Turismo de ExperiênciaAgrinordeste 2011 | Recife (PE) | 02.09.11                                                      Refl...
Publicações e vivências• X Seminário Internacional de Turismo, 2008   – Reflexões preliminares acerca das definições e tra...
Reflexão essencial...                     Espaço        Visitado                  Apropriações                   Formação ...
Identificação“A cor azul do retângulosuperior simboliza a grandezado céu pernambucano; a corbranca representa a paz; oarco...
Coesão social“Poucos estudos têm sido realizados neste sentido, ou seja, decomo a presença do turista transforma aquele mu...
Perspectiva social“Nenhuma política ou estratégia de desenvolvimento serábem-sucedida sem a sua participação, uma vez que ...
Perspectiva regional“A reedificação do regional e do local trouxe consigo apercepção de que qualquer intervenção que almej...
Perspectiva econômica“O turismo [no meio rural] vem suprir a falta de uma respostapositiva das atividades rurais tradicion...
Construir, habitar, viajar: reflexões acerca da relação  comunicação-turismo comunitário | Aristides Faria“Infere-se uma r...
ReferencialAMORIM, C E. BARRO, V C A. De Sinhás a Empreendedoras: estas são as mulheres do turismorural em Pernambuco, Bra...
Aristides Faria        Consultor | Palestrante      (13) 3302-3499 | 8136-3397      www.rhemhospitalidade.comaristidesfari...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

AGRINORDESTE 2011 | Convite: Palestra sobre 'Turismo de Experiência'

1.368 visualizações

Publicada em

Agrinordeste 2011 | Palestra 'Turismo de Experiencia: reflexões e práticas no contexto rural'.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
326
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AGRINORDESTE 2011 | Convite: Palestra sobre 'Turismo de Experiência'

  1. 1. Turismo de ExperiênciaAgrinordeste 2011 | Recife (PE) | 02.09.11 Reflexões & Práticas no espaço rural Aristides Faria. Consultor e Palestrante da [RH em Hospitalidade]. Diretor de Comunicação da ABBTUR São Paulo. Co-autor do livro “Turismo de Experiência”.
  2. 2. Publicações e vivências• X Seminário Internacional de Turismo, 2008 – Reflexões preliminares acerca das definições e transformações ocorridas no espaço rural brasileiro• V Congresso Internacional sobre Turismo Rural e Desenvolvimento Sustentável, 2006 – Gestão de equipes no turismo rural – Contextualização e questionamentos sobre o desenvolvimento de iniciativas de turismo rural – Conceituação e questionamentos sobre o desenvolvimento de iniciativas de ecoturismo – Educação ambiental: uma alternativa possível• III Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2005 – A geração de experiências memoráveis no turismo em áreas naturais e/ou rurais
  3. 3. Reflexão essencial... Espaço Visitado Apropriações Formação da Patrimônio experiênciaVisitante autêntica e material e memorável imaterial
  4. 4. Identificação“A cor azul do retângulosuperior simboliza a grandezado céu pernambucano; a corbranca representa a paz; oarco-íris em três cores (verde,amarelo, vermelho) representaa união de todos ospernambucanos; a estrelacaracteriza o nosso estado noconjunto da Federação; o sol éa força e a energia dePernambuco; finalmente, acruz representa a fé na justiçae no entendimento”.
  5. 5. Coesão social“Poucos estudos têm sido realizados neste sentido, ou seja, decomo a presença do turista transforma aquele mundoimaginário no qual ele tanto deseja emergir e experimentar.É claro que estas relações são tanto perturbadoras einescrutáveis, quanto maior for a expressão da populaçãolocal, ou seja, quanto mais consolidado estiver seu quadro devida” (Rodrigues).
  6. 6. Perspectiva social“Nenhuma política ou estratégia de desenvolvimento serábem-sucedida sem a sua participação, uma vez que apenas ela[comunidade], devidamente conscientizada, tem o poder dedefinir a intensidade e os rumos pretendidos para a atividade”(Ruschmann). Perspectiva cultural“A diversidade cultural do anfitrião, a dinâmica da produçãorural no país ou a riqueza dos recursos naturais que integramo espaço rural brasileiro fazem com que o Brasil tenha ummodelo próprio” (Zimmermann).
  7. 7. Perspectiva regional“A reedificação do regional e do local trouxe consigo apercepção de que qualquer intervenção que almeje melhoriaqualitativa no modo de vida das pessoas deve partir do modeloendógeno de desenvolvimento, capaz de promover mudançaestrutural e buscar eficiência na produção, uso racional dosrecursos naturais e maior igualdade na distribuição de empregoe renda” (Coriolano).
  8. 8. Perspectiva econômica“O turismo [no meio rural] vem suprir a falta de uma respostapositiva das atividades rurais tradicionais [...] traz oportunidadesde negócios, investimentos [...], como também intercâmbio eintegração entre indivíduos com realidades tão diferentes(embate urbano-rural)” (Oliveira). Perspectiva mercadológica“Não faz sentido, dentro de uma promoção de venda de umproduto rural, a convocação de grupos numerosos, tal qual umproduto de massa” (Rangel).
  9. 9. Construir, habitar, viajar: reflexões acerca da relação comunicação-turismo comunitário | Aristides Faria“Infere-se uma reorientação da experiênciaturística, trocando a massificação por umavivência autêntica, mais próxima darealidade local (tanto da comunidade,quanto dos espaços, significados por seususos tradicionais).Reside aí a essência o turismo comunitário,prática da visitação intencional à ‘alma’ dolugar e das pessoas que o habitam”.
  10. 10. ReferencialAMORIM, C E. BARRO, V C A. De Sinhás a Empreendedoras: estas são as mulheres do turismorural em Pernambuco, Brasil. RIMISP: Centro Latinoamericano para el Desarrollo Rural.CORIOLANO, L N. (et al). Arranjos produtivos locais do turismo comunitário: atores e cenários damudança. Fortaleza (CE): Ed. UECE, 2009.OLIVEIRA, R S. Comunicação, marketing e turismo no meio rural. Santa Maria (RS): Ed. Facos, 2005.RANGEL, S . O perfil do mercado turístico rural brasileiro. In: Anais do Congresso Internacional deTurismo Rural e Desenvolvimento. Santa Maria (RS): 2000.RODRIGUES, A B. Turismo e territorialidades plurais: lógicas excludentes ou solidariedadeorganizacional. In: America Latina: cidade, campo e turismo. São Paulo (SP): Clacso, 2006.RUSCHMANN, D V M. O turismo rural e o desenvolvimento sustentável. In: Turismo rural edesenvolvimento sustentável. Campinas (SP): Papirus, 2000.SILVA, J P; SANTOS, M S T. Trabalho, turismo rural e desenvolvimento local na zona da mata dePernambuco. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo.ZIMMERMANN, A. Planejamento e organização do turismo rural no Brasil. In: Turismo rural edesenvolvimento sustentável. Campinas (SP): Papirus, 2000.
  11. 11. Aristides Faria Consultor | Palestrante (13) 3302-3499 | 8136-3397 www.rhemhospitalidade.comaristidesfaria@rhemhospitalidade.com

×