Tim apresentacao 4_q10_port

408 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tim apresentacao 4_q10_port

  1. 1. 4T10 & 2010 Relações com InvestidoresApresentação de Resultados Rio d J Ri de Janeiro, 21 F i Fev. 2011
  2. 2. Agenda Resumo dos Resultados - Luca Luciani Concluída a Virada – Lorenzo Lindner Resultados Financeiros 4T10 – Claudio Zezza Estratégia – Rogério Takayanagi Perspectivas – Luca Luciani 1
  3. 3. Síntese 2010IFRS Brasil, R$ MM Em linha 4T 10 2010 com o Guidance Δ A/A Δ A/A Base de Clientes 51.0 51 0 Mln +24% • Market Share 25.1% +150 bps Cresci- • Market Share Incremental 34.2% mento Receita Líquida 3,926 +9.9% 14,457 +5.2% • Receita de Serviços 3,627 +6.0% 13,572 +6.1% Margem EBITDA 30.6% 30 6% +20 bps 29.0% 29 0% +320 bps • EBITDA 1,201 +10.7% 4,194 +18,4% • EBIT 515 +46.4% 1,200 +136% • Lucro Líquido 2,212 2 212 +176% Fluxo de caixa livre operacional 1.372 +110% Rentabi- • Fluxo de Caixa (EBITDA – CAPEX) 1.358 +62% lidade • CAPEX 2,836 2 836 +4.9% +4 9% • CAPEX % da Receita 19.6% -10 bps • Posição Financeira Líquida 984 -700 • Dívida Líquida/ EBITDA 0,23x 2
  4. 4. Agenda Resumo dos Resultados - Luca Luciani Concluída a Virada – Lorenzo Lindner Resultados Financeiros 4T10 – Claudio Zezza Estratégia – Rogério Takayanagi Perspectivas – Luca Luciani 3
  5. 5. TIM Brasil – 2 anos depois Fundamentos Estratégia Realizações Marca “Qualidade, Innovação, Conveniência” • Top of Mind • Alta Preferência Baixa Rejeição Preferência, Base de Clientes Alavancagem na Comunidade TIM • Inversão de Tendência de Erosão tanto em Pré-pago quanto em Pós-Pago • Líd em market share i Líder k t h incremental t l Motores de Diferenciação na proposta de valor TIM: • 2x o MOU vs. 1T 09 (129 minutos) Crescimento • Voz: Chamadas ilimitadas de longa duração: “One • Líder em Longa Distância (volume) Nation, Nation One Tariff (Longa Distância ) Tariff” • Infinity Web: 4x usuários únicos diários • Data: Conceito de ilimitado: incentivo a penetração em 4 meses de smartphone num cenário “sem subsídio” • +18% de crescimento EBITDA e +24% Financials Combinação de Crescimento com Rentabilidade: em Base de Clientes • Recuperação e re-configuração da receita (out vs. in) • Forte crescimento do “business • Foco na geração de caixa generated” (tráfego sainte, dados) e redução da participação do “business ç p p ç received” (entrante) • EBITDA–CAPEX em R$ 1.4 B (+62% A/A) Rede • Integração da rede Intelig e início de novo • Custos TIM de EILD estáveis vs. crescimento Turnaround MOU e dados • Direcionamento de recursos em negócios core • Receita Intelig +37% A/A (Rede vs. Comercial) • +50% capacidade GSM vs. YE 2008 • 10x mais cidades cobertas 3G 4
  6. 6. Reposicionamento da Marca– Preferência e Top of Mind Preferência Top of Mind % ΔYoY Preferência 28 31 25 25 #1 Operadora 1 30 +6pp #3 29 23 22 28 21 27 -2pp 2pp 10 18 25 6 23 Operadora 2 22 #4 16 22 21 -2pp 15 15 15 Operadora 3 p #1 20 20 -2pp 2 Rejeição 11 10 1S 08 1H08 2S 08 2H08 1S 09 1H09 2S 09 2H09 1S 10 1H10 2S 10 2H10 2008 2009 2010Preferência Rejeição Inovação e Oferta2S 10 2S 10 2S 10 TIM 39 28 28 16 6 Qualidade O1 39 15 14 de Rede O2 23 #1 20 30 18 20 16 O3 17 10 25 14 20 12 TIM 40 O3 25 Inovação 10 #1 15 8 O1 24 23 10 6 4 O2 5 2 0 0 TIM 43 O3 23 Player 2 Player 3 Player 1 Player 2 Player 1 Player 3 Conveniência O1 22 #1 O2 21 5Fonte: Pesquisa de Imagem – 13° onda Novembro/10
  7. 7. Recuperação do Market Share de Base de Clientes Base de Clientes – Inversão da tendência de erosão Market Share (Total e Incremental) MM acessos Final do Período, % % acessos, Final do Período Market Share 51,0  51 0 Vivo 30,9% Líder Líd em Market Share M k Sh Incremental incremental 2010 (%) 46,9  44,4  29,7% 34% 30% 25% 41,1  42,4  0 11% 0 39,6  25,9% 25,4% 0 37,8  0 0 35,2 36,4  36,1  Claro 25 0% , 25,1% 0 35,2  25,0% 0 33,8  33 8 40% 36% 24,2% 0 32,5  34% 23,6% 0 29% 27% TIM Vivo Claro Oi 27% 24% 17% 18% 19% Inversão da 19,4% 12% -10% tendência de erosão Oi 17,9% de Market Share 2007 2008 2009 2010 Q1 08 Q2 08 Q3 08 Q4 08 Q1 09 Q2 09 Q3 09 Q4 09 Q1 10 Q2 10 Q3 10 Q4 10 Eficiência Comercial Qualidade da Base de Clientes (Base pós e Inadimplência) R$ MM acessos,, % da Receita Bruta Total, móvel 85 7.5 ~ -10% 7.2 SAC* ~ +20% 6.9 -36% 54 6.8 6.8 6.8 6.6 6.6 Inversão da 6.5 6% 6.2 6.3 tendência de erosão 6.2 SAC*/ 3.2 da Base de Valor 5% ARPU 3% -29% 2.3 3% 3% 2% Inadimplência 2% 2% 2% 2% % da Receita 1% 1% Q1 08 Q2 08 Q3 08 Q4 08 Q1 09 Q2 09 Q3 09 Q4 09 Q1 10 Q2 10 Q3 10 Q4 10 2009 2010 *SAC = Subsídio + Comissão + Publicidade 6 Nota: Inadimplência / Receita – BRGAAP para 2008 e IFRS Brasil para 2009 e 2010
  8. 8. Motores de Crescimento Infinity / Liberty Voz sainte – Crescimento de dois dígitos da Receita Min/mês Receita Bruta, % A/A 4T 10 + 11% 129 vs. 4T 09 4T 4 10 + 11% Local 2010 99 140 MOU 120 vs. 4T 09 vs. 2009 + 10% 100 MOU Outgoing: On-net 2x - Q4 10 vs.Q1 09 Out 80 4T 10 60 vs. 4T 09 + 10% 40 2010 LD Off-net vs. 2009 + 13% 2010 In 20 0 vs. 2009 +22% 4T 09 4T 10 Infinity Web – Pré pago Dados (Móvel)– Aceleração durante a Campanha de Natal ‘000 usuários únicos / dia Receita Bruta de Dados, % A/A % da Receita Líquida de Serviços >1 Milhã de Milhão d 0 Desenvolvi- Usuários 4T 10 + 31% 13% 0 Únicos vs. 4T 09 mento de x4 11% 0 0 dados 0 2010 + 0 vs. vs 2009 18% 0 22 Ago 29 Jan 1T 10 2T 10 3T 10 4T 10 2010 2011 Aparelhos Aumento da penetração de MM aparelhos vendidos lh did Usuários ativos por mês smartphone com menor subsidio 2.6 3 % Base de clientes R$ MM Total 3 18% aparelhos 1.7 +54% 0 x2Penetração de Receita de 299 2 0 produtos 150 0 15% 2Smartphones 0 13% 1 0 Subsídio -24% 24% 43 40% 0 Smart- 20% x2 1 0 phones 0 0 Unitário 5 7 (R$/aparelho) 0 Q4 09 Q4 10 0 June Set Dec Q4 09 Q4 10 7 * Custo dos Produtos Vendidos
  9. 9. Receitas e rentabilidadeIFRS Brasil Receita EBITDA e Margem % Receita Líquida, R$ B EBITDA, R$ Bln 14.4 29,0% +5.2% +320bps Receita 13.7 Margem 25,8% Total 15 EBITDA % 13.6 15 4.2 12.7 12 7 +6.1% 14 14 Receita de 13 3.5 +18% EBITDA 13 Serviços 12 12 11 2009 2010 2009 2010 Fluxo de Caixa (EBITDA - CAPEX) Posição Financeira Líquida R$ B R$ B % 9% Dívida 0,47x Receita 6% Líquida / Líquida EBITDA 0,23x 1.36 1,68 2 +62% 62% 1 2 Dívida 1 -0,7 0,98 1 0.84 1 1 EBITDA - Líquida 1 1 1 1 CAPEX 1 1 1 1 1 1 0 2009 2010 2009 2010 FCL Operacional 654 +110% 1.372 8
  10. 10. Reforço da Infrastrutura de RedeIFRS BrasilMix CAPEX 2G - Capacidade 3G – CoberturaR$ Bi # ‘000 TRX 2.7 2.8 Alocação de Comercial 33% 19% capital 54% 32% % população 19% Infraestrutura 67% 81% +50% urbana 210 120 coberta 110 100 90 57 2009 2010 # cidades 80 23 70 CAPEX/ 19.7% 19 7% 19.6% 19 6% 60 Receita 2008 2009 2010 2008 2009 2010Intelig integrada com sucesso Recuperação da Receita Intelig Eficiência OPEX de Rede Crescimento A/A; 2010 vs 2009 / ; Custo Rede e Interconexão (R$ MM, % A/A) ( , / ) + 37% + 29% + 26% Anual +0,3% (4.227) + 15% > 16.000 km backbone 4T10 +0,1% MAN em 15 (1.084) cidades 1T 2T 3T 4T 9
  11. 11. Agenda Resumo dos Resultados - Luca Luciani Concluída a Virada – Lorenzo Lindner Resultados Financeiros 4T10 – Claudio Zezza Estratégia – Rogério Takayanagi Perspectivas – Luca Luciani 10
  12. 12. Migrando para IFRS Q1 Q2 Q3 Q4 FULL YEAR Mln R$ 2010 2009 abs. YoY % YoY 2010 2009 abs. YoY % YoY 2010 2009 abs. YoY % YoY 2010 2009 abs. YoY % YoY 2010 2009 abs. YoY % YoY VS. Guidance Net Revenues 3.296 3.198 98 3,1% 3.559 3.512 47 1,3% 3.677 3.466 211 6,1% 3.926 3.571 354 9,9% 14.457 13.747 710 5,2% of which Services 3.176 3.009 167 5,6% 3.350 3.144 206 6,6% 3.418 3.213 205 6,4% 3.627 3.422 205 6,0% 13.572 12.788 784 6,1% >5%IFRS of which Handsets 120 189 (69) -36,7% 209 368 (159) -43,2% 259 253 6 2,3% 299 150 149 99,6% 886 959 (73) -7,6% * EBITDA 947 715 232 32,5% 32 5% 1.010 1 010 864 146 16,9% 16 9% 1.035 1 035 877 158 18,1% 18 1% 1.201 1.086 1 201 1 086 116 10,7% 10 7% 4.193 4 193 3.541 3 541 652 18,4% 18 4% Ebitda Margin % 28,7% 22,4% 28,4% 24,6% 28,2% 25,3% 30,6% 30,4% 29,0% 25,8% >4 Bi Capex 689 322 368 114,4% 520 535 (15) -2,7% 526 692 (166) -24,0% 1.100 1.154 (54) -4,7% 2.836 2.702 134 4,9% EBITDA - Capex 258 393 (136) -34,5% 490 329 161 49,0% 509 185 324 175,5% 101 (68) 169 -247,8% 1.358 839 519 61,9% ~3 Bi Consistência em crescimento /rentabilidade Melhoria Trimestre a Trimestre Q1 Q2 Q3 Q4 FULL YEAR abs. abs. abs. abs. abs. 2010 2009 % YoY 2010 2009 % YoY 2010 2009 % YoY 2010 2009 % YoY 2010 2009 % YoY Mln R$ YoY YoY YoY YoY YoY Net Revenues 3.269 3.174 96 3,0% 3.531 3.486 45 1,3% 3.648 3.440 208 6,1% 3.894 3.542 352 9,9% 14.342 13.641 701 5,1% of which Services 3.146 2.985 161 5,4% 3.317 3.118 199 6,4% 3.387 3.186 201 6,3% 3.592 3.386 205 6,1% 13.442 12.675 767 6,1% >5% Br * of which Handsets 124 189 (65) -34,5% 213 368 (155) -42,1% 261 254 7 2,8% 303 156 147 94,4% 900 967 (66) -6,8%Gaap EBITDA 810 618 191 30,9% 887 764 123 16,1% 924 772 152 19,6% 1.132 982 150 15,3% 3.752 3.136 616 19,6% >25% Ebitda Margin % g 24,8% 19,5% 25,1% 21,9% 25,3% 22,5% 29,1% 27,7% 26,2% 23,0% Capex 576 201 375 186,7% 436 429 7 1,6% 463 541 (78) -14,3% 1.072 1.003 69 6,8% 2.547 2.174 373 17,2% EBITDA - Capex 234 418 (184) -44,0% 450 335 116 34,6% 461 232 229 99,0% 60 (22) 81 -376,0% 1.205 962 243 25,2% ~2.5 Bln * 2009 IFRS inclui Intelig Proforma 11 Nota: Principal diferença entre BRGAAP e IFRS está na capitalização do subsídio de aparelhos
  13. 13. Análise da Receita 2010 vs. 2009IFRS Brasil 4T10 vs. 4T09 Receita Bruta de Serviços Voz sainte em crescimento de dois dígitos (FMS) Variação A/A, % ã + 30% Desenvolvimento de dados >30% 4T10 A/A + 7,8% + 8,2% + 19% + 9% + 10% Aceleração da receita Intelig TIM Intelig g Total Aceleração das vendas de aparelhos para Mobile +31% sustentar roll-out de dados (small-screen browsing) +13%+11% +18% Voz In Outros Descontos maiores para favorecer a estratégia Voz Out Dados -8% -6% chip avulso no pós-pago -11% -41% Receita Líquida Receita de Serviços Variação A/A, % Crescimento A/A, % Receita + 5.2% + 8.5% Bruta Líquida Total + 9.9% + 9.5% -7.6% + 15.1% Impostos e Aparelhos +99.6% Descontos + 19.4% + 6.1% + 6,1% Serviços +6.0% Líquida + 6.0% 12
  14. 14. EficiênciaIFRS Brasil Eficiência de Rede SAC Min/mês, MM R$ % A/A R$/ Adição bruta, Móvel bruta 123 129 110 +30% 3.8 99 100 SAC*/ 3.1 3.1 3.0 3.1 MOU ARPU 2.6 2.3 Custos de 1.5 1.084 1.022 1 022 1.045 1 045 1.075 1.085 +0% Rede R d e Interconexão 101 83 82 81 75 63 55 36 SAC* 4T 1T 2T 3T 4T 1T 2T 3T 4T 1T 2T 3T 4T 2009 2010 2009 2010 Inadimplência Rentabilidade% Receita Bruta Total, móvel R$ Bi, % receita Líquida Total 30% 31% 3.2% 29% 28% 28% 25% 25% Margem 22% 2.3% 2.2% 2.0% EBITDA 1.9% 1 9% 1.2 1.7% 1.1 0.9 1.0 1.0 1.3% 0.9 0.9 1.0% 0.7 EBITDA 1T 2T 3T 4T 1T 2T 3T 4T 1T 2T 3T 4T 1T 2T 3T 4T 2009 2010 2009 2010*SAC = Subsídio + Comissão + 100% Publicidade 13
  15. 15. Rentabilidade e Geração de Caixa Evolução BITDA (R$ MM) Posição Financeira Líquida – Dez 10 R$ MM Caixa +984 - 42% +61 -274 -108 -12 -1.252 4.194 2.079 +18,4% 18,4% 3.541 3 541 156 1.684 FCL Oper. FCL Não-Oper. 984 EBITDA Business Business Despesas Despesas G&A + EBITDA 2009 Generated + Received Comercial de Rede Outras 2010 4T 09 3T 10 4T 10 Aparelhos (Entrante) despesas 2.559 1.369 2.394 25,8% , +320Bps p 29,0% , R$ 3,38 B (73% longo prazo) Dívida Bruta ~22% da dívida em moeda estrangeira (100% protegido contra variação cambial) Custo Anual 10.1% no 4T 10 vs. 9.67% no 4T 09 e 10,0% no 3T 10 Médio 14
  16. 16. Lucro liquido e Dividendos PropostosIFRS Brasil Lucro Líquido Proposta de dividendos para 2010** 2010 R$ MM R$ Mln 2.212 497 777 +143% 5x +19% 204 Total 801 Crédito 1.435 fiscal 171 Orgânico 129 Crédito fiscal Efeito 672 extraordinário Intelig* (564 MM) 2009 2010 2008 2009 2010 Dividendo 0,11 0,13 0,20 por ação ã*Ganho com variação cambial de dívida não protegida ** A ser deliberada na próxima Assembléia Geral 15
  17. 17. Agenda Resumo dos Resultados - Luca Luciani Concluída a Virada – Lorenzo Lindner Resultados Financeiros 4T10 – Claudio Zezza Estratégia – Rogério Takayanagi Perspectivas – Luca Luciani 16
  18. 18. Brasil, um país grande e em crescimento Produto Interno Bruto (PIB) Expansão da Classe MédiaUS$ T 2010 T, MM de pessoas Possível impacto Expectativa de do plano de desaceleração para redução de Renda familiar R$50Bi do 4,5/5% em 2011 14.6 média mensal 188 200 Governo (k R$) 175 20 31 >4.8 A/B 13 #8 5.7 5.4 66 3.3 1.1 –4.8 C 95 2.6 2.3 2.04 2.02 113 1.6 1.5 0.8 – 1.1 D 47 44 40 E 49 < 0.8 29 16 +3% +10% +3% +3% +2% +2% +1% +8% +3% +4% 2006 2009 2014 US$ 2 Trilhões de Produto Interno Bruto 200 milhões de pessoas com média de 29 anos +8% de crescimento em 2010 - “Bônus demográfico” pelos próximos 10 anos ~5% crescimento esperado ao ano nos próximos anos - Explosão da classe média Um país atrativo que • Comportamento da classe C: demanda inovação no Go- - Elevada propensão ao uso (tudo) To-Market para atacar as - Propensão a pagar (depende dos novos meios de pagamento) classes emergentes (C/D) 17
  19. 19. Mercado Telecom Impulsionado pelo MóvelCAGR 2010-2013 Mercado Telecom BrasilMóvel +40/45% R$ Bi Receita incremental CAGR 10-13 Δ R$ Bln+6/8% 13 vs. 10 +5/7% +3-4% VOZ +10 120DADOS 115 . Mais competição Total 110 . Queda da VU-M Posicionamento competitivo TIMBanda Larga +40/45% +11 ~25% Móvel 55 62 TIM: no trade-off em FMS** +20% 51 Atratividade (voz) Móvel Amplo espaço para FIXO crescimento em acessoMÓVEL Internet Móvel (dados )para todos (Oportunidade Classe C) Voz -8 Sem freios 48 42 50 para FMS**Fixo Fixa - 2% +20% Oportunidades Ataque seletivo Intelig para +7 Selecionadas VOZ BL 11 16 segmentos Corporativo/SME -6% 9 (Cidades Grandes)DADOS Fixa (acesso, clouding) 2010 2010 2011 2011 2013 2013 * BRL/US$ = 1,70 18 ** FMS = Fixed-Mobile Substitution (Substituição Fixo-Móvel)
  20. 20. Dinâmica de Telecom esperadaAceleração da Substituição Fixo-Móvel Dificuldades no upgrade do legado banda larga das FixasR$ / min, voz • Limitada capacidade das incumbents de fazer upgrade da infraestrutura Neutralização do para adsl <2 “premium price” móvel ~ 5Km de distância da Móvel 0.42 0.41 central 0.34 • Geo/demografia limita a 0.27 0.27 expansão da banda larga fixa (CAPEX intensiva) Fixo 0.26 Internet Baixa Velocidade 0.22 0.27 % usuários por intervalo de velocidade 0.23 >8 Mbps 5% p 0.20 0 20 Entre 2 e 18% 8 Mbps 2006 2007 2008 2009 Q3 10 77% <2 Mbps Pura móvel sem trade-off entre Dificuldade das fixas em combater crescimento e Canibalização do Fixo substituição F-M Provável P á l crescimento da competição em i d i ã Necessidade de acessar recursos 2011 colocará pressão nas tarifas públicos para investir em expansão móveis: da Banda Larga - Integração/Turn-around de outras Integração/Turn around Provável pressão de queda da VU M VU-M operadoras (redução gradual de 10-20% em - Lançamento do 5º operador meados de 2011) 19
  21. 21. Estratégia Racional Resultados esperados Base de clientes Expansão natural da p Clientes, Clientes MM Comunidade TIM estímulada Comunidade pelo “boca a boca” 51 (Tamanho) 41 Recuperação em seletas regiões geográficas 2009 2010 2013 Preço por minuto MOU Estimular Substituição F-M R$/MM MM/linhas/mês, Média (diferencial TIM) (dif i l > x2 0.42 0.41 Substituição Móvel Manter a inovação como 0.34 116 F-M parte do core business 0.27 83 0.27 (Uso) (estímulo ao conceito Fixo 0.27 0.26 0.22 0 22 0.23 0 23 Infinity) I fi it ) 0.20 2006 2007 2008 2009 Q3 10 2009 2010 2013 Usuários únicos Receita de dados Fomentar a penetração de Inifinty Web / dia usuários únicos Inclusão c usão webphone/ smartphone digital da Queda dos preços de dados x4 comunidade % Receita de 13% para alavancar segmento serviços TIM > 1 MM Infinity demográfico inexplorado Web Receita de 1,8 ( (Dados)) dados Substituição da LAN-House 22 Ago 10 29 Jan 11 (Bi R$) 2009 2010 2013 20
  22. 22. Agenda Resumo dos Resultados - Luca Luciani Concluída a Virada – Lorenzo Lindner Resultados Financeiros 4T10 – Claudio Zezza Estratégia – Rogério Takayanagi Perspectivas – Luca Luciani 21
  23. 23. TIM Brasil: Conclusões TIM Brasil 2010 Atratividade Brasil TIM Brasil amanhãCrescimento 13,6 Base de clientesB R$, MM acessos Acessos Final do Período, MM 12,7 Comuni- CAGRReceita de “Mais >15% dade é 51 serviços 51 impor impor- pessoas” 41 41 tante Base de 3º país em 09 10 11 12 13 Clientes crescimento PIB* MOU Min/acesso, Média 2009 2010 CAGR FMS “Falando > 25%Rentabilidade 4º mercado mais” 116 83% Receita de Serviços 29,0% móvel mundial EBITDA % 25,8% 09 10 11 12 13 ‘ Usuários Internet 000 usuários únicos CAPEX% Dados “Conectadas” 19,6% x4 >1 MM usuários 19,6% únicos por dia 22 Ago 29 Jan 2009 2010 2010 2011 Turnaround Realizado Oportunidade de desenvolvimento do Perspectivas 25 Fevereiro mercado móvel brasileiro Plano Industrial Empresa reposicionada Receitas: Mantendo o ritmo De volta ao crescimento Vantagem competitiva para “Móvel Móvel Ebitda: Crescimento “high single digit” Pura” Alta rentabilidade Capex /Receita: Moderada redução * Crescimento absoluto 22

×