10_07_2012

474 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
48
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

10_07_2012

  1. 1. Shopping Center Varejo Fashion Móveis e Eletro Economia Construção Super & Hiper Marcas Próprias Internacional Mercado Sustentabilidade Canal Farma Marketing Mix TecnologiaE-Commerce do V arejo Cl ipping
  2. 2. Caros Leitores Caros Leitores, Encerramos na última 6ª.F, mais uma turma nos Cursos de Férias da ESPM. Recebemos vários alunos de São Paulo e outros Estados, todos muito interessados em adquirir novos conhecimentos sobre “estratégia e execução no varejo”. Como sempre fazemos aqui no Núcleo de Estudos e Negócios do Varejo da ESPM, oferecemos um programa de alto nível que reuniu conteúdos teóricos mas sobretudo práticos. Uma das aulas aconteceu no Retail Lab, exclusivo laboratório experimental do varejo, onde acontecem aulas, programas de treinamento e pesquisas com consumidores. Este espaço proporciona uma experiência única de ensino / aprendizagem e vem sendo também utilizado por empresasRicardo Pastore, Prof. Msc que convidam seus clientes para cursos e workshops. Trata-Coordenador do Núcleo de se de uma estratégia de relacionamento bem sucedida entreEstudos do Varejo - ESPM empresas e seus clientes, os varejistas. Para o próximo semestre, dois programas já estão confirmados: - E-Commerce - Shopper Marketing Obs.: Aguarde detalhes sobre o período de inscrições. Um grande abraço, Prof. Ricardo Pastore
  3. 3. EconomiaDívida consome mais da metade da renda de 27% dos inadimplentes em SPPesquisa trimestral realizada pela Boa Vista “muito endividados” em junho, ante 22,2% emServiços, administradora do Serviço Central março. Outros 30,8% disseram estar “mais oude Proteção ao Crédito (SCPC), mostra menos” endividados e 32,2% se declararamque cresceu a parcela de consumidores pouco endividados.inadimplentes que têm mais da metade da A pesquisa da Boa Vista mostra que cresceurenda comprometida com o pagamento de a proporção dos inadimplentes que consideradívidas, em São Paulo. que sua situação financeira piorou quandoDe acordo com o levantamento, 27% dos comparada à do mesmo período do anoconsumidores que tinham contas em atraso passado. Em março, 17,2% se viam em situaçãoem junho declararam que mais da metade pior que em 2011, percentual que subiuda renda familiar era usada para quitar para 21,2% em junho. A parcela dos que sedébitos. Em março, essa parcela era de consideram em melhor situação caiu de 49,4%23,7%. Outros 39,4% declararam ter entre para 37,4%. Também diminui a porcentagemum quarto e metade da renda comprometida, dos inadimplentes que acredita que a situaçãoe 33,6%, até um quarto. financeira estará melhor no próximo ano: 73,3%Quando questionados sobre o nível de em junho contra 82,1% em março.endividamento da família, 25,4% dos (Uol Economia – 10/07/2012)consumidores inadimplentes declararam estar
  4. 4. MercadoPão de Açúcar cria Vitrine Virtual para compras via smartphoneProjeto será inaugurado nesta sexta-feira, dia 6, recebe os itens pelo Pão de Açúcar Delivery.no Shopping Cidade Jardim, em São Paulo. Itens A novidade chega ao centro comercial a partiradquiridos são entregues pelo Pão de Açúcar desta sexta-feira, dia 6, e conta com um mixDelivery no endereço definido pelo cliente. de 300 produtos, entre queijos, cervejas,O Pão de Açúcar lança um projeto inédito para orgânicos, frios, frutas e legumes. O sortimentoa rede no Shopping Cidade Jardim, em São exibido nas gôndolas virtuais será renovadoPaulo. A Vitrine Virtual é uma alternativa para os periodicamente e o frete na primeira compraconsumidores na hora de fazerem compras. Por custa R$ 13,90. A partir da segunda, o valormeio de uma estrutura em painéis que simula é regressivo. Futuramente, a varejista pretendeuma gôndola de supermercado com imagens levar o projeto para outros lugares que sejame códigos de produtos, o cliente escolhe o que alinhados com o perfil do cliente Pão de Açúcar.adquirir e, usando um smartphone ou tablet, (Mundo do Marketing – 04/07/2012)
  5. 5. MercadoP&G cria exposição de PDV com 400 m2Espaço com 400 metros quadrados está expostona Loja Extra Morumbi, em São Paulo, e tem pistade atletismo com ilhas em formatos de piras.Visitas podem ser feitas até o dia 12 de agosto.A P&G criou uma exposição de ponto devenda com 400 metros quadrados na lojaExtra Morumbi, em São Paulo. A ação divulgaa parceria da marca como patrocinadora oficialdos Jogos Olímpicos até 2020.O espaço conta com uma pista de atletismo eilhas em formato de piras olímpicas, além dearquibancadas com produtos em exposição.A mostra permanece no Extra Morumbi até odia 12 de agosto, data de encerramento dasOlimpíadas de Londres. A criação é da agênciaNewStyle e faz parte de um concurso de PDVscriado pela própria P&G na América Latina.(Mundo do Marketing – 06/07/2012)
  6. 6. MercadoZara abre caminho para outras marcas no BrasilSegundo a Inditex, controladora da Zara, há mais mundo, a Bershka têm a maior presença, commarcas que pretendem desembarcar no país. 827 lojas em 59 países. No total, o grupo InditexAlém da Zara e Zara Home, a Inditex detém mais possui 5.618 lojas em 85 países.6 marcas com presença global.Atrás da Zara, a A empresa têm mais duas marcas de moda jovem.marca mais popular é a Bershka, de moda jovem Uma é a Pull and Bear, com roupas mais tranquilas,que busca antecipar as últimas tendências, para o dia-a-dia. Outra é a Stradivarius, voltada àcom peças mais ousadas e coloridas. O estilo moda feminina, para jovens adultas.das roupas é alternativo, muitas vezes com Também para as mulheres, a empresa têm a Oysho,inspiração “indie”, e os preços não são altos. marca de lingerie e roupas para usar em casa.Nas lojas dessa marca, a presença é exclusiva Em seguida, vêm as duas marcas mais Premiumde jovens, sobretudo adolescentes. A música da companhia. A Uterqüe vende acessórios,ambiente é eletrônica, em volume alto, e luzes complementos de moda, além de uma seleçãointensas como se fosse uma discoteca. de roupas de padrão elevado. E a MassimoAs peças, além de alternativas, são estilosas e Dutti produz peças mais formais, em geral comde preço baixo - a empresa é responsável por preços mais elevados do que a Zara.entre 10% e 11% das vendas da companhia. (Brasil Econômico – 09/07/2012)Além da Zara, que detém 1.855 lojas em todo o
  7. 7. MercadoConsumidores afirmam que usariam pagamento via celularO pagamento de compras em lojas e 17% declararam-se usuários certeiros.restaurantes, por meio do celular, tem a Já os mais receosos com a novidade, são osaprovação dos consumidores. É o que revela consumidores europeus, os do oriente médio ea Pesquisa Global sobre o Uso de Meios de os africanos. Na Europa, 21% dos entrevistadosComunicação da Nielsen. disseram que não usariam esse meio deSegundo os números, entre os entrevistados, pagamento, enquanto 20% afirmaram que63% dos que tem acesso à internet são provavelmente não seriam adeptos da novidade.receptivos a idéia do pagamento via celular, No Oriente Médio e na África, os mesmos 21%enquanto 24% se dizem propensos a adotar se mostraram contrários a essa facilidade,o meio de pagamento e 11% afirmam que enquanto 14% afirmam que provavelmente nãodefinitivamente usariam a facilidade se ela já usariam o sistema.estivesse disponível. (Varejista – 03/07/2012)Mais dispostosAinda segundo o levantamento, osconsumidores da América Latina são os quemais estão dispostos a usar a tecnologia, jáque 34% se disseram receptivos à prática e
  8. 8. MercadoCresce poder de compra da classe DE no BrasilA classe DE foi a que mais cresceu em consumo 44 categorias apresentaram aumento.de bens não duráveis no primeiro trimestre de A expansão do consumo também é considerada2012, comparado ao mesmo período de 2011. reflexo do desenvolvimento dos pequenosNos três primeiros meses, os consumidores da centros brasileiros, onde 70% da classe DE estábaixa renda passaram de 25% em participação presente. Enquanto essas regiões cresceramnos gastos para 30%, representando uma 13% no primeiro trimestre de 2012, os grandesexpansão de 12%. Os números mostram uma centros registraram aumento de 9%.equiparação à classe AB, que caiu de 33%para 30%. A classe C ainda detém a maior fatia Pão de todo diada participação dos gastos no Brasil, mesmo Os itens que compõem a cesta de café datendo saído de 42% para 40%. manhã são considerados os responsáveisUma das justificativas para a evolução pelo bom desempenho do consumo nono poder de compra da classe DE foi o primeiro trimestre deste ano. O pão, que tevecrescimento da variedade de produtos uma queda de 10% em seu preço médio,adquiridos. Das 78 categorias analisadas lidera a lista com um crescimento de 22%pelo estudo trimestral da Kantar Worldpanel, em volume. Em seguida estão café torrado,o consumo de 65 delas cresceu nos lares da iogurte, leite longa vida e bolos prontos.baixa renda. Em total de unidades adquiridas, (Mundo do Marketing – 03/07/2012)
  9. 9. MercadoMais de 40% dos cartões de crédito são usados por mulheres no BrasilPesquisa aponta que, apesar do índice alto, Ainda segundo o estudo, seis em cada34% delas estão poupando dinheiro e 19,4% 10 entrevistadas acreditam que seuslançam mão da facilidade para acumular pontos rendimentos melhorarão até o começo deem programas de fidelidade. 2013. Das ouvidas, 61,9% creem que aAtualmente, 84,6 milhões dos cartões de renda aumentará no período, 34,5% quecrédito no Brasil estão nas mãos das mulheres. permanecerá igual e 3,6% que reduzirá.A conclusão é de uma pesquisa realizada Quando questionadas sobre o que fariam casopelo Instituto Data Popular, e apesar do alto a renda tivesse um incremento de R$ 200,00,índice, 34% das entrevistadas afirmaram 66% responderam que poupariam, 23% queestarem poupando dinheiro e 19,4% utilizam comprariam roupas e calçados, 19% quea facilidade de crédito para acumular pontos investiriam em academia e 8% que utilizariam emem programas de fidelidade. salão de cabeleireiro. Para guardar o dinheiro,A análise mostra também qual a motivação a poupança foi a principal opção apontada.para as mulheres economizarem: 40,7% o (Mundo do Marketing – 03/07/2012)fazem por objetivos pessoais, 39,6% parase sentirem seguras no futuro, 16,3% paraefetuarem compras à vista e 3,4% parainvestimentos lucrativos.
  10. 10. MercadoMicro-ondas vira estrela de vendas no Brasil em 2012Impulsionada pela redução da alíquota do IPI Micro-ondas (que está fora da redução do IPI),(Imposto sobre Produtos Industrializados), a máquina de lavar roupas e refrigeradores sãovenda de produtos da linha branca (fogão, os mais vendidos na categoria linha branca.geladeira) cresceu 11,4% de janeiro a maio em Nordeste, Norte e Centro-Oeste tiveram destaque.relação ao mesmo período do ano passado. Sem detalhar números, a Mabe (dona das marcasA desoneração vigorou no primeiro semestre e foi Continental, GE e Dako) informa que as vendasprorrogada por mais dois meses. O anúncio foi de fogões, máquinas de lavar e geladeiras estãofeito há uma semana, com o objetivo de incentivar acima da média do setor. “Com o IPI reduzido pora produção e incrementar o consumo no setor. mais dois meses, deve haver uma antecipaçãoNos primeiros cinco meses, o faturamento do das compras de fim de ano”, diz Marcelo Vienna,setor de bens duráveis (inclui linha branca e vice-presidente da empresa.outras seis categorias) alcançou R$ 32,2 bilhões, (Folha de São Paulo – 06/07/2012)o equivalente a quase metade do PIB do Uruguai.A previsão é fechar o ano com R$ 80 bilhões.Os dados constam de estudo da GfK, empresade pesquisa de mercado, e foram compiladosa partir de 66 produtos pesquisados em 38 milpontos de venda do país.
  11. 11. Marketing MixPhilips investe na Walita para voltar a crescerApós amargar um prejuízo de 1,29 bilhão de desta divisão, atrás apenas dos eletrônicos.euros em 2011, a Philips quer fazer do Brasil parte A empresa também vai abrir, em agosto, um centrofundamental da sua retomada de crescimento. de distribuição no Nordeste. para acompanharE, para isso, aposta na expansão local de seu mais de perto a ascensão da nova classe médianegócio de eletroportáteis. e reduzir seus problemas de logística. Com oA empresa está investindo R$ 10 milhões na novo CD, a Philips estima que o tempo médio deexpansão de 20% na capacidade de produção transporte do produto da fábrica ao varejista vaida sua fábrica em Varginha (MG), onde produz cair de sete para dois dias, em média.sua linha de produtos Walita. Na mesma cidade, (Supermercado Moderno – 04/07/2012)a Philips já inaugurou, neste ano, seu terceirocentro de inovação e pesquisa em todo o mundo.A marca de itens para a cozinha da Philips jácorreu o risco de ser descartada pela companhia.Entretanto, a empresa decidiu investir, e quase ametade dos 57 itens do mix da Walita foi renovadaem 2012. A linha de produtos para consumo é aprincipal fonte de receita para a companhia noBrasil, e a Walita responde por 30% dos ganhos
  12. 12. SustentabilidadeMcDonald’s tem ações sustentáveis mais conhecidas por brasileirosO McDonald’s, Hering, Avon e Bradesco com a ação “Trânsito+gentil”, com 64% desão as marcas com ações sustentáveis mais reconhecimento. Ainda como terceiro lugarconhecidas pelos consumidores brasileiros. A estão o Itaú, por meio do “Itaú Cultural”, comconclusão é parte de uma pesquisa realizada 64%, O Boticário, com “Proteção à Natureza”, epela GfK Brasil, a pedido da revista Consumidor Coca-Cola, com a causa “Viva Positivamente”,Moderno. A rede de fast food é a que apresenta com índice de 62% de conhecimento.os maiores índices devido à campanha “McDia (Mundo do Marketing – 05/07/2012)Feliz”. Dos entrevistados, 97% tinham ouvidofalar na causa. Destes, 71% já participaram emalgum momento e 40% continuam participando.Na segunda posição aparecem duas marcas:Hering, com a campanha “Câncer de mama noalvo da moda”, e Avon, com a causa “Contrao câncer de mama”, lembradas por 75% dosconsumidores. A pesquisa também considerouo Bradesco como segundo lugar, com 70% deconhecimento, por meio da Fundação Bradesco.A terceira posição é ocupada pela Porto Seguro,
  13. 13. TecnologiaVendas de tablets vão superar as de notebooks em 2016Um estudo divulgado hoje pela NPD DisplaySearch estão mais bem estabelecidos nesses mercados”,aponta que, em 2016, serão vendidos mais tablets escreveu Richard Shim, analista sênior da NPD.que notebooks no mundo. A empresa prevê que Na análise da NPD, o que atrai as pessoas paraos dois tipos de gadget devem seguir com vendas os tablets é a conveniência. São coisas comoem alta, além de evoluir tecnicamente. Mas o funcionamento instantâneo, duração longa dacrescimento das vendas de tablets será muito carga da bateria e portabilidade extrema. O estudomaior que o das vendas de laptops. também observa que esses gadgets estão ficandoNas contas da NPD, neste ano devem ser vendidos mais potentes com a incorporação de processadores208 milhões de notebooks no mundo, contra 121 com múltiplos núcleos, além de evoluir em outrosmilhões de tablets. Mas as projeções da empresa aspectos. Assim, tornam-se cada vez mais atraentes.para 2017 apontam para 393 milhões de laptops O relatório observa, ainda, que os notebooks tambéme 416 milhões de tablets. O volume de tablets terá estão tendo de evoluir para enfrentar a concorrênciasuperado o de notebooks já em 2016. dos tablets. Modelos finos e leves, com tela de maiorA empresa prevê que a ascensão dos tablets será resolução e sensibilidade ao toque devem se tornarmais rápida nos países ricos do que nos emergentes. cada vez mais comuns. Somando os dois tipos de“Os novos modelos chegam primeiro aos mercados computador portátil – tablets e notebooks – 800mais maduros. Os serviços e a infraestrutura que milhões de unidades serão vendidas em 2017.criam um cenário atraente para o uso de tablets (Exame – 04/07/2012)
  14. 14. Shopping Center Varejo Fashion 10/07/2012 Móveis e Eletro Economia unidadeConstrução om de stinado à c Este info rmativo é de & , forma or alunos ex SuperarejoHiperda pMarcas, Próprias bre v interesse so Internacional empresas un cionários de essores e f nos, profMercado alu io de Varejo Sustentabilidade Reta il Lab , o laboratór Canal Farma as do Marketingrejo da ESPM. parceir Va Mix e Estudos de do Núcleo d Tecnologia :E-Commerce Coordenação or: Produzido p astore Pro f. Ricardo P rvoli Raphael Spa mo João do Car

×