História da Igreja #5

154 visualizações

Publicada em

Igreja Bíblica Luz do Mundo
Passo Fundo - RS

www.iblmpf.blogspot.com.br

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Recapitular aula anterior
  • Muita literatura foi produzida entre 95 e 150, através dela é que podemos saber que o NT já estava completo antes do fim do primeiro século.
    Os Pais apostólicos possuíam grande reverência pelo AT, há muita interpretação tipológica.
    A doutrina, ética e obediência sempre é enfatizada.
    Usavam o modelo literário do NT para escrever suas obras.
    Sempre a edificação pastoral e prática da igreja se destacam em suas obras. Faziam teologia de dentro da igreja para a igreja.
  • Até no máximo sexto século, teólogos que se caracterizam pela produção literária e pela santidade de vida.
    4 marcas dos pais da igreja:
    Antiguidade
    Santidade
    Ortodoxia (especialmente na cristologia e na trindade)
    Reconhecido pela igreja
  • Por conta de uma crise econômica e administrativa, na tentativa de proteger melhor as suas fronteiras, em 395 o imperador Teodósio dividiu o Império Romano em dois, um de fala latim e outro de fala grega.
  • Há quem diga que foi discípulo de Paulo e Pedro.
    Foi o terceiro bispo de Roma.
    Não se sabe nada sobre o nascimento e sua infância, sobre sua vida adulta existem escritos de que ele foi banido para a Crimeia no reinado do imperador Trajano e forçado a trabalhar nas minas. Depois de muito tempo nas minas, ele foi amarrado em uma âncora e lançado ao Mar Negro.
  • Ele faz várias exortações sobre as virtudes cristãs do amor, do arrependimento e da humildade.
  • Filho de pais pagãos, participou de perseguições contra os cristãos. No devido tempo se converte ao cristianismo, crê-se que recebeu instrução de Pedro e Paulo, além de ter convividos com vários outros apóstolos.
  • Quando Trajano passou por Antioquia ele intimou Inácio a comparecer perante ele, foi ameaçado na tentativa de que ele negasse a Cristo, porém isso não aconteceu, então Trajano foi sentenciado a ser morto em Roma pelas feras no Coliseu.
    Antes de ser morto ele orou: “Eu sou o trigo de Deus, e que eu seja triturado pelos dentes dos animais selvagens, para que eu encontre o pão puro de Cristo.”
  • Escreveu aos romanos: “Quero atrair os animais selvagens, para que se tornem meu sepulcro e não deixem para trás nenhuma parte de meu corpo”
  • Não temos registros sobre a infância, família ou formação de Policarpo.
    Segundo Tertuliano, Policarpo teria sido bispo de Esmirna ordenado pelo apóstolo João.
    Em outros escritos é dito que Policarpo foi discípulo dos apóstolo e viveu familiarmente com muitos dos que tinham visto o Senhor e que os próprios apóstolos o haviam enviado a Ásia (Esmirna).
  • Ele escreve todo faceiro que em Gn 14.14, os 318 servos de Abraão é uma referência à morte de Cristo na cruz. Pois o símbolo grego para 300 é uma cruz e os numerais gregos 18 são as duas primeiras letras do nome de Jesus.
  • Essa é uma carta de caráter apologético.
  • Assuntos da carta: utilidades da salvação, o cristão deve travar uma guerra contra o mundo pela prática de virtudes cristãs.
  • Não temos mais essa obra completa apenas fragmentos preservados. Papias defende um milênio literal nesses fragmentos preservados.
    Papais afirmou que Marcos foi o intérprete de Pedro e que Mateus originalmente escreveu seu evangelho em hebraico.
  • O tema central é o significado do arrependimento na vida.
  • Foi descoberto em 1873 em uma de Cosntantinopla e publicado em 1883.
  • História da Igreja #5

    1. 1. O Avanço do Cristianismo no Império até 100 d.C. Os Livros e os Pergaminhos
    2. 2. O Novo Testamento é o ponto mais elevado de uma cordilheira de literatura religiosa produzida pela Igreja Primitiva. O que surpreende não é tanto o grande números de livros do NT, mas sim o pequeno número deles diante da abundância de literatura religiosa da Igreja Primitiva (Lc 1.1).
    3. 3. O nome “Pai da Igreja” tem sua origem no uso do título “Pai”, dado aos bispos, especialmente no Ocidente, para exprimir uma carinhosa lealdade. Esse título foi cada vez mais usado a partir do século III para descrever os defensores ortodoxos da Igreja e os expoentes de sua fé.
    4. 4. Patrística é o estudo do pensamento, da teologia dos Pais da Igreja. Patrologia é o nome do estudo da vida e das obras desses homens, que viveram, em sua maioria, no período entre o fim da era apostólica e a realização do Concílio da Calcedônia (451).
    5. 5.  Primeiro Século (95-150) Pais Apostólicos Edificar Interpretação tipológica
    6. 6.  Ocidente Clemente de Roma
    7. 7.  Oriente Inácio Policarpo Pseudo-Barnabé Epístola a Diogneto 2ª Epístola de Clemente Papias O Pastor de Hermas Didaquê
    8. 8. O primeiro entre os pais (30-100) “Por sua majestosa palavra, ele estabeleceu o universo; e por sua palavra, ele o conduz a um fim. Acaso lhe direi: O que fizeste? Ou quem resistirá à sua onipotente força? Ele fará tudo quanto quiser e como quiser. E não falhará nenhuma das coisas que decretou.”
    9. 9. Por volta do ano 95, teve lugar um sério problema na Igreja em Corinto. Pouco depois, Clemente, o presbítero principal da Igreja de Roma, escreveu a sua primeira epístola à Igreja de Corinto para exortar os cristãos que estavam em revolta contra os presbíteros a acabarem com os problemas e obedecerem aos seus líderes. Essa epístola é o escrito cristão mais antigo depois dos livros do NT.
    10. 10. “Da plenitude de Deus o Pai tendes sido abençoados de modo imenso e somos predestinados desde a eternidade para o eterno desfruto da glória continua e indelével. A fonte de vossa unidade e eleição é o genuíno sofrimento que tendes suportado pela vontade do Pai e de Jesus Cristo nosso Deus.”
    11. 11. Inácio da Síria, foi preso pelas autoridades devido ao seu testemunho cristão, e enviado a Roma para ser devorado pelas feras no Coliseu. Autorizado a receber visitantes das igrejas das cidades ao longo do caminho, ele enviou, antes do seu martírio, cartas de agradecimento a essas igrejas.
    12. 12. Escreveu sete cartas por volta do ano 110. Embora a autenticidade de algumas delas esteja em discussão, as aceitas deixam claro o seu ensino. A carta aos romanos é fundamentalmente um apelo para que não tomassem nenhuma providência para livrá-lo do martírio em Roma. Inácio saudou a sua morte próxima e procurou evitar qualquer gesto que pudesse impedi-lo de tornar-se o “pao puro de Cristo” a ser triturado pelos dentes das feras.
    13. 13. “Eu tenho servido Cristo por 86 anos e ele nunca me fez nada de mal. Como posso blasfemar contra meu Redentor? Ouça bem claro: eu sou cristão.”
    14. 14. Autor de uma carta aos filipenses que lembra a carta de Paulo a essa igreja, pôde conhecer de perto a mente dos discípulos por ter sido discípulo de João. Bispo em Esmirna durante muitos anos, foi martirizado em 155, tendo sido queimado numa estaca.
    15. 15. Escreveu sua carta em 110, em resposta a uma carta dos filipenses. Ele exortou os filipenses a uma vida virtuosa, às boas obras e à firmeza mesmo ao preço da morte, uma vez que tinham sido salvos pela fé em Cristo.
    16. 16.  Acredita-se que a carta foi escrita por volta de 130, por um cristão de Alexandria. A carta pretendia ajudar os convertidos do paganismo, aos quais alguns cristãos-judeus estavam tentando persuadir de que a lei de Moisés deveria ser observada. Usou muito a interpretação alegórica, prática recebida de Filo de Alexandria. Esse método tem prejudicado muito a interpretação correta da Bíblia.
    17. 17.  O tutor de Marco Aurélio, cujo nome era Diogneto, pode ser o homem a quem essa carta foi escrita por algum escritor anônimo do segundo ou começo do terceiro século. O autor apresenta uma defesa racional do cristianismo ao demonstrar a loucura da idolatria, a inadequação do judaísmo, e a superioridade do cristianismo por suas crenças, pelo caráter que ele constrói e pelos benefícios que oferece ao convertido.
    18. 18.  Embora não seja uma carta, mas um sermão, e não tenha sido escrita por Clemente, essa obra é geralmente considerada um dos escritos dos Pais apostólicos. Foi escrita por volta de 150. O autor está interessado numa interpretação correta de Cristo, na crença na ressurreição do corpo e na pureza da vida do cristão.
    19. 19. Escreveu a obra: Interpretações dos Ditos do Senhor em meados do segundo século. É possível que Papias tenha sido discípulo de João. O documento trata da vida e das palavras de Cristo.
    20. 20.  Concebido a partir do livro de Apocalipse, foi escrito possivelmente em 150 por Hermas, considerado pelo autor do Cânon Muratoriano como irmão de Pio, o bispo de Roma entre 150 e 155. Embora a obra tenha sido escrita no estilo de um apocalipse rico em símbolos e visões, seu objetivo é moral e prático.
    21. 21.  Manual de instrução eclesiástica, possivelmente escrito antes da metade do segundo século. Trata da discussão dos caminhos da vida e da morte; discute alguns problemas litúrgicos como o batismo, o jejum e a ceia; da instruções sobre como distinguir os falsos profetas dos verdadeiros e termina com a necessidade de uma vida vigilante e coerente diante da vinda do Senhor.
    22. 22.  https://sumateologica.files.wordpress.com/2010/02/clemente_romano_cartas_aos_corintios.p df  https://drive.google.com/file/d/0B1eqklMonSSnbjFBYkdnVzBWSm8/view  http://www.escolacharlesspurgeon.com.br/files/pdf/EPISTOLA_DE_POLICARPO_AOS_FIL IPENSES.pdf  http://www.autoresespiritasclassicos.com/evangelhos%20apocrifos/Apocrifos/1/Evangelhos% 20Ap%C3%B3crifos%20-%20Ep%C3%ADstola%20de%20Barnab%C3%A9.pdf  http://www.autoresespiritasclassicos.com/evangelhos%20apocrifos/Apocrifos/1/Evangelhos% 20Ap%C3%B3crifos%20-%20Ep%C3%ADstola%20de%20Diogneto.pdf  http://docs14.minhateca.com.br/408420753,BR,0,0,15---Segunda-carta-de-Clemente-aos- Corintios.pdf  http://monergismo.com/wp-content/uploads/Pastor_de_Hermas.pdf  http://www.escolacharlesspurgeon.com.br/files/pdf/DIDAQUE_- _A_Instrucao_dos_Doze_Apostolos.pdf

    ×