Aleitamento materno, uma prioridade mundial

1.498 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.498
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aleitamento materno, uma prioridade mundial

  1. 1. ALEITAMENTO MATERNO: UMA PRIORIDADE MUNDIAL Instituto de Saúde1 CIP/SES-SP
  2. 2. O abandono da prática doaleitamento materno foium fenômeno marcantenos anos que precederama 2ª grande guerra até 5os anos 70. 4 3 2
  3. 3. A partir daí iniciou-se um movimento mundial para aretomada da amamentação que resultou no aumento de sua duração. Evolução da Duração Mediana de Aleitamento Materno (em meses) no Brasil Urbano Fonte: Ministério da Saúde 5 4,1 4 3 2 1,5 1 1975 1989
  4. 4. Apesar desse aumento, um grande número de bebêsiniciava o desmame ao nascimento devido às rotinashospitalares . A presença da indústria de leites infantis nas maternidades perpetuava o início precoce de outros alimentos.Era preciso mudaras práticashospitalares, tantodos profissionaisde saúde como das 6indústrias.
  5. 5. Em 1991a OMS e o UNICEF lançam aIniciativaHospitalAmigoda Criança Maternity, by Picasso 7
  6. 6. A Iniciativa Hospital Amigo da Criança temcomo base a Declaração Conjunta OMS/UNICEF: “Proteção, promoção e apoio ao aleitamento materno: O papel especial das maternidades” Ela estabelece os “Dez passos para o sucesso do aleitamento materno” 8
  7. 7. Objetivos da Iniciativa Hospital Amigo da Criança: 1. Transformar os hospitais e as maternidades por meio da implantação dos "Dez Passos". 2. Acabar com a distribuição gratuita, de baixo custo ou subsidiada de substitutos do leite materno nos hospitais e maternidades.
  8. 8. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno Passo 1 - Ter um norma escrita sobre aleitamento materno, que deve ser rotineiramente transmitida a toda equipe de cuidados de saúde. Neste Hospital, a equipe está preparada para apoiar e promover a amamentação Normas e Rotinas :
  9. 9. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento MaternoPasso 2 - Treinar toda a equipe decuidados de saúde, capacitando-a paraimplementar esta norma. 9
  10. 10. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno Passo 3 - Informar todas as gestantes sobre as vantagens e o manejo do aleitamento materno. 10
  11. 11. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno Passo 4 - Ajudar as mães a iniciar o aleitamento na primeira meia hora após o nascimento. 11
  12. 12. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento MaternoPasso 5 - Mostrar às mães comoamamentar e como manter a lactação,mesmo se vierem a ser separadas deseus filhos. 12 13
  13. 13. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento MaternoPasso 6 - Não dar aorecém-nascido nenhumoutro alimento oubebida além do leitematerno, a não serque tal procedimentoseja clinicamenteindicado. 14
  14. 14. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento MaternoPasso 7 - Praticar o alojamento conjunto -permitir que as mães e bebês permaneçamjuntos 24 horas por dia. 15
  15. 15. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento MaternoPasso 8 - Encorajar oaleitamento maternosob livre demanda. 17 16 18
  16. 16. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento MaternoPasso 9 - Não dar bicos artificiais ouchupetas a crianças amamentadas aoseio.19 20
  17. 17. Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento MaternoPasso 10 - Encorajar o estabelecimento degrupos de apoio ao aleitamento, para ondeas mães deverão ser encaminhadas porocasião da alta do hospitalou ambulatório. 21 22
  18. 18. Um Hospital Amigo da Criança não aceita vendas subsidiadas ou doações das indústrias de leites infantis, mamadeiras e bicos.Nos raros casos emque os leitesartificiais foremnecessários, elesdeverão sercomprados damesma forma que 23os medicamentos.
  19. 19. Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde recomendam:Amamentação exclusiva nos 6 primeiros meses e Amamentação continuada até os 2 anos de idade ou mais 24 25
  20. 20. TERMOS E DEFINIÇÕES DE ALEITAMENTO MATERNO• Aleitamento Materno ExclusivoCrianças que recebem somente leite materno, sem água, nemchá, nem suco;• Aleitamento Materno PredominanteCrianças que recebem leite materno de forma predominante,e também água, chá ou suco;• Aleitamento MaternoCrianças que recebem leite materno• Alimentação Complementar Oportuna( a partir dos 6 meses completos)Crianças que recebem leite materno e alimentos sólidos
  21. 21. Observa-se que a porcentagem de crianças amamentadas aumentou em todas as faixas de idade desde o nascimento até o final do primeiro ano de vida, quando se comparam as pesquisas de 1989 e 1999. Fonte: Ministério da Saúde 100 PNSN 1989 90 87 CAPITAIS e DF, 1999 80 78 78 70 69percentual 60 50 50 41 40 39 30 28 20 10 0 15-44 45-74 75-104 105-134 135-164 165-194 195-224 225-254 255-284 285-314 315-344 idade da criança em dias 1989 - dados referentes ao Brasil 1999 - dados referentes ao Brasil urbano
  22. 22. A duração mediana (em meses) da amamentação no Brasil urbano mostra tendência de aumento desde 1975, sendo mais acentuada a partir de 1996. Fonte: Ministério da Saúde12 9,9108 6,76 4,14 1,520 1975 1989 1996 1999 1975 - ENDEF (Monteiro, 1998) 1996 - PNDS
  23. 23. Houve um aumento de 10 vezes na porcentagem de crianças brasileiras de 0 a 4 meses em aleitamento materno exclusivo no período de 1986 e 1999.%40 35,6353025201510 3,650 1986 1999 Fonte: Ministério da Saúde 1986 – BEMFAM (urbano e rural) 1999 – Pesquisa DF e capitais
  24. 24. Duração mediana (em meses) de Aleitamento Materno no Brasil e regiões. Pesquisa DF e capitais,1999 (Fonte: Ministério da Saúde) 13,814,012,0 11,0 9,910,0 8,4 8,0 7,5 8,0 6,0 4,0 2,0 0,0 Norte Centro Nordeste Sudeste Sul Brasil - Oeste
  25. 25. Duração Mediana (em dias) de Aleitamento Materno Exclusivo no Brasil e regiões. Pesquisa DF e capitais,1999 (Fonte: Ministério da Saúde)5045 39,14035 26,330 24,0 23,425 19,520 13,11510 5 0 Sul Nordeste Norte Centro - Sudeste Brasil Oeste
  26. 26.   
  27. 27. Hospitais Amigos da Criança no Estado de São Paulo, novembro 20031. Guilherme Álvaro, Santos 14. Mater, Ribeirão Preto2. Silvério Fontes, Santos 15. Interlagos, S. Paulo3. São Francisco, Tupã 16. São Francisco, Jacareí4. Santa Casa, Tupã 17. Geral, Itapecerica da Serra5. Paulo Sacramento, Jundiaí 18. V. N. Cachoeirinha, S. Paulo6. São Vicente de Paulo, Jundiaí 19. Santa Casa, Itanhaém7. Municipal, Itapira 20. Universitário, S.B. Campo8. Leonor Mendes de Barros, S. Paulo 21. Grajaú, S.Paulo9. Amador Aguiar, Osasco 22. HC/USP, Ribeirão Preto10. Santa Casa, Ubatuba 23. FAMEMA, Marília11. Santa Casa, Limeira 24. Mario Degni, S.Paulo12. Santa Casa, Peruíbe 25. Santa Casa, Ribeirão Preto13. Municipal, S.J. Campos 26. CAISM/UNICAMP, Campinas
  28. 28. Sessão de vídeo (opcional):A Iniciativa Hospital Amigoda Criança no Estado de São Paulo, Instituto de Saúde, VHS, 15 minutos.

×