O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Atos
Atos
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 49 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (19)

Semelhante a Atos (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Atos

  1. 1. Dos Apóstolos Atos
  2. 2. A Igreja de Atos 1. Uma Igreja do Espírito Mudando o Mundo 2. Uma Igreja Missionária 3. Uma Igreja Estratégica
  3. 3. Atos A simples observação do início de Atos (1.1) revelará que o quinto livro do Novo Testamento é a continuação do evangelho de Lucas. O médico (Cl 4.14) e foi cooperador de Paulo escreve a segunda parte de sua obra sob o patrocínio de Teófilo. O relato de Atos indica que Lucas participou de suas viagens a partir do capítulo 16. O uso de “nós” indica a presença do médico amado (16.10-17; 20.5-21.18; 27.1-28.16). Isso reforça muito a autenticidade histórica do livro. Como Atos descreve o ministério de Paulo até o momento de sua prisão domiciliar em Roma (At 28), ocorrida por volta do ano 60, é muito provável que o livro tenha sido redigido entre 61-62.
  4. 4. Atos O livro de Atos é empolgante. Trata-se de um relato que apresenta o início da igreja cristã e sua expansão. Além de apresentar uma pequena história do cristianismo incipiente, Atos também é uma defesa da fé cristã perante as autoridades romanas numa época de perseguição. O livro é organizado em torno da expansão do evangelho a partir dos judeus, indo até os samaritanos e finalmente, os gentios (1.8). Seus protagonistas são Pedro (judeus), Filipe (samaritanos) e Paulo (gentios). Apesar dessa organização literária e de seu enfoque estratégico e geográfico, Lucas valoriza muito o papel do Espírito Santo em Atos. Talvez seja o livro mais fascinante do Novo Testamento.
  5. 5. A Mensagem de Atos a expansão do evangelho até a conversão de Cornélio e o envio de Saulo e Barnabé aos gentios. Ênfases: Espírito Santo, Missões, Estratégia, Mulheres, Gentios, Expansão da Igreja. Valor Teoló gico Propósito: informar e convencer Atos dos Apóstolos pode ser dividido em duas partes principais:Propósito e Teologia É uma narrativa histórica Não há como comparar o livro de Atos com outro material Gênero Literário Tema Atos não revela o nome de seu autor. Mas Lucas é o autorAutor ia Dedicado a Teófilo mas também à igreja.Público Data Atos foi escrito depois do terceiro evangelho. Alguns datam Lucas–Atos pouco depois da destruição do templo (70 dC.), cerca de 75-80., mas a data mais comum é 61-62. A expansão universal e desimpedida do evangelho A separação entre o cristianismo e o judaísmo
  6. 6. RETRATO DA HISTÓRIA DA IGREJA PRIMITIVA As atividades dos apóstolos retratam: - o movimento de expansão do evangelho na região da costa do mar Mediterrâneo - a expansão desde Jerusalém até Samaria, da Palestina para a Ásia Menor e da Grécia até Roma - a proclamação do evangelho em todo o mundo romano com um grande sucesso. Os Atos dos Apóstolos
  7. 7. O Espírito Santo e Atos Atos dos Apóstolos poderia ser chamado Atos do Espírito Santo. O Espírito Santo não é “uma coisa”, mas a presença do próprio Deus na vida do cristão. Atos começa com o Senhor ressurreto prometendo o dom do Espírito aos seus discípulos. No dia de Pentecostes, o Espírito Santo veio sobre a igreja com poder. Filipe leva o evangelho para Samaria, e a igreja em Jerusalém envia Pedro e João para orar pelos convertidos para que recebessem o Espírito Santo. Quando encontrou um grupo de discípulos de João Batista em Éfeso, Paulo ora para que recebam o Espírito Santo. Atos traz muita informção sobre batismo, imposição de mãos e recebimento do Espírito.
  8. 8. 1 Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. 2 De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. 3 E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. 4 Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava. ATOS 2.1-4ATOS 2.1-4
  9. 9. A VINDA DO ESPÍRITOA VINDA DO ESPÍRITO 1. Dependência de Deus 2. A obra é milagrosa. 3. As línguas são o reverso de Babel 4. O anúncio do Reino
  10. 10. 17 “ ‘Nos últimos dias, diz Deus, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, os velhos terão sonhos. 18 Sobre os meus servos e as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e eles profetizarão. ATOS 2.17-18ATOS 2.17-18
  11. 11. A OBRA DO ESPÍRITOA OBRA DO ESPÍRITO 1. Os dons de Deus 2. Todos terão acesso.
  12. 12. 42 Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. 43 Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. 44 Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. 45 Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. 46 Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, 47 louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava diariamente os que iam sendo salvos. ATOS 2.42-47ATOS 2.42-47
  13. 13. OS RESULTADOS DOOS RESULTADOS DO ESPÍRITO: Crescimento!ESPÍRITO: Crescimento! 1. Comunhão verdadeira 2. Separação de barreiras 3. Temor e ensino 4. Solidariedade
  14. 14. A IGREJA EM JERUSALÉM Prólogo: a ascensão 1.1-11 Matias substitui Judas 1.12-26 O Pentecostes e o sermão de Pedro 2.1-13 O começo da evangelização 2.14-36 Os primeiros convertidos 2.37-41 Resumo vitorioso 2.42-47 O conflito com as autoridades judaicas 3.1-10 O chamado ao arrependimento 3.11-26 A prisão e o poder da igreja 4.1-31 Resumo vitorioso 4.32-37 Ananias e Safira 5.1-11 O conflito com o Sinédrio 5.12-42
  15. 15. A escolha dos sete 6.1-6 Resumo 6.7 O julgamento de Estêvão 6.8-15 O primeiro mártir 7.1-53 A oração por perdão 7.54-8.3 Em Samaria 8.4-8 Magia ineficaz 8.9-25 Salvação para um eunuco 8.26-40 OS SETE PROCLAMAM O EVANGELHO
  16. 16. 1  Enquanto Pedro e João falavam ao povo, chegaram os sacerdotes, o capitão da guarda do templo e os saduceus. 2  Eles estavam muito perturbados porque os apóstolos estavam ensinando o povo e proclamando em Jesus a ressurreição dos mortos. 3  Agarraram Pedro e João e, como já estava anoitecendo, os colocaram na prisão até o dia seguinte. 4  Mas muitos dos que tinham ouvido a mensagem creram, chegando o número dos homens que creram a perto de cinco mil. ATOS 4.1-4ATOS 4.1-4
  17. 17. 18  Então, chamando-os novamente, ordenaram-lhes que não falassem nem ensinassem em nome de Jesus. 19  Mas Pedro e João responderam: “Julguem os senhores mesmos se é justo aos olhos de Deus obedecer aos senhores e não a Deus. 20  Pois não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos”. ATOS 4.18-20ATOS 4.18-20
  18. 18. 57  Mas eles taparam os ouvidos e, dando fortes gritos, lançaram- se todos juntos contra ele, 58  arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram seus mantos aos pés de um jovem chamado Saulo. 59  Enquanto apedrejavam Estêvão, este orava: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito”. 60  Então caiu de joelhos e bradou: “Senhor, não os consideres culpados deste pecado”. E, tendo dito isso, adormeceu. ATOS 7.57-60ATOS 7.57-60
  19. 19. PERSEGUIÇÃO EPERSEGUIÇÃO E CRESCIMENTOCRESCIMENTO 1. Cristianismo verdadeiro sempre é perseguido 2. Perseguição é sinal de incômodo 3. Perseguição traz crescimento 4. É preciso ousadia e coragem
  20. 20. 3  Então perguntou Pedro: “Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração, ao ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade? 4  Ela não lhe pertencia? E, depois de vendida, o dinheiro não estava em seu poder? O que o levou a pensar em fazer tal coisa? Você não mentiu aos homens, mas sim a Deus”. ATOS 5.3-4ATOS 5.3-4
  21. 21. DISCIPLINA NA IGREJADISCIPLINA NA IGREJA 1. O Deus do AT é o mesmo do NT 2. A igreja precisa ser pura 3. Respeito dos de fora (v. 11)
  22. 22. DEUS CHAMA SAULO A perseguição da igreja 9.1-19a O chamado para os gentios 9.19b-30
  23. 23. O MINISTÉRIO DE PEDRO Pedro realiza milagres  9.31-43 A visão de Cornélio  10.1-8 A visão de Pedro 10.9-23a O evangelho para os gentios  10.23b-48 A explicação de Pedro  11.1-8 Chamados cristãos  11.19-30 O poder de Deus: Pedro e Herodes 12.1-24
  24. 24. A 1ª. VIAGEM DE PAULO (46-48) A missão de Paulo e Barnabé 12.25-13.3 Chipre 13.4-12 Antioquia da Pisídia 13.13-52 Icônio 14.1-7 Listra 14.8-20 A volta para Antioquia da Síria 14.21-28 O Concílio de Jerusalém 15.1-35
  25. 25. A 2ª. VIAGEM DE PAULO (49-52) Síria, Cilícia, Derbe e Listra 15.36-16.5 Filipos 16.6-40 Tessalônica e Beréia 17.1-15 Atenas 17.16-34 Corinto 18.1-17 A volta para Antioquia 18.18-22
  26. 26. A 3ª.VIAGEM DE PAULO (52-57) SUA PRISÃO E IDA PARA ROMA Éfeso 18.23-19.41 A despedida do missionário 20.1-21.16 O relatório em Jerusalém 21.17-36 Perante o Sinédrio 21.37-23.35 Perante Félix 24.1-27 Perante Festo e Agripa 25.1-26.32 Roma 27.1-28.31
  27. 27. 1 Na igreja de Antioquia havia profetas e mestres:  Barnabé, Simeão, chamado Níger, Lúcio de Cirene,  Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo.  2 Enquanto adoravam o Senhor e jejuavam, disse o  Espírito Santo: “Separem-me Barnabé e Saulo para a obra  a que os tenho chamado”. 3 Assim, depois de jejuar e orar,  impuseram-lhes as mãos e os enviaram. 4 Enviados pelo  Espírito Santo, desceram a Selêucia e dali navegaram para  Chipre. 5 Chegando em Salamina, proclamaram a palavra  de Deus nas sinagogas judaicas. João estava com eles  como auxiliar. 6 Viajaram por toda a ilha, até que  chegaram a Pafos. Ali encontraram um judeu, chamado  Barjesus, que praticava magia e era falso profeta. ATOS 13.1-12ATOS 13.1-12
  28. 28. 7 Ele era assessor do procônsul Sérgio Paulo. O procônsul,  sendo homem culto, mandou chamar Barnabé e Saulo, porque  queria ouvir a palavra de Deus. 8 Mas Elimas, o mágico (esse é  o significado do seu nome), opôs-se a eles e tentava desviar da  fé o procônsul. 9 Então Saulo, também chamado Paulo, cheio  do Espírito Santo, olhou firmemente para Elimas e disse:  10 “Filho do Diabo e inimigo de tudo o que é justo! Você está  cheio de toda espécie de engano e maldade. Quando é que vai  parar de perverter os retos caminhos do Senhor? 11 Saiba  agora que a mão do Senhor está contra você, e você ficará cego  e incapaz de ver a luz do sol durante algum tempo”.  Imediatamente vieram sobre ele névoa e escuridão, e ele,  tateando, procurava quem o guiasse pela mão. 12 O procônsul,  vendo o que havia acontecido, creu, profundamente  impressionado com o ensino do Senhor. ATOS 13.1-12ATOS 13.1-12
  29. 29. A IGREJA MISSIONÁRIA • 1. É VOLTADA PARA A VIDA ESPIRITUAL • O v. 2 afirma: “Enquanto adoravam o Senhor e jejuavam,”
  30. 30. A IGREJA MISSIONÁRIA • 2. ENCONTRARÁ A SUA MISSÃO • O v. 2 afirma: “Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado”.
  31. 31. A IGREJA MISSIONÁRIA • 3. É SENSÍVEL AO ESPÍRITO SANTO • O v. 4 diz: “Enviados pelo Espírito Santo, desceram a Selêucia e dali navegaram para Chipre.
  32. 32. A IGREJA MISSIONÁRIA • 4. FAZ A OBRA DE DEUS COM ESTRATÉGIA • O v. 5 afirma: “...proclama- ram a palavra de Deus nas sinagogas judaicas.
  33. 33. A IGREJA MISSIONÁRIA • 5. A DIVINA ESTRATÉGIA PRETENDE ALCANÇAR A PESSOA-CHAVE • O v. 7 afirma: “o procônsul ... mandou chamar Barnabé e Saulo, porque queria ouvir a palavra de Deus”.
  34. 34. A IGREJA MISSIONÁRIA • 6. VERÁ QUE A OBRA DIVINA ENCONTRA OPOSIÇÃO • O v. 8 afirma: “Mas Elimas, o mágico ... opôs-se a eles e tentava desviar da fé o procônsul ”.
  35. 35. A IGREJA MISSIONÁRIA • 7. CRÊ, POIS SABE QUE VERÁ A VITÓRIA DO EVANGELHO • O v. 12 afirma: “O procônsul, vendo o que havia aconte- cido, creu, profundamente impressionado com o ensino do Senhor”.

×