Press Release 2 T03 Tele Celular Sul

277 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Press Release 2 T03 Tele Celular Sul

  1. 1. Contatos Paulo Roberto Cruz Cozza Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Joana Dark Fonseca Serafim Rafael J. Caron Bósio Relações com Investidores Relações com Investidores (41) 9968-3685 / 312-6862 (41) 9976-0668 / 312-6862 jserafim@timsul.com.br rbosio@timsul.com.br Website http://tsu.infoinvest.com.br/ TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2003 Curitiba, 22 de Julho de 2003 – A Tele Celular Sul Participações S.A. (BOVESPA: TCLS3 e TCLS4; e NYSE: TSU), empresa que controla direta e indiretamente a Telepar Celular S.A., a Telesc Celular S.A. e a CTMR Celular S.A., operadoras líderes na prestação de serviço celular na região Sul do Brasil, anuncia os resultados referentes ao 2º trimestre de 2003 (2T03). As informações financeiras e operacionais a seguir, exceto onde indicado o contrário são apresentadas em base consolidada e em Reais, de acordo com a Legislação Societária, e as comparações referem-se ao segundo trimestre de 2002 (2T02), exceto aonde mencionado. Destaques do 2º Trimestre/2003 ü 57% de incremento nas adições brutas; ü 20% de expansão na Receita Bruta de Serviços; ü 160% de crescimento na Receita de VAS (Serviços de Valor Adicionado) ü Campanhas de vendas voltadas para o incremento do ARPU; ü Forte geração de caixa; ü Implantação do Código de Seleção de Prestadora (CSP) ü Lançamento da Operadora de Longa Distância; ü Campanha Institucional focada na qualidade dos serviços.
  2. 2. 2T03 - página 2 Dados Selecionados R$ mil 2º Trim./03 2º Trim./02 Var. % 1º Sem./03 1º Sem./02 2T03/02 Receita Bruta de Venda de Aparelhos 60.059 37.719 59,2% 88.697 58.747 Receita Bruta de Serviços 273.664 227.846 20,1% 562.483 479.399 Receita Bruta Total 333.723 265.565 25,7% 651.180 538.146 Receita Líquida Total 259.691 205.019 26,7% 506.314 412.793 EBITDA 1 87.307 83.155 5,0% 186.083 175.137 Margem EBITDA 33,6% 40,6% -7,0% 36,8% 42,4% Margem EBITDA (s/ Receita Líquida de Serviços) 40,9% 47,7% -6,8% 42,6% 47,9% Lucro Líquido 21.566 12.832 68,1% 50.231 29.994 Lucro Líquido por 1.000 ações – R$ 0,06 0,04 50,0% 0,14 0,09 Lucro por ADR (10.000 ações) – R$ 0,60 0,40 50,0% 1,40 0,90 Fluxo de Caixa (Free Cash Flow) 83.050 76.836 8,1% 121.819 176.153 (1) Resultado operacional antes das despesas financeiras líquidas, excluindo-se depreciação e amortização Mercado No 2T03, verificou-se significativo avanço operacional. A base de clientes cresceu 11% em Base de relação ao 1T02, encerrando o período com 1.811.681 assinantes, sendo 526.554 pós-pago Clientes e 1.285.127 pré-pago, representando 29% e 71%, respectivamente. Pós-pago expandiu A Companhia foi responsável pela conquista de aproximadamente 55% dos novos assinantes 3,5% em na região, representando 177.816 adições brutas, ou seja; 57% superior as do 2T02 e 44%, 2003 comparativamente as do 1T03. Ao final do período, a participação da Tele Celular Sul no mercado em que atua foi estimada em 59%. A taxa total de penetração foi estimada em 20%. A Companhia possui cobertura em 255 municípios, um incremento de 10% em relação ao 2T02, levando os serviços a 82% da população total da região onde atua.
  3. 3. 2T03 - página 3 Receita Operacional A receita operacional bruta total no 2T03 foi de R$ 333,7 milhões, 25,7% superior à do 2T02. Esse incremento é atribuído, principalmente, à expansão da base de assinantes e da receita de vendas de aparelhos celulares. Eventos comemorativos incrementam As promoções de vendas voltadas para os eventos comemorativos dos dias das “Mães e vendas de dos Namorados” foram os principais responsáveis pela expansão de 59% na receita de celulares no venda de celulares, comparativamente ao 2T02. 2T03 Também merece destaque o avanço da Receita de serviços de valor adicionado (VAS), que aumentou 160% no mesmo período e representaram 2,8% da receita bruta de serviços no 2T03. Crescimento de 9% no No 2T03, o ARPU (Receita Líquida Média por Assinante) cresceu para R$ 39, comparado a ARPU, R$ 36 no 2T02, devido às iniciativas para oferecer serviços mais atrativos aos clientes. comparado ao 2T02 Receita Bruta Operacional Total – 2T03 Receita Bruta Operacional Total – 2T02 R$ 333,7 milhões R$ 265,6 milhões 7,3 2,8 60,1 224,3 263,1 37,7 3,2 0,7 Tráfego Tráfego VAS VAS Venda de Mercadorias Venda de Mercadorias Outros Outros Custos Desvaloriza- O custo dos serviços – sem depreciação e amortização, no montante de R$ 50,0 milhões ção do Real expandiu 30,6% em relação ao 2T02, sobretudo em função do aumento dos custos de impactou interconexão (reajuste de tarifas e maior utilização da rede de outras operadoras pelos custos clientes da Companhia), impacto da variação cambial sobre os contratos de manutenção e o término de garantia de equipamentos.
  4. 4. 2T03 - página 4 O custo das vendas de celulares foi da ordem de R$ 56,1 milhões, superior aos R$ 31,7 milhões do 2T02. A expansão se deu em função do crescimento das vendas de aparelhos celulares e impactos da variação cambial no período em relação ao 2T02. R$ mil 2º Trim./03 2º Trim./02 Var. % 1º Sem./03 1º Sem./02 2T03/02 1 50.044 38.326 30,6% 98.308 76.711 Custos dos Serviços Custos das Vendas de Celulares 56.116 31.703 77,0% 85.597 49.206 Total 106.160 70.029 51,6% 183.905 125.917 Nota: (1) Não inclui a depreciação e amortização. Despesas Comerciais e Gerais Administrativas No trimestre, as despesas comerciais no montante de R$ 40,8 milhões cresceram 9,9% em relação às do 2T02. Tal incremento está principalmente relacionado a um maior volume de vendas no período. R$ mil 2º Trim./03 2º Trim./02 Var. % 1º Sem./03 1º Sem./02 2T03/02 Despesas Comerciais 1 e 2 40.830 37.145 9,9% 81.092 74.265 Despesas Gerais e Administrativas 2 e 3 17.409 7.857 121,6% 38.559 22.674 Total 58.239 45.002 29,4% 119.651 96.939 Nota: (1) Não inclui despesas com inadimplência; (2) não inclui depreciação e amortização; e (3) ajuste no 2T02, no qual foi incluída a “participação dos empregados” anteriormente classificada após o resultado operacional. O Custo de Aquisição por Assinante (SAC) foi de R$ 95, sendo 17% superior ao do 2T02 (R$81), refletindo em grande parte o impacto da variação cambial no custo de aparelhos. O câmbio médio no 2T03 desvalorizou-se em 20% comparado ao câmbio médio do 2T02. Custo de Aquisição por Assinante – SAC R$ 81 95 2Q02 2Q03
  5. 5. 2T03 - página 5 As despesas gerais e administrativas atingiram R$ 17,4 milhões comparadas a R$ 7,8 milhões no 2T02. A expansão do período reflete, principalmente, os efeitos da variação cambial sobre os contratos de manutenção de software e hardware (vinculados ao dólar), término de garantia dos contratos de tecnologia da Informação e os gastos para as adaptações ao sistema móvel pessoal (SMP). Melhora No 2T03, os valores com inadimplência totalizaram R$ 5,0 milhões, comparados a R$ 8,4 milhões no 2T02, representando 1,5% da receita bruta total. O decréscimo resulta do contínua nos sucesso na recuperação de contas em atraso. níveis de inadimplência Inadimplência R$ Milhões 8,4 5,0 2T02 2T03 As despesas com Depreciação e Amortização, incluindo a amortização do ágio da privatização, foram de R$ 58,0 milhões, valor 2,5% superior as do 2T02. Depreciação & Amortização R$ 56,6 R$ 58,0 5,9 6,3 50,7 51,7 2T02 2T03 Amortização do Ágio Depreciação e Amortização
  6. 6. 2T03 - página 6 EBITDA Margem No 2T03, o EBITDA, pelo conceito internacional (resultado operacional antes das despesas Ebitda reflete financeiras líquidas, excluindo-se depreciação e amortização), atingiu R$ 87 milhões, a aceleração representando um incremento de 4,9% comparativamente ao 2T02. A margem EBITDA foi de do 41% sobre a receita líquida de serviços. crescimento da base de EBITDA & Margem EBITDA clientes 60% 120 48% 50% 100 41% 41% 40% 80 34% 30% 60 40 20% 83,2 87,3 10% 20 0 0% 2T02 2T03 EBITDA (R$ Milhões) EBITDA (%) s/ Receit. Total Líquida EBITDA (%) s/ Receit. Líquida de Serv. Situação Financeira A Situação financeira da Companhia é confortável. Ao final do 2T03, a Tele Celular Sul possuía caixa líquido de R$ 225,5 milhões, comparativamente a dívida líquida de R$ 51,1 milhões no final do 2T02. Da dívida bruta total (R$ 310,0 milhões), o montante de R$ 33,7 milhões estão atrelados ao dólar, os quais foram totalmente cobertos por operações de hedge, como forma de proteção quanto às oscilações cambial. A receita financeira gerada no período foi de R$ 41,9 milhões, a qual resulta basicamente da remuneração das disponibilidades de caixa, comparada a despesa financeira de R$ 32,8 milhões. Investimento No 2T03 os investimentos foram da ordem de R$ 23,8 milhões, totalizando R$ 28,9 milhões no primeiro semestre do ano, dos quais R$ 21,3 milhões se destinaram ao desenvolvimento do projeto GSM Overlay.
  7. 7. 2T03 - página 7 A Companhia terá condições de realizar os investimentos necessários à implantação do GSM sem novos financiamentos, e assim, integrar suas operações com a rede nacional GSM da TIM, beneficiando de uma cobertura nacional de GSM. Fluxo de Caixa (Free Cash Flow) Fluxo de O fluxo de caixa no 2T03 foi de R$ 83,0 milhões, comparado com R$ 76,8 milhões no 2T02 e caixa R$ 38,8 milhões no 1T03. Crescente Lucro Líquido Lucros No período, o lucro líquido totalizou R$ 21,6 milhões, 68,0% superior ao resultado do 2T02, crescentes devido principalmente ao crescimento da receita. em 2003 R$ mil 2º Trim./03 2º Trim./02 Var. % 1º Sem./03 1º Sem./02 2T03/02 Lucro Líquido 21.566 12.832 68,1% 50.231 29.994 Lucro Líquido por 1.000 ações – R$ 0,06 0,04 50,0% 0,14 0,09 Lucro por ADR (10.000 ações) – R$ 0,60 0,40 50,0% 1,40 0,90 Informações Adicionais Código de Seleção de Prestadora No início de Julho/03, a Companhia lançou o Código de Seleção de Prestadora (CSP), através do qual o usuário poderá escolher a prestadora de serviço de longa distância. A escolha da prestadora para as ligações feitas a partir do celular faz parte das exigências do novo sistema no qual a Companhia vem operando desde dezembro de 2002, o Serviço Móvel Pessoal (SMP). A Tele Celular Sul já vinha trabalhando nas adaptações dos sistemas desde o ano passado e a transição ocorreu com sucesso.
  8. 8. 2T03 - página 8 Lançamento da Operadora de Longa Distância da TIM Em julho de 2003, a Tele Celular Sul em conjunto com as demais Companhias do grupo TIM no Brasil, foram autorizadas a prestar os serviços de longa distância nas modalidades nacional e internacional. Como resultado, as Companhias passaram a adotar o “código 41” para as chamadas de longa distância. Aquisição de Freqüência Em julho, a Companhia oficializou a aquisição de faixa de freqüência extra em 1.8 GHz e 900 MHz, que será utilizada para o upgrade da rede na tecnologia GSM. A Tele Celular Sul, já havia manifestado o seu interesse de compra junto à Anatel, quanto da assinatura do termo de migração. Reorganização das Subsidiárias da Tele Celular Sul Em 14/07/03, os Conselhos de Administração da Tele Celular Sul e de suas subsidiárias, Telepar Celular S.A., Telesc Celular S.A. e CTMR Celular S.A. aprovaram proposta de organização societária através da qual a Telesc e a CTMR serão incorporadas pela Telepar. Face à incorporação, a Telesc e CTMR deixarão de existir, permanecendo, apenas a Telepar. A proposta de reorganização será submetida à aprovação da Assembléia Geral de Acionistas das subsidiárias no dia 31/07/03. A documentação esta disponibilizada na internet e pode ser acessada na home page http://tsu.infoinvest.com.br/ . Pagamento de Dividendos No dia 19 de maio de 2003, foi efetuado o pagamento de dividendos e Juros sobre o Capital próprio – JSCP referentes ao exercício social de 2002. Os valores correspondem a R$ 0,0765 por lote de 1.000 ações preferenciais e ordinárias, líquido de imposto de renda, representando payout de 38,9% sobre o lucro líquido. ___________________________________________________________________________________ “Este comunicado contém declarações de previsão e/ou estimativas futuras. Tais expectativas são baseadas em uma série de suposições. Estas expectativas estão sujeitas a riscos e incertezas inerentes às projeções e/ou estimativas futuras. Os resultados poderão diferir materialmente das expectativas expressadas nas declarações de previsão e/ou estimativa futuras se um ou mais das suposições e expectativas provarem ser inexatas ou não realizadas”.
  9. 9. 2T03 - página 9 Anexo I - Dados Operacionais Selecionados 2º Trim./03 2º Trim./02 1º Trim./03 1º Sem./03 1º Sem./02 Assinantes Total 1.811.681 1.635.278 1.752.938 1.811.681 1.635.278 Pré-pago 1.285.127 1.099.808 1.246.563 1.285.127 1.099.808 Pós-pago 526.554 535.470 506.375 526.554 535.470 População estimada da região (milhões) 15,0 15,0 15,0 15,0 15,0 Municípios Atendidos 255 232 250 255 232 Penetração Total estimada 20% 17% 20% 20% 17% Market share 59% 64% 60% 59% 64% Marginal Market Share 55% 57% 53% 54% 55% 1 ARPU TOTAL R$39 R$36 R$43 R$41 R$38 MOU TOTAL 92 93 103 97 99 SAC R$95 R$81 R$131 R$110 R$90 Investimentos (milhões) R$24 R$8 R$5 R$29 R$14 Adições Brutas 177.816 113.197 123.835 301.651 203.538 Adições Líquidas 58.743 21.022 29.278 88.021 31.365 2 Churn 6,7% 5,7% 5,4% 12,1% 10,6% Pontos de vendas (incluso lojas próprias) 845 890 846 845 890 Empregados 972 1.100 993 972 1.100 Nota: (1) Receita |Líquida média por cliente; (2) Calculado sobre a base média de clientes Anexo II - Cálculo do EBITDA 2º Trim./03 2º Trim./02 Var. % 1º Sem./03 1º Sem./02 Receita Operac. Líquida de Serviços 213.576 174.461 22,4% 436.860 365.520 Receita Operacional Líquida de Vendas 46.115 30.558 50,9% 69.454 47.273 Receita Líquida Total 259.691 205.019 26,7% 506.314 412.793 Lucro operacional 1 38.442 20.912 83,8% 84.960 50.223 Depreciação/amort. diferido 51.682 50.714 1,9% 103.444 98.554 Amortização do ágio da privatização 6.317 5.891 7,2% 12.653 12.635 Receitas financeiras (41.912) (28.210) 48,6% (74.945) (41.906) Despesas financeiras 32.778 33.848 -3,2% 59.971 55.631 EBITDA 87.307 83.155 5,0% 186.083 175.137 Margem EBITDA (%) 33,6% 40,6% -7,0% 36,8% 42,4% Margem EBITDA (%) s/ Receita Líq. de 40,9% 47,7% -6,8% 42,6% 47,9% Serviços Nota: (1) Inclui resultado da equivalência patrimonial com a timnet.com.
  10. 10. 2T03 - página 10 Anexo III – Balanço Patrimonial TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Balanços Patrimoniais em 30 de junho e 31 de março de 2003 Em milhares de reais Controladora Consolidado 2º Trim/03 1º Trim/03 2º Trim/03 1º Trim/03 Ativo Circulante Disponibilidades 63 1.849 2.620 3.874 Títulos e valores mobiliários 25 1.434 532.893 484.370 Contas a receber de clientes 167.399 154.983 Estoques 8.611 6.035 Tributos a recuperar 3.624 1.364 42.536 42.180 Tributos diferidos 5.354 7.332 51.313 53.727 Juros sobre o Capital Próprio a receber 12.442 7.898 Outros ativos 1.885 1.737 30.771 21.420 23.393 21.614 836.143 766.589 Realizável a longo prazo Sociedades controladora e ligadas 140 3.848 Tributos a recuperar 4.710 4.107 Tributos diferidos 1.072 1.031 157.552 165.046 Depósitos judiciais 11.944 11.874 Outros ativos 55 73 497 622 1.267 4.952 174.703 181.649 Ativo permanente Investimentos 908.509 895.889 21.389 23.083 Imobilizado 71 76 590.474 613.802 Diferido 43.812 48.334 908.580 895.965 655.675 685.219 Total 933.240 922.531 1.666.521 1.633.457 As demonstrações financeiras e notas explicativas completas encontram-se disponíveis no web site http://tsu.infoinvest.com.br/
  11. 11. 2T03 - página 11 Anexo III – Balanço Patrimonial TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Balanços Patrimoniais em 30 de junho e 31 de março de 2003 Em milhares de reais Controladora Consolidado 2º Trim/03 1º Trim/03 2º Trim/03 1º Trim/03 Passivo e patrimônio líquido Circulante Fornecedores 4.420 3.246 114.380 80.630 Empréstimos e financiamentos 41.039 38.450 Debêntures 211.689 222.358 Obrigações trabalhistas 9.768 11.823 11.876 13.953 Impostos e contribuições a recolher 3.298 1.028 64.393 49.567 Sociedades controlada e ligadas 13.220 57 Juros sobre o capital próprio 5.929 19.640 Dividendos a pagar 3.198 28.779 1.290 12.486 Outras obrigações 622 570 15.932 12.936 34.526 45.503 466.528 450.020 Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos 57.279 61.289 Debêntures Impostos e contribuições a recolher 64.452 70.556 Complementação de aposentadoria 2.921 2.877 2.921 2.877 Provisão para contingências 232 156 9.898 9.212 3.153 3.033 134.550 143.934 Participações minoritárias 169.882 165.508 Patrimônio líquido Capital social 369.163 339.934 369.163 339.934 Reservas de capital 148.565 177.794 148.565 177.794 Reservas de lucros 327.602 327.602 327.602 327.602 Lucros acumulados 50.231 28.665 50.231 28.665 895.561 873.995 895.561 873.995 Total 933.240 922.531 1.666.521 1.633.457 As demonstrações financeiras e notas explicativas completas encontram-se disponíveis no web site http://tsu.infoinvest.com.br/
  12. 12. 2T03 - página 12 Anexo IV – Demonstração dos resultados Exercícios findos em 30 de junho de 2003 e 2002 Em milhares de reais Controladora Consolidado 2ºTrim/03 1ºSem/03 2ºTrim/02 1ºSem/02 2ºTrim/03 1ºSem/03 2ºTrim/02 1ºSem/02 Receita operacional bruta 333.723 651.180 265.565 538.146 Deduções da receita bruta (74.032) (144.866) (60.546) (125.353) Receita operacional líquida 259.691 506.314 205.019 412.793 Custo dos serviços prestados e das mercadorias vendidas (147.838) (267.664) (111.190) (207.288) Lucro bruto 111.853 238.650 93.829 205.505 Receitas (despesas) operacionais Comercialização (49.437) (98.675) (48.812) (99.203) Gerais e administrativas (2.027) (4.256) (1.980) (3.508) (24.281) (51.180) (15.021) (33.204) Ganho ou Perda com Investimentos 27.713 61.118 12.812 30.585 (2.302) (3.090) (1.165) (2.719) Outras receitas (despesas) operacionais, líquidas (210) (926) 1.381 1.069 (8.827) (18.809) (3.446) (9.150) 25.476 55.936 12.213 28.146 (84.847) (171.754) (68.444) (144.276) Lucro operacional antes dos resultados financeiros 25.476 55.936 12.213 28.146 27.006 66.896 25.385 61.229 Receitas (despesas) financeiras Receitas financeiras 1.059 1.988 1.147 2.643 41.912 74.945 28.210 41.906 Despesas financeiras (433) (627) (266) (592) (32.778) (59.971) (33.848) (55.631) 626 1.361 881 2.051 9.134 14.974 (5.638) (13.725) Lucro operacional 26.102 57.297 13.094 30.197 36.140 81.870 19.747 47.504 Receitas (despesas) não operacionais, líquidas 19 150 (61) (61) Lucro antes dos tributos e das participações 26.102 57.297 13.094 30.197 36.159 82.020 19.686 47.443 Imposto de renda e contribuição social (4.536) (7.066) (262) (203) (7.975) (17.040) (4.369) (11.487) Participações minoritárias (6.618) (14.749) (2.485) (5.962) Lucro do período 21.566 50.231 12.832 29.994 21.566 50.231 12.832 29.994 Lucro por lote de mil ações (R$) 0,06 0,14 0,04 0,09 As demonstrações financeiras e notas explicativas completas encontram-se disponíveis no web site http://tsu.infoinvest.com.br/

×