BIODIVERSIDADE BRASILEIRA Bruna e Nathalia
BIODIVERSIDADE <ul><li>O termo Biodiversidade foi originado em 1980 por Thomas Lovejoy e desde 1986 a nomenclatura tem sid...
BIOGEOGRAFIA <ul><li>Biogeografia (também conhecida como Geoecologia) é a ciência que estuda a distribuição geográfica dos...
PRINCIPAIS DIVISÕES BIOGEOGRÁFICAS <ul><li>Região Neotropical </li></ul><ul><li>Região afro-tropical ou etiópica </li></ul...
TIPOS DE BIOGEOGRAFIA <ul><li>Biogeografia fenótica - área de distribuição individual; </li></ul><ul><li>Biogeografia de d...
DIVISÕES DO ESTUDO DA BIOGEOGRAFIA <ul><li>         A Biogeografia divide-se em:  </li></ul><ul><li>Biogeografia ecológica...
IMPORTÂNCIA DA BIOGEOGRAFIA <ul><li>É uma importantíssima ciência que trata do estudo da vida na terra, dividindo-a em reg...
REGIÕES BIOGEOGRÁFICAS MARINHAS  <ul><li>As regiões biogeográficas marinhas são delimitadas por zonas climáticas e por cor...
REGIÕES BIOGEOGRÁFICAS DO BRASIL <ul><li>Ecossistemas Terrestres:  </li></ul><ul><li>Amazônia  Mata Atlântica  Pantanal  C...
AMAZÔNIA <ul><li>Única e uma das mais ricas do mundo. Estima-se em cerca de um milhão de espécies animais e vegetais, o qu...
<ul><li>É importante lembrarmos que apesar de possuir um grande ecossistema, essa  região é extremamente sensível à interf...
MATA ATLÂNTICA <ul><li>Caracteriza-se pela vegetação exuberante ,  com   acentuado higrofitismo. Entre as espécies mais co...
 
PANTANAL <ul><li>Seu ecossistema é muito diversificado, abrigando uma grande quantidade de animais, que vivem em perfeito ...
 
CERRADO <ul><li>Típico de regiões tropicais, o cerrado apresenta duas estações bem marcadas: inverno seco e verão chuvoso;...
 
CAATINGA <ul><li>Único sistema ambiental exclusivamente brasileiro; </li></ul><ul><li>Está presente nos estados do Ceará, ...
 
CAMPOS <ul><li>São formados por herbáceas, gramíneas e pequenos arbustos esparsos com características diversas, conforme a...
 
MATA DE ARAUCÁRIAS <ul><li>Encontradas na Região Sul do Brasil e nos pontos de relevo mais elevado da Região Sudeste; </li...
 
BIBLIOGRAFIA <ul><li>http://www.aultimaarcadenoe.com </li></ul><ul><li>http://www.gforum.tv </li></ul><ul><li>http://www.i...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Biologia, esse 1

2.996 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.996
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biologia, esse 1

  1. 1. BIODIVERSIDADE BRASILEIRA Bruna e Nathalia
  2. 2. BIODIVERSIDADE <ul><li>O termo Biodiversidade foi originado em 1980 por Thomas Lovejoy e desde 1986 a nomenclatura tem sido usada no que se refere a diversidade da natureza viva. </li></ul>
  3. 3. BIOGEOGRAFIA <ul><li>Biogeografia (também conhecida como Geoecologia) é a ciência que estuda a distribuição geográfica dos seres vivos, procurando entender padrões de organização espacial e processos que resultaram em tais padrões. </li></ul><ul><li>É baseada nos conceitos de evolução das espécies, e em que diferentes condições ecológicas criam pressões selectivas diferentes. </li></ul>
  4. 4. PRINCIPAIS DIVISÕES BIOGEOGRÁFICAS <ul><li>Região Neotropical </li></ul><ul><li>Região afro-tropical ou etiópica </li></ul><ul><li>Região indo-malaia </li></ul><ul><li>Região australiana </li></ul><ul><li>Região oceânica </li></ul><ul><li>Região antártica </li></ul><ul><li>Região Neoártica </li></ul><ul><li>Região Paleártica </li></ul>
  5. 5. TIPOS DE BIOGEOGRAFIA <ul><li>Biogeografia fenótica - área de distribuição individual; </li></ul><ul><li>Biogeografia de dispersão - composição e afinidades de regiões e localidades. Centros de origens e história da dispersão de táxons (Biogeografia Filogenética); </li></ul><ul><li>Biogeografia Vicariante e Panbiogeografia- área de distribuição congruente de táxons de filogenia distinta. </li></ul>
  6. 6. DIVISÕES DO ESTUDO DA BIOGEOGRAFIA <ul><li>        A Biogeografia divide-se em: </li></ul><ul><li>Biogeografia ecológica que estuda os fatores ambientais que determinam a distribuição dos organismos; </li></ul><ul><li>Biogeografia histórica que estuda, com base em fatores históricos, a distribuição espacial e temporal dos seres vivos.  </li></ul><ul><li>Ainda há a divisão dos seres vivos: </li></ul><ul><li>Fitogeografia: quando trata da distribuição das plantas; </li></ul><ul><li>Zoogeografia: quando estuda a distribuição dos animais. </li></ul><ul><li>Em ambas há a subdivisão em : </li></ul><ul><li>Terrestre quando estudam o ambiente terrestre:e </li></ul><ul><li>Marinha: quando tratam das plantas ou animais marinhos.      </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  7. 7. IMPORTÂNCIA DA BIOGEOGRAFIA <ul><li>É uma importantíssima ciência que trata do estudo da vida na terra, dividindo-a em regiões, observando o tempo e o espaço; </li></ul><ul><li>Pode dar imensuráveis contribuição para o estudo do ambiente global e consequentemente colaborar para os programas e projetos de preservação do  meio ambiente. </li></ul>
  8. 8. REGIÕES BIOGEOGRÁFICAS MARINHAS <ul><li>As regiões biogeográficas marinhas são delimitadas por zonas climáticas e por correntes oceânicas, que podem servir de fronteiras para vários tipos de seres vivos. </li></ul>
  9. 9. REGIÕES BIOGEOGRÁFICAS DO BRASIL <ul><li>Ecossistemas Terrestres: </li></ul><ul><li>Amazônia Mata Atlântica Pantanal Cerrado Caatinga Campos Mata de Araucárias </li></ul>
  10. 10. AMAZÔNIA <ul><li>Única e uma das mais ricas do mundo. Estima-se em cerca de um milhão de espécies animais e vegetais, o que representa a metade das espécies registradas em todo o planeta. São cerca de 2500 tipos de peixes, 2500 tipos de pássaros, 3500 tipos de árvores com mais de 30 cm de diâmetro. Esta biodiversidade constitui uma reserva estratégica para a sobrevivência do ser humano. Esta biodiversidade constitui uma considerável reserva de plantas alimentícias, bem como de plantas medicinais. Cerca de 70% dos resultados na medicina moderna, provêm de plantas das florestas tropicais, apenas em cancerologia. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>É importante lembrarmos que apesar de possuir um grande ecossistema, essa região é extremamente sensível à interferência do homem, resultanto na perda de inúmeras espécies antes mesmo de sua descoberta. </li></ul>
  12. 12. MATA ATLÂNTICA <ul><li>Caracteriza-se pela vegetação exuberante , com acentuado higrofitismo. Entre as espécies mais comuns encontram-se algumas briófitas, cipós, e orquídeas. </li></ul><ul><li>Composta por uma série de ecossistemas cujos processos ecológicos se interligam, acompanhando as características climáticas das regiões onde ocorrem e tendo como elemento comum a exposição aos ventos úmidos que sopram do oceano. Isso abre caminho para o trânsito de animais, o fluxo gênico das espécies e as áreas de tensão ecológica, onde os ecossistemas se encontram e se transformam. </li></ul>
  13. 14. PANTANAL <ul><li>Seu ecossistema é muito diversificado, abrigando uma grande quantidade de animais, que vivem em perfeito equilíbrio ecológico; </li></ul><ul><li>Possui uma extensa variedade de árvores, plantas, ervas e outros tipos de vegetação; </li></ul><ul><li>Nas planícies (região que alaga na época das cheias) encontramos uma vegetação de gramíneas. Nas regiões intermediárias, desenvolvem-se pequenos arbustos e vegetação rasteira. Já nas regiões mais altas, podemos encontrar árvores de grande porte; </li></ul><ul><li>Animais do Pantanal em risco de extinção: cervo-do-pantanal, tuiuiú e capivara. </li></ul>
  14. 16. CERRADO <ul><li>Típico de regiões tropicais, o cerrado apresenta duas estações bem marcadas: inverno seco e verão chuvoso; </li></ul><ul><li>Solo de savana tropical, deficiente em nutrientes e rico em ferro e alumínio, abriga plantas de aparência seca, entre arbustos esparsos e gramíneas, e o cerradão, um tipo mais denso de vegetação, de formação florestal; </li></ul><ul><li>Possui três bacias hidrográficas da América do Sul (Tocantins-Araguaia, São Francisco e Prata); </li></ul><ul><li>Possui10 mil espécies de vegetais, 837 de aves e 161 de mamíferos vivem ali. Mas, é seriamente afetada pela caça e pelo comércio ilegal. </li></ul>
  15. 18. CAATINGA <ul><li>Único sistema ambiental exclusivamente brasileiro; </li></ul><ul><li>Está presente nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Bahia, Piauí e norte de Minas Gerais; </li></ul><ul><li>O clima é semiárido e o solo, raso e pedregoso, composto por vários tipos diferentes de rochas; </li></ul><ul><li>Plantas da caatinga são xerófilas, ou seja, adaptadas ao clima seco e a pouca quantidade de água; </li></ul><ul><li>A vegetação é formada por três estratos: o arbóreo,o arbustivo e o herbáceo; </li></ul><ul><li>Fauna é bem diversificada, composta por répteis, roedores, insetos, aracnídeos, cachorros do mato, arara azul, sapo cururu, asa branca, cutia, gambá, preá, veado catingueiro, tatupeba, sagui do nordeste... </li></ul>
  16. 20. CAMPOS <ul><li>São formados por herbáceas, gramíneas e pequenos arbustos esparsos com características diversas, conforme a região; </li></ul><ul><li>Campos limpos, campos sujos, campos de altitude, campos de hileia, campos meridionais, campos de Vacaria; </li></ul><ul><li>Na Região Norte esse bioma está presente sob a forma de savanas de gramíneas baixas, nas terras firmes do Amazonas, de Roraima e do Pará. Na Região Sul, surge como as pradarias mistas subtropicais. </li></ul><ul><li>Campos do Sul são formados principalmente pelos pampas gaúchos, com clima subtropical, região plana de vegetação aberta e de pequeno porte que se estende do Rio Grande do Sul à Argentina e ao Uruguai; </li></ul>
  17. 22. MATA DE ARAUCÁRIAS <ul><li>Encontradas na Região Sul do Brasil e nos pontos de relevo mais elevado da Região Sudeste; </li></ul><ul><li>A cobertura vegetal se desenvolve em regiões nas quais predomina o clima subtropical, que apresenta invernos rigorosos e verões quentes; </li></ul><ul><li>Uma das particularidades das araucárias é a restrita ocorrência de flores, provenientes das baixas temperaturas, além de não desenvolver outros tipos de plantas nas proximidades dos pinheiros, não existem vegetais de pequeno porte que poderiam fazer surgir uma vegetação densa, essas são compostas por florestas ralas. </li></ul>
  18. 24. BIBLIOGRAFIA <ul><li>http://www.aultimaarcadenoe.com </li></ul><ul><li>http://www.gforum.tv </li></ul><ul><li>http://www.infoescola.com </li></ul><ul><li>http://www.suapesquisa.com </li></ul><ul><li>http://www.portalbrasil.net </li></ul><ul><li>http://www.brasilescola.com </li></ul>

×