Tabela Av Externa Modelo Auto Av. Be

477 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
477
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tabela Av Externa Modelo Auto Av. Be

  1. 1. AVALIAÇÃO EXTERNA DA ESCOLA/ AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR “A auto-avaliação da biblioteca deve ainda ser incorporada no processo de auto- avaliação da própria escola, dada a sua relação estreita com a sua missão e objectivos”. (in, Modelo de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar, Introdução 1. A avaliação da Biblioteca Escolar: pressupostos). Introdução: Da leitura realizada aos dois Modelos de Avaliação propostos, tanto pelo Ministério da Educação, Avaliação Externa da Escola, como pela Rede de Bibliotecas Escolares, Auto-Avaliação da BE, encontra-se um lastro comum, uma vez que qualquer uma das avaliações propostas pressupõe a Recolha de Evidências, a definição de Pontos Fortes e Fracos e a delineação de um Plano de Acção como vista à melhoria de desempenho De forma a cruzar a informação resultante da aplicação do Modelo da Auto- Avaliação da Biblioteca Escolar, nos seus diferentes Domínios, com os Campos e Tópicos estabelecidos pela IGE, com vista à Avaliação Externa da Escola, procederemos à elaboração de uma tabela. Esta tem como objectivo facilitar aos professores bibliotecários a selecção da informação relevante, referente aos resultados da biblioteca, a integrar no relatório de avaliação externa. Na coluna da esquerda serão apresentados os Campos de Análise da Avaliação Externa e na coluna da direita, apresentados os Domínios e respectivos Indicadores onde os Professores bibliotecários podem ir retirar os resultados, já apresentados no Relatório de Auto-Avaliação da BE, discutido e aprovado em Conselho Pedagógico. Quadro: TÓPICOS DESCRITORES DOS INDICADORES DOS DOMÍNIOS/ CAMPOS DE ANÁLISE SUBDOMÍNIOS (com vista à avaliação externa) (do Modelo de Auto-Avaliação das BE’s) 1. - Contexto e Caracterização Geral da D.2- Condições Humanas e materiais Escola. para a prestação de serviços. 1.2. As instalações da escola apresentam D.2.2 - Adequação da BE em termos de um nível de qualidade e segurança espaço às necessidades da adequado? escola/agrupamento. D.2.4 -Adequação do Computadores e equipamentos tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola/agrupamento. 1.4 – Pessoal docente D.2.1 – Liderança do professor bibliotecário na escola/agrupamento.
  2. 2. D.2.2 – Adequação dos recursos humanos às necessidades de funcionamento da BE na escola/agrupamento 1.6 - Recursos Financeiros D.1.2. Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e gestão da escola/agrupamento. 2. O Projecto educativo 2.1. Prioridades e objectivos A.1.1. Cooperação da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica da escola/agrupamento. D.1.1.Integração/acção da BE na escola/agrupamento 2.2. Estratégias e Planos de Acção A.1. Articulação Curricular da BE com as estruturas de coordenação Educativa e Supervisão Pedagógica e os docentes. A.2. Promoção das literacias da Informação, Tecnológica e Digital. 3. A Organização e Gestão da Escola 3.1. Estrutura de Gestão A.1.1. Cooperação da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica da escola/agrupamento. D.1.1 – Integração/acção da BE na escola/ agrupamento. 3.2.Gestão Pedagógica D.1.4.Avaliaçõa da BE na escola/agrupamento. 4. Ligação à Comunidade 4.1.Articulação e participação dos Pais e C.2.4.Estímulo à participação e encarregados de educação na vida da mobilização dos pais/encarregados de escola educação no domínio da promoção da leitura e do desenvolvimento de competências das crianças e jovens que frequentam a escola/agrupamento. 4.2.Articulação e participação das C.2.3. Participação com outras Autarquias escolas/agrupamentos e, eventualmente com outras entidades (RBE, DRE, CFAE) em reuniões da BM/SABE ou outro grupo de trabalho a nível concelhio ou interconcelhio. 4.3.Articulação e participação das C2.5. Abertura da BE à comunidade local. instituições locais – empresas, instituições sociais e culturais. 5. Clima e Ambiente Educativos 5.1. Disciplina e comportamento cívico. A.2.5.Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à formação da cidadania ao longo da vida. 5.2.Motivação e empenho C.1.1. Apoio à aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e
  3. 3. de estudo autónomos 6. Resultados 6.1. Resultados Académicos A.2.2. Promoção do ensino em contexto de competências de informação da escola/ agrupamento. A.2.4. Impacto da BE nas competências tecnológicas, digitais e de informação dos alunos na escola/agrupamento. Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos alunos, no âmbito da leitura e da literacia. 6.2.Resultados sociais da educação A.2.5. Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à formação da cidadania ao longo da vida.

×