I I SIMPÓSIO DE EXPERIÊNCIA SOMÁTICA: 
DIÁLOGOS ESTENDIDOS 
NA TEORIA E NA PRÁTICA 
UNEB- SALVADOR- 24 E 25 OUTUBRO 2014 
...
Os autores 
 Efu Nyaki, terapeuta em CF e SE®, 
Fundadora de AFYA, 
Centro Holístico da Mulher 
João Pessoa 
ONG que tem ...
Os autores 
 Reno Bonzon, psicólogo, 
terapeuta em CF e SE® , 
Voluntário no projeto social 
“Mãe da Providencia”, 
Ondin...
Os autores 
 Muriel Brossard, PhD. Bióloga, 
Experta em prospecção tecnológica 
e comunicação científica
Bert Hellinger 
SE® e CF 
duas abordagens naturais na procura da cura 
Peter Levine 
“Confiança na capacidade 
de auto- re...
SE® e CF duas abordagens naturais 
Bert Hellinger 
 Psicanalista, filósofo e 
teólogo alemão 
 Ex- missionário católico ...
 Abordagem terapêutica 
sistémica e fenomenológica 
 Prática individual ou em grupo, 
voltada para o encontro da 
“soluç...
 Considera o individuo no 
campo sistémico: olha para a 
família ou organização como 
um todo 
 A energia do sistema est...
CF= a devolução da carga 
que não é sua 
 Pretende revelar os conflitos / 
emaranhamentos (as vezes 
traumáticos) do sist...
CF= a devolução da carga 
que não é sua 
SE®= a renegociação 
do trauma 
“Renegociar trauma é criar 
condições do próprio ...
Definição e conceitos 
Constelações 
Sistémicas
Constelação familiar 
Constelações 
Sistémicas
Respeitar a Pertinência ao sistema 
A falta de um elemento compromete o equilíbrio geral
Respeitar 
O equilíbrio entre dar e receber 
Para crescer, 
uma relação precisa ser regada 
O respeito à precedência 
O re...
CF= a devolução da carga 
que não é sua 
SE®= a renegociação do 
trauma 
Na procura da cura, as duas terapias tratam de fa...
Estudos de casos integrando SE® e CF
Caso Homem A 
 Homem A, 61 anos 
 chegou com a queixa de problemas de depressão, < 
falta de energia no corpo e sem vont...
Caso Homem A- fala 
Depois de uma sessão de CF grupal, 
ele relata: 
« Eu tomei consciência da força do meus pais. 
Como f...
Caso Mulher B 
 Mulher B, 41 anos, 
 chegou com a queixa de dores fortes e crônicas 
na coluna e nos braços. 
 também f...
Caso Mulher B 
 Mulher B, 41 anos, 
ela veio participar como representante 
num grupo de constelação familiar 
represen...
Caso Mulher B- análise 
A sessão de SE permitiu trabalhar 
o componente fisiológico do trauma. 
> com SE ela pude percebe...
Caso Mulher B- fala 
Depois de duas semanas, 
Ela relata que a dor tinha desaparecido e que não estava 
tomando mais reméd...
Caso Homem C 
 Homem D, 35 anos, 
começa umas sessões de SE® para tentar se livrar 
de um trauma de infância. O pai bati...
Caso Homem C- análise 
 Propus uma CF para « ver » melhor esse pai. 
 O trabalho mostrou que de geração em geração os pa...
Caso Mulher D 
 Mulher C, 27 anos, 
Foi abusada pelo padrasto durante três anos 
entre 9 e 12 anos de idade. 
Ela me pr...
Caso Mulher D- análise 
 A CF se limitou a: 
 mostrar para a cliente os fatos 
 deixar para cada um sua inocência ou su...
Caso Mulher D- análise 
 Após o trabalho, 
 a cliente sentiu uma sensação de grande alivio 
em relação à sua sensação de...
Conclusão 
A CF e a SE® são duas terapias 
complementares e eficazes. 
 A CF permite (re-)conexões entre membros do 
sist...
Conclusão 
 Durante uma CF, podemos também usar recursos da 
SE® (ex: som “wu”, etc.) para ajudar o cliente a manter 
um ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Constelação Familiar (CF) e Experiência Somática® (SE): duas terapias complementares,

683 visualizações

Publicada em

Apresentação no II Simpósio de Experiência Somática (Simpse 2014), Diálogos Estendidos na Teoria e na Prática, organizado pela Associação Brasileira do Trauma, Seção Bahia, coma chancela da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), nos dias 24 e 25 de outubro de 2014.

Publicada em: Saúde
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
683
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Constelação Familiar (CF) e Experiência Somática® (SE): duas terapias complementares,

  1. 1. I I SIMPÓSIO DE EXPERIÊNCIA SOMÁTICA: DIÁLOGOS ESTENDIDOS NA TEORIA E NA PRÁTICA UNEB- SALVADOR- 24 E 25 OUTUBRO 2014 Constelação Familiar (CF) e Experiência Somática® (SE): duas terapias complementares Euphrasia Nyaki Reno Bonzon Muriel Brossard
  2. 2. Os autores  Efu Nyaki, terapeuta em CF e SE®, Fundadora de AFYA, Centro Holístico da Mulher João Pessoa ONG que tem atuação na área de promoção da medicina natural e holística e do cuidado com o meio ambiente. O foco de ações comunitárias é voltado para o desenvolvimento das mulheres
  3. 3. Os autores  Reno Bonzon, psicólogo, terapeuta em CF e SE® , Voluntário no projeto social “Mãe da Providencia”, Ondina- Salvador Atendimento clínico baseado na Experiência Somática (SE® ), para pacientes portadores de transtorno da ansiedade/ estresse post traumático (TEPT)
  4. 4. Os autores  Muriel Brossard, PhD. Bióloga, Experta em prospecção tecnológica e comunicação científica
  5. 5. Bert Hellinger SE® e CF duas abordagens naturais na procura da cura Peter Levine “Confiança na capacidade de auto- regulação – Menos é Mais” “Quem governa a vontade é a carne. Digo, pós, que o espirito é vontade mas a carne é sabedoria “
  6. 6. SE® e CF duas abordagens naturais Bert Hellinger  Psicanalista, filósofo e teólogo alemão  Ex- missionário católico  Criador do método das Constelações Familiares (CF)  Criador da Hellinger Ciencia™  Escritor Peter Levine  Médico biofísico, psicólogo e pesquisador americano  Criador da abordagem de Experiência Somática® (SE)  Criador do Somatic Experiencing Trauma Institute  Escritor
  7. 7.  Abordagem terapêutica sistémica e fenomenológica  Prática individual ou em grupo, voltada para o encontro da “solução”  O cliente quase não fala, exceto para definir a sua “questão”  Uma sessão única  Abordagem clínica corporal  Trabalha na conscientização das sensações corporais do individuo  10 a 20 sessões individuais CF= a devolução da carga que não é sua SE®= a renegociação do trauma
  8. 8.  Considera o individuo no campo sistémico: olha para a família ou organização como um todo  A energia do sistema está conectada a uma camada profunda, inconsciente da mente, que Hellinger chama de “alma”.  Considera que os sintomas do TEPT são sinais e indicações de respostas neurofisiológicas incompletas e fixas (luta, fuga ou congelamento) CF= a devolução da carga que não é sua SE®= a renegociação do trauma
  9. 9. CF= a devolução da carga que não é sua  Pretende revelar os conflitos / emaranhamentos (as vezes traumáticos) do sistema que trazem padrões de compor-tamento prejudiciais e propor atualizações  Desbloqueia e redireciona a força curativa do amor, abrindo um novo campo para a solução dos conflitos e sintomas, convidando a pessoa a entrar em sintonia com as forças de vida do seu sistema. SE®= a renegociação do trauma  Baseada na educação somática: renegociação do trauma utilizando a psicoterapia de orientação corporal: senso – percepção, interconexão entre corpo – cérebro – mente, pendulações  Permite que as respostas naturais defensivas de sobrevivência sejam ativadas de forma gradual e segura.
  10. 10. CF= a devolução da carga que não é sua SE®= a renegociação do trauma “Renegociar trauma é criar condições do próprio corpo encontrar a sua cura, no seu processo da adaptação fisiológica quando se retorna à função natural do corpo (coerência)” Sonia Gomes 2007 Para um bom funcionamento do sistema, tem que ser respeitados: a pertinência das pessoas ao sistema o equilíbrio entre dar e receber entre membros a precedência das outras pessoas no sistema Quando esses equilíbrios foram achados, chegamos à “solução”. Ela procura uma sensação agradável de bem/melhor-estar para o cliente
  11. 11. Definição e conceitos Constelações Sistémicas
  12. 12. Constelação familiar Constelações Sistémicas
  13. 13. Respeitar a Pertinência ao sistema A falta de um elemento compromete o equilíbrio geral
  14. 14. Respeitar O equilíbrio entre dar e receber Para crescer, uma relação precisa ser regada O respeito à precedência O respeito aos mais anciãos, O respeito da linha do tempo
  15. 15. CF= a devolução da carga que não é sua SE®= a renegociação do trauma Na procura da cura, as duas terapias tratam de fazer reconexões,  (re)adquirir a capacidade de dizer 'sim' à vida como ela é,  dizer um 'sim' para si mesmo, para a sua própria individualidade e responsabilidade
  16. 16. Estudos de casos integrando SE® e CF
  17. 17. Caso Homem A  Homem A, 61 anos  chegou com a queixa de problemas de depressão, < falta de energia no corpo e sem vontade de viver.  relatou que já havia feito uma terapia de analise durante 17 anos (1 sessão semanal).  Iniciamos as consultas com 3 sessões de SE® e depois introduzimos a CF.
  18. 18. Caso Homem A- fala Depois de uma sessão de CF grupal, ele relata: « Eu tomei consciência da força do meus pais. Como filho caçula, sempre cuidei dos meus pais, mas achava que eles não tinham o que me dar. Tenho 7 irmãos mas também não contava com eles. Pelos traumas que eu sofri, eu exclui eles. Agora me sinto bem, faço parte de uma família”
  19. 19. Caso Mulher B  Mulher B, 41 anos,  chegou com a queixa de dores fortes e crônicas na coluna e nos braços.  também foi diagnosticada com problemas psicológicos, ela tinha muito medo das fores??????? e tomava uma dosagem forte de remédios farmacêuticos.
  20. 20. Caso Mulher B  Mulher B, 41 anos, ela veio participar como representante num grupo de constelação familiar representou uma pessoa, que tinha sintomas físicos iguais a ela a partir da sessão no grupo, ela compreendeu que o problema dela tinha raízes no relacionamento com os pais, que a traumatizaram. Ate então, ela tinha evitado até pensar nos pais
  21. 21. Caso Mulher B- análise A sessão de SE permitiu trabalhar o componente fisiológico do trauma. > com SE ela pude perceber o alivio da dor no corpo. Com a constelação ela tomou consciência de varias dinâmicas familiares com seus pais > eles foram causadores do seu trauma  Tivemos mais uma sessão de SE®, para compreender melhor a CF, titulando o processo. > ela pude contar a sua historia de uma forma diferente, com novos significados.
  22. 22. Caso Mulher B- fala Depois de duas semanas, Ela relata que a dor tinha desaparecido e que não estava tomando mais remédio contra a dor. “E agora o meu relacionamento com meus pais está maravilhosamente bem. E assim estou bem saudável sem dor e sem remédios.”
  23. 23. Caso Homem C  Homem D, 35 anos, começa umas sessões de SE® para tentar se livrar de um trauma de infância. O pai batia muito nele.  No decorrer das sessões, ele entra em contato com uma lembrança antiga: O pai chorando.
  24. 24. Caso Homem C- análise  Propus uma CF para « ver » melhor esse pai.  O trabalho mostrou que de geração em geração os pais batiam os filhos porque era assim que eles foram educados > A CF mostrou a origem sistémica do mal-estar
  25. 25. Caso Mulher D  Mulher C, 27 anos, Foi abusada pelo padrasto durante três anos entre 9 e 12 anos de idade. Ela me procurou para fazer uma CF para trabalhar sua relação com a mãe e o padrasto. O trabalho permitiu à cliente • de afirmar sua inocência, • entender sua ausência de culpabilidade e • reconhecer que a mãe não soube proteger ela.
  26. 26. Caso Mulher D- análise  A CF se limitou a:  mostrar para a cliente os fatos  deixar para cada um sua inocência ou sua parte de responsabilidade  cortar o vinculo abusada/abusador
  27. 27. Caso Mulher D- análise  Após o trabalho,  a cliente sentiu uma sensação de grande alivio em relação à sua sensação de culpa  mas precisava de um acompanhamento terapêutico para se « libertar » do trauma. A CF não tem as ferramentas para abordar esse trabalho > é aqui que a SE® entrou em cena.
  28. 28. Conclusão A CF e a SE® são duas terapias complementares e eficazes.  A CF permite (re-)conexões entre membros do sistema familiar, isto serve como recurso para pessoas que perderam suas conexões nos momentos do trauma  Na SE® é necessário ter recursos, e a família é um grande recurso resgatado pela CF.
  29. 29. Conclusão  Durante uma CF, podemos também usar recursos da SE® (ex: som “wu”, etc.) para ajudar o cliente a manter um nível de ativação sustentável de seu sistema nervoso. Temos observado que quando integramos as duas terapias, o resultado é mais rápido e duradouro.

×