O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Faculdade Anhanguera de Osasco
Curso de Pedagogia
Atividades Práticas Supervisionadas
LITERATURA INFANTIL
Geneva Pereira M...
Introdução
O presente trabalho tem como objetivo apresentar através da Literatura Infantil um
ensino-aprendizagem mais sig...
A literatura Infantil e seus Caminhos
A Literatura Infantil fornecida as crianças, são de grande
importância ao aprendizad...
A importância da ilustração de livros literários infantis.
A tecnologia e a informatização cada vez mais moderna prendem a...
Contos e sua adaptações
( Chapeuzinho Vermelho)
De acordo com as pesquisas efetuadas , foram feitas as seguintes observaçõ...
Contos e sua adaptações ( Chapeuzinho Vermelho)
Logo analisando as várias versões, os contos são readaptados conforme a
ép...
Contos e sua adaptações (A Cigarra e a formiga)
De acordo com a proposta o que destacamos para o reconto da Disney - A Cig...
Discussões teóricas
A Leitura demonstra a importância da literatura infantil no contexto educativo,
escolar, social , fami...
Discussões teóricas
Salientamos a ideia do professor analisar e viabilizar critérios para a utilização de
contos no contex...
CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
Era uma vez uma menina desobediente chamada
Cachinhos dourados, pois havia feito luzes no cab...
CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
Cachinhos dourados andou tanto, até que encontrou uma casinha onde morava
uma família de ursi...
CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
Um dia, pela manhã, quando se levantaram, iam comer tapioca, pois
esqueceram de comprar maise...
Enquanto os ursos estavam fora, apareceu a Cachinhos Dourados.
Ela estava muito apertada, procurando um banheiro para faze...
CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
Depois de ter ido ao banheiro, sentiu um cheiro muito bom e logo descobriu o caminho para
a c...
CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
Depois, passou à sala, onde encontrou três cadeiras: uma grande e achou-a
muito dura.
Sentou-...
CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
Depois, Cachinhos Dourados foi ao quarto dos ursinhos. Lá dentro havia três camas:
Deitou-se ...
CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
Enquanto ela dormia, os ursinhos voltaram do passeio. Foram logo à cozinha
para comerem a tap...
CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
Os três ursinhos foram à sala.
Papai Urso olhou para sua cadeira e exclamou:
- Alguém sentou ...
Foram andando para o quarto. Papai Urso olhou para sua cama e perguntou:
- Quem esteve deitado na minha cama?
Mamãe Ursa o...
Cachinhos Dourados acordou com o grito de Bebê Urso.
Ficou assustadíssima quando viu os três ursinhos no quarto.
Saltou da...
Considerações Finais
Através das pesquisas realizadas concluímos que, as estórias podem ser modificadas
conforme a atualid...
Bibliografia/links
“Literatura Infantil” PLT 487 – Texto –Análise – Didática , do Livro-Texto da disciplina, NELLY NOVAES
...
Atps literatura infantil oficial
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atps literatura infantil oficial

939 visualizações

Publicada em

ATPS Literatura Infantil - Pedagogia - 5º semestre - Anhanguera

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Atps literatura infantil oficial

  1. 1. Faculdade Anhanguera de Osasco Curso de Pedagogia Atividades Práticas Supervisionadas LITERATURA INFANTIL Geneva Pereira Moura RA: 6582334534 Luzinete Costa dos Santos RA: 7701628649 Meire Moraes da S.Jeronymo RA: 6748356621 Regina Gidzinski Soares RA : 6397237365 Silvany de O. Monteiro RA: 6577255333 Professor: Fabiana Kalandjian Osasco, 2015
  2. 2. Introdução O presente trabalho tem como objetivo apresentar através da Literatura Infantil um ensino-aprendizagem mais significativo, reflexivo e potencializador dos processos criativos. Oportunizando a análise e o conhecimento das histórias infantis e a importância que as mesmas têm em despertar nos alunos o prazer pela leitura, estimulando a imaginação e a sensibilidade, relacionando o mundo imaginário com o real , através das modificações nas histórias infantis. Um dos principais desafios do professor é planejar aulas estimulantes e motivadoras proporcionando ao aluno o desenvolvimento do domínio do ensino da Literatura Infantil, permitindo a formação de um profissional apto a lidar com a relevância da leitura, do cuidado e da valorização dos livros, bem como apresentar a literatura infantil, o conto e o reconto através do Lúdico.
  3. 3. A literatura Infantil e seus Caminhos A Literatura Infantil fornecida as crianças, são de grande importância ao aprendizado escolar. Pois através da história se estabelece contato entre o real e o imaginário, trazendo aos alunos amplo conhecimento de novas culturas, de lugares, conceito geográfico de tempo, espaço, regras, conceito moral e ético, comportamento social e respeito ao próximo. O professor passa a ser primordial no processo de ensino-aprendizagem , pois através da didática utilizada de forma correta, torna-se possível trabalhar vários conteúdos, como português, matemática, história, geografia, ciências etc. Logo através das histórias contadas e recontadas usando como recurso a literatura infantil possibilitamos aos alunos , desenvolverem o pensamento crítico, raciocínio, questionamentos e formação individual.
  4. 4. A importância da ilustração de livros literários infantis. A tecnologia e a informatização cada vez mais moderna prendem a atenção das crianças ao mundo virtual, criando um desinteresse pela literatura infantil padronizada e tradicional. Partindo deste pressuposto, o professor deve ter consciência e ser conhecedor dos inúmeros modelos e recursos apresentados pelo mercado em relação a literatura infantil. A apresentação de livros adequados de acordo com a idade, fazem sim a diferença no despertar do interesse das crianças e adolescentes pela leitura. Atualmente contamos com um acervo de livros, coloridos, ilustrados, em três D que proporcionam, alto relevo, gravuras enfeitadas com diversas texturas, formas, aplicações e E-books virtuais, porém nem sempre acessíveis a todas as Escolas, por isso a importância da atuação do professor , que através do lúdico, da criatividade, da sua didática, apresenta ao aluno a literatura infantil de acordo com o recurso disponível e de várias formas .
  5. 5. Contos e sua adaptações ( Chapeuzinho Vermelho) De acordo com as pesquisas efetuadas , foram feitas as seguintes observações das Obras de Chapeuzinho Vermelho: • Os conteúdos gerais são os mesmos, o que muda é o final, de acordo com a mensagem que se quer transmitir. • Em épocas antigas constatou-se finais trágicos, medonhos e sangrentos. • Atualmente possuem um caráter dócil com finais felizes • Em algumas versões o reconto reflete sedução e sexualidade, pois o Lobo seduz chapeuzinho para descobrir o endereço da vovó e as frases possuem duplo sentido. • Na versão cinematográfica o Conto é voltado para o público infantil, onde os personagens são voltados para uma investigação policial e o inocente coelhinho é culpado do crime e o lobo passa a ser amigo da chapeuzinho. • Na versão juvenil, existe classificação etária, pois o conto tem como característica principal valores incorretos, como mentiras, traições, e morte.
  6. 6. Contos e sua adaptações ( Chapeuzinho Vermelho) Logo analisando as várias versões, os contos são readaptados conforme a época, ou seja, cada uma tem suas influências, sejam elas, éticas, sociais, religiosas, com punições ou remetem para a sensualidade. Porém todas terminam com uma lição de moral para ser refletida, seja positiva ou negativa, toda ação possui uma reação.
  7. 7. Contos e sua adaptações (A Cigarra e a formiga) De acordo com a proposta o que destacamos para o reconto da Disney - A Cigarra e a formiga são as aparências modificadas dos personagens. No geral o enredo é o mesmo, demonstrando conceitos de aproveitamento e ironia por parte da cigarra, que canta o verão todo, desviando a atenção das outras formigas e despertando na Rainha do formigueiro irritação. A cigarra por sua vez ignora a responsabilidade e segue com sua canções. Chega o inverno e a cigarra colhe as consequências , sente frio e fome e se vê desabrigada. A cigarra decide então pedir ajuda ao formigueiro. A formiguinha generosa intercede pela cigarra e convence a rainha a ajudar. A Cigarra por sua vez é convocada a cantar e alegrar o formigueiro em troca da provisão e abrigo. E todos acabam felizes para sempre, torcendo para que no próximo inverno a dona cigarra aprenda a lição!
  8. 8. Discussões teóricas A Leitura demonstra a importância da literatura infantil no contexto educativo, escolar, social , familiar e na formação do indivíduo. Apesar das histórias serem criadas para divertir e encantar as crianças, possuem conteúdo formativo nos conceitos e ideias e desenvolvem o pensamento critico e contribuem para a formação de opiniões. Sendo assim os contos são essenciais como apoio pedagógico e um recurso importante para o professor, para um bom desenvolvimento qualitativo, tornando a aprendizagem significativa e divertida. Através da utilização da literatura o professor insere um mundo novo ao aluno, despertando a criatividade, o imaginário e internalizando valores e princípios éticos e morais.
  9. 9. Discussões teóricas Salientamos a ideia do professor analisar e viabilizar critérios para a utilização de contos no contexto educativo, cognitivo, como também na leitura e escrita. E destacamos alguns pontos a serem reforçados: • Incentivar a criança a ler, pois com o acesso ao computador e a televisão o número de leitores diminuem. • Desenvolver projetos como; mala de viagem, livrinho da semana, cantinho da leitura, etc. • Selecionar o material de acordo com a idade, conteúdo, e tipos diversos, como forma de despertar o interesse pela leitura. E sugerimos alguns pontos a serem abordados: • Após a contação ou utilização da literatura infantil deixar claro para a criança que devemos sempre aproveitar o que o conto tem de bom. • Esclarecer sempre que a vida real não convém ser inspirada nos contos de fada. Como por exemplo no livro “Até as princesas soltam PUM” • Ensinar as crianças a discernir o real do imaginário..
  10. 10. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO) Era uma vez uma menina desobediente chamada Cachinhos dourados, pois havia feito luzes no cabelo. Basta que sua mãe descuide um pouco, e ela foge de casa! Como mora na floresta, vive a explorar a mata, e sabe-se lá onde por onde ela anda...
  11. 11. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO) Cachinhos dourados andou tanto, até que encontrou uma casinha onde morava uma família de ursinhos; o Papai Urso, a Mamãe Urso e o Bebê.
  12. 12. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO) Um dia, pela manhã, quando se levantaram, iam comer tapioca, pois esqueceram de comprar maisena para fazerem mingau, mas a Mamãe Ursa disse: - Esta tapioca está muito quente para comermos agora. Vamos fazer nossa caminhada para emagrecer enquanto esfria, na volta a gente come. Deixaram a tapioca nos pratinhos e saíram.
  13. 13. Enquanto os ursos estavam fora, apareceu a Cachinhos Dourados. Ela estava muito apertada, procurando um banheiro para fazer xixi. Quando viu a casinha dos ursinhos, aproximou-se e bateu à porta. Como ninguém respondeu, ela então entrou . CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
  14. 14. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO) Depois de ter ido ao banheiro, sentiu um cheiro muito bom e logo descobriu o caminho para a cozinha... Na mesa , ela avistou os pratinhos com tapioca . Olhou em volta, não viu ninguém, e então disse:- Ôba, com a fome que estou vou comer as três, tomara que seja com recheio de queijo!
  15. 15. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO) Depois, passou à sala, onde encontrou três cadeiras: uma grande e achou-a muito dura. Sentou-se na cadeira do meio e achou-a macia demais. Sentou-se na cadeirinha menor e achou-a muito confortável. Mas, sentou-se com tamanha falta de modos que a quebrou em pedaços.
  16. 16. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO) Depois, Cachinhos Dourados foi ao quarto dos ursinhos. Lá dentro havia três camas: Deitou-se na cama maior e achou-a muito dura. Deitou-se na do meio e achou-a macia demais. Deitou-se na pequenininha e achou-a muito boa. Ali colocou seu fone de ouvidos que estava no bolso e partiu para o sono da beleza...
  17. 17. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO) Enquanto ela dormia, os ursinhos voltaram do passeio. Foram logo à cozinha para comerem a tapioca e com surpresa, notaram que alguém tinha estado ali. Papai Urso perguntou com sua voz grossa: - Quem comeu nossas tapiocas?
  18. 18. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO) Os três ursinhos foram à sala. Papai Urso olhou para sua cadeira e exclamou: - Alguém sentou na minha cadeira! Mamãe Ursa, com sua voz meiga, reclamou: - Alguém também sentou na minha cadeira! Bebê Urso, chorando, queixou-se: - Alguém quebrou a minha cadeirinha!
  19. 19. Foram andando para o quarto. Papai Urso olhou para sua cama e perguntou: - Quem esteve deitado na minha cama? Mamãe Ursa olhou para sua cama e disse: - Alguém esteve deitado na minha cama! Bebê Urso, com sua voz fininha, gritou: - Alguém está deitado na minha ! CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
  20. 20. Cachinhos Dourados acordou com o grito de Bebê Urso. Ficou assustadíssima quando viu os três ursinhos no quarto. Saltou da cama, correu pelo quarto, pulou a janela e continuou correndo pela floresta, tão depressa quanto suas pernas podiam. E, daí por diante, nunca mais ela fugiu de casa e quando precisava sair avisava para sua mãe, ou passava um whatsapp. CACHINHOS DOURADOS (RECONTO)
  21. 21. Considerações Finais Através das pesquisas realizadas concluímos que, as estórias podem ser modificadas conforme a atualidade, para que atendam aos objetivos dentro dos contextos a serem transmitidos para as crianças . A interpretação das estórias e os recursos disponíveis devem ser viáveis a realidade de cada professor. Torna-se um desafio aos professores, driblar as tecnologias e conquistar o maior número de leitores dentro da escola, pois além de incentivador e facilitador da leitura, se faz necessário utilizar uma boa dose de criatividade para despertar nos alunos o interesse pela literatura, seja ela tradicional ou atual. Desta pratica de leitura , lúdica ou não , depende a formação de futuros leitores, críticos, criativos e interessados em serem protagonista de suas próprias estórias e adquirirem conhecimentos. Uma nova geração que conta com a contribuição do adulto, seja professor, pais, avós, cuidadores para que incentivem a literatura diária, seja através da aquisição de livros ou empréstimo, como na interação entre eles.
  22. 22. Bibliografia/links “Literatura Infantil” PLT 487 – Texto –Análise – Didática , do Livro-Texto da disciplina, NELLY NOVAES COELHO A Cigarra e a formiga. Walt Disney Studios, 1960. Disponível em: < https://docs.google.com/file/d/0B8qKHuHMENvNzZHLS1YNVJUd28/edit?usp=sharing >. Acesso em: 03 mai. 2015 ás 14h56 A garota da capa vermelha. Direção de Catherine Hardwike. EUA, 2011. Sinopse disponível em: <http://www.adorocinema.com/filmes/filme-170918/>. Acesso em: 05 mai. 2015. Deu a Louca na Chapeuzinho. Direção de Cory Edwards. EUA, 2005. Sinopse disponível em: <http://www.adorocinema.com/filmes/filme-58225/>. Acesso em: 07 mai.2005 ás 21h34 ESOPO; LA FONTAINE. A Cigarra e a formiga. Disponível em: < https://docs.google.com/a/aesapar.com/file/d/0B8qKHuHMENvdlFjMWNhaUdzMVU/ edit?usp=sharing > acesso em 12 mai.2015 ás 10:45

×