P O L Í T I C A S E P R Á T I C A S D E P R E S E R VA Ç Ã O
D I G I TA L
Cariniana
Rede Brasileira de Serviços de Preserv...
O que é a Rede CARINIANA
WORKSHOP BIODIVERSIDADE, URBANIZAÇÃO E TECNOLOGIAS DIGITAIS
REDE CARINIANA
Uma rede de serviços de
preservação digital que tem como
objetivo salvaguardar os registros da
ciência, tec...
DESENVOLVIMENTO DA REDE CARINIANA
PARCERIAS
INSTITUIÇÕES PARCEIRAS
Participam de algum projeto ligado à preservação
digital e possuem documentos digitais em formatos
...
Quais ferramentas usa a
CARINIANA?
WORKSHOP BIODIVERSIDADE, URBANIZAÇÃO E TECNOLOGIAS DIGITAIS
FERRAMENTAS INTEGRADAS
PERGUNTA
Por que preservar digitalmente?
RESPOSTA
Por que preservar digitalmente?
Para dar acesso aos documentos, ao longo do
tempo, com suas propriedades mantidas.
COMO PRESERVAR?
Definindo as políticas, obrigações e metodologias de
preservação digital
POLÍTICA DE PRESERVACÃO DIGITAL
Comparável ao plano de negócios da empresa
O desenvolvimento de planos de negócios são pen...
POLÍTICA = PLANO
Planejamento completo implica numa
representação mental abrangente de
tarefas, um grande inventário de si...
POLÍTICAS TÊM FUNÇÕES POSITIVAS:
1. Função simbólica de demonstrar que o grupo está
comprometidos com suas ideias de negóc...
POLÍTICAS TÊM FUNÇÕES POSITIVAS:
3. Obriga os envolvidos a reunir informações, o que
contribui tanto para um maior conheci...
PERGUNTAS
1. Você já elaborou alguma política de PD?
2. Quais as facilidades e dificuldades que teve?
RESPOSTAS
1. Você já elaborou alguma política de PD?
2. Quais as facilidades e dificuldades que teve?
• Não sei por onde c...
EXEMPLOS DE POLÍTICAS
Pesquisa da Library of Congress - analisar as políticas de
preservação digital de instituição de pat...
Florida Digital Archive FDA Policy and Procedures Guide, version 3.0 (PDF)
Hampshire County Council Archives Digital Prese...
British Library
Digital Preservation Strategy (PDF)
National Library of Australia
Digital Preservation Policy 4th Edition
...
COMO COMEÇAR
Na organização:
• Há algo sendo preservado? Como?
• Acervo centralizado/descentralizado;
• compatibilidade de...
HÁ DIFERENTES TIPOS DE POLÍTICA
Para redes:
• Genéricas nos procedimentos;
• Focadas na rede como um todo.
Para instituiçõ...
ELEMENTOS DE POLÍTICA
Pessoal:
• Contratação;
• Capacitação;
• Atualização.
Recurso financeiro:
• Pessoal;
• Equipamento.
...
ELEMENTOS ESSENCIAIS
13 elementos essenciais para política de PD (2010, p. 57):
(1) Selecionados de acordo com a missão;
(...
ELEMENTOS ESSENCIAIS
(8) Uso de instrumentos oriundos da TI que garantam
integridade, confiabilidade e autenticidade dos d...
ELEMENTOS ESSENCIAIS
(12) Monitorar o surgimento de novos padrões
(13) Pesquisa e desenvolvimento de soluções abertas em
c...
POLÍTICAS, CUIDADOS!
• Podem engessar,
• Perdem a visão do todo,
• Perdem oportunidades na sua frente.
Locke EA, Latham GP...
MAIS ELEMENTOS
Descrição da coleção:
oobjetos diferentes, mesmo tratamento? Obras raras
(digitalização).
• Decisões:
odocu...
MAIS ELEMENTOS
• Surge nova coleção;
otamanho da coleção, novos formatos.
oReavaliar e atualizar a política!
• Revisao do ...
POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
Objetivos:
• Preservar para benefício das futuras gerações;
• Definir ações e estratégi...
POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
Elementos essenciais:
V. Preservar o conteúdo independente de
fontes e características ...
POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
• Analisar soluções tecnológicas ...
considerando os custos que elas envolvem;
X. Garan...
POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
Capacitação e tecnologia:
• Adotar soluções que amenizem os problemas advindos
da obsol...
POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
Art. 6° III. Propor orçamento para a criação e
desenvolvimento da rede, tendo como base...
POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
Funcionalidade:
Art. 9º. A funcionalidade da rede dependerá das
soluções tecnológicas
•...
POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
Questões práticas:
• Art. 11º. A rede CARINIANA será mantida pelo IBICT...
profissionai...
CONCLUSÃO
A política é o RX do planejamento!
SUGESTÃO
Ver o documento com políticas para arquivos, bibliotecas e
Museus, feito pela Library of Congress (2013):
http://...
P R E S E R V A Ç Ã O D I G I T A L D I S T R I B UÍ D A
Cariniana
Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital
cari...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Políticas e Práticas de Preservação Digital

455 visualizações

Publicada em

Palestra no Workshop "Biodiversidade, Urbanização e Tecnologias Digitais" promovido pelo IBICT e o Jardim Botânico de Brasilia - 1 de Abril 2015

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
455
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
39
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Políticas e Práticas de Preservação Digital

  1. 1. P O L Í T I C A S E P R Á T I C A S D E P R E S E R VA Ç Ã O D I G I TA L Cariniana Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital cariniana@ibict.br http://carniana.ibict.br WORKSHOP BIODIVERSIDADE, URBANIZAÇÃO E TECNOLOGIAS DIGITAIS
  2. 2. O que é a Rede CARINIANA WORKSHOP BIODIVERSIDADE, URBANIZAÇÃO E TECNOLOGIAS DIGITAIS
  3. 3. REDE CARINIANA Uma rede de serviços de preservação digital que tem como objetivo salvaguardar os registros da ciência, tecnologia e do patrimônio cultural do Brasil. Ela oferece uma série de alternativas para que as instituições brasileiras possam colecionar, armazenar e promover o acesso ao conteúdo selecionado através de cópias autorizadas.
  4. 4. DESENVOLVIMENTO DA REDE CARINIANA
  5. 5. PARCERIAS
  6. 6. INSTITUIÇÕES PARCEIRAS Participam de algum projeto ligado à preservação digital e possuem documentos digitais em formatos adequados para preservação digital.
  7. 7. Quais ferramentas usa a CARINIANA? WORKSHOP BIODIVERSIDADE, URBANIZAÇÃO E TECNOLOGIAS DIGITAIS
  8. 8. FERRAMENTAS INTEGRADAS
  9. 9. PERGUNTA Por que preservar digitalmente?
  10. 10. RESPOSTA Por que preservar digitalmente? Para dar acesso aos documentos, ao longo do tempo, com suas propriedades mantidas.
  11. 11. COMO PRESERVAR? Definindo as políticas, obrigações e metodologias de preservação digital
  12. 12. POLÍTICA DE PRESERVACÃO DIGITAL Comparável ao plano de negócios da empresa O desenvolvimento de planos de negócios são pensados para ser a parte mais importante do negócio (Honig, 2004 apud FRESE; GIELNIK, 2014). Frese, M. & Gielnik, M. M. (2014). The Psychology of Entrepreneurship. Annual Review of Organizational Psychology and Organizational Behavior, 1, 13.1-13.26.
  13. 13. POLÍTICA = PLANO Planejamento completo implica numa representação mental abrangente de tarefas, um grande inventário de sinais e conhecimentos do ambiente de trabalho, a antecipação de situações de erro, e uma abordagem pró-ativa. Frese, M. & Gielnik, M. M. (2014). The Psychology of Entrepreneurship. Annual Review of Organizational Psychology and Organizational Behavior, 1, 13.1-13.26.
  14. 14. POLÍTICAS TÊM FUNÇÕES POSITIVAS: 1. Função simbólica de demonstrar que o grupo está comprometidos com suas ideias de negócio, especificando-as nas políticas (Castrogiovanni, 1996); 2. ajudam a legitimar, formalizar e motivar, mostrando que é viável; Frese, M. & Gielnik, M. M. (2014). The Psychology of Entrepreneurship. Annual Review of Organizational Psychology and Organizational Behavior, 1, 13.1-13.26.
  15. 15. POLÍTICAS TÊM FUNÇÕES POSITIVAS: 3. Obriga os envolvidos a reunir informações, o que contribui tanto para um maior conhecimento e uma melhor compreensão do todo a ser preservado. 4. Aumentam a eficiência do processo de start-up. Elas estruturam o processo (por meio de metas e planos), e fornecem uma estrutura que permite a tomada de decisão rápida e a gestão mais eficiente de recursos (Delmar & Shane, 2003). Frese, M. & Gielnik, M. M. (2014). The Psychology of Entrepreneurship. Annual Review of Organizational Psychology and Organizational Behavior, 1, 13.1-13.26.
  16. 16. PERGUNTAS 1. Você já elaborou alguma política de PD? 2. Quais as facilidades e dificuldades que teve?
  17. 17. RESPOSTAS 1. Você já elaborou alguma política de PD? 2. Quais as facilidades e dificuldades que teve? • Não sei por onde começar. • Ficou inconsistente.
  18. 18. EXEMPLOS DE POLÍTICAS Pesquisa da Library of Congress - analisar as políticas de preservação digital de instituição de patrimônio cultural: • Focada na preservação digital; • Feito entre 2008 – 2013; • Avaliou só políticas publicadas na Internet; • 33 políticas de preservação digitais; • Estratégias de várias partes do mundo. http://blogs.loc.gov/digitalpreservation/2013/08/analysis-of-current-digital- preservation-policies-archives-libraries-and-museums/
  19. 19. Florida Digital Archive FDA Policy and Procedures Guide, version 3.0 (PDF) Hampshire County Council Archives Digital Preservation Policy HathiTrust Digital Library Digital Preservation Policy Illinois Digital Environment for Access to Learning and Scholarship IDEALS Digital Preservation Policy John Hopkins Sheridan Libraries JScholarship Digital Preservation Policy London Metropolitan Archives Interim Digital Preservation Policy (PDF) National Archives of Australia Digital Preservation Policy National Library of Australia Digital Preservation Policy 4th Edition National Library of Wales Digital Preservation Policy and Strategy (PDF) National Museum Australia Digital Preservation and Digitization Policy (PDF) North Carolina Department of Cultural Resources Archival Process for Data and Image Preservation: The Management and Preservation of Digital Media (PDF) PlymouthCity Council (UK) Plymouth and West Devon Record Office Digital Preservation Policy Public Record Office of Northern Ireland Digital Preservation Strategy (PDF) Purdue University Research Repository PURR Digital Preservation Policy Rhizome at the New Museum Digital Preservation Practices and the Rhizome Artbase (PDF) State Library of Queensland Digital Preservation Policy (PDF) StatsBiblioteket State and University Library Digital Preservation Strategy for State and University Library, Denmark, version 2.0 (PDF) Swiss Federal Archives Digital Archiving Policy The Royal Library: The National Library of Denmark and Copenhagen University Library Policy for long term preservation of digital materials at the Royal Library (PDF) United Kingdom Data Archive Preservation Policy (PDF) United Kingdom Parliamentary Archives A Digital Preservation Policy for Parliament (PDF) United Kingdom Parliamentary Archives A Digital Preservation Strategy for Parliament (PDF) University of British Columbia Library Digital Preservation Policy (Draft) University of Manchester Library Digital Preservation Strategy (PDF) University of Massachusetts Amherst Libraries Digital Preservation Policy (PDF) University of North Carolina at Chapel Hill: The Howard W. Odum Institute for Social Science Digital Preservation Policies University of South Carolina Libraries USCL Digital Preservation Policy Framework (PDF) University of Utah J. Willard Marriott Library Digital Preservation Program: Digital Preservation Policy Table 2, List of Digital Preservation Policies
  20. 20. British Library Digital Preservation Strategy (PDF) National Library of Australia Digital Preservation Policy 4th Edition Public Record Office of Northern Ireland Digital Preservation Strategy (PDF) StatsBiblioteket State and University Library Digital Preservation Strategy for State and University Library, Denmark, version 2.0 (PDF) Swiss Federal Archives Digital Archiving Policy United Kingdom Data Archive Preservation Policy (PDF)
  21. 21. COMO COMEÇAR Na organização: • Há algo sendo preservado? Como? • Acervo centralizado/descentralizado; • compatibilidade de hardware e software, entre sistemas; Local físico e virtual: • para guardar duplicações; • Museus tecnológicos.
  22. 22. HÁ DIFERENTES TIPOS DE POLÍTICA Para redes: • Genéricas nos procedimentos; • Focadas na rede como um todo. Para instituições: • Detalhadas nos procedimentos; • Focadas na instituição: equipe, técnicas, instrumentos…
  23. 23. ELEMENTOS DE POLÍTICA Pessoal: • Contratação; • Capacitação; • Atualização. Recurso financeiro: • Pessoal; • Equipamento. Direito autoral: • Autor detem direito; • Autorização; • Acesso livre: mais rápido. Tempo de duração da mídia. • Avaliação e prospecção
  24. 24. ELEMENTOS ESSENCIAIS 13 elementos essenciais para política de PD (2010, p. 57): (1) Selecionados de acordo com a missão; (2) Depósito de documentos amparado pela Lei de Depósito Legal: aumenta volume de documentos=mais itens preservados; (3) Uso de padrões e protocolos abertos: agilidade em customizar; democratiza acesso; (4) Estabelecer prioridades 1º, 2º, sempre,... http://eprints.rclis.org/14422/1/Elementos_para_proposta_de_uma_pol%C3%ADtica_de_pre serva%C3%A7%C3%A3o_dig%E2%80%A6.pdf
  25. 25. ELEMENTOS ESSENCIAIS (8) Uso de instrumentos oriundos da TI que garantam integridade, confiabilidade e autenticidade dos documentos digitais (Ex: certidão digital e validação de formatos, auditoria); (10) Gerenciamento de um planejamento a longo prazo: obrigações dos parceiros;
  26. 26. ELEMENTOS ESSENCIAIS (12) Monitorar o surgimento de novos padrões (13) Pesquisa e desenvolvimento de soluções abertas em cooperação (PARCERIAS) com a indústria de tecnologia e informação.
  27. 27. POLÍTICAS, CUIDADOS! • Podem engessar, • Perdem a visão do todo, • Perdem oportunidades na sua frente. Locke EA, Latham GP. 2002. Building a practically useful theory of goal setting and task motivation: a 35-year odyssey. Am. Psychol. 57(9):705–17.
  28. 28. MAIS ELEMENTOS Descrição da coleção: oobjetos diferentes, mesmo tratamento? Obras raras (digitalização). • Decisões: odocumentação e transparência. • Papéis e responsabilidades: opessoas responsáveis por monitorar e (re)avaliar; oplanos de ação para PD: ações concretas; quando executar; oRegistrar as ações tomadas.
  29. 29. MAIS ELEMENTOS • Surge nova coleção; otamanho da coleção, novos formatos. oReavaliar e atualizar a política! • Revisao do orçamento: opreço de hardware, software; osurgimento de novas técnicas de PD; • revisão da politica atual; • anexar à politica original.
  30. 30. POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA
  31. 31. POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA Objetivos: • Preservar para benefício das futuras gerações; • Definir ações e estratégias para a preservação digital para preservar e acessar ao longo do tempo.
  32. 32. POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA Elementos essenciais: V. Preservar o conteúdo independente de fontes e características de layout; VI. Buscar parcerias ou consórcios de forma colaborativa (financeira e pesquisa); VII. Manter a autenticidade da informação preservada;
  33. 33. POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA • Analisar soluções tecnológicas ... considerando os custos que elas envolvem; X. Garantir a perenidade, integridade, acessibilidade e usabilidade dos conteúdos digitais.
  34. 34. POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA Capacitação e tecnologia: • Adotar soluções que amenizem os problemas advindos da obsolescência dos softwares e dos hardware; • Capacitar periodicamente as equipes das instituições parceiras. • Determinar após estudos de prospecção as ferramentas que serão sugeridas na preservação dos acervos digitais selecionados;
  35. 35. POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA Art. 6° III. Propor orçamento para a criação e desenvolvimento da rede, tendo como base um diagnóstico da quantidade e o nível de acesso que pretende oferecer, gastos com treinamento de pessoal e com a compra de equipamentos.
  36. 36. POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA Funcionalidade: Art. 9º. A funcionalidade da rede dependerá das soluções tecnológicas • selecionadas de acordo com os formatos dos arquivos digitais usados nas organizações participantes.
  37. 37. POLÍTICA DIGITAL DA REDE CARINIANA Questões práticas: • Art. 11º. A rede CARINIANA será mantida pelo IBICT... profissionais com formação em biblioteconomia, em ciência da informação; e em tecnologias da informação e da comunicação. • Art. 12º. As instituições parceiras serão responsáveis... • Art. 13º. As instituições usuárias da Rede poderão contribuir com uma taxa anual... • Art. 14º. Os casos omissos ou em necessidade de esclarecimentos surgidos em virtude da aplicação desta Política serão solucionados pela Equipe da Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital.
  38. 38. CONCLUSÃO A política é o RX do planejamento!
  39. 39. SUGESTÃO Ver o documento com políticas para arquivos, bibliotecas e Museus, feito pela Library of Congress (2013): http://www.digitalpreservation.gov/documents/
  40. 40. P R E S E R V A Ç Ã O D I G I T A L D I S T R I B UÍ D A Cariniana Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital cariniana@ibict.br http://carniana.ibict.br WORKSHOP BIODIVERSIDADE, URBANIZAÇÃO E TECNOLOGIAS DIGITAIS

×