Apresentação Resultados 4T10 Portuguest

464 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação Resultados 4T10 Portuguest

  1. 1. Resultados 4T10 22 de Março de 2011 1
  2. 2. AGENDA Providência USA DESTAQUES RESULTADOS PERSPECTIVAS 2
  3. 3. DESTAQUES Conclusão do projeto da primeira planta da Companhia nos Estados Unidos, com uma linha de produção de 20mil toneladas por ano de capacidade instalada de nãotecidos. Investimentos no valor total de US$ 80 milhões. Aentrada em operação da linha de produção ocorreu em janeiro de 2011; Decisão de investimento e início do projeto de expansão de 2 linhas de produção, uma no Brasil e outra nosEstados Unidos, com capacidade total de 40 mil toneladas por ano; Realizamos o pagamento em 29 de novembro, de dividendos antecipados no montante de R$ 11,1 milhões,referente a 100% do lucro líquido ajustado do primeiro semestre de 2010 e estamos propondo, a ser deliberado emAGO, a distribuição de 100% da base de cálculo dos dividendos ajustada do ano, totalizando R$ 21,8 milhões alémdo valor já pago em 2010; Em outubro a Companhia recebeu o valor referente ao financiamento à Exportação junto ao BNDES no montantede R$ 150 milhões, com taxa de juros pré-fixada de 7,0% ao ano e prazo de pagamento de 18 meses; Concluímos os ajustes para a convergência ao IFRS nas demonstrações financeiras consolidadas da CompanhiaProvidência para o exercício findo em 31 de dezembro de 2010 e seus trimestres. O principal impacto foi o registrodo Custo Atribuído, que reduziu o lucro líquido do ano. No entanto, essa redução NÃO afetará o potencial dedistribuição de dividendos.
  4. 4. AGENDA Providência USA DESTAQUES RESULTADOS PERSPECTIVAS 4
  5. 5. ADEQUAÇÕES AO IFRS (International Financial Reporting Standards) Patrimônio Líquido Em atendimento ao CPC 27 e ICPC 10, a Companhia adotou 696,0 670,8 o custo atribuído para determinar o valor justo do ativo 506,9 imobilizado.471,6 A avaliação determinou o valor justo em R$ 492,8 milhões, um aumento de R$ 302,2 milhões em relação ao valor de 01.Jan.2009 31.Dez.2009 acordo com o BR GAAP antigo, impactando diretamente no Prática Anterior Prática Atual (IFRS) Patrimônio Líquido da Companhia. Lucro Líquido Custo Atribuído na Conciliação do Lucro Líquido: Custo das Vendas + Imposto de Renda e Contribuição Social. 51,0 40,8 Custos das Vendas : A depreciação sobre os ajustes ao valor 34,0 justo em 2009 e 2010 foi de R$ 15,5 milhões para cada ano. 23,8 NÃO afetará o potencial de distribuição de dividendos. 2009 2010 Imposto de Renda e Contribuição Social : R$ 5,2 milhões com Prática Anterior * Prática Atual (IFRS) apenas efeito contábil. A Companhia não paga o IR 5* Lucro líquido do exercício + realização do custo atribuído registrado, sem efeito caixa.
  6. 6. VOLUME DE VENDAS (em milhares de toneladas) toneladas) Neste trimestre a Companhia apresentou um aumento no volume total de vendas de1,2% na comparação com o mesmo período de 2009. Crescimento de 10,2% no volume de nãotecidos em 2010 quando comparado com2009. Operamos a quase plena capacidade, aproximadamente 20 mil toneladas por 78,6trimestre. 5,0 71,3 4,8 19,9 19,7 20,2 1,2 1,2 1,6 73,6 66,5 18,7 18,1 19,0 2009 2010 6 4T09 3T10 4T10 Nãotecidos Outros
  7. 7. RECEITA LÍQUIDA NÃOTECIDOS (em milhões de Reais) No acumulado de 2010 a Receita Líquida apresentou um incremento de R$ 40,5milhões, equivalente a 9,8%, em relação ao ano de 2009. Tal crescimento está relacionadoao aumento do volume de vendas. Houve um aumento de 1,6% no 4T10 em relação ao 4T09, refletindo também oaumento no volume de vendas. 453,3 412,8 116,5 116,0 114,1 2009 2010 4T09 3T10 4T10 7
  8. 8. CPV (Custo dos Produtos Vendidos) NÃOTECIDOS (em milhares de Reais) No acumulado de 2010 há um incremento no CPV de 15,7% em relação a 2009. Emrelação ao 4T09, o 4T10 apresentou um acréscimo de 1,9%. Este aumento corresponde ao maior volume de vendas em 2010 e ao acréscimo nopreço do polipropileno neste ano, preponderantemente no 1º semestre. R$ 8,00 90,0 350,0 R$ 8,00 80,0 74,4 75,9 75,9 R$ 7,00 302,9 300,0 70,0 R$ 7,00 261,9 R$ 6,00 60,0 250,0 R$ 6,00 50,0 200,0 R$ 5,00 R$ 5,00 40,0 150,0 R$ 3,74 R$ 3,85 R$ 3,78 R$ 3,67 R$ 3,86 30,0 R$ 4,00 R$ 4,00 100,0 20,0 R$ 3,00 R$ 3,00 50,0 10,0 - R$ 2,00 - R$ 2,00 2009 2010 4T09 3T10 4T10 CPV (R$ mil) CPV unitário (R$) 8
  9. 9. EBITDA (em milhões de Reais) (em Reais) e MARGEM EBITDA (%) O Ebitda Ajustado no 4T10 atingiu R$ 28,4 milhões, uma redução de 10,7% quandocomparado com os R$ 31,8 milhões registrados no 4T09. Em relação ao 3T10 houvedecréscimo de 5,6%. A Margem Ebtida atingiu 24,5% no 4T10, representando uma redução de 3,4 p.p nacomparação com o resultado do mesmo período do ano anterior. 120,0 116,5 45,0% 106,2 35,0 45,0% 31,8 100,0 30,1 30,0 28,4 80,0 35,0% 25,0 35,0% 20,0 60,0 28,2% 27,9% 15,0 25,8% 24,5% 40,0 23,4% 25,0% 25,0% 10,0 20,0 5,0 - 15,0% - 15,0% 2009 2010 9 4T09 3T10 4T10 Ebitda Margem Ebitda (%)
  10. 10. LUCRO LÍQUIDO (em milhões de Reais) (em Reais) E MARGEM LÍQUIDA (%) O lucro líquido do ano totalizou R$ 23,8 milhões. Subtraídos os 5% da reserva legal, de R$ 1,2milhão, e acrescentada a realização do custo atribuído, de R$ 10,2 milhões, a base de cálculo dos 120,0dividendos ajustada do Ebitda totaliza R$ 32,9 milhões; ano 100,0 A administração está propondo em suas demonstrações, para ser deliberado em AGO, opagamento de dividendo excedente ao mínimo obrigatório, o que elevará a distribuição a 100% da 80,0base de cálculo dos dividendos ajustada do ano. 25,0 60,0 40,0% 20,0 40,8 30,0% 40,0 15,0 11,7 9,9% 20,0% 23,8 10,0 8,3 20,0 10,0% 5,6 7,3% 10,0% 5,3% 5,0 4,8% 0,0 0,0 0,0% 2009 2010 4T09 3T10 4T10 -5,0 -10,0% Lucro Líquido Margem Líquida (%) 10
  11. 11. CAIXA E APLICAÇÕES FINANCEIRAS (em milhões de Reais) O Caixa da Companhia reduziu 6,1% ou R$ 16,1 milhões, na comparação com o 4T09,após a movimentação de suas atividades operacionais, de investimentos e definanciamentos no período. Quando comparado com o 3T10, o caixa aumentou 6,9%, equivalente a R$ 16,2 milhões. 265,2 265,2 249,1 233,0 249,1 2009 2010 4T09 3T10 4T10 11
  12. 12. DÍVIDA LÍQUIDA (em milhões de Reais) A Dívida Líquida da Companhia teve um incremento de R$ 90,7 milhões, ou 59,2%, nacomparação com 2009 e 5,8% em comparação com o 3T10, tendo como destaque acaptação de recursos para financiamento da nova linha de produção nos EUA. 61% do endividamento é baseado em moeda local e 39% em moeda estrangeira. 243,9 230,5 243,9 153,2 153,2 2009 2010 4T09 3T10 4T10 12
  13. 13. ENDIVIDAMENTO/ CAIXA (em milhares de Reais) Dívida Líquida Consolidada Var 2010 / Colunas1 31/12/2010 31/12/2009 2009Dívida Total Financiamento Curto Prazo 262.207 125.608 108,8% Financiamento Longo Prazo 230.844 292.814 -21,2%Total 493.051 418.422 17,8%Caixa 249.140 265.242 -6,1%Dívida Líquida 243.911 153.180 59,2%Dívida Líquida / Ebitda Ajustado 2,86 1,32 116,7%Patrimônio Líquido 697.101 695.952 0,2% 13
  14. 14. AGENDA Providência USA DESTAQUES RESULTADOS PERSPECTIVAS 14
  15. 15. PERSPECTIVAS A expectativa para o ano de 2011 é o aumento no volume de vendas, com plenaocupação da capacidade da linha de produção dos EUA já no início do segundosemestre; Os principais projetos de investimento da Companhia neste e no próximo anototalizarão cerca de US$ 123 milhões e adicionarão 40 mil toneladas à nossa atualcapacidade instalada, ou seja, 40% de aumento. Estes investimentos compreendem: a nova linha de produção a ser implantada no Brasil, com previsão de entrada em operação no primeiro semestre de 2012, e a nova linha de produção a ser implantada nos Estados Unidos, com previsão de entrada em operação no segundo semestre de 2012, junto à linha de produção que entrou em operação em janeiro de 2011. 15
  16. 16. CEO: Hermínio V. S. de Freitas CFO: Eduardo Feldmann Costa RI : Gabriela Las Casas Tel: +55 (41) 3381-8673 Fax: +55 (41) 3283-5909 São José dos Pinhais – PR www.providencia.com.br/ri www.twitter.com/providencia_riAs palavras “acredita”, “antecipa”, “espera”, “estima”, “irá”, “planeja”, “pode”, “poderá”, “pretende”, “prevê”, “projeta”, entre outras palavras com significado semelhante,têm por objetivo identificar estimativas e projeções. Estimativas e projeções futuras envolvem incertezas, riscos e premissas, pois incluem informações relativas aos nossos projeções.resultados operacionais futuros possíveis ou presumidos, estratégia de negócios, planos de financiamento, posição competitiva no mercado, ambiente setorial,oportunidades de crescimento potenciais, efeitos de regulamentação futura e efeitos da competição. Devido aos riscos e incertezas descritos acima, os eventos estimados e competição.futuros discutidos nesta apresentação podem não ocorrer e não são garantia de acontecimento futuro. A Providência não se obriga a atualizar essa apresentação mediante futuro.novas informações e/ou acontecimentos futuros. futuros. 16

×