Successfully reported this slideshow.
TeleconferênciaResultados 2T11    16/08/2011
2PALESTRANTES• FRANCISCO SCIAROTTA  Diretor Superintendente• IAN MONTEIRO DE ANDRADE   Diretor de Finanças e Relações com ...
3Destaques do 2T11 Vendas Contratadas alcançaram R$412,3 milhões, aumento de 31,0% em relação ao 2T10 Forte venda de estoq...
Resultado Operacional 2T11
5VENDAS CONTRATADAS                                                               VENDAS CONTRATADAS DE                  V...
6Dia C - ação comercial CCDIDia 18/6 aconteceu o primeiro lançamento de estoque domercado imobiliário, o “Dia C”. Com abra...
7LANÇAMENTOS (R$MM)                    Projeto                        Localização           Lançamento   Unidades   VGV - ...
8BANCO DE TERRENOS – R$8,2 bilhões em VGV                                                        BANCO DE TERRENOS        ...
9Construção Própria - Status                                                      Duas Novas                              ...
10Baixa Renda (HM): processo construtivo 100% verticalizado  11 empreendimentos em obras e 7.821 unidades em construção (j...
11Evolução das Obras                                                       Evolução das entregas (100% CCDI)              ...
12Entregas no 2º TrimestreForam entregues 1.523 unidades ou R$209,3 milhões em VGV no 2T11Innova I                        ...
Performance Financeira
14Contexto operacional vem sendo impactado por pressão de custosdevido a escassez de mão de obra e equipamentos...   A Com...
15... que com a proximidade do término dos empreendimentosgerou uma atualização dos orçamentos...             Atualização ...
16..que impactaram o Resultado de forma não recorrente emR$90,1 milhões...DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS (R$MM)               ...
17Resultado a apropriar mostra a tendência para melhores resultados             Receita a apropriar (R$ MM)               ...
18Despesas sob controle                                                 Despesas Comerciais (R$MM)        Despesas Comerci...
19Aumento do endividamento em linha com aumento de obras      Movimentação de Caixa (R$MM)                                ...
20Endividamento com perfil de longo prazo            CRONOGRAMA DE VENCIMENTOS DA DÍVIDA BRUTA                            ...
INFORMAÇÕES DE CONTATOIan Monteiro de AndradeDiretor de Finanças e RI                           ri.ccdi@camargocorrea.com....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação Teleconferência 2T11

753 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação Teleconferência 2T11

  1. 1. TeleconferênciaResultados 2T11 16/08/2011
  2. 2. 2PALESTRANTES• FRANCISCO SCIAROTTA Diretor Superintendente• IAN MONTEIRO DE ANDRADE Diretor de Finanças e Relações com Investidores• MAURÍCIO TAVARES BARBOSA Diretor de Incorporação
  3. 3. 3Destaques do 2T11 Vendas Contratadas alcançaram R$412,3 milhões, aumento de 31,0% em relação ao 2T10 Forte venda de estoques no trimestre VSO Consolidada foi de 36,2% no 2T11, representando um aumento de 4,5 pp versus o 2T10 No 2T11 foram entregues 1.523 unidades ou R$209,3 milhões em VGV, maior volume de entrega em um trimestre na história da CCDI, um aumento 164,3% na comparação com o 2T10 Aquisição de 5 terrenos para lançamentos em até 1 ano com VGV total de R$450 milhões Segmento de baixa renda: aumento de 61,4% em Receita Líquida e 12,1% em Lucro Bruto na comparação acumulada entre 1S11 e 1S10 Atualização de orçamentos gerou um impacto não recorrente de R$90,1 MM no resultado do período
  4. 4. Resultado Operacional 2T11
  5. 5. 5VENDAS CONTRATADAS VENDAS CONTRATADAS DE VENDAS CONTRATADAS (R$ MM) LANÇAMENTOS E ESTOQUE HM 100% CCDI Vendas de Lançamentos(%) CCDI 728,7 Vendas de Estoques(%) 412,3 343,5 328,2 0,3% 507,6 262,4 314,8 316,5 412,3 102,2 35,2% 20,1% 14,6% 27,3% 314,8 316,5 149,5 99,7% 60,3 112,9 466,4 405,4 72,7% 79,9% 85,4% 64,8% 254,4 203,6 262,8 2T10 1T11 2T11 1S10 1S11 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 Por Segmento de Mercado Por Localização Rio de Conjuntos Janeiro Alto e 2,7% 11,4% São Paulo Paraná e Altíssimo (Interior + Baixa Renda Minas 19,9% Litoral) 34,6% Gerais 9,4% 37,6% Médio-Alto 13,5% São Paulo (Capital + Econômico RMSP) 3,9% 41,6% Médio 25,4% AS VENDAS DOS SEGMENTOS ABAIXO DE R$500 MIL VENDAS ORIGINADAS NO ESTADO REPRESENTAM 77,3% DE SÃO PAULO: 79,2%
  6. 6. 6Dia C - ação comercial CCDIDia 18/6 aconteceu o primeiro lançamento de estoque domercado imobiliário, o “Dia C”. Com abrangência nacional, foiuma ação inovadora no mercado de incorporação imobiliáriaconsolidando a marca CCDI.Resultado: R$ 71,5MM (158 unidades)Despesa de marketing reduzida: R$787mil (1,1% do VGV de vendido)Campanha de Marketing da Baixa RendaEm maio a HM Engenharia iniciou uma campanhapublicitária para os empreendimentos com oator/apresentador Rodrigo Faro.
  7. 7. 7LANÇAMENTOS (R$MM) Projeto Localização Lançamento Unidades VGV - % CCDI (R$ MM) Segmento Connect Wokstation Campos dos Goytacazes, RJ fev/11 243 29,1 Conjuntos Soul Jardim Sul São Paulo, SP fev/11 180 38,3 Médio Set Cabral Curitiba, PR fev/11 151 39,2 Médio-alto Condomínio Residencial Vale das Figueiras Valinhos, SP mar/11 760 78,0 Baixa Renda Vivenda do Horto - Vivenda Orquídea Hortolândia, SP mar/11 173 19,7 Baixa Renda Vanguard Ipiranga São Paulo, SP jun/11 70 11,7 Baixa Renda Quinta das Figueiras Cajamar, SP jun/11 117 13,9 Baixa RendaTotal de Lançamentos no 1S11 1.694 229,9LANÇAMENTOS RECENTES Localização: Curitiba / PR Studios: 1 e 2 dormitórios de 46 a 90m² e salas comerciais: de 34 a 99m² privativos VGV: R$124MM, (ou R$87MM %CCDI) com 156 salas e 240 aptos Lançamento em 13/ago
  8. 8. 8BANCO DE TERRENOS – R$8,2 bilhões em VGV BANCO DE TERRENOS (R$ BILHÕES) 0,45 (0,02) (0,74) 8,5 8,5 7,7 8,2 Banco de Terrenos Lançamentos 2T11 Terrenos Aquisições 2T11 Banco de Terrenos 1T11 descontinuados 2T11 2T11 Por segmento Por localização Espírito Santo, Rio de Lajes Paraná e Janeiro Corporativas Minas 0,6% 15,3% Baixa Renda Gerais 29,3% São Paulo 3,8% (Interior + Litoral) Outros São Paulo 19,8% 17,2% Capital 41,8% Médio - Alto Econômico 6,3% Médio 18,4% RMSP 13,4% 34,0%
  9. 9. 9Construção Própria - Status Duas Novas Obras São Paulo - SPVGV: R$256 MM VGV: R$71 MM Macaé - RJLançamento: Setembro/10 Lançamento: Novembro/10Unidades: 246 (3 Torres) Unidades: 312 (2 Torres)Início: Junho/2011 Início: Junho/2011Evolução: Obra 2º mês; Fundações 5% Evolução: Obra 2º mês; Fundações 1%Previsão de Entrega: Janeiro/2014 Previsão de Entrega: Agosto/2013VGV: R$49 MM São Paulo - SP VGV: R$29 MM São Paulo - SP VGV: R$35 MM São Paulo - SPInício: Outubro/2010 Início: Agosto/2010 Início: Fevereiro/2011Evolução: Obra 9º mês; Fundações 90%; Evolução: Obra 11º mês, Fundações Evolução: Obra 5º mês, Fundações 90%,Estrutura 20% 95%, Estrutura 68%, Alvenaria 21% Estrutura 5%Previsão de Entrega: Outubro/2012 Previsão de Entrega: Junho/2012 Previsão de Entrega: Fevereiro/2013
  10. 10. 10Baixa Renda (HM): processo construtivo 100% verticalizado 11 empreendimentos em obras e 7.821 unidades em construção (junho/11) Unidades em Construção Unidades Entregues 2.732 7.821 5.550 1.723 3.934 1.025 294 404 2009 2010 2011* 1T10 3T10 4T10 2010 2011(E) * posição em junho/11 Campinas Cajamar- SP VGV: R$51 MM VGV: R$24 MM Pedreira - SP VGV: R$20 MM Início: dez/2010 Início: nov/2010 Início: mai/2011 Evolução: 15% Evolução: 8% Evolução: 1% Previsão de Entrega: Setembro/2012 Previsão de Entrega: Agosto/2012 Previsão de Entrega: Abril/2013
  11. 11. 11Evolução das Obras Evolução das entregas (100% CCDI) No 1S11 foram entregues 1.799 CCDI 3.039 Obras por ano de lançamento unidades ou R$255,2MM CCDI 3.569 HM 5.388 CCDI 4.169 2008 2009 HM 2.818 HM 2.732 8.427 29,8% 23,4% 6.901 6.387 CCDI 650 1.382 HM 1.723 981 1.049 2.373 608,3 226,4 247,2 683 2010 129,0 2007 22,8% 754,1 801,8 773,7 553,9 24,0% 2010 2011(E) 2012(E) 2013(E) VGV HM R$MM VGV CCDI R$MM Unidades Entregues Evolução da participação da Construção própria no segmento tradicional CCDI em VGV 2011 2012 (E) 2013 (E) 17% 34% 45% 66% 55% 83% 2012 Obras Terceirizadas Obras - Construção Própria
  12. 12. 12Entregas no 2º TrimestreForam entregues 1.523 unidades ou R$209,3 milhões em VGV no 2T11Innova I Interclubes I Eco’s I Segmento: Econômico Segmento: Econômico Segmento: Médio VGV Entregue: R$27,7 milhões (% CCDI) VGV Entregue: R$16,4 milhões VGV Entregue: R$69,0 milhões Unidades Entregues: 436 Unidades Entregues: 203 Unidades Entregues: 341 Lançamento: out/08 Lançamento: jan/08 Lançamento: dez/07 Viveiro Marília Vogt Vista Pacaembu Quinta do Café Segmento: Alto Segmento: Altíssimo Segmento: Baixa Renda VGV Entregue: R$29,1 milhões VGV Entregue: R$37,1 milhões VGV Entregue: R$30,0 milhões Unidades Entregues: 40 Unidades Entregues: 31 Unidades Entregues: 472 Lançamento: mai/07 Lançamento: abr/08 Lançamento: dez/07
  13. 13. Performance Financeira
  14. 14. 14Contexto operacional vem sendo impactado por pressão de custosdevido a escassez de mão de obra e equipamentos... A Companhia se encontra em um ciclo com alto volume de entregas em 2011 e início de 2012 de empreendimentos lançados até 2008 (inclusive): – 6.901 unidades em 2011 e 3.389 unidades no 1S12 (versus 3.263 em toda história) – 1.523 unidades já entregues no 2T11 CCDI tem observado um aumento substancial no volume de “claims” durante esse ciclo de entregas, a proximidade do fim da obra está gerando intensas negociações com os construtores O mercado está sofrendo impactos de custos crescentes: – Em 2010, aumento de, aproximadamente, 30% no custo de mão-de-obra – Dissídio coletivo de 9,8% em 2011 – Defasagem de, aproximadamente, 7% entre aumento de custo real CCDI e variação do INCC no biênio 2009/2010
  15. 15. 15... que com a proximidade do término dos empreendimentosgerou uma atualização dos orçamentos... Atualização de orçamento R$141,2MM 2009-11 2013-14 4,9% 9% 13% - Empreendimentos lançados em 2007/08 representam mais de 90% da atualização dos orçamentos Ano de Impacto na Lucro % Lançamento Líquido 2007- 2007 52,7% (47,5) 2008 2008 42,6% (38,4) 91% 2009-11 4,6% (4,1) TOTAL (90,1) Por ano de Por ano lançamento de LançamentoCusto Orçado Total* * Orçamento base maio/11 CCDI Consolidado R$2,9 bi
  16. 16. 16..que impactaram o Resultado de forma não recorrente emR$90,1 milhões...DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS (R$MM) Atualização de Atualização de CONSOLIDADO 2T11 pro forma orçamentos 2T11 Reportado 1S11 pro forma orçamentos 1S11 ReportadoRECEITA BRUTA DE VENDAS E/OUSERVIÇOS 282,9 95,8 187,0 556,9 (95,8) 461,0DEDUÇÃO DA RECEITA BRUTA (7,3) 3,5 (3,8) (17,0) 3,5 (13,5)RECEITA LÍQUIDA DE VENDAS E/OUSERVIÇOS 275,5 (92,3) 183,2 539,9 (92,3) 447,5CUSTO DE BENS E/OU SERVIÇOSPRESTADOS (221,7) - (221,7) (430,9) - (430,9)LUCRO BRUTO 53,8 (92,3) (38,5) 108,9 (92,3) 16,6MARGEM BRUTA (%) 19,5% -21,0% 20,2% - 3,7%(DESPESAS) RECEITAS OPERACIONAIS (50,8) - (50,8) (82,3) - (82,3) Com Vendas (9,6) - (9,6) (18,0) - (18,0) Gerais e Administrativas (41,2) - (41,2) (64,3) - (64,3) Despesas Gerais e Administrativas (22,1) - (22,1) (44,8) - (44,8) Outras Despesas Operacionais (19,1) - (19,1) (19,5) - (19,5)(PREJUÍZO) LUCRO OPERACIONAL ANTESDO RES. FINANC. 3,0 (92,3) (89,3) 26,6 (92,3) (65,7)RESULTADO FINANCEIRO (11,4) - (11,4) (20,4) - (20,4)RESULTADO ANTES TRIBUTAÇÃO /PARTICIPAÇÕES (8,4) (92,3) (100,7) 6,2 (92,3) (86,1)IR E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL 7,6 2,2 9,8 4,4 2,2 6,6LUCRO / PREJUÍZO DO PERÍODO (0,7) (90,1) (90,9) 10,7 (90,1) (79,5)MARGEM LÍQUIDA (%) -0,3% - -49,6% 2,0% - -17,8% O resultado também inclui impacto negativo R$18,0MM, decorrente principalmente da constituição de provisão para cobrir custos com entregas
  17. 17. 17Resultado a apropriar mostra a tendência para melhores resultados Receita a apropriar (R$ MM) Resultado a apropriar (R$MM) 1.505,8 421,3 450,8 1.123,0 1.287,6 338,4 2T10 1T11 2T11 2T10 1T11 2T11 Margem REF ANO DE MARGEM REF LANÇAMENTO 32,1% 32,7% 2007 18,2% 29,6% 30,1% 30,5% 29,9% 2008 24,2% 2009 28,4% 2010 34,1% 2011 30,4% Total jun 2011 29,9% 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11
  18. 18. 18Despesas sob controle Despesas Comerciais (R$MM) Despesas Comerciais 15 Desp. Comerciais/Vendas Contratadas 6,0% 14 13 4,0% 12 2,1% 2,7% 2,3% 11 2,0% 10 9 0,0% 8 7 8,4 9,6 -2,0% 6 5 6,7 -4,0% 2T10 1T11 2T11 G&A Despesas Gerais e Administrativas (R$MM) G&A/Vendas Contratadas 38,0 13,0% 11,0% 33,0 7,2% 9,0% 28,0 5,3% 5,7% 7,0% 5,0% 23,0 3,0% 18,0 1,0% 13,0 22,7 22,1 -1,0% 16,7 -3,0% 8,0 -5,0% 2T10 1T11 2T11
  19. 19. 19Aumento do endividamento em linha com aumento de obras Movimentação de Caixa (R$MM) Dívida Líquida (R$MM) 716,1 800,0 • Pagamento de dividendos 700,0 de R$31,7MM 609,7 • Pagamento de 600,0 205,9 R$26,0MM de juros de 140,4 78,1 500,0 270,1 debêntures 400,0 376,4 300,0 117,7 200,0 469,3 510,2 192,1 100,0 258,7 -Caixa em Mar/11 Caixa Líquido Posição de Caixa em consumido no 2T11 Jun/11 2T10 1T11 2T11 SFH Dívida Líquida ex SFH Dívida Líquida/PL 102,5% 77,2% 49,8% DÍVIDA LÍQUIDA TOTAL/PL 29,5% DÍVIDA LÍQUIDA EX-SFH/PL 15,6% 17,8% 2T10 1T11 2T11
  20. 20. 20Endividamento com perfil de longo prazo CRONOGRAMA DE VENCIMENTOS DA DÍVIDA BRUTA (R$ MM) Debêntures SFH 352,0 Dív. Bruta 0,1 Junho/2011 221,0 201,5 R$908,1 milhões 351,9 70,8 62,8 198,9 198,9 - 70,8 62,8 22,1 2,6 2011 2012 2013 2014 2015 CRONOGRAMA DE RECEBIMENTO DO CONTAS A RECEBER (R$ MM) Prazos de repasse em 2011: 60 dias na média nos 2 Contas a Receber últimos empreendimentos entregues em abril Jun/2011 911,8 R$1.209,6 milhões 116,2 127,4 52,9 1,1 0,2 2011 2012 2013 2014 2015 2016 em diante
  21. 21. INFORMAÇÕES DE CONTATOIan Monteiro de AndradeDiretor de Finanças e RI ri.ccdi@camargocorrea.com.brMara Boaventura DiasGerente de RI Tel: (11) 3841-4824Gabriel De GaetanoAnalista de RI

×