Apresentação do mestrado

243 visualizações

Publicada em

Apresentação do Mestrado em Política Pública

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação do mestrado

  1. 1. UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES Mestrando: Glauco Ricciele Prado Lemes da Cruz Ribeiro Orientadora: Profª. Dr. Rosália Maria Netto Prados Portal Eletrônico “Confraria Mogyana”: Políticas Públicas Culturais. Mogi das Cruzes, SP 26 de março de 2015
  2. 2. Justificativa - História Local - Preservação Patrimonial - Resgate - Salvaguarda e Repositório de Informações - Educação Patrimonial - Acesso da Sociedade ao dados. - Políticas Públicas Culturais
  3. 3. Fundamentação Teórica “ A memória rema contra a maré; o meio urbano afasta as pessoas que já não se visitam, faltam os companheiros que sustentavam as lembranças e já se dispersaram. Daí a importância da coletividade no suporte da memória”. Ecléa Bosi (1994)
  4. 4. “A educação patrimonial é um processo permanente e sistemático de trabalho educacional centrado no patrimônio cultural como fonte primária de conhecimento e enriquecimento individual e coletivo. É um instrumento de ‘alfabetização cultural’ que possibilita ao indivíduo fazer a leitura do mundo que o rodeia, levando-o à compreensão do universo sociocultural e da trajetória histórico-temporal em que está inserido”. HORTA, 1999
  5. 5. Objetivos  Objetivo geral Descrever o portal Confraria Mogyana, para uma reflexão sobre as Políticas Públicas Culturais e Patrimônio do Município de Mogi das Cruzes, SP.
  6. 6.  Objetivos específicos Analisar a importância da educação patrimonial e políticas públicas culturais para o resgate da memória e para a preservação do patrimônio no município de Mogi das Cruzes; Descrever ações de educação patrimonial na formação de professores.
  7. 7. Natureza do Método - Descritivo - Qualitativa
  8. 8. Portal – Confraria Mogyana
  9. 9. Formação de Professores
  10. 10. Patrimônio de Mogi das Cruzes-SP
  11. 11. Conclusões - Ausência de políticas culturais que auxiliem a sociedade no entendimento e salvaguarda de nossos patrimônios. - A educação não-formal produzida através destes diálogos construtivos e fomentadores de preservação cultural. - Meios de comunicação local, como o jornal, foi outro agente, sempre publicando e difundindo os diálogos sociais resultantes das redes sociais. - COMPHAP, órgão com ausência de mecanismos positivos, despreparo da instituição.
  12. 12. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARISTIMUNHA, Cláudia Porcellis. Lugares de Memória: Fotografia, Memória, Identidade, História e Patrimônio Histórico Cultural. Logos, ano 16, n.1, maio 2005. BATALHA, Jair Rocha. Calhaus e Burgaus. 1º ed. São Paulo: Ed. Fac-similar da Prefeitura de Mogi das Cruzes, Coleção Boygiana, 1958. BAUMAN, Zygmunt. Ensaios sobre o conceito de cultura. Rio de Janeiro. Ed. Zahar, 1999. BOSI, E. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 11ª ed., São Paulo: Companhia das Letras, 2005. BRASIL. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. IPHAN, 1937. Disponível em < http://portal.iphan.gov.br/portal/montarPaginaSecao. do?id=10&sigla=Institucional&retorno=paginaIphan> Acesso em 22 de outubro de 2014. CARDOSO, Ciro Flamarion. BRIGNOLI, Héctor Pérez. Os Métodos da História. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1983. _____. IPHAN. Plano de Ação para as Cidades Históricas: Patrimônio Cultural e Desenvolvimento Social, 2009. Disponível em < http://portal.iphan.gov.br/portal/montarPaginaSecao.do?id=10&sigla=Institucional&retorno=paginaIphan> Acesso em 10 de outubro de 2014. _____. Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências Humanas. Ministério de Educação e Cultura. Brasília: MEC, 1998. CAMPOS, J. F. ; CARVALHO, F. PAULA, T. Santa Anna das Cruzes de Mogy: Huma villa de Serra aSima. São Paulo: Global Editora, 1978. CHUVA, M.; NOGUEIRA, A. G. R. (Org). Patrimônio Cultural: Políticas e Perspectivas de Preservação no Brasil. Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Ed. FAPERJ, 2012. FERREIRA, Carla Alexandra Silva. Preservação da Informação Digital: uma perspectiva orientada para as bibliotecas. Dissertação de Mestrado em Informação, Comunicação e Novos Media. Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Coimbra: 2011, 155 p. FUNDAÇÃO IBGE. Censo Agrícola do Estado de São Paulo de 1940. Rio de Janeiro, 1940. GRINBERG, I. História de Mogi das Cruzes. São Paulo: Ed. Saraiva, 1981. GONÇALVES, José R. Santos. A retórica da perda: os discursos do patrimônio cultural no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ/MinC – IPHAN, 2002. HALBWACHS, Maurice. La memoire colletive. Paris: Albin Michel, 1997. LE GOFF, Jaques. História e Memória. Campinas-SP. Editora Unicamp, 1990. LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo. Editora 34, 1999. MESENTIER. L. M. Patrimônio urbano, construção da memória social e da cidadania. IPHAN, 2012. Disponível em < http://portal.iphan.gov.br/portal/baixaFcdAnexo.do?id=524> Acesso em 12 de outubro de 2014. MOGI DAS CRUZES. Secretaria de Cultura. In Portal Prefeitura de Mogi das Cruzes, 2014. Disponível em < http://www.cultura.pmmc.com.br/index.php> Acesso em 20 de setembro de 2014. MORAES, Mário Sergio de. História da imigração japonesa em Mogi das Cruzes. Ed. Mogi News, 2008. NOGUEIRA, Antonio Gilberto Ramos. Por um inventário dos sentidos: Mário de Andrade e a concepção de patrimônio e inventário. São Paulo: Hucitec/ Fapesp, 2005, p. 258. ORNELLAS, Chico. Disponivel em < http://chicoornellas.com.br/ > Acesso em 19 de agosto de 2014. RONDINELLI, Rosely Curi. Gerenciamento Arquivístico de Documentos Eletrônicos. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005. RODRIGUES, M. Imagem do Passado: a instituição do patrimônio em São Paulo 1969-1987. São Paulo: UNESP, 1999. SALGADO, G. M.; PEDRA, L. S.; CALDAS, R. S. (2010) As políticas de financiamento à cultura a urgência de uma reforma. In RUBIM, Antônio A.C. (Org) Políticas Culturais no governo Lula. Salvador: EDUFBA. p. 87 – 110 SÃO PAULO. Diário Oficial do Estado de São Paulo. Imprensa Oficial, 1976. Disponível em < http://www.jusbrasil.com.br/diarios/6096558/pg-7- poder-executivo-diario-oficial-do-estado-de-sao-paulo-dosp-de-20-07-1976> Acesso em 12 de outubro de 2014. SILVEIRA, S.A. Inclusão Digital, Software Livre e Globalização Contra-Hegemônica. In; Parcerias Estratégicas, Nº 20, Jun, 2005. SORJ, Bernardo; GUEDES, L.E. Exclusão Digital: Problemas Conceituais, Evidências Empíricas e Políticas Públicas. Novos Estudos, Nº 72, Jul, 2005.

×