Plano editorial Revista Curinga

3.103 visualizações

Publicada em

Plano editorial da Revista Curinga - Ufop.
Uma ideia na manga. Curinga: aberta ao debate e fechada ao preconceito.

Revista Laboratório do curso de Jornalismo da Ufop - Universidade Federal de Ouro Preto.

Fale conosco: revistacuringa@icsa.ufop.br

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
149
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
61
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano editorial Revista Curinga

  1. 1. Plano editorial Curinga Uma ideia na manga Revista-laboratório do Curso de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto – Ufop.
  2. 2. Plano editorialCuringa é a revista-laboratório do Cursode Jornalismo da Universidade Federal deOuro Preto – Ufop, desenvolvida pelosalunos da disciplina Laboratório ImpressoII – Revista, sob coordenação de trêsprofessores que atuam em conjunto nosseguintes eixos: jornalismo;fotojornalismo; e planejamento visual.Em tempoAs disciplinas-laboratório no curso de Jornalismo têm oobjetivo de permitir a prática dos estudantes nos diversosformatos midiáticos, como, por exemplo, revistasjornalísticas.
  3. 3. Linha editorialAberta ao debate e fechada aopreconceito é a premissa editorialbásica da revista. O plano editorial foielaborado pelos alunos e tem as seguintescaracterísticas:Missão: informar e entreter por meio dematérias jornalísticas que promovam odebate e minimizem preconceitos.Público alvo: jovens universitários.Fórmula editorial: magazine - revista devariedades (32 p.).Periodicidade: trimestral (a partir de 2012).
  4. 4. EditoriasAs editorias foram pensadas de modo apermitir a presença de temáticas deinteresse dos jovens universitários.Capa: assuntos factuais ou não quemereçam maior discussão dentre as pautas(6 páginas).Trocando cartas com: entrevista temáticaaprofundada (4 páginas).Mochilão: roteiro cultural de viagens (2páginas).Outro Campus: a vida dos acadêmicos foradas salas de aula (4 páginas).
  5. 5. EditoriasTransborda: editoria que discute umconceito em específico e tenta revelar o quehá por trás dele, evitando preconceitos (4páginas).Retina: editoria de foto-reportagem (2páginas).Refrão: o universo musical (1 página).Poltrona: o mundo audiovisual (1 página).Prólogo: o cenário literário (1 página).Editorial, Expediente, Cartas do leitor eanúncios sócio-culturais-educativos (1página cada)Total: 32 páginas
  6. 6. Título da publicaçãoBuscando a interatividade com partedo público alvo da revista, a revistaescolheu seu nome por meio de enqueterealizada no Facebook e divulgada pelosite da Ufop.
  7. 7. Título da publicaçãoCuringa foi escolhida (dentre as opçõesCuringa, Garrafa e Teia) com a seguintedefesa, criada pelos alunos do sétimoperíodo (2011):Com diversas faces, o Curinga sugere adiversidade e a transição entre as matériasapresentadas na revista. Em função dapublicação abranger temas variados, comlinguagem leve, o nome nasce da ideia deatingir diversos públicos – dentre osjovens universitários, assim como o papelda carta do baralho, Curinga.
  8. 8. Projeto gráficoO desafio de escrever sem texto Simião CastroTal qual o curinga da carta do baralho, o projeto gráfico da Revista Curingaprecisava ser irreverente, ou não conseguiria se adequar à propostaeditorial. Em vista disso, procuramos trazer para o plano visual osconceitos estabelecidos para a publicação.Com o público alvo em mente – jovens universitários –, entendemos queas páginas deveriam transmitir dinamismo e fossem capazes de sereinventar e surpreender o leitor – levando em conta que o formatoestabelecido da publicação é 21x30cm. Para isso, adotamos um grid de 7colunas. Isso nos dá flexibilidade e possibilita facilmente a manipulaçãográfica do texto. Outro aspecto importante desta opção é a possibilidadede manter sempre livre uma “coluna branca”, arejando o bloco de texto.Nosso modo de garantir que não só nosso conteúdo seja aberto ao debatee fechado ao preconceito, mas que a revista de fato apropria-se destapremissa, foi liberar nossas reportagens das amarras dos padrões pré-estabelecidos. Não há definição prévia para as fontes dos títulos, suaescolha deve ser norteada pela abordagem dada ao texto. Deve-se sempreperguntar: “Qual é o melhor tratamento gráfico que pode ser dado a esteassunto?” e, a partir daí, seguir adiante..
  9. 9. Projeto gráficoAlém de tudo isso, essa liberdade promove um espaço deexperimentação e criação, essencial ao ambiente acadêmico. Sem contarque essa versatilidade tudo tem a ver com nosso amigo do baralho e opúblico universitário. Também por essa razão nosso texto é semprealinhado à esquerda, favorecendo o fluxo de leitura. E a fonte adotadapara ele tem o que gostamos de chamar de “personalidade própria.”Nossas três editorias curtas – Prólogo, Poltrona e Refrão – possuem umaespecificidade com relação ao restante da revista: tipografia do título ecorpo do texto diferentes. A razão é o estabelecimento de umahierarquização de fontes nas páginas em que, mais que nunca, o caráteropinativo está presente. Afinal, são as diversas faces do curinga, e asurpresa provocada quando aparece, que representam a pluralidade depontos de vista.Também inspirados pelo carteado adotamos o espelhamento de algunselementos. Escolha que fica evidente em nossa capa: uma carta debaralho propriamente dita, cujo verso nada mais é do que, igualmente, overso da carta. No interior da revista esses elementos eventualmenteaparecerão, fique atento.A intenção é que o leitor perceba imediatamente nosso caráterheterogêneo, capaz de buscar a conciliação da informação,entretenimento e promoção de debate. Essa é a nossa linguagem. Esse é onosso propósito. Essa é a Revista Curinga. Que comece o jogo..
  10. 10. Projeto gráficoO Projeto Gráfico da Revista Curingafoi pensado/desenvolvido* pelos alunos:-Allãn Castro (responsável pelos nomesdas seções)-Lucas Lameira (responsável pelodesenvolvimento da paleta decores, ícones e marcadores)-Luiza Lourenço (responsável pela grid)-Simião Castro (responsável pela escolha ehierarquização das fontes tipográficas)*sob orientação de Priscila Borges.
  11. 11. Projeto gráficoEspecificaçõesFormato: 210mm x 300mm (fechada)Lombada: canoaNúmero de colunas: 7 com espaçamento de 5mm entre elasFontes utilizadas:Aller e variações Light e Bold (chapéu, crédito detexto, legenda de foto, olho, box, intertítulo, título e linhafina das editorias Refrão, Poltrona e Prólogo)Helvetica Neue (crédito de foto)Latin 725 BT (texto de todas as editorias com excessão daRefrão, Poltrona e Prólogo)Manc Sans (texto das editorias Refrão, Poltrona e Prólogo)Plantagenet Cherokee (número das páginas)Paleta de cores:http://kuler.adobe.com/#themes/search?term=paleta%20curinga
  12. 12. Reunião de pautaOs temas de cada edição da Curinga sãodecididos em reunião de pauta entre osalunos da disciplina e o professor do eixode jornalismo. Cada representante –editor – dos grupos (um para cada editoriaentre quatro e seis páginas e um grupopara as editorias de uma página) trazsugestões de pauta e em conjunto sãoescolhidos os melhores temas e qual seadéqua melhor a cada editoria. As pautasapresentadas não sãoexecutadas, necessariamente, pelo grupoque as sugeriu.
  13. 13. Site da publicaçãoMatérias sem edição e conteúdo multimídiasão publicadas no site da Curinga. Como a publicaçãoimpressa exige limitação de caracteres para o texto ede quantidade de fotos, Curinga em sua versão virtualquis fugir da mera publicação de arquivos PDF dasedições e disponibiliza as matérias na íntegra, fotosinéditas, links para conteúdo relacionado às matériase recursos multimídia.
  14. 14. Revista CuringaUma ideia na mangaEditor-geral e jornalista responsávelRuleandson do Carmo – 12440/MGEditora de planejamento visualPriscila BorgesEditor de fotografiaAnderson MedeirosEquipe – Plano Editorial 2011 (alunos)Allãn Castro, Amanda Rodrigues, Ana Cláudia Garcêz, BeatrizNoronha, Dalila Carneiro, Douglas Gomides, EnricoMencarelli, Fabio Seletti, Fernando Gentil, LeidianeVieira, Lorena Caminhas, Luana Viana, Lucas Borges, LucasLameira, Luiza Lourenço, Marcelo Quintino, MariFonseca, Mateus Fagundes, Mayara Gouvea, OlíviaMussato, Paulo Dias, Raísa Geribello, RayanneResende, Rodolfo Gregório, Sabrina Carvalho, SaraOliveira, Simião Castro, Sophia Figueiredo, Thales

×