nem sequer lembra- muitos arranjos natalinos, árvo- dezembro todos os lares ficam muito ram-se deres de Natal com muitos enfeites e luzes. enfeitados e cheios de Luz e Paz. Mim, pois o mais importante nesta horaImenso Presépios são armados com mui- Enfim hoje é dia 24/12 véspera do meu não era meu nascimento e sim a chegadato pisca-piscas que no dia 25/12 encena- nascimento, todos estão reunidos em do Papai Noel.rão meu nascimento. Quem parar para seus lares com uma mesa farta comendo Quem sabe um dia alguém consiga lem-contemplá-los sentirão a mágica ternura e bebendo com muita alegria esperando brar do meu Nascimento, afinal a espe-da minha vinda à Terra que foi cheia de dar meia noite para comemorar meu rança não morre nunca. E enquanto issodoçura, amor e encantamento junto à aniversário e quando enfim os relógios não acontece continuarei Abençoando eNatureza; as Flores, as Matas, as Ove- marcam 24:00 horas, para minha surpresa Iluminando a todos vocês.lhas, os Pássaros, as Borboletas e muitos e dos meus convidados, estando assim FELIZ NATAL!Anjos, numa humilde manjedoura; lá es- apostos para abençoarem a todos naque- Lubiana Romeu – Participante dos Estudostavam meu Pai São José la hora Maior, as pessoas viraram as cos- Espírita ―Leon Denis‖ VISITE NOSSO SITE: www.geeld.blogspot.com FALE CONOSCO:- geeld@yahoo.com.br
  3. 3. 3 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “ Leon Denis” Página 3 3 Página ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 CURAS INSTANTÂNEAS chamado magnetismo espiritual, cuja qualidade está na razão direta das qualidades do Espírito emissor. Pode verificar-se pelo magnetismo misto, semi-espiritual ou humano-espiritual, pelos fluidos que os Espíritos derra- mam sobre o magnetizador e que se mesclam ao que lhe é próprio. De acordo com o exposto, tudo indica que a cura é possível graças aos fluidos dos Espíritos Superiores, que estão presentes na água e no ambiente, impregnando-os de energias de grande pureza. É possível também que osA encarnados, mesmo sem o perceberem, contribuem cura instantânea é caso raro, excepcional, na com sua parcela de fluidos benéficos. existência comum, no entanto, foi ocorrência No caso de curas realizadas por nosso Mestre Jesus, normal na ação terapêutica do Cristo. De que elas verificaram-se por meio da água, da saliva e do lodo, depende o poder curativo do passista? por imposição de mãos, comando oral, etc., mas sempre Segundo Kardec, basicamente de duas coisas: 1. Da foram instantâneas, devido à pureza do fluido emprega-pureza da substância inoculada; 2. Da energia da vonta- do e ao poder da vontade emissora. Não há, pois, mila-de. Quanto maior for a vontade, tanto mais abundante gres, no sentido comum do termo. A respeito dessesemissão fluídica provocará e tanto maior força de pene- fenômenos que serão habituais no futuro, diz Kardec:tração dará ao fluido. Há pessoas dotadas de tal poder, “ Uma vez que as curas desse gênero assentam-se so-que operam curas instantâneas, em alguns doentes, por bre um princípio natural, e que o poder de operá-lasmeio apenas da imposição das mãos, ou, até, exclusiva- não constitui um privilégio, o que se segue é que elasmente por ato de vontade. Mas são raros. não se operam fora da Natureza e que só são miraculo- Recordemos. A ação magnética pode dar-se somente sas na aparência‖.pelo magnetismo do passista e ficará adstrita à força e à Assistia, pois, razão a Hipócrates, o pai da medicinaqualidade do fluido que ele coloque em circulação. A científica, quando ensinava que cada indivíduo traz den-cura vai depender, em princípio, da adequação das quali- tro de si uma farmácia, por propensão inata para curar-dades do fluido à natureza e à causa do mal. se. Pode dar-se pelo fluido dos Espíritos, que atuam dire- O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA –tamente, sem intermediário, sobre o encarnado, é o Marlene Nobre NO ERGUIMENTO DA PAZ ―Bem aventurados os pacificadores Porque serão chamados filhos de Deus.‖ – Jesus – (Mateus,5:9.)E fetivamente, precisamos dos artífices da dos que pronunciam palavras de consolo e esperança, inteligência no Planeta. Necessitamos, po- edificando fortaleza e tranqüilidade onde estejam; rém, e talvez mais ainda, dos obreiros do dos que apagam o fogo da rebeldia ou da crueldade, bem, capazes de assegurar a paz no mundo. com exemplos de tolerância;Não somente daqueles que asseguram o equilíbrio dos que socorrem os vencidos da existência, sem acu-coletivo na cúpula das nações, mas de quantos se sar os chamados vencedores;consagram ao cultivo da paz no cotidiano: dos que trabalham sem criar dificuldades para os ir- mãos do caminho;dos que saibam ouvir assuntos graves, substituindo- dos que servem sem queixa;lhes os ingredientes vinagrosos pelo bálsamo do dos que tomam sobre os ombros toda a carga de traba-entendimento fraterno; lho que podem suportar no levantamento do bem dedos que percebem a existência do erro e se dis- todos, sem exigir cooperação do próximo para que opõem a saná-lo, sem alargar-lhe a extensão com bem de todos prevaleça.críticas destrutivas; Paz no coração e paz no caminho.dos que recolhem confidências afetivas, sem passá- Bem aventurados os pacíficos— disse-nos Jesus—, delas adiante; vez que todos eles agem na vida, reconhecendo-se nados que identificam os conflitos dos outros, ajudando- condição de fiéis e valiosos filhos de Deus.os, sem referências amargas;dos que desculpam ofensas, lançando-as no esquecimen- CEIFA DE LUZ - Francisco Cândido Xavierto;
  4. 4. 4 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” Página 4 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 LIÇÕES PARA BEM VIVER Orson Peter Carrara O p e ns a dorpassado já falava em auto- r us s oGurdjieff, que no início do século -Esqueça, de uma vez por to- das, que você é imprescindível. No trabalho, em casa, no grupo habitu- al. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a sua atuação, a não ser, você mesmo. -É preciso ter sempre alguém em quem se possa confiar e falar aberta- mente ao menos num raio de cem quilômetros. -Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de dei-conhecimento e na importância de -Abra mão de ser o responsá- xar a roda. Nunca perca o sentido dase saber viver, traçou algumas re- vel pelo prazer de todos. Não é importância sutil de uma saída discre-gras de vida que foram colocadas você a fonte dos desejos, o eterno ta.em destaque no Instituto Francês mestre de cerimônias. -Não queira saber se falaram malde Ansiedade e Stress, em Paris. -Peça ajuda sempre que neces- de você e nem se atormente com Segundo os especialistas em sário, tendo o bom senso de pedir esse lixo mental; escute o que falaramcomportamento humano, quem às pessoas certas. bem, com reserva analítica, sem qual-consegue praticar a metade dessas -Diferencie problemas reais de quer convencimento.lições, com certeza terá mais har- imaginários e elimine-os, porque -Competir no lazer, no trabalho,monia íntima e menos estresse são pura perda de tempo e ocu- na vida a dois, é ótimo...para quem As regras são as seguintes: pam um espaço mental precioso quer ficar esgotado e perder o me- -Faça pausas de dez minutos a para coisas mais importantes. lhor.cada duas horas de trabalho, no -Tente descobrir o prazer de -A rigidez é boa na pedra, nãomáximo. fatos cotidianos como dormir, co- no homem. A ele cabe firmeza, o que -Repita essas pausas na vida mer e tomar banho, sem achar que é muito diferente.diária e pense em você, analisando isso é o máximo a se conseguir na -Uma hora de intenso prazersuas atitudes. vida. substitui com folga três horas de so- -Aprenda a dizer não sem se -Evite se envolver na ansieda- no perdido. O prazer recompõe maissentir culpado ou achar que mago- de e tensão alheias. Espere um que o sono. Logo, não as oportunida-ou. Querer agradar a todos é des- pouco e depois retome o diálogo, des de se divertir.gaste enorme. a ação. -Não abandone suas três grandes -Planeje seu dia, sim, mas deixe -Saiba que a família não é vo- e inabaláveis amigas: a intuição, a ino-sempre um bom espaço para o im- cê, está junto de você, compõe o cência e a fé.proviso, consciente que nem tudo seu mundo, mas não é sua própria -Por fim, entenda de uma vezdepende de você. identidade. por todas, definitiva e conclusivamen- -Concentre-se em apenas uma -Entenda que princípios e con- te: você é o que fizer de você mes-tarefa de cada vez.Por mais ágeis vicções fechadas podem ser um mo.que sejam os seus quadros mentais, grande peso, a trave do movimen- Parte do capítulo 15 devocê se exaure. to que busca. TENSÃO EMOCIONAL. ORIENTAÇÃO AO CENTRO ESPÍRITA fornecem armas aos detratores e poderão prejudicar A a causa, que uns e outros pretendem defender.‖ rivalidade entre as Assim, as divergências devem constituir-se em Sociedades Espíritas questões acessórias, se ainda não conseguirmos supe- está, infelizmente, rela- rá-las, porque, lembra-nos também o Codificador: cionada à nossa imatu- ―Seria pueril, portanto dividir-se o grupo, formando ridade espiritual, uma vez que ca- outro à parte, por não pensarem todos do mesmo da Centro Espírita tem missão e modo. Seria pior ainda se os diversos grupos ou asso-trabalhos próprios, e todos estão envolvidos com ciações da mesma cidade se olhassem enciumados.‖o programa comum de melhoria de si e do outro. Importa, pois, não perdermos o foco da missãoDaí Kardec afirmar: da Doutrina Espírita, promovendo a união e a paz, sob “Todos devem concorrer, embora por vias quaisquer circunstância.diferentes, para o objetivo comum, que é a pesqui-sa e a propagação da verdade. Os antagonismos Reformador – 2011não passam de efeito do orgulho superexcitado;
  5. 5. 5 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” Página 5 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 DECÁLOGO DA PREGAÇÃO A - Valorize a linguagem escorreita, porém não des- serviço da palavra espírita, seja simples cuide a correção da vida moral. O mais nobre ensina- e claro. mento ditado por um mau caráter, perde o valor. Linguagem agradável e acessível é - Procure atingir o coração e a mente do povo. A sempre expressão de segurança. Doutrina Espírita é o maior repositório de bênçãos que - Exponha com brevidade e precisão. Os conceitos - O mundo conhece depois do Cristianismo.elevados dispensam comentários demorados - Respeite o horário. Abusar do tempo alheio é a- E cansativos. tentar contra os direitos do próximo. - Apresente o assunto de maneira compreensível e - Evite ferir as convicções religiosas dos outros. Seulógica. A mensagem espírita é simples e racional. objetivo deve ser; iluminar sempre. - Peça a inspiração divina e confie nela; no entanto, - Use a tolerância, guardando sempre a ponderaçãonão se esqueça de esquematizar o tema e estudá-lo. como conselheira constante. Elas lhe apontarão o rotei- - O improviso atesta capacidade, quando bem su- ro da humildade, que o fará respeitado pelo que con-cedido. Todavia, quase sempre, expressa negligência no duz e não pelo que apregoa.culto do dever. - Constante e bem conduzido. Expressões muito LEGADO KARDEQUIANO - -Divaldo Pereirarepetidas entendiam e perdem a significação. Franco pelo Espírito Marco Prisco. Estás doente? T odas as criaturas huma- E , que falar da maledicência ou da inutilidade, com nas adoecem, todavia as quais despendes tempo valioso e conversação infrutí- são raros aqueles que fera, extiguindo as tuas forças? cogitam de cura real. Que gênio milagroso te doará o equilíbrio orgânico, Se te encontras enfermo, não a- se não sabes calar, nem desculpar, se não ajudas, nem credites que a ação medicamento- compreendes, se não te humilhas para os desígnios supe- sa, através da boca ou poros, te riores, nem procuras harmonia com os homens? possa restaurar integralmente. Por mais se apressem socorristas da Terra e do Pla- O comprimido ajuda, a injeção no Espiritual, em teu favor, devoras as próprias energi- melhora, entretanto, nunca te es- as, vítima imprevidente do suicídio indireto. queças de que os verdadeiros ma- Se estas doente, meu amigo, acima de qualquer me-les procedem do coração. dicação, aprenda a orar e a entender, a auxiliar e a pre- A mente é fonte criadora. parar o coração para a Grande Mudança. A vida, pouco a pouco, plasma em torno de teus Desapega-te de bens transitórios que te foram em-passos aquilo que desejas. prestados pelo Poder Divino, de acordo com a Lei de De que te vale a medicação exterior, se prosse- Uso, e lembra-te de que serás, agora ou depois, recon-gues triste. , acabrunhada ou insubmisso? duzido à Vida Maior, onde encontramos sempre a pró- De outras vezes, pedes o socorro de médicos hu- pria consciência.manos ou de benfeitores espirituais, mas , ao surgirem Foge à brutalidade.as primeiras melhoras, abandonas o remédio ou o con- Enriquece os teus fatores de simpatia pessoal, pelaselho salutar e voltas aos mesmos abusos que te condu- prática do amor fraterno.ziram à enfermidade. Busca a intimidade com sabedoria, pelo estudo e Como regenerar a saúde, se perdes longas horas pela meditação.na posição de cólera ou desânimo? Não manches teu caminho. A indignação rara, quando justa e construtiva no Serve Sempre.interesse geral, é sempre um bem, quando sabemos Trabalha na extensão do bem.orientá-la em serviços de elevação; contudo, a indigna- Guarda lealdade ao ideal superior que te ilumina oção diária, a propósito de tudo, de todos e de nós mes- coração e permanece convicto de que cultivas o coraçãomos, é um hábito pernicioso, de conseqüências impre- da Fe viva, em todos os teus passos, aqui ou além, o Se-visíveis. nhor te levantará. O desalento, por sua vez, é clima anestesiante,que entorpece e destrói. FONTE VIVA -Chico Xavier -Emmanuel
  6. 6. 6 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Página 6 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 AURA: As irradiações da alma humana pelas suas vibrações, essa atmosfera mais ou menos sutil, que impregna o éter cósmico com suas peculia- ridades; constitui isso um registro de toda a vida, pelo qual os espíritos superiores têm acesso ao passado espiritual, como numa fita magnética de alto potencial de registros. Através do estudo das energias da aura, nossos irmãos podem obter mais detalhes a respeito das for- mas-pensamentos, das criações fluídicas e dos clichês mentais, podendo esse estudo contribuir grandemen- te para a medicina do futuro, quando os homens de ciência utilizarem o elemento psíquico como fonte de diagnóstico ou como objeto dos tratamentos que se realizarão em bases energéticas. A fotosfera iridescente que circunda o organis- T mo humano se constitui de elementos psíquicos e odos os corpos existentes no universo, etéricos, e manifesta-se a partir de processos intra- sem exceção – desde aqueles que são co- tômicos, desenvolvidos na intimidade das células as- nhecidos do homem na Terra até aquelas trais que compõem o psicossoma. Portanto, a aura formas ainda por ele ignoradas, em todo torna-se a manifestação anímica do espírito, que seser em que palpite a alma da vida, o princípio inteligente mostra em maravilhoso policromismo para expressarou a consciência, em qualquer fase de evolução -, irradi- sua elevação ou sua embrionária condição evolutiva.am uma atmosfera fluídica em volta de suas próprias indi- Em sua variada coloração e em seus efeitos rutilantes,vidualidades, caracterizada por uma rica variedade poli- conseguimos identificar o espírito pela aura, em qual-crômica, com cambiantes que variam intensamente, cons- quer lugar em que se localize no infinito da criação.tituídos de irradiações das diver- O estudo das energiassas camadas do corpo espiritual ―A aura constitui-se também num da aura é por demais im-ou psicossoma. reflexo natural da consciência es- portante para que dele se Conhecidas com o nome piritual, estampando através de descuide. A respeito des-de aura, essas irradiações são, sas energias, que forne-por assim dizer, a marca ou o suas combinações de cores as cem a identificação seguraselo do espírito. Por isso é que manifestações de espiritualidade dos seres que habitam osse torna impossível esconder ca- ou as degradantes imagens da dois planos da vida.da um seus sentimentos e suas Lamentavelmente, osqualidades, por se acharem ex- perversão do ser.‖ nossos companheirospressos nas variadas camadas espíritas e espiritualistas,áuricas e patentes à visão dos espíritos esclarecidos. A- de um modo geral, trocaram o maravilhoso laborató-lém disso, normalmente acessível à sensibilidade dos vi- rio da ciência experimental pelas interpretações místi-dentes, pode-se percebê-la através de alguns métodos cas dos fenômenos, acomodando-se com as conquis-desenvolvidos para o estudo de suas vibrações. tas já realizadas no passado por eminentes pesquisa- A aura constitui-se também num reflexo natural da dores, talvez julgando haverem esgotado o materialconsciência espiritual, estampando através de suas combi- de pesquisa, o que se faz perder nos labirintos som-nações de cores as manifestações de espiritualidade ou as brios da ignorância e do misticismo.degradantes imagens da perversão do ser. Durante asvivências do espírito, espelham-se, nas irradiações da au- MEDICINA DA ALMAra, todos os seus vícios ou virtudes adquiridos ao longo Robson Pinheiro – Espírito JOSEPH GLEBERda sua jornada evolutiva, inscrevendo-se, nas células suti-líssimas do perispírito, tanto as nobres e elevadas vibra- ―O homem é o árbitro constante de sua própriações de altruísmo quanto as mais negras e objetas mani- sorte. Ele pode aliviar o seu suplício ou prolongá-festações de um caráter doentio e pecaminoso. lo indefinidamente. Sua felicidade ou sua desgra- O psiquismo em evolução, através das diversas ça dependem da sua vontade de fazer o bem.”exteriorizações no mundo fenomênico das formas, emite, ALLAN KARDEC
  7. 7. 7Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita „Leon Denis” Página 7 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 PECADO POR PENSAMENTO - ADULTÉRIO V medida que a alma, comprometida no mau caminho, ós aprendestes o que avança na vida espiritual, vai-se esclarecendo e se desfaz foi dito aos antigos: pouco a pouco de suas imperfeições, conforme a maior Não cometereis adul- ou menor boa vontade que o homem emprega, em ra- tério.Mas eu vos digo zão do seu livre arbítrio. Todo mau pensamento é, por- que qualquer um que tiver o- tanto, o resultado da imperfeição da alma, mas, de a- lhado para uma mulher cobi- cordo com o desejo que tiver de se purificar, até mes- çando-a, já, em seu coração, mo este mau pensamento torna-se para ela um motivo cometeu adultério. (Mateus, de progresso, pois o repele com energia. É um sinal de 5:27e28) esforço para se apagar uma imperfeição. Dessa forma, A palavra adultério não deve não cederá à tentação de satisfazer um mau desejo e, ser entendida aqui no sentido após ter resistido, se sentirá mais forte e alegre comque lhe é próprio, mas sim num sentido mais geral. Je- sua vitória.sus empregou-a, muitas vezes, com um sentido mais Aquela que, ao contrário, não tomou boas reso-amplo se referindo ao mal, ao pecado, e todo e qual- luções e ainda procura a ocasião de realizar um mauquer mau pensamento, como ocorre, por exemplo, ato, se não o fizer, não será por não querer, mas, sim,nesta passagem: Porque, se alguém se envergonhar de pela falta de oportunidade favorável; ela é, assim, tãomim e de minhas palavras dentre esta geração adúltera culpada quanto se o tivesse praticado.e pecadora, o Filho do Homem também se envergonha- Resumindo: a pessoa que nem sequer tem orá dele, quando vier acompanhado dos santos anjos, na pensamento do mal já realizou um progresso; para a-glória do seu Pai.(Marcos,8:38) quela que tem esse pensamento, mas o repele, o pro- A verdadeira pureza não está apenas nos atos; gresso está em vias de realizar-se. Aquela que enfim,está também no pensamento, porque é um sinal de im- tem esse pensamento, e nele se satisfaz, é porque o malpureza. ainda exerce nela toda a sua influência. Numa, o traba- Este ensinamento levanta uma questão, e se per- lho está feito; na outra, está por fazer. Deus, que é jus-gunta:Sofremos as conseqüências de um mau pensa- to, leva em conta todas essas diferenças, ao responsabi-mento que não produziu nenhum efeito? lizar os atos e os pensamentos do homem. Cabe fazer aqui uma importante distinção. À O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO – Cap 8 – ALLAN KARDEC
  8. 8. 8 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” Página 8 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 MAU OLHADO - A Desencarnação do Chuchuzeiro avelmente. Estava mortíssimo, sem outros espíritos maus. (Allan Kar- apelo. Não restava senão limpar o dec – 1981.)‖ terreno de toda a sua antes vistosa Prossegue a pequena disserta- folharada e dos talos sem vida. ção, dizendo que não há poder má- Nascido e criado pelo interior, gico algum, que somente existe na sempre ouvira falar de mau-olhado. imaginação de pessoas supersticio- Sabia de histórias a respeito contadas sas, ignorantes das verdadeiras leis por gente que merecia crédito, mas da natureza. ficava sempre com uma ponta de “Os fatos que citam, como desconfiança. Seria mesmo possível prova da existência desse poder, são fatos naturais mal observados e E aquilo? Sem ter ainda firmado um m tempos outros, ainda conceito próprio, assumia a velha sobretudo mal compreendidos.‖ jovem, eu vivia numa ci- atitude de que nos fala Cervantes, a Não creio que a nossa visi- dade do interior e, no de que essa história de bruxarias é tante daquele dia fosse exatamente modesto quintal, colhía- bobagem, mas que elas existem, não um espírito maldoso, mas não vejomos alguns legumes para os gastos da há dúvida. O malogrado chuchuzeiro como desvinculá-la do súbito ani-casa. Certa vez visitou-nos uma vizinha foi a primeira demonstração disso. quilamento do vistoso pé de chu-que se revelou encantada com o viço- Não havia bruxaria, mas, lá estava ele chu. Alguma descarga magnéticaso pé de chuchu, ao qual endereçou reduzido a um montão de folhas e involuntária da parte dela? Ou teriaseus melhores elogios. Que beleza! caules mortos. ela absorvido para seu uso pessoalComo é que eu conseguiria ter chu- A dúvida ficou no ar por mui- as energias que movimentavam o péchus tão bonitos no exíguo espaço de to tempo, ou melhor, em suspensão de chuchu? É certo que operam aliterreno que mal dava para dois ou na minha mente. Quando li O Livro leis escassamente conhecidas e quetrês canteiros pequenos? dos Espíritos pela primeira vez, al- os fatos, por mais estranhos, ―mal O chuchuzeiro entrou a guns anos após a dramática observados e sobretudo mal com-‗desencarnar‘ na hora. Creio que não ‗desencarnação‘ do pé de chuchu, preendidos‖, como dizem os espíri-gostou dos elogios da moça. Mal ela encontrei esta resposta à pergunta tos, eram ―fatos naturais‖.virou as costas, ele começou a mur- número 552. Como vimos, os espíritoschar como se lhe houvessem extraído, “Algumas pessoas dispõem de não o negam ao afirmar que há pes-de uma só vez, toda a sua vitalida- grande força magnética, de que po- soas dotadas de grande força mag-de.Não houve o que o salvasse. Em dem fazer uso, se maus forem seus nética da qual podem fazer maupoucas horas, pendiam, sem vida, as próprios espíritos, caso em que pos- uso.suas lianas e os frutos caíam irremedi- sível se torna serem secundados por Hermínio C. Miranda Diversidade dos Carismas O VERDADEIRO SENTIDO DA CARIDADE QUESTÃO 886:- QUAL O VERDADEIRO SENTIDO DA PALAVRA CARIDADE, COMO ENTENDIA JESUS? B enevolência para com todos, indul- Ela nos ordena a indulgência porque nós mes- gência para com as imperfeições mos temos necessidade dela . Proíbe-nos de alheias, perdão das ofensas. humilhar o infortúnio, contrariamente ao que O amor e a caridade são comple- se pratica muito frequentemente. Se uma pesso-mentos da Lei de Justiça, porque amar ao próxi- a rica se apresenta, tem-se por ela mil aten-mo é fazer-lhe todo o bem que está ao nosso ções, mil amabilidades;se é pobre, parece nãoalcance e que gostaríamos nos fosse feito a nós haver mais necessidade de se incomodar commesmos. Tal é o sentido das palavras de Jesus: ela. Quanto mais sua posição seja lastimável,―Amai-vos uns aos outros, como irmãos.‖ mais se deve respeitar antes de aumentar seu A caridade, segundo Jesus, não está restrita sofrimento pela humilhação. O homem verda-à esmola. Ela abrange todas as relações que te- deiramente bom procura realçar o inferior aosmos com nossos semelhantes, que sejam nossos inferio- seus próprios olhos, diminuindo a distância entre am-res, nossos iguais ou nossos superiores. bos.
  9. 9. 9 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” Página 9 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 A AMIZADE mão que estava livre. O médico perguntou-lhe: -Está doendo? – ele negou, LUZ DO MUNDO mas demorou muito a soluçar de novo , contendo as lágrimas. O médico ficou preocupado e voltou a perguntar-lhe e novamen- Peregrinos da Terra! Amarga é a vidaN te ele negou. Os soluços ocasio- Que os dias do presente vos enluta! uma aldeia vietnamita, nais deram lugar a um choro silen- Mas, forçoso é escalar a encosta a- um orfanato dirigido cioso, mas ininterrupto. Era evi- bruta por um grupo de mis- dente que alguma coisa estava Que se ergue na distância indefinida. sionários foi atingido errada.por um bombardeio. Os missioná- Foi quando apareceu uma Não olheis para trás! Buscai guarida,rios e duas crianças tiveram morte enfermeira vietnamita vinda de Aos entrechoques da cruenta luta,imediata, e as demais pessoas fica- outra aldeia. No conforto da fé! Esta a condutaram gravemente feridos; entre elas, O médico pediu então que De quem da eterna graça não duvida!uma menina de oito anos, considera- ela procurasse saber o que estavada em pior estado. acontecendo com Heng. Fazei da vossa crença o vosso norte; Foi necessário chamar ajuda Com a voz meiga e doce , a Do Evangelho cristão, vossa espe-por um rádio e, ao fim de algum enfermeira foi conversando com rançatempo, um médico e uma enfermei- ele e explicando algumas coisas. O Que acalenta o infeliz e o moribundo.ra da Marinha dos EUA chegaram ao rostinho do menino foi aliviando-local. Teriam que agir rapidamente, se. Minutos depois estava nova- Quem crê com devoção, não teme asenão a menina morreria, devido aos mente tranqüilo. A enfermeira, morte;traumatismos e à perda de sangue. então, explicou aos americanos; Quem espera no Pai, a glória alcan-Era urgente fazer uma transfusão , -Ele pensou que ia morrer. ça.mas , como? Não tinha entendido o que vocês A luz de Deus é que ilumina o mun- Reuniram as crianças e , entre disseram e estava achando que ia do!gesticulações, arranhadas no idioma, dar todo o seu sangue para a me-tentavam explicar o que estava a- nina morrer. Autor José Martins da Silva , paicontecendo e que precisariam de O médico aproximou-se dele de Carmen Cíntia - Colaborado-um voluntário para doar o sangue. e, com a ajuda da enfermeira , per- ra e Trabalhadora do GEELDDepois de um silêncio sepulcral, viu- guntou:se um braço magrinho levantar-se -Mas se era assim, por quetimidamente. Era um menino chama- você se ofereceu para doar seudo Heng. Ele foi preparado às pres- sangue?sas, ao lado da menina agonizante, e E o menino respondeu, sim-espetaram-lhe uma agulha na veia. plesmente: Ele mantinha-se quietinho e -Ela era minha amiga..com o olhar fixo no teto. Passadoalgum momento, ele deixou escapar ALÉM DO HORIZONTE Mensagens Espiritualistas de Renovaçãoum soluço e tapou o rosto com a Interior INICIAÇÃO ESPIRITUAL -Integre-se nas atividades do Centro Espírita que frequenta. Quemnão se dispõe a participar não entendeu o Espiritismo. -Não se preocupe com a natureza da tarefa a seu cargo, ainda quelhe pareça insignificante. O trabalho mais meritório é aquele feito comdedicação e boa vontade. -Encare os compromissos da Seara Espírita com a mesma seriedadeque lhe merece o trabalho profissional. Se este garante a subsistência, nasexperiências da vida humana, aqueles sustentam a alegria de viver. Richard Simonetti – Uma Razão Para Viver
  10. 10. 10 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” Página 10 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 CONFRATERNIZÃO DE FIM DE ANO/GEELD 2011 N o dia 11 de dezembro de 2011, os trabalhadores e Candeia colaboradores do Grupo de Estudos Espírita ―Léon De- nis‖, realizaram a tradicional confraternização de fim de ano. Como em anos anteriores, a festa transcorreu em clima de muita alegria,paz e harmonia. Esperamos que no ano que se inicia, possamos dar continui- Av Emb.PEDRO DE TOLEDO,382 dade as tarefas espíritas a que todos nos propusemos. Jd. AGUAPEÚ 11730-000 MONGAGUÁ -SPTel: (013) 3448- 3218 (013) 3448-3973 www.geeld.blosgspot.com geeld@yahoo.com.br Confraternização Final de Ano do GEELD—2011GRUPO DE ESTUDOS ESPÍRITA “LÉON DENIS”CONHEÇA O ESPIRITISMO, ESTUDE O ESPIRITISMO, COMPREENDA O ESPIRITISMO, VIVENCIE O ESPIRITISMO Confraternização Final de Ano do GEELD—2011 DIRETORIA Presidente VERA LÚCIA S.N PEREIRA Vice Presidente DIONÍCIA MENDEZ RIVERA 1º Secretário PARAGUASSU NUNES PEREIRA 2º Secretário MARCIA SINIGAGLIA N. PEREIRA 1º Tesoureiro JOSÉ ALVAREZ RIVERA Confraternização Final de Ano do GEELD—2011 2º Tesoureiro DURVALINO BARRETO PALESTRA NO CE ―ALLAN KARDEC‖ DE LUCÉLIA –SP N Conselho FiscalMARIA ISABEL MACEDO, ADIRSON PEREI- o dia 12 de novembro, os companheiros Paraguassu, e es-RA GOMES e RAMATHIS MACEDO DA RO- CHA posa Vera Lúcia , estiveram em visita a cidade de Lucélia- —-oooOOOooo—- SP, para rever amigos ,ocasião em que Paraguassu , reali- Responsáveis pelo CANDEIA zou no Centro Espírita ―Allan Kardec‖ daquela cidade , aPARAGUASSU N PEREIRA e VERA LÚCIA S.N PEREIRA palestra cujo tema foi: ― Qual a melhor Religião? ― Revisão Para o próximo ano ficou agendada a palestra da Vera Lúcia, queJOSÉ A.RIVERA, PARAGUASSU N. PEREIRA e aceitou o convite formulado pela direção do CE Allan Kardec. VERA LÚCIA S.N. PEREIRA Diagramação PARAGUASSU NUNES PEREIRA Impressão GRÁFICA ITANHAÉM ―Não devemos permitir que al-guém saia de nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz‖ Madre Teresa de Calcutá PARAGUASSU NO CE ―ALLAN KARDEC‖ LUCÉLIA
  11. 11. 11 Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” Página 11 ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012 EVENTOS ESPÍRITA 14º ENCONTRO PARA ESTUDO DA DOUTRNA 25º ENCONTRO DA USE INTERMUNICIPAL ESPÍRITA-POÇOS DE CALDAS-MG DE ITANHAÉM E PERUIBEE N stivemos durante os dias 25 e 27 de novem- o dia 03 de dezembro reuniram-se, a par- bro na linda e aconchegante cidade de Poços tir das 14h30min, no Centro Espírita Pou- de Caldas-MG, participando (J. Rivera e D. so de Luz, em Peruíbe, dirigentes e partici- Barreto) do 14º ENCONTRO PARA ESTU- pantes em geral de Casas Espíritas das re-DO DA CIÊNCIA ESPÍRITA, que, ainda neste ano feridas cidades integrantes das regionais supracita-aconteceu no Espaço Cultural da Urca. das. O evento, promovido pela SOCIEDADE Como é sabido, foi em 31 de março deDE ESTUDOS ESPÍRITAS ALLAN KARDEC con- 2007, por iniciativa do companheiro Sávio Palazzo,tou com a apresentação de diversas palestras so- então Diretor de Doutrina da USE- Intermunicipalbre variados temas espíritas a cargo dos exposito- de Itanhaém, que se realizou o primeiro encontrores participantes que, neste ano foram: Adenáuer inter-regional, objetivando discutir assuntos doutri-Novaes – Alamar Régis – Allan Vilches – Clayton nários de interesse geral, fato que possibilitou o a-Levy – Divaldinho Mattos – Djalma Argollo – Elidia fluxo costumeiro e assíduo de representantes dasLevy – Francisco do Espírito Santo neto – Izaias casas espíritas, motivados em examinar, pormenori-Claro –– José Medrado – Leila Mendes da Rocha – zadamente, temas importantes para a difusão doMarina Ferri – Severino Celestino da Silva – Wan- espiritismo.derley Soares de Oliveira – Wladimyr Sanches. Nesse 25º Encontro foram avaliados os as- Havia conteúdo para todos os gostos e não suntos que foram discutidos durante o ano de 2011.somente aquilo que uns acham certo e outros, er-rado. O número do público participante atingiu a É através desses encontros que se viabilizamarca de 1500 pessoas que ficaram satisfeitas com conhecerem as diversas atividades dos centros espí-o evento,razão pela qual cresce, a cada ano esse ritas da nossa região, desde Mongaguá até Pedro de Toledo,e como atuam, trazendo, as-número. sim,oportunidade em se reunir informações que po- Alguns temas de palestras: Espiritismo e dem ser úteis entre todos.iluminação interior – Depressão, cura e espirituali-dade – Diferenças de espíritos e suas influênciasem nossas vidas – Família, reencarnação e progres-so – Jesus, modelo e guia da humanidade – O espe-lho a quebrar... o despertar de nossas consciênciaspara uma existência cristã – Os dragões: a psicolo-gia das organizações no astral – entre outros. Houve, ainda, oficinas com os seguintes te-mas: Psicologia, mediunidade e obsessão – FaxinaMental: livrando-se do lixo interno – Stress: desar-mando a bomba relógio – O fim do mundo: algo 25º ENCONTRO USE INTERMUNICIPALpara temer ou alegrar? – Estudando o Nosso Lar. IITANHAÉM/PERUIBEA Vida Futura – Como realizar o atendimento fra-terno – Como as pessoas escolhem seus destinos?– entre outros. 25º ENCONTRO USE INTERMUNICIPAL IITANHAÉM/PERUIBEDJALMA, ALAMAR e JOSÉ APARECIDO JOSÉ MEDRADO 25º ENCONTRO USE INTERMUNICIPAL IITANHAÉM/PERUIBEJOSÉ R. CHAVES E SEVERINO CELESTINO ISAIS CLARO
  12. 12. 12 Página 12Boletim Informativo do Grupo de Estudos Espírita “Leon Denis” ANO III N° 15 Mongaguá-SP - Janeiro / Fevereiro de 2012

×