Colégio São José Erechim-RS Biologia  8ª série   Professor: Roberto Bagatini Estudantes: Camila Rigo e Rafaela Comin
Embriologia Animal
Os tipos de fecundação <ul><li>Fecundação externa: ocorre fora do corpo, no meio ambiente, ou interna, quando, ocorre no c...
Espermatozóides <ul><li>São células pequenas, alongadas com formato hidrodinâmico e com uma longa cauda que é utilizada na...
<ul><li>Nos animais em que a fecundação é interna, o número de gametas produzidos é menor, com isso, o custo energético de...
Podemos classificar os ovos em:  <ul><li>Oligolécitos ou Isolécitos: Estes ovos possuem uma quantidade reduzida de vitelo,...
<ul><li>Heterolécitos ou Mesolécitos: São ovos cuja composição vitelina ocupa cerca da metade do volume citoplasmático (pó...
<ul><li>Telolécito ou Megalécito: São ovos cuja concentração de vitelo é grande e ocupa quase todo o ovo. São ovos encontr...
<ul><li>As cores dos ovos são variadas dependendo da espécie. A cor padrão dos ovos dos animais vertebrados é o branco, po...
<ul><li>Os ovos presentes em ambientes terrestres, como os dos répteis, das aves e monotremados são protegidos por uma cas...
Ovo de Avestruz
Ovos de Beija-Flor
Tipos de segmentação <ul><li>As divisões mitóticas do zigoto são chamadas de clivagem, formando duas células-filhas, chama...
<ul><li>Segmentação holoblástica: </li></ul><ul><li>Este tipo de segmentação ocorre em todo o ovo e pode ser subdividida e...
<ul><li>Holoblástica igual : Na terceira clivagem do zigoto são formados oito blastômeros de tamanhos iguais. Os mamíferos...
<ul><li>Holoblástica desigual : Os oito blastômeros formados possuem tamanhos diferentes, os menores são chamados de micrô...
<ul><li>Segmentação meroblástica </li></ul><ul><li>Esta segmentação é subdividida de acordo com a diferença de distribuiçã...
Blastulação <ul><li>Após a segmentação do ovo, quando o embrião conta com cerca de 16 celular, está formado um maciço celu...
Grastulação <ul><li>Importância da gástrula: </li></ul><ul><li>- Formação dos folhetos embrionários, do tubo neural e da n...
Classificação quanto ao destino do blastóporo <ul><li>Protostômios - animais em que o blastóporo origina a boca. São inclu...
Folhetos embrionários <ul><li>Um folheto embrionário é uma camada de células (ou tecido primitivo) que aparece no embrião ...
Formação do mesoderma e do celoma.  <ul><li>  </li></ul><ul><li>A passagem da fase de gástrula à de nêurula é denominada n...
<ul><li>A mesoderma, é dividida em epímero, mesômero e hipômero. O epímero forma o esqueleto axial, a derme (tecido conjun...
<ul><li>Chamamos de neurulação o processo em que a placa neural e as pregas neurais são formadas, e o fechamento que forma...
 
Anexos embrionários: Adaptação ao Meio Terrestre   <ul><li>Anexos embrionários são estruturas que derivam dos folhetos ger...
Células-Troncos Embrionárias <ul><li>As células-tronco embrionárias são consideradas esperança de cura para algumas das do...
<ul><li>Ao contrário das demais células do organismo, as células-tronco possuem grande capacidade de transformação celular...
 
<ul><li>Tenham Todos Um Bom Dia! </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação de biologia

2.429 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação de biologia

  1. 1. Colégio São José Erechim-RS Biologia 8ª série Professor: Roberto Bagatini Estudantes: Camila Rigo e Rafaela Comin
  2. 2. Embriologia Animal
  3. 3. Os tipos de fecundação <ul><li>Fecundação externa: ocorre fora do corpo, no meio ambiente, ou interna, quando, ocorre no corpo do indivíduo que produz os óvulos. </li></ul>
  4. 4. Espermatozóides <ul><li>São células pequenas, alongadas com formato hidrodinâmico e com uma longa cauda que é utilizada na propulsão. </li></ul><ul><li>1- Espermatozóide de caracol (gastrópode) 2- Espermatozóide de Ascaris (nemátoda) 3- Espermatozóide de salamandra (anfíbio) 4- Espermatozóide de sapo (anfíbio) 5- Espermatozóide de galo (ave) 6- Espermatozóide de rato (mamífero) 7- Espermatozóide de carneiro. 8 - Espermatozóide do homem   </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Nos animais em que a fecundação é interna, o número de gametas produzidos é menor, com isso, o custo energético de sua produção também é menor. O custo com o desenvolvimento do embrião também depende do animal ser ovíparo, ovovivíparo ou vivíparo. </li></ul>
  6. 6. Podemos classificar os ovos em: <ul><li>Oligolécitos ou Isolécitos: Estes ovos possuem uma quantidade reduzida de vitelo, distribuídos uniformemente pelo citoplasma. São ovos encontrados nos mamíferos placentários e equinodermos. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Heterolécitos ou Mesolécitos: São ovos cuja composição vitelina ocupa cerca da metade do volume citoplasmático (pólo vegetativo), distribuída de forma não-homogênea. São ovos encontrados nos anelídeos, anfíbios e moluscos. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Telolécito ou Megalécito: São ovos cuja concentração de vitelo é grande e ocupa quase todo o ovo. São ovos encontrados nas aves, peixes e répteis. </li></ul><ul><li>Centrolécito: São ovos cujo vitelo circunda o núcleo, encontrados nos antrópodes. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>As cores dos ovos são variadas dependendo da espécie. A cor padrão dos ovos dos animais vertebrados é o branco, porém alguns tipos de aves, especialmente as passeriformes produzem ovos coloridos. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Os ovos presentes em ambientes terrestres, como os dos répteis, das aves e monotremados são protegidos por uma casca que funciona como um escudo protetor contra possíveis predadores (gambás, raposas, gaivotas, corvos, etc). Estes ovos ainda possuem minúsculos poros que permitem que o embrião possa respirar. </li></ul>
  11. 11. Ovo de Avestruz
  12. 12. Ovos de Beija-Flor
  13. 13. Tipos de segmentação <ul><li>As divisões mitóticas do zigoto são chamadas de clivagem, formando duas células-filhas, chamadas blastômero, que sofrem sucessivas divisões, formando a mórula, que contém de 12 a 16 blastômeros. </li></ul><ul><li>Existem dois tipos de segmentação: </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Segmentação holoblástica: </li></ul><ul><li>Este tipo de segmentação ocorre em todo o ovo e pode ser subdividida em holoblástica igual, desigual e subigual. Normalmente ocorre em ovos isolócitos, heterolécitos e alécitos. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Holoblástica igual : Na terceira clivagem do zigoto são formados oito blastômeros de tamanhos iguais. Os mamíferos apresentam este tipo de segmentação. </li></ul><ul><li>Holoblástica subigual : Também forma oito blastômeros diferentes, porém não há grandes diferenças no tamanho. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Holoblástica desigual : Os oito blastômeros formados possuem tamanhos diferentes, os menores são chamados de micrômeros e os maiores de macrômeros. Anfíbios possuem este tipo de segmentação. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Segmentação meroblástica </li></ul><ul><li>Esta segmentação é subdividida de acordo com a diferença de distribuição de vitelo nos ovos. </li></ul><ul><li>Meroblástica discoidal : Ocorre em ovos telolécitos, mas apenas na região sem vitelo. </li></ul><ul><li>Meroblástica superficial : Ocorre em ovos centrolécitos. As células embrionárias se localizam na região superficial do ovo. </li></ul>
  18. 18. Blastulação <ul><li>Após a segmentação do ovo, quando o embrião conta com cerca de 16 celular, está formado um maciço celular que se assemelha a uma amora. A mórula originará a blástula pela absorção de líquidos. Após a segmentação do ovo, quando o embrião conta com cerca de 16 celular, está formado um maciço celular que se assemelha a uma amora. A mórula originará a blástula pela absorção de líquidos. </li></ul>
  19. 19. Grastulação <ul><li>Importância da gástrula: </li></ul><ul><li>- Formação dos folhetos embrionários, do tubo neural e da notocorda . </li></ul><ul><li>- Início da efetiva especialização celular. </li></ul><ul><li>- Formação do arquêntero. </li></ul><ul><li>Os folhetos podem ser dois ou três dependendo do estágio evolutivo do animal. </li></ul>
  20. 20. Classificação quanto ao destino do blastóporo <ul><li>Protostômios - animais em que o blastóporo origina a boca. São incluídos nesse grupo todos os principais filos desde os Cnidários até os Artrópodos.  Deuterostômios - animais em que o blastóporo origina o ânus. São deuterostômios apenas os Equinodermos e os Cordados. </li></ul>
  21. 21. Folhetos embrionários <ul><li>Um folheto embrionário é uma camada de células (ou tecido primitivo) que aparece no embrião animal logo após a gastrulação. Na organogênese esses tecidos primitivos vão diferenciar-se em órgãos componentes do animal. </li></ul>
  22. 22. Formação do mesoderma e do celoma. <ul><li>  </li></ul><ul><li>A passagem da fase de gástrula à de nêurula é denominada neurulação. Compreende a formação da mesoderma. A partir daí, a mesoderma induz a ectoderme a formar o tubo neural. Na nêurula, já se observa o celoma. A conclusão do desenvolvimento embrionário se dá com o processo organogenético, isto é, de formação de órgãos. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>A mesoderma, é dividida em epímero, mesômero e hipômero. O epímero forma o esqueleto axial, a derme (tecido conjuntivo) e o tecido muscular. O mesômero, rins,gônadas e ureteres. Por fim, o hipômero, que origina os músculos lisos e cardíacos, além de três serosas: pleura (reveste externamente o pulmão, o pericárdio -revestimento cardíaco - e peritônio (abdomem). </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Chamamos de neurulação o processo em que a placa neural e as pregas neurais são formadas, e o fechamento que forma o tubo neural. Neste processo, o embrião pode ser chamado de nêurula. </li></ul><ul><li>A placa neural desenvolve-se a partir do ectoderma embrionário e quem induz este processe é a notocorda. O sistema nervoso então é derivado de ectoderma da placa neural. </li></ul>Neurulação e formação da notocorda
  25. 26. Anexos embrionários: Adaptação ao Meio Terrestre <ul><li>Anexos embrionários são estruturas que derivam dos folhetos germinativos do embrião mas que não fazem parte do corpo desse embrião. </li></ul><ul><li>Os anexos embrionários são: vesícula vitelina (saco vitelínico), âmnio (ou bolsa amniótica), cório e alantóide. </li></ul>
  26. 27. Células-Troncos Embrionárias <ul><li>As células-tronco embrionárias são consideradas esperança de cura para algumas das doenças mais mortais. Elas podem se converter em praticamente todos os tecidos do corpo humano. Entretanto, o método de sua obtenção é polêmico, já que a maioria das técnicas implementadas nessa área exige a destruição do embrião. </li></ul><ul><li>A forma mais comum de obtenção destas células ainda é por meio de embriões congelados. Nesta técnica, óvulos fertilizados em clínicas de reprodução assistida se desenvolvem até o estágio conhecido como blastocisto. Após chegar a este estágio, o embrião é destruído e as células-tronco são removidas. </li></ul>
  27. 28. <ul><li>Ao contrário das demais células do organismo, as células-tronco possuem grande capacidade de transformação celular, e por isso podem dar origem a diferentes tecidos no organismo. Além disso, as células-tronco têm a capacidade de auto-replicação, ou seja, de gerar cópias idênticas de si mesmas. </li></ul><ul><li>As celulas-tronco embrionárias são encontradas apenas em embriões. Como característica principal apresenta uma grande capacidade de se transformar em qualquer outro tipo de célula. Embora apresentem esta importante capacidade, as pesquisas médicas com estes tipos de células ainda encontram-se em fase de testes. </li></ul>
  28. 30. <ul><li>Tenham Todos Um Bom Dia! </li></ul>

×