Pps 6 jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexão

7.368 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
144
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pps 6 jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexão

  1. 1. Chamado ao COMPROMISSO
  2. 2. Tudo quanto te vier à mão para fazer, fazê-o conforme as tuas forças... Eclesiastes 9:10
  3. 3. A Bíblia está repleta de personagens que apresentam desculpas para fugir do chamado divino:
  4. 4. Jeremias: Sou uma criança... Jonas: Fugiu para outro lado... Moisés: Sou gago...
  5. 5. Ainda hoje, muitas pessoas continuam dando desculpas.
  6. 6. Estão muito ocupadas... ... não há tempo a perder.
  7. 7. Tempo é dinheiro
  8. 8. A agenda está lotada...
  9. 9. Acostumaram-se com o ritmo acelerado imposto pela vida moderna... Vivem numa velocidade estonteante... Tudo tem que ser rápido...
  10. 10. Cartão Eletrônico
  11. 11. Cartão de Crédito
  12. 12. Restaurante Self Service
  13. 13. Lanche Rápido
  14. 14. Pizza Express
  15. 15. Comunicação Rápida
  16. 16. Comunicação Rápida E-mail
  17. 17. Comunicação Rápida celular
  18. 18. Trânsito – Vias Rápidas
  19. 19. Congestionamento
  20. 20. Queremos ultrapassar
  21. 21. Uma das desculpas que mais se ouve na atualidade é: NÃO TENHO TEMPO PRA RELIGIÃO... DEIXA QUANDO EU ME APOSENTAR...
  22. 22. Mesmo no meio evangélico, encontramos pessoas com esta mentalidade... ... com esta falta de compromisso missionário.
  23. 23. Citam uma verdade, só que fora de seu contexto. “ Placa de igreja não salva, só Jesus pode salvar”.
  24. 24. Isto é uma verdade, porém, tem servido de “ desculpa ” para que muitas pessoas não assumam a responsabilidade da missão.
  25. 25. São pessoas que desejam usufruir do “ BONUS ” da salvação, mas não querem arcar com o “ ÔNUS ” da Missão.
  26. 26. Esta atitude não é fruto apenas da “Modernidade” ou do “Modismo Religioso”, ela já estava presente nos seguidores de Jesus, desde o início da Igreja.
  27. 27. Ao estudarmos os Evangelhos bíblicos, nos deparamos com ensinamentos que advertiam os cristãos do perigo de uma vida religiosa sem compromisso verdadeiro.
  28. 28. Lembremo-nos que os evangelhos não são textos jornalísticos. Foram compostos com a finalidade de discipular os cristãos.
  29. 29. Ao relatar em seu evangelho o episódio que vamos refletir, Lucas estava ensinando sua comunidade sobre a importância de se comprometer com a Missão.
  30. 30. Na lógica do texto de Lucas estamos percorrendo o... “ caminho para Jerusalém ”.
  31. 31. Na estrutura do Evangelho de Lucas, é nessa caminhada que os discípulos vão aprendendo sobre o Reino de Deus.
  32. 32. Jesus nos chama ao COMPROMISSO Portanto, convido-os a refletir sobre o compromisso o qual todo o discípulo de Jesus é chamado a assumir.
  33. 33. Jesus nos chama ao COMPROMISSO COM = juntos PRO = em favor MISSO = da missão COM + PRO + MISSO
  34. 34. Jesus nos chama ao COMPROMISSO COM + PRO + MISSO JUNTOS EM FAVOR DA MISSÃO
  35. 35. Lucas 14: 25-33 TEXTO BÍBLICO
  36. 36. O serviço de Cristo exige abnegação
  37. 37. 25 Grandes multidões o acompanhavam, e ele, voltando-se, lhes disse:
  38. 38. 26 Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.
  39. 39. 27 E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo.
  40. 40. 28 Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e veriificar se tem os meios para a concluir?
  41. 41. 29 Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que virem zombem dele,
  42. 42. 30 dizendo: Este homem começou a construir e não pode acabar.
  43. 43. 31 Ou qual é o rei que, indo para combater outro rei, não se assenta primeiro para calcular se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil?
  44. 44. 32 Caso contrário, estando o outro ainda longe, envia-lhe uma embaixada, pedindo condições de paz.
  45. 45. 33 Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo.
  46. 46. Mensagem Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  47. 47. Nosso texto vem logo após a parábola do “Banquete do Reino”. Jesus nos chama ao COMPROMISSO Banquete aberto a todos que aceitassem o convite de Jesus.
  48. 48. No nosso texto, Lucas vai apresentar algumas exigências que devem cumprir todos aqueles que entram no “Banquete do Reino”. Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  49. 49. Segundo ele, Jesus apresenta três exigências, todas elas subordinadas ao tema da “ renúncia ”. Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  50. 50. 1 a Exigência “ Abandonar” a família. “ Abandonar” aqui, significa “pôr em segundo plano”. verbo “misséô” Literalmente – “Odiar”
  51. 51. 1 a Exigência Jesus não está ordenando que odiemos nossos familiares. Se for necessário escolher, a prioridade deve ser do “Reino”.
  52. 52. 1 a Exigência Está, sim, exigindo que as relações familiares não nos impeçam de assumir o “Reino”. O Reino de Deus é maior que a Igreja (denominação).
  53. 53. 2 a Exigência “ Renunciar” a própria vida. O discípulo de Jesus não pode viver egoisticamente, colocando em primeiro lugar os seus próprios interesses...
  54. 54. 2 a Exigência Deve sim, colocar a sua vida a serviço do “Reino”, se necessário até à morte. Este foi o exemplo de Jesus
  55. 55. 3 a Exigência “ Renunciar” os bens. Os bens podem transformar-se em deuses, tornando-se uma prioridade, escravizando o homem e levando-o a viver em função deles
  56. 56. Aplicação Pastoral Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  57. 57. Com este rol de exigências, fica claro que a opção pelo “Reino” não é um caminho de facilidade e, por isso, talvez não seja um caminho que todos aceitem seguir. Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  58. 58. É por isso que Jesus recomenda o pesar bem as implicações e as conseqüências da opção pelo “Reino”. Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  59. 59. A parábola do homem que, antes de construir uma torre, pensa se tem com que terminá-la (vers. 28-30)... Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  60. 60. ... e a parábola do rei que, antes de partir para a guerra, pensa se pode opor-se a outro rei com forças superiores (vers. 31-32)... Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  61. 61. ... convidam os candidatos a discípulos a tomar consciência da sua força, da sua vontade, da sua decisão em corresponder aos desafios do Evangelho... Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  62. 62. ...e em assumir, com radicalidade, as exigências do “Reino”. Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  63. 63. Jesus não é um demagogo que faz promessas fáceis e cuja preocupação é juntar adeptos ou atrair multidões a qualquer preço. Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  64. 64. Ele é o Deus que veio ao nosso encontro com uma proposta de salvação, de vida plena; no entanto, essa proposta implica uma adesão séria, exigente e radical. Jesus nos chama ao COMPROMISSO
  65. 65. Você tem levado a sério o chamado de Deus? Tem assumido compromisso com a Sua Missão? Tem vivido de acordo com a vocação que recebeu?
  66. 66. Tudo quanto te vier à mão para fazer, fazê-o conforme as tuas forças... Eclesiastes 9:10 Lembremo-nos do texto:
  67. 67. Não devemos ir ALÉM... Nem ficar AQUEM... É bem melhor ser um bom leigo do que um pastor mediocre... Uma boa leiga que uma pastora mediocre.

×