Apontamentoshistria8ano

736 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
736
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apontamentoshistria8ano

  1. 1. Trabalho realizado por: Ana Beatriz nº2 David Pereira nº9 Ricardo Mesquita nº22
  2. 2. Crise do século XIV Económica, social e política Em Portugal, guerrasMaus anos Fomes e Guerras com Castela agrícolas doenças Tratado de Morte de D. Salvaterra Quebra Demográfica de Magos Fernando I Crise deDiminuição da Falta de mão – de - sucessão Inflação produção obra no trono Diminuição dosrendimentos dos D. Beatriz D. João senhores Apoiado pelo Aumento dos Camponeses Apoiada por povo, parte da impostos pagos exigem melhores parte do clero e burguesia, dopelos camponeses salários da nobreza clero e da nobreza -Cerco de Lisboa - Cortes de Coimbra Revoltas - D. João I, rei de Portugal - Batalha de Aljubarrota Vitória dos Portugueses Dos camponeses Dos senhores contra contra os senhores os camponeses Afirmação da independência de Portugal
  3. 3. Motivações: Condições Favoráveis: -Económicas -Paz - Políticas - Costa atlântica e proximidade do - Sociais Mediterrâneo - Religiosas - Conhecimentos transmitidos por Muçulmanos e Judeus Conquistas e descobertas Formas de ocupação / exploração Brasil Ilhas Costa Africana Império do Império Espanhol Atlânticas Oriente -Capitanias -Feitorias -Domínio dos mares Conquistas dos- Governo Geral - Capitanias (armada) - Fortalezas territórios Maias, - Fortalezas Aztecas e Incas - Feitorias Afluência de novos produtos à Europa Rotas Comerciais - Atlântico - Cabo - Extremo Oriente - Manila Mundialização do Trocas Culturais comércio e da economia
  4. 4. O Renascimento Humanismo Classicismo (Interesse pela cultura greco - romana) Valorização Individua- Espírito Razão do Homem lismo Crítico Valorização da observação e da experiência Desenvolvimento de vários domínios do saber Manifestações culturais Arquitectura Escultura Pintura Literatura Condenação do comportamento do Clero Reforma protestante Reacção da Igreja Católica Concílio de Trento Contra-ReformaReafirmação dos Companhia de Renovação Index Inquisição princípios Jesus interna fundamentais
  5. 5. O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL Império Espanhol Crise do Império (2.ª metade do Morte de D. Sebastião Português do Oriente séc.XVI) Filipe II (sem deixar descendentes) (finais do séc.XVI) dominava um vasto -Corso/pirataria império -Reanimação das rotas Do levante União ibérica (1580) -Naufrágios UM SÓ REI,DUAS COROAS -Concorrência Internacional -Falta de meiosNão cumprimento -Revoltas internas em financeiros e militaresdas promessas de EspanhaFilipe II pelos seus -Conflitos armados na -Concorrência sucessores em Europa Internacional Portugal -Crise do Império RESTAURÃO DA Espanhol INDEPENDÊNCIA (1640) Fim do mare clausum Mare liberum Ascenção económica e colonial da Holanda, da Inglaterra e da França Novos instrumentos financeiros: companhias de comércio, bolsas, bancos Desenvolvimento do comércio internacional Lucros Investimentos CAPITALISMO COMERCIAL

×