Jornal novo cachorro16

143 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
143
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal novo cachorro16

  1. 1. A conscientização da população na defesa dos Direitos dos Nossa homenagem ao Amigo Sérgio Brunhara Amigo Sérgio estamos torcendo para que sua recuperação, seja a mais breve possível, pois os animaizinhos e seus amigos da SOSAFRA lhes esperam de braços abertos. Nesta edição presto esta singela homenagem ao amigo Sérgio Brunhara que, em 2009, sofreu um sério problema de saúde e, hoje, já bastante recuperado ainda encontra forças para defender os animais, inclusive tendo o maior carinho por eles. Seu carinho por cães e gatos é conhecido por todos seus familiares, vizinho e amigos. Presidente da SOSAFRA, hoje licenciado por problemas de saúde, não lhe afasta completamente de sua Vereador Rogério Catanese e o presidente afastado da SOSAFRA, Sérgio Brunhara luta diária pelos animais.Seus cachorros, a Lurdona e o Ernesto lhe esperam. Força, meu amigo. A conscientização da população na defesa dos Direitos dos Animais é um dever de todos nós. Atualmente, com as mídias sociais, sempre em alta, principalmente o Facebook te-mos o importante trabalho desenvol-vido por muitas pessoas e pelos órgãos. Em Amparo, a SOSAFRA que luta há anos para ser reconhecida pe-lo trabalho que desenvolve há tempos. É, preciso sim, do reconhecimen- Animais é um dever de todos nós to da Prefeitura Municipal, dos demais órgãos constituídos e da ajuda de to-dos, principalmente no dia-a-dia em que se depara com problemas de maus tratos à animais e da necessida-de de consultas veterinárias, da ração, etc. Na área legal, como Vereador, tenho feito o possível para que a SOSAFRA tenha este reconhecimen-to, inclusive nas obtenções de emendas requeridas ao Deputado Federal Ricardo Trípoli (PSDB). Também, somos autores de Moções enviadas à Assembleia Legis-lativa e ao Congresso Nacional pedindo apoio e mudanças na Lei que pune os maus tratos à animais. Somos autores do Projeto de Resolução que prevê a denúncia e apuração dos crimes cometidos contras os animais. No entanto, sou apenas um e por isso, peço que entre em contato, dê sua opinião. Ela é importantíssima para que possamos construir esta luta que não é apenas minha. Acompanhe o trabalho do Vereador Catanese em prol dos animais. Como cuidar de cães idosos O tempo vai passando e mais rápido do que podemos esperar nosso bichi-nho queridos e torna um animal idoso. O que nos alivia é que hoje em dia, com o avanço das pesquisas na medicina veterinária é possível prolongar a expec-tativa de vidados animais através da pre-venção ou até mesmo do diagnóstico precoce de doenças graves. Cães de raças grandes são considerados idosos a partir dos sete anos de idade e os de raças pequenas, a partir dos oito anos. Nessa faixa etária ocorrem muitas alterações físicas e comportamentais. A pelagem vai se tornando esbranqui-çada, principalmente na face. Muitos animais diminuem a atividade física e passam a dormir mais horas por dia, alterando também a necessidade de ingestão calórica. Para isso, existem no mercado ra-ções específicas chamadas de ‘senior’. Elas possuem menos gordura e mais fibras, o que ajuda na manutenção do peso, menos proteínas, para não so-brecarregar os rins sensíveis dos cães idosos, além de grãos mais fáceis de quebrar, pois os dentes do nosso amigo já não são mais os mesmos. Os dentes merecem cuidados dobrados nessa fase, pois o acúmulo de tártaro é muito comum e a gengivite que acompanha o tártaro pode ser uma porta de entrada para bactérias na corrente sanguínea, causando problemas graves nos rins e no coração. Na próxima página, saiba alguns problemas de saúde que os pets podem desenvolver com a idade e quando procurar o veterinário. Catanese pede divulgação dosanimais em extinção Ofício do Vereador Catanese enviado ao Delegado de Polícia Programa de Cadastro de Animais O vereadorCatanese sugeriu à Municipalidade estudos sobre a possibilidade da criação de um Programa de Cadastro de Animais Abandonados, bem como os domésticos existentes no município de Amparo, possibilitando assim, o bem estar dos animais, refletindo positivamente para eles, para quem convive e para a população em geral.Na cidade de São Paulo, em 2001, foi criado um Programa de Saúde do Animal que objetivou a diminuição de animais abandonados, sacrificados, com trabalhos em 265 escolas municipais e 75 particulares com noção para as crianças da posse responsável e adoção “Pra Viver de Bem com os Bichos”. Quando devemos procurar um veterinário? Devemos procurar um Veterinário quando nosso cachorrinho ou gatinho, ou ainda quando qualquer animal apresente sintomas que normalmente não teria. Procure sempre um Veterinário de sua confiança. Pois ele fará a consulta e apresentará um diagnóstico sobre ele. Muita gente me procura com dúvidas sobre problemas de saúde de seus cães e gatos que pedem uma única resposta: LARGUE O COMPUTADOR E PROCURE UM VETERINÁRIO COM URGÊNCIA!!! Tudo bem que devemos estudar e nos informar, mas há situações em que isto deve acontecer após a consulta veterinária. Corra com seu cão ou gato para o consultório veterinário se ele: * Estiver comendo menos do que o normal. Estiver bebendo mais água do que o normal. * Estiver com mau-hálito (doenças periodontais podem matar, não é apenas pelo odor do hálito). *Perder peso sem estar de dieta ou ganhar peso sem motivo aparente *Estiver mancando ou com rigidez em algum membro/tecido * Estiver com dificuldade para pular e/ ou subir em locais onde antes subia sem problemas *Apresentar caroços, principalmente se estiverem crescendo rapidamente * Ficar cansado ao sair para passear * Estiver com tosse (pode ser até problema de coração!!) * Apresentar problemas para urinar/ defecar. * Estiver com incontinência urinária * Ficar desorientado, quieto demais, se arrastando nas paredes * Com coceiras excessivas * Balançar muito a cabeça e coçar os ouvidos (principalmente se gemer ao fazer isto) * Apresentar secreção nasal * (no caso das fêmeas - estiver com secreção vaginal) * Estiver com feridas, machucados, bicheiras ou bernes (nunca devemos matar um berne deixando pedaços dele no animal) * Apresentar vômitos ou diarréia constantes * Estiver com sangue nas fezes * Estiver com secreções purulentas nos olhos. Conselho de assuntos relacionados à defesa dos animais O Vereador Catanese, através de indicação sugeriu à Municipalidade a criação de um Conselho de Assuntos Relacionados à Defesa e Proteção dos Animais. Sugere ainda que o Conselho tivesse como meta à discussão de uma política mais acertada e relacionada aos animais, visando à proteção e defesa deles, e teria ainda como meta principal promover uma política mais acertada aos animais em todo o município. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), 633 espécies estão ameaçadas de extinção no país 395 animais terrestres e 238 aquáticos. Esses dados fazem parte do último grande estudo a respeito, que teve seus resultados divulgados em 2003. Para avaliar os riscos que a fauna brasileira corria, foram acionados para esse “censo animal” mais de 200 especialistas de diversas entidades, como a Sociedade Brasileira de Zoologia e a Sociedade de Zoólogos do Brasil. As 633 espécies em perigo foram classificadas em seis categorias de risco: Extinta, Extinta na natureza, Criticamente em perigo, Em perigo, Vulnerável, Quase ameaçada. Essas categorias seguem vários critérios, como o tamanho da população, a distribuição geográfica e a pressão que ela sofre”, afirmou o biólogo Rafael Thiago do Carmo, da Fundação Biodiversitas. Do total de animais terrestres presentes na lista, sete j estão extintos, entre eles a arara-azulpequena e o minhocuçu (um tipo de minhoca gigante). O pior de tudo que um estudo parecido j havia sido feito pelo Ibama em 1989, quando foram listados “s” 218 animais terrestres sob risco de extinção, contra os 395 de 2003 - em 1989, não foram avaliados os animais aquáticos. De acordo com os especialistas, esse crescimento se deve a vários fatores, como a destruição de habitats, as pressões provocadas por queimadas e desmatamentos, a caça ilegal e at mesmo o aumento do conhecimento científico sobre a fauna do país, o que permitiu identificar mais espécies. A boa notícia que os animais ameaçados não estão necessariamente condenados a desaparecer. Alguns bichos que estavam na lista de 1989, não apareceram na de 2003. Entre os bravos “sobreviventes” estão o jacar-açu, o veado-campeiro e o gavião-real. Convênio com as clínicas veterinárias Através de indicação, Catanese sugeriu à Municipalidade que firme convênio com todas as clínicas de Amparo, possibilitando castrar e atender animais da população carente, como já acontece em algumas cidades do interior de São Paulo. Na Capital de São Paulo, prevê a Lei Municipal desde 2000, que a Campanha de castração de cães e gatos seja realizada através de parcerias com clínicas cadastradas. O valor do repasse seria o valor de 20 castrações para cada clínica. O convênio com as clínicas ajudariam muito o controle de cães e gatos em nosso Município, além do que, muitas pessoas carentes não dispõem de recursos para promover o tratamento adequado de seus animaizinhos. Catanese solicitou da Municipalidade ajuda para realizar o 1º censo sobre animais. Segundo o Vereador através da realização do censo é possível saber ao certo, qual campanha poderia ser realizada pela Municipalidade, e gastos com a campanha, bem como às despesas com medicamentos e possível orientação veterinária, inclusive elaboração de cartilha. Acredito que o censo seria um grande comprometimento com a saúde dos animais. Acredito que o senso viria em boa hora. Após o término do censo o setor terá dados atualizados da população de animais e seus respectivos prorietários. De posse destes dados, após análise, o setor desenvolverá ações preventivas, como orientação quanto a posse e guarda responsável, vacinação, vermifugação, cuidados com animais, estabelecer prioridades e adotar medidas sanitárias necessárias. Ofício nº 0032/2012 - Proc. Ver. Ilmo. Sr. DR. SIDINEY POLONI Delegado Titular da Polícia Civil do Município de Amparo Praça da Bandeira, nº 55 - 13.900-000 – AMPARO – S.P. Amparo, 05 de março de 2012 Assunto: SOLICITA AJUDA DA POLÍCIA CIVIL PARA APURAR POSSÍVEIS CRIMES DE MAUS TRATOS CONTRA ANIMAIS NO MUNICÍPIO DE AMPARO Prezado Senhor, Sabemos da dificuldade que a Delegacia Civil tem tido pela falta de pessoas no dia a dia para socorrer a grande parte da população que socorre-se a delegacia para buscar proteção da brava Polícia Civil. Porém, pedimos que dentro do possível se digne em ajudar a SOSAFRA para resolver problemas enfrentados pela entidade, no que diz respeito aos maus tratos à animais em nosso município. Infelizmente, já existem alguns casos que estão sendo investigados pela SOSAFRA e por este Vereador, que serão ao seu tempo, comunicados ao Distrito Policial para as devidas providências. Desde já contamos com a ajuda da Polícia Civil para que possamos investigar a atitude violenta se acaso persistir. Sem mais para o momento. Atenciosamente, ROGÉRIO DELPHINO DE BRITTO CATANESE - Vereador

×