Negócios em Cinema e Audiovisual - 17/8/15

110 visualizações

Publicada em

Aula da disciplina Negócios em Cinema e Audiovisual, do curso de Audiovisual do Centro Universitário Senac, em 17 de agosto de 2015.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Negócios em Cinema e Audiovisual - 17/8/15

  1. 1. Negócios em cinema e audiovisual 17 de agosto de 2015
  2. 2. Nas residências brasileiras (em %) Renato Cruz – Senac2 38.5 42.4 48.9 75.7 92.5 97.2 Telefone fixo Internet PC Rádio Celular TV Fonte: IBGE
  3. 3. Um pouco de história da TV digital Renato Cruz – Senac3  1994 – As emissoras brasileiras começam a estudar a tecnologia.  1998 – AAnatel, recém-criada, passa a conduzir o processo.  2000 – O Mackenzie compara os três padrões internacionais.  2001 – AAnatel faz uma consulta pública sobre os testes.  2003 – O governo propõe a criação de um sistema local.  2005 – Os consórcios brasileiros terminam seus relatórios.  2006 – O governo assina um acordo com os japoneses.  2007 – A TV digital estreia em São Paulo.
  4. 4. ISDB no mundo Renato Cruz – Senac4  Na América Latina: Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Costa Rica, Equador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.  Na Ásia: Japão, Filipinas e Ilhas Maldivas.  Na África: Botsuana.
  5. 5. A TV digital Renato Cruz – Senac5  Alta definição – A qualidade da imagem é superior à do DVD.  Multiprogramação – Vários programas podem ser transmitidos ao mesmo tempo, num só canal.  Interatividade – A TV passa a oferecer serviços parecidos com os da internet.  Mobilidade – Os aparelhos celulares podem receber o sinal da TV aberta.
  6. 6. Alta definição Renato Cruz – Senac6
  7. 7. Ultra-alta definição Renato Cruz – Senac7  TV – 3.840 × 2.160 pixels  Cinema – 4.096 x 2.160 pixels

×