SERMÃO De olho no retrovisor Salmo 78
SERMÃO Catedral Metodista de Piracicaba, 04 de setembro de 2011
04 de setembro de 2011 CALENDÁRIO LITURGICO 12º Domingo após o  Pentecostes
LECIONÁRIO CRISTÃO Primeira –  Ex 12.1-4 Segunda –  Rm 13.8-14 Evangelho –  Mt 18.15-20 Salmo –  119.33-40 04 de setembro ...
130 anos de metodismo em Piracicaba Início das festividades de aniversário da Catedral Metodista de Piracicaba. TEMPO DE F...
SERMÃO De olho no retrovisor Salmo 78
<ul><li>Escutai, povo meu, a minha lei; prestai ouvidos às palavras da minha boca. </li></ul><ul><li>Abrirei os meus lábio...
<ul><li>O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, </li></ul><ul><li>não encobriremos aos nossos filhos; ...
<ul><li>Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem...
<ul><li>a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer se levantassem e por sua vez os referiss...
<ul><li>para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamen...
CONTEXTO
SALMO “ oração cantada e acompanhada de instrumentos musicais ”. do grego -  psalmoi do hebraico -  tehillim
Alguns salmos trazem indicações  de como eram cantados. Do mestre de canto Sobre “A corça da manhã” Salmo de Davi Salmo 22
os salmos nasceram para ser cantados.
 
 
 
 
 
 
 
TIPOS DE SALMOS (Família 2) SALMOS INDIVIDUAIS Súplica (39) Confiança (9) Ação de Graças (11) (Família 4) SALMOS COLETIVOS...
O salmo 78 é HISTÓRICO, tem um objetivo didático. Ao contar a história, ele convida o aprendiz à confiar em Deus.
Para se contar a história é preciso muito tempo, por isso os salmos históricos são tão extensos.
Os Salmos Históricos supõe o povo reunido para celebrar e conservar a memória.
Tem como objetivo levar as pessoas a aprender com as experiências do passado, a fim de serem mais felizes no presente e no...
ESTRUTURA DO TEXTO Introdução (vers 1-8) Desenvolvimento (vers 9-72) Não tem conclusão
INTRODUÇÃO <ul><li>Uma verdadeira catequese </li></ul><ul><li>Responde as seguintes questões </li></ul><ul><ul><li>Por que...
Parte do pressuposto de que os acontecimentos do passado são uma lição para que sejamos mais felizes no presente. COMO?......
Estudar o passado é a chave para alcançar a felicidade. Seu conhecimento deve ser transmitido a todas as gerações. .
Há uma frase que diz: “ Povo sem memória é povo sem história, sem raízes e sem identidade ” As novas gerações tem uma voca...
DESENVOLVIMENTO É profissão de fé num Deus que faz história com o seu povo Diferentemente das outras religiões, o Deus de ...
O salmo apresenta uma visão pessimista do povo que não foi capaz de ser fiel a Deus.
<ul><li>O desenvolvimento está dividido em duas partes: </li></ul><ul><ul><li>Povo no Egito </li></ul></ul><ul><ul><li>Pov...
Parte 1 – Povo no Egito Vers. 13 - 51 Deus é fiel mas, o povo não Recorda os feitos de Deus, salientando que o povo foi se...
Fala sobre: Travessia do Mar Vermelho (13) Nuvem de dia (14a) Coluna de Fogo de noite (14b) Água na rocha (15-16) Maná (23...
Parte 2 – Rumo a terra prometida Conquista da terra (53) Distribuição da terra (55) Infidelidade do povo (56-58) Perca da ...
CONCLUSÃO Os salmos históricos supõe o povo reunido para celebrar e conservar a memória. Nasceram para que as pessoas apre...
CONCLUSÃO Que todos nós possamos assumir a postura de aprendiz. Que ao olharmos para o passado, ou seja no retrovisor da h...
CONCLUSÃO E mais, que depois de ministrados por este ensinamento, sejamos multiplicadores desta mensagem. Que possamos con...
CONCLUSÃO Que nossa igreja continue a “ proclamar   os louvores do Senhor, o Seu poder e as maravilhas que fez ” nos próxi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

De olho no retrovisor sl 78 - 130 anos da catedral metodista de piracicaba

2.024 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

De olho no retrovisor sl 78 - 130 anos da catedral metodista de piracicaba

  1. 1. SERMÃO De olho no retrovisor Salmo 78
  2. 2. SERMÃO Catedral Metodista de Piracicaba, 04 de setembro de 2011
  3. 3. 04 de setembro de 2011 CALENDÁRIO LITURGICO 12º Domingo após o Pentecostes
  4. 4. LECIONÁRIO CRISTÃO Primeira – Ex 12.1-4 Segunda – Rm 13.8-14 Evangelho – Mt 18.15-20 Salmo – 119.33-40 04 de setembro de 2011
  5. 5. 130 anos de metodismo em Piracicaba Início das festividades de aniversário da Catedral Metodista de Piracicaba. TEMPO DE FESTA 04 de setembro de 2011
  6. 6. SERMÃO De olho no retrovisor Salmo 78
  7. 7. <ul><li>Escutai, povo meu, a minha lei; prestai ouvidos às palavras da minha boca. </li></ul><ul><li>Abrirei os meus lábios em parábolas e publicarei enigmas dos tempos antigos. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, </li></ul><ul><li>não encobriremos aos nossos filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos, </li></ul>
  10. 10. <ul><li>a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes </li></ul>
  11. 11. <ul><li>para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamentos... </li></ul>
  12. 12. CONTEXTO
  13. 13. SALMO “ oração cantada e acompanhada de instrumentos musicais ”. do grego - psalmoi do hebraico - tehillim
  14. 14. Alguns salmos trazem indicações de como eram cantados. Do mestre de canto Sobre “A corça da manhã” Salmo de Davi Salmo 22
  15. 15. os salmos nasceram para ser cantados.
  16. 23. TIPOS DE SALMOS (Família 2) SALMOS INDIVIDUAIS Súplica (39) Confiança (9) Ação de Graças (11) (Família 4) SALMOS COLETIVOS Súplica (18) Confiança (3) Ação de Graças (6) (Família 5) SALMOS DIDÁTICOS Liturgias (3) Denuncias (7) Sapienciais (11) Históricos (3) (Família 1) HINOS Louvor (20) Realeza do Senhor (6) Cânticos de Sião (7) (Família 3) SALMOS RÉGIOS A personagem central é a pessoa do rei. São salmos carregados de ideologia, que defendem a monarquia.
  17. 24. O salmo 78 é HISTÓRICO, tem um objetivo didático. Ao contar a história, ele convida o aprendiz à confiar em Deus.
  18. 25. Para se contar a história é preciso muito tempo, por isso os salmos históricos são tão extensos.
  19. 26. Os Salmos Históricos supõe o povo reunido para celebrar e conservar a memória.
  20. 27. Tem como objetivo levar as pessoas a aprender com as experiências do passado, a fim de serem mais felizes no presente e no futuro. Apresentam a história como a mestra da vida.
  21. 28. ESTRUTURA DO TEXTO Introdução (vers 1-8) Desenvolvimento (vers 9-72) Não tem conclusão
  22. 29. INTRODUÇÃO <ul><li>Uma verdadeira catequese </li></ul><ul><li>Responde as seguintes questões </li></ul><ul><ul><li>Por que contar a história? </li></ul></ul><ul><ul><li>Que valor tem os fatos passados? </li></ul></ul>
  23. 30. Parte do pressuposto de que os acontecimentos do passado são uma lição para que sejamos mais felizes no presente. COMO?... Aprendendo a evitar os erros do passado.
  24. 31. Estudar o passado é a chave para alcançar a felicidade. Seu conhecimento deve ser transmitido a todas as gerações. .
  25. 32. Há uma frase que diz: “ Povo sem memória é povo sem história, sem raízes e sem identidade ” As novas gerações tem uma vocação: serem mais felizes que seus antepassados.
  26. 33. DESENVOLVIMENTO É profissão de fé num Deus que faz história com o seu povo Diferentemente das outras religiões, o Deus de Israel participa ativamente da história do povo É um Deus presente
  27. 34. O salmo apresenta uma visão pessimista do povo que não foi capaz de ser fiel a Deus.
  28. 35. <ul><li>O desenvolvimento está dividido em duas partes: </li></ul><ul><ul><li>Povo no Egito </li></ul></ul><ul><ul><li>Povo rumo a Terra Prometida </li></ul></ul>
  29. 36. Parte 1 – Povo no Egito Vers. 13 - 51 Deus é fiel mas, o povo não Recorda os feitos de Deus, salientando que o povo foi sempre infiel. É um resumo dos livros de Êxodo e Números
  30. 37. Fala sobre: Travessia do Mar Vermelho (13) Nuvem de dia (14a) Coluna de Fogo de noite (14b) Água na rocha (15-16) Maná (23-25) Codornizes (26-28) Pragas do Egito (43-51)
  31. 38. Parte 2 – Rumo a terra prometida Conquista da terra (53) Distribuição da terra (55) Infidelidade do povo (56-58) Perca da Arca da Aliança (60) Dominação dos Filisteus (61-66) Rejeição do Reino do Norte (67) Escolha do Reino do Sul (68-72)
  32. 39. CONCLUSÃO Os salmos históricos supõe o povo reunido para celebrar e conservar a memória. Nasceram para que as pessoas aprendam com as experiências do passado.
  33. 40. CONCLUSÃO Que todos nós possamos assumir a postura de aprendiz. Que ao olharmos para o passado, ou seja no retrovisor da história, possamos trazer lições de vida para o presente.
  34. 41. CONCLUSÃO E mais, que depois de ministrados por este ensinamento, sejamos multiplicadores desta mensagem. Que possamos contar à nova geração sobre as ações de Deus e seu poder.
  35. 42. CONCLUSÃO Que nossa igreja continue a “ proclamar os louvores do Senhor, o Seu poder e as maravilhas que fez ” nos próximos anos assim como o fez no decorrer desses 130 anos.

×