A Comuna de Oaxaca: dois anos depois

820 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

A Comuna de Oaxaca: dois anos depois

  1. 1. Entrevista A Comuna de Oaxaca dois anos depoisEntrevista com Sandra Romero11 municipais contra professores e ativistas. Desafiando toda a relação de forças, acuado por manifestações Que balanço político pode ser feito da e barrricadas, o governador se negou a reconhecer aexperiencia da Comuna de Oaxaca para hoje? APPO e estabelecer com ela uma mesa de negociações; A grande luta vivida em Oaxaca durante o pelo contrário, promoveu a absurda iniciativa, que nãoano de 2006 foi um processo complexo que em meio prosperou, de criminalizar as marchas e plantões; a talà permanente repressão estatal, policial e paramilitar, ponto chegou a prepotência do governo!demonstrou sua força diante dos meios de comunicação, Em meados de 2006, o governador contratoude analistas e de setores populares no México e em comandos policialescos na figura de ex-militaresoutros países. com treinamento kaibil (paramilitares guatemaltecos, O professorado, representado pela seção 22 treinados para acabar com a guerrilha através de métodosdo Sindicato Nacional de Professores de Educação, especialmente sádicos e cruéis), da mesma forma queconquistou a enorme simpatia da população, que através liberou presidiários criminosos desde que se lançassemde suas demandas trabalhistas e sociais, rapidamente pela cidade atacando os ativistas impunemente.mostrou sua disposição unindo forças sob o nome Mas a APPO já tinha a experiência da repressãoe representação da Assembléia Popular dos Povos sistemática que marca a história da luta popular em nossode Oaxaca (APPO). Este foi o prelúdio do maciço país, e soube encarar esta luta sustentando mais de 200processo que se converteu no fenômeno de vanguarda barricadas populares no centro do estado, agrupandomais importante e combativo, para a história recente nelas professores, jovens, estudantes, donas de casa,do México. Foi um fenômeno onde a APPO conseguiu trabalhadores, indígenas e camponeses, demonstrandoaglutinar e representar as necessidades mais sentidas da enorme disposição e heroísmo; sobre este aspectopopulação e unificá-los no repúdio ao governador e na existem inúmeros testemunhos.reivindicação pelo julgamento popular do seu governo A população do estado conseguiu reagrupar-se eantidemocrático. politizar-se rapidamente e tratou de divulgar aos lugares O governo do estado comandado por Ulises mais remotos a verdadeira causa da luta, através deRuiz (URO), originado de uma descarada fraude informações boca a boca por toda a serra oaxaquenha –eleitoral em sua chegada ao poder, escandalosamente comunidades que tradicionalmente funcionam por meioenriquecido com a construção de obras públicas, cujas de assembléias para a tomada de decisões comunais.licitações apareciam em nome de sua familia - e isto Conseguiu fazer isso, apesar da enorme campanhaem um dos estados mais pobres do país (na época, de difamação através dos meios de comunicação quea esposa do governador Ulises Ruiz, em nome de sua passavam a imagem de um organismo minoritário,família, construiu na Cidade do México, um enorme caótico, conflitivo e violento.hospital privado de alta tecnologia, especializado no Este salto na consciência do povo pobre seatendimento à mulher, avaliado em milhões de dólares) - expressou na ocupação de edifícios governamentais, sem disposição de resolver as demandas do movimento, e rádios, utilizados para difundir a luta, conformandonão poupou recursos materiais e policiais para derrotar a embrionariamente um duplo poder, já que o governadorluta desde o início, no velho estílo priísta [PRI, partido abandonou – com seus funcionários – o centro de Oaxaca,de direita, NT]; fez ouvidos surdos, lançou mão de deixado-o sob o controle da APPO, e esta instaloudifamações, violações aos direitos humanos contra o controle territorial e político daquela região mais centralpovo e as mulheres, além de prisão para dirigentes e da cidade.ativistas. Desde o início, logo depois de deflagrada a Em meio à massificação do processo, deu-geve dos professores, começou a forte repressão, com se a participação da mulher, que hoje ocupa um lugarassassinatos e disparos de armas de fogo dos policiais muito importante na história da APPO. O surgimento da1 Sandra Romero, graduada em jornalismo pela Universidad Coordenadora das Mulheres de Oaxaca (COMO) teveAutônoma de México (UNAM) é trabalhadora da mídia.
  2. 2. sua magna estréia política ao votar uma resolução, em e embora alguns foram libertados durante estes últimoscomício, contra o principal canal de TV que difamava anos, alguns continuam presos desde aquela época.ao movimento no estado. Diante da negativa da TV a Apesar de tudo isso, de imediato, entre oscolocar no ar a resolução do comício e diante da resposta companheiros livres, iniciou-se a organização pararepressiva da polícia, as mulheres convocam uma nova a liberação dos presos. O povo mostrou uma grandemobilização que culminou em um massivo contingente vontade de luta, superando o terror e nunca deixoufeminino, enfurecido pela repressão contra o comício de mobilizar-se, protegendo os perseguidos, fazendoanterior, que culminou com a tomada do canal que reuniões no exílio ou na clandestinidade. Por exemplo,foi posto em funcionamento sob controle da APPO. depois de uma primeira repressão, que passou a crescerEsta decisão foi respaldada pela ocupação, votada em nos momentos seguintes, contra os acampamentos queassembléias, das principais rádios do estado, todas faziam plantão, organizou-se uma resistência que trêscolocadas em funcionamento sob controle da APPO, horas mais tarde voltou à cena tratando de defenderagora passando a ser a voz da população. uma rádio tomada e conseguiu, inicialmente, repelir As mulheres se sentiam orgulhosas de sua a PFP e conseguir transmitir os chamados à unidadeparticipação política na luta, sentiram-se vanguarda do e à reagrupação, fortalecendo o centro da cidade. Noprocesso e este fato já é inapagável para a história da luta entanto, a massiva presença da PFP na região obrigou oda mulher em nosso país, sendo de enorme importância movimento a deixar o centro do estado e transferir partecomo lição política, uma luta ofensiva como esta, onde da luta para a defesa dos presos, liberdade para eles ea mulher joga um papel de vanguarda, ainda mais no contra as ordens de detenção.México dos “feminicídios”, das “mortas de Juárez”, Em vários momentos parecia que o governoo que permite marcar uma pauta para a luta pelas do estado ia cair, produto da luta, quando perdia oreivindicações da mulher no México. respaldo de seu partido ou de setores do regime que o Entretanto, são poucos os processos sociais que apoiavam. No entanto, com o fim das eleições nacionaisapresentam capacidade de seguir adiante, de resistir ao se aproximando, de nosso ponto de vista, o regimelongo do tempo, ante manobras políticas e repressão. A preferiu cerrar fileiras para não permitir uma conquistaAPPO continua sendo, em todo caso, dois anos depois, desse porte ao movimento de massas, ao qual a APPO jáum alerta sobre o potencial das lutas futuras em nosso tinha ensinado muito. Permitir a vitória do movimiento,país. representaria, no futuro, um custo político altísimo para o governo. Como está o movimento da APPO atualmente, Dessa forma, Ulises Ruiz foi mantido no poderque mudanças sofreu? e obrigaram a APPO e o professorado a passarem a A partir da entrada de quatro mil elementos da uma nova etapa da luta, levantando a greve, ainda quePolícia Federal Preventiva (PFP) no centro de Oaxaca, estendendo a solidariedade em direção à Cidade doonde, até então, mantinha-se de pé um dos principais México, o que resultou em várias caravanas no estado,focos de resistência e acampamento da APPO (o além de mobilizações e bloqueio de ruas no Distritooutro era na Universidade), inicia-se uma prolongada Federal.repressão que se estendeu praticamente por todo o Ao mesmo tempo que foi mantida a luta maisestado. O primeiro mês foi especialmente duro e reinou ampla pela libertação dos presos, que foi praticamentea impunidade, com perseguições, assaltos residênciais, uma causa permanente até os dias atuais, o movimentodesaparecimentos, assassinatos de comunicadores dos professores decidiu a volta às aulas, não seme lutadores, com centenas de ativistas presos e sob divergências entre a base magisterial e a direção dajulgamento, condenações por alta periculosidade, o que, Seção 22.formalmente, anula seus direitos na prisão. A grande Os trabalhadores da educação de diversosmaioria dos presos que são transportados por via aérea se estados do país, mobilizaram-se com força, enfrentandoreferem a torturas e ameaças de serem lançados ao mar. A ao mesmo tempo a repressão e as discussões internasgrande maioria dos menores de idade foram ameaçados para definir como ir adiante.de serem violentados diante dos seus familiares e de Atualmente, os professores democráticos deoutros detidos. As mulheres, além dos abusos sexuais, todo o país, agrupados na Coordenadora Nacional detiveram seus cabelos cortados na prisão, sendo que aqui Trabalhadores da Educação (CNTE), uma correntese trata de uma grande humilhação, já que as mulheres surgida no final dos anos 70 contra o Sindicato oficialde Oaxaca gostam de deixar seus cabelos crescerem dirigido por velhos dinossauros-burocratas do velhopor muitos anos. Os homens também foram abusados priato [PRI, NT], o SNTE, e setores democráticos dentrosexualmente. do mesmo, mantêm uma luta contra a chamada Aliança Muitos dos presos não foram autorizados a ter pela Qualidade na Educação (AQE); aqui trata-se deadvogados, não puderam fazer chamadas telefônicas, uma luta contra os planos que pretendem fazer com querecebiam comida estragada, não tinham direito a banheiro, os trabalhadores paguem pelos custos da crise, através
  3. 3. da tentativa de promover cortes no orçamento social do estava posto era: ou a derrubada revolucionária degoverno, em especial na parte destinada à educação, e URO, que abrisse caminho para o governo dospara isso querem acabar com as conquistas obtidas ao explorados e oprimidos, ou que a classe dominante elongo desses anos e tornar cada vez mais precárias as seus serviçais recuperassem o controle político. Paracondições de trabalho. isso era necessário que a APPO se transformasse em Durante o ano passado, foram realizadas massivas um verdadeiro organismo de democracia direta dosmobilizações que culminaram com uma caravana dos explorados e oprimidos, que assumisse um programaprofessores de todo o país contra a AQE, o que levou operário e popular, e impulsionasse uma coordenaçãoos governos de Guerrero e Oaxaca a tentar negociar centralizada das barricadas, organizando milícias deseparadamente, para fazer com que os professores autodefesa e tomando todas as medidas necesarias pararegressassem aos seus estados. Mas diante da permanente isto. Este caminho teria permitido impulsionar uma greveradicalização dos protestos de professores, os governos geral de todo o estado – que poderia dar passagem a umativeram que fazer falsas promessas de suspender a verdadeira insurreição triunfante que derrubasse URO.reforma, procurando mediar o descontentamento com No caso de se conseguir este objetivo, sem dúvida seriailusões, ao mesmo tempo em que a reforma é aplicada aberta uma luta política já que os setores que queriamparcialmente, ou adiando-se alguns de seus aspectos. pactuar iriam querer restabelecer o regime burguês, e os No estado de Morelos, deu-se uma resistência revolucionários e a vanguarda combativa iríamos lutarimportante dos professores contra essa reforma, e quase para instalar um governo da APPO e demais organizaçõesde imediato começaram a mostrar grande combatividade, operárias e populares em luta, para reorganizar Oaxaca emcom enfrentamentos perante a repressão policial. Este função dos interesses das grandes maiorias oprimidas eprocesso foi desmobilizado pela enorme repressão e exploradas. Este governo, expressão política da Comuna,pela falta de extensão da luta, apesar da solidariedade deveria levantar uma verdadeira Assembléia Constituintemanifesta da população. Revolucionária (isto é, sobre as ruínas do velho regime No entanto, a disposição do governo e a unidade antidemocrático e represor dos Murat, os Carrascodo regime a favor da AQE exigem a formação de e os URO), onde os trabalhadores, os camponeses euma frente mais ampla de luta, que derrote os planos os indígenas, junto a todo o povo, discutissem comodo governo contra a educação. Uma frente que possa reorganizar a sociedade. Tudo isso como parte de umaconvocar mobilizações de caráter nacional, não apenas luta nacional de todo o movimento operário e popularcontra a AQE, mas para enfrentar o conjunto dos planos para acabar com o regime da alternância e os planos dosgovernamentais neste momento de crise. capitalistas e dos latifundiários, abrindo caminho para No domingo, 22 de fevereiro, foi realizado um a segunda revolução mexicana, operária e socialista.Congresso Estatal da APPO, com cerca de 100 pessoas Esta foi a perspectiva que levantamos, os trabalhadoresbloqueando a rua do lado de fora do Congresso. Houve e jovens que formamos a Liga dos Trabalhadores peloacampamentos, encontros, em que se oferecem diferentes Socialismo.produtos. Participam 532 delegados da APPO, dos quais, Em relação à pergunta sobre o movimento78 foram enviados pela Seção 22 do SNTE e outros 41 zapatista, é preciso assinalar que, isolado pelo governopertencem a organizações afins. Zedillo e Fox, o movimento tentou sair desta encruzilhada Nas mesas de debate, diversos analistas da através da Sexta Declaração da Selva Lacandona, naimprensa mexicana que foram convidados mostraram tentativa de conformar a Outra Campanha. Se bem quesua solidariedade com o movimento. Foi realizado um esta Campanha impactou amplos setores da juventudebalanço do movimento dos professores (hoje em sua e encontrou problemas para agrupar camadas operárias,luta contra a Aliança pela Qualidade da Educação) e do já que seus chamados a não conformar frentes políticasmovimento social de Oaxaca, assim como a experiência com nenhum sindicato, travaram o diálogo com amplosda APPO no conflito de 2006. O encerramento foi setores de trabalhadores sindicalizados, como o SME.realizado com uma massiva mobilização no centro do Isto fez com que o EZLN carecesse de programa paraestado. Acreditamos que esse congresso é um grande chamar esses setores que lutavam, na prática, contrapasso no sentido de tirar lições para uma organização o regime e sua direção sindical, ou a chamar a que asmais forte na perspectiva de uma Frente Nacional de demais seções da SNTE parassem em solidariedade comLuta que incorpore a luta contra a AQE e pela libertação o professorado de Oaxaca. Esta política, referendadados presos políticos em todo o país. em seus encontros operários, terminou por afastar importantes setores antiburocráticos, já que se negavam Como tem sido a política da esquerda mais a levar uma luta que democratizasse os sindicatos,combativa com relação à Comuna, em especial, que colocando-os a serviço da luta.política teve o zapatismo? Do nosso ponto de vista, em Oaxaca se viveu Que papel político – e de classe – tiveram osuma verdadeira crise revolucionária, na qual o que trabalhadores da educação no processo da Comuna
  4. 4. de Oaxaca? movimentos, que pela primeira vez se utilizara dos Tiveram um papel chave, contando com a meios massivos de comunicação à serviço da luta.destacada tradição de luta do movimento dos profesores Posteriormente, foram tomadas umas quinze estaçõesno México. Não se pode pensar na história política comerciais.do movimento de massas, sem pensar no papel que Estas transmissões se encarregavam de informarjogaram os professores, um dos setores políticos com desde as resoluções da assembléia central até chamadosmais desaparecidos em sua história combativa. A cada para reuniões e ações que vinham pela frente. Atravésano eles vêm de todo o país ao palácio presidencial em delas se sabia das diferentes iniciativas de organização eprotesto por aumento salarial e são especialmente os da luta em quase todas as regiões do estado. Ao mesmoprofesores de Guerrero, Oaxaca e dos estados do sul os tempo, funcionaram como centro de organização, masmais aguerridos, inclusive diante da resistência policial. principalmente nos momentos de repressão.São regiões onde aconteceram os enfrentamentos Este foi o caso da “batalha dos cinco senhores”da guerra suja durante os anos 70 e 80 e onde existe na qual, através da Rádio Universidad foram feitosmuita experiência de luta clandestina e democrática, apelos à população a resistir ao embate com a policíapela presença da guerrilla. Durante a Comuna de federal que estava tentando desalojar a UABJO. ComoOaxaca, os professores foram o gatilho do movimento, resultado, o apoio dos trabalhadores não se fez esperar einicialmente com demandas trabalhistas, como salário conseguiram repelir a policía.e contra a reforma governamental da educação, mascom a sensibilidade para incorporar a derrubada do Que contradições políticas vive o México degovernador como demanda, conscientes de que a solução hoje?das demandas não viria de parte do governo, mas da Produto da crise econômica, no México assimmobilização estadual. como em muitos outros países, a burguesia se prepara Além disso, o estado não conta com uma forte para destruir os direitos trabalhistas, apoiando-sebase operária já que se trata, majoritariamente, de na bancarrota das principais instituições financeirastrabalhadores de serviços, camponeses e indígenas, de internacionais e nas demissões massivas (registradasforma que o professorado, com sua capacidade de greve, todos os dias pela imprensa). Pretende-se incutir a idéiapode jogar um papel político e de relação de força muito de que não devemos reivindicar nada, que é precisoimportante – e que outros setores não poderiam jogar, agradecer e já é muita sorte se ter um posto de trabalho.embora seja preciso levar em conta os trabalhadores da Enfrentamos atualmente um aumento das jornadas deeletricidade, estes em menor número. trabalho, as suspensões técnicas de trabalho, as demissões, a precarização salarial e os altos aumentos da cesta Que papel tiveram as rádios, que lições são básica. Todas as propostas trabalhistas para enfrentar atiradas para outras lutas no México e na América crise têm a ver com descarregá-la sobre nossas costas.Latina? Ao mesmo tempo, o governo de Calderón aplicou vários A tomada dos meios de comunicação na ajustes econômicos que trouxeram miséria para o bolsoesfera estadual dotou o movimento da APPO de uma dos trabalhadores, como os mais de 25 ajustes do preçoferramenta fundamental em seu desenvolvimento. A da gasolina no ano passado.primeira iniciativa foi a Radio Plantón, que transmitia Esta situação está gerando uma contradiçãoa partir da seção 22 do sindicato dos profesores. Pouco no México. Gera muita incerteza e descontentamento.depois, as transmissões da Rádio Universidade, com Além das mobilizações dos profesores contra o plano desuas emissões a partir da Universidad Autónoma Benito “Alianza pela Qualidad de la Educación”, há uma grandeJuarez de Oaxaca, por estudantes solidários era escutada mobilização camponesa. E é latente a possibilidade dedia e noite. que este descontentamento se expresse de maneira mais Ao final da primeira marcha das mulheres, no favorável para os trabalhadores, na luta. No entanto,dia 1º. de agosto de 2006, 350 mulheres decidiram estamos em um ano eleitoral em diferentes municípiossolicitar alguns minutos ao Canal 9 de Oaxaca, um e estados do país, o que abre a possibilidade de quecanal de televisão estatal. O objetivo era aproveitar o o descontentamento seja canalizado para a via maismaior alcance deste meio para divulgar amplamente à institucional.população do estado os motivos da luta. Ao terem seu Os tres principais partidos, PAN, PRI e PRD,pedido negado, decidiram tomar as instalações e colocá- procuram chegar às eleições o menos desprestigiadoslas em funcionamento por conta própria. Inicialmente possível. O PAN, por sua política antioperária a partirsó conseguiram o sinal de duas estações de rádio, uma do governo, envolvido com a forte militarização do país,em AM e outra em FM, até que estudantes e populares terá que ganhar confiança de algum setor empresarial.chegaram e, usando dos seus conhecimentos, a Apresentando-se como partido estabilizador; o PRI,transmissão do sinal de TV foi realizada. com a vantagem das negociações internas no Congresso, É um fato inédito nas lutas deste e de outros procura políticas que lhe tragam relação de força diante
  5. 5. de um movimento de massas muito golpeado pelascrises e desencantado com o PAN. E o PRD está muitodebilitado por suas divergências internas. Ele é produtoda reforma no setor energético – que mostrou abertamenteduas tendências, uma mais conciliadora com o governo ea favor da reforma e a de López Obrador, mais favorávelà mobilização. O longo processo de fratura enfrentadopelo PRD gerou duas alas que lutam pelo controle dopartido, uma de perfil do tipo partido burguês clássicoe que reconhecia o governo de Calderón e outra, comoa do setor López Obrador, que tinha um programa maisdemocrático-burguês, mas assumindo o papel de principaloposição ao governo. O resultado disso foi desastrosopara as aspirações eleitorais do PRD, já que duranteo ano passado não ganhou uma só eleição estadual eatualmente seu objetivo é recuperar pelo menos 20% dasaspirações eleitorais. E existe o setor mais de direita quese apropriou da máquina; daí decorre que suas projeçõespara essas eleições não são nada positivas, sobretudo,porque AMLO, que continua sendo um referente deamplas massas, está chamando a votar pelo PT, mesmonão tendo ainda oficializado sua saída do PRD.

×