Arte 2

1.287 visualizações

Publicada em

Secretaria Municipal da Educação de Marília - SP
Curso: "O ENSINO DA ARTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL"

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
799
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte 2

  1. 1. “A arte, pois, não é representação, e sim comunicação vital, biopsíquica, do indivíduo por meio de símbolos. (...) A relação arte- inconsciente não exclui a totalidade da história da arte, mas considera-a de uma nova perspectiva: em favor da imagem inconsciente, tentar-se á desacreditar a forma, enquanto representação da realidade da qual se tem consciência.” ARGAN, Giulio Carlo. Arte Moderna, São Paulo: Companhia das Letras, 1992.p. 360.
  2. 2. O ENSINO DA ARTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL EQUIPE TÉCNICA DA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE MARÍLIA - 2015
  3. 3. PARA DELEITE (OU AMPLIAÇÃO DE REPERTÓRIO)
  4. 4. Livro: Pato Coelho Amy Krouse Rosenthal Música: Vírus – Beetoven
  5. 5. RECADOS E ORIENTAÇÕES PORTIFÓLIO VIAGEM CORREÇÃO DE EMAILS
  6. 6. Retomada do encontro anterior • apresentação das fotos • comentários dos participantes
  7. 7. Motivação Vanguardas artísticas: o geometrismo como conteúdo dos movimentos artísticos
  8. 8. MONDRIAN COMPOSIÇÃO A 1923
  9. 9. A arte, diferente das ciências, por exemplo, não melhora e nem se supera com o tempo, faz diferente por meio da adoção de novas formas, técnicas, motivos e intenções que se adequam ao contexto de lugar onde se produz.
  10. 10. Geometrismo Vanguarda no sentido de estar à frente
  11. 11. Contexto histórico que precedeu as revoluções na cultura em geral e, especialmente, na arte
  12. 12. • Inovações tecnológicas; • Contestação dos padrões e modelos vigentes; • Conflitos políticos e econômicos; • As grandes guerras; • Valores sociais são questionados; • Percepção das forças populares; • Debates sobre a democracia e os direitos humanos; • Inicia-se o reconhecimento do ser humano como um ser histórico, produtor e produto do meio em que vive.
  13. 13. 1. Igreja Católica Apostólica Romana perdeu a hegemonia por causa das chamadas Reformas Religiosas. 2. Realeza européia 3. Burguesia
  14. 14. 1. Marcou a ascensão da burguesia como classe social dominante; 2. O capitalismo rompeu os obstáculos políticos; 3. Libertação de escravos; 4. Desenvolvimento da ciência moderna; 5. A mulher ocupa mais espaço; 6. Sociedades democráticas; 7. Alterações de paradigmas.
  15. 15. Conflitos entre classes e Revolução Industrial Revolução inglesa (1640 – 1689) Revolução industrial (séculos 18 e 19)
  16. 16. A última fotografia da família imperial no Brasil, 1889 Revolução francesa (1789 - 1799)
  17. 17. Revolução russa (1917) A primeira guerra mundial 1914 - 1918
  18. 18. 1 de setembro de 1939 2 de setembro de 1945
  19. 19. Os vanguardistas são revolucionários, pois desejam a mudança da sociedade no sentido de algo melhor.
  20. 20. A arte deixa de ser dependente da igreja ou de um poder régio ou da aristocracia.
  21. 21. O cenário é complexo, rico em contradições, angustiante em alguns momentos e expressam os sentimentos do homem contemporâneo.
  22. 22. Geometrismo: como uma forma de manifestação artística visual que se utiliza, predominantemente, de estruturas geométricas, porém recorre a cores e texturas para compensar e ampliar essa suposta limitação.
  23. 23. A geometria como caminho para a manifestação artística e objeto que reflete sensibilidade, expressividade, subjetividade, indo muito além do mero geometrismo matemático. As produções caminham pela abstração e simplificação.
  24. 24. Abstracionismo geométrico surgiu em 1920 A natureza, as cores, a luz e a perseguição do naturalismo deveriam ser abandonadas, limitando-se às cores com sobriedade, para se abordar as estruturas das imagens com uma geometria básica, fundamentada em triângulos, retângulos, círculos e quadrados. Nessa linha, podemos citar-se Piet Mondrian (1872- 1944)
  25. 25. "Para se aproximar do espiritual na arte, se deve fazer o menor uso possível da realidade, porque a realidade se opõe ao espiritual" Piet Mondrian
  26. 26. OBRAS Moinho em Gein - 1906-1907 Natureza morta com pote de gengibre - 1912
  27. 27. A árvore vermelha (1908) Ocean 5 - 1914
  28. 28. Composição com grande plano vermelho, amarelo, preto, cinza e azul - 1921 Composição em vermelho, amarelo e azul de 1942
  29. 29. Broadway Boogie-Woogie- 1942-43 Composição com cinza e castanho
  30. 30. O que é constante nas obras do artista
  31. 31. VÍDEOS
  32. 32. PROPOSTAS DE TRABALHO • Dirigido • A partir de • Releitura
  33. 33. Dois grupos 1. Cores primárias mais preto e branco 2. Geometrismo sem releitura
  34. 34. Alfredo Volpi Passou por várias fases, recebeu influências de pintores impressionistas e clássicos como Cézanne, Giotto, Ucello até encontrar o seu próprio caminho. Outros artistas que trabalham com as formas geométricas: Milton da Costa Composições figurativas e paisagens. Em 1941, começou a fazer figuras humanas geometrizadas, tendo como referência o Cubismo
  35. 35. BIBLIOGRAFIA GERAL ARGAN, Giulio Carlo. Arte Moderna, São Paulo: Companhia das Letras, 1992.p. 360. http://www.auladearte.com.br/historia_da_arte http://www.brasilartesenciclopedias.com.br. Acesso em 2015. MANRIQUE, Jorge Alberto. Una visión del arte y de la historia. Volume 4. México. UNAM, 2000.
  36. 36. Construção sobre fundo vermelho 1957 Roda - 1942
  37. 37. Propostas de trabalho: • 1. Tableaux Vivant • 2. Releitura em escultura com formas geométricas
  38. 38. PROPOSTA DE TRABALHOS: VOLPI 1. LABIRINTO
  39. 39. 2. Barcos voadores 3. Barco grande que caiba uma criança dentro (Imagens retiradas do site Pinterest)
  40. 40. Mondrian 1. Montagem na parede 2. “Cidade Mondrian”
  41. 41. PAZ E BEM!

×