Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

GEOGRAFIA DAS INDÚSTRIAS                                   rural fornecedor d...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

- Controle do tempo;                                    - A mão de obra quali...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia




Figura do Trabalho Taylorista:
                                 O ESPAÇO U...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

As interações urbanas contemporâneas                    que constituem hoje p...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

A globalização da cidade:                              - Com a concentração p...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

                                                             Migração temporá...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

· O fim da Guerra Fria;                                  imprevisibilidade a ...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

· Fazem uma intensa publicidade, convencendo-nos             As novas realida...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

1993 - Entra em vigor o Tratado de Maastricht                   Cerca de 90% ...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

        A grande preocupação da comunidade latino-       Comércio, mesmo send...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

rodadas de negociação multilaterais para a redução        coordenar a polític...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia




        A princípio, há aproximadamente 240 milhões
de anos, havia somente...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

no interior de alguma delas. Contudo, a incidência de   umidade e pressão. Es...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

                                                         superfície terrestre...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

saída de radiação terrestre superaria a entrada de     diretamente associada ...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

deve ser fresca, clara, inodora e de sabor agradável.             A partir da...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

Poluição sonora: provocada pelo excesso de barulho       das florestas, nessa...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

óleo diesel, do querosene, etc., é evidente que não       resolver seus probl...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

      Apresente,        justificando,     duas       3ª Questão:
característi...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia

Aponte duas mudanças básicas, decorrentes desse            1ª Questão:
proces...
Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia



                                                       Na atualidade, o deb...
Apostila geo geral
Apostila geo geral
Apostila geo geral
Apostila geo geral
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apostila geo geral

3.353 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.353
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
72
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila geo geral

  1. 1. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia GEOGRAFIA DAS INDÚSTRIAS rural fornecedor de matérias-primas e alimentos para a grande cidade. A produção de bens necessários à vida humana nem sempre teve a feição ou as características que Condições necessárias para a Revolução Industrial hoje apresenta. Antes da indústria moderna, a produção era manual: Industrialização clássica ou Original: 1. O trabalho humano - Aparecimento da relação assalariada; • Artesanato - Concentração de uma grande massa de • Manufatura 2. Invenção da máquina à vapor (1765/1775) desempregados nas cidades (excesso de fugas dos • Maquinofatura servos) O desenvolvimento do processo da - desenvolvimento do comércio colonial, com a industrialização não ocorreu de modo análogo em divisão internacional do trabalho entre as metrópoles todo o planeta. e as colônias (estas recebiam produtos A concentração das indústrias em certas manufaturados e forneciam matéria-prima) regiões do planeta ocasionou, conseqüentemente, a Industrialização periférica ou tardia: concentração do capital gerado por estas. Elas foram instaladas, na gênese do processo, obedecendo a - normalmente países que eram colônias alguns fatores locacionais: - em muitos casos, financiados pelos já •Matérias - primas industrializados. •Fontes de energia •Mão de obra de baixa qualificação Os tipos de Indústrias: (baixa remuneração) • Mão de obra de alta qualificação (alta • Indústrias de Bens de Produção (ou indústrias remuneração) de base): • Mercado consumidor - aço; alumínio; chapas de ferro. • Infra-estrutura de transporte • Rede de telecomunicações • Indústrias de Bens de Capital: • Incentivos fiscais - máquinas, lubrificantes, ferramentas, • Disponibilidade de água autopeças. Com a Revolução Industrial, surge ainda uma nova maneira de organizar o espaço geográfico: o • Indústrias de bens de consumo (duráveis ou não-duráveis): automóveis, eletrodomésticos, Estado Nacional. vestuários, alimentos O Estado-Nação consiste no Estado que exerce sua soberania sobre um determinado Processos da Produção Industrial e a 2ª Revolução território, delimitado por fronteiras, e diz representar Industrial. uma nação. Uma nação é uma comunidade com idioma e tradições em comum. Após a 1ª Revolução Industrial (voltada basicamente para manufaturas e com o carvão O Estado Nacional atual resultou da mineral como principal fonte de energia), no inicio do hegemonia da Burguesia e da própria revolução século XX o mundo inicia a 2ª Revolução Industrial, industrial, que criou a necessidade de proteger o caracterizada pelo crescimento das fábricas, sendo a mercado da concorrência de produtos estrangeiros. É industria automobilística o principal setor, inserção de o chamado mercado nacional. modelo produtivo, e tendo o petróleo como principal Com a Revolução Industrial, as cidades fonte de energia. crescem vertiginosamente e o meio-rural vai sendo Taylorismo influenciado pelas formas de produção da indústria moderna (mecanização e relação assalariada). O - Rígida separação do trabalho por tarefas e níveis meio urbano torna-se a sede das indústrias e o meio hierárquicos; Geografia 1
  2. 2. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia - Controle do tempo; - A mão de obra qualificada acaba, por vezes, influenciando na localização das indústrias de alta - Aumento da produtividade; tecnologia. - Maior exploração do trabalhador; A Revolução Técnico-científica (3ª Revolução - Modelo criado pelo engenheiro americano Taylor; Industrial) - Nascido na época da 2ª Revolução Industrial O modelo industrial predominante no século XX (petroquímica e automobilística) vem perdendo Fordismo espaço para a informática, robótica e biotecnologia, telecomunicações. É a passagem da segunda para a - Como complemente do Taylorismo, consiste num terceira revolução industrial. conjunto de métodos voltados para produzir em massa; Ramos da 3ª Revolução Industrial - Organizou a linha de montagem das fábricas; - Informática: miniaturização; estabelecimentos 24 horas; redução do numero de funcionários; - Produção e consumo em massa; telecomunicação - Padronização dos produtos; - Robótica: introdução de robôs ou máquinas inteligentes no lugar dos trabalhadores (executam - O nome vem do industrial americano Ford, um tarefas que não exigem qualificação melhor que os pioneiro da indústria automobilística; seres humanos, pois não cansam, não fazem greves, - Preocupou-se com o tempo livre e, principalmente, não entram em sindicatos, não tiram férias, não vão com o consumo do trabalhador; ao banheiro, etc.) - Ajudou na melhoria dos padrões de vida dos - Biotecnologia: manipulação dos genes. trabalhadores dos países subdesenvolvidos do Com a Globalização e a Revolução Técnico- século XX; Científica, alguns fatores locacionais perderam Pós-Fordismo (Toyotismo) importância no processo de industrialização. - Inicia-se na 3ª Revolução Industrial, tendo o Japão A atual fase da industrialização encontra-se como pioneiro; em processos de reorganização. Procura-se agora a desconcentração das indústrias tanto a nível local - Introdução do método Just-in-time (produzir no como a nível regional e global: tempo certo e na quantidade certa); • As Metrópoles - Substituição da linha de montagem por produção • As megalópoles mais flexível; • Descentralização do capital e do trabalho - Exigência de maior qualificação do trabalhador; • Os tecnopólos - Horário de trabalho flexível; - Mudança nas relações de trabalho (ao invés de salários padronizados, começa-se a introduzir pagamentos diferenciados de acordo com a produção; co-gestão); - menor participação dos sindicatos; - Estimula investimento na educação; Geografia 2
  3. 3. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia Figura do Trabalho Taylorista: O ESPAÇO URBANO Revolução Industrial, iniciada no século XVIII, originou profundas alterações na forma e na função da cidade. A indústria se multiplicava nos países europeus e nos Estados Unidos, onde vivia grande parte dos trabalhadores urbanos. As lojas se instalavam nas ruas mais movimentadas, a fim de atrair um número cada vez maior de consumidores. As residências passaram a ser construídas de modo caótico, nos poucos espaços que sobravam entre as fábricas e rodovias, não havia espaços para o lazer e o ar era muito poluído devido ao carvão utilizado nas indústrias. O nascimento da indústria originou cidades insalubres, isto é, pouco saudáveis, marcadas pela aglomeração dos pobres em Figura do Trabalho Fordista pequenos quartos de cortiços, a população não tinha acesso à água tratada e nem rede de esgotos. A cidade no século XX e o planejamento urbano: As pesquisas e projetos nessa área se avolumaram e constituíram uma área de estudo, o urbanismo. As primeiras iniciativas resultaram em bairros residenciais dotados de excelente infra- estrutura arborizados e ajardinados. As cidades planejadas deveriam Ter largas avenidas e um sistema viário eficiente, permitindo o trânsito rápido. A cidade de Brasília é o exemplo mais completo e bem acabado desse tipo de planejamento, que também foi adotado na implantação de cidades dos Figura do Trabalho Toyotista: Estados Unidos. França, Inglaterra, Israel e Japão. Geografia 3
  4. 4. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia As interações urbanas contemporâneas que constituem hoje países desenvolvidos. A partir do século XX, o ritmo de urbanização diminuiu nesses Formadas por um conjunto hierarquizado de países. No pós-guerra, a concentração humana e a cidades com tamanhos diferentes, onde se observa a elevação do poder aquisitivo das populações dos influência exercida pelos centros maiores sobre os países mais desenvolvidos produziram um grande menores. A hierarquia urbana se estabelece a partir aumento do consumo de bens e serviços, que dos produtos e dos serviços que as cidades têm para favoreceu a expansão do setor terciário da economia. oferecer. Nos países desenvolvidos, as redes Com o desenvolvimento da tecnologia industrial, a urbanas são mais bem estruturadas. produtividade aumentou e as necessidades de mão- As ricas metrópoles contemporâneas de-obra se reduziram. Parte da população ativa no setor secundário foi para o setor. Depois de 1980 o As metrópoles correspondem a centros setor terciário e a prestação de serviços aderiram aos urbanos de grande porte: populosos, modernos e avanços tecnológicos da informática. dotados de graves problemas de desigualdades Os países subdesenvolvidos: sociais. A concentração populacional amplia a oferta de mão-de-obra e, desse modo, atrai investimentos O século XX se caracterizou pela urbanização produtivos que contribuem para o desenvolvimento dos países subdesenvolvidos. O ritmo se acelerou a da indústria. A metrópole lidera a rede urbana à qual partir de 1950, devido ao aumento das taxas de está interligada e exerce uma forte influência sobre crescimento populacional. A industrialização formou as cidades de menor porte, podendo transformar-se grandes cidades, com maior disponibilidade de num pólo regional, nacional ou mundial. emprego, conforto e ascensão social. A Conurbações: as cidades se aproximam industrialização adotou um padrão tecnológico muito mais moderno do que o utilizado pelas indústrias do Quando os limites físicos das cidades estão século XIX, o que resultou na criação de menos muitos próximos, formam-se conurbações. Vista do empregos. Nessas cidades existe o setor terciário alto, a conurbação tem o aspecto de uma grande informal – aquelas atividades não regulamentadas, mancha urbana, ou seja, um conjunto de espaços como a dos camelôs e biscateiros – cresce mais que urbanizados que engloba mais de uma cidade. o formal. A maior parte da população ainda vive na zona rural. Nas megalópoles, o retrato da modernidade A urbanização na África: A megalópole não é uma mega-metrópole, mas uma conurbação de metrópoles, nelas as Na África a maior parte da população vive na regiões rurais estão quase ausentes. zona rural, pois as atividades agrárias predominam na estrutura econômica de quase todos os países do Os principais problemas urbanos atuais continente. Os países da África são os que apresentam as taxas de urbanização mais elevadas Um dos mais graves problemas é a habitação. entre os países menos desenvolvidos. Seus Como os imóveis mais baratos em geral são os mais habitantes possuem uma renda anual inferior a 370 distantes do centro da cidade, a população passa a dólares. A urbanização africana ocorreu quando morar cada vez mais longe do local de trabalho. Em houve um grande aumento do consumo mundial de conseqüência disso a população por não ter um matérias-primas, combustíveis fósseis e produtos transporte coletivo digno vai trabalhar com seus agrícolas. próprios automóveis causando muito trânsito, poluição do ar, poluição sonora e até mesmo dos A urbanização na Ásia: rios. A Ásia, é o continente mais populoso do A urbanização mundial mundo, não tem uma tradição urbana. A população ainda é predominantemente rural. Vivem com uma Os países mais desenvolvidos: renda como a dos africanos, inferior a 370 dólares No século XIX, a urbanização foi mais intensa por ano. A urbanização ocorreu com a oferta de nos países que realizaram a Revolução Industrial e trabalho das indústrias dos tigres asiáticos. Geografia 4
  5. 5. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia A globalização da cidade: - Com a concentração populacional, torna-se mais fácil obras de saneamento básico (rede de esgoto, de Com a globalização, surgem as metrópoles água, coleta de lixo); mundiais e tecnopólos. É nessas metrópoles que se concentram grandes capitais, profissionais - A proximidade entre pessoas facilita campanhas de qualificados e tecnologia. O papel de metrópole vacinação em massa e de limpeza publica. mundial adquiriu tamanha importância na atualidade que passou a ser a meta perseguida por muitas No geral, os países desenvolvidos possuem cidades desenvolvidas. uma baixa taxa de mortalidade enquanto que os subdesenvolvidos possuem uma alta taxa de Os tecnopolos, por sua vez correspondem a mortalidade. centros urbanos que abrigam importantes universidades, instituições de pesquisa e os Taxas de Natalidade principais complexos industriais, onde se No geral, o numero de pessoas que nasce desenvolvem tecnologias avançadas e pesquisas tem diminuído devido: científicas. - Diminuição das mortalidades: as crianças atualmente sobrevivem e chegam à idade adulta. Conseqüentemente, os casais acabam tendo menos filhos (com índices baixos de mortalidade infantil). - Urbanização: alto custo de formação do individuo, adiamento da data de casamento, a religião exerce menos influencia hoje em dia, maior conhecimento e acesso á anticoncepcionais. Obs.: Surto Demográfico ou Explosão Demográfica = Charge que retrata a Revolta da Vacina, período de elevado crescimento populacional num curto período urbanização (mesmo que forçada) no Brasil de tempo. Estas explosões demográficas ocorreram na história principalmente quando a taxa de GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO mortalidade de um país começou a declinar. O crescimento demográfico intensificou-se Atualmente (com exceção da África com o passar dos anos e, em geral, é maior nas Subsaariana) ocorre diminuição das taxas de áreas de fraca industrialização. crescimento. A modernização da economia e a A população de um país cresce ou diminui por urbanização operam justamente no sentido de meio de dois processos: diminuir as taxas de mortalidade e natalidade. - A diferença entre o numero de pessoas que saíram Segue abaixo exemplo de pirâmide etária de do local (emigrantes) e de pessoas que entraram no um país Subdesenvolvido e o de um país local (imigrantes). desenvolvido: - A diferença entre nascimentos e mortes. Taxas de mortalidade: Até a Revolução Industrial, para cada grupo de mil habitantes, nasciam cerca de 40 a 45 e morriam cerca de 30 a 35 (o que pode ser considerado equilíbrio) Entretanto, a Revolução Industrial veio acompanhada de uma queda na taxa de mortalidade: Geografia 5
  6. 6. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia Migração temporária, normalmente vinculada a emprego ou estudo. Migração Intra-regional Quando a migração ocorre dentro de uma mesma região (exemplo, do interior do Rio de Janeiro para a Capital, ou de São Paulo para o Rio de Janeiro) Migração Intra-regional Quando a migração ocorre entre regiões (exemplo: do Pará para São Paulo) Migrações pelo mundo (diferentes etnias em uma mesma região é sempre motivo de conflitos?): - Suíça vive pacificamente com quatro grupos étnicos, cada um com seu idioma (italiano, Frances, alemão, romanche). Porém possui alta qualidade de vida. MIGRAÇÕES - Iugoslávia também possuía várias etnias (eslovenos, macedônios, sérvios, croatas) e As principais causas das migrações no mundo enfrentou inúmeras guerras internas, provocando sua são estas: buscas de melhores empregos e salários; desfragmentação. melhores condições de vida; fuga de guerras locais; crimes políticos, etc. - No Tibete, a reação contra o domínio chinês é intenso, pois os chineses desprezam as demais Com a modernização tecnológica, o índice de etnias, não integrando os outros grupos étnicos, e desemprego aumenta e os imigrantes passam a sim os afogando numa avalanche de chineses. concorrer com os nativos (europeus, norte- americanos, japoneses) pelos empregos locais, - Isso ocorre também com os Curdos que nunca principalmente os que não exigem qualificação. foram bem assimilados no Iraque, Irã e Turquia. Esta condição acarreta em: - Na Catalunha, os catalães sofreram repressão durante a ditadura de Franco, em 40. Quem falasse - Medo de perda da identidade nacional Catalão era preso (só era permitido Castelhano). (estrangeirização). Com a redemocratização, em 70, a economia - Aumento da criminalidade (prostituição, tráfico de espanhola (e catalã) melhorou muito e o próprio drogas, roubo), devido ao desemprego. sentimento separatista tem diminuído. - Xenofobia: terror ao estrangeiro (incompreensão, GLOBALIZAÇÃO: A MUNDIALIZAÇÃO DO receio ou aversão a determinados grupos nacionais CAPITALISMO diferentes da comunidade a qual se pertence.) Fatos históricos marcantes ocorridos entre o Migração Pendular final da década de 1980 e o início da de 1990 determinaram um processo de rápidas mudanças Fluxo diário de pessoas que se deslocam para políticas e econômicas no mundo. Até mesmo os diferentes cidades para complementar estudo, analistas e cientistas políticos internacionais foram trabalho ou outros serviços. surpreendidos pelos acontecimentos: Migração Sazonal ou Transumância · A queda do Muro de Berlim em 1989; Geografia 6
  7. 7. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia · O fim da Guerra Fria; imprevisibilidade a curto prazo, foi o sistema capitalista, que pôde expandir-se praticamente · O fim do socialismo real; hegemônico na organização da vida social em todas · A desintegração da União Soviética, em dezembro as suas esferas (política, econômica e cultural). de 1991, e seu desdobramento em novos Estados Assis, o capitalismo mundializou-se, globalizou-se e Soberanos (Ucrânia, Rússia, Lituânia etc.); universalizou-se, invadiu os espaços geográficos que até então se encontravam sob o regime de economia · A explosão étnica ou das nacionalidades em vários centralmente planificada ou nos quais ainda se lugares, acompanhada da guerra civil: antiga pensava poder viver a experiência socialista. De Iugoslávia, Geórgia, Chechênia etc.; repente, o mundo tornou-se capitalista e globalizado. · O fim da política do apartheid e a eleição de Nelson As características da globalização podem ser Mandela para presidente, na África do Sul; assim resumidas: · O acordo de paz entre Israel, OLP (organização · Internacionalização da produção e das finanças; para libertação da Palestina) e Jordânia; · Alteração na divisão internacional do trabalho, ou, · A formação de blocos econômicos regionais (União antes, criação de uma nova divisão de trabalho Européia, Nafta, Mercosul, etc.); dentro das próprias empresas transnacionais, e que a distribuição das funções produtivas não se encontra · O grande crescimento econômico de alguns países mais concentrada num único país, mas espalhadas asiáticos (Japão, Taiwan, China, Hong-kong, por vários países e continentes (por exemplo, um Cingapura), levando a crer que constituirão a região país fabrica um componente do produto, um segundo mais rica do Século XXI; fabrica outro, um terceiro faz a montagem, enquanto o centro financeiro e contábil da empresa está · O fortalecimento do capitalismo em sua atual forma, sediado num quarto país); ou seja, o neoliberalismo; · O grande movimento migratório do hemisfério sul · O grande desenvolvimento científico e tecnológico para o norte; ou Terceira Revolução Industrial ou Tecnológica. · A questão ambiental e a sua importância nas Até praticamente 1989, ano da queda do Muro discussões internacionais; de Berlim, o mundo vivia no clima da Guerra Fria. De um lado, havia o bloco de países capitalista, · O estado passa de protetor das economias comandados pelos Estados Unidos, de outro, o de nacionais e provedor do bem-estar social, a adaptar- países socialistas, liderado pela ex-União Soviética, se à economia mundial ou às transformações do configurando uma ordem mundial bipolar ou um mundo que ela própria e a exaltação do livre mercado sistema de polaridades definidas. provocam; As reformas iniciadas por Gorbatchev,, na ex- Nesse quadro de globalização, hoje, as União Soviética, em 1985, através da Perestróika e empresas transnacionais: da glasnost, foram pouco a pouco minando o socialismo real e, conseqüentemente, essa ordem · Atuam em vários países ao mesmo tempo; mundial bipolar. · Compram a melhor matéria-prima a menor preço em De um sistema de polaridades definidas qualquer lugar do mundo; passou-se, então, para um sistema de polaridades · Instalam-se onde os governos oferecem mais indefinidas ou para a multipolarização econômica do mundo. O confronto ideológico (capitalismo versus vantagens (terrenos, infra-estrutura, isenção ou socialismo real) passou-se para a disputa econômica redução de impostos etc.) e a mão-de-obra é mais entre países e blocos de países. barata; O beneficiário dessa mudança, historicamente · Com um eficiente sistema de distribuição, enviam rápida, que deixou muitas pessoas perplexas por seus produtos para todos os cantos do mundo; Geografia 7
  8. 8. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia · Fazem uma intensa publicidade, convencendo-nos As novas realidades financeiras, monetárias da necessidade de adquiri-los, criando necessidades comerciais e tecnológicas tendem a integrar os humanas inimagináveis, num mundo que não foram mercados e a restringir o poder de comando dos resolvidas questões básicas de sobrevivência de governos. centenas de milhões ou bilhões de seres humanos (fome, emprego, moradia, educação, saúde etc.); “... os fluxos de mercadorias e capitais, os mercados financeiros globais, as estratégias · Têm um faturamento gigantesco, que chega a ser mundiais das grandes corporações – tudo isso superior à soma do PIB de vários países. potencializado pela revolução da informática, estaria dissolvendo as fronteiras econômicas do Estado.” A Globalização aprofunda o abismo entre ricos e pobres? Desde 1960, quando os ricos ganhavam 30 vezes mais que os pobres, a concentração da renda mundial mais do que dobrou. Em 1994, os 20% mais ricos abocanharam 86% de tudo o que foi produzido no mundo. Sua renda era 78 vezes superior a dos 20% mais pobres. Em 34 anos, o quinhão dos excluídos na economia global passou de 2,3% para 1,1%. A Globalização gera desemprego? BLOCOS ECONÔMICOS A globalização não beneficia a todos de A atual tendência da economia mundial é a maneira uniforme. Na prática, exige maior tecnologia formação de grandes Blocos Econômicos, com o e menores custos de produção. A mão-de-obra objetivo de diminuir ao máximo as dificuldades de menos qualificada é descartada. fluxo de mercadorias, capital, serviços ou mão-de- obra impostas pelas barreiras colocadas pelas fronteiras nacionais. A Globalização reduz o tamanho do mundo? Seguem abaixo os principais blocos mundiais: “Ao mesmo tempo em que o capital tende, por União Européia um lado, a destruir todas as barreiras espaciais opostas ao tráfego, isto é, ao intercâmbio, e a conquistar a terra inteira como um mercado, ele Conhecido inicialmente como Comunidade Econômica Européia (CEE), o bloco econômico tende, por outro lado, a anular o espaço por meio do formado por 15 países da Europa Ocidental passa tempo, isto é, a reduzir a um mínimo o tempo tomado formalmente a ser chamada de UNIÃO EUROPÉIA pelo movimento de um lugar ao outro.”Karl Marx, (EU) em 1993, quando o Tratado de Maastricht entra “Manuscrito de 1867/1868” em vigor. É o segundo maior bloco econômico do mundo em termos de PIB, com uma população de O avanço tecnológico, no setor de transporte 374 milhões de pessoas. e das comunicações, permite uma extraordinária mobilidade de mercadorias, pessoas e informações, Histórico: fazendo com que o mundo fique cada vez menor. 1951 - Criada a Comunidade Européia do Carvão e A transmissão de imagens e sons, através da do Aço informática (INFOVIA), trouxe maior rapidez e segurança para as empresas. 1957 - Tratado de Roma (Comunidade Econômica Européia - Europa dos 6) A Globalização irá criar uma aldeia global? 1992 - Consolidação do Mercado Comum Europeu (eliminação das barreiras alfandegárias) Geografia 8
  9. 9. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia 1993 - Entra em vigor o Tratado de Maastricht Cerca de 90% das mercadorias fabricadas (Holanda), assinado em 1991 . nos países-membros podem ser comercializadas internamente sem tarifa de importação. Alguns Membros: França, Itália, Luxemburgo, setores, porém, mantém barreiras tarifárias Holanda, Bélgica, Alemanha (1957), Dinamarca, temporárias, que deverão ser reduzidas Irlanda, Reino Unido (1973), Grécia, Espanha, gradualmente. Além da extinção de tarifas internas, o Portugal (1981/1986), Áustria, Suécia e Finlândia. MERCOSUL estipula a união aduaneira, com a padronização das tarifas externas para diversos itens. Em 2004 ocorreu o ingresso de mais 10 países: Letônia, Estônia, Lituânia, Eslovênia, Ou seja: os países-membros comprometem- República Tcheca, Eslováquia, Polônia, Hungria, se a manter a mesma alíquota de importação para Malta e Chipre. determinados produtos. Possui integração financeira (moeda única, que é o caso do Euro), integração política Os países-membros totalizam uma população (parlamento que muda a cada 6 meses) e visa de 206 milhões de habitantes e um PIB de 1,1 trilhão integração populacional (com exceção dos últimos 10 de dólares. A sede do MERCOSUL se alterna entre países que entraram, os demais tem livre circulação as capitais desses países. Segundo cláusula de 1996 de pessoas). só integram o MERCOSUL nações com instituições políticas democráticas. Chile e Bolívia são membros NAFTA (Acordo de Livre Comércio da América do associados, assinando tratado para a formação de Norte) zona de livre comércio, mas não entram na união aduaneira. O NAFTA é um instrumento de integração ALCA (Acordo de Livre Comércio das Américas) entre a economia dos EUA, do Canadá e do México. O primeiro passo para sua criação é o tratado de livre comércio assinado por norte-americanos e A ALCA surge em 1994 com o objetivo de canadenses em 1988, ao qual os mexicanos aderem eliminar as barreiras alfandegárias entre os 34 países em 1992. americanos (exceto Cuba). O prazo mínimo para a sua formação é de 7 anos, quando poderá A ratificação do NAFTA, em 1993, vem para transformar-se em um dos maiores blocos comerciais consolidar o intenso comércio regional já existente na do mundo. América do Norte e para enfrentar a concorrência representada pela União Européia. Entra em vigor em Com o PIB total de 12,5 trilhões de dólares 1994, estabelecendo o prazo de 15 anos para a total (maior que o da União Européia - U.E.), os países da eliminação das barreiras alfandegárias entre os três ALCA somam uma população de 790 milhões de países. Seu mais importante resultado até hoje é a habitantes, o dobro da registrada na U.E. Na prática, ajuda financeira prestada pelos EUA ao México sua formação significa abortar os projetos de durante a crise cambial de 1994, que teve grande expansão do MERCOSUL e estender a NAFTA para repercussão na economia global. o restante das Américas. MERCOSUL (Mercado Comum do Sul) Os EUA são os maiores interessados em fechar o acordo. O país participa de vários blocos comerciais e registrou em 2000 um déficit comercial Criado em 1991, o MERCOSUL é composto de quase 480 bilhões de dólares. Precisa, portanto, por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, países sul- exportar mais para gerar saldo em sua balança americanos que adotam políticas de integração comercial. Com uma área livre de impostos de econômica e aduaneira. A origem do MERCOSUL importação, os norte-americanos poderiam suprir as está nos acordos comerciais entre Brasil e Argentina demais nações da América com suas mercadorias. elaborados em meados dos anos 80. Em maio de 2002, é aprovado nos EUA o fast- track, que permite que o presidente do país possa A partir do início da década de 90, o ingresso negociar acordos comerciais, permitindo ao do Paraguai e do Uruguai torna a proposta de Congresso apenas aprovar ou não os acordos, sem integração mais abrangente. Em 1995 instala-se uma fazer qualquer tipo de emenda ou modificação no zona de livre comércio. texto original. A criação do fast-track está ajudando os EUA a agilizar a implementação da ALCA. Geografia 9
  10. 10. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia A grande preocupação da comunidade latino- Comércio, mesmo sendo responsável por grande americana, que gera a maioria das reclamações por movimentação no comércio mundial. parte dos críticos à formação do bloco, assim como a preocupação por parte dos governos dos países que Países Membros: os países membros da irão fazer parte da ALCA, diz respeito às barreiras APEC são: Austrália, Brunei, Canadá, Indonésia, não-tarifárias (leis antidumping, cotas de importação Japão, Malásia, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, e normas sanitárias) que são aplicadas pelos EUA. Coréia do Sul, Tailândia, Estados Unidos, China, Apesar da livre circulação de mercadorias, essas Hong Kong, Taiwan, México, Papua, Nova Guiné e barreiras continuariam a dificultar a entrada de Chile. produtos provenientes da América Latina naquele mercado. Relação com o Brasil: a relação da APEC com o Brasil não é muito direta ou explícita, porém alguns APEC (Cooperação Econômica da Ásia e do países membros da APEC, também fariam parte da Pacífico) ALCA, caso seja realmente formada, além de uma reunião que foi criada pelos membros do Foro de A APEC, Cooperação Econômica da Ásia e do Cooperação Econômica Ásia-Pacífico que discutiu a Pacífico, foi criada no ano de 1989 na Austrália, como globalização e durou sete dias, na qual o Brasil foi um um fórum de conversação entre os países membros dos temas junto com outros países da América da ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Latina, discutindo-se a relação entre os países. O Asiático) e seis parceiros econômicos da região do bloco está dividido quanto a questão do petróleo, pois Pacífico, como EUA e Japão. Porém, apenas no ano vários de seus membros são produtores e estão de 1994 adquiriu características de um bloco satisfeitos com a alta nos preços, em quanto aqueles econômico na Conferência de Seattle, quando os que precisam comprar o petróleo brigam para que o membros se comprometeram a transformar o Pacífico preço diminua. em uma área de livre comércio. CEI (Comunidade dos Estados Independentes) A criação da APEC surgiu em decorrência de um intenso desenvolvimento econômico ocorrido na A CEI é uma organização criada em 1991 que região da Ásia e do Pacífico, propiciando uma integra 12 das 15 repúblicas que formavam a URSS. abertura de mercado entre 20 países mais Hong Ficam de fora apenas os três Estados bálticos: Kong (China), além da transformação da área do Estônia, Letônia e Lituânia. sudeste asiático em uma área de livre comércio nos anos que antecederam a criação da APEC, causando Sediada em Minsk, capital da Belarus, um grande impacto na economia mundial. organiza-se em uma confederação de Estados, preservando a soberania de cada um. Sua estrutura Um aspecto estratégico da aliança é abriga dois conselhos: um formado pelos chefes de aproximar a economia norte-americana dos países do Estados, e outro pelos chefes de Governo, que se Pacífico, a para contrabalançar com as economias do encontram de três em três meses. Japão e de Hong Kong. No ato de criação, a comunidade prevê a Entre os aspectos positivos da criação da centralização das Forças Armadas e o uso de uma APEC estão o desenvolvimento das economias dos moeda comum: o Rublo. Na prática, porém, as ex- países membros que expandiram seus mercados, repúblicas não chegam a um consenso sobre sendo que hoje em dia, além de produzirem sua integração político-econômica. Somente em 1997 mercadoria, correspondem a 46% das exportações todos os membros, exceto a Geórgia, assinam um mundiais, além da aproximação entre a economia acordo para estabelecer uma união alfandegária e norte americana e os países do Pacífico e o dobrar o comércio interno até o ano de 2000. crescimento da Austrália como exportadora de matérias primas para outros países membros do GRUPOS QUE REGULAM OS BLOCOS bloco. ECONÔMICOS: Como aspectos negativos, pode-se salientar OMC (Organização Mundial do Comércio): que um dos maiores problemas da APEC, senão o maior é a grande dificuldade em coincidir os Com sede em Genebra, na Suíça , a OMC diferentes interesses dos países membros e daqueles visa promover e regular o comércio entre as nações. que estão ligados ao bloco, como Peru, Nova É criada em 1995, em substituição ao Acordo Geral Zelândia, Filipinas e Canadá. Além disso, o bloco tem de Tarifas e Comércio (GATT), que já realizara várias pouco valor em relação a Organização Mundial do Geografia 10
  11. 11. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia rodadas de negociação multilaterais para a redução coordenar a política econômica e monetária mundial. de barreiras comerciais. Em 1998, a OMC conta com Em reunião realizada em 1997, em Denver (EUA), a 132 membros. Federação Russa é admitida como país-membro, mas não participa das discussões econômicas. Em 2002, a China, que possui a maior população do planeta e o 6º maior PIB mundial, O grupo nasce em 1975 da iniciativa do então ingressa na OMC, o que implicaria na aplicação das primeiro-ministro alemão Helmut Schmidt e do regras mundiais do comércio internacional com a presidente francês Valéry Giscard d'Estaign. Eles China. reúnem-se com líderes dos EUA, do Japão e da Grã- Bretanha para discutir a situação da política ONU (Organização das Nações Unidas): econômica internacional. A ONU é o organismo internacional que surge A partir dos anos 80, esses países passam a no final da II Guerra Mundial em substituição à Liga discutir também temas gerais, como drogas, das Nações. Tem como objetivos manter a paz, democracia e corrupção. Com a admissão da Itália e defender os direitos humanos e as liberdades Canadá, passa a ser chamado de Grupo dos Sete. O fundamentais e promover o desenvolvimento dos presidente russo Boris Iéltsin participa como países em escala mundial. Sua primeira carta é convidado especial da reunião do G-7 desde 1992. A assinada em junho de 1945, por 50 países, em San oficialização da entrada da Federação Russa pelo Francisco, nos EUA. presidente dos EUA, Bill Clinton, é uma resposta ao fato de Iélsin ter aceitado o ingresso dos países da ex-URSS na OTAN. Atualmente, a ONU é integrada por 185 dos 192 Estados do mundo. Nos últimos anos enfrenta uma crise financeira e política. Vários países- PLACAS TECTÔNICAS membros têm atrasado o pagamento das contribuições acumulando uma dívida total de US$2,5 As placas tectônicas são subdivisões da bilhões, dos quais US$1,5 bilhão só dos EUA, o crosta terrestre que se movimentam de forma lenta e maior devedor. contínua sobre o manto, podem aproximar-se ou afastarem-se umas das outras provocando abalos na A crise política está relacionada à superfície como terremotos e atividades vulcânicas. necessidade de redefinição de seu papel no mundo Tais movimentos ocorrem pelo fato do interior pós-guerra Fria. Em 1997, um plano de reforma terrestre ser bastante aquecido fazendo com que as apresentado pela Secretaria Geral da entidade propõe a redução radical do número de correntes de convecção (correntes circuladas em departamentos, funcionários e funções da grandes correntes) determinem a forma de seus organização. O objetivo é concentrar suas atividades movimentos. nos processos de paz e no desenvolvimento geral das nações. Quando as correntes são convergentes elas se aproximam e se chocam sendo motivadas pela Cinco órgãos principais compõe a ONU: a menor densidade das placas oceânicas em relação Assembléia Geral, o Conselho de Segurança, a às placas continentais, sendo que a placa oceânica é Secretaria Geral, o Conselho Econômico e Social e a engolida pela continental, porém quando são Corte Internacional de Justiça. Há ainda o Conselho de Tutela, instituído para supervisionar os territórios divergentes elas se afastam fazendo com que as que se encontravam sob administração e proteção da placas se movimentem em direção contrária, organização. perdendo calor. O Conselho de Segurança da ONU é As placas convergentes se colidam de forma composto por 15 países-membros, sendo que 5 são que uma se coloca embaixo da outra e então retorna membros permanentes com direito a veto (Estados para a astenosfera. As placas divergentes se afastam Unidos, Rússia, Reino Unido, França e Inglaterra) e pela criação de uma nova crosta oceânica, pelo 10 são membros temporários com mandato de 2 magma vindo do manto. anos. Grupo dos 8: O G-8 é formado pelos 8 países mais industrializados do mundo e tem como objetivo Geografia 11
  12. 12. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia A princípio, há aproximadamente 240 milhões de anos, havia somente duas placas: Laurásia e Gondwana e essas com o decorrer do tempo sofreram transformações que as dividiram em várias e diferentes partes. Hoje existem várias placas Vulcanismo e Terremoto menores e quatorzes principais, são elas: Placa Africana, Placa da Antártida, Placa Arábica, Placa Australiana, Placa das Caraíbas, Placa de Cocos, Tanto o vulcanismo quanto o terremoto, que Placa Euroasiática, Placa das Filipinas, Placa são os fenômenos tectônicos mais interessantes, não Indiana, Placa Juan de Fuça, Placa de Nazca, Placa estão distribuídos aleatoriamente pela superfície Norte-americana, Placa do Pacífico, Placa de Scotia terrestre. Estes se encontram mais freqüentes nas e Placa Sul-americana. (Veja anexo no fim da áreas mais próximas aos limites das placas apostila). tectônicas, pois é lá que ocorre tanto a colisão quanto o afastamento das placas. Há milhares de anos, a crosta terrestre se rompeu entre as atuais América do Sul e África e Não é à toa que no Brasil não se tem um esses pedaços de terra começaram a se afastar. O índice significativo de incidência de terremotos ou espaço entre os continentes foi invadido pelas águas mesmo vulcanismo. O Brasil encontra-se no meio da do mar e formou-se o Oceano Atlântico, que continua Placa Sul-americana, ou seja, distante das margens a se ampliar. e, conseqüentemente, dos abalos sísmicos que estas venham a causar com as devidas colisões ou afastamento. Porém, na costa Oeste Sul-americana, Segue abaixo a sequência da formação dos a incidência de terremotos é maior, pois esta se continentes: encontra numa zona de conflito entre duas placas: A Placa Sul-americana e a Placa de Nazca. O continente Africano é um segundo exemplo de passividade em relação a sismo ou vulcanismo. Por se encontrar ao meio da Placa Africana, a África praticamente inteira não possui um alto índice de terremotos. Já países como o Japão sofrem intensa atividade sísmica, pois encontra-se na margem de sua placa tectônica. Não é que não seja possível a ocorrência de um sismo ou ascensão do magma em meio à placa litosférica. Isto pode acontecer devido à intensa movimentação das placas, provocando uma ruptura Geografia 12
  13. 13. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia no interior de alguma delas. Contudo, a incidência de umidade e pressão. Esses elementos, por sua vez, tremores ou vulcanismo será maior nas margens das são determinados pelos fatores climáticos: Latitude, placas, pois estarão sempre sujeitas a colisões mais Altitude, Massas de Ar, Continentalidade ou intensas. Maritimidade, Vegetação, Correntes Marítimas, Relevo e Ação humana. Os limites das placas tectônicas Latitude: Esses limites das placas tectônicas, que podem tanto separar-se quanto colidir-se, recebem Quanto maior a latitude, menor a temperatura. nomenclatura para os três tipos existentes: Devido à curvatura do globo terrestre, à • Limites Convergentes – é o limite de colisão medida que nos afastamos do equador, os raios entre as placas, onde a mais densa mergulha solares incidem cada vez mais inclinados na sobre a menos densa. Nesses limites ocorrem superfície terrestre, tendo portanto que aquecer uma as fossas vulcânicas, como na Placa Pacifica. área maior, o que diminui a Temperatura. Ainda, • Limites Divergentes – é o limite de quanto maior a latitude, maior a camada atmosférica afastamento entre as placas. Quando estas afastam-se uma da outra pode ocorrer o a ser atravessada pelos raios solares, o que aumenta surgimento de uma nova crosta oceânica. a dificuldade desses raios atingirem a superfície • Limites Conservativos – é o limite em que as (nuvens). placas deslizam de modo lateral, uma em relação a outra. Nesse movimento de deslize ocorrem fraturas chamadas Falhas Transformantes, como a Falha de San Andréas, onde a Placa do Pacifico (que abriga a cidade de Los Angeles e parte da Califórnia) desloca-se para o Norte em relação à Placa Norte-americana (onde fica São Francisco). Altitude: Quanto maior a altitude, menor a temperatura. A atmosfera é aquecida por radiação. Ao incidirem na superfície, os raios solares a aquecem e ela passa a irradiar calor à atmosfera. Portanto, um raio solar que seja refletido ou que atravesse a atmosfera, sem incidir na superfície ou em alguma partícula em suspensão, não altera em nada a temperatura. Influência da Altitude nas Médias de Temperatura. Quanto maior a altitude, menos intensa é a radiação. CLIMA E POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA Introdução: Clima, por definição, é a sucessão habitual dos tipos de tempo (MAX SORRE) e tempo é o estado momentâneo da atmosfera, uma conjunção momentânea dos elementos climáticos: temperatura, Massas de Ar Geografia 13
  14. 14. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia superfície terrestre) no sentido dessa superfície, que assim se mantém aquecida. Dessa irradiação participam vários gases, o mais importante dos quais é o dióxido de carbono. Outros gases são o vapor d’água, o metano, o clorofluocarbono, o óxido nitroso etc. Não fosse tal efeito, nossa situação seria parecida com a da Lua, na qual a temperatura sobe a 100° na superfície iluminada pelo Sol e vai a 150° C C negativos à noite, com uma temperatura média de 18° negativos. C Entretanto, devido ao aumento da poluição nos últimos anos, as conseqüências do contínuo Para entender algumas das características aumento de temperatura se manifestariam no dos tipos de clima no Brasil, interessam as seguintes aquecimento e expansão dos oceanos, que massas de ar: avançariam pelas costas adentro, podendo elevar o nível marítimo de 30 cm nos meados do próximo Massa equatorial atlântica (mEa) - quente e úmida, século, atingindo até um metro e meio. Sofreria a domina a parte litorânea da Amazônia e do Nordeste. agricultura, especialmente a das regiões semi-áridas, O centro de origem está próximo ao arquipélago dos e sofreriam ainda mais os sistemas ecológicos não Açores. administrados. Massa de ar equatorial continental (mEc) - também Inversão Térmica: quente e úmida. Com centro de origem na parte ocidental da Amazônia, domina sua porção noroeste "Embora as condições normais por várias milhas (ou durante o ano inteiro. quilômetros) da atmosfera inferior mostrem um decréscimo da temperatura com o aumento da Massa tropical continental (mTc) - quente e seca, altitude, freqüentemente acontece que estas origina-se na depressão do Chaco Paraguaio. condições se vejam invertidas através de algumas Massa polar atlântica (mPa) - fria e úmida, forma-se camadas da atmosfera, de modo que as nas porções do Oceano Atlântico próximo à temperaturas temporária ou localmente aumentem Patagônia. Atua de forma mais intensa no inverno, com a altitude. Esta condição, na qual o ar mais frio provocando chuvas e declínio da temperatura. A está mais perto da Terra e o ar mais quente está massa polar atlântica pode chegar até a Amazônia acima, é chamada de "inversão "térmica". fazendo surgir o fenômeno da friagem. Uma das formas mais comuns de inversão de Massa tropical atlântica (mTa) - quente e úmida temperatura é aquela que ocorre nas proximidades atinge grande parte do litoral brasileiro. da superfície da Terra e se forma como um resultado do resfriamento por irradiação do ar inferior junto à Efeito Estufa: superfície subjacente. Desde que a superfície terrestre é um corpo radiante mais efetivo do que a Muito alarido se tem feito ultimamente em própria atmosfera, o resfriamento noturno é mais torno do efeito estufa, ligando-o a calamidades atuais rápido no terreno do que na atmosfera. Como ou iminentes, como, por exemplo, grandes secas no conseqüência, o ar mais frio pode ser encontrado hemisfério norte. A verdade, porém, é que esse efeito próximo à superfície da Terra. é um processo natural em nosso planeta e sem ele não estaríamos aqui. As condições ideais para tais inversões térmicas superficiais são: O efeito estufa nada mais é que o resultado da irradiação de parte da radiação infravermelha pela a) noites longas como no inverno, de modo que troposfera (a parte da atmosfera em contato com a haveria um período relativamente longo em que a Geografia 14
  15. 15. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia saída de radiação terrestre superaria a entrada de diretamente associada aos impactos das ações radiação solar; humanas sobre os ambientes da água doce. b) um céu claro ou com nuvens muito altas, de modo A água doce, correspondente a menos de 3% que a perda de calor pela radiação terrestre seja de toda água existente no mundo e a água salgada rápida e não retardada; (97,25% do total) precisa passar por um processo de dessalinização; apenas 22% do estoque mundial de c) ar relativamente seco, que absorve pouca radiação água doce é imediatamente utilizável; a maior parte terrestre; está nas geleiras. O homem tem extrema d) ligeiro movimento de ar, de modo que haja pouca dependência da água doce, e como o volume desse mistura do ar, e a camada superficial, como recurso no ambiente é pequeno, ele é considerado conseqüência teria tempo, por condução ou radiação, um fator limitante para a espécie humana. de tornar-se excessivamente fria; Economizar, reciclar e reutilizar. e) uma superfície coberta de neve, que, devido à A simples economia da água é uma das reflexão da energia solar, aquece pouco durante o formas de minimizar o problema. No âmbito dia, e, sendo um pobre condutor de calor, retarda o domestico, a economia depende essencialmente de fluxo ascendente de calor, do terreno para cima. uma mudança de costumes como diminuir a duração POLUIÇÃO DAS ÁGUAS do banho, fechar a torneira durante a escovação dos dentes ou evitar lavar pátios e calçadas. Como a água é indispensável à vida humana e sem ela nenhuma comunidade poderia subsistir, Além da economia, a reciclagem e a surge a necessidade de cuidar do respectivo reutilização surgem como alternativas para o uso abastecimento, tendo em vista as usa diversa mais racional da água. finalidades: consumo, usos domésticos e industriais, Fonte de conflitos internacionais: e serviços públicos - limpeza, combate a incêndio, irrigação etc. Conflitos internacionais envolvendo a questão da água têm surgido em varias regiões. Os países Com o aperfeiçoamento dos conhecimentos situados na parte superior das bacias hídricas científicos, aumentam as exigências quanto às constroem reservatórios, poluem os corpos d’água ou propriedades da água potável. A importância da água causam sua eutrofização (aumento do teor de fez com que o homem, desde os tempos primitivos, nutrientes como fósforo e nitrogênio), lhe dedicasse os maiores cuidados, que se traduzem comprometendo a quantidade e/ou qualidade da nas fases de captação, depósito, preservação, água de países situados mais abaixo da bacia. distribuição e tratamento. Problemas desse tipo tendem a ser maiores Crise da água: modismo, futurologia ou uma questão quando envolvem nações onde a água é atual: naturalmente escassa. No golfo Pérsico, por exemplo, as ameaças à paz surgem não só em A água doce é essencial para a humanidade, mas a maioria não se dá conta de que o aumento da disputas que envolvem petróleo, mas também das população mundial, e, portanto das atividades relacionadas à água. agrícolas e industriais, está reduzindo a qualidade Higiene da água: desse recurso e tornando-o mais escasso em algumas regiões. A poluição das águas seja por ação bacteriológica, decorrente de lançamento de dejetos Alguns aspectos desta crise já vêm sendo humanos, seja por ação química, decorrente do discutidos na área acadêmica e por autoridades lançamento de substâncias nocivas nos cursos de políticas e organizações não-governamentais. No água pelas fábricas, é um dos grandes problemas entanto, o grande público ainda não percebeu a atuais. A água poluída pode conter bactérias, importância desta questão e não conhece a fundo parasitas e tóxicos (como chumbo, perigoso, suas causas e conseqüências. Essa questão está sobretudo em águas pouco calcárias). A água potável Geografia 15
  16. 16. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia deve ser fresca, clara, inodora e de sabor agradável. A partir da Revolução Industrial, com o O pH não deve ser inferior a 7. Para a purificação desenvolvimento do capitalismo, a natureza vai caseira da água, pode-se utilizar a fervura. A água pouco a pouco deixando de existir para dar lugar a pode ser filtrada ou purificada por raios ultravioletas. um meio ambiente transformado, modificado, produzido pela sociedade moderna. O homem deixa DEGRADAÇÃO DO MEIO AMBIENTE de viver em harmonia com a natureza e passa a dominá-la, dando origem ao que se chama de Dá-se o nome de poluição a qualquer segunda natureza: a natureza modificada ou degradação (deterioração, estrago) das condições ambientais, do habitat de uma coletividade humana. produzida pelo homem - como meio urbano, por É uma perda, mesmo que relativa, da qualidade de exemplo, com seus rios canalizados, solos cobertos por asfalto, vegetação nativa completamente vida em decorrência de mudanças ambientais. São devastada, assim como a fauna original da área, etc. chamados de poluentes os agentes que provocam a poluição, como um ruído excessivo, um gás nocivo -, que é muito diferente da primeira natureza, a na atmosfera, detritos que sujam os rios ou praias ou paisagem natural sem intervenção humana. ainda um cartaz publicitário que degrada o aspecto Contudo, esse domínio da tecnologia moderna visual de uma paisagem. Seria possível relacionar sobre o meio natural traz conseqüências negativas centenas de poluentes e os tipos de poluição que para a qualidade da vida humana em seu ambiente. ocasionam, mas vamos citar apenas mais dois O homem, afinal, também é parte da natureza, exemplos. depende dela para viver, e acaba sendo prejudicado por muitas dessas transformações, que degradam Um deles são os agrotóxicos (DDT, inseticidas, pesticidas), muito utilizados para sua qualidade de vida. combater certos microorganismos e pragas, em Os problemas ambientais dos grandes centros especial na agricultura. Ocorre que o acúmulo desses urbanos: produtos acaba por contaminar os alimentos com substâncias nocivas à saúde humana, às vezes até De modo geral, os problemas ecológicos são cancerígenas. Outro exemplo é o das chuvas ácidas, mais intensos nas grandes cidades que nas isto é, precipitações de água atmosférica carregada pequenas ou no meio rural. Além da poluição de ácido sulfúrico e de ácido nítrico. Esses ácidos, atmosférica, as metrópoles apresentam outros que corroem rapidamente a lataria dos automóveis, problemas graves: os metais de pontes e outras construções, além de afetarem as plantas e ocasionarem doenças Acúmulo de lixo e de esgotos: Boa parte dos detritos respiratórias e da pele nas pessoas, são formados pode ser recuperada para a produção de gás (biogás) pela emissão de dióxido de enxofre e óxidos de ou adubos, mas isso dificilmente acontece. nitrogênio por parte de certas indústrias. Esses Normalmente, esgotos e resíduos de indústrias são gases, em contato com a água da atmosfera, despejados nos rios. desencadeiam reações químicas que originam Com freqüência esses rios “morrem” (isto é, ficam aqueles ácidos. Muitas vezes essas chuvas ácidas sem peixe) e tornam-se imundos e malcheirosos. Em vão ocorrer em locais distantes da região poluidora, algumas cidades, amontoa-se o lixo em terrenos inclusive em países vizinhos, devido aos ventos que baldios, o que provoca a multiplicação de ratos e carregam esses gases de uma área para outra. insetos. O problema da poluição, portanto, diz respeito Congestionamentos freqüentes: especialmente nas à qualidade de vida das aglomerações humanas. A áreas em que os automóveis particulares são muito degradação do meio ambiente do homem provoca mais importantes que os transportes coletivos muitos uma deterioração dessa qualidade, pois as condições moradores da periferia das grandes cidades dos ambientais são imprescindíveis para a vida, tanto no países do Sul, em sua maioria de baixa renda, sentido biológico como no social. gastam três ou quatro horas por dia só no caminho A revolução industrial e a poluição: para o trabalho. Geografia 16
  17. 17. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia Poluição sonora: provocada pelo excesso de barulho das florestas, nessa interpretação, seriam fatos (dos veículos automotivos, fábricas, obras nas ruas, absolutamente naturais e até necessários para se grande movimento de pessoas e propaganda combater a pobreza. Outros ainda - inclusive países comercial ruidosa). Isso pode ocasionar neuroses na ricos, como o Japão, a Suécia ou a Noruega - população, além de uma progressiva diminuição da argumentam que é uma incoerência os Estados capacidade auditiva. Unidos pretenderem liderar a cruzada mundial contra a poluição quando são justamente eles, os norte- Carência de áreas verdes: (parques, reservas americanos, que mais utilizam os recursos naturais florestais, áreas de lazer e recreação, etc.). Em do planeta. decorrência de falta de áreas verdes agrava-se a poluição atmosférica, já que as plantas através da Todos esses pontos de vista têm uma certeza fotossíntese, contribuem para a renovação do razão, e todos eles são igualmente limitados ou oxigênio no ar. Além disso tal carência limita as parciais. Os atuais países desenvolvidos, de fato, em oportunidades de lazer da população, o que faz com sua maioria depredaram suas paisagens naturais no que muitas pessoas acabem passando seu tempo século passado ou na primeira metade deste, e isso livre na frente da televisão, ou assistindo a jogos foi essencial para o tipo de desenvolvimento que praticados por esportistas profissionais (ao invés de adotaram: o da Primeira ou da Segunda Revolução eles mesmos praticarem esportes). Industrial, das indústrias automobilísticas e petroquímicas. Parece lógico então acusar de Poluição visual: ocasionada pelo grande número de farsante um país rico preocupado com a poluição cartazes publicitários, pelos edifícios que escondem a atual nos países subdesenvolvidos. Mas existe um paisagem natural, etc. complicador aí: é que até há pouco tempo, até por Crise ambiental e consciência ecológica: volta dos anos 70, a humanidade não sabia que a biosfera podia ser irremediavelmente afetada pelas Um fato que ficou claro desde os anos 70 é ações humanas e existiam muito mais florestas ou que o problema ambiental, embora possa apresentar paisagens nativas no século passado do que hoje. diferenças nacionais e regionais é, antes de tudo, Recursos Naturais e Conservacionismo: planetário, global. Em longo prazo, de nada adianta, por exemplo, transferir indústrias poluidoras de uma Constituem recursos naturais todos os bens área (ou país) para outra, pois do ponto de vista da da natureza que o homem utiliza como o ar, a água e biosfera nada se altera. Não podemos esquecer que o solo. a atmosfera é uma só, que as águas se interligam (o ciclo hidrológico), que os ventos e os climas são Costuma-se classificar os recursos naturais planetários. em dois tipos principais: renováveis e não renováveis. Os países ricos voltam suas atenções para Os recursos naturais renováveis são aqueles queimadas e os desmatamentos nas florestas que, uma vez utilizados pelo homem, podem ser tropicais, particularmente na floresta Amazônica, a repostos. Por exemplo: a vegetação (com o maior de todas. Já os países pobres, e em particular reflorestamento), as águas em geral (com excesso os que têm grandes reservas florestais, acham dos lençóis fósseis ou artesianos), o ar e o solo (que natural gastar seus recursos com o objetivo de se pode ser recuperado através do pousio, da proteção desenvolverem. “Se os países desenvolvidos contra erosão, da adubação correta, da irrigação, depredaram suas matas no século passado, por que etc.) nós não podemos fazer o mesmo agora?”, argumentam. Alguns chegam até afirmar que essa Os recursos naturais não renováveis são preocupação com a destruição das florestas tropicais aqueles que se esgotam, ou seja, que não podem ser ou com outras formas de poluição nos países repostos. Exemplos: o petróleo, o carvão, o ferro, o subdesenvolvidos ( dos rios, dos grandes centros manganês, o urânio, a bauxita (minério de alumínio), urbanos, perda de solos agrícolas por uso o estanho, etc. inadequado, avanço da desertificação, etc.) nada Uma vez utilizado o petróleo, por exemplo, mais seria que uma tentativa do Norte de impedir o através da produção - e da queima - da gasolina, do desenvolvimento do Sul; a poluição e a destruição Geografia 17
  18. 18. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia óleo diesel, do querosene, etc., é evidente que não resolver seus problemas de pobreza, fome e será possível repor ou reciclar os restos. Essa subnutrição sem depredar a natureza? O separação entre recursos renováveis e não conservacionismo procura responder a essas e renováveis é apenas relativa. O fato de um recurso outras questões semelhantes conciliando o ser renovável, ou reciclável, não significa que ele não desenvolvimento econômico com a defesa do meio possa ser depredado ou inutilizado: se houver mau ambiente, por meio da utilização adequado dos bens uso ou descuido com a conservação, o recurso fornecidos pela natureza. poderá se perder. Por exemplo, degradação ou destruição irreversível de solos, desaparecimento de PENGE 1: uma vegetação rica e complexa, que e substituída 1a Questão: por outra pobre e simples, etc. E mesmo o ar e a água, que são extremamente abundantes, existem Observe o quadro abaixo: em quantidades limitadas no planeta: a capacidade deles de suportar ou absorver poluição, sem afetar a existência da vida, evidentemente não é infinita. Dessa forma, mesmo os recursos ditos renováveis só podem ser utilizados a longo prazo por meio de métodos racionais, com uma preocupação conservacionista, isto é, que evite os desperdícios e os abusos. Conservacionismo ou conservação dos recursos naturais, ou DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, nome dado na prática, é o nome que se dá à moderna preocupação em utilizar adequadamente os aspectos da natureza que o homem transforma ou consome. Conservar, nessa caso, não significa guardar e sim utilizar racionalmente. A natureza deve ser consumida ou utilizada para atender às necessidades do presente dos seres humanos, mas levando em conta o futuro, as novas gerações que ainda não nasceram, mas para as quais temos a obrigação de deixar um maio (A) Cite a causa básica da redução prevista no ambiente sadio. ritmo de crescimento da população mundial e apresente um fator associado a essa mesma Foi somente a partir da degradação do meio redução. ambiente pelo homem - e da extinção de inúmeras espécies animais e vegetais - que surgiu essa (B) Indique uma conseqüência das diferenças de preocupação conservacionista. O intenso uso da ritmo de crescimento populacional para os fluxos natureza pela sociedade moderna colocou, migratórios internacionais. especialmente no nosso século, uma série de 2a Questão: interrogações quanto ao futuro do meio ambiente: No final do século XX, a expansão Quando se esgotarão alguns recursos territorial e as transformações sociotécnicas do básicos, como o petróleo ou o carvão? Como evitar a capitalismo instituíram uma nova geografia de destruição das reservas florestais que ainda restam dominação, implementação e controle da em nosso planeta e ao mesmo tempo garantir economia política no mundo. Tal fato tem alimentos e recursos para crescente população contribuído para a construção de um novo tipo de rede urbana, onde ganham destaque especial as mundial? O que fazer para que não ocorra a extinção “cidades globais” que desempenham papel total de certas espécies ameaçadas, como as estratégico em escala mundial, a exemplo de baleias? Como os países subdesenvolvidos poderão Nova York, Tóquio e Londres. Geografia 18
  19. 19. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia Apresente, justificando, duas 3ª Questão: características que fazem determinadas cidades assumirem o papel de “cidades globais”. “O meio geográfico em via de constituição (ou de reconstituição) tem uma substância cientifico- 3a Questão: tecnologica-informacional. Não é um meio natural, nem meio técnico. A ciência, a tecnologia e a Desde as últimas décadas, as economias informação estão na base mesma de todas as formas capitalistas desenvolvidas passam por uma profunda de utilização e funcionamento do espaço, da mesma reestruturação. A acumulação capitalista de base forma que participam da criação de novos processos fordista vem sendo substituída por um modelo de vitais e da produção de novas espécies (animais e acumulação pós-fordista, fazendo emergirem vegetais). (...) atualmente, apesar de uma difusão significativas mudanças sócio-espaciais. mais rápida e mais extensa do que nas épocas Apresente duas diferenças entre a forma procedentes, as novas variáveis não se distribuem de de organização da produção do tipo fordista e maneira uniforme na escala do planeta. A geografia aquela denominada pós-fordista. assim recriada é, ainda, desigualitaria.” PENGE 2: (Santos, Milton. Técnica, espaço e tempo) 1ª Questão A) Considerando que a ciência, a tecnologia e a informação estão na base do funcionamento “Mais cedo ou mais tarde, todos os países do espaço, cite dos paises que podem ser considerados hegemônicos da economia submetidos ao jugo da globalização perversa mundial. Justifique sua escolha. serão forçados a rever os termos atuais de sua B) Como a África Sub-saariana se situa em dependência.” relação ao espaço geográfico mundializado? Qual a razão dessa situação? (SANTOS, Milton. Folha de S. Paulo, 14/01/2001.) PENGE 3: De acordo com o texto, que revela a situação de 1ª Questão dependência e de interdependência entre países e regiões, identifique: Considere a pirâmide etária abaixo como representativa de um determinado país, em 1960. (A) dois aspectos que facilitam a integração do mundo atual; (B) duas características de uma possível modernização econômica ou política que conduzam à redução da dependência. 2ª Questão Do ponto de vista da mobilidade humana, assistimos a dois movimentos da força de trabalho no mundo globalizado: os que querem migrar, mas estão impedidos de circular livremente, e os que desejam permanecer, mas são forçados ou induzidos ao deslocamento. Sobre os fluxos migratórios na escala planetária, indique: A) A partir do exame do formato da pirâmide, caracterize um indicador do grau de qualidade de (A) uma dificuldade para as populações que desejam vida nesse país e justifique. migrar; B) Imagine que esse país tenha vivenciado, nos (B) dois fatores que levam ao deslocamento últimos 30 anos, um acelerado processo de compulsório de populações. urbanização e industrialização. Geografia 19
  20. 20. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia Aponte duas mudanças básicas, decorrentes desse 1ª Questão: processo, que provavelmente afetaram sua estrutura etária. 3ª Questão “Com suas altas montanhas, encostas verdejantes, mar cristalino e clima ameno, Montserrat, uma minúscula possessão inglesa nas Antilhas, tinha tudo para ser uma ilha paradisíaca, um xodó turístico. E era mesmo, até dois anos atrás, quando a montanha ganhou vida e Montserrat praticamente morreu... De lá para cá, (o vulcão) não parou mais de lançar fumo, gases e lama incandescente...” Sobre os fenômenos da crosta terrestre, é correto afirmar: • A maior parte dos vulcões em atividade na superfície terrestre forma um cinturão que contorna o Oceano Atlântico. • A ocorrência de terremotos e erupções O mapa indica um conjunto de países que vulcânicas está ligada a dinâmica da crosta sofreram perdas humanas e materiais em função de terrestre. fortes abalos sísmicos registrados durante a recente • As regiões localizadas longe da área de década de 90. contato das placas tectônicas, como grande parte do território brasileiro, são consideradas Explique a causa da ocorrência de terremotos instáveis. nos países localizados no mapa. • A litosfera, na qual ocorrem os fenômenos das placas tectônicas, é uma camada interna 2ª Questão: situada abaixo do manto. • Os dobramentos modernos, origem de áreas “.... Ela chega ninguém sabe é quando. Chega no montanhosas como a Cordilheira Andina e as meio da noite, o corpo se encolhe na rede com a Montanhas Rochosas, são resultantes da friagem dela, o sono se embala na cantiga que ela colisão de placas tectônicas. inventa com as palmas das inajazeiras....” 3ª Questão: (Thiago de Mello) No início da década de 1990, o governo dos Estados Apesar de situada próxima à zona equatorial, a Unidos lançou a proposta de criação da Área de Livre região que compreende os estados de Mato Grosso, Comércio das Américas – ALCA, cuja meta final é a Rondônia, Acre e oeste do Amazonas está sujeita à eliminação das barreiras tarifárias à circulação de ocorrência do fenômeno da friagem. Trata-se da mercadorias, entre os países membros. Em 2002, o queda súbita e acentuada da temperatura que pode Congresso norte-americano aprovou uma autorização ocorrer durante alguns dias do inverno. especial que dá maior autonomia ao poder executivo Explique a ocorrência da friagem. na negociação de acordos comerciais, reforçando a posição da administração Bush para o próximo 3ª Questão: encontro em 2003, no qual será discutida a criação do bloco regional de comércio. Os principais desertos do mundo estão localizados nas áreas próximas aos trópicos. Apresente uma estratégia adotada pelo Brasil e outra pelos Estados Unidos, quanto à negociação para a implantação da ALCA, justificando cada uma delas. PENGE 4 Geografia 20
  21. 21. Pré-Vestibular Popular da UFF na Engenharia Na atualidade, o debate em torno da questão da utilização da água está em evidência. A) Aponte duas formas de utilização dos recursos hídricos: uma identificada e outra não-identificada nos versos acima. B) Cite duas ações humanas que podem comprometer a qualidade das águas. 2ª Questão Apesar dos avanços tecnológicos, os recursos naturais continuam sendo motivo de disputas entre os Estados Nacionais. É o caso da água doce, que vem ganhando destaque internacional e é, hoje, considerada um recurso estratégico. Nessa disputa, a América do Sul tem uma situação privilegiada: é a região do mundo que dispõe das maiores reservas de água doce, tanto de águas superficiais quanto de águas subterrâneas. A) Apresente dois fatos que fazem da água doce um recurso natural estratégico. B) Avalie a importância do Brasil no quadro dos recursos hídricos mundiais. 3ª Questão: “Os participantes da RIO+10 concordaram com um programa ousado de combate à deterioração da terra, do ar e da água. Também decidiram buscar o crescimento econômico sem degradar o meio ambiente” (Revista VEJA, 21 de agosto, 2002). Apesar de ser classificado como um país desenvolvido, os Estados Unidos apresentam Com o auxílio do mapa e da figura, explique a elevados índices de degradação ambiental, ocorrência dos desertos do Saara e da Australiano. especialmente em cidades com mais de 1 milhão de PENGE 5 habitantes. 1ª Questão: “Água que nasce na fonte serena do mundo e que abre o profundo grotão Água que faz inocente riacho e deságua Na corrente do ribeirão Águas escuras dos rios Que levam a fertilidade ao sertão Águas que banham aldeias E matam a sede da população.” Geografia 21

×