Uma conversa com Deus

4.555 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.555
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uma conversa com Deus

  1. 1. UMA CONVERSA COM DEUS Digita enter a cada passagem, lê com calma e reflete
  2. 3. CRISTÃO: “Pai nosso que estais no céu...” DEUS: Sim? Estou aqui. CRISTÃO: Por favor, não me interrompa. Estou em oração! DEUS: Mas tu me chamastes!
  3. 4. CRISTÃO: Chamei? Eu não chamei a ninguém. Estou a orar. “Pai nosso que estais no céu...” DEUS: Chamastes-me de novo. CRISTÃO: Fiz o quê? DEUS: Chamastes-me. Dissestes: Pai nosso que estais no céu. Estou aqui. Como posso ajudar-te?
  4. 5. CRISTÃO: Mas eu não quis dizer isso. É que estou orando. Rezo o Pai Nosso todos os dias. Sinto-me bem a rezar. É como se fosse um dever e não me sinto bem até cumpri-lo... DEUS: Mas como podes dizer Pai Nosso, sem lembrar que todos são teus irmãos? Como podes dizer que estais no céu, se não sabes que o céu é a paz, que o céu é ter amor a todos?
  5. 6. CRISTÃO: É, realmente. Ainda não havia pensado nisso. DEUS: Mas, prossegue tua oração. CRISTÃO: “Santificado seja o Vosso nome...” DEUS: Espera um momento! O que queres dizer com isso? CRISTÃO: Quero dizer... quer dizer, é... sei lá o que significa! Como é que vou saber? Faz parte da oração, só isso! DEUS: Santificado significa digno de respeito. Santo. Sagrado.
  6. 7. CRISTÃO: Agora entendi. Mas nunca havia pensado no sentido dessa palavra SANTIFICADO... "Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu..." DEUS: Estás falando sério? CRISTÃO: Claro! Por que não? DEUS: E o que fazes para que isso aconteça?
  7. 8. CRISTÃO: O que faço? Nada! É que faz parte da oração. Além disso, seria bom que o Senhor tivesse controle de tudo o que acontecesse no céu e na terra também. DEUS: Tenho controle sobre tuas ações? CRISTÃO: Bem, eu freqüento a igreja! DEUS: Não foi isso que Eu perguntei. Que tal o jeito que tratas os teus irmãos, a maneira com que gastas o teu dinheiro, o muito tempo que dás à televisão, as propagandas que te influenciam e o pouco tempo que dedicas a Mim?
  8. 9. CRISTÃO: Por favor, pare de me criticar! DEUS: Desculpa, pensei que estavas a pedir para que fosse feita a minha vontade. Se isso for acontecer tem que ser com aqueles que rezam, mas que aceitam a minha vontade, o frio, o sol, a chuva, a natureza, a comunidade.
  9. 10. CRISTÃO: Está certo, tem razão. Acho que nunca aceito a sua vontade, pois reclamo de tudo: se manda chuva, peço sol; se manda o sol protesto contra o calor; se manda frio, continuo a reclamar; se estou doente peço saúde mas não cuido dela, deixo de alimentar-me ou como muito... DEUS: Ótimo reconhecer tudo isso. Vamos trabalhar juntos Eu e tu, mas olha, vamos ter vitórias e derrotas. Estou a gostar desta tua nova atitude.
  10. 11. CRISTÃO: Senhor, preciso terminar agora. Esta oração está a demorar muito mais do que costuma ser. Vou continuar: "o pão nosso de cada dia, nos dai hoje..." DEUS: Pára aí! Estás a me pedir pão material? Não só de pão vive o homem, mas também da minha palavra. Quando me pedires o pão, lembra-te daqueles que nem conhecem pão. Podes pedir-me o que quiseres, desde que me vejas como um Pai amoroso! Eu estou interessado na próxima parte de tua oração. Continua!
  11. 12. CRISTÃO: "Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.” DEUS: E o teu irmão desprezado? CRISTÃO: Olhe Senhor, ele já me criticou várias vezes e não era verdade o que dizia. Agora não consigo perdoar. Preciso me vingar. DEUS: Mas e tua oração? O que quer dizer tua oração? Chamastes-me, e Eu estou aqui. Quero que saias daqui transfigurado. Estou a gostar de seres honesto mas não é bom carregares o peso da ira dentro de ti, medita.
  12. 13. CRISTÃO: Presumo que iria sentir-me melhor se me vingasse! DEUS: Vais sentir-te pior. A vingança não é tão doce quanto parece. Pensa na tristeza que me causaria, pensa na tua tristeza agora. Eu posso mudar tudo para ti. Basta quereres. CRISTÃO: Pode? Mas como? DEUS: Perdoa teu irmão, Eu te perdoarei como pedes em oração e te aliviarei.
  13. 14. CRISTÃO: Mas Senhor, eu não posso perdoá-lo. DEUS: Então como pretendes que Eu te perdoe se não sabes perdoar ao teu irmão? CRISTÃO: Mais uma vez o Senhor está certo! Mais do que quero vingar-me, quero a paz com o Senhor. Está bem, está bem, eu perdôo a todos, mas ajude-me Senhor. Mostre-me o caminho certo, a mim e aos meus inimigos. DEUS: Isto que pedes é maravilhoso. Estou muito feliz contigo. E agora como estás te sentindo?
  14. 15. CRISTÃO: Bem, muito bem mesmo! Para falar a verdade, nunca havia me sentido assim! É tão bom falar com Deus. DEUS: Ainda não terminamos a oração. Prossegue... CRISTÃO: "E não nos deixeis cair em tentações, mas livrai-nos do mal..." DEUS: Ótimo, vou fazer justamente isso, mas não te põe em situações onde possas ser tentado.
  15. 16. CRISTÃO: O que quer dizer com isso? DEUS: Deixa de andar na companhia de pessoas que te levam a participar de atitudes sujas, intrigas, fofocas. Abandona a maldade e o ódio porque isso leva-te aos caminhos do erro. Não uses isso como saída de emergência! CRISTÃO: Não estou entendendo! DEUS: Claro que entendes! Já fizestes isso comigo várias vezes. Entras no erro, depois corres a pedir-me ajuda.
  16. 17. CRISTÃO: Senhor, como estou envergonhado! DEUS: Pedes-me ajuda mas em seguida voltas a errar para, mais uma vez, vires fazer negócios comigo! CRISTÃO: Estou com muita vergonha, perdoe-me Senhor! DEUS: Claro que perdôo! Sempre perdôo a quem está disposto a perdoar também. Mas não esqueçe:, quando me chamares, lembra-te de nossa conversa, medita cada palavra que disseres! Termina tua oração.
  17. 18. CRISTÃO: Terminar? Ah! Sim: "Amém!” DEUS: O que quer dizer amém? CRISTÃO: Não sei. É o final da oração. DEUS: Só deves dizer amém quando aceitares fazer tudo o que Eu quero, quando concordas com minha vontade, quando segues os meus ensinamentos que vos foram transmitidos através de meu filho muito amado e porque “AMÉM!” quer dizer: assim seja, concordo com tudo que orei.
  18. 19. CRISTÃO: Senhor, obrigado por ensinar-me esta oração e agora obrigado por fazer-me entendê-la. DEUS: Eu amo cada um dos meus filhos, amo mais ainda aqueles que querem sair do erro, que querem ser livres do pecado. Eu te abençôo e fica com a minha paz! CRISTÃO: Obrigado, Senhor! Estou muito feliz em saber que é meu amigo.
  19. 20. Esta mensagem servirá para nossa reflexão, se realmente estamos fazendo a oração do Pai Nosso como Jesus nos ensinou. para que, assim, estejamos em perfeita comunhão com o Pai Maior: “Justiça, Amor e Misericórdia”.
  20. 21. Autoria desconhecida Edição e correção gramatical: davidvecor@gmail.com

×