Turismo em Espaço Rural

2.894 visualizações

Publicada em

O Turismo Rural na Ilha da Madeira está sub aproveitado e quando aceitei o desafio de dar esta matéria na formação sobre projectos de turismo, ideias zen, ecológicas, recicláveis e inovadoras foram transmitidas aos formandos, no sentido de alargar os horizontes das possibilidades existentes na ruralidade de um alojamento.

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.894
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
110
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Turismo em Espaço Rural

  1. 1. Organização de projetos de turismo TURISMO EM ESPAÇO RURAL
  2. 2. O Turismo rural é uma modalidade doturismo que tem por objetivo permitira todos um contato mais direto egenuíno com a natureza, aagricultura e as tradições locais,através da hospitalidade privada emambiente rural e familiar. Organização de projetos de turismo
  3. 3.  Nos últimos anos, o Turismo em Espaço Rural (TER) tem apresentado uma crescente procura, principalmente em alguns mercados emissores de turistas para a RAM, como a Alemanha, a França, Holanda e o Reino Unido Enquanto nicho de mercado específico, os números ainda não são muito expressivos, representando cerca de 1% no número de hóspedes e dormidas na RAM. Trata-se, pois, de um segmento com muito potencial por explorar Organização de projetos de turismo
  4. 4.  Pela sua proximidade à natureza e à cultura intrínseca dos madeirenses, o Turismo em Espaço Rural encontra-se numa posição privilegiada para integrar o turista e é parte integrante do “turismo ambiental ou de natureza”, contribuindo para a recuperação e valorização do património arquitetónico, histórico, natural e paisagístico das localidades onde é desenvolvido As unidades TER contribuem para uma humanização no alojamento turístico e têm possibilitado a fixação e até o regresso da população aos seus locais de origem, criando postos de trabalho Organização de projetos de turismo
  5. 5. Organização de projetos de turismo
  6. 6. Rubricas 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010Hospedes entrados 4 262 6 556 7865 8 016 8 598 8 154 8 184 8 179 8 736 8 360 7 954Hospedes 4652 7 154 x x x x x 9 078 9 495 9 007 8 699Dormidas 21 085 35 039 41 517 43 957 47 478 48 062 47 903 49 623 47 983 42 974 36 810Taxa de Ocupação(%) 21,2 26,8 27,1 25,6 24,8 25 24,7 24 23,6 20,9 17,3Proveitos Totais (10 €) 451 881 1 063 1 234 1 395 1 411 1 417 1 444 1 543 1 399 1 238Proveitos de Aposento (10 €) 410 814 990 1 132 1 314 1 325 1 322 1 354 1 424 1 268 1 105Custos com o Pessoal(10 €) 112 191 281 352 425 491 506 479 532 572 546Ver PAR (€) x x x x x x x 13,5 14,4 12,9 10,6Estabelecimentos 27 33 41 44 44 44 45 50 49 48 49Quartos 146 179 172 218 253 249 252 275 270 272 285Capacidade de Alojamento 313 382 450 508 528 526 534 566 567 563 584Pessoal ao serviço 45 61 X 92 102 103 108 100 91 88 89 Organização de projetos de turismo
  7. 7.  43,466 dormidas  48 Estabelecimentos  571 camas em funcionamento  1.453.872 € de proveitos totais  1.252.598 € de receitas de alojamento  Taxa de ocupação média 20,2%* Dados provisórios Organização de projetos de turismo
  8. 8. Organização de projetos de turismo
  9. 9. Organização de projetos de turismo
  10. 10. Organização de projetos de turismo
  11. 11. Organização de projetos de turismo
  12. 12. Organização de projetos de turismo
  13. 13. Organização de projetos de turismo
  14. 14. Organização de projetos de turismo
  15. 15. Organização de projetos de turismo
  16. 16. Organização de projetos de turismo

×