1 a queda do império romano em 476d

7.349 visualizações

Publicada em

Aula de História para o 7º ano do Ensino Fundamental

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.349
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6.113
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 a queda do império romano em 476d

  1. 1. Aulas 1 e 2 A CRISE E O DECLÍNIO DO IMPÉRIO ROMANO DO OCIDENTE Profª: Renata Telha Bacharel/Licenciada - UERJ Especialista em História do Brasil - UFF
  2. 2. SENATVS POPVLVSQVE ROMANVS Lembra-te, romano, de que esta será a tua missão: governar as nações; manter a paz sob a lei; poupar os vencidos; esmagar os soberbos! — Virgílio, 70-19 a. C.
  3. 3. O mundo no século V O mundo de hoje O QUE MUDOU?
  4. 4. VAMOS LOCALIZAR:
  5. 5. O IMPÉRIO ROMANO
  6. 6. O império Romano foi um dos grandes Impérios do Mundo Antigo. Ele surgiu na Península Itálica, na cidade-estado de Roma e, por volta do ano 100, conquistou parte da Europa, o norte da África e a região do Oriente Médio, na Ásia. Contudo, após a Pax Romana, período de desenvolvimento e harmonia, considerado o auge do Império, teve início o seu declínio. O IMPÉRIO ROMANO
  7. 7. O que você acha que é importante para administrar um país? Como você administraria? Que decisões tomaria para proteger seu país? PERGUNTAS-DESAFIO
  8. 8. Como vemos no mapa, o Império era muito extenso e mantê-lo protegido ficou muito caro, pois era necessário ume exército numeroso e bem preparado, uma poderosa administração pública, além de uma boa infraestrutura constituída de estradas, muros de proteção, etc. DESAFIOS ENFRENTADOS PELO IMPÉRIO ROMANO
  9. 9. A sustentação do Império era garantida pelos os saques às riquezas de outros povos, a cobrança de tributos e o trabalho escravo alcançado com as conquistas territoriais. Mas não era fácil. Havia grandes dificuldades para enfrentar as revoltas e tentativas de emancipação dos povos conquistados. E com o passar do tempo a arrecadação de impostos diminuiu, o que dificultava o pagamento do Exército. O que fazer para solucionar tais problemas? COMO O IMPÉRIO TÃO GRANDE SE SUSTENTAVA?
  10. 10. Dar mais poderes aos administradores das províncias; Contratação de soldados germânicos (bárbaros) para o Exército ou transferiam o serviço de guarda da fronteira em troca de terras; divisão do Império SOLUÇÕES PROBLEMÁTICAS
  11. 11. Este período é marcado por conflitos internos e guerras civis, causados pelas disputas de sucessão de governantes, responsável pelo enfraquecimento do poder do Império e a defesa das fronteiras constantemente invadidas pelos povos bárbaros – europeus, árabes e persas, que passaram a conquistar regiões então submetidas a Roma. SÉCULOS III E IV: O DECLÍNIO DO IMPÉRIO
  12. 12.  Crises políticas: sucessões marcadas por guerras;  Colapso do sistema escravista: com o fim das conquistas perde-se a principal mão de obra;  Problemas econômicos: inflação elevada, altos impostos, preços elevados e grandes despesas do governo;  Dificuldade em manter a segurança das fronteiras do Império;  Difusão do Cristianismo;  Invasões Bárbaras. CRISE DO IMPÉRIO ROMANO
  13. 13. Por que o Cristianismo teria contribuído para o fim do Império Romano? VAMOS PENSAR:
  14. 14. Aula 3 INVASÕES BÁRBARAS E A QUEDA DO IMPÉRIO ROMANO
  15. 15. O que significa bárbaro? VOCÊ SABE RESPONDER...
  16. 16. Eram chamados de “bárbaros” todos os povos que viviam fora da fronteira do Império Romano. Portanto, bárbaros eram todos aqueles povos que não falavam o latim, a língua oficial de Roma, e não partilhavam da cultura romana. QUEM SÃO OS BÁRBAROS?
  17. 17. Tártaros-mongóis: hunos, turcos, búlgaros, húngaros (magiares); Eslavos: russos, poloneses, tchecos e sérvios; Germanos: visigodos, ostrogodos, hérulos, anglos, saxões, francos, lombardos e vândalos. GRUPOS BÁRBAROS
  18. 18. Quais são as principais razões que levaram os povos germânicos a transporem o rio Reno e penetrarem o Império Romano? PERGUNTA:
  19. 19. MAPA DAS INVASÕES
  20. 20. Economia amonetária e natural; Caça, pesca, saque, pastoreio, agricultura rudimentar; Propriedade coletiva da terra; Dividiam-se em tribos; Sociedade ágrafa (sem escrita); Direito consuetudinário (baseado nos costumes); Religião Politeísta (vários deuses); O contato com o Império Romano fez surgir a propriedade privada da terra e as desigualdades sociais. ORGANIZAÇÃO SOCIAL DOS POVOS GERMANOS
  21. 21.  Em tempo de guerra, pintavam o corpo de modo a amedrontar o adversário. Com o mesmo objetivo, os homens de certas tribos atavam à cabeça crânios de animais selvagens.  Uivando e silvando como animais, costumavam atacar os inimigos em hordas compactas, cujos componentes semi- embriagados executavam saltos ferozes. A certa distância, as mulheres cantavam melodias guerreiras, em que incitavam os combatentes a sacrificar suas vidas em defesa de sua nação. OUTRAS CARACTERÍSTICAS
  22. 22. A pena consistia no pagamento de certa quantia, existindo a esse respeito curiosas tabelas em certos povos bárbaros do norte da Europa, que especificavam o preço de um olho, de uma orelha ou de um braço, ou computavam o preço da vida de um rei, de um príncipe ou de um nobre, servindo como padrão o valor das vacas. O DIREITO: PREÇO POR MUTILAÇÕES
  23. 23. Responda as questões abaixo: 1) Com suas palavras, explique por que os romanos chamavam os povos germanos de bárbaros: 2) Organize as palavras abaixo: a) b) c) d) e) ATIVIDADE:
  24. 24. 3) Faça frases historicamente corretas usando as palavras dadas na caixa: 4) Faça um pequeno texto, contento no mínimo 5 linhas, explicando o que teria levado o Império Romano ao seu fim. ATIVIDADES:
  25. 25. 1) Escolha um povo germano e pesquise sobre a sua organização social, política e econômica. 2) Leia atentamente e responda as questões. Caso seja necessário, pesquise na internet, revistas ou jornais para responder: a)No nosso país, o direito também é consuetudinário, ou seja, baseado nos costumes? b)Atualmente, como são feitas as leis no Brasil? c)Quem são os responsáveis por fazer cumprir as leis no nosso país? ATIVIDADE PARA CASA:
  26. 26. 3) Cite os principais motivos, internos e externos, que levaram ao declínio e à queda do Império Romano, ATIVIDADE PARA CASA:
  27. 27. A QUEDA DO IMPÉRIO ROMANO EM 476D.C.
  28. 28. Colonato; Recrutamento militar; Invasões séculos IV e V: confrontos armados que trouxeram destruição e morte, mas que vão contribuir para a formação da sociedade europeia ocidental; Migrações (séculos III e IV) TIPOS DE INVASÕES
  29. 29. Aumento dos impostos para pagar os soldos dos mercenários; Aumento dos preços dos alimentos; Falta de comida; Fome; Epidemias; Aumento da mortalidade. OUTROS DESDOBRAMENTOS DAS INVASÕES
  30. 30. Com o fim do Império Romano do Ocidente em 476 D.C., teve início a Idade Média. Esse termo foi criado pelos europeus para nomear o período que se estenderia até 1453. RESULTADO:
  31. 31. A pobreza e a miséria se alastraram por todo o Império Romano. Devido ao medo das invasões e decadência das cidades, muitas pessoas foram para o campo em busca de trabalho e proteção. A SOLUÇÃO
  32. 32. Migração da população da cidade para o campo; Abandono das cidades, levando ao seu desaparecimento; Decadência das atividades comerciais; Diminuição da circulação de moedas. RURALIZAÇÃO DA ECONOMIA: DAS CIDADES PARA O CAMPO
  33. 33. A maior parte dessas pessoas era composta por pequenos proprietários e camponeses empobrecidos. Em troca de proteção e trabalho, passaram a viver nas terras de nobres e ricos senhores. Tornaram-se COLONOS. VAMOS ENTENDER MELHOR O COLONATO?
  34. 34. Camponês pobre: Eu, _________, e minha família, em troca de um pedaço de terra para trabalhar e me alimentar, juro sobre o Evangelho ser fiel e obedecer ao senhor ________ e a todos os seus descendentes (filhos, filhas e netos) por toda minha vida. Nobre senhor de terras: Em troca da sua fidelidade, eu _________ dou a garantia de te proteger e de assistir economicamente. CONTRATO DE COLONATO
  35. 35.  FERNANDES, Aldo Demerval Rio Branco. História Antiga e Medieval. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora, 2001.  FRANCO JUNIOR, Hilário. A Idade Média, o nascimento do ocidente. São Paulo: Brasiliense, 2006.  Imagens: Google REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

×