SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
o
,‘±s
3g Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Petrolina
Curadoria de Urbanismo
ATA DE REUNIÃO
Aos oito dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e dezoito
compareceram nesta 3g Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania,
Curadoria de Urbanismo, perante a Bela. Rosane Moreira Cavalcanti, os
representantes da Procuradoria Geral do Município, CPRH, CELPE, Secretaria
de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Secretaria de Segurança
Pública, AMMA, todos presentes em lista de presença assinada e acostada
nos autos. A finalidade da reunião foi tratar das irregularidades na instalação
de subestação da Celpe, NF 041/2018 - 9141770 - Auto 2018/36749. Pela
representante da CPRH, foi apresentada a licença de Instalação a ser
acostada nos autos, ao tempo que informou que apesar de ser expedida pela
CPRH, a concessão da licença é de competência da AMMA; Pelo
representante da CELPE foi informado que está na reunião apenas como
ouvinte e levará o decidido para conhecimento da área técnica; Pelo
advogado da SEDUBS (Secretaria de Desenvolvimento Urbano e
Sustentabilidade) foi apresentado parecer técnico que informa o processo
administrativo de licença de construção com lista de pendências e que não
foi emitido licença de construção pela prefeitura; Pela AMMA foi dito que o
processo de subestação nunca foi da CPRH, inclusive na tabela que
apresenta já demonstra que o licenciamento é local, logo de competência da
AMMA; Foi apresentada pelo Diretor de desenvolvimento urbano da SEDUBS
a notificação fiscal da CELPE. DELIBERAÇÕES: 1 - Requisitar o processo de
licença ao CPRH através do Diretor-Presidente Eduardo Elvino Sales de Lima,
Rua Santana, n° 367 - Casa Forte - Recife, CEP: 52.060-460 (e-mail
eduardo.elvino@cprh.pe.gov.br) com cópia para
ana.patricia@cprh.pe.gov.br); 2 - Recomendar a CELPE que paralise a obra
de subestação até ulterior deliberação, sobretudo por já ter sido notificada
da irregularidade; 3 -Recomendar ao CPRH como também ao Município a
revogar licenças relativas a instalação ou construção referente a obra em
questão por ser proibida pelo Plano diretor. Como nada mais foi tratado, a
reunião foi encerrada pela Bela. Rosane Moreira Çavalcanti sendo a presente
reunião secretariada por mim, Shirley Britto ( ), Téc. Ministerial, com
a elaboração e impressão da presente ata em urna via, repassada por e-mail
aos presentes.
ffk)LLRosane oreira Cavalcanti
Promotora de Justiça
MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO
AV. FERNANDO MENEZES DE GÓES, 625, CENTRO, PETROLINA, PE CEP 56.304-020
www.mppe.mp.br — FONE (87) 3866 6400 SECEJPETROLINA@MPPE.MP.BR
o
CO rn
'bt3
LIJ rts
O
Lil n3 E
o E
BUco <
qi ro
(1)
(A 'Cri
TELEFONE
N
f•I
rt
fs
----
,
I
Ili
O
‘.11
41
(5.
`,13
'"4
a)
en
rs'
O-
;.--t,' ,-)
(3z)
L....."
....5).
,,.)
....<1
."--
„..t....
t:,..
---)
II),
,...5
',,,
.---
,..--,75--
',„,.....„
,
C:.. ,
....„....-2,..,
..,,
''',,,4
,e1
. ,,‘
'''' '
s''
-,
--,,
„:;.,
,,,,"
„ s
-,-,--..
.
„..;.4)
i ' ,
''
' ,,,,
":"H
''
',
. , . ,
•
'
7`‘
,
• •
, ,
t )4.à
.,---1
'
rJ,
s-'
61
C<-
._
N
. -""
C'''.
o
- -
N
----N
....i
rt
''"
ç-
('
iio
(5---
cs,,.. ,
--.........
-r-
'
e--
, ‘-
..,
,.., .
E-MAIL
N.-
%)
15,.......:‘,..
I
•
i à
1
(....)
•....
<
X
•
.4
u,
Z.
Q
.
-.1
-
cd,
(..,
,71)
-----)
• ..•
....
f----
cb.
'' -
,.,.
,
i
.„
-
,,,,.
.
i
J
••.4,
1,
'''')
g--
(2
1
-,
k)
.
,...4...,-
)b
<
( 1-.
s
k:
INSTITUIÇÃOQUEREPRESENTA
,..,5
t,*
. ..) ,x)
cEs
.......,„
1
4 4
e . c•
,,gb
1.2)
-....4 ...)
.4(
ics.
P J
•
P....., L
..5
• .....
(J
,..,.
..c.
o ....-
---
,,
c
LL.
......_
„..L.)
()
.5..)
.1
a
.
(.0•
.....,,
,,,)
C,
-)
)'i
,,,y)
...
cs
?J
(„D
e
,
',.. „,
...-
,,,,,„..
, :,,,
,,,,,,,
'
2, ,,,
'
- ''
,..."
•
,
.
,,
,,...
'-
..,...
1(.
,
1 c
'h
,,7
c5,
ti
,_„_
.-e.i
•
.....
„
-2
,..i..
_)
-
1‘it....., ,,
,;-
11-filAC(.;/))►()ÀJWACM
,
i
.•
,
.
Vs•••'Ina.•
P
1
'...
sj
 ....
( $
,
r
,,... .
'`
C
.,
-„,,,
..,.,..
.1 /4 ..0
ci
,,,,, ,,,,
-- •••
,--
.4
á
-
1 "
, ;
1 " '
.,..,,
, , .
‘
-,, -
. .
'
'-'
,—
-,
‘.4'
)': .41'i2
`,,,
vN
hr
,..,
C.)
o
s 
/7
•..""'
........
,,......„0-.
..".,--,...,_
. ,
.
-,.
o ,---1 (N CY d- Lr)
CDCDCDCDOCDCDCDC) ,--1
L N co a) c) N
,--(
rr)
,--.1
d"
1-1
Li)
s-i
L
1-1
N
Notificação Fiscal/
Li
CPF 1 CNP.): RGIIE
•
t.s
Prazo: Atét,-
Senhor Contribuinte: O não cumprimento desta intimação redundará na ap!icação imediata das sanções
porvistas por lei.
Petrolina-PE:
Contr'ibuinte ou Responsável
1. Via Contribuinte - 2a Via SEOB 3a Via Talão PAGUE seu imposto poriz-rialrne-;::;;o1J.1ndo para o pro"P7s;s-j;-jj,";;;Ie-
• Raunilson Luz
Fixai ki..41;à
OI*1 PREFEITURA MUNICIPAL DE PETROLINA
Secretaria de Ordem Pública
Motivo da .Notiticação
LEI 09183
) Taxa de Construção
Apresentação de Licença/Projeto de Construção_
) Habite-se
( ) Embargo
( ) Demolição
( ) Multa
) Outros (especificar abaixo)
Art, 42'
Art. 47° ou 49°
Art 53'
Art. 56. Inciso_
Art 58° Inciso__
Art. 55° inciso_Alinea_
LEI 10/83
) Sons e Ruídos
) Água Servida / Lixo em Via Pública
) Criação de Animais em Área Urbana do Município
) Entulho / Material de Construção em Via Pública
) Retira de Barraco ou Quiosque na Via Pública
) Ocupação de Via Pública
) Publicidade em Via Pública
) Licença de Funcionamento
) Ambulante em Via Pública
) Multa
) Outros (especificar abaixo)
Art. 11° inciso____
Art. 22" inciso__
Art. 41°
Art. 43°
Art. 48°
Art. 51°
Ari 61
Art., 91° OU 78'
rt 98"
,t.rt, 106'
Estadual
io At go,~2,~kmo
LICENÇA DE INSTALAÇÃO
N° 02.17.09.003191-7 VALIDADE 20/09/2018
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH, com base na legislação ambiental e demais normas pertinentes, e tendo em vista o contido no expediente
protocolado sob o n° 007447/2017 expede a presente LICENÇA DE INSTALAÇÃO (LI).
1 - N° Empreendimento
00000030570
2 - Razão Social
COMPANHIA ENERGETICA DE PERNAMUCO
3 - Endereço
AV JOÃO DE BARROS, 111 - BOA VISTA
4 - Município
Recife - PE
5 - CEP
50050902
8 - Caracterização do Empreendimento
O projeto enquadra-se na Tipologia de Subestações de Energia Elétrica, Código 12.1 - Ido Anexo I da Lei n° 14.249/10 e suas alterações, referente à
Regularização( LP+LI), cujo objetivo consistirá na construção da subestação Petrolina III 69/13,8 KV, localizada na Quadra 08, lotes 06 e 07, loteamento
Jardim Paulo Afonso, Petrolina/PE. Coordenada 24 L 334.533 E/ 8.962.020 S.
Entre as Ruas Duques de Caxias,e do Imperador, Zona Urbana, 55000000, Petrolina - PE
9 - Exigências
1.O projeto de sinalização deverá ser elaborado de forma que esteja em consonância com as diversas atividades presentes, além de atender a dois
princípios gerais:
- O máximo de segurança para os veículos, pedestres e trabalhadores;
2.Deverão ser adotadas soluções técnicas adequadas à perfeita drenagem das águas superficiais de forma a proteger as vias e as áreas a serem
construídas dos processos erosivos;
3.A instalação do canteiro de obras deve estar de acordo com a legislação vigente, especialmente no que diz respeito à proteção do meio ambiente;
4. O empreendedor deverá obter da Prefeitura Municipal a licença de construção;
Deverá ser seguido o aprovado no Estudo de Impacto de Vizinhança aprovado pela Prefeitura Municipal de Petrolina.
Requisitos
1.A emissão de sons e ruídos em decorrência das diversas atividades previstas deverá obedecer aos padrões, critérios e diretrizes estabelecidas pela
legislação vigente (resolução CONAMA n°. 01/90, normas da ABNT: NBR n°. 10151 e NBR n°. 10152);
2.A empresa deverá cumprir as exigências previstas na Lei Estadual 14.249/2010, alterada pela Lei 14.549/2011 que dispõe sobre o licenciamento
ambiental, infrações administrativas, e dá outras providências;
3.A empresa deverá atender as exigências previstas na Lei Estadual 14.236/2010 que estabelece a Política Estadual de Resíduos Sólidos.
11 - Observação
1.Termo de Anuência n° 046/2017 emitido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Petrolina;
2. A presente licença fundamenta-se no traçado gráfico dos limites da propriedade apresentado, não implicando por parte da CPRH no reconhecimento
da veracidade do levantamento, nem do direito de propriedade;
3.O empreendedor é responsável civil, penal e administrativamente pelos danos causados à vida, à saúde, ao meio ambiente e pelo uso inadequado
que vier a fazer parte da presente Licença;
4. A presente licença está sendo concedida com base nas informações apresentadas pelo interessado e não dispensa nem substitui quaisquer alvarás
ou certidões de qualquer natureza exigidas pela Legislação Federal, Estadual ou Municipal;
Fm caso de acidentes, a empresa deverá tomar as medidas necessárias, a fim de evitar danos ambientais e informar imediatamente a CPRH;
Pag.1/2
20/09/2017
F_NATA EMISSÃO
CNPJ / CPF
10.835.932/0001-08
7 - RG / Inscrição Estadual
AY" -  A O)v ,
ÒmG
06,052...1.0.10001
::%i.% $::;.::$
.31:02..„813e0 :me-ww cprih,,pe..gov.tyr'.
kLa Sarilara „ 67, Casa Forte. Recite - C
W4101:1 Cf, 1,184¥10.05
6. A concessão da presente licença não impedirá que a CPRH venha exigir a adoção de medidas corretivas, desde que necessárias, de acordo com a
Clislação de Controle Ambiental vigente;
`M H, mediante decisão motivada, poderá, a qualquer tempo, modificar as condicionantes e as medidas de controle e adequação do
,eendimento, suspender ou cancelar a licença expedida, quando ocorrer:
- Violação ou inadequação de quaisquer condicionantes ou infrações a normas legais;
- Superveniência de graves riscos ambientais ou à saúde;
8. Caso venham existir reclamações da população vizinha em relação a problemas de poluição ambiental causados pelo empreendedor, este deverá
tomar as medidas cabíveis no sentido de solucioná-las em caráter de urgência, de acordo com a Legislação Ambiental;
9. O empreendedor, durante a implantação do empreendimento, deverá comunicar imediatamente à CPRH acerca da identificação de impactos
ambientais supervenientes para a manifestação desta agência e adoção das providências que se fizerem necessárias;
10.A presente Licença Ambiental deverá ser afixada em lugar visível no canteiro de obra, sob as penas da Lei;
11.O não atendimento as e*igências em prazos implicará na perda da validade da presente Licença;
12 As licenças ambientais serão renovadas mediante requerimento protocolado, perante CPRH, até 120 (cento e vinte) dias antes do seu vencimento.
Pag.2/2
12 - DATA EMISSÃO
20/09/2017
'Santana, it.', orte Rex-,.fe - r.:151Pi re 81 3 2.0400 wwwcprh. .90
te ammoztpumtexo
LICENÇA DE INSTALAÇÃO
N° 01.17.10.003673-7 VALIDADE 31/10/2019
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH, com base na legislação ambiental e demais normas pertinentes, e tendo em vista o contido no expediente
protocolado sob o n° 012522/2017 expede a presente LICENÇA DE INSTALAÇÃO (LI). •
N° Empreendimento
00000031338
2 - Razão Social
COMPANHIA ENERGETICA DE PERNAMUCO
3 - Endereço
AV JOÃO DE BARROS, 111 - BOA VISTA
4 - Município
Recife - PE
5 - CEP
50050902
7 - RG / Inscrição Estadual
8 - Caracterização do Empreendimento
O projeto enquadra-se na Tipologia de Energia e Telecomunicações, subtipologia Linhas de Transmissão de Energia Elétrica, Código 12.2 (I), do Anexo
I da Lei Estadual n° 14.249/2010 e suas alterações, referente à Licença de Instalação - L.I., que consistirá na implantação das linhas que se conectarão
à futura Subestação Petrolina III através de um seccionamento da Linha de Subtransmissão existente 02J2, ora denominada LT 69KV Sec. Petrolina /
Massangano I, na tensão 69kV.
Linha de Transmissão de Energia de 69 kV - Mata Norte no Estado de Pernambuco, sn, Zona Rural, 55000000, Petrolina - PE
9 - Exigências
' )ota-fora deverá ser feito em local apropriado, não bloqueando as linhas de drenagem natural do terreno sem causar prejuízo ao ecossistema
Jente, apresentando previamente licenciado pela CPRH;
O projeto de sinalização deverá ser elaborado de forma que esteja em consonância com as diversas atividades presentes, além de atender a dois
princípios gerais:
- O máximo de segurança para os veículos, pedestres e trabalhadores;
- O mínimo de inconveniência para o público;
- Implantar sinalização nas proximidades das habitações, mediante colocação de placas indicativas de "PERIGO";
- Implantar a sinalização específica nos trechos residências e nos trechos que tangenciam áreas de matas com placas, indicando tratar-se de área de
preservação permanente;
3.Deverão ser mantidos em boas condições, os acessos às residências, cruzamentos e interseções de estrada.
4. As áreas que serão utilizadas em apoio aos serviços de construção, quando desativadas deverão ser submetidas a um programa de recuperação e
reintegração à paisagem circundante.
10 - Requisitos
1. A obra deverá ser realizada de acordo com as normas da ABNT, sendo sua execução da inteira responsabilidade de empresa contratada pelo
requerente;
empresa deverá cumprir as exigências previstas na Lei Estadual 14.249//2010 que dispõe sobre o licenciamento ambiental, infrações
istrativas;
-
npresa deverá atender as exigências previstas na Lei Estadual 14.236/2010 que estabelece a Política Estadual de Resíduos Sólidos.
4. A vegetação nativa é protegida por Lei Federal 12.651/2012 e não poderá ser retirada sem previa autorização da CPRH;
5.A instalação do canteiro de obras deve estar de acordo com a legislação vigente, especialmente no que diz respeito à proteção do meio ambiente;
6. Caso venha existir reclamações da população vizinha em relação a problema de poluição Ambiental causados pelo empreendedor, este deverá tomar
as medidas no sentido de solucioná-los em caráter de urgência, de acordo com a Legislação Ambiental;
12 - DATA EMISSÃO
31/10/2017
Pag.1/2
6 - CNPJ / CPF
10.835.932/0001-08
51
67,, Casa 'ode itettfe CEP O- O :.,11PJ:: 06.052,204 ON,'n1 -52 Tel.: BI 31112 "fioo wwwcprb. .gov..br
Acierida.
o lrn }lente astfm2,00~,
cá permitido o lançamento no solo de qualquer efluente líquido, principalmente as águas servidas e/ou resíduos provenientes da manutenção
(oleo, graxas, etc.) dos equipamentos, sem tratamento adequado, em consonância com a Legislação vigente e prévio licenciamento da CPRH;
8.A emissão de sons e ruídos em decorrência das diversas atividades previstas deverá obedecer aos padrões, critérios e diretrizes estabelecidas pela
legislação vigente (resolução CONAMA n° 01/90, normas da ABNT: NBR n° 10151 e NBR n° 10152);
9.Deverá ter prévia anuência da CPRH qualquer alteração/modificação nos projetos aprovados através desta LI;
10.A presente Licença Ambiental deverá ser afixada em lugar visível no canteiro de obra, sob as penas da Lei;
11.O não entendimento às exigências e prazos implicará na perda da validade da presente Licença de Instalação - LI.
11 - Observação
1.A referida licença fundamenta-se no gráfico dos limites da propriedade apresentado, não implicando por parte da CPRH, no reconhecimento da
veracidade do levantamento e nem do direito de propriedade;
2. O empreendedor é responsável civil, penal e administrativamente pelos danos causados à vida, à saúde, ao meio ambiente e pelo uso inadequado
que vier a fazer parte da presente licença;
3.Fica o empreendedor responsável pela integridade física das edificações na área de influência do empreendimento;
4. A presente licença está sendo concedida com base nas informações apresentadas pelo interessado e não dispensa nem substitui quaisquer alvarás
-,ertidOes de qualquer natureza exigidas pela Legislação Federal, Estadual ou Municipal;
o de acidentes, a empresa deverá tomar as medidas necessárias, a fim de evitar danos ambientais e informar imediatamente a CPRH;
concessão da presente licença não impedirá que a CPRH venha a exigir a adoção de medidas corretivas, desde que necessárias, de acordo com a
!egislação de controle ambiental vigente;
7. A CPRH, mediante decisão motivada, poderá, a qualquer tempo, modificar as condicionantes e as medidas de controle e adequação do
empreendimento, suspender ou cancelar a licença expedida, quando ocorrer:
i)Violação ou inadequação de quaisquer condicionantes ou infrações a normas legais;
ii) Superveniência de graves riscos ambientais ou à saúde;
iii)Alteração da destinação socioeconômica do empreendimento.
8. As licenças ambientais serão renovadas somente mediante requerimento protocolado, perante CPRH, 126(cento e vinte) dias antes de seu
vencimento.
Pag.2/2
12 - DATA EMISSÃO
31/10/2017
- I tl 1 3 tIBIL,X) www. r, pe. goyO C.4121::. •#le. !G"Ettmi Santarw, "1, (ata I-orte Reci
,f
SECRETARIA DE
DESENVOLVIMENTO URBANO „
E SUSTENTABILIDADE ROUNA
PARECER N.2 028/2018 SEURB
Petrolina, 07 de fevereiro de 2018.
Ref.: Processo n° 201712419/2017
Requerente: CELPE — Companhia de Eletricidade de Pernambuco
Requerimento: Licença de construção
Contexto Legal
De acordo com o Plano Diretor Participativo — Lei Municipal n9. 1875/2006, a referida área está
situada na ZAM (Zona de Atividades Múltiplas), cujo Coeficiente de Aproveitamento Máximo é
2,5; Taxa de Ocupação é 70% (setenta por cento) e a Taxa de Solo Natural 10% (dez por cento).
Art. 44 A política municipal de Acessibilidade Urbana.
Art. 100 Usos geradores de Impacto na Vizinhança.
Parecer
O Projeto apresenta as seguintes desconformidades descritas abaixo:
• Não atendimento a NBR 9050/2015 de acessibilidade quanto às calçadas;
• Não atendimento aos afastamentos mínimos laterais de construção de 1,5m;
• Não representação de área de solo natural nas peças gráficas e respectivos quadros de áreas,
se existente.
O Processo deve apresentar os seguintes documentos complementares:
• Documentação do lote remembrado;
• Taxa de execução de obra — TE0 paga;
• Imposto sobre serviços — ISS pago;
• Estudo de Impacto de Vizinhança — EIV;
• Nota técnica com definição de sub-estação de energia;
• Plano de Risco para qualquer incidente na área;
• Certidão de Anuência para Uso do Solo;
• ARTs (Anotações de Responsabilidade Técnica) do responsável técnico pela obra e do autor
do projeto quitadas;
AVENIDA DA INTEGRAÇÃO, 948 DOM MALAN TEL (87)3864-9020
1/2
SECRET,ARiA DE
DESENVOLVIMENTO URBANO
E SUSTENTABILIDADE ROLINA
e Memorial descritivo do equipamento.
Sem mais para o momento,
Déborah Marinho
Diretora de Licenciamento Urbano
Portaria 431/2017
AVENIDA DA INTEGRAÇÃO, 948 DOM MALAN TEL (87)3864-9020
2/2
o
O)
c,
vi vJ
ria rü
fü
,c)
'á)
3
rC
c,2 O'1
PORTVElY,PR
o
r.
•
rJ
Ti
r
ra
cc
o
O
Jo

CJ
o
fJ
•o
o
o
rj
ri
7,„
CJ
J J
rJ
I o1 CO
fJ
J
ETELECOM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Florianópolis (11/03/2014)
Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Florianópolis (11/03/2014) Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Florianópolis (11/03/2014)
Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Florianópolis (11/03/2014) Tudo Sobre Floripa
 
Projeto de Lei para reduzir prazos de construção das novas barragens
Projeto de Lei para reduzir prazos de construção das novas barragensProjeto de Lei para reduzir prazos de construção das novas barragens
Projeto de Lei para reduzir prazos de construção das novas barragensJornal do Commercio
 
Cprh Vai Fazer Tele Audiencia Publica2
Cprh Vai Fazer Tele Audiencia Publica2Cprh Vai Fazer Tele Audiencia Publica2
Cprh Vai Fazer Tele Audiencia Publica2PortalCabo
 
Ação civil pública do matadouro de nazaré da mata
Ação civil pública do matadouro de nazaré da mataAção civil pública do matadouro de nazaré da mata
Ação civil pública do matadouro de nazaré da mataAlternativa Amunam
 
Doc 20350761
Doc 20350761Doc 20350761
Doc 20350761catagerio
 
Súmula da ordem do dia da 3ª reunião da 2ª sessão legislativa ordinária da 16...
Súmula da ordem do dia da 3ª reunião da 2ª sessão legislativa ordinária da 16...Súmula da ordem do dia da 3ª reunião da 2ª sessão legislativa ordinária da 16...
Súmula da ordem do dia da 3ª reunião da 2ª sessão legislativa ordinária da 16...Hélio Júnior
 
Multa ao superintendente
Multa ao superintendenteMulta ao superintendente
Multa ao superintendenteFrancisco Brito
 
Parklet Cambuí-liminar retirada 22/10/19
Parklet Cambuí-liminar retirada 22/10/19Parklet Cambuí-liminar retirada 22/10/19
Parklet Cambuí-liminar retirada 22/10/19resgate cambui ong
 
Agravo de Instrumento nº 0141932-11.2015.8.24.0000
Agravo de Instrumento nº 0141932-11.2015.8.24.0000Agravo de Instrumento nº 0141932-11.2015.8.24.0000
Agravo de Instrumento nº 0141932-11.2015.8.24.0000Luiz Fernando Góes Ulysséa
 
79º reunião ordinária - documentos aprovados plenária - 22 agosto 2014
79º reunião ordinária - documentos aprovados plenária - 22 agosto 201479º reunião ordinária - documentos aprovados plenária - 22 agosto 2014
79º reunião ordinária - documentos aprovados plenária - 22 agosto 2014CBH Rio das Velhas
 

Mais procurados (20)

Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Florianópolis (11/03/2014)
Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Florianópolis (11/03/2014) Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Florianópolis (11/03/2014)
Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Florianópolis (11/03/2014)
 
Projeto de Lei para reduzir prazos de construção das novas barragens
Projeto de Lei para reduzir prazos de construção das novas barragensProjeto de Lei para reduzir prazos de construção das novas barragens
Projeto de Lei para reduzir prazos de construção das novas barragens
 
0900407 19.2016.8.24.0020
0900407 19.2016.8.24.00200900407 19.2016.8.24.0020
0900407 19.2016.8.24.0020
 
Acordão agravo
Acordão agravoAcordão agravo
Acordão agravo
 
Cprh Vai Fazer Tele Audiencia Publica2
Cprh Vai Fazer Tele Audiencia Publica2Cprh Vai Fazer Tele Audiencia Publica2
Cprh Vai Fazer Tele Audiencia Publica2
 
Ação civil pública do matadouro de nazaré da mata
Ação civil pública do matadouro de nazaré da mataAção civil pública do matadouro de nazaré da mata
Ação civil pública do matadouro de nazaré da mata
 
acórdão ação civil pública loteamento coronel freitas
acórdão ação civil pública loteamento coronel freitas acórdão ação civil pública loteamento coronel freitas
acórdão ação civil pública loteamento coronel freitas
 
Doc 20350761
Doc 20350761Doc 20350761
Doc 20350761
 
Laudo triplex
Laudo triplexLaudo triplex
Laudo triplex
 
Beto Cangussu
Beto Cangussu Beto Cangussu
Beto Cangussu
 
8000506 98.2017.8.24.0000
8000506 98.2017.8.24.00008000506 98.2017.8.24.0000
8000506 98.2017.8.24.0000
 
Sentença ademar casagrande
Sentença   ademar casagrandeSentença   ademar casagrande
Sentença ademar casagrande
 
Súmula da ordem do dia da 3ª reunião da 2ª sessão legislativa ordinária da 16...
Súmula da ordem do dia da 3ª reunião da 2ª sessão legislativa ordinária da 16...Súmula da ordem do dia da 3ª reunião da 2ª sessão legislativa ordinária da 16...
Súmula da ordem do dia da 3ª reunião da 2ª sessão legislativa ordinária da 16...
 
. . Poder judiciário de pernambuco .
. . Poder judiciário de pernambuco . . . Poder judiciário de pernambuco .
. . Poder judiciário de pernambuco .
 
Multa ao superintendente
Multa ao superintendenteMulta ao superintendente
Multa ao superintendente
 
Parklet Cambuí-liminar retirada 22/10/19
Parklet Cambuí-liminar retirada 22/10/19Parklet Cambuí-liminar retirada 22/10/19
Parklet Cambuí-liminar retirada 22/10/19
 
Retificacao1
Retificacao1Retificacao1
Retificacao1
 
Acp 0900057 31.2016.8.24.0020
Acp 0900057 31.2016.8.24.0020Acp 0900057 31.2016.8.24.0020
Acp 0900057 31.2016.8.24.0020
 
Agravo de Instrumento nº 0141932-11.2015.8.24.0000
Agravo de Instrumento nº 0141932-11.2015.8.24.0000Agravo de Instrumento nº 0141932-11.2015.8.24.0000
Agravo de Instrumento nº 0141932-11.2015.8.24.0000
 
79º reunião ordinária - documentos aprovados plenária - 22 agosto 2014
79º reunião ordinária - documentos aprovados plenária - 22 agosto 201479º reunião ordinária - documentos aprovados plenária - 22 agosto 2014
79º reunião ordinária - documentos aprovados plenária - 22 agosto 2014
 

Semelhante a Reunião trata irregularidades subestação CELPE

Tac cetesb aterro delta a pirelli santa barbara
Tac cetesb aterro delta a pirelli santa barbaraTac cetesb aterro delta a pirelli santa barbara
Tac cetesb aterro delta a pirelli santa barbaraResgate Cambuí
 
Tac Cetesb/Delta A e outros
Tac Cetesb/Delta A e outrosTac Cetesb/Delta A e outros
Tac Cetesb/Delta A e outrosLaura Magalhães
 
Truck - Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é pun...
Truck - Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é pun...Truck - Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é pun...
Truck - Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é pun...Ministério Público de Santa Catarina
 
Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é punida no O...
Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é punida no O...Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é punida no O...
Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é punida no O...Ministério Público de Santa Catarina
 
Parklet-pedido liminar
Parklet-pedido liminarParklet-pedido liminar
Parklet-pedido liminar1962laura
 
Delta A/Cetesb -LP 12-12-2012
Delta A/Cetesb -LP 12-12-2012 Delta A/Cetesb -LP 12-12-2012
Delta A/Cetesb -LP 12-12-2012 Laura Magalhães
 
Delta A/transbordo 2018- LI vencida
Delta A/transbordo 2018- LI vencidaDelta A/transbordo 2018- LI vencida
Delta A/transbordo 2018- LI vencida1962laura
 
Mpf instaura inquérito sobre via litorânea inacabada optimized
Mpf instaura inquérito sobre via litorânea inacabada optimizedMpf instaura inquérito sobre via litorânea inacabada optimized
Mpf instaura inquérito sobre via litorânea inacabada optimizedFrancisco Luz
 
Delta A /Cetesb LP-LI 4-3-2011
Delta A /Cetesb LP-LI 4-3-2011Delta A /Cetesb LP-LI 4-3-2011
Delta A /Cetesb LP-LI 4-3-2011Laura Magalhães
 
Delta A/Cetesb-LP LI 16-12-2011
Delta A/Cetesb-LP LI 16-12-2011Delta A/Cetesb-LP LI 16-12-2011
Delta A/Cetesb-LP LI 16-12-2011Laura Magalhães
 
Delta A/Cetesb -LP 23-9-2011
Delta A/Cetesb -LP 23-9-2011Delta A/Cetesb -LP 23-9-2011
Delta A/Cetesb -LP 23-9-2011Laura Magalhães
 
Decreto N.º 48-A, de 28 de Junho de 2010
Decreto N.º 48-A, de 28 de Junho de 2010Decreto N.º 48-A, de 28 de Junho de 2010
Decreto N.º 48-A, de 28 de Junho de 2010Luciano Lugori
 
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85Projeto Golfinho Rotador
 
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85Projeto Golfinho Rotador
 
Texto água em Petrolina
Texto água em PetrolinaTexto água em Petrolina
Texto água em PetrolinaPortal NE10
 
Cartilha da lei que regula helipontos e heliportos
Cartilha da lei que regula helipontos e heliportosCartilha da lei que regula helipontos e heliportos
Cartilha da lei que regula helipontos e heliportosChico Macena
 
Juíza suspende decisão que provocou paralisação de garis no Recife
Juíza suspende decisão que provocou paralisação de garis no RecifeJuíza suspende decisão que provocou paralisação de garis no Recife
Juíza suspende decisão que provocou paralisação de garis no RecifePortal NE10
 

Semelhante a Reunião trata irregularidades subestação CELPE (20)

Tac cetesb aterro delta a pirelli santa barbara
Tac cetesb aterro delta a pirelli santa barbaraTac cetesb aterro delta a pirelli santa barbara
Tac cetesb aterro delta a pirelli santa barbara
 
Tac Cetesb/Delta A e outros
Tac Cetesb/Delta A e outrosTac Cetesb/Delta A e outros
Tac Cetesb/Delta A e outros
 
Truck - Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é pun...
Truck - Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é pun...Truck - Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é pun...
Truck - Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é pun...
 
Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é punida no O...
Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é punida no O...Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é punida no O...
Arla-32: fraude em controle de poluição de motores de caminhões é punida no O...
 
Parklet-pedido liminar
Parklet-pedido liminarParklet-pedido liminar
Parklet-pedido liminar
 
Delta A/Cetesb -LP 12-12-2012
Delta A/Cetesb -LP 12-12-2012 Delta A/Cetesb -LP 12-12-2012
Delta A/Cetesb -LP 12-12-2012
 
Delta A/transbordo 2018- LI vencida
Delta A/transbordo 2018- LI vencidaDelta A/transbordo 2018- LI vencida
Delta A/transbordo 2018- LI vencida
 
Acp dr rogerio ponzi seligman
Acp  dr rogerio ponzi seligmanAcp  dr rogerio ponzi seligman
Acp dr rogerio ponzi seligman
 
Mp federal
Mp federalMp federal
Mp federal
 
Mpf instaura inquérito sobre via litorânea inacabada optimized
Mpf instaura inquérito sobre via litorânea inacabada optimizedMpf instaura inquérito sobre via litorânea inacabada optimized
Mpf instaura inquérito sobre via litorânea inacabada optimized
 
Delta A /Cetesb LP-LI 4-3-2011
Delta A /Cetesb LP-LI 4-3-2011Delta A /Cetesb LP-LI 4-3-2011
Delta A /Cetesb LP-LI 4-3-2011
 
Delta A/Cetesb-LP LI 16-12-2011
Delta A/Cetesb-LP LI 16-12-2011Delta A/Cetesb-LP LI 16-12-2011
Delta A/Cetesb-LP LI 16-12-2011
 
Delta A/Cetesb -LP 23-9-2011
Delta A/Cetesb -LP 23-9-2011Delta A/Cetesb -LP 23-9-2011
Delta A/Cetesb -LP 23-9-2011
 
Decreto N.º 48-A, de 28 de Junho de 2010
Decreto N.º 48-A, de 28 de Junho de 2010Decreto N.º 48-A, de 28 de Junho de 2010
Decreto N.º 48-A, de 28 de Junho de 2010
 
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
 
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
Recomendação 14 2010 - 2º otc pa 605 2009-85
 
Texto água em Petrolina
Texto água em PetrolinaTexto água em Petrolina
Texto água em Petrolina
 
Cartilha da lei que regula helipontos e heliportos
Cartilha da lei que regula helipontos e heliportosCartilha da lei que regula helipontos e heliportos
Cartilha da lei que regula helipontos e heliportos
 
Extra ação popular
Extra   ação popularExtra   ação popular
Extra ação popular
 
Juíza suspende decisão que provocou paralisação de garis no Recife
Juíza suspende decisão que provocou paralisação de garis no RecifeJuíza suspende decisão que provocou paralisação de garis no Recife
Juíza suspende decisão que provocou paralisação de garis no Recife
 

Mais de Revista do Vale

Carta aberta de janete para isaac de carvalho (1)
Carta aberta de janete para isaac de carvalho (1)Carta aberta de janete para isaac de carvalho (1)
Carta aberta de janete para isaac de carvalho (1)Revista do Vale
 
Release Carlan Carlo, promotor de Justiça de Petrolina
Release Carlan Carlo, promotor de Justiça de PetrolinaRelease Carlan Carlo, promotor de Justiça de Petrolina
Release Carlan Carlo, promotor de Justiça de PetrolinaRevista do Vale
 
Programação festa nossa senhora rainha dos anjos
Programação festa nossa senhora rainha dos anjosProgramação festa nossa senhora rainha dos anjos
Programação festa nossa senhora rainha dos anjosRevista do Vale
 
Balanço do São João de Petrolina 2017
Balanço do São João de Petrolina 2017Balanço do São João de Petrolina 2017
Balanço do São João de Petrolina 2017Revista do Vale
 
CONDENAÇÃO EDNALDO BARROS - SENTO-SÉ
CONDENAÇÃO EDNALDO BARROS - SENTO-SÉCONDENAÇÃO EDNALDO BARROS - SENTO-SÉ
CONDENAÇÃO EDNALDO BARROS - SENTO-SÉRevista do Vale
 
Coletiva de imprensa 2016
Coletiva de imprensa 2016Coletiva de imprensa 2016
Coletiva de imprensa 2016Revista do Vale
 
Hu univasf - carta aberta - equipe de ortopedia e traumatologia (1)
Hu univasf - carta aberta - equipe de ortopedia e  traumatologia (1)Hu univasf - carta aberta - equipe de ortopedia e  traumatologia (1)
Hu univasf - carta aberta - equipe de ortopedia e traumatologia (1)Revista do Vale
 
Apresentação caso beatriz angélica 29.03.2016 - gilmario
Apresentação caso beatriz angélica   29.03.2016 - gilmarioApresentação caso beatriz angélica   29.03.2016 - gilmario
Apresentação caso beatriz angélica 29.03.2016 - gilmarioRevista do Vale
 
Desfiliação Roniere reis
Desfiliação Roniere reisDesfiliação Roniere reis
Desfiliação Roniere reisRevista do Vale
 
Sento Sé condenação Juvenilson Passos
Sento Sé condenação Juvenilson PassosSento Sé condenação Juvenilson Passos
Sento Sé condenação Juvenilson PassosRevista do Vale
 
Bispo de juazeiro carta mensagem a igreja de juazeiro (1)
Bispo de juazeiro carta mensagem a igreja de juazeiro (1)Bispo de juazeiro carta mensagem a igreja de juazeiro (1)
Bispo de juazeiro carta mensagem a igreja de juazeiro (1)Revista do Vale
 
Nota oficial Pais de Beatriz
Nota oficial Pais de BeatrizNota oficial Pais de Beatriz
Nota oficial Pais de BeatrizRevista do Vale
 
Comunicado a imprensa atendimento ao sus
Comunicado a imprensa atendimento ao susComunicado a imprensa atendimento ao sus
Comunicado a imprensa atendimento ao susRevista do Vale
 
Comunicado de Dom Magnus, bispo de Salgueiro
Comunicado de Dom Magnus, bispo de SalgueiroComunicado de Dom Magnus, bispo de Salgueiro
Comunicado de Dom Magnus, bispo de SalgueiroRevista do Vale
 
Nota de esclarecimento (1)
Nota de esclarecimento (1)Nota de esclarecimento (1)
Nota de esclarecimento (1)Revista do Vale
 
Mudança de ponto de parada
Mudança de ponto de paradaMudança de ponto de parada
Mudança de ponto de paradaRevista do Vale
 
Edital curso fic gestão empreendedora de cooperativismo
Edital   curso fic gestão empreendedora de cooperativismoEdital   curso fic gestão empreendedora de cooperativismo
Edital curso fic gestão empreendedora de cooperativismoRevista do Vale
 

Mais de Revista do Vale (20)

Carta aberta de janete para isaac de carvalho (1)
Carta aberta de janete para isaac de carvalho (1)Carta aberta de janete para isaac de carvalho (1)
Carta aberta de janete para isaac de carvalho (1)
 
Release Carlan Carlo, promotor de Justiça de Petrolina
Release Carlan Carlo, promotor de Justiça de PetrolinaRelease Carlan Carlo, promotor de Justiça de Petrolina
Release Carlan Carlo, promotor de Justiça de Petrolina
 
Carta gov. nordeste
Carta gov. nordesteCarta gov. nordeste
Carta gov. nordeste
 
Documentos Locação
Documentos LocaçãoDocumentos Locação
Documentos Locação
 
Programação festa nossa senhora rainha dos anjos
Programação festa nossa senhora rainha dos anjosProgramação festa nossa senhora rainha dos anjos
Programação festa nossa senhora rainha dos anjos
 
Balanço do São João de Petrolina 2017
Balanço do São João de Petrolina 2017Balanço do São João de Petrolina 2017
Balanço do São João de Petrolina 2017
 
CONDENAÇÃO EDNALDO BARROS - SENTO-SÉ
CONDENAÇÃO EDNALDO BARROS - SENTO-SÉCONDENAÇÃO EDNALDO BARROS - SENTO-SÉ
CONDENAÇÃO EDNALDO BARROS - SENTO-SÉ
 
Coletiva de imprensa 2016
Coletiva de imprensa 2016Coletiva de imprensa 2016
Coletiva de imprensa 2016
 
Hu univasf - carta aberta - equipe de ortopedia e traumatologia (1)
Hu univasf - carta aberta - equipe de ortopedia e  traumatologia (1)Hu univasf - carta aberta - equipe de ortopedia e  traumatologia (1)
Hu univasf - carta aberta - equipe de ortopedia e traumatologia (1)
 
Apresentação caso beatriz angélica 29.03.2016 - gilmario
Apresentação caso beatriz angélica   29.03.2016 - gilmarioApresentação caso beatriz angélica   29.03.2016 - gilmario
Apresentação caso beatriz angélica 29.03.2016 - gilmario
 
Desfiliação Roniere reis
Desfiliação Roniere reisDesfiliação Roniere reis
Desfiliação Roniere reis
 
Sento Sé condenação Juvenilson Passos
Sento Sé condenação Juvenilson PassosSento Sé condenação Juvenilson Passos
Sento Sé condenação Juvenilson Passos
 
Bispo de juazeiro carta mensagem a igreja de juazeiro (1)
Bispo de juazeiro carta mensagem a igreja de juazeiro (1)Bispo de juazeiro carta mensagem a igreja de juazeiro (1)
Bispo de juazeiro carta mensagem a igreja de juazeiro (1)
 
Nota oficial Pais de Beatriz
Nota oficial Pais de BeatrizNota oficial Pais de Beatriz
Nota oficial Pais de Beatriz
 
Comunicado a imprensa atendimento ao sus
Comunicado a imprensa atendimento ao susComunicado a imprensa atendimento ao sus
Comunicado a imprensa atendimento ao sus
 
Comunicado de Dom Magnus, bispo de Salgueiro
Comunicado de Dom Magnus, bispo de SalgueiroComunicado de Dom Magnus, bispo de Salgueiro
Comunicado de Dom Magnus, bispo de Salgueiro
 
Nota de esclarecimento (1)
Nota de esclarecimento (1)Nota de esclarecimento (1)
Nota de esclarecimento (1)
 
Mudança de ponto de parada
Mudança de ponto de paradaMudança de ponto de parada
Mudança de ponto de parada
 
Edital curso fic gestão empreendedora de cooperativismo
Edital   curso fic gestão empreendedora de cooperativismoEdital   curso fic gestão empreendedora de cooperativismo
Edital curso fic gestão empreendedora de cooperativismo
 
Repúdio
RepúdioRepúdio
Repúdio
 

Reunião trata irregularidades subestação CELPE

  • 1. o ,‘±s 3g Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Petrolina Curadoria de Urbanismo ATA DE REUNIÃO Aos oito dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e dezoito compareceram nesta 3g Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania, Curadoria de Urbanismo, perante a Bela. Rosane Moreira Cavalcanti, os representantes da Procuradoria Geral do Município, CPRH, CELPE, Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Secretaria de Segurança Pública, AMMA, todos presentes em lista de presença assinada e acostada nos autos. A finalidade da reunião foi tratar das irregularidades na instalação de subestação da Celpe, NF 041/2018 - 9141770 - Auto 2018/36749. Pela representante da CPRH, foi apresentada a licença de Instalação a ser acostada nos autos, ao tempo que informou que apesar de ser expedida pela CPRH, a concessão da licença é de competência da AMMA; Pelo representante da CELPE foi informado que está na reunião apenas como ouvinte e levará o decidido para conhecimento da área técnica; Pelo advogado da SEDUBS (Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade) foi apresentado parecer técnico que informa o processo administrativo de licença de construção com lista de pendências e que não foi emitido licença de construção pela prefeitura; Pela AMMA foi dito que o processo de subestação nunca foi da CPRH, inclusive na tabela que apresenta já demonstra que o licenciamento é local, logo de competência da AMMA; Foi apresentada pelo Diretor de desenvolvimento urbano da SEDUBS a notificação fiscal da CELPE. DELIBERAÇÕES: 1 - Requisitar o processo de licença ao CPRH através do Diretor-Presidente Eduardo Elvino Sales de Lima, Rua Santana, n° 367 - Casa Forte - Recife, CEP: 52.060-460 (e-mail eduardo.elvino@cprh.pe.gov.br) com cópia para ana.patricia@cprh.pe.gov.br); 2 - Recomendar a CELPE que paralise a obra de subestação até ulterior deliberação, sobretudo por já ter sido notificada da irregularidade; 3 -Recomendar ao CPRH como também ao Município a revogar licenças relativas a instalação ou construção referente a obra em questão por ser proibida pelo Plano diretor. Como nada mais foi tratado, a reunião foi encerrada pela Bela. Rosane Moreira Çavalcanti sendo a presente reunião secretariada por mim, Shirley Britto ( ), Téc. Ministerial, com a elaboração e impressão da presente ata em urna via, repassada por e-mail aos presentes. ffk)LLRosane oreira Cavalcanti Promotora de Justiça MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO AV. FERNANDO MENEZES DE GÓES, 625, CENTRO, PETROLINA, PE CEP 56.304-020 www.mppe.mp.br — FONE (87) 3866 6400 SECEJPETROLINA@MPPE.MP.BR
  • 2. o CO rn 'bt3 LIJ rts O Lil n3 E o E BUco < qi ro (1) (A 'Cri TELEFONE N f•I rt fs ---- , I Ili O ‘.11 41 (5. `,13 '"4 a) en rs' O- ;.--t,' ,-) (3z) L....." ....5). ,,.) ....<1 ."-- „..t.... t:,.. ---) II), ,...5 ',,, .--- ,..--,75-- ',„,.....„ , C:.. , ....„....-2,.., ..,, ''',,,4 ,e1 . ,,‘ '''' ' s'' -, --,, „:;., ,,,," „ s -,-,--.. . „..;.4) i ' , '' ' ,,,, ":"H '' ', . , . , • ' 7`‘ , • • , , t )4.à .,---1 ' rJ, s-' 61 C<- ._ N . -"" C'''. o - - N ----N ....i rt ''" ç- (' iio (5--- cs,,.. , --......... -r- ' e-- , ‘- .., ,.., . E-MAIL N.- %) 15,.......:‘,.. I • i à 1 (....) •.... < X • .4 u, Z. Q . -.1 - cd, (.., ,71) -----) • ..• .... f---- cb. '' - ,.,. , i .„ - ,,,,. . i J ••.4, 1, '''') g-- (2 1 -, k) . ,...4...,- )b < ( 1-. s k: INSTITUIÇÃOQUEREPRESENTA ,..,5 t,* . ..) ,x) cEs .......,„ 1 4 4 e . c• ,,gb 1.2) -....4 ...) .4( ics. P J • P....., L ..5 • ..... (J ,..,. ..c. o ....- --- ,, c LL. ......_ „..L.) () .5..) .1 a . (.0• .....,, ,,,) C, -) )'i ,,,y) ... cs ?J („D e , ',.. „, ...- ,,,,,„.. , :,,, ,,,,,,, ' 2, ,,, ' - '' ,..." • , . ,, ,,... '- ..,... 1(. , 1 c 'h ,,7 c5, ti ,_„_ .-e.i • ..... „ -2 ,..i.. _) - 1‘it....., ,, ,;- 11-filAC(.;/))►()ÀJWACM , i .• , . Vs•••'Ina.• P 1 '... sj .... ( $ , r ,,... . '` C ., -„,,, ..,.,.. .1 /4 ..0 ci ,,,,, ,,,, -- ••• ,-- .4 á - 1 " , ; 1 " ' .,..,, , , . ‘ -,, - . . ' '-' ,— -, ‘.4' )': .41'i2 `,,, vN hr ,.., C.) o s /7 •..""' ........ ,,......„0-. ..".,--,...,_ . , . -,. o ,---1 (N CY d- Lr) CDCDCDCDOCDCDCDC) ,--1 L N co a) c) N ,--( rr) ,--.1 d" 1-1 Li) s-i L 1-1 N
  • 3. Notificação Fiscal/ Li CPF 1 CNP.): RGIIE • t.s Prazo: Atét,- Senhor Contribuinte: O não cumprimento desta intimação redundará na ap!icação imediata das sanções porvistas por lei. Petrolina-PE: Contr'ibuinte ou Responsável 1. Via Contribuinte - 2a Via SEOB 3a Via Talão PAGUE seu imposto poriz-rialrne-;::;;o1J.1ndo para o pro"P7s;s-j;-jj,";;;Ie- • Raunilson Luz Fixai ki..41;à OI*1 PREFEITURA MUNICIPAL DE PETROLINA Secretaria de Ordem Pública Motivo da .Notiticação LEI 09183 ) Taxa de Construção Apresentação de Licença/Projeto de Construção_ ) Habite-se ( ) Embargo ( ) Demolição ( ) Multa ) Outros (especificar abaixo) Art, 42' Art. 47° ou 49° Art 53' Art. 56. Inciso_ Art 58° Inciso__ Art. 55° inciso_Alinea_ LEI 10/83 ) Sons e Ruídos ) Água Servida / Lixo em Via Pública ) Criação de Animais em Área Urbana do Município ) Entulho / Material de Construção em Via Pública ) Retira de Barraco ou Quiosque na Via Pública ) Ocupação de Via Pública ) Publicidade em Via Pública ) Licença de Funcionamento ) Ambulante em Via Pública ) Multa ) Outros (especificar abaixo) Art. 11° inciso____ Art. 22" inciso__ Art. 41° Art. 43° Art. 48° Art. 51° Ari 61 Art., 91° OU 78' rt 98" ,t.rt, 106'
  • 4. Estadual io At go,~2,~kmo LICENÇA DE INSTALAÇÃO N° 02.17.09.003191-7 VALIDADE 20/09/2018 Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH, com base na legislação ambiental e demais normas pertinentes, e tendo em vista o contido no expediente protocolado sob o n° 007447/2017 expede a presente LICENÇA DE INSTALAÇÃO (LI). 1 - N° Empreendimento 00000030570 2 - Razão Social COMPANHIA ENERGETICA DE PERNAMUCO 3 - Endereço AV JOÃO DE BARROS, 111 - BOA VISTA 4 - Município Recife - PE 5 - CEP 50050902 8 - Caracterização do Empreendimento O projeto enquadra-se na Tipologia de Subestações de Energia Elétrica, Código 12.1 - Ido Anexo I da Lei n° 14.249/10 e suas alterações, referente à Regularização( LP+LI), cujo objetivo consistirá na construção da subestação Petrolina III 69/13,8 KV, localizada na Quadra 08, lotes 06 e 07, loteamento Jardim Paulo Afonso, Petrolina/PE. Coordenada 24 L 334.533 E/ 8.962.020 S. Entre as Ruas Duques de Caxias,e do Imperador, Zona Urbana, 55000000, Petrolina - PE 9 - Exigências 1.O projeto de sinalização deverá ser elaborado de forma que esteja em consonância com as diversas atividades presentes, além de atender a dois princípios gerais: - O máximo de segurança para os veículos, pedestres e trabalhadores; 2.Deverão ser adotadas soluções técnicas adequadas à perfeita drenagem das águas superficiais de forma a proteger as vias e as áreas a serem construídas dos processos erosivos; 3.A instalação do canteiro de obras deve estar de acordo com a legislação vigente, especialmente no que diz respeito à proteção do meio ambiente; 4. O empreendedor deverá obter da Prefeitura Municipal a licença de construção; Deverá ser seguido o aprovado no Estudo de Impacto de Vizinhança aprovado pela Prefeitura Municipal de Petrolina. Requisitos 1.A emissão de sons e ruídos em decorrência das diversas atividades previstas deverá obedecer aos padrões, critérios e diretrizes estabelecidas pela legislação vigente (resolução CONAMA n°. 01/90, normas da ABNT: NBR n°. 10151 e NBR n°. 10152); 2.A empresa deverá cumprir as exigências previstas na Lei Estadual 14.249/2010, alterada pela Lei 14.549/2011 que dispõe sobre o licenciamento ambiental, infrações administrativas, e dá outras providências; 3.A empresa deverá atender as exigências previstas na Lei Estadual 14.236/2010 que estabelece a Política Estadual de Resíduos Sólidos. 11 - Observação 1.Termo de Anuência n° 046/2017 emitido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Petrolina; 2. A presente licença fundamenta-se no traçado gráfico dos limites da propriedade apresentado, não implicando por parte da CPRH no reconhecimento da veracidade do levantamento, nem do direito de propriedade; 3.O empreendedor é responsável civil, penal e administrativamente pelos danos causados à vida, à saúde, ao meio ambiente e pelo uso inadequado que vier a fazer parte da presente Licença; 4. A presente licença está sendo concedida com base nas informações apresentadas pelo interessado e não dispensa nem substitui quaisquer alvarás ou certidões de qualquer natureza exigidas pela Legislação Federal, Estadual ou Municipal; Fm caso de acidentes, a empresa deverá tomar as medidas necessárias, a fim de evitar danos ambientais e informar imediatamente a CPRH; Pag.1/2 20/09/2017 F_NATA EMISSÃO CNPJ / CPF 10.835.932/0001-08 7 - RG / Inscrição Estadual AY" - A O)v , ÒmG 06,052...1.0.10001 ::%i.% $::;.::$ .31:02..„813e0 :me-ww cprih,,pe..gov.tyr'. kLa Sarilara „ 67, Casa Forte. Recite - C
  • 5. W4101:1 Cf, 1,184¥10.05 6. A concessão da presente licença não impedirá que a CPRH venha exigir a adoção de medidas corretivas, desde que necessárias, de acordo com a Clislação de Controle Ambiental vigente; `M H, mediante decisão motivada, poderá, a qualquer tempo, modificar as condicionantes e as medidas de controle e adequação do ,eendimento, suspender ou cancelar a licença expedida, quando ocorrer: - Violação ou inadequação de quaisquer condicionantes ou infrações a normas legais; - Superveniência de graves riscos ambientais ou à saúde; 8. Caso venham existir reclamações da população vizinha em relação a problemas de poluição ambiental causados pelo empreendedor, este deverá tomar as medidas cabíveis no sentido de solucioná-las em caráter de urgência, de acordo com a Legislação Ambiental; 9. O empreendedor, durante a implantação do empreendimento, deverá comunicar imediatamente à CPRH acerca da identificação de impactos ambientais supervenientes para a manifestação desta agência e adoção das providências que se fizerem necessárias; 10.A presente Licença Ambiental deverá ser afixada em lugar visível no canteiro de obra, sob as penas da Lei; 11.O não atendimento as e*igências em prazos implicará na perda da validade da presente Licença; 12 As licenças ambientais serão renovadas mediante requerimento protocolado, perante CPRH, até 120 (cento e vinte) dias antes do seu vencimento. Pag.2/2 12 - DATA EMISSÃO 20/09/2017 'Santana, it.', orte Rex-,.fe - r.:151Pi re 81 3 2.0400 wwwcprh. .90
  • 6. te ammoztpumtexo LICENÇA DE INSTALAÇÃO N° 01.17.10.003673-7 VALIDADE 31/10/2019 Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH, com base na legislação ambiental e demais normas pertinentes, e tendo em vista o contido no expediente protocolado sob o n° 012522/2017 expede a presente LICENÇA DE INSTALAÇÃO (LI). • N° Empreendimento 00000031338 2 - Razão Social COMPANHIA ENERGETICA DE PERNAMUCO 3 - Endereço AV JOÃO DE BARROS, 111 - BOA VISTA 4 - Município Recife - PE 5 - CEP 50050902 7 - RG / Inscrição Estadual 8 - Caracterização do Empreendimento O projeto enquadra-se na Tipologia de Energia e Telecomunicações, subtipologia Linhas de Transmissão de Energia Elétrica, Código 12.2 (I), do Anexo I da Lei Estadual n° 14.249/2010 e suas alterações, referente à Licença de Instalação - L.I., que consistirá na implantação das linhas que se conectarão à futura Subestação Petrolina III através de um seccionamento da Linha de Subtransmissão existente 02J2, ora denominada LT 69KV Sec. Petrolina / Massangano I, na tensão 69kV. Linha de Transmissão de Energia de 69 kV - Mata Norte no Estado de Pernambuco, sn, Zona Rural, 55000000, Petrolina - PE 9 - Exigências ' )ota-fora deverá ser feito em local apropriado, não bloqueando as linhas de drenagem natural do terreno sem causar prejuízo ao ecossistema Jente, apresentando previamente licenciado pela CPRH; O projeto de sinalização deverá ser elaborado de forma que esteja em consonância com as diversas atividades presentes, além de atender a dois princípios gerais: - O máximo de segurança para os veículos, pedestres e trabalhadores; - O mínimo de inconveniência para o público; - Implantar sinalização nas proximidades das habitações, mediante colocação de placas indicativas de "PERIGO"; - Implantar a sinalização específica nos trechos residências e nos trechos que tangenciam áreas de matas com placas, indicando tratar-se de área de preservação permanente; 3.Deverão ser mantidos em boas condições, os acessos às residências, cruzamentos e interseções de estrada. 4. As áreas que serão utilizadas em apoio aos serviços de construção, quando desativadas deverão ser submetidas a um programa de recuperação e reintegração à paisagem circundante. 10 - Requisitos 1. A obra deverá ser realizada de acordo com as normas da ABNT, sendo sua execução da inteira responsabilidade de empresa contratada pelo requerente; empresa deverá cumprir as exigências previstas na Lei Estadual 14.249//2010 que dispõe sobre o licenciamento ambiental, infrações istrativas; - npresa deverá atender as exigências previstas na Lei Estadual 14.236/2010 que estabelece a Política Estadual de Resíduos Sólidos. 4. A vegetação nativa é protegida por Lei Federal 12.651/2012 e não poderá ser retirada sem previa autorização da CPRH; 5.A instalação do canteiro de obras deve estar de acordo com a legislação vigente, especialmente no que diz respeito à proteção do meio ambiente; 6. Caso venha existir reclamações da população vizinha em relação a problema de poluição Ambiental causados pelo empreendedor, este deverá tomar as medidas no sentido de solucioná-los em caráter de urgência, de acordo com a Legislação Ambiental; 12 - DATA EMISSÃO 31/10/2017 Pag.1/2 6 - CNPJ / CPF 10.835.932/0001-08 51 67,, Casa 'ode itettfe CEP O- O :.,11PJ:: 06.052,204 ON,'n1 -52 Tel.: BI 31112 "fioo wwwcprb. .gov..br
  • 7. Acierida. o lrn }lente astfm2,00~, cá permitido o lançamento no solo de qualquer efluente líquido, principalmente as águas servidas e/ou resíduos provenientes da manutenção (oleo, graxas, etc.) dos equipamentos, sem tratamento adequado, em consonância com a Legislação vigente e prévio licenciamento da CPRH; 8.A emissão de sons e ruídos em decorrência das diversas atividades previstas deverá obedecer aos padrões, critérios e diretrizes estabelecidas pela legislação vigente (resolução CONAMA n° 01/90, normas da ABNT: NBR n° 10151 e NBR n° 10152); 9.Deverá ter prévia anuência da CPRH qualquer alteração/modificação nos projetos aprovados através desta LI; 10.A presente Licença Ambiental deverá ser afixada em lugar visível no canteiro de obra, sob as penas da Lei; 11.O não entendimento às exigências e prazos implicará na perda da validade da presente Licença de Instalação - LI. 11 - Observação 1.A referida licença fundamenta-se no gráfico dos limites da propriedade apresentado, não implicando por parte da CPRH, no reconhecimento da veracidade do levantamento e nem do direito de propriedade; 2. O empreendedor é responsável civil, penal e administrativamente pelos danos causados à vida, à saúde, ao meio ambiente e pelo uso inadequado que vier a fazer parte da presente licença; 3.Fica o empreendedor responsável pela integridade física das edificações na área de influência do empreendimento; 4. A presente licença está sendo concedida com base nas informações apresentadas pelo interessado e não dispensa nem substitui quaisquer alvarás -,ertidOes de qualquer natureza exigidas pela Legislação Federal, Estadual ou Municipal; o de acidentes, a empresa deverá tomar as medidas necessárias, a fim de evitar danos ambientais e informar imediatamente a CPRH; concessão da presente licença não impedirá que a CPRH venha a exigir a adoção de medidas corretivas, desde que necessárias, de acordo com a !egislação de controle ambiental vigente; 7. A CPRH, mediante decisão motivada, poderá, a qualquer tempo, modificar as condicionantes e as medidas de controle e adequação do empreendimento, suspender ou cancelar a licença expedida, quando ocorrer: i)Violação ou inadequação de quaisquer condicionantes ou infrações a normas legais; ii) Superveniência de graves riscos ambientais ou à saúde; iii)Alteração da destinação socioeconômica do empreendimento. 8. As licenças ambientais serão renovadas somente mediante requerimento protocolado, perante CPRH, 126(cento e vinte) dias antes de seu vencimento. Pag.2/2 12 - DATA EMISSÃO 31/10/2017 - I tl 1 3 tIBIL,X) www. r, pe. goyO C.4121::. •#le. !G"Ettmi Santarw, "1, (ata I-orte Reci
  • 8. ,f SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO „ E SUSTENTABILIDADE ROUNA PARECER N.2 028/2018 SEURB Petrolina, 07 de fevereiro de 2018. Ref.: Processo n° 201712419/2017 Requerente: CELPE — Companhia de Eletricidade de Pernambuco Requerimento: Licença de construção Contexto Legal De acordo com o Plano Diretor Participativo — Lei Municipal n9. 1875/2006, a referida área está situada na ZAM (Zona de Atividades Múltiplas), cujo Coeficiente de Aproveitamento Máximo é 2,5; Taxa de Ocupação é 70% (setenta por cento) e a Taxa de Solo Natural 10% (dez por cento). Art. 44 A política municipal de Acessibilidade Urbana. Art. 100 Usos geradores de Impacto na Vizinhança. Parecer O Projeto apresenta as seguintes desconformidades descritas abaixo: • Não atendimento a NBR 9050/2015 de acessibilidade quanto às calçadas; • Não atendimento aos afastamentos mínimos laterais de construção de 1,5m; • Não representação de área de solo natural nas peças gráficas e respectivos quadros de áreas, se existente. O Processo deve apresentar os seguintes documentos complementares: • Documentação do lote remembrado; • Taxa de execução de obra — TE0 paga; • Imposto sobre serviços — ISS pago; • Estudo de Impacto de Vizinhança — EIV; • Nota técnica com definição de sub-estação de energia; • Plano de Risco para qualquer incidente na área; • Certidão de Anuência para Uso do Solo; • ARTs (Anotações de Responsabilidade Técnica) do responsável técnico pela obra e do autor do projeto quitadas; AVENIDA DA INTEGRAÇÃO, 948 DOM MALAN TEL (87)3864-9020 1/2
  • 9. SECRET,ARiA DE DESENVOLVIMENTO URBANO E SUSTENTABILIDADE ROLINA e Memorial descritivo do equipamento. Sem mais para o momento, Déborah Marinho Diretora de Licenciamento Urbano Portaria 431/2017 AVENIDA DA INTEGRAÇÃO, 948 DOM MALAN TEL (87)3864-9020 2/2
  • 10. o O) c, vi vJ ria rü fü ,c) 'á) 3 rC c,2 O'1 PORTVElY,PR o r. • rJ Ti r ra cc o O Jo CJ o fJ •o o o rj ri 7,„ CJ J J rJ I o1 CO fJ J ETELECOM