Coordenação Geral               Dalila Andrade Oliveira               Lívia Maria Fraga VieiraGrupo de Estudos sobre Polít...
   Trazer alguns resultados de pesquisa abrangente sobre o    trabalho docente na educação básica no Brasil, coordenada  ...
   Identificar e analisar mudanças promovidas pelas    recentes políticas públicas para a educação básica no    que se re...
Os resultados se referem a 8.814 respondentes    (questionários válidos): sujeitos docentes de creches/escolas    de educa...
   A categoria trabalho docente abarca tanto os sujeitos nas suas    complexas definições, experiências e identidades, qu...
Etapa de ensino em que atua21,3 % - Educação Infantil51,3% - Ensino Fundamental15,9% - Ensino Médio9,5 % - Ensino Fundamen...
   Realização de um survey sobre o trabalho docente na Educação    Básica no Brasil em sete estados (Pará, Rio Grande do ...
Quantitativos           Estado                      Estabelecimentos        ProfessoresMinas Gerais              11.130   ...
   Amostragem Probabilística: onde os elementos do    universo possuem a probabilidade conhecida de serem    selecionados...
As reformas educacionais iniciadas na década de 1990 no Brasiltrouxeram mudanças que repercutiram de forma diferenciada na...
   gestão democrática do ensino público, na forma da lei    (CF/88)   participação dos trabalhadores docentes na elabora...
O contexto atual tem exigido a definição de políticasnacionais regulares no que se refere ao salário (PisoNacional Salaria...
 Ampliação    das tarefas, funções       e  responsabilidades dos docentes. Ampliação da jornada de trabalho real sem  o...
Perfil sócio-demográfico dos sujeitos docentes Formação Ingresso, vínculo de trabalho, plano de carreira, salários Jor...
Sexo – 82% mulheres. Embora sempre superior aos homens, apresença das mulheres é variável conforme a etapa do ensinoIdade ...
Maior nível de escolaridadeTipo de curso superiorInsituição em que realizou o cursode graduaçãoPós-graduação
100%90%80%70%                                           Pós-graduação                                           Graduação6...
3.0%               4.9%                              Normal Superior                      35.8%                           ...
1.7% 0.1%   0.2%               0.9%  4.2%                      Especialização                      Mestrado               ...
Concurso públicoVínculo de TrabalhoPlano de CarreiraOpinião sobre a carreiraFaixas salariais
31,9%                Não                Sim67,3%
70,0%      63,7%60,0%50,0%40,0%30,0%                                             23,7%20,0%10,0%                         4...
4,0% 0,4%    0,1%                               Não                       46,2%   Sim                               Não se...
1,0%         0,3%       0,4%                     0,5%100%      4,8%         3,8%        3,9%         5,6%        3,8%     ...
0,6%        0,4%          0,7%100%       3,5%        4,3%         6,3%90%                                18,8%80%         ...
5%           Não           Sim95%
5.5%        8.0%                              Satisfeito/a, por se tratar de uma                              carreira que...
35,0%30,0%25,0% 20,0% 15,0%               30,0%                                  26,9% 10,0%   5,0%   8,4%                ...
ProfessorMédia                        R$ 1.316,69Mediana                      R$ 1.162,50Moda                         R$  ...
0,3%                              0,5%        0,5%                           0,1%               0,8%                      ...
100%                                                                                             Mais de 10 SM a 20 SM (de...
Demais funções                                                   Outro             3,1%                                   ...
Professor                                                 Outro         2,9%                                            In...
Satisfeito/a, por se tratar de                                                                     remuneração compatível ...
Satisfeito/a, por se tratar de remuneração                                                      compatível com sua dedicaç...
20,0%20,0%                                                                            18,4%18,0%                          ...
100%90%           43,4%80%                       65,9%70%60%                            Sim50%                            ...
100%                                                                                                       16,9%90%       ...
Tempo de trabalho com                    educação45,0%                                                                    ...
Tempo de trabalho com        educação na rede pública de                  ensino                                          ...
Tempo de trabalho com           educação versus Idade100%       2,4%        1,9%           7,5%                    6,7%90%...
 Alunos por turma Carga horária Tempo remunerado extra-classe Trabalha em outra instituição educacional
35.00                                 32.4530.00                 28.5125.00        20.8920.0015.0010.00 5.00  .00        I...
1,4%                   1,4%                       4,0%       3,2%100%       3,9%                     10,0%90%             ...
50%                                      Não                                      Sim                                50%  ...
40,0%                                       36,0%35,0%30,0%                       26,2%                           26,0%25,...
40.0                 37.335.030.025.0                           22.4                                     21.020.015.0     ...
35.030.0                                         29.1                                   25.525.0        22.7              ...
Eu escolheria ainda trabalhar em educação, se    eu tivesse que recomeçar minha vida                  profissionalEu penso...
30,0%       27,5%25,0%                                                                               20,9%20,0%           ...
Você tem se sentido constrangido a mudar sua forma          19,6                      80,4      de trabalho em razão dos e...
 Sindicalização Opinião   sobre o sindicato
6000       54335000400030002000                                           1405                                            ...
9,6%               Não               Sim       90,4%
 Ampliação  da jornada de trabalho Aumento do número de alunos/crianças  nas turmas Mudança no perfil dos alunos Maior...
33%            Não            Sim      67%
45%            Não            Sim      55%
28%            Não            Sim72%
44%            Não            Sim56%
39%            Não            Sim61%
33%            Não            Sim67%
 Respostas   possíveis: SEMPRE FREQUENTEMENTE RARAMENTE NUNCA NÃO SE APLICA NÃO SABE NÃO RESPONDEU
 Respostas possíveis: SEMPRE FREQUENTEMENTE RARAMENTE NUNCA NÃO SE APLICA NÃO SABE NÃO RESPONDEUNos gráficos abaix...
 As primeiras análises estão indicando que  existe uma aproximação dos resultados  com as nossas hipóteses orientadoras....
 43%   costuma levar atividade do trabalho  para realizar em casa 67% Ocorrência de ampliação da jornada  de trabalho 7...
www.trabalhodocente.net.br
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil

851 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
851
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
123
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil

  1. 1. Coordenação Geral Dalila Andrade Oliveira Lívia Maria Fraga VieiraGrupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente – GESTRADO Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG Quito Maio 2012
  2. 2.  Trazer alguns resultados de pesquisa abrangente sobre o trabalho docente na educação básica no Brasil, coordenada nacionalmente pelo GESTRADO/UFMG. Contou também com a participação de outras seis universidades federais brasileiras e uma estadual. Trata-se de um ¨survey¨ realizado em sete estados brasileiros – Pará, Rio Grande do Norte, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. Objetivo geral: conhecer e analisar o trabalho docente nas suas dimensões constitutivas, identificando seus atores, o que fazem e em que condições realizam suas atividades nos estabelecimentos de Educação Básica no Brasil, com a finalidade de subsidiar políticas públicas.
  3. 3.  Identificar e analisar mudanças promovidas pelas recentes políticas públicas para a educação básica no que se refere à organização e gestão escolar e suas conseqüências para a formação e carreira docente. Analisar em que medida as políticas educacionais mais recentes interferem nas identidades e nos perfis dos docentes, buscando perceber como os mesmos enfrentam as mudanças ocorridas no seu trabalho.
  4. 4. Os resultados se referem a 8.814 respondentes (questionários válidos): sujeitos docentes de creches/escolas de educação infantil, fundamental e médio, das redes municipais e estaduais de ensino, incluindo também as creches conveniadas com o poder público municipal, de 7 capitais e 28 municípios do interior com população de 20 a 50 mil habitantes e mais de 50 mil habitantes (4 em cada estado) Escolas Municipais – educação infantil e ensino fundamental Escolas Estaduais – ensino fundamental e ensino médio Creches conveniadas
  5. 5.  A categoria trabalho docente abarca tanto os sujeitos nas suas complexas definições, experiências e identidades, quanto as condições em que as atividades são realizadas no contexto escolar. Compreende, portanto, as atividades, responsabilidades e relações que se realizam nas instituições educacionais. Na Educação Básica há uma grande variedade de profissionais e situações de trabalho nas instituições educativas nos diferentes níveis e modalidades de ensino. São considerados sujeitos da pesquisa: professores, educadores, monitores, estagiários, diretores, coordenadores, supervisores, atendentes, auxiliares etc. Não foram considerados profissionais de apoio administrativo e serviços gerais. 5
  6. 6. Etapa de ensino em que atua21,3 % - Educação Infantil51,3% - Ensino Fundamental15,9% - Ensino Médio9,5 % - Ensino Fundamental e MédioFunção que exerce na instituição68,7% - professores31,3% - outros (auxiliares, estagiários,
  7. 7.  Realização de um survey sobre o trabalho docente na Educação Básica no Brasil em sete estados (Pará, Rio Grande do Norte, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina) e em cinco municípios de cada um deles. Realização de pesquisa documental nas redes públicas estaduais e municipais de ensino, buscando compreender a política educacional vigente nos estados e municípios abrangidos pela pesquisa. Realização de um panorama do trabalho docente na Educação Básica no Brasil com dados estatísticos disponíveis em bases oficiais, tais como: INEP, IBGE, MTE, entre outras. Realização de revisão de literatura sobre o tema que resultou na publicação de um Dicionário sobre Trabalho, profissão e condição docente.
  8. 8. Quantitativos Estado Estabelecimentos ProfessoresMinas Gerais 11.130 242.377Pará 3.496 77.341Rio Grande do Norte 1.990 37.401Espírito Santo 1.956 40.431Goiás 3.814 65.972Paraná 7.465 126.201Santa Catarina 4.705 75.262Total 34.556 664.985
  9. 9.  Amostragem Probabilística: onde os elementos do universo possuem a probabilidade conhecida de serem selecionados e não contêm erros sistemáticos. Passo 1: Seleção aleatória de quatro municípios por estado, além das capitais [2 com até 50 mil habitantes e 2 com mais de 50 mil habitantes]. Passo 2: Sorteio das unidades educacionais, sendo entrevistados os sujeitos docentes dessas unidades.
  10. 10. As reformas educacionais iniciadas na década de 1990 no Brasiltrouxeram mudanças que repercutiram de forma diferenciada na educaçãobásica e no ensino superior.Educação Básica: Gestão (descentralização administrativa, financeira e pedagógica) Financiamento per capita (FUNDEF, FUNDEB) Avaliação sistêmicaTais mudanças trouxeram consequências em relação à organização egestão escolar, resultando em reestruturação do trabalho docente.
  11. 11.  gestão democrática do ensino público, na forma da lei (CF/88) participação dos trabalhadores docentes na elaboração do Projeto Pedagógico e da gestão da escola participação em conselhos escolares, em comissões de avaliação de desempenho dos docentes maior ênfase ao trabalho coletivo novos sujeitos, novas funções na escola
  12. 12. O contexto atual tem exigido a definição de políticasnacionais regulares no que se refere ao salário (PisoNacional Salarial), carreira e formação, relacionadas àsexigências crescentes de melhoria e qualidade daeducação básica e dos Sistemas de Ensino no Brasil.
  13. 13.  Ampliação das tarefas, funções e responsabilidades dos docentes. Ampliação da jornada de trabalho real sem o reconhecimento formal. Intensificação e auto-intensificação do trabalho docente. Emergência de nova divisão técnica do trabalho na escola.
  14. 14. Perfil sócio-demográfico dos sujeitos docentes Formação Ingresso, vínculo de trabalho, plano de carreira, salários Jornada e Condições de trabalho Percepção sobre o salário, carreira , trabalhoPercepção sobre mudanças no trabalho, avaliação Organização dos sujeitos docentes Saúde
  15. 15. Sexo – 82% mulheres. Embora sempre superior aos homens, apresença das mulheres é variável conforme a etapa do ensinoIdade média de 41 anosRaça/cor – 50% se declararam brancos; e 47 % negros (pardos epretos)Estado Civil – casados 50%; solteiros 32%47% se declara principal provedor de renda em seu domicílio67% tem filhos
  16. 16. Maior nível de escolaridadeTipo de curso superiorInsituição em que realizou o cursode graduaçãoPós-graduação
  17. 17. 100%90%80%70% Pós-graduação Graduação60% Ensino médio completo50% Ensino médio incompleto40% Fundamental completo30% Fundamental incompleto20%10% 0% Municipal Estadual Conveniada
  18. 18. 3.0% 4.9% Normal Superior 35.8% Pedagogia Licenciatura56.2% Outros
  19. 19. 1.7% 0.1% 0.2% 0.9% 4.2% Especialização Mestrado Especialização e Mestrado Doutorado Doutorado e Especialização Doutorado, Mestrado e Especialização 93.0%
  20. 20. Concurso públicoVínculo de TrabalhoPlano de CarreiraOpinião sobre a carreiraFaixas salariais
  21. 21. 31,9% Não Sim67,3%
  22. 22. 70,0% 63,7%60,0%50,0%40,0%30,0% 23,7%20,0%10,0% 4,1% 3,5% 4,7% 0,3% 0,0% Estatutário CLT/ Temporário/ Estágio com Voluntário Outro (concursado) carteira assinada Substituto/Designado remuneração
  23. 23. 4,0% 0,4% 0,1% Não 46,2% Sim Não se aplica Não sabe49,2% Não respondeu
  24. 24. 1,0% 0,3% 0,4% 0,5%100% 4,8% 3,8% 3,9% 5,6% 3,8% 11,8%90%80% 39,4% 42,4% 29,4% 54,3% 51,0%70% 57,8%60%50% Não respondeu40% Não sabe30% 56,3% 58,8% Sim 51,8% 41,6% 44,8%20% 36,6% Não10% 0% Educação Ensino Ensino Educação Ensino Todas as Infantil Fundamental Médio Infantil e Fundamental etapas Ensino e Fundamental Ensino Médio
  25. 25. 0,6% 0,4% 0,7%100% 3,5% 4,3% 6,3%90% 18,8%80% 46,0%70% 55,1% Não respondeu60% Não sabe50% Sim40% 74,2% Não30% 49,3% 40,8%20%10% 0% Municipal Estadual Conveniada
  26. 26. 5% Não Sim95%
  27. 27. 5.5% 8.0% Satisfeito/a, por se tratar de uma carreira que lhe permite progressão profissional Insatisfeito/a, pois a carreira não lhe permite progredir profissionalmente26.5% Estagnado, pois já alcançou a 59.9% melhor posição que a carreira pode lhe oferecer Indiferente
  28. 28. 35,0%30,0%25,0% 20,0% 15,0% 30,0% 26,9% 10,0% 5,0% 8,4% 16,0% 0,0% 9,6% Até 1 salário 6,5% Mais de 1 SM mínimo (SM) Mais de 2 SM 2,2% a 2 SM (de Mais de 3 SM (até R$ a 3 SM (de Mais de 4 SM 0,4% 465,00) R$ 465,01 a a 4 SM (de Mais de 5 SM R$ 930,00) R$ 930,01 a R$ 1.395,01 a a 5 SM (de Mais de 7 SM R$ 1.395,00) R$ 1.860,01 a a 7 SM (de R$ 1.860,00) a 10 SM (de Mais de 10 R$ 2.325,00) R$ 2.325,01 a R$ 3.255,01 a SM a 20 SM R$ 3.255,00) R$ 4.650,00) (de R$ 4.650,01 a R$ 9.300,00)
  29. 29. ProfessorMédia R$ 1.316,69Mediana R$ 1.162,50Moda R$ 697,50Desvio-padrão R$ 730,25 Demais funçõesMínimo R$ 232,50 Média R$ 1.136,77Máximo R$ 4.882,50 Mediana R$ 1.162,50Percentis 25 R$ 697,50 Moda R$ 697,50 50 R$ 1.162,50 Desvio-padrão R$ 738,32 75 R$ 1.627,50 Mínimo R$ 232,50 Máximo R$ 4.882,50 Percentis 25 R$ 697,50 50 R$ 1.162,50 75 R$ 1.627,50
  30. 30. 0,3% 0,5% 0,5% 0,1% 0,8% 5,9%100% 2,0% 2,1% 3,4% 4,5% 3,2% 4,3% 6,5% 4,5% Mais de 10 SM a 20 SM (de 9,8% 10,7% 5,9%90% 10,7% 9,3% R$ 4.650,01 a R$ 9.300,00) 5,9% 11,4% 25,0% Mais de 7 SM a 10 SM (de80% 17,2% 16,1% R$ 3.255,01 a R$ 4.650,00)70% 29,2% 19,5% Mais de 5 SM a 7 SM (de R$60% 21,4% 52,9% 2.325,01 a R$ 3.255,00) 28,2%50% 21,3% 40,9% Mais de 4 SM a 5 SM (de R$ 1.860,01 a R$ 2.325,00)40% 23,3% 37,6% Mais de 3 SM a 4 SM (de R$30% 30,7% 1.395,01 a R$ 1.860,00) 25,5%20% 23,5% 20,5% 20,5% Mais de 2 SM a 3 SM (de R$10% 15,1% 930,01 a R$ 1.395,00) 6,6% 8,7% 4,5% 5,9% 3,6% 0% Mais de 1 SM a 2 SM (de R$ 465,01 a R$ 930,00) Educação Ensino Ensino Educação Ensino Todas as Infantil Fundamental Médio Infantil e Fundamental e etapas Até 1 salário mínimo (SM) Ensino Ensino Médio (até R$ 465,00) Fundamental
  31. 31. 100% Mais de 10 SM a 20 SM (de R$90% 4.650,01 a R$ 9.300,00)80% Mais de 7 SM a 10 SM (de R$ 3.255,01 a R$ 4.650,00)70% Mais de 5 SM a 7 SM (de R$60% 2.325,01 a R$ 3.255,00)50% Mais de 4 SM a 5 SM (de R$ 1.860,01 a R$ 2.325,00)40% Mais de 3 SM a 4 SM (de R$30% 1.395,01 a R$ 1.860,00) Mais de 2 SM a 3 SM (de R$20% 930,01 a R$ 1.395,00)10% Mais de 1 SM a 2 SM (de R$ 465,01 a R$ 930,00) 0% Fundamental Fundamental Ensino médio Ensino médio Graduação Pós-graduação Até 1 SM (até R$ 465,00) incompleto completo incompleto completo
  32. 32. Demais funções Outro 3,1% Indiferente 2,6% Muito bem remunerado 0,4% Muito insatisfeito, pois a remuneração que percebe é 20,2% insuficiente para manter um padrão de vida dignoConformado, pois o salário é baixo, mas é compatível com 3,9% sua dedicação ao trabalho Insatisfeito, por se tratar de remuneração incompatível 58,7% (injusta) com sua dedicação ao trabalho Satisfeito/a, por se tratar de remuneração compatível 11,1% com sua dedicação ao trabalho 0,0% 10,0% 20,0% 30,0% 40,0% 50,0% 60,0%
  33. 33. Professor Outro 2,9% Indiferente 1,3% Muito bem remunerado 0,4% Muito insatisfeito, pois a remuneração que percebe é 22,5% insuficiente para manter um padrão de vida digno Conformado, pois o salário é baixo, mas é compatível 2,9% com sua dedicação ao trabalhoInsatisfeito, por se tratar de remuneração incompatível 61,7% (injusta) com sua dedicação ao trabalho Satisfeito/a, por se tratar de remuneração compatível 8,4% com sua dedicação ao trabalho 0,0% 10,0% 20,0% 30,0% 40,0% 50,0% 60,0% 70,0%
  34. 34. Satisfeito/a, por se tratar de remuneração compatível com sua Santa Catarina 57,4% dedicação ao trabalho Insatisfeito, por se tratar de 64,4% remuneração incompatível (injusta) comRio Grande do Norte sua dedicação ao trabalho Conformado, pois o salário é baixo, mas Paraná 61,1% é compatível com sua dedicação ao trabalho 60,7% Muito insatisfeito, pois a remuneração Pará que percebe é insuficiente para manter um padrão de vida digno Minas Gerais 59,2% Muito bem remunerado Goiás 63,5% Indiferente Espírito Santo 60,9% Outro 0% 20% 40% 60% 80% 100%
  35. 35. Satisfeito/a, por se tratar de remuneração compatível com sua dedicação ao trabalhoTodas as etapas Insatisfeito, por se tratar de remuneração Ensino incompatível (injusta) com sua dedicação aoFundamental e trabalho Ensino Médio Conformado, pois o salário é baixo, mas é Educação compatível com sua dedicação ao trabalho Infantil e Ensino… Muito insatisfeito, pois a remuneração que percebe é insuficiente para manter um Ensino padrão de vida digno Médio Muito bem remunerado Ensino Fundamental Indiferente Educação Infantil Outro 0% 20% 40% 60% 80% 100%
  36. 36. 20,0%20,0% 18,4%18,0% 16,3%16,0% 13,6% 13,8%14,0%12,0% 9,9%10,0%8,0%6,0% 4,4%4,0% 2,8%2,0% 0,8%0,0% Até 1 Mais de 1 Mais de 2 Mais de 3 Mais de 4 Mais de 5 Mais de 7 Mais de 10 Acima de salário SM a 2 SM SM a 3 SM SM a 4 SM SM a 5 SM SM a 7 SM SM a 10 SM SM a 20 SM 20 SM mínimo (de R$ (de R$ (de R$ (de R$ (de R$ (de R$ (de R$ (acima de (SM) (até 465,01 a R$ 930,01 a R$ 1.395,01 a 1.860,01 a 2.325,01 a 3.255,01 a 4.650,01 a R$ R$ 465,00) 930,00) 1.395,00) R$ R$ R$ R$ R$ 9.300,01) 1.860,00) 2.325,00) 3.255,00) 4.650,00) 9.300,00)
  37. 37. 100%90% 43,4%80% 65,9%70%60% Sim50% Não40% 56,6%30% 34,1%20%10% 0% Feminino Masculino
  38. 38. 100% 16,9%90% 28,7%80% 41,0% 51,6% 50,4% 61,2% 60,1% 58,0%70% 66,8%60%50% 83,1%40% 71,3% Sim30% 59,0% 48,4% 49,6% Não 38,8% 39,9% 42,0%20% 33,2%10% 0% Até 1 Mais de 1 Mais de 2 Mais de 3 Mais de 4 Mais de 5 Mais de 7 Mais de 10 Acima de salário SM a 2 SM SM a 3 SM SM a 4 SM SM a 5 SM SM a 7 SM SM a 10 SM a 20 20 SM mínimo (de R$ (de R$ (de R$ (de R$ (de R$ SM (de R$ SM (de R$ (acima de (SM) (até 465,01 a 930,01 a 1.395,01 a 1.860,01 a 2.325,01 a 3.255,01 a 4.650,01 a R$ R$ 465,00) R$ 930,00) R$ R$ R$ R$ R$ R$ 9.300,01) 1.395,00) 1.860,00) 2.325,00) 3.255,00) 4.650,00) 9.300,00)
  39. 39. Tempo de trabalho com educação45,0% 41,1%40,0%35,0%30,0%25,0% 19,9%20,0% 16,5% 14,2%15,0% 8,2%10,0% 5,0% 0,0% Até 3 anos Mais de 3 até 5 Mais de 5 até Mais de 10 até Acima de 15 anos 10 anos 15 anos anos
  40. 40. Tempo de trabalho com educação na rede pública de ensino 34,2%35,0%30,0%25,0% 22,7% 19,0%20,0% 13,6%15,0% 10,6%10,0% 5,0% 0,0% Até 3 anos Mais de 3 até 5 Mais de 5 até Mais de 10 até Acima de 15 anos 10 anos 15 anos anos
  41. 41. Tempo de trabalho com educação versus Idade100% 2,4% 1,9% 7,5% 6,7%90% 5,7% 10,2% 23,4%80% 19,4%70% 78,8%60% 17,4% 24,4% 46 anos ou mais50% 36 a 45 anos40% 78,0% 39,3% 26 a 35 anos30% 15 a 25 anos20% 16,0% 17,8% 43,1%10% 2,0% 5,2% 0,4% 0% 0,4% Até 3 anos Mais de 3 Mais de 5 Mais de 10 Acima de até 5 anos até 10 anos até 15 anos 15 anos
  42. 42.  Alunos por turma Carga horária Tempo remunerado extra-classe Trabalha em outra instituição educacional
  43. 43. 35.00 32.4530.00 28.5125.00 20.8920.0015.0010.00 5.00 .00 Infantil Fundamental Médio
  44. 44. 1,4% 1,4% 4,0% 3,2%100% 3,9% 10,0%90% 18,8%80% 37,6% Em 4 ou mais unidades70% 38,8% educacionais60% Em 3 unidades educacionais50% Em 2 unidades educacionais40% 76,6%30% 57,1% Apenas nesta unidade educacional 47,2%20%10% 0% Municipal Estadual Conveniada
  45. 45. 50% Não Sim 50% Média: 5 horas semanais
  46. 46. 40,0% 36,0%35,0%30,0% 26,2% 26,0%25,0%20,0%15,0%10,0% 6,4% 5,4% 5,0% 0,0% 0 a 10 horas 11 a 20 horas 21 a 30 horas 31 a 40 horas Acima de 40 horas
  47. 47. 40.0 37.335.030.025.0 22.4 21.020.015.0 9.710.0 5.0 4.0 .0 0 a 10 11 a 20 21 a 30 31 a 40 Acima de 40
  48. 48. 35.030.0 29.1 25.525.0 22.7 20.820.015.010.0 5.0 .0 Sempre Frequentemente Raramente Nunca
  49. 49. Eu escolheria ainda trabalhar em educação, se eu tivesse que recomeçar minha vida profissionalEu penso que, em outra profissão, eu utilizaria melhor minhas habilidades intelectuais Sempre Frequentemente Raramente Eu penso em parar de trabalhar na educação Nunca Eu me sinto frustado com meu trabalho 0% 20% 40% 60% 80% 100%
  50. 50. 30,0% 27,5%25,0% 20,9%20,0% 15,3%15,0% 10,4% 8,9%10,0% 7,4% 5,9% 3,7% 5,0% 0,0% Continuar na Mudar de Fazer Aposentar-me Trabalhar em Fazer curso Mudar de Outras mesma função função na concurso mais turnos superior ou profissão na rede mesma rede público para para pós-graduação em que em que outra complementar trabalho trabalho rede de a renda ensino
  51. 51. Você tem se sentido constrangido a mudar sua forma 19,6 80,4 de trabalho em razão dos exames de avaliação? Você se considera responsável pela classificação de sua unidade educacional nas avaliações realizadas pelos 80,0 20,0 governos? Você observa transformações e repercussões das 80,7 19,3 políticas educacionais sobre seu trabalho? Sim 98,1 1,9 NãoVocê procura se adaptar a novas exigências profissionais? Você assume novas responsabilidades de forma natural? 91,2 8,8 Você está está se sentindo forçado a dominar novas práticas, saberes, competências, funções e 28,9 71,1 responsabilidades? 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100%
  52. 52.  Sindicalização Opinião sobre o sindicato
  53. 53. 6000 54335000400030002000 1405 11351000 739 0 Não Sim, e participo Sim, e participo Sim, mas não participo ativamente de todas esporadicamente das das ações e tomadas as ações e tomadas ações e tomadas de de decisões de decisões decisões
  54. 54. 9,6% Não Sim 90,4%
  55. 55.  Ampliação da jornada de trabalho Aumento do número de alunos/crianças nas turmas Mudança no perfil dos alunos Maior controle/supervisão de suas atividades
  56. 56. 33% Não Sim 67%
  57. 57. 45% Não Sim 55%
  58. 58. 28% Não Sim72%
  59. 59. 44% Não Sim56%
  60. 60. 39% Não Sim61%
  61. 61. 33% Não Sim67%
  62. 62.  Respostas possíveis: SEMPRE FREQUENTEMENTE RARAMENTE NUNCA NÃO SE APLICA NÃO SABE NÃO RESPONDEU
  63. 63.  Respostas possíveis: SEMPRE FREQUENTEMENTE RARAMENTE NUNCA NÃO SE APLICA NÃO SABE NÃO RESPONDEUNos gráficos abaixo foram computados o somatório das respostasSEMPRE +FREQUENTEMENTE.
  64. 64.  As primeiras análises estão indicando que existe uma aproximação dos resultados com as nossas hipóteses orientadoras. 67% afirmam que houve incorporação de novas funções e responsabilidades 61% afirmam que houve maior exigência sobre o trabalho em relação ao desempenho dos alunos
  65. 65.  43% costuma levar atividade do trabalho para realizar em casa 67% Ocorrência de ampliação da jornada de trabalho 72% afirmam que houve mudança no perfil dos alunos 56% consideram sofrer maior supervisão/controle de suas atividades
  66. 66. www.trabalhodocente.net.br

×