SlideShare uma empresa Scribd logo

Remember 05

resolvidos
resolvidos
resolvidosresolvidos

Remember 05

1 de 7
Baixar para ler offline
REMEMBER V
                      Cód. 954                                vendidas. Pede-se a razão entre o preço de custo e o
                                                              preço marcado nas roupas.
01-O quadrado de 5 - √y² - 25 é:                              a)1 / 2   B) 1 / 3    c) 1 / 4    d) 2 / 3  e) 3 / 4
   a) y² -5√y² - 25     b) – y²               c) y²
   d) (5 – y)²                e) y² -10√y² - 25               12- A solução do sistema de equações 2x – 3y = 7 é:
                                                                                                      4x – 6y = 20
02- A equação                                                 a) x = 18 e y = 12         b) x = y = 0
      2x² - 2x + 7 + 4 – 6x + 1 = 0                            c) não existe solução      d) há um número infinito
     x–1         3        x–1                                 de soluções
pode ser transformada por eliminação de frações na            e) x = 8, y = 5.
equação x² - 5x + 4 = 0. As raízes dessa última
equação são 4 e 1. Então as raízes da 1ª equação são:         13- Um quadrilátero está inscrito em um círculo.
a) 4 e 1 b) somente 1        c) somente 4                     Então a soma dos ângulos que são formados, inscritos
d) nem 4 nem 1             e) 4 e alguma outra raiz.          nos 4 arcos formados pelos lados do quadrilátero,
                                                              com centro num dos pontos do arco e passando pelos
03- Se x varia com o cubo de y e y varia com a raiz           vértices do lado do quadrilátero que forma o arco, é:
quinta de z, então x varia com a enésima potência de          a) 180°    b) 540°    c) 360° d) 450°      e) 1080°
z, onde n é igual a:
a) 1 / 15      b) 5 / 3    c) 3 / 5 d) 16    e) 8             14- Depois de simplificada a expressão
                                                                       1+ x4–1 ² torna-se:
04- Se o Máximo Divisor Comum de                                               2x²
6 432 e 132 é diminuído de 8, ele se torna:
a) -6    b) 6    c) - 2    d) 3     e) 4                      a) (x4 + 2x² - 1) / 2x²     b) (x4 – 1) / 2x²
                                                              c) (√x²+1) / 2       d) x² / √2      e) x²/ 2 + 1 / 2x²
05- Um hexágono regular é inscrito em um círculo de
10 cm de raio. Sua área é em cm²:
                                                              15- Log 125 =
a) 150√3 b) 150 c) 25√3 d) 600 e) 300√3                       a) 100 log 1,25            b) 5 log 3        c) 3 log 25
                                                              d) 3 – 3 log 2         e) (log 25)(log 5)
06- O valor de (1/16) a° + (1/16a)° - 64-1/2 – (-32)-4/5 é:
a) 1 13/16 b) 1 3/16    c) 1     d) 7/8      e) 1/16.         16- Se f(x) = 5x² - 2x – 1, então f(x + h) é igual a:
                                                              a) 5h² - 2h     b) 10xh – 4x + 2       c) 10xh – 2x – 2
07- Uma senhora economiza R$ 2,50 por um vestido              d) h(10x + 5h – 2)         e) 3h
em liquidação. Se o preço pago foi R$ 25,00 então
sua economia foi de:                                          17- O gráfico da função f(x) = 2x³ - 7 tem o seguinte
a) 8%    b) 9% c) 10%      d) 11%    e) 12%                   aspecto:
                                                              a) para cima à direita e para baixo à esquerda
08- A base de um ∆ é duas vezes o lado de um                  b) para baixo à direita e para cima à esquerda
quadrado e suas áreas são iguais. Então razão entre a         c) para cima à direita e para cima à esquerda
altura do ∆ e o lado do quadrado é:                           d) para baixo à direita e para baixo à esquerda
a) 1 / 4 b) 1 / 2 c) 1      d) 2    e) 4                      e) nenhum dos aspectos descritos acima

09- Um ponto P está fora de um círculo e a 13 cm de           18- Indicar qual dos conjuntos a seguir contém todos
seu centro. Uma secante que passa por P corta o               os valores de x que satisfazem a 2x – 3 > 7 – x.
círculo nos pontos Q e R de maneira que o segmento            a) x > 4     b) x < 10 / 3    c) x = 10 / 3
externo da secante PQ mede 9 cm e QR 7 cm. O raio             d) x > 10 / 3        e) x < 0
do círculo é:
a) 3 cm     b) 4 cm   c) 5 cm   d) 6 cm e) 7 cm
                                                              19- Se os três pontos de contato de um círculo
10- A soma dos coeficientes numéricos da expansão             inscrito em um ∆ são ligados, então os ângulos do
binomial (a + b)6 é:                                          triângulo resultante:
a) 32 b) 16       c) 64  d) 48     e) 7                       a) são sempre iguais a 60°
                                                              b) são sempre um ângulo obtuso e dois agudos
11- Um comerciante expôs diversas roupas com seus                distintos
respectivos preços. Depois disso, colocou um cartaz           c) são sempre um ângulo obtuso e dois agudos iguais
dizendo “desconto de 1/3 no preço destas roupas”. O           d) são sempre ângulos agudos
custo das roupas era ¾ do preço pelo qual elas foram          e) são sempre 3 ângulos distintos




                                                                                                                         1
20- A equação x³ + 6x² + 11x + 6 = 0 tem:                                   30- A e B trabalhando juntos fazem um trabalho em
a) nenhuma raiz real negativa                                               dois dias; B e C fazem o mesmo trabalho em 4 dias;
b) nenhuma raiz real positiva c) nenhuma raiz real                          A e C em 2 2/5 dias. O número de dias que seriam
d) uma raiz positiva e duas negativas                                       necessários para que A faça o trabalho sozinho é:
e) uma raiz negativa e duas positivas                                       a) 1     b) 3     c) 6    d) 12     e) 2,8

21- As raízes da equação 2√x + 2x-1/2 = 5 podem                             31- No ∆ABC, AB = AC e o ângulo A = 40°. O
ser encontradas resolvendo-se:                                              ponto X interior ao ∆, forma um ângulo XBC =
a) 16x² - 92x + 1 = 0        b) 4x² - 25x + 4 = 0                           ângulo XAC. Então o ângulo BXC mede:
 c) 4x² -17x + 4 = 0             d) 2x² - 21x + 2 = 0                       a) 110°  b) 35° c) 140° d) 55° e) 70°
e) 4x² - 25x – 4 = 0
                                                                            32- Os fatores de x4 + 64 são:
22- A expressão               2x² - x___       -       4 + x____            a) (x² + 8)                  b) (x² + 8)(x² - 8)
                (x + 1) (x – 2)    (x + 1) (x – 2)                          c) (x² + 2x + 4)(x² - 8x + 16)
não pode ser calculada para x = -1 ou x = 2, visto que                      d) (x² - 4x + 8)(x² - 4x – 8) e) (x² -4x +8)(x² +4x +8)
a divisão por zero não é definida. Para os demais
valores de x:                                                               33- Um banco cobra R$ 6,00 sobre um empréstimo
a) a expressão assume diversos valores distintos                            de R$ 120,00. Quem pede o empréstimo recebe
b) a expressão assume apenas o valor 2                                      R$114,00 e paga sua dívida em 12 parcelas de R$
c) a expressão assume apenas o valor 1                                      10,00 ao mês. A taxa anual de juros sobre esse
d) a expressão assume valores entre -1 e +2                                 empréstimo é aproximadamente, de:
e) a expressão assume sempre valores maiores que +2                         a) 5%    b) 6%    c) 7% d) 9%     e) 15%
   ou menores que -1
                                                                            34- a fração 1 / 3:
23- Se a margem de lucro feita por um artigo que                            a) é igual a 0, 33333333.
custa C reais e é vendida por V reais é M= (1/n).C,                                 1
                                                                            b)             menor que 0, 3333333
então o valor da margem é dado por:                                               3.10 8

a) M = [ 1/(n-1)] V b) M = ( 1 / n) V                                        c)       1
                                                                                             menor que 0, 33333333
                                                                                    3.10 9
c) M = [ 1 /(n+1)] V d) M = [ 1 /(n+1)] V
e) M = [ n / (n-1)] V                                                        d)       1
                                                                                             maior que 0,33333333
                                                                                    3.10 8

24- Os valores de k para os quais a equação                                  e)      1
                                                                                             maior que 0,33333333
                                                                                   3.10 9
2x³ - kx + x + 8 = 0 terá raízes reais e iguais são:
a) 9 e -7 b) apenas -7          c) 9 e 7       d) -9 e -7
e)apenas 9

25- As duas raízes da equação a(b – c)x² + b(c – a)x +                      35- No ∆ retângulo abaixo MCA a soma das
c(a – b) = 0 são 1 e :                                                      distâncias BM e MA é igual a soma das distâncias
                aabbcc   aabbc c     ccaab b     ccaabb
a) bbcc a a b) ccaabb c) bbcc a a d) aabbc c e) bbcc aa                     BC e CA. Se MB = x, CB = h e CA = d, então o valor
   aabbc c                                                                  de x é:
                                                                            a) h d / (2h + d )
26- O segmento de reta AB é dividido por um ponto                           b) d – h
C de tal forma que AC = 3 CB. São traçados dois                             c) 1 / 2 d
círculos tendo AC e CB como diâmetros. Uma                                  d) h + d - √2 d
tangente aos dois círculos encontra a reta que passa                        e) √h² + d² - h
por A e B no ponto D. Nestas condições BD é igual a:
a) o diâmetro do círculo menor       b) o raio do círculo
menor      c) o raio do círculo maior           d) CB √3                    36- Um barco navega na velocidade de 15 km/h em
e) a diferença dos raios dos dois círculos                                  água parada. Em uma corrente marinha cuja
                                                                            velocidade é de 5 km/h ele navega certa distância no
27- Um cone circular reto tem por base um círculo                           sentido da corrente e depois volta. A razão entre a
cujo raio é igual ao de uma esfera. A razão entre a                         velocidade média da viagem (ida e volta) e a
altura do cone e o raio de sua base é:                                      velocidade em água parada é:
a) 1 / 1 b) 1 / 2 c) 2 / 3 d) 2 / 1    e) √5/4                              a) 5/4    b) 1/1 c) 8/9     d) 7/8    e) 9/8

                                                                            37- Dado um ∆PQR onde RS bissecta o ângulo R, PQ
          m       4       r       9                         3mrr nt         é estendido até D e o ângulo n é reto, então:
28- Se    n   n   3
                      e   t
                              t   24
                                     , então   o valor de   4ntt 7mr
                                                                       é:
                                                                            a) ] m = ½ (]p - ]q)           b) ]m = ½(]p + ]q)
a) -5 1
      2
          b)- 11
              14
                          c) -1 1
                                4
                                     d)   11
                                          14
                                                   e) - 2
                                                        3                   c) ]d = ½ (]q + ]p) d) ]d = ½ ]m e) nra

                                                                                                      R
29- Se a proporção entre os comprimentos dos catetos
de um ∆ retângulo é 1 : 2, então a proporção entre as                                         m
partes da hipotenusa que resultam da divisão da                                                   n
mesma por uma reta perpendicular a ela passando
                                                                                     p                    q       d
pelo vértice oposto é:
                                                                              P               S               Q             D
a) 1 : 4 b) 1 : √2     c) 1 : 2  d) 1 : √5 d) 1 : 5




2
38- Se log 2 = 0,3010 e log 3 = 0,4771, então o valor           o qual corta AB num
de x quando 3x + 3 = 135 é aproximadamente:                     ponto      T.     Nestas
a) 5     b) 1,47       c) 1,67     d) 1,78   e) 1,63            condições AT e TB são
                                                                raízes de:
39- O lugar geométrico dos pontos médios de um                  a) x² + px + q² = 0
segmento que é traçado a partir de um ponto externo             b) x² - px + q² = 0
P até um círculo de centro O e raio r é:                        c) x² + px – q² = 0
a) uma reta perpendicular a PO                                  d) x² - px – q² = 0
b) uma reta paralela a PO                                       e) x² - px + q² = 0
c) um círculo de centro P e raio r
d) um círculo de centro no ponto médio de PO e raio
2r     e) um círculo cujo centro é o ponto médio de             48- Um trem encontra a linha bloqueada por um
PO e raio 1/2r.                                                 acidente, uma hora após sua partida, o que o detém
                                                                por meia hora. Depois disso ele parte viajando a ¾ da
40- Se ( a + 1 / a )² = 3, então a³ + 1 / a³ é igual a:         velocidade anterior e chega ao destino com 3 ½ hora
a) 10√3 / 3 b) 3√3         c) 0     d) 7√7 e) 6√3               de atraso. Se o acidente tivesse ocorrido 90 km mais
                                                                adiante, o atraso seria de apenas 3 horas. Qual é o
41- A soma de todas as raízes da equação                        comprimento (em km) do trajeto que o trem percorre?
4x³ - 8x² - 63x – 9 = 0 é :                                     a) 400    b) 465     c) 600     d) 640    e) 550
a) 8 b) 2      c) -8     d) -2  e) 0
                                                                49- A diferença dos quadrados de dois números
42- Considere os gráficos de (1) y = x² - ½ x + 2 e             ímpares é sempre divisível por 8. Se a > b ,e 2a+ 1 e
(2) y = x² + ½ x + 2 num mesmo conjunto de eixos.               2b + 1 são números ímpares, então, para provarmos a
Essas parábolas têm exatamente a mesma forma.                   afirmação anterior, devemos calcular a diferença dos
Então:                                                          quadrados na forma:
a) os gráficos coincidem                                        a) (2 a + 1)² - (2b + 1)²   b) 4 a² - 4b² + 4 a – 4b
b) o gráfico de (1) está abaixo do gráfico de (2)               c) 4[a (a + 1) – b(b + 1)]   d) 4(a – b)(a + b + 1)
c) o gráfico de (1) está à esquerda do gráfico de (2)           e) 4 ( a² + a – b² - b)
d) o gráfico de (1) está à direita do gráfico (2)
e) o gráfico de (1) está acima do gráfico de (2)                50- Entre as 7 e as 8 horas, existem dois instantes em
                                                                que os ponteiros do relógio farão entre si, um ângulo
43- A hipotenusa de um ∆retângulo mede 10cm e o                 exato de 84 graus. Esses instantes, calculados com
raio do círculo inscrito, 1 cm. O perímetro do ∆, em            aproximação ao minuto mais próximo, são:
centímetros, mede:                                              a) 7h 23’ e 7h 53’ b) 7h 20’ e 7h 50’ c) 7h 22’ e
a) 15 b) 22       c) 24      d) 26    e) 30                     7h 53’    d) 7h 23’ e 7h 52’ e) 7h 21’ e 7h e 49’.

44- Um homem nascido na primeira metade do
século XIX tem x anos de idade no ano x². O ano de
nascimento desse homem é:                                       GABARITO
a) 1 849 b) 1 825 c) 1 812 d) 1 836 e)1 806
                                                                01-E       11-A       21-C       31-A       41-B
45- Em um romboedro ABCD são traçados                           02-C       12-C       22-B       32-E       42-D
segmentos de reta no seu interior paralelos à diagonal
BD, terminando nos lados do romboedro. É feito                  03-C       13-B       23-D       33-D       43-B
então um gráfico mostrando o comprimento do                     04-E       14-E       24-A       34-D       44-E
segmento em função da distância do vértice A. O                 05-A       15-D       25-D       35-A       45-D
gráfico é:
                                                                06-D       16-D       26-B       36-C       46-E
a) uma reta que passa pela origem
b) uma reta passando pelo quadrante superior direito            07-B       17-A       27-D       37-B       47-B
c) duas retas, formando um V voltado para cima                  08-C       18-D       28-B       38-B       48-C
d) duas retas, formando um V invertido (∧)                      09-C       19-D       28-A       39-E       49-C
e) n.r.a.
                                                                10-C       20-B       30-B       40-C       50-A
46- Se os pontos A, B e C no diagrama são os pontos
de tangência, então x é igual:
a) 3 / 16 cm                        C

 b) 1 / 8 cm                        •          x
c) 1 / 32 cm                  A
                                  •       3/8   •
                                                    B
d) 3 / 32 cm                                              1/2
e) 1 / 16 cm
                                         60 °


47- No ponto médio de um segmento AB que mede p
unidades de comprimento, é levantada uma
perpendicular MR, de comprimento q. Depois é
traçado um círculo com centro em R e raio 1 / 2 AB,




                                                                                                                    3
NOTA: Substituem-se as variáveis do binômio por 1,
SOLUÇ’ES                                                    ou seja: a = b = 1.
01(E)
                                                            11(C) Seja P o preço de venda, M o preço marcado e
    Elevando-se a expressão ao quadrado(quadrando-se)       C o custo. Temos então:
                        2
                                                                                                     1
        55   y 2 2 25       2 25 5 10 y 2 2 25  y 2 2 25             PPM -                          3
                                                                                                         M M2 M
                                                                                                            3

                                                                                3                    3       2
                             y 2 2 10 y 2 2 25                   CC             4
                                                                                      PP             4
                                                                                                         .   3
                                                                                                                  M M1 M M
                                                                                                                     2
                                                                                                                                                C
                                                                                                                                                M
                                                                                                                                                     M       1
                                                                                                                                                             2

                                                            12(C) Do ponto de vista analítico, as duas equações
02(C) A equação de origem trata-se de uma equação           representam duas retas paralelas e distintas, pois
fracionária, possuindo a condição de existência:            possuem o mesmo coeficiente angular m = 2/3. Logo
x – 1 x 0 ∴ x 1. Logo o conjunto solução da                 elas não possuem ponto em comum. Outro modo é
primeira equação é apenas o elemento 4.                     pela Regra de Cramer. Nota-se que o determinante
                                                            dos seus coeficientes é nulo, portanto não há solução.
03(C) Temos que: x = k1y³ (i).
A seguir temos: y = k2z1/5 (ii).                            13(B)      Temos      uma
Substituindo (ii) em (i), temos: x = k1(k2z1/5)³ ∴          questão sobre “ângulo
       x = k1k2³ z3/5 = k z 3/5. Onde n = 3/5.              inscrito”     em      uma
                                                            circunferência:       Sua
04(E) Vamos fatorar os dois números e em seguida            medida (α) é a metade da
determinar o M.D.C. pelos fatores comuns de                 medida do arco: α =
menores expoentes, ou seja:                                 med.arc. / 2.
132 = 2².3.11 ; 6432 = 25.3.67                              Para o nosso problema
∴ MDC (132, 6432) = 2². 3 = 12. Logo: 12 – 8 = 4            temos:
                                                            ] x = 1 / 2 ( a + b + c). Portanto a soma dos quatro
05(A) No hexágono inscrito
                                                            ângulos: S = ½ (a + b + c + b + c + d + c + d + a + d
podemos traçar seis triângulos
                                                            + a + b) = ½ (3a + 3b + 3c + 3d)= 3/2 (a + b + c + d)
eqüiláteros de lado = raio(R) = 10.
                                                            = 3/2 (360°) = 540°. (Veja a figura lado).
∴ Área do hexágono = 6.Área ∆
∴ AH = 6.1/2. R.R. sen 60°=                                 14(E) Inicialmente, vamos desenvolver o quadrado
150√3 cm².                                                  no radicando e a seguir executar o mmc.Finalmente
Nota: para cálculo da área de um ∆ do qual se tem
dois de seus lados e o ângulo entre eles é dado por:                          x4 41       2          4x 4 x 882x 4 1       x 8 2x 4 1       x 4 1   2
                                                                 1                           2                          4                  4                    2
A ∆ = ½(lado1. lado2). seno do ângulo entre lados.                             2x                          4x 4                  4x 4           2x 2

                                                                 x 4 1        x4              1             x2        1
                                                             2            2                             2        
06(D) Temos uma questão sobre potências e suas                   2x 2          2x 2           2x 2            2       2x2

propriedades.                                               executamos a raiz quadrada.
x° = 1 para todo x ( x x 0) e – 32 = - 25
                                                            15(D) Temos uma questão envolvendo algumas
∴
     1
                                                            propriedades de logarítmos (divisão, expoentes,etc.)
    16
         11 1 4         1
                           4
                             5 16  1 1 1 8 16 6 7
                                1
                                          8
                                             1
                                                 8          log 125 = log (1000 / 8) = log 1000 – log 8 =
                   64
                               12 5   5
                                                            = log 10³ - log 2³ = 3.log 10 – 3.log2 = 3 – 3.log 2.
07(B) Vamos a primeiro lugar calcular o preço sem           16(D) Aplicando a função f(x) temos:
descontos do vestido: Pr. venda = Pr. Custo –               f(x + h) – f(x) = [5(x + h)² - 2(x + h) – 1] – (5x²-2x-1)
desconto ∴ 25,00 = C – 2,50 ∴ C = 27,50.                    = 10xh + 5h² - 2h = h( 10x + 5h – 2).
Logo a taxa dos descontos = desconto / Pr.Custo =
2,50 / 27,50 = 1 / 11 2 9%.                                 17(A) Há uma variedade de maneiras de se verificar
                                                            que a alternativa correta é (A). Uma maneira (óbvia)
08(C) Sejam L o lado do quadrado e h a altura do ∆.         é colocar vários pontos em um gráfico.
Como as áreas são iguais, temos:                            NOTA: O traçado de um gráfico de um polinômio de
At = Aq ∴ (base x altura) / 2 = (lado)²                     3°grau está fora do escopo do nível médio.
∴(2L. h)/2 = L² ∴ h = L ∴ h / L = 1.
                                                            18(D) Assunto: Inequação do 1° grau. Temos que:
09(C)      Considere as                                     2x – 3 > 7 – x, adicionando x + 3 a ambos os
cordas: PQ = 9; PR =                                        membros da inequação: 3x > 10 ∴ x > 10 / 3.
PQ + QR=9+7 = 16.
Temos ainda: PS = 13 –                                                            19(D) Assunto: Ângulo Inscrito
r(raio) e PT = 13 + r.                                                            em uma circunferência (Veja
Usando uma das fórmulas da potência de um ponto,                                  problema      13).     Vamos
temos: PT . PS = PQ . PR ∴ (13 + r)( 13 – r) = 16 . 9                             considerar o ∆ A’B’C’ inscrito
∴ 169 – r² = 144 ∴ r = 5.                                                         no círculo e este por sua vez,
                                                                                  inscrito no ∆ABC (Veja figura)
10(C) Soma dos coeficientes = ( 1 + 1)6 = 26 = 64.          Como: A’ = a / 2 e que ] A = 180° - a∴ a = 180° - ]
                                                            A.
                                                            ] A’ = a / 2 = 90° - ]A / 2 ∴ A’ < 90°.



4
[Da mesma forma encontramos: ]B’ < 0 e ] C’ < 0.                            29(A) Usando relações métricas no ∆ retângulo
 20(B) Raízes racionais de uma eq. Polinomial: Se p/                                              m       4         r        9
                                                                               (i) Temos que          n         e       t         , onde
q, com p Ze q  Z*, é raiz de P(x) = ao + a1x + a2x² + ...                                     n       3         t        14

+ anxn = 0, p é divisor de ao e q é divisor de a n. Na                         multiplicando as proporções entre si,obtém-se:
equação do problema x³ + 6x² + 11x + 6 = 0, temos                              mr
                                                                                  n 4 3 14 4 6 7 6k k mr m 6k e nt n 7k
                                                                                          9
                                                                               nt     3         7    7k
que ao = 6 e a n= 1, p é divisor de 6 = {±1; ±2; ±3;
±6} e q é divisor de 1 = {±1}.Então p/q = {±1; ±2;                             Podemos então calculara a razão pedida:
                                                                                3mrr nt
±3; ±6}.
                                                                               4ntt 7mr
                                                                                        r 28kk42k k k14k k k11 .
                                                                                           18kk7k   11k
                                                                                                            14
Verifica-se então que p(-1) = p(-2) = p(-3) = 0, logo:                      (considerar figura) e dados do problema temos:
-1; -2 e -3 são raízes racionais da equação
                                                                               x x c c a² e ec c xxc c b².
21(C) Inicialmente devem-se quadrar a equação e em                             Como a razão catetosc a b                              1
                                                                                                        b                             2
seguida, “zera-la” (operar seus ternos semelhantes no
1º membro zerando o segundo).                                                  a razão das p artes da hip otenusa
Temos: 2 x      2
                      x 5 5    2 x    2
                                            2
                                                   2
                                                2 5 2 4x  8    4
                                                                 x   x 25      h xccxxc c ccx x a² ²
                                                                                   xc      x
                                                                                                   b²
                                                                                                           1
                                                                                                           2
                                                                                                              ² ²                          1
                                                                                                                                           4
                                                                                                                                               .
                  x                     x


(multiplicando-se os membros da equação por x, temos)                          (Veja figura abaixo).
                                                                            30(B) Sejam                                          a, b
) 4x² ² 17x  4 4 0
                                                                            e c os dias                                          que
                                                                            A, B e C
22(B) Vamos operar as frações e fatorar:                                    gastariam                                            para
                  2x²² x            4 x           2x²² xx44x
Temos :        xx 111xx2 2
                             2 xx 111xx2 2 2 xx 111xx2 2       2          terminar     o
                         22x²² xx22      22x 1 11xx22
                                                                            trabalho se
     2x²² 2xx4
2   4x 1 11xx22
                   2 2x 1 11xx22 2 2x 1 11xx22 2 2,                       estivessem
                                                                            trabalhando sozinhos. Então 1 / a. 1 / b e 1 / c
para valores de x x x 1 ou x x 2.                                           representam as frações do trabalho que eles executam
23(D) Pelas alternativas do problema, observa-se que                        em cada dia. Como A e B trabalhando juntos gastam
o pedido é a margem (M) do lucro em função do                               2 dias para fazer o trabalho, então fazem a metade do
preço de venda (V). Iniciamos a resolução calculando                        trabalho por dia, isto é 1/a + 1/b = ½ (i) e
o preço de custo (C) em função de (V), usando (i)                           semelhantemente 1/b + 1/c = ¼ (ii) e           1/a + 1/c=
para em seguida calcularmos M em função de V.                                1 / 2 2/5 = 5/12 (iii).
(i) Venda (V) = Custo (C) + Lucro (L) ∴                                     Fazendo (iii) – (ii), temos: 1/a – 1/b = 1/6 (iv).
V = C+1/n C = C ( 1 + 1/n ) ∴ C = [ n / (n+1)] V                            Finalmente: (i) + (ii) = 2/a = 2/3 ∴ a = 3.
(ii) Como temos que: M = (1 / n)C ∴
     M = (1 / n).[n / (n + 1)] V ∴ M = V / (n + 1) .                        31(A)                          A
                                                                                                          40°
24(A) Para uma equação do 2ºgrau possuir raízes
reais e iguais, o valor do discriminante = 0 (zero).
                                                                                             D                          E
Na equação 2x² - x(k – 1) + 8 = 0 temos que:
                                                                                            40°+α
∆ = (k – 1)² - 64 = 0 ∴ k – 1= ± 8 ∴ k = 9 ou k = -7.                                                     X
                                                                                           70-   α         β             α
25(D) Trata-se de um problema de equações do                                                      α             70-     α
2ºgrau (ax² + bx + c = 0, a20) em que uma das raízes,                                  B                                          C
temos que é x1= 1. Vamos usar a fórmula do produto
das raízes, ou seja:                                                        Pelo enunciado temos que AB = AC ∴ ∆ABC é
x1.x2 = c / a ∴ 1 . x2 = c(a – b) / a(b – c)                                isósceles, e: (i) ] A = 40°,(ii) pela soma dos ângulos
∴ x2 = c(a – b) / a(b – c).                                                 internos de um ∆, temos ] B = ] C = 70°.
                                                                            Vamos a figura acima e considere:
26(B) Seja x = BD
e seja R o raio do                                                               a) No ∆BXC, temos: ] B = α; ]X = β e
círculo      menor.                                                              ]C= 70°- α.
Traçada uma reta                                                                 b)   No ∆ADC, temos: ] A = 40°; ] C = α .
do centro de cada
circunferência até o                                                             c)   NO ∆BDX, temos: ] B = 70°- α; ] D =
ponto de contato da                                                                   40°+ α ( ângulo externo do ∆BDX)
tangente e o círculo, por semelhança de triângulos,                              d)    ] β (Externo ∆BDX) = (70°-α) + (40°+ α)
temos:
                                                                                      = 110°.
               x R           x 5R
                 R
                       R        3R
                                       R xx R
27(D) Como dados temos: Rcone = Resf. = R; Temos
mais que: Vcone = ½ Vesf ∴ 1/3 R² hc = ½ (4/3 RR³)
∴ h c / R = 4/2 = 2 / 1.                                                    32(E) Trata-se de um problema de fatoração. Existem
                                                                            alguns métodos, como a complementação dos
28(B) Vamos             usar     algumas          propriedades        das   quadrados, uso de regras dos produtos notáveis, etc.
proporções:                                                                 Mas vamos ao nosso caso:
                                                                            x4 + 64 = (x²)² + (8)² + 16x²- 16x²=



                                                                                                                                                   5
=(x4 + 16x²+64) - 16x² = (x² + 8)² - (4x)² =                         ∴x    1,47.
(x² + 8+ 4x) (x²+ 8 – 4x) = (x² + 4x + 8) (x²- 4x + 8).
                                                                     39(E) Seja PA um segmento de reta qualquer
33(D) A taxa de juros Compostos, trata-se de um                      passando por P de forma que A seja um ponto sobre
cálculo bastante complexo. Vamos aqui usar uma                       uma circunferência de centro O e raio r. Seja A’ o
aproximação. O quociente do juro pelo capital inicial                ponto médio de PA r seja O’ o ponto médio de
nos fornece a taxa, pois j = C.i ∴ i = j / C (onde C =               PO.Para se convencer de que o lugar geométrico
Capital inicial e j = juros). No nosso problema vamos                procurado é a circunferência de centro O’ e raio r/2,
considerar a média(metade) de C = 120/2 = 60.                        considere os triângulos equivalentes POA e PO’A’.
Portanto temos: i = j / C = 6 / 60 = 0,10 P 10%.                     Qualquer que seja o ponto A sobre a circunferência
                                                                     dada, O’A’ = ½ AO = ½ r (veja figura a seguir). Logo
34(D) Assunto: Dízimas periódicas Simples e                                                               a    alternativa
Compostas: Temos que 1 / 3 = 0, 333. . . (dízima                                                          correta é (E).
periódica simples).
Podemos ver: 1/ 3 = 0, 33333333 + 0, 00000000333...                                                         40(C) Como
∴ 1/3 – 0, 00000000333... = 0, 33333333.                                                                    temos (a +
Podemos concluir então que 1/3 é maior que                                                                  1/a)² = 3 ∴ a +
0,33333333 em 0,00000000333... = 1 / 3.10 8.                                                                1/a = √3.
                                                                     Para o cálculo do pedido vamos usar o cubo da soma
35(A) Usando: (i) Teorema de Pitágoras no ∆ACM                       de dois termos e uma de suas aplicações. Lembrando
temos: c² = m² + a² ∴ c = √ d² + (h + x)² =                          que: (x + y)3 = x³+3x²y+3xy²+y³ = x³ + y³ + 3xy(x+y)
= √ d² +h² +2hx + x².                                                ∴ x³ + y³ = (x + y)³ - 3xy(x + y). Podemos então usar
(ii) Dados do problema: BM + MA = BC + CA ∴                          que: a³ + 1/a³ = (a + 1/a)³ - 3 a.1/a (a + 1/a) =
x+c=h+d∴c=h+d–x.                                                     (√3)³-3.a.1/a(√3) ∴ a³ + 1/a³ = 3√3 - 3√3 = 0.
Fazendo (i) = (ii), e a seguir quadrando a igualdade
temos:                                                               41(D) Uma equação do 3° grau apresenta-se como:
                                                                     ax³ + bx² + cx + d = 0 e tem como soma das raízes:
       √ d² + h² + 2hx + x² = h + d – x ∴
                                                                     S = - b/a, portanto na equação 4x³ - 8x² - 63x – 9 = 0
d² + h² + 2hx + x² = h² + d² + x² +2hd – 2hx – 2dx ∴
                                                                     temos: S = -(-8) / 4 ∴ S = 2.
∴2hx + dx = hd ∴ x = hd / (2h + d) .
                                                                     42(D) Construindo o gráfico das funções ou
36(C) Do enunciado temos; Velocidade do barco em
                                                                     observando o ponto mínimo vértice V(-b / 2 a; -∆/4 a)
águas parada → Vág. Par. = 15 km/h; Vel. da corrente                 de cada função, V1(1 / 4; 31 / 16) e V2(-1 / 4; 31 / 16),
→ Vcor = 5 km/h Vel. barco descendo o rio → Vds =                    em um plano cartesiano pode-se concluir que a
15 + 5 = 20 km/h; Vel. barco subindo o rio → Vsd =                   alternativa correta é (D).
15 – 5 = 10 km/h.
Cálculo da velocidade média(Vm) da subida e                          43(B) Num ∆ABC retângulo com hipotenusa c e
descida do trecho do rio, usaremos a média                           catetos a e b temos que c = a – r + b – r , onde r é o
harmônica sobre Vds e Vsd (Ver II REMEMBER –                         raio do círculo inscrito (Veja problema 35 –
Prob 39), ou seja:                                                   Remember I ). Como dados temos: c = 10 cm e r = 1
                                                                     cm. Daí: 10 = a + b – 2.1 ∴ a + b = 12(Soma com
            2                 2            2             40
Vm V      1     1    V   1        1    0   1 2   0      3
                                                              km/h   catetos) ∴ Perímetro = a + b + c = 12 + 10 = 22 cm.
         Vds  Vsd       20      10       20
                       Vm                         40/3         8
Logo a razão pedida: Vág.par. .                    15
                                                          5    9
                                                                     44(E) A 1ª metade do século XIX compreende um
                                                                     número inteiro entre 1800 e 1850. Extraindo a raiz
37(B) Pelas opções verifica-se que o pedido do                       quadrada de 1950 temos: 1950 = 43² + 1, ou seja, o
problema é o ângulo ]m ou o ângulo ] d e que                         único inteiro que possui quadrado neste intervalo
] n = 90°.                                                           acima é 43, pois 43² = 1849. Portanto em 1849 =x²
Como o ]m                                                            ele possui 43 anos = x, logo ele nasceu em 1849 – 43
é externo ao                                                         = 1806.
∆MPD
                                                                     45(D) Seja x a distância de A medida da reta
temos:]m=
                                                                     (diagonal)AC e seja y o comprimento do segmento
]p+]d.                                                               paralelo a BD e x
Os ∆MRNM∆ORN → ]m = ]o → No ∆OQD →                                   unidades a partir de A.
]q = ]m + ]d . Isolando ]d nas duas equações                         Considerando o losango
                                                                     ABCD, com diagonais AC
temos: ]m - ]p = ]q - ]m → 2]m = ]p + ]q →                           e BD. Por semelhança
]m = (]p + ]q) / 2. (Observe a figura)                               temos: ∆AEF A ABD,
                                                                     logo:
38(B) Aplicando a princípio a propriedade de                              i)        Se x ≤ AC / 2 → ½ y = ½ BD
potências am + n = am. an e a seguir usando logarítmos                                                 x    ½ AC
na igualdade com a propriedade da divisão, temos:                    ∴y=2xBD/AC ∴ y = 2kx (k = BD/AC → constante)
3x + 3 = 3 x. 33 = 135 ∴ 3 x = 5 ∴ log3x = log 5 ∴
x log 3 = log 5 ∴ x log 3 = log( 10/2) =log10 – log 2
                                                                          ii)       Se x ≥ AC / 2 ( temos ∆CGH C ∆ CBD
                                                                                    )
∴ x = (log 10 – log 2) / log 3 = (1 – 0,3010) / 0,4771
                                                                                    ½ y = ½ BD ∴ y = 2k(AC – x)


6

Recomendados

prof.Calazans(Mat. e suas Tecnologias)-Simulado 04 comentado
prof.Calazans(Mat. e suas Tecnologias)-Simulado 04 comentadoprof.Calazans(Mat. e suas Tecnologias)-Simulado 04 comentado
prof.Calazans(Mat. e suas Tecnologias)-Simulado 04 comentadoProfCalazans
 
Prova de Matemática fuzileiro naval 2011
Prova de Matemática fuzileiro naval 2011Prova de Matemática fuzileiro naval 2011
Prova de Matemática fuzileiro naval 2011thieresaulas
 
Circunferencia
CircunferenciaCircunferencia
Circunferenciacon_seguir
 
Relações métricas no triângulo retângulo
Relações métricas no triângulo retânguloRelações métricas no triângulo retângulo
Relações métricas no triângulo retânguloAngelo Moreira Dos Reis
 
Basica produtosnotaveisequacoesaritmeticabasica
Basica   produtosnotaveisequacoesaritmeticabasicaBasica   produtosnotaveisequacoesaritmeticabasica
Basica produtosnotaveisequacoesaritmeticabasicaslidericardinho
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exerc relações métricas_revisado
Exerc relações métricas_revisadoExerc relações métricas_revisado
Exerc relações métricas_revisadoMarcia Roberto
 
Trabalho de recuperação 1 tri - 9ano
Trabalho de recuperação   1 tri - 9anoTrabalho de recuperação   1 tri - 9ano
Trabalho de recuperação 1 tri - 9anoAdriano Capilupe
 
Fisica exercicios resolvidos 011
Fisica exercicios resolvidos  011Fisica exercicios resolvidos  011
Fisica exercicios resolvidos 011comentada
 
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...Josie Michelle Soares
 
Matematica questões resolvidas i
Matematica questões resolvidas iMatematica questões resolvidas i
Matematica questões resolvidas icon_seguir
 
1ª prova gab 9ano unid 1 conjuntos numeros 2011
1ª prova gab 9ano unid 1 conjuntos numeros 20111ª prova gab 9ano unid 1 conjuntos numeros 2011
1ª prova gab 9ano unid 1 conjuntos numeros 2011Joelson Lima
 
Mat exercicios resolvidos
Mat exercicios resolvidosMat exercicios resolvidos
Mat exercicios resolvidoscomentada
 
Matematica 2 grau (reparado)
Matematica 2 grau (reparado)Matematica 2 grau (reparado)
Matematica 2 grau (reparado)Aldenor Jovino
 
Cn2008 2009
Cn2008 2009Cn2008 2009
Cn2008 20092marrow
 
Lista de exercicios
Lista de exerciciosLista de exercicios
Lista de exerciciosNick Kreusch
 
Geometria analitica-gaia
Geometria analitica-gaiaGeometria analitica-gaia
Geometria analitica-gaiaslidericardinho
 
Mat 140 questoes resolvidas vol i
Mat 140 questoes resolvidas vol iMat 140 questoes resolvidas vol i
Mat 140 questoes resolvidas vol itrigono_metrico
 
Proposta correção teste_intermédio_matemática_2013-
Proposta correção teste_intermédio_matemática_2013-Proposta correção teste_intermédio_matemática_2013-
Proposta correção teste_intermédio_matemática_2013-Luísa Silva
 
Lista de exerc_funçao_quadrática_ano_2012
Lista de exerc_funçao_quadrática_ano_2012Lista de exerc_funçao_quadrática_ano_2012
Lista de exerc_funçao_quadrática_ano_2012cristianomatematico
 

Mais procurados (20)

Remember 10
Remember 10Remember 10
Remember 10
 
Exerc relações métricas_revisado
Exerc relações métricas_revisadoExerc relações métricas_revisado
Exerc relações métricas_revisado
 
Trabalho de recuperação 1 tri - 9ano
Trabalho de recuperação   1 tri - 9anoTrabalho de recuperação   1 tri - 9ano
Trabalho de recuperação 1 tri - 9ano
 
Fisica exercicios resolvidos 011
Fisica exercicios resolvidos  011Fisica exercicios resolvidos  011
Fisica exercicios resolvidos 011
 
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
 
Matematica questões resolvidas i
Matematica questões resolvidas iMatematica questões resolvidas i
Matematica questões resolvidas i
 
1ª prova gab 9ano unid 1 conjuntos numeros 2011
1ª prova gab 9ano unid 1 conjuntos numeros 20111ª prova gab 9ano unid 1 conjuntos numeros 2011
1ª prova gab 9ano unid 1 conjuntos numeros 2011
 
Descritor (9º ano) (1)
Descritor (9º ano) (1)Descritor (9º ano) (1)
Descritor (9º ano) (1)
 
Remember 11
Remember 11Remember 11
Remember 11
 
Fatec1 mat
Fatec1 matFatec1 mat
Fatec1 mat
 
Mat exercicios resolvidos
Mat exercicios resolvidosMat exercicios resolvidos
Mat exercicios resolvidos
 
Matematica 2 grau (reparado)
Matematica 2 grau (reparado)Matematica 2 grau (reparado)
Matematica 2 grau (reparado)
 
Cn2008 2009
Cn2008 2009Cn2008 2009
Cn2008 2009
 
Remember 06
Remember 06Remember 06
Remember 06
 
Lista de exercicios
Lista de exerciciosLista de exercicios
Lista de exercicios
 
Geometria analitica-gaia
Geometria analitica-gaiaGeometria analitica-gaia
Geometria analitica-gaia
 
Mat 140 questoes resolvidas vol i
Mat 140 questoes resolvidas vol iMat 140 questoes resolvidas vol i
Mat 140 questoes resolvidas vol i
 
Comentario exatas
Comentario exatasComentario exatas
Comentario exatas
 
Proposta correção teste_intermédio_matemática_2013-
Proposta correção teste_intermédio_matemática_2013-Proposta correção teste_intermédio_matemática_2013-
Proposta correção teste_intermédio_matemática_2013-
 
Lista de exerc_funçao_quadrática_ano_2012
Lista de exerc_funçao_quadrática_ano_2012Lista de exerc_funçao_quadrática_ano_2012
Lista de exerc_funçao_quadrática_ano_2012
 

Semelhante a Remember 05

Matematica remember exercicios resolvidos
Matematica remember exercicios resolvidosMatematica remember exercicios resolvidos
Matematica remember exercicios resolvidoszeramento contabil
 
L mat06(estudo.com)
L mat06(estudo.com)L mat06(estudo.com)
L mat06(estudo.com)Arthur Prata
 
Conteúdo de matemática 8o ano
Conteúdo de matemática 8o anoConteúdo de matemática 8o ano
Conteúdo de matemática 8o anoMichele Boulanger
 
Conteúdo de matemática 8o ano
Conteúdo de matemática 8o anoConteúdo de matemática 8o ano
Conteúdo de matemática 8o anoMichele Boulanger
 
Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999auei1979
 
Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999auei1979
 
Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999auei1979
 
10225155 matematica-1000-exercicios-resolvidos
10225155 matematica-1000-exercicios-resolvidos10225155 matematica-1000-exercicios-resolvidos
10225155 matematica-1000-exercicios-resolvidosafpinto
 
Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.Ajudar Pessoas
 
Resolução prova matematica naval 2008 2009
Resolução prova matematica naval 2008   2009Resolução prova matematica naval 2008   2009
Resolução prova matematica naval 2008 2009cavip
 
Provas essa matematica
Provas essa matematicaProvas essa matematica
Provas essa matematicaAntony Franc
 
Lista exercicios 9º ano 1º bimestre
Lista exercicios 9º ano 1º bimestreLista exercicios 9º ano 1º bimestre
Lista exercicios 9º ano 1º bimestreRafael Marques
 

Semelhante a Remember 05 (20)

Remember 08
Remember 08Remember 08
Remember 08
 
Matematica remember exercicios resolvidos
Matematica remember exercicios resolvidosMatematica remember exercicios resolvidos
Matematica remember exercicios resolvidos
 
Remember 03
Remember 03Remember 03
Remember 03
 
At8 mat
At8 matAt8 mat
At8 mat
 
L mat06(estudo.com)
L mat06(estudo.com)L mat06(estudo.com)
L mat06(estudo.com)
 
1323093414122
13230934141221323093414122
1323093414122
 
Remember 02
Remember 02Remember 02
Remember 02
 
Teste1t23uresol
Teste1t23uresolTeste1t23uresol
Teste1t23uresol
 
Conteúdo de matemática 8o ano
Conteúdo de matemática 8o anoConteúdo de matemática 8o ano
Conteúdo de matemática 8o ano
 
Conteúdo de matemática 8o ano
Conteúdo de matemática 8o anoConteúdo de matemática 8o ano
Conteúdo de matemática 8o ano
 
Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999
 
Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999
 
Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999Vestibular ufsm 1999
Vestibular ufsm 1999
 
10225155 matematica-1000-exercicios-resolvidos
10225155 matematica-1000-exercicios-resolvidos10225155 matematica-1000-exercicios-resolvidos
10225155 matematica-1000-exercicios-resolvidos
 
Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.
 
Resolução prova matematica naval 2008 2009
Resolução prova matematica naval 2008   2009Resolução prova matematica naval 2008   2009
Resolução prova matematica naval 2008 2009
 
IME 2012 - fechada
IME 2012 - fechadaIME 2012 - fechada
IME 2012 - fechada
 
Simulado I - EEAR (2017)
Simulado I - EEAR (2017)Simulado I - EEAR (2017)
Simulado I - EEAR (2017)
 
Provas essa matematica
Provas essa matematicaProvas essa matematica
Provas essa matematica
 
Lista exercicios 9º ano 1º bimestre
Lista exercicios 9º ano 1º bimestreLista exercicios 9º ano 1º bimestre
Lista exercicios 9º ano 1º bimestre
 

Mais de resolvidos

Matematica num decimais
Matematica num decimaisMatematica num decimais
Matematica num decimaisresolvidos
 
Livrocalculo2 miolo
Livrocalculo2 mioloLivrocalculo2 miolo
Livrocalculo2 mioloresolvidos
 
Alg lini mod quimica
Alg lini   mod quimicaAlg lini   mod quimica
Alg lini mod quimicaresolvidos
 
Pre calculo modulo 4
Pre calculo modulo 4Pre calculo modulo 4
Pre calculo modulo 4resolvidos
 
Cidos e bases inognicos
Cidos e bases inognicosCidos e bases inognicos
Cidos e bases inognicosresolvidos
 
Mdulo ii unidade 2 contedo
Mdulo ii unidade 2 contedoMdulo ii unidade 2 contedo
Mdulo ii unidade 2 contedoresolvidos
 
Mdulo i unidade 2 contedo
Mdulo i unidade 2 contedoMdulo i unidade 2 contedo
Mdulo i unidade 2 contedoresolvidos
 
03 grandezas e vetores
03 grandezas e vetores03 grandezas e vetores
03 grandezas e vetoresresolvidos
 
02 cinemtica escalar-conceitos
02 cinemtica escalar-conceitos02 cinemtica escalar-conceitos
02 cinemtica escalar-conceitosresolvidos
 
Mdulo i unidade 1 contedo
Mdulo i unidade 1 contedoMdulo i unidade 1 contedo
Mdulo i unidade 1 contedoresolvidos
 
01 conceitos iniciais
01 conceitos iniciais01 conceitos iniciais
01 conceitos iniciaisresolvidos
 
Apos eletro fisica
Apos eletro fisicaApos eletro fisica
Apos eletro fisicaresolvidos
 
Calculando formulas-quimicas
Calculando formulas-quimicasCalculando formulas-quimicas
Calculando formulas-quimicasresolvidos
 
Aposteletrotecnica2
Aposteletrotecnica2Aposteletrotecnica2
Aposteletrotecnica2resolvidos
 
09 calculo estequiometrico
09 calculo estequiometrico09 calculo estequiometrico
09 calculo estequiometricoresolvidos
 
07 cilindro e cone
07 cilindro e cone07 cilindro e cone
07 cilindro e coneresolvidos
 

Mais de resolvidos (20)

Matematica num decimais
Matematica num decimaisMatematica num decimais
Matematica num decimais
 
Alg lin2
Alg lin2Alg lin2
Alg lin2
 
Livrocalculo2 miolo
Livrocalculo2 mioloLivrocalculo2 miolo
Livrocalculo2 miolo
 
Alg lini mod quimica
Alg lini   mod quimicaAlg lini   mod quimica
Alg lini mod quimica
 
Pre calculo modulo 4
Pre calculo modulo 4Pre calculo modulo 4
Pre calculo modulo 4
 
Cidos e bases inognicos
Cidos e bases inognicosCidos e bases inognicos
Cidos e bases inognicos
 
Mdulo ii unidade 2 contedo
Mdulo ii unidade 2 contedoMdulo ii unidade 2 contedo
Mdulo ii unidade 2 contedo
 
Mdulo i unidade 2 contedo
Mdulo i unidade 2 contedoMdulo i unidade 2 contedo
Mdulo i unidade 2 contedo
 
03 grandezas e vetores
03 grandezas e vetores03 grandezas e vetores
03 grandezas e vetores
 
02 cinemtica escalar-conceitos
02 cinemtica escalar-conceitos02 cinemtica escalar-conceitos
02 cinemtica escalar-conceitos
 
Mdulo i unidade 1 contedo
Mdulo i unidade 1 contedoMdulo i unidade 1 contedo
Mdulo i unidade 1 contedo
 
01 conceitos iniciais
01 conceitos iniciais01 conceitos iniciais
01 conceitos iniciais
 
04 mru e mruv
04 mru e mruv04 mru e mruv
04 mru e mruv
 
Apos eletro fisica
Apos eletro fisicaApos eletro fisica
Apos eletro fisica
 
Calculando formulas-quimicas
Calculando formulas-quimicasCalculando formulas-quimicas
Calculando formulas-quimicas
 
Aposteletrotecnica2
Aposteletrotecnica2Aposteletrotecnica2
Aposteletrotecnica2
 
09 calculo estequiometrico
09 calculo estequiometrico09 calculo estequiometrico
09 calculo estequiometrico
 
08 esfera
08 esfera08 esfera
08 esfera
 
07 funes
07 funes07 funes
07 funes
 
07 cilindro e cone
07 cilindro e cone07 cilindro e cone
07 cilindro e cone
 

Último

RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)Adriano De Souza Sobrenome
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfkeiciany
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfssuser2af87a
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfAndreiaSilva852193
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfkeiciany
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!Psyc company
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...manoelaarmani
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfAnaRitaFreitas7
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
Relatório Ação Saberes Indígenas na Escola - Grupo de Pesquisa Unã Baina
Relatório Ação Saberes Indígenas na Escola - Grupo de Pesquisa Unã BainaRelatório Ação Saberes Indígenas na Escola - Grupo de Pesquisa Unã Baina
Relatório Ação Saberes Indígenas na Escola - Grupo de Pesquisa Unã Bainaifacasie
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOxogilo3990
 

Último (20)

RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
Relatório Ação Saberes Indígenas na Escola - Grupo de Pesquisa Unã Baina
Relatório Ação Saberes Indígenas na Escola - Grupo de Pesquisa Unã BainaRelatório Ação Saberes Indígenas na Escola - Grupo de Pesquisa Unã Baina
Relatório Ação Saberes Indígenas na Escola - Grupo de Pesquisa Unã Baina
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
 

Remember 05

  • 1. REMEMBER V Cód. 954 vendidas. Pede-se a razão entre o preço de custo e o preço marcado nas roupas. 01-O quadrado de 5 - √y² - 25 é: a)1 / 2 B) 1 / 3 c) 1 / 4 d) 2 / 3 e) 3 / 4 a) y² -5√y² - 25 b) – y² c) y² d) (5 – y)² e) y² -10√y² - 25 12- A solução do sistema de equações 2x – 3y = 7 é: 4x – 6y = 20 02- A equação a) x = 18 e y = 12 b) x = y = 0 2x² - 2x + 7 + 4 – 6x + 1 = 0 c) não existe solução d) há um número infinito x–1 3 x–1 de soluções pode ser transformada por eliminação de frações na e) x = 8, y = 5. equação x² - 5x + 4 = 0. As raízes dessa última equação são 4 e 1. Então as raízes da 1ª equação são: 13- Um quadrilátero está inscrito em um círculo. a) 4 e 1 b) somente 1 c) somente 4 Então a soma dos ângulos que são formados, inscritos d) nem 4 nem 1 e) 4 e alguma outra raiz. nos 4 arcos formados pelos lados do quadrilátero, com centro num dos pontos do arco e passando pelos 03- Se x varia com o cubo de y e y varia com a raiz vértices do lado do quadrilátero que forma o arco, é: quinta de z, então x varia com a enésima potência de a) 180° b) 540° c) 360° d) 450° e) 1080° z, onde n é igual a: a) 1 / 15 b) 5 / 3 c) 3 / 5 d) 16 e) 8 14- Depois de simplificada a expressão 1+ x4–1 ² torna-se: 04- Se o Máximo Divisor Comum de 2x² 6 432 e 132 é diminuído de 8, ele se torna: a) -6 b) 6 c) - 2 d) 3 e) 4 a) (x4 + 2x² - 1) / 2x² b) (x4 – 1) / 2x² c) (√x²+1) / 2 d) x² / √2 e) x²/ 2 + 1 / 2x² 05- Um hexágono regular é inscrito em um círculo de 10 cm de raio. Sua área é em cm²: 15- Log 125 = a) 150√3 b) 150 c) 25√3 d) 600 e) 300√3 a) 100 log 1,25 b) 5 log 3 c) 3 log 25 d) 3 – 3 log 2 e) (log 25)(log 5) 06- O valor de (1/16) a° + (1/16a)° - 64-1/2 – (-32)-4/5 é: a) 1 13/16 b) 1 3/16 c) 1 d) 7/8 e) 1/16. 16- Se f(x) = 5x² - 2x – 1, então f(x + h) é igual a: a) 5h² - 2h b) 10xh – 4x + 2 c) 10xh – 2x – 2 07- Uma senhora economiza R$ 2,50 por um vestido d) h(10x + 5h – 2) e) 3h em liquidação. Se o preço pago foi R$ 25,00 então sua economia foi de: 17- O gráfico da função f(x) = 2x³ - 7 tem o seguinte a) 8% b) 9% c) 10% d) 11% e) 12% aspecto: a) para cima à direita e para baixo à esquerda 08- A base de um ∆ é duas vezes o lado de um b) para baixo à direita e para cima à esquerda quadrado e suas áreas são iguais. Então razão entre a c) para cima à direita e para cima à esquerda altura do ∆ e o lado do quadrado é: d) para baixo à direita e para baixo à esquerda a) 1 / 4 b) 1 / 2 c) 1 d) 2 e) 4 e) nenhum dos aspectos descritos acima 09- Um ponto P está fora de um círculo e a 13 cm de 18- Indicar qual dos conjuntos a seguir contém todos seu centro. Uma secante que passa por P corta o os valores de x que satisfazem a 2x – 3 > 7 – x. círculo nos pontos Q e R de maneira que o segmento a) x > 4 b) x < 10 / 3 c) x = 10 / 3 externo da secante PQ mede 9 cm e QR 7 cm. O raio d) x > 10 / 3 e) x < 0 do círculo é: a) 3 cm b) 4 cm c) 5 cm d) 6 cm e) 7 cm 19- Se os três pontos de contato de um círculo 10- A soma dos coeficientes numéricos da expansão inscrito em um ∆ são ligados, então os ângulos do binomial (a + b)6 é: triângulo resultante: a) 32 b) 16 c) 64 d) 48 e) 7 a) são sempre iguais a 60° b) são sempre um ângulo obtuso e dois agudos 11- Um comerciante expôs diversas roupas com seus distintos respectivos preços. Depois disso, colocou um cartaz c) são sempre um ângulo obtuso e dois agudos iguais dizendo “desconto de 1/3 no preço destas roupas”. O d) são sempre ângulos agudos custo das roupas era ¾ do preço pelo qual elas foram e) são sempre 3 ângulos distintos 1
  • 2. 20- A equação x³ + 6x² + 11x + 6 = 0 tem: 30- A e B trabalhando juntos fazem um trabalho em a) nenhuma raiz real negativa dois dias; B e C fazem o mesmo trabalho em 4 dias; b) nenhuma raiz real positiva c) nenhuma raiz real A e C em 2 2/5 dias. O número de dias que seriam d) uma raiz positiva e duas negativas necessários para que A faça o trabalho sozinho é: e) uma raiz negativa e duas positivas a) 1 b) 3 c) 6 d) 12 e) 2,8 21- As raízes da equação 2√x + 2x-1/2 = 5 podem 31- No ∆ABC, AB = AC e o ângulo A = 40°. O ser encontradas resolvendo-se: ponto X interior ao ∆, forma um ângulo XBC = a) 16x² - 92x + 1 = 0 b) 4x² - 25x + 4 = 0 ângulo XAC. Então o ângulo BXC mede: c) 4x² -17x + 4 = 0 d) 2x² - 21x + 2 = 0 a) 110° b) 35° c) 140° d) 55° e) 70° e) 4x² - 25x – 4 = 0 32- Os fatores de x4 + 64 são: 22- A expressão 2x² - x___ - 4 + x____ a) (x² + 8) b) (x² + 8)(x² - 8) (x + 1) (x – 2) (x + 1) (x – 2) c) (x² + 2x + 4)(x² - 8x + 16) não pode ser calculada para x = -1 ou x = 2, visto que d) (x² - 4x + 8)(x² - 4x – 8) e) (x² -4x +8)(x² +4x +8) a divisão por zero não é definida. Para os demais valores de x: 33- Um banco cobra R$ 6,00 sobre um empréstimo a) a expressão assume diversos valores distintos de R$ 120,00. Quem pede o empréstimo recebe b) a expressão assume apenas o valor 2 R$114,00 e paga sua dívida em 12 parcelas de R$ c) a expressão assume apenas o valor 1 10,00 ao mês. A taxa anual de juros sobre esse d) a expressão assume valores entre -1 e +2 empréstimo é aproximadamente, de: e) a expressão assume sempre valores maiores que +2 a) 5% b) 6% c) 7% d) 9% e) 15% ou menores que -1 34- a fração 1 / 3: 23- Se a margem de lucro feita por um artigo que a) é igual a 0, 33333333. custa C reais e é vendida por V reais é M= (1/n).C, 1 b) menor que 0, 3333333 então o valor da margem é dado por: 3.10 8 a) M = [ 1/(n-1)] V b) M = ( 1 / n) V c) 1 menor que 0, 33333333 3.10 9 c) M = [ 1 /(n+1)] V d) M = [ 1 /(n+1)] V e) M = [ n / (n-1)] V d) 1 maior que 0,33333333 3.10 8 24- Os valores de k para os quais a equação e) 1 maior que 0,33333333 3.10 9 2x³ - kx + x + 8 = 0 terá raízes reais e iguais são: a) 9 e -7 b) apenas -7 c) 9 e 7 d) -9 e -7 e)apenas 9 25- As duas raízes da equação a(b – c)x² + b(c – a)x + 35- No ∆ retângulo abaixo MCA a soma das c(a – b) = 0 são 1 e : distâncias BM e MA é igual a soma das distâncias aabbcc aabbc c ccaab b ccaabb a) bbcc a a b) ccaabb c) bbcc a a d) aabbc c e) bbcc aa BC e CA. Se MB = x, CB = h e CA = d, então o valor aabbc c de x é: a) h d / (2h + d ) 26- O segmento de reta AB é dividido por um ponto b) d – h C de tal forma que AC = 3 CB. São traçados dois c) 1 / 2 d círculos tendo AC e CB como diâmetros. Uma d) h + d - √2 d tangente aos dois círculos encontra a reta que passa e) √h² + d² - h por A e B no ponto D. Nestas condições BD é igual a: a) o diâmetro do círculo menor b) o raio do círculo menor c) o raio do círculo maior d) CB √3 36- Um barco navega na velocidade de 15 km/h em e) a diferença dos raios dos dois círculos água parada. Em uma corrente marinha cuja velocidade é de 5 km/h ele navega certa distância no 27- Um cone circular reto tem por base um círculo sentido da corrente e depois volta. A razão entre a cujo raio é igual ao de uma esfera. A razão entre a velocidade média da viagem (ida e volta) e a altura do cone e o raio de sua base é: velocidade em água parada é: a) 1 / 1 b) 1 / 2 c) 2 / 3 d) 2 / 1 e) √5/4 a) 5/4 b) 1/1 c) 8/9 d) 7/8 e) 9/8 37- Dado um ∆PQR onde RS bissecta o ângulo R, PQ m 4 r 9 3mrr nt é estendido até D e o ângulo n é reto, então: 28- Se n n 3 e t t 24 , então o valor de 4ntt 7mr é: a) ] m = ½ (]p - ]q) b) ]m = ½(]p + ]q) a) -5 1 2 b)- 11 14 c) -1 1 4 d) 11 14 e) - 2 3 c) ]d = ½ (]q + ]p) d) ]d = ½ ]m e) nra R 29- Se a proporção entre os comprimentos dos catetos de um ∆ retângulo é 1 : 2, então a proporção entre as m partes da hipotenusa que resultam da divisão da n mesma por uma reta perpendicular a ela passando p q d pelo vértice oposto é: P S Q D a) 1 : 4 b) 1 : √2 c) 1 : 2 d) 1 : √5 d) 1 : 5 2
  • 3. 38- Se log 2 = 0,3010 e log 3 = 0,4771, então o valor o qual corta AB num de x quando 3x + 3 = 135 é aproximadamente: ponto T. Nestas a) 5 b) 1,47 c) 1,67 d) 1,78 e) 1,63 condições AT e TB são raízes de: 39- O lugar geométrico dos pontos médios de um a) x² + px + q² = 0 segmento que é traçado a partir de um ponto externo b) x² - px + q² = 0 P até um círculo de centro O e raio r é: c) x² + px – q² = 0 a) uma reta perpendicular a PO d) x² - px – q² = 0 b) uma reta paralela a PO e) x² - px + q² = 0 c) um círculo de centro P e raio r d) um círculo de centro no ponto médio de PO e raio 2r e) um círculo cujo centro é o ponto médio de 48- Um trem encontra a linha bloqueada por um PO e raio 1/2r. acidente, uma hora após sua partida, o que o detém por meia hora. Depois disso ele parte viajando a ¾ da 40- Se ( a + 1 / a )² = 3, então a³ + 1 / a³ é igual a: velocidade anterior e chega ao destino com 3 ½ hora a) 10√3 / 3 b) 3√3 c) 0 d) 7√7 e) 6√3 de atraso. Se o acidente tivesse ocorrido 90 km mais adiante, o atraso seria de apenas 3 horas. Qual é o 41- A soma de todas as raízes da equação comprimento (em km) do trajeto que o trem percorre? 4x³ - 8x² - 63x – 9 = 0 é : a) 400 b) 465 c) 600 d) 640 e) 550 a) 8 b) 2 c) -8 d) -2 e) 0 49- A diferença dos quadrados de dois números 42- Considere os gráficos de (1) y = x² - ½ x + 2 e ímpares é sempre divisível por 8. Se a > b ,e 2a+ 1 e (2) y = x² + ½ x + 2 num mesmo conjunto de eixos. 2b + 1 são números ímpares, então, para provarmos a Essas parábolas têm exatamente a mesma forma. afirmação anterior, devemos calcular a diferença dos Então: quadrados na forma: a) os gráficos coincidem a) (2 a + 1)² - (2b + 1)² b) 4 a² - 4b² + 4 a – 4b b) o gráfico de (1) está abaixo do gráfico de (2) c) 4[a (a + 1) – b(b + 1)] d) 4(a – b)(a + b + 1) c) o gráfico de (1) está à esquerda do gráfico de (2) e) 4 ( a² + a – b² - b) d) o gráfico de (1) está à direita do gráfico (2) e) o gráfico de (1) está acima do gráfico de (2) 50- Entre as 7 e as 8 horas, existem dois instantes em que os ponteiros do relógio farão entre si, um ângulo 43- A hipotenusa de um ∆retângulo mede 10cm e o exato de 84 graus. Esses instantes, calculados com raio do círculo inscrito, 1 cm. O perímetro do ∆, em aproximação ao minuto mais próximo, são: centímetros, mede: a) 7h 23’ e 7h 53’ b) 7h 20’ e 7h 50’ c) 7h 22’ e a) 15 b) 22 c) 24 d) 26 e) 30 7h 53’ d) 7h 23’ e 7h 52’ e) 7h 21’ e 7h e 49’. 44- Um homem nascido na primeira metade do século XIX tem x anos de idade no ano x². O ano de nascimento desse homem é: GABARITO a) 1 849 b) 1 825 c) 1 812 d) 1 836 e)1 806 01-E 11-A 21-C 31-A 41-B 45- Em um romboedro ABCD são traçados 02-C 12-C 22-B 32-E 42-D segmentos de reta no seu interior paralelos à diagonal BD, terminando nos lados do romboedro. É feito 03-C 13-B 23-D 33-D 43-B então um gráfico mostrando o comprimento do 04-E 14-E 24-A 34-D 44-E segmento em função da distância do vértice A. O 05-A 15-D 25-D 35-A 45-D gráfico é: 06-D 16-D 26-B 36-C 46-E a) uma reta que passa pela origem b) uma reta passando pelo quadrante superior direito 07-B 17-A 27-D 37-B 47-B c) duas retas, formando um V voltado para cima 08-C 18-D 28-B 38-B 48-C d) duas retas, formando um V invertido (∧) 09-C 19-D 28-A 39-E 49-C e) n.r.a. 10-C 20-B 30-B 40-C 50-A 46- Se os pontos A, B e C no diagrama são os pontos de tangência, então x é igual: a) 3 / 16 cm C b) 1 / 8 cm • x c) 1 / 32 cm A • 3/8 • B d) 3 / 32 cm 1/2 e) 1 / 16 cm 60 ° 47- No ponto médio de um segmento AB que mede p unidades de comprimento, é levantada uma perpendicular MR, de comprimento q. Depois é traçado um círculo com centro em R e raio 1 / 2 AB, 3
  • 4. NOTA: Substituem-se as variáveis do binômio por 1, SOLUÇ’ES ou seja: a = b = 1. 01(E) 11(C) Seja P o preço de venda, M o preço marcado e Elevando-se a expressão ao quadrado(quadrando-se) C o custo. Temos então: 2 1 55 y 2 2 25 2 25 5 10 y 2 2 25  y 2 2 25 PPM - 3 M M2 M 3 3 3 2 y 2 2 10 y 2 2 25 CC 4 PP 4 . 3 M M1 M M 2 C M M 1 2 12(C) Do ponto de vista analítico, as duas equações 02(C) A equação de origem trata-se de uma equação representam duas retas paralelas e distintas, pois fracionária, possuindo a condição de existência: possuem o mesmo coeficiente angular m = 2/3. Logo x – 1 x 0 ∴ x 1. Logo o conjunto solução da elas não possuem ponto em comum. Outro modo é primeira equação é apenas o elemento 4. pela Regra de Cramer. Nota-se que o determinante dos seus coeficientes é nulo, portanto não há solução. 03(C) Temos que: x = k1y³ (i). A seguir temos: y = k2z1/5 (ii). 13(B) Temos uma Substituindo (ii) em (i), temos: x = k1(k2z1/5)³ ∴ questão sobre “ângulo x = k1k2³ z3/5 = k z 3/5. Onde n = 3/5. inscrito” em uma circunferência: Sua 04(E) Vamos fatorar os dois números e em seguida medida (α) é a metade da determinar o M.D.C. pelos fatores comuns de medida do arco: α = menores expoentes, ou seja: med.arc. / 2. 132 = 2².3.11 ; 6432 = 25.3.67 Para o nosso problema ∴ MDC (132, 6432) = 2². 3 = 12. Logo: 12 – 8 = 4 temos: ] x = 1 / 2 ( a + b + c). Portanto a soma dos quatro 05(A) No hexágono inscrito ângulos: S = ½ (a + b + c + b + c + d + c + d + a + d podemos traçar seis triângulos + a + b) = ½ (3a + 3b + 3c + 3d)= 3/2 (a + b + c + d) eqüiláteros de lado = raio(R) = 10. = 3/2 (360°) = 540°. (Veja a figura lado). ∴ Área do hexágono = 6.Área ∆ ∴ AH = 6.1/2. R.R. sen 60°= 14(E) Inicialmente, vamos desenvolver o quadrado 150√3 cm². no radicando e a seguir executar o mmc.Finalmente Nota: para cálculo da área de um ∆ do qual se tem dois de seus lados e o ângulo entre eles é dado por: x4 41 2 4x 4 x 882x 4 1 x 8 2x 4 1 x 4 1 2 1 2 4 4 2 A ∆ = ½(lado1. lado2). seno do ângulo entre lados. 2x 4x 4 4x 4 2x 2 x 4 1 x4 1 x2 1 2 2  2  06(D) Temos uma questão sobre potências e suas 2x 2 2x 2 2x 2 2 2x2 propriedades. executamos a raiz quadrada. x° = 1 para todo x ( x x 0) e – 32 = - 25 15(D) Temos uma questão envolvendo algumas ∴ 1 propriedades de logarítmos (divisão, expoentes,etc.) 16  11 1 4 1 4 5 16  1 1 1 8 16 6 7 1 8 1 8 log 125 = log (1000 / 8) = log 1000 – log 8 = 64 12 5 5 = log 10³ - log 2³ = 3.log 10 – 3.log2 = 3 – 3.log 2. 07(B) Vamos a primeiro lugar calcular o preço sem 16(D) Aplicando a função f(x) temos: descontos do vestido: Pr. venda = Pr. Custo – f(x + h) – f(x) = [5(x + h)² - 2(x + h) – 1] – (5x²-2x-1) desconto ∴ 25,00 = C – 2,50 ∴ C = 27,50. = 10xh + 5h² - 2h = h( 10x + 5h – 2). Logo a taxa dos descontos = desconto / Pr.Custo = 2,50 / 27,50 = 1 / 11 2 9%. 17(A) Há uma variedade de maneiras de se verificar que a alternativa correta é (A). Uma maneira (óbvia) 08(C) Sejam L o lado do quadrado e h a altura do ∆. é colocar vários pontos em um gráfico. Como as áreas são iguais, temos: NOTA: O traçado de um gráfico de um polinômio de At = Aq ∴ (base x altura) / 2 = (lado)² 3°grau está fora do escopo do nível médio. ∴(2L. h)/2 = L² ∴ h = L ∴ h / L = 1. 18(D) Assunto: Inequação do 1° grau. Temos que: 09(C) Considere as 2x – 3 > 7 – x, adicionando x + 3 a ambos os cordas: PQ = 9; PR = membros da inequação: 3x > 10 ∴ x > 10 / 3. PQ + QR=9+7 = 16. Temos ainda: PS = 13 – 19(D) Assunto: Ângulo Inscrito r(raio) e PT = 13 + r. em uma circunferência (Veja Usando uma das fórmulas da potência de um ponto, problema 13). Vamos temos: PT . PS = PQ . PR ∴ (13 + r)( 13 – r) = 16 . 9 considerar o ∆ A’B’C’ inscrito ∴ 169 – r² = 144 ∴ r = 5. no círculo e este por sua vez, inscrito no ∆ABC (Veja figura) 10(C) Soma dos coeficientes = ( 1 + 1)6 = 26 = 64. Como: A’ = a / 2 e que ] A = 180° - a∴ a = 180° - ] A. ] A’ = a / 2 = 90° - ]A / 2 ∴ A’ < 90°. 4
  • 5. [Da mesma forma encontramos: ]B’ < 0 e ] C’ < 0. 29(A) Usando relações métricas no ∆ retângulo 20(B) Raízes racionais de uma eq. Polinomial: Se p/ m 4 r 9 (i) Temos que n e t , onde q, com p Ze q  Z*, é raiz de P(x) = ao + a1x + a2x² + ... n 3 t 14 + anxn = 0, p é divisor de ao e q é divisor de a n. Na multiplicando as proporções entre si,obtém-se: equação do problema x³ + 6x² + 11x + 6 = 0, temos mr n 4 3 14 4 6 7 6k k mr m 6k e nt n 7k 9 nt 3 7 7k que ao = 6 e a n= 1, p é divisor de 6 = {±1; ±2; ±3; ±6} e q é divisor de 1 = {±1}.Então p/q = {±1; ±2; Podemos então calculara a razão pedida: 3mrr nt ±3; ±6}. 4ntt 7mr r 28kk42k k k14k k k11 . 18kk7k 11k 14 Verifica-se então que p(-1) = p(-2) = p(-3) = 0, logo: (considerar figura) e dados do problema temos: -1; -2 e -3 são raízes racionais da equação x x c c a² e ec c xxc c b². 21(C) Inicialmente devem-se quadrar a equação e em Como a razão catetosc a b 1 b 2 seguida, “zera-la” (operar seus ternos semelhantes no 1º membro zerando o segundo). a razão das p artes da hip otenusa Temos: 2 x  2 x 5 5 2 x  2 2 2 2 5 2 4x  8  4 x x 25 h xccxxc c ccx x a² ² xc x b² 1 2 ² ² 1 4 . x x (multiplicando-se os membros da equação por x, temos) (Veja figura abaixo). 30(B) Sejam a, b ) 4x² ² 17x  4 4 0 e c os dias que A, B e C 22(B) Vamos operar as frações e fatorar: gastariam para 2x²² x 4 x 2x²² xx44x Temos : xx 111xx2 2 2 xx 111xx2 2 2 xx 111xx2 2 2 terminar o 22x²² xx22 22x 1 11xx22 trabalho se 2x²² 2xx4 2 4x 1 11xx22 2 2x 1 11xx22 2 2x 1 11xx22 2 2, estivessem trabalhando sozinhos. Então 1 / a. 1 / b e 1 / c para valores de x x x 1 ou x x 2. representam as frações do trabalho que eles executam 23(D) Pelas alternativas do problema, observa-se que em cada dia. Como A e B trabalhando juntos gastam o pedido é a margem (M) do lucro em função do 2 dias para fazer o trabalho, então fazem a metade do preço de venda (V). Iniciamos a resolução calculando trabalho por dia, isto é 1/a + 1/b = ½ (i) e o preço de custo (C) em função de (V), usando (i) semelhantemente 1/b + 1/c = ¼ (ii) e 1/a + 1/c= para em seguida calcularmos M em função de V. 1 / 2 2/5 = 5/12 (iii). (i) Venda (V) = Custo (C) + Lucro (L) ∴ Fazendo (iii) – (ii), temos: 1/a – 1/b = 1/6 (iv). V = C+1/n C = C ( 1 + 1/n ) ∴ C = [ n / (n+1)] V Finalmente: (i) + (ii) = 2/a = 2/3 ∴ a = 3. (ii) Como temos que: M = (1 / n)C ∴ M = (1 / n).[n / (n + 1)] V ∴ M = V / (n + 1) . 31(A) A 40° 24(A) Para uma equação do 2ºgrau possuir raízes reais e iguais, o valor do discriminante = 0 (zero). D E Na equação 2x² - x(k – 1) + 8 = 0 temos que: 40°+α ∆ = (k – 1)² - 64 = 0 ∴ k – 1= ± 8 ∴ k = 9 ou k = -7. X 70- α β α 25(D) Trata-se de um problema de equações do α 70- α 2ºgrau (ax² + bx + c = 0, a20) em que uma das raízes, B C temos que é x1= 1. Vamos usar a fórmula do produto das raízes, ou seja: Pelo enunciado temos que AB = AC ∴ ∆ABC é x1.x2 = c / a ∴ 1 . x2 = c(a – b) / a(b – c) isósceles, e: (i) ] A = 40°,(ii) pela soma dos ângulos ∴ x2 = c(a – b) / a(b – c). internos de um ∆, temos ] B = ] C = 70°. Vamos a figura acima e considere: 26(B) Seja x = BD e seja R o raio do a) No ∆BXC, temos: ] B = α; ]X = β e círculo menor. ]C= 70°- α. Traçada uma reta b) No ∆ADC, temos: ] A = 40°; ] C = α . do centro de cada circunferência até o c) NO ∆BDX, temos: ] B = 70°- α; ] D = ponto de contato da 40°+ α ( ângulo externo do ∆BDX) tangente e o círculo, por semelhança de triângulos, d) ] β (Externo ∆BDX) = (70°-α) + (40°+ α) temos: = 110°. x R x 5R R R 3R R xx R 27(D) Como dados temos: Rcone = Resf. = R; Temos mais que: Vcone = ½ Vesf ∴ 1/3 R² hc = ½ (4/3 RR³) ∴ h c / R = 4/2 = 2 / 1. 32(E) Trata-se de um problema de fatoração. Existem alguns métodos, como a complementação dos 28(B) Vamos usar algumas propriedades das quadrados, uso de regras dos produtos notáveis, etc. proporções: Mas vamos ao nosso caso: x4 + 64 = (x²)² + (8)² + 16x²- 16x²= 5
  • 6. =(x4 + 16x²+64) - 16x² = (x² + 8)² - (4x)² = ∴x 1,47. (x² + 8+ 4x) (x²+ 8 – 4x) = (x² + 4x + 8) (x²- 4x + 8). 39(E) Seja PA um segmento de reta qualquer 33(D) A taxa de juros Compostos, trata-se de um passando por P de forma que A seja um ponto sobre cálculo bastante complexo. Vamos aqui usar uma uma circunferência de centro O e raio r. Seja A’ o aproximação. O quociente do juro pelo capital inicial ponto médio de PA r seja O’ o ponto médio de nos fornece a taxa, pois j = C.i ∴ i = j / C (onde C = PO.Para se convencer de que o lugar geométrico Capital inicial e j = juros). No nosso problema vamos procurado é a circunferência de centro O’ e raio r/2, considerar a média(metade) de C = 120/2 = 60. considere os triângulos equivalentes POA e PO’A’. Portanto temos: i = j / C = 6 / 60 = 0,10 P 10%. Qualquer que seja o ponto A sobre a circunferência dada, O’A’ = ½ AO = ½ r (veja figura a seguir). Logo 34(D) Assunto: Dízimas periódicas Simples e a alternativa Compostas: Temos que 1 / 3 = 0, 333. . . (dízima correta é (E). periódica simples). Podemos ver: 1/ 3 = 0, 33333333 + 0, 00000000333... 40(C) Como ∴ 1/3 – 0, 00000000333... = 0, 33333333. temos (a + Podemos concluir então que 1/3 é maior que 1/a)² = 3 ∴ a + 0,33333333 em 0,00000000333... = 1 / 3.10 8. 1/a = √3. Para o cálculo do pedido vamos usar o cubo da soma 35(A) Usando: (i) Teorema de Pitágoras no ∆ACM de dois termos e uma de suas aplicações. Lembrando temos: c² = m² + a² ∴ c = √ d² + (h + x)² = que: (x + y)3 = x³+3x²y+3xy²+y³ = x³ + y³ + 3xy(x+y) = √ d² +h² +2hx + x². ∴ x³ + y³ = (x + y)³ - 3xy(x + y). Podemos então usar (ii) Dados do problema: BM + MA = BC + CA ∴ que: a³ + 1/a³ = (a + 1/a)³ - 3 a.1/a (a + 1/a) = x+c=h+d∴c=h+d–x. (√3)³-3.a.1/a(√3) ∴ a³ + 1/a³ = 3√3 - 3√3 = 0. Fazendo (i) = (ii), e a seguir quadrando a igualdade temos: 41(D) Uma equação do 3° grau apresenta-se como: ax³ + bx² + cx + d = 0 e tem como soma das raízes: √ d² + h² + 2hx + x² = h + d – x ∴ S = - b/a, portanto na equação 4x³ - 8x² - 63x – 9 = 0 d² + h² + 2hx + x² = h² + d² + x² +2hd – 2hx – 2dx ∴ temos: S = -(-8) / 4 ∴ S = 2. ∴2hx + dx = hd ∴ x = hd / (2h + d) . 42(D) Construindo o gráfico das funções ou 36(C) Do enunciado temos; Velocidade do barco em observando o ponto mínimo vértice V(-b / 2 a; -∆/4 a) águas parada → Vág. Par. = 15 km/h; Vel. da corrente de cada função, V1(1 / 4; 31 / 16) e V2(-1 / 4; 31 / 16), → Vcor = 5 km/h Vel. barco descendo o rio → Vds = em um plano cartesiano pode-se concluir que a 15 + 5 = 20 km/h; Vel. barco subindo o rio → Vsd = alternativa correta é (D). 15 – 5 = 10 km/h. Cálculo da velocidade média(Vm) da subida e 43(B) Num ∆ABC retângulo com hipotenusa c e descida do trecho do rio, usaremos a média catetos a e b temos que c = a – r + b – r , onde r é o harmônica sobre Vds e Vsd (Ver II REMEMBER – raio do círculo inscrito (Veja problema 35 – Prob 39), ou seja: Remember I ). Como dados temos: c = 10 cm e r = 1 cm. Daí: 10 = a + b – 2.1 ∴ a + b = 12(Soma com 2 2 2 40 Vm V 1 1 V 1 1 0 1 2 0 3 km/h catetos) ∴ Perímetro = a + b + c = 12 + 10 = 22 cm. Vds  Vsd 20  10 20 Vm 40/3 8 Logo a razão pedida: Vág.par. . 15 5 9 44(E) A 1ª metade do século XIX compreende um número inteiro entre 1800 e 1850. Extraindo a raiz 37(B) Pelas opções verifica-se que o pedido do quadrada de 1950 temos: 1950 = 43² + 1, ou seja, o problema é o ângulo ]m ou o ângulo ] d e que único inteiro que possui quadrado neste intervalo ] n = 90°. acima é 43, pois 43² = 1849. Portanto em 1849 =x² Como o ]m ele possui 43 anos = x, logo ele nasceu em 1849 – 43 é externo ao = 1806. ∆MPD 45(D) Seja x a distância de A medida da reta temos:]m= (diagonal)AC e seja y o comprimento do segmento ]p+]d. paralelo a BD e x Os ∆MRNM∆ORN → ]m = ]o → No ∆OQD → unidades a partir de A. ]q = ]m + ]d . Isolando ]d nas duas equações Considerando o losango ABCD, com diagonais AC temos: ]m - ]p = ]q - ]m → 2]m = ]p + ]q → e BD. Por semelhança ]m = (]p + ]q) / 2. (Observe a figura) temos: ∆AEF A ABD, logo: 38(B) Aplicando a princípio a propriedade de i) Se x ≤ AC / 2 → ½ y = ½ BD potências am + n = am. an e a seguir usando logarítmos x ½ AC na igualdade com a propriedade da divisão, temos: ∴y=2xBD/AC ∴ y = 2kx (k = BD/AC → constante) 3x + 3 = 3 x. 33 = 135 ∴ 3 x = 5 ∴ log3x = log 5 ∴ x log 3 = log 5 ∴ x log 3 = log( 10/2) =log10 – log 2 ii) Se x ≥ AC / 2 ( temos ∆CGH C ∆ CBD ) ∴ x = (log 10 – log 2) / log 3 = (1 – 0,3010) / 0,4771 ½ y = ½ BD ∴ y = 2k(AC – x) 6
  • 7. AC – x ½ AC desloca-se apenas 30°).(Considere relógio com ∴ y = -2kx + 2kAC, onde k = BD / AC (constante). mostrador circular para melhor compreensão). O gráfico de y como função de x é linear. A 1ºinstante: Conforme o declividade da reta = 2k, é positiva para x < AC/2 e a enunciado, há um ângulo de 84° declividade = -2k (negativa) para x > AC/2. Portanto entre os ponteiros no horário a alternativa correta é a (D). entre 7 e 8 h. Neste horário o ponteiro das horas deslocou-se x 46(E) Na figura o ∆OBD é após as 7hs, formando um retângulo em B; logo: ângulo de 210° + x relativo as sen 30° = OB/OD ∴1/2=3/16 /OD ∴ OD=3/8. 12hs e, o ponteiro dos minutos deslocou-se y após a Daí então: marca das 4 hs, formando ângulo de 120° + y com a CD=3/8 + 3/19=9/16=x +1/2 ∴ x = 1/16 cm marca das 12 hs. (Veja figura ao lado). Temos por equação relacionada ao deslocamento dos ângulos: Deslocamento do ponteiro menor em relação 47(B) Usando o teorema de Pitágoras no ∆KMT as 12 hs – desl. do pont. maior relativo as 12 hs. = (retângulo em M) temos: (1/2 p)² = q² + MT² ∴ 84° ∴ (210° + x ) – (120° + y) = 84° . Como o ponteiro menor, entre 7 e 8 hs deslocou-se apenas x, MT = √(1/2 p)² - q² = ( √p² - 4q² ) / 2 . temos que 120° + y = 12x (deslocamento do ponteiro Vamos calcular as raízes, sua a soma e o produto: maior). Logo a nossa equação torna-se: 210° + x – AT = AM + MT = p/2 + ( √p² - 4q² ) / 2 = 12x = 84° ∴ x = 126/11° 23 minutos. =(p + √p² - 4q² ) / 2 e, Temos então o horário de 7hs e 23 min. TB = AB – AT = p - (p + √p² - 4q²) / 2 = = (p - √p² - 4q²) / 2. 2ºinstante: Fazendo as mesmas considerações do Daí então: S =AT+TB = p e P = AT.TB= q² instante anterior, temos(Veja figura ao lado) ∴ a equação é: x² - px + q² = 0. Deslocamento ponteiro pequeno = x 48(C) Seja d a distância do local do acidente ao final Deslocamento ponteiro grande = da viagem e v, a velocidade constante do trem antes 300° + y = 12x; do acidente. Nossa equação: Temos então que o tempo normal da viagem, em Desl. pont.Gde – Desl.pont.Peq. = horas, é dado por: 84° ∴ (300° + x) - ( 210° + x) = T normal = T (antes do acid.) + T (após o acid.) = 84° ∴ = 1 + d / v = (v + d ) / 2 hs. 12x – 210° - x = 84° ∴ x = 294°/11 53 min. Lembre-se no Mov.Uniforme: V = d/t ∴ t = d/v Logo o horário é 7 hs e 53 min. Vamos considerar o tempo gasto em cada tipo de viagem. Veja que, no primeiro tipo temos três etapas de tempo: t1 (antes do acid.) + t2 (retido) + t3 (após acidente) = = T normal + 3 ½ ∴ 1 + ½ + d / (3/4 v) = (v+d)/2 + 31/2 ∴ d = 9v (I) No segundo tipo temos as etapas: t1(antes do acid.) + t2(+ 90km) +t3(retido) + t4(após acid.) = T normal + 3 ∴ 1 + 90 / v + ½ + (d – 90)/ (3/4 v) = (v + d)/2 + 3 ∴ 2d – 15v = 180 (II). Substituindo (I) em (II), temos: v = 60 km/h e d = 540 km. Como o trem deslocou-se 1h com velocidade 60 km/h, antes do acidente podemos concluir: a viagem = 540 + 60 = 600 km. 49(C) Considerando os impares 2 a + 1 e 2b + 1, temos:(2 a + 1)² - (2b + 1)² = = 4 a + 4 a + 1 – 4b² - 4b – 1 = = 4 a (a + 1) – 4b (b + 1) = = 4[a (a + 1) – b( b + 1)] Como o produto de dois números consecutivos é divisível por 2, a última expressão é divisível por 8. 50(A) Para resolução deste problema temos que saber que, em termos de deslocamento, o que o ponteiro dos minutos (y) executa em determinado tempo, o ponteiro das horas (x) executa 1/12 do deslocamento, ou seja: y = 12.x (veja que enquanto o ponteiro grande (y) dar uma volta=360°, o ponteiro menor (x) 7