Press Release

Resultados do 2º Trimestre de 2004
2003 - página 2 de 13



Contatos       Walmir Urbano Kesseli
               Diretor Financeiro e de Relações com Investid...
2003 - página 3 de 13




Dados Selecionados
                                                                             ...
2003 - página 4 de 13


                                                       Clientes
                                 E...
2003 - página 5 de 13




              Receita Bruta Operacional Total – 2T03                               Receita Bruta...
2003 - página 6 de 13




Despesas Operacionais
                                                                          ...
2003 - página 7 de 13




EBITDA
          No 2T04, o EBITDA – resultado operacional antes das despesas financeiras líquid...
2003 - página 8 de 13




Endividamento
          A Companhia fechou o trimestre com o caixa líquido de R$ 232,9 milhões. ...
2003 - página 9 de 13


Nota (1): A Assembléia Geral Ordinária – AGO realizada em 22 de abril de 2004, aprovou proposta ap...
2003 - página 10 de 13


                                 Anexo I - Dados Operacionais Selecionados


                    ...
2003 - página 11 de 13




                 Balanços Patrimoniais em 30 de junho e 31 de março de 2004
                   ...
2003 - página 12 de 13




                 Balanços Patrimoniais em 30 de junho e 31 de março de 2004
                   ...
2003 - página 13 de 13


                                            Demonstrações dos Resultados
                        ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Press Release Tele Nordeste Celular 2 T04

317 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
317
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Press Release Tele Nordeste Celular 2 T04

  1. 1. Press Release Resultados do 2º Trimestre de 2004
  2. 2. 2003 - página 2 de 13 Contatos Walmir Urbano Kesseli Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Leonardo Marques Wanderley Polyana Monteiro Maciel Relações com Investidores Relações com Investidores (81) 9923-0023 / (081) 3302-2594 (81) 9923-0123 / (081) 3302-2593 Leonardo.Wanderley@timnordeste.com.br Polyana.maciel@timnordeste.com.br Website http://timnordeste.infoinvest.com.br/ TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2004 Jaboatão dos Guararapes, 20 de julho de 2004 – Tele Nordeste Celular Participações S.A. (NYSE: TND, BOVESPA:TNEP3, TNEP4) (“Tele Nordeste Celular” ou “a Companhia”), holding que controla a TIM Nordeste Telecomunicações S.A., operadora de serviços de telecomunicações celular, autorizatárias do serviço móvel pessoal (SMP) nos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, sob a marca TIM anuncia os resultados referentes ao 2º trimestre de 2004 (2T04). As informações financeiras e operacionais a seguir, exceto onde indicado o contrário são apresentadas em base consolidada e em Reais, de acordo com a Legislação Societária Brasileiro, e as comparações referem-se ao segundo trimestre de 2003 (2T03), exceto aonde mencionado. Destaques do 2º Trimestre de 2004 Expansão da cobertura GSM – 51% da população e 153 municípios cobertas na área Crescimento de 133% nas adições líquidas e 18% na base de clientes 89.5% das adições líquidas em GSM no 2T04 27% de expansão na receita de VAS (Serviço de Valor Adicionado) 5% de crescimento na receita bruta total Reorganização societária: incorporação da TND pela TSU
  3. 3. 2003 - página 3 de 13 Dados Selecionados R$ milhares 2º Trim./04 2º Trim./03 Var. % 1º Sem./04 1º Sem./03 2T04/2T03 Receita Bruta Total 343.747 326.253 5,4% 671.551 634.080 Receita Líquida Total 258.997 256.400 1,0% 510.093 493.634 Receita Líquida de Serviços 227.494 225.182 1,0% 457.646 443.806 Receita Líquida de Venda de Aparelhos 31.503 31.217 0,9% 52.447 49.828 EBITDA 1 90.728 96.091 -5,6% 198.589 196.726 Margem EBITDA 35,0% 37,5% -2,5 p.p 38,9% 39,9% Margem EBITDA (s/ Receita Líquida de Serviços) 39,9% 42,7% -2,8 p.p 43,4% 44,3% EBIT 2 32.928 43.582 -24,4% 90.795 92.067 Lucro Líquido 26.567 30.360 -12,5% 73.524 63.326 Lucro Líquido por 1.000 ações – R$ 0,07 0,08 -12,5% 0,20 0,18 Lucro por ADR (20.000 ações) – R$ 1,45 1,60 -9,4% 4,00 3,54 (1) Resultado operacional antes das despesas financeiras líquidas, excluindo-se depreciação e amortização e juros; (2) Resultado operacional excluindo-se juros e impostos. Mercado A Tele Nordeste encerrou o 2º trimestre de 2004 com 2.384.846 clientes – 18% a mais do Manutenção que no mesmo período de 2003, sendo 1.677.532 clientes do pré-pago e 707.314 do pós- da Base do pós-pago pago. A base de clientes pós-pagos apresenta um leve crescimento em relação ao 2T03. O total de adições líquidas foi de 122.023 clientes, dos quais 89,5% em GSM, um crescimento de 133% maior do que o alcançado ao final de junho de 2003. Atualmente, 214.256 clientes utilizam a tecnologia GSM. O GSM foi o principal responsável pelo crescimento do mercado, considerando o crescimento de 6 p.p. ano a ano na penetração da região, estimada em 19,1%. Em março 2004 a metodologia de cálculo do Market Share foi ajustada de acordo com a divulgação da ANATEL, produzindo um incremento do número total de linhas no mercado, e uma conseqüente redução do Market Share da Tele Nordeste Celular, o qual foi estimado em 43,9% para o 2T04.
  4. 4. 2003 - página 4 de 13 Clientes Em milhares +18% 2.384,8 2.029,5 18% de 30% 707,3 34% 700,5 expansão na base de 1.677,5 70% clientes 1.329,0 66% 2T03 2T04 Pré-pago Pós-pago Overlay GSM GSM, O GSM continua em rápida expansão. Em junho de 2004, a cobertura GSM alcançou agora em 50,9% da população total da região, cobrindo 153 municípios. A rede GSM está composta mais de 150 por 811 Base Transceiver Stations – BTSs, das quais 13 móveis. municípios A integração nacional da rede GSM aumenta a nossa competitividade, disponibiliza uma variedade de ferramentas que nos permite antecipar as necessidades dos nossos clientes. TIM Click, TIM Photo message, TIM Video, TIM Box VIP, TIM Connect, TIM Kit Fast, esses dentre outros, são alguns dos serviços disponíveis para nosso cliente GSM. Sem dúvida, o GSM representa um trunfo para a Companhia e para os clientes, onde ambos ganham com a tecnologia. O GSM segue conquistando novos nichos de mercado. Receita Operacional A receita operacional bruta total foi de R$ 343,7 milhões, 5,4% superior ao 2T03. Esse SMS, incremento é atribuído, principalmente, à expansão de 18% na base de clientes, aliado ao cresciment crescimento de 27% nas receitas de VAS o de 130% comparado com 1T04 No trimestre, a receita média por usuário (ARPU) foi de R$ 32,7, inferior aos R$ 37,2 registrados no 2T03, principalmente devido a redução de 11% no MOU e ao crescimento da base de clientes, ao aumento da proporção de linhas pré-pagas e aos efeitos da regra 45:55 entre as operadoras móveis. Se comparado a R$ 34,6 no trimestre anterior, o declínio está também relacionado às características sazonais do primeiro trimestre.
  5. 5. 2003 - página 5 de 13 Receita Bruta Operacional Total – 2T03 Receita Bruta Operacional Total – 2T04 R$ 326,2 milhões R$ 343,7 milhões 85% 81% 12% 13% 2% 1% 2% 6% Utilização Utilização Venda de Mercadorias Venda de Mercadorias VAS VAS Outras/Longa distância Outras/Longa distância Em 6 de Julho de 2003, a Companhia lançou o Código de Seleção de Prestadora (CSP), através do qual o usuário passou a escolher a prestadora de serviço de longa distância. A escolha da prestadora para as ligações feitas a partir do celular faz parte das exigências do novo sistema no qual a Companhia opera, o Serviço Móvel Pessoal (SMP). A partir da nova estrutura tarifária introduzida pelo SMP, a Receita dos Serviços de Longa Distância substituiu as receitas de VC2 (chamadas originadas pelo cliente de uma área de registro para outra área de registro, mas dentro da Região da Companhia) e VC3 (chamadas feitas por clientes de uma Área de Registro de Serviço para outra Área de Registro de Serviço, situada fora da Região da Empresa). Lucro Bruto R$ milhares 2º Trim./04 2º Trim./03 Var. % 1º Sem./04 1º Sem./03 2T04/2T03 Receita Bruta de Serviços 303.388 285.281 6,3% 605.615 569.019 Receita Bruta de Venda de Aparelhos 40.359 40.972 -1,5% 65.936 65.061 - Impostos e deduções (84.750) (69.853) 21,3% (161.458) (140.446) Receita Operacional Líquida 258.997 256.400 1,0% 510.093 493.634 Custos de Serviços (98.494) (98.466) 0,0% (177.691) (187.409) Custos de Venda de Aparelhos (33.404) (31.400) 6,4% (53.860) (50.721) Lucro Bruto 127.099 126.534 0,4% 278.542 255.504 O lucro bruto no 2T04 foi de R$ 127,1 milhões representando um crescimento de 0,4% quando comparado ao 2T03. A receita bruta total cresceu 5,4%, mas o lucro bruto foi afetado pela estratégia mercadológica mais agressiva.
  6. 6. 2003 - página 6 de 13 Despesas Operacionais R$ milhares 2º Trim./04 2º Trim./03 Var. % 1º Sem./04 1º Sem./03 2T04/2T03 Despesas Operacionais - Comerciais (69.889) (59.737) 17,0% (133.276) (115.200) - Gerais e Administrativas (21.187) (22.939) -7,6% (44.570) (42.569) Subtotal (91.076) (82.676) 10,2% (177.846) (157.769) - Receitas (despesas) Financeiras Líq. 6.909 8.907 -22,4% 18.295 18.804 Total (84.167) (73.769) 14,1% (159.551) (138.965) As despesas operacionais consolidadas no 2T04 chegaram a R$ 91,1 milhões apresentando um crescimento de 10,2% quando comparadas ao 2T03, refletindo basicamente o aumento de 17,0% nas despesas comerciais. Estas por sua vez, foram principalmente impactadas pelo forte volume de adições brutas de clientes, 47% maiores que no mesmo período de 2003 - 222.763 no 2T04 versus 151.534 no 2T03. As adições brutas afetaram principalmente as despesas de vendas relacionadas à comissões. O custo de aquisição de clientes (SAC) no período foi de R$ 166,0, comparado a R$ 97,0 Comodato no 2T03. No trimestre a Companhia direcionou seus esforços de vendas para o incremento impacta da base, tendo em vista principalmente os eventos comemorativos dos dias das mães e 40% no dos namorados, períodos sazonais de vendas. As campanhas mercadológicas incluíram a SAC oferta de subsídios e crédito sem juros na venda de aparelhos celulares, além da franquia de minutos de utilização para ligações entre clientes da Companhia. Custo de Aquisição por Assinante – SAC R$ +71% 166 97 2T03 2T04 As despesas com inadimplência foram de R$ 13,1 milhões, representando 3,8% da receita bruta, comparada 4,5% no 2T03. Adicionalmente, no trimestre foi incluso uma provisão no montante de R$ 5,4 milhões referente a valores a receber de operadoras de telefonia.
  7. 7. 2003 - página 7 de 13 EBITDA No 2T04, o EBITDA – resultado operacional antes das despesas financeiras líquidas, excluindo-se depreciação e amortização – atingiu R$ 90,7 milhões, comparada a R$ 96,1 milhões no 2T03. A margem EBITDA foi de 39,9% sobre a receita líquida de serviços, impactada principalmente pelo incremento dos custos de venda de aparelhos e das despesas comerciais decorrentes do aumento no volume das adições brutas de clientes e os esforços para a expansão da rede GSM no período. O EBIT – resultado operacional excluindo-se juros e impostos – foi de R$ 32,9 milhões, comparado a R$ 43,6 milhões no 2T03 como resultado do crescimento de 7,5% na depreciação. EBITDA e Margem EBITDA 42,7% 39,9% 96,1 90,7 2T03 2T04 EBITDA (R$ milhões) Margem S/ Rec. Líquida de Serv. Lucro Líquido O lucro líquido consolidado atingiu R$ 26,6 milhões. O lucro por lote de 1.000 ações foi de R$ 0,07 contra o R$ 0,08 do 2T03. R$ mil 2º Trim./04 2º Trim./03 Var. % 1º Sem./04 1º Sem./03 2T04/2T03 Lucro Líquido 26.567 30.360 -12,5% 73.524 63.326 Lucro Líquido por 1.000 ações – R$ 0,07 0,08 -12,5% 0,20 0,18 Lucro por ADR (20.000 ações) – R$ 1,45 1,60 -9,4% 4,00 3,54
  8. 8. 2003 - página 8 de 13 Endividamento A Companhia fechou o trimestre com o caixa líquido de R$ 232,9 milhões. O endividamento Caixa bruto ao final do período era de R$ 61,8 milhões. Líquido de R$ 233 No trimestre foi registrada uma receita financeira líquida de R$ 6,9 milhões, a qual resulta milhões basicamente da redução do nível de endividamento e da remuneração das disponibilidades de caixa. Investimento e Fluxo de Caixa Fluxo Os investimentos relativos ao 2T04 foram de R$ 50,3 milhões, totalizando R$ 61,6 milhões de Caixa no semestre, os quais foram direcionados basicamente à expansão do GSM. O Free Cash Positivo Flow foi de R$23,5 milhões ao final do 2T04. Comentários Adicionais Por deliberação da Assembléia Geral Ordinária – AGO de 22 de abril de 2004, iniciamos em 21 de junho de 2004, o pagamento dos dividendos atribuídos às ações ordinárias e preferenciais adquiridas até 22 de abril de 2004, relativos ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2003, bem como, de parcela da reserva especial de dividendos a pagar atribuída às ações ordinárias e preferenciais adquiridas até 05 de abril de 2002, relativos ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2001, conforme aprovado pela Assembléia Geral Ordinária - AGO de 04 de abril de 2002. 1. Dividendos relativos ao exercício social encerrado em 31/12/2003 - Valores pagos por lote de 1.000 ações: Provento Valor Líquido Corrigido (Em reais) Imunes/Isentos Tributados Ordinárias Preferenciais Ordinárias Preferenciais Dividendos 0,085377 0,085377 0,085255 0,085255 2. Realização de parcela da Reserva de dividendos a pagar relativos ao exercício social encerrado em 31/12/2001 - Valores pagos por lote de 1.000 ações: Provento Valor Líquido Corrigido (Em reais) Imunes/Isentos Tributados Ordinárias Preferenciais Ordinárias Preferenciais Dividendos 0,030652 0,030652 0,030609 0,030609
  9. 9. 2003 - página 9 de 13 Nota (1): A Assembléia Geral Ordinária – AGO realizada em 22 de abril de 2004, aprovou proposta apresentada pela Administração para a realização de parcela da reserva especial de dividendos a pagar, no montante de R$10,3 milhões, referentes à diferença entre o valor que a Companhia está recebendo de suas operadoras controladas a título de dividendos referentes ao exercício de 2003 no montante de R$ 40,7 milhões, e o que a Companhia irá distribuir aos seus acionistas a título de dividendos do competente exercício no valor de R$ 30,4 milhões. Foi publicado Aviso aos Acionistas informando o valor dos dividendos corrigidos pela TR desde sua distribuição em 31 de dezembro de 2003 até o seu pagamento em 21 de junho de 2004. Reorganização Societária Em 31 de maio de 2004, os Conselhos de Administração da Tele Nordeste Celular Participações S.A. (TND) e da Tele Celular Sul Participações S.A. (TSU) autorizaram a celebração de Protocolo e Justificação de Incorporação, através do qual a TND será incorporada pela TSU. Como conseqüência de tal incorporação e após o cumprimento de todas as condições operacionais e legais, (i) a TND será extinta e seus acionistas receberão ações da TSU e (ii) a TIM Nordeste Telecomunicações S.A., a qual atualmente é controlada pela TND, passará a ser controlada pela TSU, juntamente com a atual controlada da TSU, TIM Sul S.A. A incorporação em tela visa, basicamente, à redução de custos administrativos, necessários à manutenção de duas estruturas jurídicas distintas, bem como à concentração da liquidez das ações de emissão da TND e da TSU. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
  10. 10. 2003 - página 10 de 13 Anexo I - Dados Operacionais Selecionados 2º Trim./04 2º Trim./03 Var. % 1º Sem./04 1º Sem./03 2T04/2T03 Total de Clientes 2.384.846 2.029.530 17,5% 2.384.846 2.029.530 Pré-pago 1.677.532 1.328.984 26,2% 1.677.532 1.328.984 Pós-pago 707.314 700.546 1,0% 707.314 700.546 População estimada da região (milhões) 28,4 28,0 1,4% 28,4 28,0 Municípios Atendidos 308 307 0,3% 308 307 Penetração Total estimada 19% 12% + 7 p.p. 19% 12% Market share 43,9% 57,0% -13.1 p.p. 43,9% 57,0% 1 ARPU TOTAL R$32,7 R$37,2 -12,1% R$33,1 R$36,1 MOU TOTAL 94 105 -10,9% 97 105 SAC R$166 R$97 71,1% R$97 R$98 Investimentos (milhões) R$50 R$15 230,9% R$62 R$21 Adições Brutas 222.763 151.534 47,0% 400.131 273.228 Adições Líquidas 122.023 52.331 133,2% 212.321 103.687 Churn 2 4,3% 3,9% + 0,4 p.p. 8,3% 8,6% Empregados 1.053 1.088 -3,2% 1.053 1.088 Nota: (1) Receita Líquida média por cliente; (2) Calculado sobre a base média de clientes Anexo II - Cálculo do EBITDA R$ milhões 2º Trim./04 2º Trim./03 Var. % 1º Sem./04 1º Sem./03 2T04/2T03 Receita Operac. Líquida de Serviços 227.494 225.182 1,0% 457.646 443.806 Receita Operacional Líquida de Vendas 31.503 31.217 0,9% 52.447 49.828 Receita Líquida Total 258.997 256.400 1,0% 510.093 493.634 Lucro operacional 38.681 51.505 -24,9% 106.769 109.100 Depreciação/amort. diferido 51.500 46.214 11,4% 95.204 92.069 Amortização do ágio da 6.295 6.295 - 12.590 12.590 privatização/capitalização Perdas com equivalência TIMNET - 984 - - 1.771 Amortização de concessões 1.161 - - 2.321 - Receitas financeiras (20.603) (51.988) -60,4% (41.271) (104.372) Despesas financeiras 13.694 43.081 -68,2% 22.976 85.568 EBITDA 90.728 96.091 -5,6% 198.589 196.726 Margem EBITDA (%) 35,0% 37,5% -2,4 p.p. 38,9% 39,9% Margem EBITDA (%) s/ Receita Líq. de 39,9% 42,7% - 2,8 p.p. 43,4% 44,3% Serviços ____________________________________________________________________________ “Este comunicado contém declarações de previsão e/ou estimativas futuras. Tais expectativas são baseadas em uma série de suposições. Estas expectativas estão sujeitas a riscos e incertezas inerentes às projeções e/ou estimativas futuras. Os resultados poderão diferir materialmente das expectativas expressadas nas declarações de previsão e/ou estimativa futuras se um ou mais das suposições e expectativas
  11. 11. 2003 - página 11 de 13 Balanços Patrimoniais em 30 de junho e 31 de março de 2004 Em 30 de Junho de 2004 e 31 de Março de 2004 (Em milhares de Reais) Holding Consolidado 30.06.2004 31.03.2004 30.06.2004 31.03.2004 Ativo Circulante Disponibilidades 38 21.157 294.709 324.092 Contas a Receber - - 242.160 218.863 Estoques - - 22.905 20.861 Impostos e contribuições a recuperar 2.718 2.017 75.241 78.396 Imposto de renda e contribuição social diferidos 802 1.161 53.046 53.879 Dividendos e juros sobre o capital próprio - 9.169 - - Outros ativos 111 1.155 22.790 29.831 3.669 34.659 710.851 725.922 Realizável a longo prazo Impostos e contribuições a recuperar - - 19.899 17.869 Imposto de renda e contribuição social diferidos 3.926 3.926 81.567 87.862 Créditos com empresas ligadas 388 3.579 388 - Outros ativos 52 51 3.751 3.665 4.366 7.556 105.605 109.396 Permanente Investimentos 966.076 937.688 - - Imobilizado 2.005 2.272 652.988 655.599 968.081 939.960 652.988 655.599 976.116 982.175 1.469.444 1.490.917 As demonstrações financeiras e notas explicativas completas encontram-se disponíveis no web site
  12. 12. 2003 - página 12 de 13 Balanços Patrimoniais em 30 de junho e 31 de março de 2004 Em 30 de Junho de 2004 e 31 de Março de 2004 (Em milhares de Reais) Holding Consolidado 30.06.2004 31.03.2004 30.06.2004 31.03.2004 Passivo Circulante Fornecedores 434 1.514 130.132 130.611 Empréstimos e financiamentos - - 41.450 40.374 Impostos e contribuições 404 410 40.570 37.903 Salários e férias a pagar 326 4.685 10.965 9.079 Dividendos e juros sobre o capital próprio 5.032 43.949 10.775 51.430 Outras obrigações 24 415 62.997 53.945 6.220 50.973 296.889 323.342 Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos - - 20.387 20.077 Contas a pagar empresa controlada 14.743 2.622 - - Provisão para contingências 48 47 8.932 8.714 Outras obrigações 14.791 2.669 29.319 28.791 - - 188.131 210.251 Participações minoritárias Patrimônio líquido 428.237 318.248 428.237 318.248 Capital social 119.172 144.352 119.172 144.352 Reservas especiais 141.131 141.131 141.131 141.131 Reservas de lucros 266.565 324.802 266.565 324802 Lucros acumulados 955.105 928.533 955.105 928.533 976.116 982.175 1.469.444 1.490.917 434 1.514 130.132 130.611 As demonstrações financeiras e notas explicativas completas encontram-se disponíveis no web site
  13. 13. 2003 - página 13 de 13 Demonstrações dos Resultados Exercícios findos em 30 de junho de 2004 e 2003 Em milhares de reais Holding Consolidado 30.06.2004 30.06.2003 30.06.2004 31.06.2003 (Reclassificado) (Reclassificado) Receita operacional bruta Serviços de telecomunicações e venda de mercadorias - 671.551 634.080 Deduções da receita bruta - (161.458) (140.446) Receita operacional líquida - 510.093 493.634 Custo dos serviços prestados e das mercadorias - (231.551) (238.129) vendidas Lucro bruto - 278.542 255.505 Receitas (despesas) operacionais Comercialização dos serviços - (133.276) (115.200) Despesas gerais e administrativas (4.482) (4.964) (44.571) (42.568) Resultado da equivalência patrimonial 81.000 67.642 - (1.771) Outras receitas (despesas) operacionais (10) 839 (12.221) (5.669) Lucro operacional antes dos resultados financeiros 76.508 63.517 88.474 90.297 Receitas (despesas) financeiras Receitas financeiras 821 576 30.844 52.638 Despesas financeiras (764) (3.444) (11.503) (33.417) Variações cambiais, liquidas - - (1.047) (417) Lucro operacional 76.565 60.649 106.768 109.101 Receitas (despesas) não operacionais, líquidas (4.109) 36 (4.152) - Lucro antes dos impostos 72.456 60.685 102.616 109.101 Imposto de renda e da contribuição social 1.068 2.641 (13.614) (27.503) Lucro líquido antes das participações minoritárias 73.524 63.326 89.002 81.598 Participações minoritárias - - (15.478) (18.272) Lucro líquido do exercício 73.524 63.326 73.524 63.326 Lucro líquido por lote de 1.000 ações 0,20 0,18 Quantidade de ações no final do exercício (em milhares) 365.777.579 367.827.736 As demonstrações financeiras e notas explicativas completas encontram-se disponíveis no web site

×