ESTUDO DE CASO SOBRE DESGASTES EM MISTURADORES DE TINTAS

837 visualizações

Publicada em

ESTUDO DE CASO SOBRE DESGASTES EM MISTURADORES DE TINTAS
O setor:
Diversos maquinários dos setores produtivos industriais dos mais variados segmentos, sofrem algum tipo de desgaste, seja ele por erosão, corrosão ou abrasão. Desgastes esses que trazem enormes custos para as empresas, em razão da má eficiência das peças desgastadas, dos custos das peças para troca e das perdas de produtividade para as paradas de manutenção.
O problema:
Peças de máquinas do processo de fabricação de tintas, como por exemplo, os Misturadores de Tintas sofrem desgastes por Erosão. A causa principal é a presença de partículas sólidas que fazem parte da composição do produto. O desgaste destas peças faz com que o equipamento reduza a capacidade de mistura e aumente o tempo para a produção do produto. Essas peças atualmente são fabricadas em aço carbono e revestidas com cromo duro eletrolítico, com camada de 0,05 mm e dureza de aproximadamente 1000 HV. A vida útil normal desta peça é de aproximadamente 1.000 horas.
A solução:
Estudos já realizados demonstram que a aplicação de revestimentos duros, tais como Carboneto de Tungstênio, é um excelente método para aumentar a vida útil dessas peças. O Carboneto de Tungstênio tem resistência ao desgaste por erosão muito elevada.
Os ganhos:
- Aumento da vida útil da peça em mais de 300%;
- Diminuição de tempo de parada para manutenção;
- Redução de estoque;
- Aumento na efetividade de produção da peça,
- Entre outros.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ESTUDO DE CASO SOBRE DESGASTES EM MISTURADORES DE TINTAS

  1. 1. REVESTIMENTOS CONTRA DESGASTES
  2. 2. UM ESTUDO DE CASO SOBRE DESGASTES EM MISTURADORES DE TINTAS
  3. 3. Diversos maquinários dos setores produtivos industriais dos mais variados segmentos, sofrem algum tipo de desgaste, seja ele por erosão, corrosão ou abrasão. ③
  4. 4. ④ Desgastes esses que trazem enormes custos para as empresas, em razão da má eficiência das peças desgastadas, dos custos das peças para troca e das perdas de produtividade para as paradas de manutenção.
  5. 5. ⑤ Peças de máquinas do processo de fabricação de tintas, como por exemplo, os Misturadores de Tintas sofrem desgastes por Erosão. A causa principal é a presença de partículas sólidas que fazem parte da composição do produto.
  6. 6. ⑥ O desgaste destas peças faz com que o equipamento reduza a capacidade de mistura e aumente o tempo para a produção do produto. Essas peças atualmente são fabricadas em aço carbono e revestidas com cromo duro eletrolítico, com camada de 0,05 mm e dureza de aproximadamente 1000 HV.
  7. 7. A vida útil normal desta peça é de aproximadam ente 1.000 horas.
  8. 8. Estudos já realizados demonstram que a aplicação de revestimentos duros, tais como Carboneto de Tungstênio, é um excelente método para aumentar a vida útil dessas peças. O Carboneto de Tungstênio tem resistência ao desgaste por erosão muito elevada. Aumento da vida útil: 300%.
  9. 9. BENEFÍCIOS ⑨ Aumento da vida útil da peça em mais de 300%. Diminuição de tempo de parada para manutenção. Redução de estoques. Aumento na efetividade de produção da peça.
  10. 10. Você encontra mais informações sobre Revestimentos contra Desgastes em nosso site. Acesse! www.rijeza.com.br ⑩

×