Como lidar com as situações especiais

1.174 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.174
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como lidar com as situações especiais

  1. 1. Como lidar com a amamentação em situações especiaisInstituto de SaúdeCIP/SES-SP 1 1
  2. 2. Quais são os motivos médicos aceitáveis para ouso de outros líquidos que não o leite materno? É comum dar fórmulas infantis, soroglicosado ou água para os bebês antes daprimeira mamada ou como complemento àamamentação. Entre as justificativas para o uso dessesprodutos estão a redução da icterícia,prevenção da hipoglicemia, teste de sucção,bebê sonolento ou agitado, descanso da mãee baixa produção de colostro.
  3. 3. No entanto…•O uso desses líquidos aumenta o risco de infecção no bebê. 2• Se oferecidos em chucas e mamadeiraspodem interferir no padrão de sucção do bebê.• Ao reduzir a freqüência da amamentação,essa prática leva ao ingurgitamento mamário e,mais tarde, à diminuição na produção deleite materno.
  4. 4. Outros efeitos do uso de suplementos Aumentam o risco de diarréia e outrasinfecções, tais como meningite e septicemianeonatal. 3 Até mesmo poucas refeições comsuplementos podem levar à intolerância oualergia ao leite de vaca.
  5. 5. Pesquisas mostram que os suplementos não se mostraram efetivos em algumas situações para as quais são defendidos:O uso de água ou soro glicosado não reduz ahiperbilirrubinemia de recém-nascidos de termoamamentados.Bebês que receberam soro glicosadoapresentaram maior perda de peso e 4permaneceram mais tempo no hospital.Tanto bebês que receberam soro glicosado quanto os que não receberam não apresentaramhipoglicemia nas primeiras 48 horas de vida.
  6. 6.  São raras as exceções em que a criança precisa de outros fluidos ou alimentos em adição ou substituição ao leite materno.5 6 1
  7. 7. Motivos aceitáveis para suplementação do leite materno MOTIVOS LIGADOS AO BEBÊ RN de muito baixo peso (< 1500 g) ou nascidos antes de 32 semanas de idade gestacional. RN com imaturidade severa ou que requeira terapia para hipoglicemia; ou que não manifeste ganho ponderal através da amamentação ou administração de leite humano. RN com erros inatos do metabolismo (galactosemia, fenilcetonúria, doença do xarope de bordo) necessitam substituir a amamentação. RN com perda aguda de água (casos de fototerapia em que a amamentação não forneça hidratação adequada).
  8. 8. Motivos aceitáveis para suplementação do leite materno MOTIVOS LIGADOS À MÃE RN cuja mãe apresente doença grave (psicose, eclâmpsia ou choque). RN cuja mãe esteja tomando medicamento que contra-indique a amamentação. RN cuja mãe apresente lesão ativa de herpes nas mamas ou mamilos. RN de mãe HIV soropositiva. RN cuja mãe se recusa a amamentar por razões que escapam ao controle da equipe.
  9. 9. Na maioria dos casos em que a amamentação será apenas temporariamente interrompida, as mães7 devem receber ajuda para restabelecer ou manter a lactação.
  10. 10. Como ajudar uma mãe doente a amamentar• Para qualquer mãe doente - Pergunte se está amamentando - Encoraje-a a continuar• Se internada no hospital - Interne o bebê com ela• Se está com febre 8 - Faça com que tome bastante líquido
  11. 11. Como ajudar uma mãe doente a amamentar• Se não se sente bem ou não está disposta a amamentar: - Ajude-a a ordenhar o leite a cada 3 horas. - Alimente o bebê com leite ordenhado em copinho.• Se extremamente doente: - Ordenhe seu leite, se possível, e dê ao bebê. 9• Se mentalmente doente: - Procure alguém que possa cuidar de mãe e bebê juntos.
  12. 12. Quando a mãe se recuperar, ajude-a a aumentar a produção de leite ou a relactar. TUBO SUPLEMENTADORESPARADRAPO 10COPO COM LEITE
  13. 13. Medicamentos tomados pela mãe e a amamentação• A maioria dos medicamentos passa para o leite materno; entretanto, na maioria dos casos, isso não é motivo para interromper a amamentação.• A exposição de um bebê a um medicamento pode ser minimizada programando os horários de tomá-los.• Deve-se evitar o uso de sedativos durante o trabalho de parto e o parto.
  14. 14. Medicamentos tomados pela mãe e a amamentação• Contra-indicar a amamentação: Anticancerígenos, Substâncias Radioativas.• Continuar amamentando e observar o bebê: SONOLÊNCIA: Psicofármacos, Anticonvulsivantes ICTERÍCIA: Cloranfenicol, Tetraciclina, Metronidazol, Sulfonamidas, Cotrimexazole, Dapsone• Algumas drogas diminuem a produção de leite:Contraceptivos com estrógeno, Diuréticos tiazídicos.• Seguros nas doses habituais: a grande maioria.
  15. 15. Quando a mãe se recusa a amamentar porrazões que escapam ao controle da equipe…• Use as habilidades de ouvir e aprender paratentar conhecer os motivos dela.• Informe os direitos da mãe e os direitos dobebê.• Sugira, se houver, a inclusão em algumprograma de ajuda ou subsistência, se for ocaso.• Respeite a decisão da mãe de não amamentar e ensine individualmente uma forma segurade alimentar o bebê.
  16. 16. As mães e bebês que nãopuderem se beneficiar daamamentação têm o direitode permanecer em 11alojamento conjunto e emcontato pele a pele.
  17. 17. Questões para debate (ver o livro Manejo e promoção...• Marta descobriu, ao realizar os exames de pré natal, que é portadora do vírus HIV. Fêz todo o tratamento recomendado e está internada para dar à luz em um HAC. O que podemos fazer para ajudar Marta a alimentar seu bebê?• Joana foi submetida a uma cesareana e está muito ansiosa porque tem pouco colostro. Sua mãe, que a está acompanhando, quer oferecer uma chuquinha com água açucarada até que o leite de Joana “desça”. Como podemos ajudar Joana? O que podemos aconselhar à avó do bebê?• Cristina teve uma crise convulsiva durante o parto e foi levada para UTI para ficar em observação. Seu bebê é saudável e logo poderá mamar. Como podemos alimentar o bebê até que possa mamar? Como podemos ajudar Cristina ainda na UTI?

×