Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrAlvo do estudo:         Como...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrCONTEXTUALIZAÇÃO No	  dia	  ...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrCOMO O ESTUDO FOI FEITO 1)	 ...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrMENÇÕES NAS REDES SOCIAIS No...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrAUDIÊNCIA NO TWITTER No	  to...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrCOMO O USUÁRIO REPERCUTIU O ...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbr O QUÃO RELEVANTE É O ASSUNT...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrEVOLUÇÃO DA ESCALA Z*Apesar ...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrA CAUDA CURTAAlém da concent...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrE QUAIS FORAM OS PRINCIPAIS ...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrO QUE GEROU MAIS VIRALIZAÇÕE...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrHORAS DE MAIOR ATIVIDADE   O...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrA ORGANIZAÇÃONão	  se	  pode...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrTRÂNSITOEra	  de	  se	  imag...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrQUAIS OS ASSUNTOS MAIS COMEN...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrQUAIS AS REDES COM MAIOR ATI...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrQUAIS OS TERMOS MAIS RELACIO...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrQUADRANTE DE STATUS  Como	  ...
Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbr                   Para mais...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estudo I-Group: Indy SP 300 nas redes sociais

625 visualizações

Publicada em

Como a prova paulista da Fórmula Indy foi vista, comentada e criticada pelos usuários brasileiros

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
625
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo I-Group: Indy SP 300 nas redes sociais

  1. 1. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrAlvo do estudo: Como a Fórmula Indy repercutiu no Brasil Período-base de captação de dados: 27/04/2012 a 02/05/2012 Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 1
  2. 2. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrCONTEXTUALIZAÇÃO No  dia  29/04/2012,  São  Paulo  recebeu,  novamente,  a  Fórmula  Indy  na  cidade.  Em  um  percurso  de  rua  pela  Zona   Norte,  nas  proximidades  do  Sambódromo  e  do  Anhembi,  o  evento  contou  com  cobertura  forte  da  mídia  e  vem   buscando  se  consolidar  no  calendário  esporJvo  nacional,  rivalizando  com  a  mais  tradicional  Fórmula  1. Ao  longo  de  6  dias  -­‐  de  27/04  a  02/05  -­‐  o  I-­‐Group  monitorou  o  evento  nas  redes  sociais  buscando  responder  a  uma   pergunta:  a  Fórmula  Indy  já  faz  parte  do  calendário  esporJvo  brasileiro  na  cabeça  dos  usuários?   Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 2
  3. 3. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrCOMO O ESTUDO FOI FEITO 1)  Todas  as  menções  referentes  ao  assunto   foram  captadas  pelo  I-­‐Brands,  ferramenta  e   metodologia  de  monitoramento  de  mídias   sociais  do  I-­‐Group 2)  Após  as  captações,  todas  as  menções   foram  classificadas  (por  temas)  e  polarizadas   (por  senJmento) 3)  Com  base  nas  classificações  e   polarizações,  as  principais  conclusões  foram   apontadas  neste  documento Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 3
  4. 4. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrMENÇÕES NAS REDES SOCIAIS No  total,  o  volume  de  menções  ao  evento  aJngiu  um  volume  substancialmente  alto  -­‐  quase  15  mil  menções. 13,440 6 dias em torno do evento Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 4
  5. 5. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrAUDIÊNCIA NO TWITTER No  total,  a  quanJdade  de  usuários  impactados  no  Twi`er  (ou  seja,  seguidores  de  perfis  que  tuitaram  qualquer   assunto  relacionado  ao  evento)  ultrapassou  os  80  milhões.  Apesar  do  volume  ser  inegavelmente  alto,  mais  de   90%  se  concentrou  no  dia  de  treinos  e  no  dia  da  prova  em  si.   O  período  antes  e  depois  registraram  presença  mínima  nas  redes,  apontando  para  um  esJlo  de  evento  de   impacto  alto  e  pontual,  que  ainda  não  chegou  ao  ponto  de  permanecer  em  rodas  de  assunto  nos  dias  seguintes.   83,642,178 Outros dias 6.66% Dia da prova Dia de treinos 53.21% 40.13% 6 dias em torno do evento Observação:  os  impactos  não  levam  em  conta  duplicidades.  Ou  seja:  se  um  mesmo  usuário  segue  dois  perfis  de  Twi`er  que  fizeram  menções  ao  UFC,  são   considerados  dois  impactos.   Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 5
  6. 6. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrCOMO O USUÁRIO REPERCUTIU O ASSUNTO Total  de  menções  no  período: Twi`er:  11.027  tweets Facebook:  1.155  posts Blogs:  137  posts Google  Plus:  89  posts Outros:  1.032  posts Total:  13.440  menções Escala  Z:  0,3  ~  0,7 Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 6
  7. 7. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbr O QUÃO RELEVANTE É O ASSUNTO Posição De* A* O  que  significa? Referências Ação  com  relevância  mínima  para  a   0,0 1 2,000 sociedade  como  um  todo Ação  gera  os  primeiros   2 dias depois do 0,1 2,001 4,000 reconhecimentos  públicos,  mas  ainda   evento causando  impactos  pequenos  na   0,2 4,001 8,000 sociedade 0,3 8,001 16,000 Ação  transforma-­‐se  em  assunto  e  deixa   0,4 16,001 32,000 de  ser  importante  apenas  para  a   marca,  interferindo  no  pensamento  de   2 dias do evento 0,5 32,001 64,000 formadores  de  opinião morte de bin laden (repercussão no Brasil) Assunto  tem  grande  alcance  e  impacto,   0,6 64,001 128,000 passando  a  ser  discuJdo  em  diversos   círculos  sociais  on  e  offline tsunami no JapãoA Escala Z (zeitgeist) traduz arelevância de um determinado 0,7 128,001 256,000 (repercussão no Brasil)assunto para a sociedade de Assunto  começa  a  gerar  engajamento  acordo com o volume de 0,8 256,001 512,000 efeJvo  da  sociedade,  deixando  o   invasão do eleiçõesmenções que este teve em um complexo campo  do  “pensar”  e  passando  ao  do   2010 do alemãodeterminado período e em um 0,9 512,001 1,024,000 “agir”  a  favor  de  uma  causadeterminado local. Assunto  gera  mudanças  dramáJcas  em  Quanto mais próximo do 1, 1,0 1,024,001  ou  mais toda  a  teia  socialmais relevante o assunto. * em volume de menções em todas as redes por período de 30 dias Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 7
  8. 8. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrEVOLUÇÃO DA ESCALA Z*Apesar de ter alcançado um pico alto na Escala Z, o evento voltou ao patamar de 0,3 dois dias depois,indicando que o assunto praticamente evaporou das redes tão logo a corrida terminou. 0.7 0.3 0.3 2 dias antes 2 dias de evento 2 dias depois * em volume de menções projetadas em todas as redes por período de 30 dias Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 8
  9. 9. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrA CAUDA CURTAAlém da concentração de postagens e audiência no período da prova, houve ainda uma grandepredominância de perfis conhecidos. Ou seja: a chamada “cauda longa” típica da Web foi mais curta doque o normal. Os 150 principais perfis foram responsáveis por 88% do total de audiência, enquanto queos outros 5.094 perfis corresponderam a apenas 12%. 47,928,499 Top 150 87.70% 15,430,315 151 a 5244 9,995,477 12.30% Top 10 11 a 30 31 a 150 Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 9
  10. 10. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrE QUAIS FORAM OS PRINCIPAIS PERFIS?Na lista dos top 10, encontra-se uma mescla de celebridades com veículos de informação e até mesmoum político: o pre-candidato à prefeitura de São Paulo, José Serra. Perfil Seguidores Tweets  feitos Audiência  gerada SabrinaSatoReal 4,171,958 4 16,687,832 portalR7 1,877,336 5 9,386,680 e_band 66,417 76 5,047,692 MarceloTas 2,909,818 1 2,909,818 g1 1,256,899 2 2,513,798 Estadao 411,721 6 2,470,326 radiobandnewsfm 49,243 50 2,462,150 oserginho 2,294,589 1 2,294,589 folha_com 372,695 6 2,236,170 joseserra_ 964,722 2 1,929,444 Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 10
  11. 11. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrO QUE GEROU MAIS VIRALIZAÇÕESDe maneira geral, o que mais viralizou foi o conjunto de “narrações” ou notícias divulgadas. Houve poucatorcida efetiva em todos os dias, apesar de um volume alto de usuários acompanhando. Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 11
  12. 12. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrHORAS DE MAIOR ATIVIDADE Os  horários  de  maior  movimento  na  rede  refletem  o  que  se  pode  considerar  óbvio:  picos  altos  durante  a  prova.   No  entanto,  cabe  observar  que  houve  um  vale  de  menções  às  14:00,  em  plena  corrida,  apontando  uma  espécie   de  “quebra”  de  hábito  dos  usuários  em  acompanhar  e  postar  simultaneamente.  Os  dois  grandes  momentos   presentes  nas  redes  foram  a  largada  e  a  chegada. Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 12
  13. 13. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrA ORGANIZAÇÃONão  se  pode  dizer  que  houve  consenso  quanto  à  organização  da  prova.  Os  usuários  mais  influentes  (em  geral,  veículos  de  comunicação)  elogiaram  todos  os  aspectos;  no  entanto,  uma  falha  na  abertura  do  champagne  no  pódio  gerou  uma  massa  grande  de  críJcas.  Das  442  menções  sobre  a  organização  da  prova  como  um  todo,  183  referiram-­‐se  a  este  episódio  de  forma  pejoraJva. Elogios Críticas 58.60% 41.40% Total: 443 menções Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 13
  14. 14. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrTRÂNSITOEra  de  se  imaginar  que  muitas  menções  fossem  concentradas  no  trânsito  -­‐  afinal,  a  corrida  foi  feita  em  um  percurso  de  rua  e  em  uma  das  vias  mais  movimentadas  da  capital  paulista.  No  entanto,  a  decisão  de  inseri-­‐la  em  meio  a  um  feriado  prolongada  efeJvamente  reduziu  o  volume  de  críJcas.  No  total,  foram  apenas  89  menções  sobre  o  trânsito  -­‐  boa  parte  delas  contendo  apenas  informações  brutas  e  sem  opinião. Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 14
  15. 15. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrQUAIS OS ASSUNTOS MAIS COMENTADOS? Ao  analisar  cada  uma  das  menções,  encontra-­‐se  uma  divisão  temáJca  da  seguinte  ordem: A  imensa  maior  parte  das  menções  girou  em  torno   de  carros,  pilotos  e  da  narração  como  um  todo.  De   forma  geral,  o  usuário  acompanhou  noucias  e  as   replicou  nas  redes,  postando  opiniões  apenas  em   poucas  situações  (incluindo  piadas  com  um  dos   pilotos  brasileiros,  Rubens  Barrichello,  e  menções  ao   episódio  do  champagne).   Narração Carros e Pilotos 37.20% 58.84% Trânsito 0.66% Organização 3.30% Total: 13.440 menções Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 15
  16. 16. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrQUAIS AS REDES COM MAIOR ATIVIDADE? A  predominância  do  Twi`er  também  surpreendeu   pela  distância  em  relação  a  outras  redes.   Considerando  que  o  microblog  é,  de  fato,  a  rede  que   contém  expressões  mais  instantâneas  de  opinião  -­‐   contrapondo  redes  como  blogs  ou  mesmo  o   Facebook,  que  costumam  incluir  mais  conversas  e   Twitter análises  -­‐  isso  demonstra  o  caráter  pontual  do  buzz.   82.05% Em  outras  palavras,  a  alta  predominância  de   menções  no  Twi`er  confirma  que  o  evento  teve   Blogosfera repercussão,  porém  de  forma  excessivamente   1.02% temporal,  pontual. Google Plus 0.66% Facebook 8.59% Outros 7.68% Total: 13.440 menções Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 16
  17. 17. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrQUAIS OS TERMOS MAIS RELACIONADOS AO ASSUNTO?Na  nuvem  de  tags,  percebe-­‐se  também  predominância  de  termos  relacionados  à  narração  e  à  corrida,  com  menções  às  duas  marcas  com  “naming  rights”  (Itaipava  e  Nestlé)  e  aos  veículos  que  mais  divulgaram. Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 17
  18. 18. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbrQUADRANTE DE STATUS Como  o  usuário  encarou  o  evento? O  que  moJva  a  viralização? -­‐  Como  uma  corrida  quase  que  “exoJcamente”  ocorrida  nas   -­‐  Os  grandes  veículos  de  comunicação,  com  coberturas   ruas  da  capital  paulistana.  A  Indy  São  Paulo  gerou  um  forte   constantes  e  volumes  altos  de  parJcipação  nas  redes,  foram  os   buzz  durante  o  evento  -­‐  mas  principalmente  por  conta  de   responsáveis  por  colocar  a  Indy  SP  na  mente  do  usuário.  Quanto   divulgações  de  grandes  veículos  ou  de  celebridades.  A   maior  a  presença  dessa  cobertura,  mais  o  evento  tende  a   população  como  um  todo  parJcipou  de  forma  mais  umida.   ampliar  a  sua  parJcipação  no  imaginário  popular  mas,  hoje,  ele  é   dependente  dessa  cobertura.   -­‐  A  quase  ausência  de  menções  antes  e  depois  do  evento   mostrou  um  cenário  de  impacto  extremamente  pontual  e   limitado  a  2  dias.Oportunidades  para  marcas Crises/  ameaças  para  marcas -­‐  Há  uma  mescla  de  risco  com  oportunidade.  Marcas  que   -­‐  Nas  primeiras  edições,  a  maior  ameaça  é  justamente  a  falta  de   uJlizaram  os  “naming  rights”  -­‐  e  que,  portanto,  esJveram   presença  popular  nas  redes.   presentes  em  praJcamente  todo  o  tempo,  conseguiram  se   fazer  vistas  (mesmo  que  por  um  período  curto).  Marcas   -­‐  A  proximidade  do  evento  das  finais  de  campeonatos  estaduais   apoiadoras,  com  menor  parJcipação,  precisavam  de  mais   de  futebol  também  não  ajudou,  gerando  uma  rápida  mudança   tempo  para  se  fazerem  fortes  perante  o  público.  Essas  não   de  assunto  entre  o  público  amante  de  esporte.   devem  ter  culJvado  muito  lucro  insJtucional  -­‐  ao  menos  nessa   edição.   -­‐  Para  a  cidade  de  São  Paulo,  recomenda-­‐se  invesJr  em  mais   eventos  ao  longo  do  período,  transformando  o  evento  em  algo   maior.   Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 18
  19. 19. Estudo de Comportamento em Mídias Sociais: 27/04/2012 - 02/05/2012 | www.facebook.com/igroupbr Para mais estudos e informações, acesse facebook.com/igroupbr Produzido pelo I-Group com base na Metodologia I-Brands | Para mais informações, acesse www.facebook.com/igroupbr 19

×