Pesquisa de autor

451 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
451
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa de autor

  1. 1. Marco Martins<br />Marco Martins é um cineasta português. <br />Formado pela Escola Superior de Teatro e Cinema em 1994, estagia na área de produção com os realizadores Wim Wenders, Manoel de Oliveira e Bertrand Tavernier.<br />Durante dois anos é assistente de realização de João Canijo. <br />Entre 1994 e 1998 escreve e realiza as curtas metragens Mergulho no Ano Novo(prémio de Melhor Curta Metragem Nacional no Festival Internacional de Curtas Metragens de Vila do Conde), No Caminho Para a Escola(prémios Melhor Curta Metragem e Melhor Realizador no VII Festival Ibérico de Cinema de<br />Badajoz e Prémio Eixo Atlântico no Festival de Ourense).<br />Realiza igualmente vários filmes publicitários e, em 2002, funda<br />a sua própria produtora de publicidade, a Ministério dos Filmes,<br />distinguida com vários prémios internacionais.<br />Em 2005, a sua primeira longa-metragem, Alice, estreada no Festival<br />de Cannesdesse ano, é o filme português escolhido para candidato<br />a candidato ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro.<br />
  2. 2. Técnica e equipamento<br />
  3. 3. Portfólio<br />1992 – Mergulho no Ano novo<br />Realização<br />Marco Martins, João Braz<br />Produção<br />Marco Martins<br />Na véspera de Ano Novo, 3 adolescentes planeiam fugir de casa para irem viver para Espanha. No caminho surgem obstáculos inesperados que vão dificultar o seu sonho.<br />
  4. 4. 1998 – No caminho para a escola<br />Realização<br />Marco Martins e Maria João Fonseca<br />Produção<br />Marco Martins<br />
  5. 5. 2005 – Alice<br />Realização<br />Marco Martins<br /> Alice desapareceu há 193 dias na cidade de Lisboa. Mário, o seu pai, percorre o mesmo caminho que tomou no dia em que Alice deixou de ser vista. A sua obsessão leva-o a instalar um conjunto de câmaras de vídeo vigiando o movimento das ruas. No meio da multidão anónima que as câmaras registam, Mário, desesperado, procura descobrir um sinal da filha.<br /> A ausência de Alice transformou Mário noutra pessoa, mas procurá-la é a única maneira de continuar a acreditar que ela voltará.<br />
  6. 6. 2006 – Um ano mais longo<br /> Após dez anos a viver em Paris, Mário regressa a Lisboa para acompanhar os últimos dias do seu pai. Conhece então uma jovem oriental que ali vive. Seguimos a vida desta rapariga e observamos uma outra cidade, que existe paralela à Lisboa que vimos à<br /> superfície. Observamos como estes dois mundos se cruzam no mesmo prédio, na mesma cidade. No primeiro dia do ano do Cão,<br /> enquanto Júlia festeja com a família, o pai de Mário morre. Mário vende o apartamento do pai e a velha fábrica de manequins na Calçada do Combro, prepara-se para regressar a Paris. Já nada o prende a esta cidade; mas Júlia espera por ele no mesmo banco<br /> de jardim, onde todos os dias se cruzam.<br />
  7. 7. 2008 - How To Draw A Perfect Circle<br /> É uma história de incesto entre dois irmãos gémeos que vivem numa mansão com regras diferentes do mundo que os rodeia.“A ideia para o filme nasceu de um filme do YouTube em que aparecia o campeão do mundo de desenho de círculo perfeito à mão levantada e eu achei que era uma imagem muito forte e continha uma imagem dentro dele. Então criei esta história de um rapaz que tem esse dom e que vive num mundo perfeito e encerrado sobre ele próprio”, explicou Marco Martins. <br />
  8. 8.
  9. 9.
  10. 10.
  11. 11.
  12. 12. Bibliografia<br /><ul><li>http://cinema.sapo.pt/pessoa/marco-martins-i/biografia</li></ul>Trabalho realizado por:<br />Rita Alves nº40926<br />

×