SlideShare uma empresa Scribd logo

Testes de software

T
teste

teste de software

1 de 35
Baixar para ler offline
PROCESSO DE TESTES DE
SOFTWARE
MSOO
Introdução
 Teste é um conjunto de atividades que pode
ser planejado antecipadamente e realizado
sistematicamente.
 É possível definir um “template” (esqueleto),
ou seja um conjunto de passos ao qual é
possível alocar técnicas de projeto de casos
de teste e estratégias de teste específicos.
Objetivos do Teste
 O Processo de Teste, como qualquer outro processo deve ser revisto
continuamente, de forma a ampliar sua atuação e possibilitar aos
profissionais uma maior visibilidade e organização dos seus trabalhos,
o que resulta numa maior agilidade e controle operacional dos projetos
de testes.
C
U
S
R
D
I
V
ST
Teste de unidade
Teste de integração
Teste de validação
Teste de sistema
Engenharia de sistemas
Requisitos
Projeto
Código
Estratégia de teste
Fluxo de informações de teste
 O processo de depuração é a parte mais imprevisível do
processo de teste. Um erro que indique uma discrepância de
0,01% entre resultados esperados e reais pode demorar uma
hora, um dia ou um mês para ser diagnosticado e corrigido.
Atividade
de teste
Avaliação
Modelo de
confiabilidade
Depuração
Configuração
de SW
Configuração
de teste
Resultados
de teste
Resultados
esperados
Dados
da taxa
de erros
Erros
Correções
Confiabilidade
prevista
Técnicas de Teste de Software
 Conhecendo-se a função específica que um produto projetado
deve executar, testes podem ser realizados para demonstrar que
cada função é totalmente operacional (teste de caixa preta - “black
box”)
 Conhecendo-se o funcionamento interno de um produto, testes
podem ser realizados para garantir que “todas as engrenagens”, ou
seja, que a operação interna de um produto tem um desempenho
de acordo com as especificações e que os componentes internos
foram adequadamente postos à prova (teste de caixa branca -
“white box”)
Teste de Caixa Preta
 Teste de caixa preta refere-se aos testes
realizados nas interfaces do SW (a entrada
é adequadamente aceita e a saída é
corretamente produzida com a integridade
das informações externas mantida).
Anúncio

Recomendados

Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De ProcessoUma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processocrc1404
 
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem prática
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem práticaIntrodução ao Teste de Software - Uma abordagem prática
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem práticaFabrício Campos
 
Introdução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade IIntrodução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade IJoão Lourenço
 
Testes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão GeralTestes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão Geralpaulo peres
 
Papéis em Teste e Qualidade de Software
Papéis em Teste e Qualidade de SoftwarePapéis em Teste e Qualidade de Software
Papéis em Teste e Qualidade de SoftwareCamilo Ribeiro
 
Planejamento de Testes
Planejamento de TestesPlanejamento de Testes
Planejamento de Testeselliando dias
 
OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE DE PROJETOS
OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE DE PROJETOSOS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE DE PROJETOS
OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE DE PROJETOSLuiz Ladeira
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Engenharia de Testes
Engenharia de TestesEngenharia de Testes
Engenharia de TestesUFPA
 
Validação e Testes de software
Validação e Testes de softwareValidação e Testes de software
Validação e Testes de softwareRondinelli Mesquita
 
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidadeConceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidaderzauza
 
Ferramentas de Gestão de Testes
Ferramentas de Gestão de TestesFerramentas de Gestão de Testes
Ferramentas de Gestão de Testeselliando dias
 
Noções em teste de software e introdução a automação
Noções em teste de software e introdução a automaçãoNoções em teste de software e introdução a automação
Noções em teste de software e introdução a automaçãoSandy Maciel
 
Ferramentas open source para auxiliar os testes de software
Ferramentas open source para auxiliar os testes de softwareFerramentas open source para auxiliar os testes de software
Ferramentas open source para auxiliar os testes de softwareJeremias Araujo
 
Minicurso - Teste de software (CACSI 2015)
Minicurso - Teste de software (CACSI 2015)Minicurso - Teste de software (CACSI 2015)
Minicurso - Teste de software (CACSI 2015)Vanilton Pinheiro
 
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Luiz Ladeira
 
Teste de Software Introdução à Qualidade
Teste de Software Introdução à Qualidade Teste de Software Introdução à Qualidade
Teste de Software Introdução à Qualidade Camilo Ribeiro
 
Verificação e validação de software
Verificação e validação de softwareVerificação e validação de software
Verificação e validação de softwareLeonardo Melo Santos
 
Workshop - Plano de Testes End to End com o Microsoft Test Manager
Workshop   - Plano de Testes End to End com o Microsoft Test ManagerWorkshop   - Plano de Testes End to End com o Microsoft Test Manager
Workshop - Plano de Testes End to End com o Microsoft Test ManagerAlan Carlos
 
Verificação, Validação e Teste de Software
Verificação, Validação e Teste de SoftwareVerificação, Validação e Teste de Software
Verificação, Validação e Teste de SoftwareCamilo Almendra
 
Introdução a testes de sofwtare
Introdução a testes de sofwtareIntrodução a testes de sofwtare
Introdução a testes de sofwtareFernando Palma
 

Mais procurados (20)

Engenharia de Testes
Engenharia de TestesEngenharia de Testes
Engenharia de Testes
 
Validação e Testes de software
Validação e Testes de softwareValidação e Testes de software
Validação e Testes de software
 
Testes de software
Testes de softwareTestes de software
Testes de software
 
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidadeConceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
 
Ferramentas de Gestão de Testes
Ferramentas de Gestão de TestesFerramentas de Gestão de Testes
Ferramentas de Gestão de Testes
 
Noções em teste de software e introdução a automação
Noções em teste de software e introdução a automaçãoNoções em teste de software e introdução a automação
Noções em teste de software e introdução a automação
 
Ferramentas open source para auxiliar os testes de software
Ferramentas open source para auxiliar os testes de softwareFerramentas open source para auxiliar os testes de software
Ferramentas open source para auxiliar os testes de software
 
Minicurso - Teste de software (CACSI 2015)
Minicurso - Teste de software (CACSI 2015)Minicurso - Teste de software (CACSI 2015)
Minicurso - Teste de software (CACSI 2015)
 
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
 
Fundamentos de Testes de Software
Fundamentos de Testes de SoftwareFundamentos de Testes de Software
Fundamentos de Testes de Software
 
Teste de Software Introdução à Qualidade
Teste de Software Introdução à Qualidade Teste de Software Introdução à Qualidade
Teste de Software Introdução à Qualidade
 
Verificação e validação de software
Verificação e validação de softwareVerificação e validação de software
Verificação e validação de software
 
Plano de testes
Plano de testesPlano de testes
Plano de testes
 
Workshop - Plano de Testes End to End com o Microsoft Test Manager
Workshop   - Plano de Testes End to End com o Microsoft Test ManagerWorkshop   - Plano de Testes End to End com o Microsoft Test Manager
Workshop - Plano de Testes End to End com o Microsoft Test Manager
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
 
Verificação, Validação e Teste de Software
Verificação, Validação e Teste de SoftwareVerificação, Validação e Teste de Software
Verificação, Validação e Teste de Software
 
Aula - Teste de Software
Aula - Teste de SoftwareAula - Teste de Software
Aula - Teste de Software
 
Qualidade e Teste de Software
Qualidade e Teste de SoftwareQualidade e Teste de Software
Qualidade e Teste de Software
 
Introdução a testes de sofwtare
Introdução a testes de sofwtareIntrodução a testes de sofwtare
Introdução a testes de sofwtare
 
Plano de teste
Plano de testePlano de teste
Plano de teste
 

Destaque

[GUTS-RS] Testes em Projetos de Implantação de ERP
[GUTS-RS] Testes em Projetos de Implantação de ERP[GUTS-RS] Testes em Projetos de Implantação de ERP
[GUTS-RS] Testes em Projetos de Implantação de ERPGUTS-RS
 
Microsoft power point palestra-fatec_tatui_20101021
Microsoft power point   palestra-fatec_tatui_20101021Microsoft power point   palestra-fatec_tatui_20101021
Microsoft power point palestra-fatec_tatui_20101021Rafael Marega
 
Implantação de Ambiente de Integração contínua para projeto que usa Java e C
Implantação de Ambiente de Integração contínua para  projeto que usa Java e CImplantação de Ambiente de Integração contínua para  projeto que usa Java e C
Implantação de Ambiente de Integração contínua para projeto que usa Java e CEliane Collins
 
Introdução ao teste de software
 Introdução ao teste de software Introdução ao teste de software
Introdução ao teste de softwareAna Ludmila
 
QA for noobs - qualidade de software para novatos
QA for noobs - qualidade de software para novatosQA for noobs - qualidade de software para novatos
QA for noobs - qualidade de software para novatosBruno Fernandes "PorKaria"
 
Qualidade no desenvolvimento de Software com TDD e PHPUnit
Qualidade no desenvolvimento de Software com TDD e PHPUnitQualidade no desenvolvimento de Software com TDD e PHPUnit
Qualidade no desenvolvimento de Software com TDD e PHPUnitDomingos Teruel
 
Qualidade de Software no século XXI
Qualidade de Software no século XXIQualidade de Software no século XXI
Qualidade de Software no século XXIBruno Penteado
 
Qualidade de Software com Microsoft Visual Studio
Qualidade de Software com Microsoft Visual StudioQualidade de Software com Microsoft Visual Studio
Qualidade de Software com Microsoft Visual StudioAdriano Bertucci
 
Introdução a Testes de Software
Introdução a Testes de SoftwareIntrodução a Testes de Software
Introdução a Testes de SoftwareIgor Takenami
 
Homologação requisitos para validar sistemas erp
Homologação   requisitos para validar sistemas erpHomologação   requisitos para validar sistemas erp
Homologação requisitos para validar sistemas erpSérgio Caldeira
 
[GUTS-RS] Performance Engineering
[GUTS-RS] Performance Engineering[GUTS-RS] Performance Engineering
[GUTS-RS] Performance EngineeringGUTS-RS
 
Desenvolvimento para iOS
Desenvolvimento para iOSDesenvolvimento para iOS
Desenvolvimento para iOSIgor Takenami
 
Lean para potencializar a qualidade no software
Lean para potencializar a qualidade no softwareLean para potencializar a qualidade no software
Lean para potencializar a qualidade no softwareDionatan default
 
Introdução a Qualidade de Software
Introdução a Qualidade de SoftwareIntrodução a Qualidade de Software
Introdução a Qualidade de SoftwareIgor Takenami
 
Implantação de um ERP - Vantagens e Dificuldades
Implantação de um ERP - Vantagens e DificuldadesImplantação de um ERP - Vantagens e Dificuldades
Implantação de um ERP - Vantagens e DificuldadesAndre Dourado
 
Qualidade de Software - Introdução
Qualidade de Software - Introdução Qualidade de Software - Introdução
Qualidade de Software - Introdução Elaine Cecília Gatto
 

Destaque (16)

[GUTS-RS] Testes em Projetos de Implantação de ERP
[GUTS-RS] Testes em Projetos de Implantação de ERP[GUTS-RS] Testes em Projetos de Implantação de ERP
[GUTS-RS] Testes em Projetos de Implantação de ERP
 
Microsoft power point palestra-fatec_tatui_20101021
Microsoft power point   palestra-fatec_tatui_20101021Microsoft power point   palestra-fatec_tatui_20101021
Microsoft power point palestra-fatec_tatui_20101021
 
Implantação de Ambiente de Integração contínua para projeto que usa Java e C
Implantação de Ambiente de Integração contínua para  projeto que usa Java e CImplantação de Ambiente de Integração contínua para  projeto que usa Java e C
Implantação de Ambiente de Integração contínua para projeto que usa Java e C
 
Introdução ao teste de software
 Introdução ao teste de software Introdução ao teste de software
Introdução ao teste de software
 
QA for noobs - qualidade de software para novatos
QA for noobs - qualidade de software para novatosQA for noobs - qualidade de software para novatos
QA for noobs - qualidade de software para novatos
 
Qualidade no desenvolvimento de Software com TDD e PHPUnit
Qualidade no desenvolvimento de Software com TDD e PHPUnitQualidade no desenvolvimento de Software com TDD e PHPUnit
Qualidade no desenvolvimento de Software com TDD e PHPUnit
 
Qualidade de Software no século XXI
Qualidade de Software no século XXIQualidade de Software no século XXI
Qualidade de Software no século XXI
 
Qualidade de Software com Microsoft Visual Studio
Qualidade de Software com Microsoft Visual StudioQualidade de Software com Microsoft Visual Studio
Qualidade de Software com Microsoft Visual Studio
 
Introdução a Testes de Software
Introdução a Testes de SoftwareIntrodução a Testes de Software
Introdução a Testes de Software
 
Homologação requisitos para validar sistemas erp
Homologação   requisitos para validar sistemas erpHomologação   requisitos para validar sistemas erp
Homologação requisitos para validar sistemas erp
 
[GUTS-RS] Performance Engineering
[GUTS-RS] Performance Engineering[GUTS-RS] Performance Engineering
[GUTS-RS] Performance Engineering
 
Desenvolvimento para iOS
Desenvolvimento para iOSDesenvolvimento para iOS
Desenvolvimento para iOS
 
Lean para potencializar a qualidade no software
Lean para potencializar a qualidade no softwareLean para potencializar a qualidade no software
Lean para potencializar a qualidade no software
 
Introdução a Qualidade de Software
Introdução a Qualidade de SoftwareIntrodução a Qualidade de Software
Introdução a Qualidade de Software
 
Implantação de um ERP - Vantagens e Dificuldades
Implantação de um ERP - Vantagens e DificuldadesImplantação de um ERP - Vantagens e Dificuldades
Implantação de um ERP - Vantagens e Dificuldades
 
Qualidade de Software - Introdução
Qualidade de Software - Introdução Qualidade de Software - Introdução
Qualidade de Software - Introdução
 

Semelhante a Testes de software

Testando aplicações DataSnap
Testando aplicações DataSnapTestando aplicações DataSnap
Testando aplicações DataSnapAndreano Lanusse
 
Introdução a Automação de Teste de Software
Introdução a Automação de Teste de SoftwareIntrodução a Automação de Teste de Software
Introdução a Automação de Teste de SoftwareCamilo Ribeiro
 
Test-Driven Development (TDD) utilizando o framework xUnit.net
Test-Driven Development (TDD) utilizando o framework xUnit.netTest-Driven Development (TDD) utilizando o framework xUnit.net
Test-Driven Development (TDD) utilizando o framework xUnit.netRenato Groff
 
Aula12 T EES UFS Testes de SW
Aula12  T EES  UFS  Testes de SWAula12  T EES  UFS  Testes de SW
Aula12 T EES UFS Testes de SWguest8ae21d
 
Introdução a Programação Orientada a testes
Introdução a Programação Orientada a testesIntrodução a Programação Orientada a testes
Introdução a Programação Orientada a testesAndré Luiz Forchesatto
 
Aula18_V&VTesteSoftware.pdf
Aula18_V&VTesteSoftware.pdfAula18_V&VTesteSoftware.pdf
Aula18_V&VTesteSoftware.pdfMichaelArrais1
 
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxGerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxRoberto Nunes
 
Paletra sobre TDD, ocorrida no #DevDojo
Paletra sobre TDD, ocorrida no #DevDojoPaletra sobre TDD, ocorrida no #DevDojo
Paletra sobre TDD, ocorrida no #DevDojoflavio1110
 
TDD (Test-Driven Development)
TDD (Test-Driven Development)TDD (Test-Driven Development)
TDD (Test-Driven Development)Renato Groff
 
ALM - Testes Manuais no Microsoft Test Manager
ALM - Testes Manuais no Microsoft Test ManagerALM - Testes Manuais no Microsoft Test Manager
ALM - Testes Manuais no Microsoft Test ManagerAlan Carlos
 
Testes, engenharia de Software, teste de Software
Testes, engenharia de Software, teste de SoftwareTestes, engenharia de Software, teste de Software
Testes, engenharia de Software, teste de SoftwareSilas Gonçalves
 

Semelhante a Testes de software (20)

Testando aplicações DataSnap
Testando aplicações DataSnapTestando aplicações DataSnap
Testando aplicações DataSnap
 
Introdução a Automação de Teste de Software
Introdução a Automação de Teste de SoftwareIntrodução a Automação de Teste de Software
Introdução a Automação de Teste de Software
 
Test-Driven Development (TDD) utilizando o framework xUnit.net
Test-Driven Development (TDD) utilizando o framework xUnit.netTest-Driven Development (TDD) utilizando o framework xUnit.net
Test-Driven Development (TDD) utilizando o framework xUnit.net
 
Aula12 T EES UFS Testes de SW
Aula12  T EES  UFS  Testes de SWAula12  T EES  UFS  Testes de SW
Aula12 T EES UFS Testes de SW
 
Aula12 TEES UFS Testes de SW
Aula12 TEES UFS Testes de SWAula12 TEES UFS Testes de SW
Aula12 TEES UFS Testes de SW
 
Introdução a Programação Orientada a testes
Introdução a Programação Orientada a testesIntrodução a Programação Orientada a testes
Introdução a Programação Orientada a testes
 
Aula18_V&VTesteSoftware.pdf
Aula18_V&VTesteSoftware.pdfAula18_V&VTesteSoftware.pdf
Aula18_V&VTesteSoftware.pdf
 
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxGerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
 
O que é Teste de Software?
O que é Teste de Software?O que é Teste de Software?
O que é Teste de Software?
 
Teste de Software - Introdução
Teste de Software - IntroduçãoTeste de Software - Introdução
Teste de Software - Introdução
 
Paletra sobre TDD, ocorrida no #DevDojo
Paletra sobre TDD, ocorrida no #DevDojoPaletra sobre TDD, ocorrida no #DevDojo
Paletra sobre TDD, ocorrida no #DevDojo
 
TDD (Test-Driven Development)
TDD (Test-Driven Development)TDD (Test-Driven Development)
TDD (Test-Driven Development)
 
Eng de testes aula2
Eng de testes   aula2Eng de testes   aula2
Eng de testes aula2
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
 
Introdução a tdd
Introdução a tddIntrodução a tdd
Introdução a tdd
 
JUnit Sample
JUnit SampleJUnit Sample
JUnit Sample
 
Testes Funcionais
Testes FuncionaisTestes Funcionais
Testes Funcionais
 
ALM - Testes Manuais no Microsoft Test Manager
ALM - Testes Manuais no Microsoft Test ManagerALM - Testes Manuais no Microsoft Test Manager
ALM - Testes Manuais no Microsoft Test Manager
 
Testes, engenharia de Software, teste de Software
Testes, engenharia de Software, teste de SoftwareTestes, engenharia de Software, teste de Software
Testes, engenharia de Software, teste de Software
 
Eng.ª do Software - 10. Testes de software
Eng.ª do Software - 10. Testes de softwareEng.ª do Software - 10. Testes de software
Eng.ª do Software - 10. Testes de software
 

Testes de software

  • 1. PROCESSO DE TESTES DE SOFTWARE MSOO
  • 2. Introdução  Teste é um conjunto de atividades que pode ser planejado antecipadamente e realizado sistematicamente.  É possível definir um “template” (esqueleto), ou seja um conjunto de passos ao qual é possível alocar técnicas de projeto de casos de teste e estratégias de teste específicos.
  • 3. Objetivos do Teste  O Processo de Teste, como qualquer outro processo deve ser revisto continuamente, de forma a ampliar sua atuação e possibilitar aos profissionais uma maior visibilidade e organização dos seus trabalhos, o que resulta numa maior agilidade e controle operacional dos projetos de testes. C U S R D I V ST Teste de unidade Teste de integração Teste de validação Teste de sistema Engenharia de sistemas Requisitos Projeto Código Estratégia de teste
  • 4. Fluxo de informações de teste  O processo de depuração é a parte mais imprevisível do processo de teste. Um erro que indique uma discrepância de 0,01% entre resultados esperados e reais pode demorar uma hora, um dia ou um mês para ser diagnosticado e corrigido. Atividade de teste Avaliação Modelo de confiabilidade Depuração Configuração de SW Configuração de teste Resultados de teste Resultados esperados Dados da taxa de erros Erros Correções Confiabilidade prevista
  • 5. Técnicas de Teste de Software  Conhecendo-se a função específica que um produto projetado deve executar, testes podem ser realizados para demonstrar que cada função é totalmente operacional (teste de caixa preta - “black box”)  Conhecendo-se o funcionamento interno de um produto, testes podem ser realizados para garantir que “todas as engrenagens”, ou seja, que a operação interna de um produto tem um desempenho de acordo com as especificações e que os componentes internos foram adequadamente postos à prova (teste de caixa branca - “white box”)
  • 6. Teste de Caixa Preta  Teste de caixa preta refere-se aos testes realizados nas interfaces do SW (a entrada é adequadamente aceita e a saída é corretamente produzida com a integridade das informações externas mantida).
  • 7. Teste de Caixa Branca  Teste de caixa branca baseia-se num minucioso exame dos detalhes procedimentais, através da definição de todos os caminhos lógicos possíveis.  Infelizmente estes testes apresentam problemas logísticos, uma vez que o número destes possíveis caminhos lógicos pode ser muito grande, o que levaria a um tempo infinito.  Entretanto este tipo de teste não pode ser desprezado como pouco prático, podendo-se optar por um número limitado de opções
  • 8. Teste de caminho básico  É uma técnica de teste de caixa branca que possibilita que o projetista do caso de teste derive uma medida de complexidade lógica de um projeto procedimental e use essa medida como guia para definir um conjunto básico de caminhos de execução. Notação de grafo de fluxo:  notação simples para representação do fluxo de controle, que descreve o fluxo lógico: Seqüência if while case
  • 9. Complexidade Ciclomática  É uma métrica de SW que proporciona uma medida quantitativa da complexidade lógica de um programa  O valor computado da complexidade ciclomática define o número de caminhos independentes do conjunto básico de um programa e oferece-nos um limite máximo para o número de testes que deve ser realizado para garantir que todas as instruções sejam executadas pelo menos uma vez.
  • 10. Complexidade Ciclomática  Por exemplo, um conjunto de caminhos independentes, referentes à figura ao lado:  caminho 1: 1-11  caminho 2: 1-2-3-4-5-10-1-11  caminho 3: 1-2-3-6-8-9-10-1-11  caminho 4: 1-2-3-6-7-9-10-1-11 1 2, 3 6 7 8 9 10 11 4, 5 Ramo Nó Região R1 R4 R2 R3 Grafo de fluxo
  • 11. Visão da Qualidade  Teste x Verificação x Validação  Verificação: “Estamos construindo certo o produto?”  Validação: “Estamos construindo o produto certo?”  Teste x Qualidade  Qualidade é um conceito mais amplo  Teste gera informação sobre qualidade do produto
  • 12. Estratégias de Teste de Software  Teste de Unidade  Teste de Integração  Teste de Validação  Teste de Sistema C U S R D I V ST Teste de unidade Teste de integração Teste de validação Teste de sistema Engenharia de sistemas Requisitos Projeto Código Estratégia de teste
  • 13. Testes de Unidade  Concentra-se no esforço de verificação da menor unidade de projeto de SW - o módulo. Baseia-se quase sempre na técnica de caixa branca (com menor incidência na O.O.) e pode ser realizado em paralelo para múltiplos módulos.
  • 14. Testes de Integração  O objetivo é, a partir dos módulos testados no nível de unidade, construir a estrutura de programa que foi determinada pelo projeto realizando-se ao mesmo tempo, testes para descobrir erros associados a interfaces (entradas e saídas entre módulos devem se compatibilizar).
  • 15. Testes de Validação  São definidas expectativas razoáveis na Especificação de Requisitos de SW, que descreve todos os atributos do SW visíveis ao usuário.  A validação é bem-sucedida quando o SW funciona de uma maneira razoavelmente esperada pelo cliente.
  • 16. Testes de Sistema  É uma série de diferentes testes, cujo propósito primordial é pôr completamente à prova o sistema baseado em computador.
  • 17. Teste de Sistema  Teste de recuperação: é um teste de sistema que força o SW a falhar de diversas maneiras e verifica se a recuperação é adequadamente executada.  Teste de segurança: tenta verificar se todos os mecanismos de proteção embutidos em um sistema o protegerão, de fato, de acessos indevidos.  Teste de estresse: executa o sistema de uma forma que exige recursos em quantidade. Essencialmente o analista tenta destruir o programa.  Teste de desempenho: é idealizado para testar o desempenho de “runtime” do SW dentro do contexto de um sistema integrado.
  • 18. Test-Driven Development (TDD)  Desenvolvimento guiado pelos testes  Só escreva código novo se um teste falhar  Refatore até que o teste funcione  Alternância: "red/green/refactor" - nunca passe mais de 10 minutos sem que a barra do JUnit fique verde.  Técnicas  "Fake It Til You Make It": faça um teste rodar simplesmente fazendo método retornar constante  Implementação óbvia: se operações são simples, implemente-as e faça que os testes rodem
  • 21. Ferramentas para Testes das GUI’s  Caso específico: resposta de servidores Web  Verificar se uma página HTML ou XML contém determinado texto ou determinado elemento  Verificar se resposta está de acordo com dados passados na requisição: testes funcionais tipo "caixa-preta"  Soluções (extensões do JUnit)  HttpUnit e ServletUnit:  permite testar dados de árvore DOM HTML gerada  JXWeb (combinação do JXUnit com HttpUnit)  permite especificar os dados de teste em arquivos XML  arquivos de teste Java são gerados a partir do XML  XMLUnit  extensão simples para testar árvores XML  Onde encontrar: (httpunit|jxunit|xmlunit).sourceforge.net  Outras: Cactus, JUnitPerf, JUnitEE…
  • 22. Ferramenta para Testes de Performance  JUnitPerf (www.clarkware.com)  Coleção de decoradores para medir performance e escalabilidade em testes JUnit existentes  TimedTest  Executa um teste e mede o tempo transcorrido  Define um tempo máximo para a execução. Teste falha se execução durar mais que o tempo estabelecido  LoadTest  Executa um teste com uma carga simulada  Utiliza timers para distribuir as cargas usando distribuições randômicas  Combinado com TimerTest para medir tempo com carga  ThreadedTest  Executa o teste em um thread separado
  • 23. Frameworks para Testes de Unidade  Similares ao JUnit (linguagem Java):  Python  PyUnit  C++  CppUnit  Perl  PerlUnit  .NET  NUnit, NUnitForms, dotUnit, EasyMock.NET, csUnit
  • 24. Testes envolvendo acesso a Base de Dados
  • 25. Processo de Teste de Software na visão do RUP
  • 26. Planejamento de Testes  Definição de uma proposta de testes baseada nas expectativas do Cliente em relação à :  prazos,  custos  qualidade esperada  Possibilidade de dimensionar a equipe e estabelecer um esforço de acordo com as necessidades apontadas pelo Cliente.
  • 27. Especificação dos Testes  Identificação dos casos de testes que deverão ser construídos e/ou modificados em função das mudanças solicitadas pelo Cliente.
  • 29. Modelagem dos Testes  Identificação de todos os elementos necessários para a implementação de cada caso de teste especificado:  modelagem das massas de testes  definição dos critérios de tratamento de arquivos (descaracterização e comparação de resultados).
  • 30. Preparação do Ambiente  Conjunto de atividades que visa a disponibilização física de um ambiente de testes para sofrer a bateria de testes planejadas nas etapas anteriores de forma contínua e automatizada (sem intervenção humana).
  • 31. Execução dos Testes  Execução e conferência dos testes planejados, de forma a garantir que o comportamento do aplicativo permanece em "conformidade" com os requisitos contratados pelo Cliente.
  • 32. Análise dos Resultados  Análise e confirmação dos resultados relatados durante a fase de execução dos testes.  Os resultados em "não-conformidade" deverão ser "confirmados" e "detalhados" para que a Fábrica de Software realize as correções necessárias.  Já os em "conformidade" deverão ter seu resultado "POSITIVO" reconfirmado.
  • 34. Norma IEEE 829-1998  A norma IEEE 829-1998 descreve um conjunto de documentos para as atividades de teste de um produto de software. Os documentos cobrem as tarefas de planejamento, especificação e relato de testes.