SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
ARTE PARA CRIANÇA
Era uma vez ..... um garoto que gostava muito de desenhar.  Ele foi crescendo e seus pais o matricularam em uma escola de desenho. Seu nome era Georges Seurat, e seu nome é diferente porque ele era francês.  Seurat gostava também de saber as novidades que os cientistas descobriam e ficou muito interessado quando aprendeu como os nossos olhos vêem os objetos e as cores.
Sabendo disso e desenhando muito bem, ele começou a pintar de uma forma diferente dos outros pintores. Ao invés de misturar as tintas na paleta(tipo de "prato" onde os artistas misturam as tintas) ele colocava pontos de cores puras lado a lado na tela e o olho de quem olhasse a sua pintura veria o colorido que as cores misturadas formavam.  Até parece mági ca !
Essa forma de pintar recebeu o nome de PONTILHISMO e uma das pinturas mais conhecidas que Seurat fez foi a " Tarde de domingo na Ilha de Grand Jatte" .Ele ficava muito tempo passeando sob o sol nesta ilha (no Rio Sena nos arredores de Paris) até que fez essa pintura em uma tela muito grande (206 cm x 306 cm) e hoje ela está em um museu (Instituto de Arte de Chicago -Est .Unidos ).
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação grupo 1 arte da fibra
Apresentação grupo 1    arte da fibraApresentação grupo 1    arte da fibra
Apresentação grupo 1 arte da fibra
Wanderson Amaral
 
Feliz páscoa
Feliz páscoaFeliz páscoa
Feliz páscoa
bluiza
 
Biografia de alfredo volpi todas as turmas
Biografia de alfredo volpi todas as turmasBiografia de alfredo volpi todas as turmas
Biografia de alfredo volpi todas as turmas
ESCOLAIRMAEDITH
 
Projeto portinari ( com musica)
Projeto portinari ( com musica)Projeto portinari ( com musica)
Projeto portinari ( com musica)
Conradonoblog
 

Mais procurados (20)

ApresentaçãO Tarsila
ApresentaçãO TarsilaApresentaçãO Tarsila
ApresentaçãO Tarsila
 
Apresentação grupo 1 arte da fibra
Apresentação grupo 1    arte da fibraApresentação grupo 1    arte da fibra
Apresentação grupo 1 arte da fibra
 
Feliz páscoa
Feliz páscoaFeliz páscoa
Feliz páscoa
 
As bandeirinhas (Gerlane Fernandes)
As bandeirinhas (Gerlane Fernandes)As bandeirinhas (Gerlane Fernandes)
As bandeirinhas (Gerlane Fernandes)
 
Candido Portinari
Candido PortinariCandido Portinari
Candido Portinari
 
Biografia de alfredo volpi todas as turmas
Biografia de alfredo volpi todas as turmasBiografia de alfredo volpi todas as turmas
Biografia de alfredo volpi todas as turmas
 
Vida e obras de cândido portinari
Vida e obras de cândido portinariVida e obras de cândido portinari
Vida e obras de cândido portinari
 
Festa Junina
Festa JuninaFesta Junina
Festa Junina
 
Myngos
MyngosMyngos
Myngos
 
Portirari
PortirariPortirari
Portirari
 
Projeto de arte
Projeto de arteProjeto de arte
Projeto de arte
 
Alfredo volpi
Alfredo volpiAlfredo volpi
Alfredo volpi
 
Artistas
ArtistasArtistas
Artistas
 
Antonio peticov
Antonio peticovAntonio peticov
Antonio peticov
 
Alfredo volpi
Alfredo volpiAlfredo volpi
Alfredo volpi
 
Alfredo volpi
Alfredo volpiAlfredo volpi
Alfredo volpi
 
Projeto portinari ( com musica)
Projeto portinari ( com musica)Projeto portinari ( com musica)
Projeto portinari ( com musica)
 
Aula sobre Cândido Portinari
Aula sobre Cândido PortinariAula sobre Cândido Portinari
Aula sobre Cândido Portinari
 
Arte urbana miguel
Arte urbana miguelArte urbana miguel
Arte urbana miguel
 
Cleusa
CleusaCleusa
Cleusa
 

Destaque

Aula de artes com cores
Aula de artes com coresAula de artes com cores
Aula de artes com cores
Angela Ruys
 
Linguagem das Cores - Aula 10
Linguagem das Cores - Aula 10Linguagem das Cores - Aula 10
Linguagem das Cores - Aula 10
José Pirauá
 
Linguagem das Cores - Aula 6
Linguagem das Cores - Aula 6Linguagem das Cores - Aula 6
Linguagem das Cores - Aula 6
José Pirauá
 
Aula básica sobre as cores
Aula básica sobre as coresAula básica sobre as cores
Aula básica sobre as cores
Céu Barros
 
As cores complementares
As cores complementaresAs cores complementares
As cores complementares
musiconyou
 
Linguagem da Cores - Aula 1
Linguagem da Cores - Aula 1Linguagem da Cores - Aula 1
Linguagem da Cores - Aula 1
José Pirauá
 
Linguagem das Cores - Aula 4
Linguagem das Cores - Aula 4Linguagem das Cores - Aula 4
Linguagem das Cores - Aula 4
José Pirauá
 
Linguagem das Cores - Aula 9
Linguagem das Cores - Aula 9Linguagem das Cores - Aula 9
Linguagem das Cores - Aula 9
José Pirauá
 
Linguagem das Cores - Aula 5
Linguagem das Cores - Aula 5Linguagem das Cores - Aula 5
Linguagem das Cores - Aula 5
José Pirauá
 

Destaque (20)

Aula de artes com cores
Aula de artes com coresAula de artes com cores
Aula de artes com cores
 
Arte contada a crianças
Arte contada a criançasArte contada a crianças
Arte contada a crianças
 
Musica e artes
Musica e artes Musica e artes
Musica e artes
 
Linguagem das Cores - Aula 10
Linguagem das Cores - Aula 10Linguagem das Cores - Aula 10
Linguagem das Cores - Aula 10
 
Linguagem das Cores - Aula 6
Linguagem das Cores - Aula 6Linguagem das Cores - Aula 6
Linguagem das Cores - Aula 6
 
Aula básica sobre as cores
Aula básica sobre as coresAula básica sobre as cores
Aula básica sobre as cores
 
As cores II
As cores IIAs cores II
As cores II
 
Apostila de arte
Apostila de arteApostila de arte
Apostila de arte
 
Planejamento ArtesVisuais
Planejamento  ArtesVisuaisPlanejamento  ArtesVisuais
Planejamento ArtesVisuais
 
Artes atividades
Artes   atividadesArtes   atividades
Artes atividades
 
Proposta Curricular - Escola Especial Municipal Ilha do Saber
Proposta Curricular - Escola Especial Municipal Ilha do SaberProposta Curricular - Escola Especial Municipal Ilha do Saber
Proposta Curricular - Escola Especial Municipal Ilha do Saber
 
Instrumentos musicais
Instrumentos musicaisInstrumentos musicais
Instrumentos musicais
 
As Cores - Seminário sobre Cores e Seus Significados
As Cores - Seminário sobre Cores e Seus SignificadosAs Cores - Seminário sobre Cores e Seus Significados
As Cores - Seminário sobre Cores e Seus Significados
 
As cores complementares
As cores complementaresAs cores complementares
As cores complementares
 
Trabalho Artes 2
Trabalho Artes 2Trabalho Artes 2
Trabalho Artes 2
 
Linguagem da Cores - Aula 1
Linguagem da Cores - Aula 1Linguagem da Cores - Aula 1
Linguagem da Cores - Aula 1
 
As sensações das cores
  As sensações das cores  As sensações das cores
As sensações das cores
 
Linguagem das Cores - Aula 4
Linguagem das Cores - Aula 4Linguagem das Cores - Aula 4
Linguagem das Cores - Aula 4
 
Linguagem das Cores - Aula 9
Linguagem das Cores - Aula 9Linguagem das Cores - Aula 9
Linguagem das Cores - Aula 9
 
Linguagem das Cores - Aula 5
Linguagem das Cores - Aula 5Linguagem das Cores - Aula 5
Linguagem das Cores - Aula 5
 

Mais de richard_romancini

Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
richard_romancini
 
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERNAs primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
richard_romancini
 

Mais de richard_romancini (20)

Selecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scopeSelecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scope
 
TIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOSTIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOS
 
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do NorteA EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
 
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tiposJOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
 
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literaturaRecursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
 
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicasA pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
 
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações PúblicasComunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
 
Perspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RPPerspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RP
 
O campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no BrasilO campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no Brasil
 
Mass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismoMass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismo
 
Marxismo e comunicação
Marxismo e comunicaçãoMarxismo e comunicação
Marxismo e comunicação
 
A sociologia no brasil
A sociologia no brasilA sociologia no brasil
A sociologia no brasil
 
A sociologia marxista
A sociologia marxistaA sociologia marxista
A sociologia marxista
 
Sociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismoSociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismo
 
A sociologia weberiana
A sociologia weberianaA sociologia weberiana
A sociologia weberiana
 
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959) Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
 
Transformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popularTransformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popular
 
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
 
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERNAs primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
 
Humberto Mauro
Humberto MauroHumberto Mauro
Humberto Mauro
 

Último

4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 

Arte Para Criança

  • 2. Era uma vez ..... um garoto que gostava muito de desenhar. Ele foi crescendo e seus pais o matricularam em uma escola de desenho. Seu nome era Georges Seurat, e seu nome é diferente porque ele era francês. Seurat gostava também de saber as novidades que os cientistas descobriam e ficou muito interessado quando aprendeu como os nossos olhos vêem os objetos e as cores.
  • 3. Sabendo disso e desenhando muito bem, ele começou a pintar de uma forma diferente dos outros pintores. Ao invés de misturar as tintas na paleta(tipo de "prato" onde os artistas misturam as tintas) ele colocava pontos de cores puras lado a lado na tela e o olho de quem olhasse a sua pintura veria o colorido que as cores misturadas formavam. Até parece mági ca !
  • 4. Essa forma de pintar recebeu o nome de PONTILHISMO e uma das pinturas mais conhecidas que Seurat fez foi a " Tarde de domingo na Ilha de Grand Jatte" .Ele ficava muito tempo passeando sob o sol nesta ilha (no Rio Sena nos arredores de Paris) até que fez essa pintura em uma tela muito grande (206 cm x 306 cm) e hoje ela está em um museu (Instituto de Arte de Chicago -Est .Unidos ).
  • 5.