Sermão: Por um Pentecostes Solidário

485 visualizações

Publicada em

Sermão Pregado na Fateo - Pentecostes de 2014

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
485
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
211
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sermão: Por um Pentecostes Solidário

  1. 1. SERMÃO Culto de Pentecostes (Fateo) - 04.06.2014 TEXTO: João 20: 19-23 E ao cair pois da tarde, daquele dia, a entrada, primeiro já da semana com a casa toda trancada estavam os seus discípulos com medo, sim, dos judeus; Jesus chegou e se pôs bem entre todos os seus, e disse-lhes, bem sereno: Que a paz convosco esteja. As mãos mostrou-lhes e o lado, para que cada um veja. E todos eles, portanto, alegres muito ficaram, porquanto a ele, o Senhor, de novo, sim, contemplaram. Disse-lhes pois Jesus, falando mais outra vez: Que a paz convosco assim seja; declaração nova fez: pois eu também vos envio tal como o pai me enviou. E havendo dito tal coisa, sobre eles forte soprou; depois então Jesus disse: Agora pois recebei de cima o Espírito Santo; e mais ainda fazei: Se perdoardes pecados, perdoados eles serão; porém, se lhos retiverdes, retidos, sim, estarão. Retirado da Bíblia em Versos - João: Evangelho, Cartas e Apocalipse (Isnard Rocha)
  2. 2. CONTEXTO: Se você utiliza os textos propostos pelo Lecionário Cristão (Anuário Litúrgico) para elaborar a liturgia dominical e o seu sermão, provavelmente se deparou com esta passagem bíblica a cinco domingos atrás. Ela é a leitura do Evangelho do 2º domingo de Páscoa do Ano A, portanto, do último dia 27 de abril. Primeiro ponto a ser lembrado é que os evangelhos não são textos jornalísticos. Eles foram compostos para reafirmar a fé dos cristãos. Relembrar a mensagem pregada pelo mestre Jesus. Por mais que sejamos tentados a dramatizar o texto, e isto pode ser pedagógico, devemos ter clareza de que a mensagem/ensino é o ponto principal e não o "fato histórico". Lucas, no livro de Atos dos Apóstolos, narra a descida do Espírito sobre os discípulos no dia do Pentecostes, cinquenta dias após a Páscoa, mas João situa no anoitecer do dia de Páscoa. Nosso texto relembra um momento difícil vivido pelos discípulos. Eles encontram-se escondidos numa casa, com as portas fechadas e com muito medo. Antes do encontro com o ressuscitado a comunidade dos discípulos estava fechada, insegura, com medo... A presença de Jesus vai acalmar, tranquilizar, estabilizar... Somente após experimentar a paz (SHALOM) promovida por Jesus, que os discípulos foram capacitados/revificados no Espírito para cumprir a missão. Missão que Jesus recebeu do Pai e que agora transmitiu aos seus seguidores (assim como... eu também...). Experimentaram a PAZ e capacitados pelo Espírito tornaram-se promotores desta PAZ. Gostaría, porém, de propor uma leitura diferenciada. Uma leitura na ótica do cuidado... Mais especificamente do CUIDADO PASTORAL.
  3. 3. O termo Pastoral tem sua história e deve ser entendido como maior do que o ministério do clérigo e da clériga. Ela é uma ação da igreja no mundo e não apenas a ação isolada, individual e personalizada do pastor ou da pastora. Longuini Neto, compara os conceitos de pastoral e missão nos movimentos evangelical e ecumênico do protestantismo latino- americano e conclui que a Pastoral é o novo rosto da Missão. Apesar desta importante abordagem, gostaria, porém, de destacar que todo cristão pastoreia onde estiver (Sacerdócio Universal de todos os crentes - um dos pontos da Reforma Protestante). Seja de forma articulada como ministério da igreja, ou como ação solidária em seu cotidiano. O termo Cuidado, também merece nossa atenção. Alguns dicionários de filologia (clássicos) apresentam-no como derivado de cura (latim). Outros, dizem que a palavra deriva de cigitare - cogitar, pensar, colocar atenção, mostrar interesse, preocupar-se. Cuidado então pode significar solicitude, diligência, zelo, atenção, bom trato... (Ex: vou deixar meu filho aos cuidados do professor). Por sua própria natureza, CUIDADO inclui estes dois significados. O primeiro, a atitude de desvelo, solicitude e de atenção para co m o outro. O segundo, de preocupação e de inquietação, porque a pessoa que tem cuidado se sente envolvida e afetivamente ligada ao outro. Desejo, portanto, colocar as lentes do cuidado pastoral para analisar este texto. Convido você a reler o texto comigo e fazer alguns destaques:
  4. 4. MENSAGEM: 19 Ao cair da tarde daquele dia, o primeiro da semana, trancadas as portas da casa onde estavam os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco! 20 E, dizendo isto, lhes mostrou as mãos e o lado. Alegraram-se, portanto, os discípulos ao verem o Senhor. 21 Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio. 22 E, havendo dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. 23 Se de alguns perdoardes os pecados, são-lhes perdoados; se lhos retiverdes, são retidos. "Tarde", "Porta Trancada", "Medo" - Tempos difíceis (ninguém está imune a isto) - COMENTAR "Jesus, pôs-se no meio", "Paz seja convosco", "mostrou as mãos e o lado" - Presença solidaria de Jesus, muda o contexto - COMENTAR "Assim como", "eu também", "soprou" - Enviado pelo Pai e capacitado pelo Espírito, Jesus realizou sua missão. Agora ele envia os seus e os capacita com o Espírito. Capacitação para o serviço (missão) - COMENTAR
  5. 5. APLICAÇÃO PASTORAL: Que o Pentecostes deste ano seja marcado por um derramar do Espírito Santo de Deus que sensibilize nossas comunidades de fé à solidariedade. Que possamos vencer o hedonismo que impera em nosso meio, as atitudes de consumismo religioso, o individualismo egoísta, para dar espaço ao Espírito Santo que capacita para a solidariedade. Assim como Jesus se pôs no meio de seus discípulos aflitos, proclamando a paz e soprando o espírito que capacita e encoraja, desejo que você também possa se colocar em meio a pessoas aflitas, proclamando a paz (a verdadeira paz) e soprando sobre elas o hálito de vida que você já recebeu do Senhor. Termino com uma parábola citada por Howard Clinebell, em seu livro Aconselhamento Pastoral: "O posto de Salvamento".

×