Introdução à utilização de Sistemas de       Informação Geográfica – Quantum SIGFormador: Prof. Ricardo GomesModalidade de...
Apresentação Formador e FormandosNomeIdadeNaturalidadeFormaçãoExperiência com SigExpectativas em relação à Formação
Guião da Acção de Formação *ObjectivosDestinatáriosCalendarização / Actividades:             > 7 de Setembro – Abordagem T...
O SiteSoftwareManuaisExercíciosFicheirosVídeos
Partilha de trabalhos, colocar dúvidas
Sig
Sig consiste em:• Digital Data - the geographical information that you will view and analyseusing computer hard- ware and ...
O Que é a Informação Geográfica?Um dado geográfico possui uma localização geográfica (expressa comocoordenadas num mapa) e...
Aplicações para os SIG   Agricultura                  Gestão de recursos Naturais   Arqueologia                  Geogr...
Problemas a que os SIG podem dar resposta:•Localização preferencial de infra-estruturas de consumo, com base eminformação ...
Problemas a que os SIG podem dar resposta:•Gestão de Transportes. Planeamento dos percursos e gestão de frotas (DHL)•Defin...
Ciclo de um SIGTomada de decisão                                        Recolha de Dados                          Mundo Re...
O SIG armazena informações sobre a superfície terrestre numconjunto de camadas (layers). Estas ligam-se a um banco de dado...
O SIG permite a Integração de Dados                                                                       107’            ...
Abstração do Mundo Real
HistóriaA      35.000     anos,      caçadores       representavam      animaisnas paredes de cavernas próximo a Lascaux, ...
•   Epidemia de cólera em Londres 1854       • Bairro Soho                 •+ •Mortes por cólera                          ...
O que é Software SIG / a aplicação SIG?Aplicações SIG normalmente são programas com um interface gráfico quepode ser manip...
Menus                              ToolbarTable of content                   Map ViewEnquadramento                        ...
Uma função comum de aplicativos SIG é exibir as camadas/layers do mapa.Camadas do mapa são armazenadas como arquivos em um...
Diferentes simbologias
dueyu
Representação dos dados   Raster   VectorMundo Real
•Raster – Grid    “pixels”    Localização e valor    Imagens de satélite e   fotografias áreas são de formato   raster ...
Modelo de Dados Vectoriais•   Abstração espacial das feições     – Pontos     – Linhas     – Áreas (polígonos)•   Grava as...
Modelo de dados Raster•   Grade regular de células     – Cada célula representa uma área         no terreno     – Depende ...
Dados SIG – Imagine-se uma base dados sobre população e doençasDados é uma outra palavra para “informações”. As informaçõe...
Representação Espacial VectorialPermite ao usuário representar uma localização especifica no espaço geográficopor meio de ...
Representação Espacial Vectorial Cont.          Utilizamos esses três elementos espaciais para representar o mundoreal.   ...
Representação Raster ou MatricialArmazena as imagens em linhas e colunas com um valor numérico digital para cada célula.As...
Tamanho Menor Célula                  Tamanho Maior da Célula• Maior resolução                     • Menor resolução• Maio...
Vantagens - Raster• Formato de dado mais comum• Operações matemáticas e de overlay mais fáceis• Informações de imagens de ...
Dados raster são armazenados como uma grelha de valores. Existem muitossatélites orbitando a Terra e as fotografias que ti...
dueyu
dueyu
dueyu
PontosA primeira coisa que precisamos entender quando se fala de características ponto é que oque descrevemos como um pont...
Linha/PolylineEnquanto um ponto é um único vértice, uma polyline tem dois ou mais vértices. A polyline éum caminho contínu...
PolígonoPolígonos são áreas fechadas como represas, ilhas, as fronteiras do país e assim por diante.São criados a partir d...
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
Sistema de Coordenadas de ReferênciaSistemas de coordenadas de referência (CRS) podem ser divididos em:- Sistemas Projecta...
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
dueyu
Relações Espaciais•   Características geométricas individuais de cada feição     – Comprimento, área, perímetro, forma•   ...
Topologias no SIGNo contexto do SIG, uma topologia é um conjunto de regras e comportamentos queestipulam como pontos, linh...
•Nos SIG a topologia é usada para garantir a integridade dos dados.Assegura a qualidade dos dados e permite a execução de ...
Topologia•   Topologia é definido como a relação espacial entre feições vizinhas ou adjacentes.                           ...
Utilização de topologias•   Uma topologia pode ser utilizada      para definir regras de integridade dos dados, tais como...
Funções de edição•   Para edição de dados respeitando regras topológicas o ArcSIG    disponibiliza funções especialmente ú...
Operações Fundamentais em SIG•   Capturar•   Armazenar•   Editar•   Analisar•   Visualizar•   Apresentar
Capturar                              Obtenção de Dados•   Digitalização•   Base de Dados (Web)•   GPS•   Detecção Remota•...
Digitalização•RMS – Erro Médio Quadrático.•Representa o erro nas coordenadas daentre a posição informada e a posiçãocorrec...
GPS/ESTAÇÃO TOTAL               Obtenção de coordenadas               precisas de pontos, linhas e               polígonos...
Detecção Remota     Imagens de Satélite                                              Fotografias Aéreas• Menor custo• Reco...
Scanner
Outros (Fotos, gráficos, etc)
Armazenamento
Editar•Correcção dos erros do processo de entrada de dados
Álgebra de Mapas
Análise Hidrológica                      Ferramentas especializadas                      e modelagem hidrológica.         ...
Análise densidade• A função densidade distribui uma quantidade de medida uma camada de  entrada em torno de um ponto para ...
Análise de Distância                •   Medidas de distância em linha recta                    (Euclidiana) e distância me...
Redes no mundo real
Rota para Autocarros Escolares
Atendimento Emergência Médica
Gestão de uma rede de transportes públicos
Mineração 3D com Poços
Vários formas de apresentação de dados
Fim
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Introdução - AIG Set 2011
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Introdução - AIG Set 2011

633 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
633
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução - AIG Set 2011

  1. 1. Introdução à utilização de Sistemas de Informação Geográfica – Quantum SIGFormador: Prof. Ricardo GomesModalidade de Formação: CursoDuração: 50 horasData de realização e horário: 20 horas presenciais e 30 horas não presenciais. As sessõespresenciais irão decorrer nos dias 7, 8 e 9 de Setembro, das 9:30h – 12h30 e das 14h00 –17h30Destinatários: Professores do Grupo Disciplinar 420 (Geografia) / Técnicos SuperioresValidação: Acção Acreditada pelo CCPFC com 50h para o Grupo Disciplinar 420(Geografia)
  2. 2. Apresentação Formador e FormandosNomeIdadeNaturalidadeFormaçãoExperiência com SigExpectativas em relação à Formação
  3. 3. Guião da Acção de Formação *ObjectivosDestinatáriosCalendarização / Actividades: > 7 de Setembro – Abordagem Teórico-Prático aos Sig e QSIG em particular / Digitalização e Edição deDados (Brainstorm actividades) Brainstorm actividades > 8 de Setembro – Consulta e Análise Espacial / Geotools Raster e Vector > 9 de Setembro – Carta de Risco / Exportação Google Earth > 10 de Setembro a 19 de Setembro – Componente não presencial / Trabalho finalAvaliaçãoCritérios e indicadores: • Participação (40%): • - Assiduidade (presenças e pontualidade) • - Participação nas sessões presenciais •Trabalho Produzido (60%): • - Qualidade e adequação dos trabalhos desenvolvidos (trab. autónomo e presencial) • - Construção de materiais com aplicação directa na intervenção educativa; • Responder a 2 questões ( ½ página) • Realizar 3 exercícios práticos • Trabalho final – Material didáctico e/ou exportação Google Earth com base nos 3 exercícios práticos •A avaliação será realizada numa escala de 1 a 10 valores, segundo os critérios definidos pelo Conselho Científico e Pedagógico da Formação Contínua e expresso quer em termos quantitativos quer qualitativos.* Disponível em www.wix.com/ricardocgomes/formador e http://www.aigmadeira.com/archives/1404
  4. 4. O SiteSoftwareManuaisExercíciosFicheirosVídeos
  5. 5. Partilha de trabalhos, colocar dúvidas
  6. 6. Sig
  7. 7. Sig consiste em:• Digital Data - the geographical information that you will view and analyseusing computer hard- ware and software.• Computer Hardware - computers used for storing data, displaying graphicsand processing data.• Computer Software - computer programs that run on the computerhardware and allow you to work with digital data. A software program thatforms part of the SIG is called a SIG Application.
  8. 8. O Que é a Informação Geográfica?Um dado geográfico possui uma localização geográfica (expressa comocoordenadas num mapa) e atributos descritivos (que podem serrepresentados num banco de dados convencional).Outro aspecto muito importante é que os dados geográficos não existemsozinhos no espaço: tão importante quanto localiza-los é descobrir erepresentar as relações entre os diversos dados.Informação em SIG:Geográfica (mapas, cartas e plantas)Alfanumérica (números, tabelas, textos, relatórios, etc.)
  9. 9. Aplicações para os SIG Agricultura  Gestão de recursos Naturais Arqueologia  Geografia Arquitectura  Geologia Business (Macdonalds)  Meteorologia Ciências da Computação  Oceanografia Ciências Ambientais  Saúde Pública Engenharia  História Jornalismo  Sociologia Ciências Militares  Planeamento Urbano
  10. 10. Problemas a que os SIG podem dar resposta:•Localização preferencial de infra-estruturas de consumo, com base eminformação sócio-económica de potenciais indivíduos consumidores dedeterminados produtos•Localização de redes de electricidade, gás e telefones•Gestão da qualidade da água. Estudos de modulação ambiental•Determinação do traçado óptimo entre um acidente e a localização da central deemergência (Paris)
  11. 11. Problemas a que os SIG podem dar resposta:•Gestão de Transportes. Planeamento dos percursos e gestão de frotas (DHL)•Definição de áreas afectadas por vírus•Evolução de um incêndio florestal•Definição de zonas de risco por parte das seguradoras•Auxílio no planeamento, gestão urbanística, e gestão de infra-estruturas
  12. 12. Ciclo de um SIGTomada de decisão Recolha de Dados Mundo Real Fonte de Dados Usuários Entrada de Dados Gestão de Dados AnálisesInformação paraTomada de decisão Análise e Envio de dados
  13. 13. O SIG armazena informações sobre a superfície terrestre numconjunto de camadas (layers). Estas ligam-se a um banco de dadosdescritivos e relacionam-se umas com as outras por meio de sualocalização espacial
  14. 14. O SIG permite a Integração de Dados 107’ 107’• Estradas Vetores• Uso da Terra Topologia Dimensão• População• Serviços Medições• Escolas• Hospitais ABC• Nascentes Redes - Trajetos Imagens• Saneamento Anotações Desenhos CAD 27 Main St. St. Objetos 3D Atributos Endereços Terreno
  15. 15. Abstração do Mundo Real
  16. 16. HistóriaA 35.000 anos, caçadores representavam animaisnas paredes de cavernas próximo a Lascaux, França.Associados aos desenhos dos animais, foram traçados locais de pastagem,repouso e rotas migratórias.Estes primeiros reSIGtos representam dois elementosestruturais dos sistemas de informação geográfica (SIG):Um arquivo gráfico ligada a um atributo de dados.
  17. 17. • Epidemia de cólera em Londres 1854 • Bairro Soho •+ •Mortes por cólera •Bomba de água John Snow, no século XIX, teve a percepção de que a epidemia de cólera em Londres podia estar sendo propagada através do escoamento superficial das águas contaminadas. Recorrendo a mapas nos quais se representavam a distribuição geográfica de mortes por cólera bem como a infra- estrutura de distribuição de águas, em 1854, este investigador provou a associação entre mortalidade e regiões drenadas por águas contaminadas.
  18. 18. O que é Software SIG / a aplicação SIG?Aplicações SIG normalmente são programas com um interface gráfico quepode ser manipulado usando o rato e teclado. O aplicativo oferece menusperto da parte superior da janela (Arquivo, Editar, etc) que, quando clicadocom o rato, mostra um painel de acções.
  19. 19. Menus ToolbarTable of content Map ViewEnquadramento Barra Status
  20. 20. Uma função comum de aplicativos SIG é exibir as camadas/layers do mapa.Camadas do mapa são armazenadas como arquivos em um disco ou comoreSIGtros num banco de dados. Normalmente, cada camada/layer vai representaralgo no mundo real - Uma camada/layer de estradas, por exemplo, terá dados sobre a rede viária. Quando você abre uma camada na aplicação SIG ele aparecerá na visualizaçãodo mapa. Quando você adiciona mais de uma camada para um ver o mapa, ascamadas são sobrepostas umas sobre as outras. Uma função importante davisualização do mapa é permitir que você aumentar o zoom para ampliar, diminuiro zoom para ver uma área maior e movimentar-se (panning) no mapa.
  21. 21. Diferentes simbologias
  22. 22. dueyu
  23. 23. Representação dos dados Raster VectorMundo Real
  24. 24. •Raster – Grid  “pixels”  Localização e valor  Imagens de satélite e fotografias áreas são de formato raster Mundo Real• Vectorial – Pontos, linhas e polígonos – “Feições” (casa, lago, rede de transmissão, etc.) – Atributos (tamanho, tipo, comprimento, etc.)
  25. 25. Modelo de Dados Vectoriais• Abstração espacial das feições – Pontos – Linhas – Áreas (polígonos)• Grava as coordenadas dos vértices• Bom para representar objectos com limites bem definidos• As relações espaciais podem ser definidas
  26. 26. Modelo de dados Raster• Grade regular de células – Cada célula representa uma área no terreno – Depende da resolução espacial• O valor atribuído para cada célula representa seu atributo – Declividade – Cobertura vegetal – Elevação• Imagem de Satélites• DEMs• Utilizado para representar atributos que apresentam mudanças contínuas
  27. 27. Dados SIG – Imagine-se uma base dados sobre população e doençasDados é uma outra palavra para “informações”. As informações que usamos em um SIG normalmentetem um aspecto geográfico associado.Uma característica comum de SIG é que eles permitem que você associe informações (dados nãogeográficos), com lugares (dados geográficos). De facto, a aplicação SIG pode armazenar muitainformação associada a cada lugar - algo que os mapas em papel não permitem. Quando o aplicativo SIG chama uma camada, você pode dizer que para chamar a camadalegendando o atributo sexo, tipo de doenças, idade, e assim por diante. Assim, com uma aplicaçãode SIG temos uma maneira fácil de alterar a aparência dos mapas que criamos com base nos dadosnão geográficos associados lugares. Sistemas SIG trabalham com muitos tipos diferentes de dados. Vector são dados armazenados comouma série de X, Y pares de coordenadas dentro da memória do computador. Vector de dados éusado para representar pontos, linhas e áreas.
  28. 28. Representação Espacial VectorialPermite ao usuário representar uma localização especifica no espaço geográficopor meio de pontos, linhas e polígonos.Mesmo uma entidade contínua pode ser representada por meio de umarepresentação vectorial (ex. mapa de solos). Cabe ao usuário determinar de queforma os dados serão utilizados. (X,Y)
  29. 29. Representação Espacial Vectorial Cont. Utilizamos esses três elementos espaciais para representar o mundoreal. É importante que o usuário tenha em mente a escala do trabalho,pois feições poligonais em campo poderão, segundo a escala, serrepresentadas como feições lineares ou até mesmo pontuais. Ponto – Elementos simples Nó Nó Linhas (arcos – Nós conectados por vértices) Vértice Polígonos – Conjunto de linhas conectadas Nó Vértice
  30. 30. Representação Raster ou MatricialArmazena as imagens em linhas e colunas com um valor numérico digital para cada célula.As células são uniformes (mesmo tamanho) e apresentam sua área com sua unidade aoquadrado.O usuário no momento da rasterização (transformação de feições vectoriais para raster)define o tamanho do pixel de trabalho. O tamanho do pixel determinará a precisão e o nívelde detalhe da imagem gerada, tendo-se em conta a escala de trabalho.Imagens com pixel muito pequeno são difíceis para armazenamento e manipulação dosdados, o que exige um grande esforço computacional, muitas vezes desnecessária aoestudo. Os dados são classificados como “contínuos” (como em uma imagem, ex. MDE, declive, etc), ou “temático” (onde cada pixel possui um valor relacionado com uma característica ex. solos, cobertura vegetal, etc). Diversos formatos existentes (TIFF,GIF, Sid, JPG, img etc) Contínuos
  31. 31. Tamanho Menor Célula Tamanho Maior da Célula• Maior resolução • Menor resolução• Maior precisão da feição espacial • Menor precisão na localização da feição• Apresentação mais lenta espacial• Processamento mais lento • Apresentação mais rápida• Arquivo de armazenagem maior • Processamento mais rápido • Arquivo de armazenagem menor
  32. 32. Vantagens - Raster• Formato de dado mais comum• Operações matemáticas e de overlay mais fáceis• Informações de imagens de satélites facilmente incorporadas• Melhor para representar dados “contínuos” Vantagens - Vetor• Informação com maior precisão em sua posição. Melhor forma dearmazenar feições temáticas discretas (ex. Estradas, rios, limites ).• Dados mais compactos para armazenamento• Podemos associar números ilimitados de atributos comcaracterísticas específicas
  33. 33. Dados raster são armazenados como uma grelha de valores. Existem muitossatélites orbitando a Terra e as fotografias que tiram são um tipo de dadosraster que pode ser visto em um SIG.Uma diferença importante entre raster e dados vectoriais é que aumentando ozoom em demasia numa imagem raster, ela vai começar a aparecerpixelizada.Na realidade, estes pixels são as células individuais da grelha de dados quecompõe a imagem raster. 2 5 5 4 4 4 3 4 3
  34. 34. dueyu
  35. 35. dueyu
  36. 36. dueyu
  37. 37. PontosA primeira coisa que precisamos entender quando se fala de características ponto é que oque descrevemos como um ponto no SIG é uma questão de opinião, e muitas vezesdependentes de escala.Imaginemos as cidades, por exemplo. Se você tem um mapa de pequena escala (que cobreuma grande área), pode fazer sentido para representar uma cidade usando um recurso deponto. No entanto, como você aumenta o zoom no mapa, em direcção a uma escala maior,faz mais sentido para mostrar os limites da cidade como um polígono. Quando você optar por usar os pontos para representar um recurso é principalmente umaquestão de escala (o quão longe você está do recurso), conveniência (leva menos tempo eesforço para criar recursos que ponto características polígono), e do tipo de recurso (algumascoisas como postes de telefone simplesmente não fazem sentido para ser armazenado deoutra forma. Um ponto tem coordenada X, Y e, opcionalmente, o valor Z. Os valores X e Y dependem dosistema de referência de coordenadas (CRS) a ser utilizado.
  38. 38. Linha/PolylineEnquanto um ponto é um único vértice, uma polyline tem dois ou mais vértices. A polyline éum caminho contínuo que passa por cada vértice. Quando dois vértices são unidos, uma linhaé criada. Quando mais de dois estão unidos, eles formam uma "linha de linhas", ou polyline. Uma polyline é usado para mostrar a geometria dos elementos lineares como estradas, rios,contornos, trilhas, rotas de vôo e assim por diante. Às vezes, temos regras especiais parapolylines para além da sua geometria básica. Por exemplo linhas de contorno podem tocar(por exemplo, em um penhasco), mas nunca devem se cruzar uns sobre os outros. Damesma forma, polylines usado para armazenar uma rede de estradas deve ser ligado noscruzamentos. Em algumas aplicações SIG você pode definir essas regras especiais para umtipo de recurso (estradas, por exemplo) e os SIG vai garantir que esses polylines semprecumprir com essas regras.
  39. 39. PolígonoPolígonos são áreas fechadas como represas, ilhas, as fronteiras do país e assim por diante.São criados a partir de uma série de vértices que são ligados com uma linha contínua.Porque um polígono sempre descreve uma área fechada, o primeiro e último vértices devemde estar sempre no mesmo lugar Polígonos têm muitas vezes compartilhada geometria -fronteiras que são em comum com um polígono vizinhos. Muitas aplicações SIG tem acapacidade de assegurar que os limites de polígonos vizinhos coincidem exactamente.Tal como acontece com os pontos e polylines, polígonos têm atributos. Os atributosdescrevem cada polígono. Por exemplo, uma represa pode ter atributos de qualidade eprofundidade da água.
  40. 40. dueyu
  41. 41. dueyu
  42. 42. dueyu
  43. 43. dueyu
  44. 44. dueyu
  45. 45. dueyu
  46. 46. dueyu
  47. 47. dueyu
  48. 48. dueyu
  49. 49. dueyu
  50. 50. dueyu
  51. 51. dueyu
  52. 52. dueyu
  53. 53. dueyu
  54. 54. dueyu
  55. 55. dueyu
  56. 56. Sistema de Coordenadas de ReferênciaSistemas de coordenadas de referência (CRS) podem ser divididos em:- Sistemas Projectados de Coordenadas (também chamados de sistemas de referênciacartesiano ou rectangular de coordenadas) - Sistemas de coordenadas geográficasO uso de Sistemas Geographic Coordinate Reference é muito comum. Eles usam grausde latitude e longitude e, por vezes, também um valor de altura para descrever um localna superfície da Terra. O mais popular é chamado WGS 84. (Google Earth)
  57. 57. dueyu
  58. 58. dueyu
  59. 59. dueyu
  60. 60. dueyu
  61. 61. dueyu
  62. 62. dueyu
  63. 63. dueyu
  64. 64. dueyu
  65. 65. dueyu
  66. 66. Relações Espaciais• Características geométricas individuais de cada feição – Comprimento, área, perímetro, forma• Relação espacial entre 2 ou mais objectos – Distancia, direcção, topologia• Distribuição espacial dos objectos – Como os objectos estão distribuídos no espaço.
  67. 67. Topologias no SIGNo contexto do SIG, uma topologia é um conjunto de regras e comportamentos queestipulam como pontos, linhas e polígonos partilham geometrias coincidentes.  Por exemplo: • Objectos adjacentes, tais como países ou parcelas de terreno, têm uma fronteira comum, isto é, partilham uma aresta. • O conjunto de países ou parcelas de terreno adjacentes cobrem completamente (sem sobreposições) uma região do espaço.
  68. 68. •Nos SIG a topologia é usada para garantir a integridade dos dados.Assegura a qualidade dos dados e permite a execução de algumas funções deanálise espacial (por exemplo, a operação dissolução).Um modelo de dados topológico representa os objectos espaciais (ponto, linha epolígono) tendo subjacente um grafo composto por nós e arcos. • Um arco é definido por 2 nós. • O ponto de intersecção de 2 arcos é sempre um nó •Nó •Arco •Nó
  69. 69. Topologia• Topologia é definido como a relação espacial entre feições vizinhas ou adjacentes. Tipos de Topologia Linhas que compartilham Feições poligonais com pontos sobreposição a outros polígonos Topologia Arc-Nó Topologia de região ou área Feições Lineares que Áreas que compartilham compartilham seu ponto limites final com outras feições Topologia de Polígono pontuais Topologia de Nó Linhas que compartilham Feições Pontuais que segmentos com outras compartilham vértices com linhas feições lineares Topologia de rota ou Evento de Ponto caminho
  70. 70. Utilização de topologias• Uma topologia pode ser utilizada  para definir regras de integridade dos dados, tais como: • entre parcelas de terreno não podem existir “buracos” • parcelas de terreno não podem ser sobrepostas • as estradas têm que estar ligadas entre si  para suporte de funções de análise espacial que requerem, por exemplo: • identificação de objectos adjacentes • identificação de objectos ligados  para suporte de ferramentas de edição que respeitem as restrições topológicas do modelo de dados, por exemplo: • alterar uma aresta comum e, automaticamente, alterar todos os objetos que partilham essa aresta
  71. 71. Funções de edição• Para edição de dados respeitando regras topológicas o ArcSIG disponibiliza funções especialmente úteis: snapping – garante arestas ligadas • snapping tolerance – definição de uma snapping distância de tolerância para snapping snapping tolerance extend – estende uma linha até que esta toque numa feature previamente seleccionada trim – trunca uma linha que é cortada por uma feature previamente selecionada cut polygon – para dividir um polígono em dois auto-complete polygons – garante que 2 polígonos possuem uma aresta comum (isto é, são adjacentes)
  72. 72. Operações Fundamentais em SIG• Capturar• Armazenar• Editar• Analisar• Visualizar• Apresentar
  73. 73. Capturar Obtenção de Dados• Digitalização• Base de Dados (Web)• GPS• Detecção Remota• Scanner• Outros (Fotos, gráficos, etc.)
  74. 74. Digitalização•RMS – Erro Médio Quadrático.•Representa o erro nas coordenadas daentre a posição informada e a posiçãocorrecta ou conhecida.•Quanto menor o erro RMS, o maisacurado a digitalização outransformação.
  75. 75. GPS/ESTAÇÃO TOTAL Obtenção de coordenadas precisas de pontos, linhas e polígonos de terminando feições vectoriais. A determinação de superfícies contínuas como por exemplo MDE, pode ser gerado no SIG a partir de uma densificação de pontos.
  76. 76. Detecção Remota Imagens de Satélite Fotografias Aéreas• Menor custo• Recobrimento periódico • Maior precisão• Precisão limitada, mas em Evolução. • Obtenção de estereoscopia • Maior custo
  77. 77. Scanner
  78. 78. Outros (Fotos, gráficos, etc)
  79. 79. Armazenamento
  80. 80. Editar•Correcção dos erros do processo de entrada de dados
  81. 81. Álgebra de Mapas
  82. 82. Análise Hidrológica Ferramentas especializadas e modelagem hidrológica. Calculo de fluxo em uma rede de drenagem; Determinação de áreas inundáveis; (alerta durante uma tempestade) Ferramentas utilizam além modelagem de superfície também a modelagem de fluxo de águas subterrâneas que levam em conta conceitos hidro-geológicos. Modelo de dispersão de um produto químico ao longo do fluxo.
  83. 83. Análise densidade• A função densidade distribui uma quantidade de medida uma camada de entrada em torno de um ponto para produzir uma superfície contínua. Mapa de densidade de campos de golfe em Phoenix, Arizona.
  84. 84. Análise de Distância • Medidas de distância em linha recta (Euclidiana) e distância medida em termos de outros factores como o declive, infra- estrutura rodoviária e uso da terra (distancia de custo). • A distância euclidiana e distância custo são duas principais formas de análise. • A distância euclidiana determina a linha recta entre origem e destino. É possível calcular a distância e a direcção da fonte mais próxima. • A distancia de custo equivale ao custo de se “viajar” através de uma determinada célula. • Exemplo: Escalar uma montanha versus realizar uma caminhada.
  85. 85. Redes no mundo real
  86. 86. Rota para Autocarros Escolares
  87. 87. Atendimento Emergência Médica
  88. 88. Gestão de uma rede de transportes públicos
  89. 89. Mineração 3D com Poços
  90. 90. Vários formas de apresentação de dados
  91. 91. Fim

×