Intui11

271 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
271
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Intui11

  1. 1. www.franzbardon.com.br INTUIÇÃO – MISTÉRIOS DA MENTE HUMANA - O Curso – Técnicas de Franz Bardon Pesquisa PSI é um dos nomes modernos com que a Parapsicologia é mais conhecida no Mundo das Ciências. Estuda os fenômenos fundamentados e conhecidos como Paranormais, incluindo neles a Intuição e a Percepção Extra-Sensorial (PES). É comum a Intuição, esta faculdade um tanto secreta que transcende os cinco sentidos, inclusive se manifestar junto com a Clarividência. Definitivamente devemos aceitar a evidencia de que a Intuição vai nos ajudar a encontrar soluções simples e práticas neste momento em que a economia mundial sofre forte recessão. Os Administradores, utilizando as técnicas certas, perceberão novas maneiras de auxiliar seus próprios processos intuitivos e amparar os outros membros de suas Empresas. A média das pessoas a conhece como aptidão sobrenatural ou sexto- sentido e é temida por alguns como um apêndice religioso. Mas nem esta falta de informações a afasta da minha classificação, em que a defino como de “virtudes naturais”. Quantas vezes se têm um pressentimento, uma certeza de que vamos receber notícias sobre algo, que tanto pode ser uma compra ou uma venda e ela vem a se confirmar logo após. No mesmo instante que o telefone toca, num repente “sabemos quem ou o que”, confirmando o cancelamento ou o aceite de uma transação comercial. Momentos após o ocorrido “sabemos” o porquê ela se concretizou daquela forma. As mães normalmente “sabem” de seus filhos. Inúmeras historias nos contam sobre soldados feridos em campos de batalha, em que familiares
  2. 2. “sentiram” no mesmo instante o ocorrido. Também de acidentes ou lances que mudaram vidas para patamares muito melhores. Eu próprio me livrei de acidente por aquele chamado de “um triz”. Continuei feliz por saber do que tinha me livrado para sempre. Uma pessoa querida relatou-me que dirigia seu carro com velocidade normal, indicada pelas placas de sinalização. Feliz, ia se reunir com familiares num final de semana. Um sentimento angustiante de aperto se lhe perpassou e foi interpretado como sensação de perigo! De imediato reduziu substanciosamente a velocidade na pista de pouco movimento àquela hora. Passaram-se mais alguns instantes e o pneu traseiro esquerdo estourou com violência. O carro rodopiou, atravessando-se. A pele do corpo arrepiada. Perigosamente na contramão, seus olhos arregalados contemplaram um precipício de mais de 50 m. Como classificar Intuição, como Instinto, impulso ou simplesmente Inspiração, conforme nos relata a história, simplesmente separá-las em células herméticas? O melhor é aprender e sentir. Ensinam-nos os mais doutos que, instinto pertence ao mecanismo da inteligência quântica, acumulada por experiências ou no DNA. Os nossos silvícolas sobrevivem se utilizando destas virtudes, eles que desconhecem nossos conhecimentos civilizados. Eles “sentem” a presença de uma onça ou sucuri na tocaia. Eles “farejam” para que lado caminhar na densa floresta verde e encontrar o sustento. Eles voltam para casa, depois de alguns dias, seguindo o rumo que lhes dita o coração. Aves migratórias atravessam continentes. O salmão retorna ao rio em que nasceu. E nós? Quem já perdeu o rumo, sua direção, estando embrenhado na mata cerrada ou navegando na escuridão ou denso nevoeiro sabe do que estou falando. Carl Gustav Jung dizia em outras palavras, que nós temos níveis diversos de percepção em diversos tipos de consciência. Este somatório resulta na nossa fabulosa Intuição. Conquanto, na opinião de Bardon, a centelha da Divina Providência também se faça presente. Franz Bardon nos ensinou os caminhos de entender estes diversos tipos de percepção, nos proporcionando com suas técnicas, a maneira de desenvolver nossa atenção para elas. De nos servirmos delas.
  3. 3. Saber se estamos ligados ou não à Intuição e a Clarividência, e se de fato num determinado momento, ela se apresenta como a verdadeira percepção da intuição é o que nosso Curso Intuição Prática para a Vida Pessoal e os Negócios propõe. Beethoven, apesar de surdo, “ouvia” uma grande orquestra lhe martelando o cérebro. Era o caso de prestar absoluta atenção, e transcrever para o papel. Depois era só tocar. No momento em que sobram lições que se mostram ótimas, acumulamos as mesmas como experiências. Nosso conhecimento ancestral nos diz que a percepção da Intuição faz parte da natureza humana, nascemos com ela. Porém, com o passar dos anos, a grande maioria de nós se recusa a escutá-la. Não lhe dando mais o devido crédito, rompe o contato com esta capacidade maravilhosa. Muitos nos contam certos sonhos, não só de tragédias, mas também relativamente à números ou animais, com riqueza de detalhes. Os números servem para tentar a sorte em jogos lotéricos. Tempos depois somos informados de que muitos se realizaram. O mesmo pode ocorrer a cada um de nós. Nossa porção interna invisível chamada subconsciente arquiva as informações recebidas no dia-a-dia. Se atingirmos um relaxamento muscular que poderíamos associar ao nível alfa, tanto faz o que conseguimos inicialmente no aprendizado da concentração, ou por meio de processos de meditação, podemos captar magníficas soluções de qual atitude tomar, que de outra forma nem nos aperceberíamos. Somado com exercícios mentais de nível e as respirações profundas adequadas, nos proporcionam a tranqüilidade mental favorável. Baseado em nossa experiência de muitos anos em atendimentos com terapias, percebo a evidência de que praticamente todas as pessoas manifestam forças psíquicas em determinado grau. Todos podem melhorar suas aptidões!
  4. 4. Sendo assim, nossa mente subconsciente, por ser a origem deste afloramento de manifestações, quando somada àquelas que são provindas da Divina Providência, resultam na Intuição. Este conhecimento claramente indica que, ao adquirirmos consciência plena, e aceitando estes fatores como partes da nossa normalidade possam com toda a certeza nos tornar altamente sensitivos. Prof. Helio Alberto henrich www.franzbardon.com.br www.franzbardon.wiki.br www.oficinadamente.com.br www.pesquisapsi.com.br

×