Cinco princípios de deus para um bom relacionamento

2.438 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  •  a Lei da Vantagem ou Lei de Gérson é um princípio em que determinada pessoa ou empresa deve obter vantagens de forma indiscriminada, sem se importar com questões éticas ou morais Uma propaganda que finalizava com a seguinte frase "Por que pagar mais caro se o Vila me dá tudo aquilo que eu quero de um bom cigarro? Gosto de levar vantagem em tudo, certo? Leve vantagem você também, leve Vila Rica!".
  • Cinco princípios de deus para um bom relacionamento

    1. 1. Cinco Princípios para um Bom Relacionamento
    2. 2. “Jesus, porém, conhecendo –lhes os pensamentos, disse-lhes: todo reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda cidade, ou casa. Dividida contra si mesma não subsistirá”
    3. 3. INTRODUÇÃO O bom relacionamento entre duas pessoas é difícil de ser mantido. Conhecendo a teoria do relacionamento humano, podemos evitar muitos problemas e isto vai nos ajudar a viver uma existência bem sucedida. Salomão é conhecido como o homem mais sábio que já existiu até o dia de hoje, apesar dos seus defeitos , sua sabedoria serve de exemplo para nós. A principal coluna da sabedoria de Salomão esteve na arte do relacionamentos, seu reino não é conhecido pelas grandes batalhas, mas pelas alianças que fez e a sua inteligência em manter os relacionamentos.
    4. 4. Dentre as principais características a serem observadas no bom relacionamentos podemos classificar  A DIREÇÃO  A RECIPROCIDADE  A COMUNICABILIDADE  A FIDELIDADE  A PERDOABILIDADE
    5. 5. I. A DIREÇÃO O relacionamento pode ser mantido em duas direções HORIZOTAL V E R T I C A L
    6. 6. VERTICAL No caso do relacionamento vertical, há de se considerar a distancia hierárquica que separa as partes da relação “Manda quem pode obedece quem tem juízo” até os animais reconhecem a superioridade dos outros exemplo: depois de uma caçada muito sacrificante, quando se prepara para degustar a carne da caça, surge um bando de hienas e faz com que o poderoso leão renucie ao seu almoço por reconhecer-se impotente diante do bando
    7. 7. • As vezes acontece que a direção pode variar independente que serem as mesmas pessoas, exemplo: ser empregado de um irmão da igreja, a esposa ser chefe do marido no emprego o filho ser pastor na igreja, é preciso saber observar o contexto para não invadir o espaço do outro. • O relacionamento com Deus é mais facil do que os relacionamentos VERTICAIS com o homem pois Deus lubrifica a engrenagem com oléo da MISERICORDIA, pomada de GILEADE, azeite do ESPIRITO
    8. 8. • Sentido de cima para baixo ou de baixo para cima • Servo-patrão – I -Pe 2,18; Ef 6. 5-9 • Patrão –servo- Col. 4. 1 • Pai – filho – Ef 6.4 • Filhos –pais – Col 3. 20 • Jovem-idoso – I Tm 5.4 • Crente – pastor II Tm 2. 24; Hb 13. 7,17 A maior distancia hierarquica que existe é entre Deus é o pecado para diminuir esta distancia Deus contruiu uma ponte de madeira em forma de cruz.
    9. 9. Horizontal O relacionamento horizontal sempre foi problemático. Irmão brica com irmão desde CAIM E ABEL, ESAU E JACO etc. Mais difícil ainda é o relacionamento entre homem e mulher. Situações cotidianas se repetem, levando casais a se separarem, namoros abençoados por Deus a serem interrompidos e destruição de família
    10. 10. • Irmãos – Marcos 3.17; Irmão-irmã – Tiago 4.11; Irmãs – Atos 21.9. Sentido: de lá para cá ou de cá para lá. Homem-mulher – 1 Pedro 3.3; Mulher-homem – 1 Coríntios 7.2; 1 Pedro 3.4-6.
    11. 11. A Intensidade • Quanto à intensidade, o relacionamento admite considerar um universo que vai do SUPERFICIAL até o PROFUNDO, passando por toda uma gama de possibilidades. Para haver um relacionamento saudável, é necessário que os participantes do relacionamento tenham consciência permanente da intensidade da relação, sabendo que a situação positiva ocorre quando a intensidade cresce com o passar do tempo. • Para melhor exposição vamos agrupar em 3 classes:
    12. 12. • Superficial: Podemos tomar como exemplo a relação entre um comprador que entra em uma loja pela primeira vez e o vendedor que o atende. • aquele que você passa por uma pessoa que mora na sua rua e se limita apenas a um bom dia • Intermediária: É a relação entre aluno e professor numa escola, entre namorado e namorada, entre companheiros de trabalho, etc. Mesmo uma relação intermediária pode ser aprofundada pelo amor sincero. • Exemplo: Davi e Jônatas (1 Samuel 18.1,3). Depois dessa conversa de Davi com Saul, surgiu tão grande amizade entre Jônatas e Davi que Jônatas tornou-se o seu melhor amigo. E Jônatas fez um acordo de amizade com Davi, pois se tornara o melhor amigo de Davi.
    13. 13. • . Profunda: A relação é chamada profunda quando é irreversível, como nos casos de marido e mulher, pais e filhos. Exemplo: Elcana e Ana (1 Samuel 1); Jacó e Isaque (Gênesis 21.8). A relação mais profunda que existe é estabelecida entre Deus e o homem. • Cumpriu-se assim a Escritura que diz: "Abraão creu em Deus, e isso lhe foi creditado como justiça", e ele foi chamado amigo de Deus. Tiago 2:23
    14. 14. • O Equilíbrio O EQUILÍBRIO é a parte mais complicada em uma relação. O equilíbrio adequado é aquele em que ambas as partes cumprem seus compromissos e buscam seus direitos de forma pacífica e respeitosa. Para compreendermos bem esta parte, vamos classificar em duas classes: Instável: Ocorre quando uma das partes age com egoísmo, buscando vantagens sobre vantagens, sem observar os limites e necessidades do outro. A relação instável caminha para a dissolução e o remédio para recuperar as perdas está em obedecer (os dois) o mandamento de Jesus e seguirem as instruções da bíblia. Exemplo: a relação entre Acabe e Josafá.
    15. 15. • a relação era instável porque Acabe não gostava de ouvir Deus falar, enquanto Josafá sabia que a vitória só é segura para quem obedece fielmente a Deus • Josafá, porém, perguntou: "Não existe aqui mais nenhum profeta do Senhor, a quem possamos consultar? " O rei de Israel respondeu a Josafá: "Ainda há um homem por meio de quem podemos consultar o Senhor, mas eu o odeio, porque nunca profetiza coisas boas a meu respeito, mas sempre coisas ruins. É Micaías, filho de Inlá". "O rei não deveria dizer isso", Josafá respondeu. 1 Reis 22:7-8
    16. 16. • Estável: Ocorre quando as duas partes se completam, compreendendo cada um as necessidades do outro. Quanto mais os participantes da relação conhecem suas posições e respeitam uns aos outros, a relação tende a se eternizar. Um bom exemplo é a relação do homem com Deus, veja: Embora Deus tenha o direito de exigir tudo o que queira do homem, a única exigência que Ele nos faz é a fidelidade. Do lado do homem, aquele que desejar manter uma relação estável com Deus, deve entender que Deus não existe para satisfazer suas vontades (necessidades?); nós é que temos que fazer a vontade de Deus. O equilíbrio está na fidelidade de Deus, pois a todos aqueles que buscam fazer a Sua soberana vontade, Ele recompensa dando muito mais do que pedimos ou pensamos. Efésios 3.20,21
    17. 17. • Numa relação estável marido-mulher, o homem não age como patrão da esposa, exigindo dela o cumprimento de dezenas de tarefas, sem prestar a contra-partida. Na relação estável, ao contrário ele recompensa sua dedicação com presentes, carinhos, elogios e procura cumprir com suas obrigações. Um exemplo de relação instável para ser evitado é o de Abigail e Nabal Seu nome era Nabal e o nome de sua mulher era Abigail, mulher inteligente e bonita; mas seu marido, descendente de Calebe, era rude e mau. 1 Samuel 25:3
    18. 18. • A Dureza A Dureza de comunicação pode variar da brandura à dureza exagerada. Houve um rei chamado Roboão que usou de dureza na comunicação com o povo e o resultado foi a quebra do reino em duas partes, pois o povo não aceitou tanta dureza. Um bom relacionamento requer equilíbrio também na dureza da comunicação. Quando a pessoa usa freqüentemente expressões acusativas, do tipo: - está errado!; ou - seu burro!; ou (uma das piores) – é por isso!. Há pessoas que não conseguem se controlar. A qualquer hora usam esse tipo de dureza. Não há relação que resista. A bíblia orienta A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira. Provérbios 15:1
    19. 19. II – RECIPROCIDADE.
    20. 20. • "Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós a eles;" (Mt 7.12a). A RECIPROCIDADE considera os seguintes aspectos: TOLERÂNCIA, Quem gosta de pressionar não resiste à pressão - Viver pressionando os outros gera antipatia e afastamento. Há pessoas que sentem prazer em AGULHAR os companheiros de peregrinação. Só que estas pessoas não percebem que as melhores amizades sempre vazam, as oportunidades nunca lhe são informadas. Claro, quem vai querer um companheiro que vive pressionando. Para haver um bom relacionamento é preciso trocar a INTOLERÂNCIA pela MISERICÓRDIA (Colossenses 3.12)
    21. 21. • EQÜIDADE: (Imparcialidade,justo) Num relacionamento com equidade, uma parte do relacionamento nunca exige da outra algo que não possa ser cumprido. Há pessoas que sentem prazer em criar desafios nos relacionamentos. A bíblia condena esta atitude (Atos 15.10). Falta de Equidade também acontece no caso de JUGO DESIGUAL. Imagine se alguém colocar o mesmo JUGO (instrumento de madeira) sobre os pescoços de um carneiro e de um Leão, esperando que os dois andem juntos por um dia inteiro. Ou se unirem sob um mesmo jugo um camelo e uma cabra para puxarem juntos uma carroça pesando quinhentos quilos.
    22. 22. • A própria bíblia ordena, em 2 Coríntios 6, verso 14: “ Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?”. • Um dos primeiros casos de jugo desigual relatados na bíblia, aconteceu com Esaú, que casou com esposas cananéias (Gênesis 26.34,35), deixando tristes os pais que eram tementes a Deus e sabiam da maldição colocada sobre os cananeus
    23. 23. • MISERICÓRDIA - Quem acusa não admitem ser acusado. Quando alguém erra, a pessoa sem misericórdia cai de matando. Mas quando ela erra, acha que todos devem compreender os motivos de seu erro. • Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardio para irar-se, Tiago 1:19 • Uma das maiores chaves para abrir a porta do bom relacionamento é saber esperar o momento certo para falar, a bíblia ensina: “O homem se alegra na resposta da sua boca, e a palavra, a seu tempo, quão boa é!” (Provérbios 15.23).
    24. 24. • COMPROMISSO – Num bom relacionamento as partes envolvidas precisam cumprir os compromissos inerentes à relação. Quando um aluno entra na escola é para aprender, o que se espera do professor é que este o ensine. Quando contrata um empregado, o empresário espera que o este execute suas tarefas corretamente e de boa vontade. Na relação entre pais e filhos, aos filhos cabe a obediência e aos pais compete suprir as necessidades. No casamento é muito comum a esposa querer assumir o papel de supridor, enquanto o marido não corresponde ajudando nas tarefas do lar.
    25. 25. • Há esposas que exigem demais do marido, ultrapassando sua capacidade de suprir. Também há casos de falta de companheirismo. O pensamento machista impede os homens de fazer tarefas “femininas”, tais como enxugar a louça, passar pano no chão, etc. No quesito compromisso, tanto uma parte como a outra precisam ser fiéis ao que prometem. Na relação entre Deus e o homem, Deus nunca deixou de cumprir suas promessas. Deus é fiel. Mas o homem costuma agir com egoísmo, virando as costas para Deus na hora em que não está sentindo necessidade. O resultado é dor e sofrimento.
    26. 26. • Precisamos considerar que em todo relacionamento existe alguém do lado de fora torcendo para a derrota. Enquanto a mulher está irritando o marido que tem pressa para um compromisso, uma “adversária” está torcendo para ver uma briga catastrófica. Enquanto o marido fica desinteressado pelos assuntos da esposa, há sempre um “adversário” esperando pelas sobras da briga. Enquanto um empregado começa a fazer pirraça no emprego, trazendo aborrecimento ao patrão, há sempre um desempregado esperando aquela vaga. Agora o que é pior: quando o crente começa a fazer corpo mole com as coisas da igreja, o ADVERSÁRIO está rondando bem de perto para colher as sobras do desastre.
    27. 27. • A maior lei implantada na Dispensação da GRAÇA, é conhecida como a LEI DA SEMEADURA e se encontra em Gálatas 6.7. É ela que nos dá a certeza de que tudo o que fazemos de mal para os outros, retorna em mal para nós. E tudo o que fazemos de bem para os outros, retorna em bem. Não concordamos com o ditado popular do AQUI SE FAZ AQUI SE PAGA, porque esta questão foi levantada por ASAFE e Deus o consolou mostrando que muitos dos males feitos pelas pessoas ruins, serão “recompensados” pelo próprio Deus no local e na hora escolhidas por Ele. Salmo 73. Para as pessoas que entendem a lei da semeadura como um argumento para se vingarem de males recebidos, Deus declara nitidamente em Romanos 12.19.
    28. 28. III – COMUNICABILIDADE.
    29. 29. • “Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, disse- lhes: Todo reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá” (Mt 12.25). • Se por um lado a má comunicação é causa da quebra de muitos relacionamentos, a boa comunicação pode ser o instrumento mais poderoso para restaurar relacionamentos instáveis. Para haver comunicação é necessária a presença de vários elementos básicos, a saber: MENSAGEM, EMISSOR, RECEPTOR, CANAL. MENSAGEM é a essência do que se deseja comunicar (quando abusamos de mensagens profanas, só podemos colher coisas ruins, mas se procurarmos comunicar som mais freqüência a mensagem das coisas santas, o relacionamento melhora).
    30. 30. • EMISSOR é a pessoa que emite a mensagem. RECEPTOR é quem recebe a mensagem. Um dos grandes problemas na comunicação acontece quando a pessoa quer ser, ao mesmo tempo, EMISSOR e RECEPTOR. Há um antigo dito popular que ensina: quando um burro fala, o outro abaixa a orelha. O ditado corresponde ao conselho de Tiago 1.19. • CANAL é o veículo por onde a mensagem trafega desde o emissor até o receptor. Podemos citar como exemplos: CDs, DVDs, TV, FACEBOOK, WHATSAPP, ORKUT, OUTDOOR, LETREIROS, CELULAR, CAIXA DE SOM, MÍMICAS, DANÇAS, CARTAS, ENCENAÇÕES etc.
    31. 31. • Numa relação duradoura é preciso zelar pelos atributos da comunicação, sabendo observar a vez de falar e a de ouvir. Os temas (mensagens) devem ser trabalhados em contexto adequado. Exemplo: A esposa não deve criticar o marido para outras pessoas em nenhuma circunstância. O marido nunca deve maltratar a esposa na frente de outras pessoas. Assuntos particulares só devem ser discutidos no ambiente privado. A relação fica fragilizada quando um dos participantes expõe o outro.
    32. 32. • Instáveis geram confusão "Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno" (Mt 5.37). Simei - Quando Salomão propôs um ato de misericórdia, ele respondeu: “Boa é esta palavra” (1 Reis 2.36-39), mas na hora de cumprir sua parte, já não achou tão boa. Pagou com a vida. Centenas de milhares de relacionamentos são abalados pela LEI DE GERSON, que Simei tentou aplicar. Melhor ser como Jefté (Juízes 11).
    33. 33. • 2. Prepotentes gostam de falar, mas recusam-se a ouvir - Senaqueribe podia continuar vencendo se não tivesse usado a prepotência. (2 Crônicas 32.15). Um exemplo a ser seguido é o de Naamã (2 Reis 5.11-17) que, mesmo não pertencendo ao povo de Deus, e mesmo sendo grande autoridade, deu ouvidos à instrução de Eliseu e saiu com sua cura. Chamo atenção para a parte final do versículo 17 (de hoje em diante so adorarei ao SENHOR).
    34. 34. • Saber falar pode poupar uma vida – Saber falar significa vários aspectos: • A Forma - João Batista falou para Herodes: “Há adultério em que casa” (Lucas 3.19). Pagou com a Vida. Nata falou para Davi a mesma palavra, mas com sabedoria o falou: salvou sua vida e a do rei. (2 Samuel 12.1-10). • O Assunto – Quando uma parte do relacionamento discorda da outra parte em torno de um assunto, elas devem encontrar alternativas amigáveis para encerrar a discórdia. Josafá e Acabe não chegavam a um acordo sobre a guerra, Josafá propôs ouvir o conselho de Deus, mas Acabe queria forçar a barra. Perdeu a vida. (1 Reis 22.4-7, 34, 35).
    35. 35. • O Ambiente – Muitas vezes o assunto está certo, a forma de falar está certa, mas o ambiente é impróprio. Por exemplo: o homem acabou de receber o salário, mas chega em casa e encontra visitas. Entre elas um que adora lhe pedir dinheiro. Essa é uma hora mais do que imprópria para a esposa pedir dinheiro. Ou ainda: a esposa acaba de dar à luz e o marido resolve reclamar porque os outros filhos dão muito trabalho. Decididamente, o ambiente influi no sucesso ou fracasso da comunicação. • O Momento – Saber comunicar é também saber escolher o momento adequado para falar. Aimaas se apressou em dar a notícia da morte de Absalão e se deu mal (2 Samuel 18.19-30).
    36. 36. IV – FIDELIDADE.
    37. 37. • "E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim" (Mt 10.38). Ser fiel é ser confiável. Não fala apenas de traição, mas também fala de honestidade. Um funcionário confiável é aquele que o patrão pode entregar a chave da loja e ficar tranqüilo. Um namorado confiável é aquele que não fica esticando os olhos para toda garota que passa. Um obreiro confiável é aquele que não aproveita oportunidade para ferir alguém com palavras. O ciúme é o maior cupim de um relacionamento. Algumas pessoas defendem a idéia da essencialidade do ciúme. Pode até ser verdade, mas o problema é que o ciúme constitui um esconderijo para a falta de confiança. Também constitui num estopim para reações intempestivas que causam grandes arrependimentos (Provérbios 6.34). A única pessoa em todo o universo capaz de ter ciúmes de uma maneira saudável é Deus (Tiago 4.5),
    38. 38. • A FIDELIDADE permite considerar os seguintes aspectos numa relação: SINCERIDADE, Quem trai (ou adultera) vive desconfiado. A mentira está em quase todos os pecados (João 8.32). Ocultar a verdade, às vezes tem o mesmo valor que a mentira – os irmãos de José induziram o pai (Gênesis 37.32-35); Falta de transparência é o tijolo que constrói o castelo da mentira (Gênesis 20.2; 26.7). LEALDADE (mais profundo que honestidade) - Quem trai não aceita traição. Ser leal não é somente ser honesto. Ser honesto é ser confiável, mas ser leal e estar lado a lado, é sentir as mesmas dores, é se alegrar nas alegrias e compartilhar as tristezas. Joabe (2 Samuel 18.5; 18.14; 20.9,10) era confiável, homem de guerra e dava sua vida por Davi, mas na hora que Davi o enviou para vencer Absalão sem matá-lo, ele mostrou seu caráter traidor e assassino.
    39. 39. • 3. SIMILARIDADE, Quem engana não aceita ser enganado - Labão (Gênesis 29.15) passou vinte anos enganando e explorando seu sobrinho, numa relação desigual. Quando Jacó foi embora, ele foi atrás cheio de ira. Se não é a intervenção de Deus, o relacionamento terminaria em tragédia. • Se há um relacionamento onde a fidelidade é fundamental, este é o relacionamento do homem com Deus. Deus é fiel e espera que o homem que se diz seu filho seja também fiel (à sua imagem e semelhança). Todos os homens da bíblia que foram fiéis a Deus alcançaram vitórias incomparáveis. Assim é até os dias de hoje: Deus requer fidelidade. Não se pode servir a dois senhores.
    40. 40. V – PERDOABILIDADE.
    41. 41. • Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;" (Mt 6.14). • Saber perdoar é fórmula eficaz para todo relacionamento. José foi lançado na cova por seus irmãos, vendido como escravo e, em decorrência disso, acabou indo para nas prisões do Egito. Mas Deus o levantou e ele virou governador e homem de confiança de Faraó. Seu comportamento não foi de guardar mágoa, nem ódio dos irmãos. Também não esperou que os irmãos aparecessem para pedir-lhe perdão. Ao invés disso, ele buscou esquecer e perdoar espontaneamente. Prova disso está em Gênesis 41.51,52.
    42. 42. Esse é o resultado de quem procura A igreja perfeita A mulher perfeita O homem perfeito

    ×