?
Plano de Marketing: pressupostos de construção

Ricardo Mena | IPAM
1
ANALISAR, ANALISAR, ANALISAR




Procurar informação, conhecer a
empresa como se fosse nossa e falar
com quem compra o p...
2
PLANEAR COM PRAZOS




Definir funções pelos elementos do
grupo, definir tarefas concretas e
prazos
Criar formas de inte...
3
COERÊNCIA E CONSISTÊNCIA




Criar uma linha de condução clara que
seja possível de resumir todo o plano
numa simples pá...
4
NÃO DAR NADA POR FECHADO




O espírito critico, as várias
sensibilidades da equipa farão a
diferença na forma de entend...
5
MARKETING SEM NÚMEROS É
FILOSOFIA




Devemos sempre ter objetivos
quantitativos e qualitativos que
sempre que possível ...
6



O ARGUMENTO É TÃO IMPORTANTE
COMO A CRIATIVIDADE

Procuramos acima de tudo ser
originais, criativos e únicos mas é um...
7
O PLANO QUE APRESENTAM NÃO É
UMA GARANTIA DE IMPLEMENTAÇÃO




É antes mais um estudo de
oportunidades que analisa o pot...
8



O MARKETING NÃO SE LIMITA AO
DIRETOR DE MARKETING

Pela sua própria estrutura trata-se de
um modelo transversal muita...
9



NÃO BASTA A DIFERENÇA SIM DEFINIR
ALGO QUE SE TORNE MEMORÁVEL

A diferença não é por si só uma
garantia de sucesso qu...
10
O CLIENTE INTERNO É TÃO
IMPORTANTE COMO O EXTERNO




É O barómetro do potencial de
sucesso do seu plano porque é ele
p...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

FCS para o Plano de Marketing por Ricardo Mena

1.053 visualizações

Publicada em

Que fatores críticos de sucesso para a implementação de um plano de Marketing?

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.053
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

FCS para o Plano de Marketing por Ricardo Mena

  1. 1. ? Plano de Marketing: pressupostos de construção Ricardo Mena | IPAM
  2. 2. 1 ANALISAR, ANALISAR, ANALISAR
 
 Procurar informação, conhecer a empresa como se fosse nossa e falar com quem compra o produto. Pesquisar tendências, realizar um estudo de mercado, procurar concorrentes e se possível visitá-los como clientes
  3. 3. 2 PLANEAR COM PRAZOS
 
 Definir funções pelos elementos do grupo, definir tarefas concretas e prazos Criar formas de interação; Discussão de resultados
  4. 4. 3 COERÊNCIA E CONSISTÊNCIA
 
 Criar uma linha de condução clara que seja possível de resumir todo o plano numa simples página A4; Deve existir uma crescente afirmação de um Posicionamento definido que permita na implementação ser reforçado e repetido;
  5. 5. 4 NÃO DAR NADA POR FECHADO
 
 O espírito critico, as várias sensibilidades da equipa farão a diferença na forma de entender cada passo como um novo caminho que permita à marca o fim último do Marketing: Tornar-se Memorável! Os mesmos métodos dão-nos os mesmo resultados;
  6. 6. 5 MARKETING SEM NÚMEROS É FILOSOFIA
 
 Devemos sempre ter objetivos quantitativos e qualitativos que sempre que possível sejam: 1.  2.  3.  4.  5.  Mensuráveis; Alcançáveis; Realizáveis Tenham um Prazo; Sejam específicos O Quantitativo dá a métrica o Qualitativo indica a forma
  7. 7. 6 
 O ARGUMENTO É TÃO IMPORTANTE COMO A CRIATIVIDADE
 Procuramos acima de tudo ser originais, criativos e únicos mas é um facto que nas empresas se procuram bons argumentos que as façam confiar num plano e numa empresa que o implemente;
  8. 8. 7 O PLANO QUE APRESENTAM NÃO É UMA GARANTIA DE IMPLEMENTAÇÃO
 
 É antes mais um estudo de oportunidades que analisa o potencial de sucesso de uma empresa com base numa estratégia de marketing. Pode muitas vezes evitar maus investimentos
  9. 9. 8 
 O MARKETING NÃO SE LIMITA AO DIRETOR DE MARKETING
 Pela sua própria estrutura trata-se de um modelo transversal muitas vezes ligado à direção da empresa pela capacidade de decisão que implica a sua implementação e resistência à mudança;
  10. 10. 9 
 NÃO BASTA A DIFERENÇA SIM DEFINIR ALGO QUE SE TORNE MEMORÁVEL
 A diferença não é por si só uma garantia de sucesso quando não está alinhado com uma visão consistente e duradoura que alia excelência de serviço, inovação constante e partilha de experiências;
  11. 11. 10 O CLIENTE INTERNO É TÃO IMPORTANTE COMO O EXTERNO
 
 É O barómetro do potencial de sucesso do seu plano porque é ele próprio a garantia da motivação com que irá ser transmitido ao exterior; Envolva-o e será mais um embaixador da sua marca pois parte dele está também ali presente!

×