Reprodução Humana Giulia Malacarne Júlia Lumi Professor Roberto Bagatini Turma 182A
A sexualidade humana <ul><li>A reprodução humana é muito importante para a continuidade da espécie. </li></ul><ul><li>É um...
<ul><li>Os seres vivos podem se reproduzir sexuada ou assexuadamente. No caso dos seres humanos, ocorre a reprodução sexua...
Puberdade <ul><li>É um período no início da adolescência. Nas meninas ocorre entre os 12 e 15 anos, e nos meninos, entre 1...
Sistema reprodutor masculino <ul><li>Principais funções: </li></ul><ul><li>- produzir e nutrir os espermatozoides; </li></...
Espermatozoides <ul><li>1 – cauda. Flagelo que realiza movimentos ondulatórios auxiliando os espermatozoides se moverem.  ...
<ul><li>e a urina para o meio exterior. Nos  túbulos seminíferos  são produzidos o espermatozoides. A  próstata  é uma glâ...
<ul><li>O caminho do espermatozoide </li></ul><ul><li>Túbulos seminíferos -> epidídimo -> ductos deferentes -> ductos ejac...
Sistema reprodutor feminino <ul><li>O sistema reprodutor feminino é formado por um conjunto de órgãos que tem como função ...
<ul><li>As  tubas uterinas  são responsáveis por transportar o óvulo  do ovário até o útero. Os  ovários  são dois órgãos ...
Ciclo menstrual e hormônios <ul><li>O útero de uma mulher não grávida sofre algumas mudanças a cada 28 dias. </li></ul><ul...
Fases do ciclo menstrual <ul><li>Fase pré-ovulatória:  é o período em que a célula que originará o óvulo inicia sua matura...
Hormônios <ul><li>FSH  (hormônio folículo estimulante): estimula o desenvolvimento dos folículos ovarianos.  </li></ul><ul...
Gravidez e parto <ul><li>Fecundação:  é a união de um espermatozoide com um óvulo para formar outra célula. Os espermatozo...
Gestação <ul><li>A fecundação é o inicio do desenvolvimento de um novo ser. O zigoto multiplica suas células muito rapidam...
 
 
Anexos embrionários <ul><li>No início do período embrionário, dentro do útero da mãe, formam-se estruturas que auxiliam na...
Cuidados durante a gravidez <ul><li>Durante o período de gestação, a mulher deve tomar alguns cuidados. Entre eles estão: ...
Parto <ul><li>Geralmente na 38ª semana da gestação, o bebê está pronto para continuar a se desenvolver fora do corpo da mã...
<ul><li>Estágio de expulsão:  durante essa etapa o bebê é empurrado para a abertura vaginal por meio de contrações dos mús...
<ul><li>Geralmente, o bebê está na posição da imagem, dentro do útero. Isso permite que se realize o parto normal. Caso o ...
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) <ul><li>São doenças infecciosas que se transmitem essencialmente pelo contato sex...
AIDS <ul><li>A  síndrome da imunodeficiência adquirida  é uma doença do sistema imunológico humano causada pelo vírus da i...
Porcentagem de adultos portadores do HIV por país (2008)
Sífilis <ul><li>Sífilis  é uma doença infecciosa causada por uma espiroqueta que evolui lentamente em três estágios, carac...
Gonorreia <ul><li>Gonorreia, também conhecida como blenorragia ou esquentamento, é uma doença sexualmente transmissível (D...
Métodos contraceptivos <ul><li>Também conhecidos como métodos anticoncepcionais, os métodos contraceptivos são utilizados ...
Preservativos <ul><li>Conhecidos popularmente como camisinhas, são estruturas elásticas que recebem o pênis ou a vagina du...
Atualmente existem camisinhas masculinas e femininas, como mostram as imagens, respectivamente:
Pílulas anticoncepcionais <ul><li>São substâncias sintéticas similares a determinados hormônios presentes no corpo da mulh...
Fontes <ul><li>Livro: Ciências – Projeto Radix, 8º ano. Autores: Leonel Favalli, Karina Pessôa e Elisangela Angelo. Editor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reprodução humana 2

9.760 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Diversão e humor
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.760
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
56
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
83
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reprodução humana 2

  1. 1. Reprodução Humana Giulia Malacarne Júlia Lumi Professor Roberto Bagatini Turma 182A
  2. 2. A sexualidade humana <ul><li>A reprodução humana é muito importante para a continuidade da espécie. </li></ul><ul><li>É um processo pelo qual novos indivíduos são originados a partir de organismos vivos da mesma espécie. </li></ul><ul><li>O processo permite que características sejam passadas de geração em geração. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Os seres vivos podem se reproduzir sexuada ou assexuadamente. No caso dos seres humanos, ocorre a reprodução sexuada, que é quando o gameta masculino (espermatozoide) se une com o gameta feminino (óvulo). Para isso é necessário que se realize o ato sexual. No caso dos seres humanos, o ato sexual não é realizado apenas para reprodução. Em geral, envolve diversas emoções. </li></ul>
  4. 4. Puberdade <ul><li>É um período no início da adolescência. Nas meninas ocorre entre os 12 e 15 anos, e nos meninos, entre 13 e 16. A puberdade é a fase onde ocorrem mudanças físicas e psicológicas nos seres humanos. </li></ul>
  5. 5. Sistema reprodutor masculino <ul><li>Principais funções: </li></ul><ul><li>- produzir e nutrir os espermatozoides; </li></ul><ul><li>- transportar os espermatozoides até o sistema reprodutor feminino; </li></ul><ul><li>-secretar o hormônio sexual masculino: testosterona. </li></ul>
  6. 6. Espermatozoides <ul><li>1 – cauda. Flagelo que realiza movimentos ondulatórios auxiliando os espermatozoides se moverem. </li></ul><ul><li>2 – corpo. Possui mitocôndrias que fornecem energia necessária para ele se movimentar. </li></ul><ul><li>3 – cabeça. Encontra-se o material genético que carrega parte das informações necessárias para a formação do novo indivíduo. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>e a urina para o meio exterior. Nos túbulos seminíferos são produzidos o espermatozoides. A próstata é uma glândula que secreta uma substância leitosa que aumenta a agilidade dos espermatozoides e os protege de substâncias ácidas existentes no interior da uretra e da vagina. Os ductos deferentes têm como principal função transportar os espermatozoides e armazená-los por vários meses. </li></ul><ul><li>A vesícula seminal secreta um líquido espesso e amarelado que nutrem, protegem e ativam os espermatozoides. As glândulas bulbouretrais produzem um muco que é lançado na uretra, lubrificante durante o ato sexual. O epidídimo tem a função de amadurecer, dar mobilidade e tornar os espermatozoides férteis. A uretra é um canal que transporta os espermatozoides </li></ul>
  8. 8. <ul><li>O caminho do espermatozoide </li></ul><ul><li>Túbulos seminíferos -> epidídimo -> ductos deferentes -> ductos ejaculatórios -> uretra </li></ul><ul><li>Testículos e pênis </li></ul><ul><li>Os testículos são duas glândulas sexuais que produzem espermatozoides e secretam testosterona. </li></ul><ul><li>O pênis tem como função reprodutiva conduzir os espermatozoides até o sistema reprodutor feminino. </li></ul>
  9. 9. Sistema reprodutor feminino <ul><li>O sistema reprodutor feminino é formado por um conjunto de órgãos que tem como função produzir os gametas femininos e alguns hormônios, além de abrigar o novo indivíduo em desenvolvimento durante o período de gestação.O gameta feminino, denominado óvulo, é uma célula com formato esférico produzido no ovário. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>As tubas uterinas são responsáveis por transportar o óvulo do ovário até o útero. Os ovários são dois órgãos que têm como função produzir os óvulos e diversos hormônios . A principal função do útero é abrigar o indivíduo em desenvolvimento durante a gestação. A camada mais interna do útero é o endométrio, onde o embrião aloja-se. Todo mês o endométrio se prepara para alojar um embrião, mas caso isso não ocorra, o embrião se desprende resultando na menstruação. </li></ul>
  11. 11. Ciclo menstrual e hormônios <ul><li>O útero de uma mulher não grávida sofre algumas mudanças a cada 28 dias. </li></ul><ul><li>A cada ciclo, o útero se prepara para receber um óvulo fecundado. Caso isso não aconteça, ocorre a menstruação. </li></ul><ul><li>A primeira menstruação é chamada de menarca, e a última menstruação é chamada de menopausa. Ela cessa pois os ovários diminuem a produção de hormônios necessários para o ciclo. </li></ul>
  12. 12. Fases do ciclo menstrual <ul><li>Fase pré-ovulatória: é o período em que a célula que originará o óvulo inicia sua maturação no ovário e o endométrio aumentará sua espessura. Por fim, ocorre a completa maturação do óvulo e ele é liberado do ovário para a tuba uterina (ovulação). </li></ul><ul><li>Fase pós-ovulatória: ocorre da ovulação até o primeiro dia da menstruação. O óvulo se encontra na tuba uterina e é encaminhado ao útero. Nessa fase o endométrio atinge o máximo de sua espessura. </li></ul><ul><li>Fase menstrual: caso o óvulo não seja fecundado, parte do endométrio se desprende e é eliminado pela vagina. A fase se caracteriza pelo sangramento que dura de três a cinco dias. </li></ul><ul><li>Após essa última fase, o ciclo reinicia. </li></ul>
  13. 13. Hormônios <ul><li>FSH (hormônio folículo estimulante): estimula o desenvolvimento dos folículos ovarianos. </li></ul><ul><li>LH (hormônio luteinizante): esse hormônio atua no inicio da ovulação. Quando o LH aumenta no sangue, o folículo se rompe e libera o óvulo. </li></ul><ul><li>Progesterona: é produzida pelo corpo lúteo e, junto com o estrógeno atua nas fases do ciclo menstrual. </li></ul><ul><li>Estrógeno: é produzido pelos folículos do ovário (óvulos em formação). É responsável pela formação das características sexuais secundárias femininas e controle do ciclo menstrual. </li></ul>
  14. 14. Gravidez e parto <ul><li>Fecundação: é a união de um espermatozoide com um óvulo para formar outra célula. Os espermatozoides percorrem até as tubas uterinas. Se em uma das tubas houver um óvulo maduro um dos espermatozoides pode penetrar nele, ocorrendo a fecundação. </li></ul><ul><li>Geralmente a fecundação ocorre na tuba uterina e apenas um espermatozoide penetra no óvulo. </li></ul><ul><li>A união dos dois gametas forma o zigoto. </li></ul>
  15. 15. Gestação <ul><li>A fecundação é o inicio do desenvolvimento de um novo ser. O zigoto multiplica suas células muito rapidamente. Aproximadamente oito dias após a fecundação, o organismo em desenvolvimento chega até o útero. Ele se liga à parede do órgão e passa a ser chamado de embrião. </li></ul><ul><li>Após esse período, o ser humano em desenvolvimento é chamado de feto. </li></ul>
  16. 18. Anexos embrionários <ul><li>No início do período embrionário, dentro do útero da mãe, formam-se estruturas que auxiliam na nutrição e proteção do feto. </li></ul><ul><li>Placenta: estrutura que permite a troca de nutrientes e excretas entre o feto e a mãe. </li></ul><ul><li>Cordão umbilical: é uma estrutura longa, conecta o feto à placenta. É formado principalmente por artérias e veias. </li></ul><ul><li>Âmnio: membrana que forma uma bolsa fina e transparente. Essa bolsa contém um líquido chamado líquido amniótico, onde o bebê permanece mergulhado, que o protege contra choques e auxilia a regular sua temperatura. </li></ul>
  17. 19. Cuidados durante a gravidez <ul><li>Durante o período de gestação, a mulher deve tomar alguns cuidados. Entre eles estão: </li></ul><ul><li>Pré-natal: são consultas médicas que devem ser realizadas durante esse período para o médico avaliar a saúde, tanto da mãe, quanto do bebê; </li></ul><ul><li>Evitar bebidas alcoólicas, fumo e outras drogas; </li></ul><ul><li>Evitar consumir cafeína em excesso; </li></ul><ul><li>Evitar ingestão de carnes malpassadas; </li></ul><ul><li>Não ingerir medicamentos sem a consulta de um médico; </li></ul><ul><li>Evitar choques mecânicos; </li></ul><ul><li>Evitar esforços físicos; </li></ul><ul><li>Ingerir alimentos saudáveis e variados. </li></ul>
  18. 20. Parto <ul><li>Geralmente na 38ª semana da gestação, o bebê está pronto para continuar a se desenvolver fora do corpo da mãe. Assim ocorre o parto. </li></ul><ul><li>Para que não ocorram complicações durante o trabalho de parto, é importante que seja realizado com assistência médica. </li></ul><ul><li>O parto é realizado em três estágios: </li></ul><ul><li>Estágio de dilatação: ocorrem contrações regulares do útero e a dilatação completa do colo do útero e, geralmente, o saco amniótico se rompe. </li></ul>
  19. 21. <ul><li>Estágio de expulsão: durante essa etapa o bebê é empurrado para a abertura vaginal por meio de contrações dos músculos abdominais e do útero, saindo do corpo da mãe. Depois disso, corta-se o cordão umbilical. </li></ul><ul><li>Estágio placentário: ocorre logo após a expulsão do bebê, quando a placenta e outras estruturas são eliminadas do corpo da mulher por meio de fortes contrações.Pode levar em média 30 minutos. </li></ul>
  20. 22. <ul><li>Geralmente, o bebê está na posição da imagem, dentro do útero. Isso permite que se realize o parto normal. Caso o bebê não esteja nessa posição, o médico e a mãe podem optar por fazer uma cesariana. </li></ul><ul><li>Cesariana é uma cirurgia em que o médico faz um corte no abdômen da mãe para retirar a criança. </li></ul>
  21. 23. Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) <ul><li>São doenças infecciosas que se transmitem essencialmente pelo contato sexual. O uso de preservativo (camisinha) tem sido considerado como a medida mais eficiente para prevenir a contaminação e impedir sua disseminação. Para as mulheres, em diferentes casos de DST os sintomas levam tempo para tornarem-se perceptíveis ou confundem-se com as reações orgânicas comuns de seu organismo. </li></ul>
  22. 24. AIDS <ul><li>A síndrome da imunodeficiência adquirida é uma doença do sistema imunológico humano causada pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV).Esta condição reduz progressivamente a eficácia do sistema imunológico e deixa as pessoas suscetíveis a infecções oportunistas e tumores. Já é possível fazer o teste para AIDS, mas a doença não tem cura, existem apenas remédios que podem amenizar os sintomas. </li></ul>
  23. 25. Porcentagem de adultos portadores do HIV por país (2008)
  24. 26. Sífilis <ul><li>Sífilis é uma doença infecciosa causada por uma espiroqueta que evolui lentamente em três estágios, caracterizada por lesões da pele e mucosas. A sífilis é tratável e é importante iniciar o tratamento o mais cedo possível, porque com a progressão para a sífilis terciária, os danos causados poderão ser irreversíveis, nomeadamente no cérebro. A penicilina G é a primeira escolha de antibiótico. </li></ul>
  25. 27. Gonorreia <ul><li>Gonorreia, também conhecida como blenorragia ou esquentamento, é uma doença sexualmente transmissível (DST) comum. A doença pode afetar todas as partes do corpo embora apareça primeiramente nas áreas genitais. A doença pode se manifestar lentamente, mas é facilmente tratada. </li></ul>
  26. 28. Métodos contraceptivos <ul><li>Também conhecidos como métodos anticoncepcionais, os métodos contraceptivos são utilizados para impedir a gravidez, em casos indesejados. É muito importante ressaltar que nenhum desses métodos é 100% eficaz, e que, muitas vezes, a gravidez pode ocorrer pelo uso inadequado do método escolhido. </li></ul>
  27. 29. Preservativos <ul><li>Conhecidos popularmente como camisinhas, são estruturas elásticas que recebem o pênis ou a vagina durante o ato sexual. Dessa forma, o sêmen é impedido de entrar no interior da vagina, pois a camisinha funciona como uma barreira e a fecundação não ocorre. Além de prevenir a gravidez, os preservativos também auxiliam contra as DST. Essa proteção ocorre pois não há contato direto entre o pênis e a vagina. </li></ul>
  28. 30. Atualmente existem camisinhas masculinas e femininas, como mostram as imagens, respectivamente:
  29. 31. Pílulas anticoncepcionais <ul><li>São substâncias sintéticas similares a determinados hormônios presentes no corpo da mulher, principalmente o estrógeno e a progesterona. Geralmente, eles atuam impedindo a ovulação ao interferirem no balanço hormonal durante o ciclo menstrual. O índice de falha desse método é apenas entre 0,1% a 5%. Mas deve-se lembrar que as pílulas não fazem a prevenção das DST. </li></ul>
  30. 32. Fontes <ul><li>Livro: Ciências – Projeto Radix, 8º ano. Autores: Leonel Favalli, Karina Pessôa e Elisangela Angelo. Editora Scipione. </li></ul><ul><li>Google </li></ul>

×