ESPM | Aula de Planejamento da Comunicação #2

2.630 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
1 comentário
13 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.630
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
74
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
218
Comentários
1
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ESPM | Aula de Planejamento da Comunicação #2

  1. 1. RAUL.SANTAHELENA@ESPM.BRPC2 ESPMAUL A #02
  2. 2. PAPO DA OUTRA AULA?• PAPO DE ABERTURA.• COMO SERÃO AS AVALIAÇÕES.
  3. 3. PAPO DE HOJE?• MATRIZ DA CAUSA(CALL-TO-ENGAGE)• MAIS 2 EXEMPLOS:
  4. 4. NÃO DESCUBRA O O QUE AS PESSOAS QUE AS PESSOAS REALMENTE PEOPLE DON’T BUYIDENTIFICAR ACHAM. BUSCAM VAI ALÉM WHAT YOU DO.E ATENDER DESCUBRA COMO DO QUE ELAS PEOPLE BUY WHYNECESSIDADES. ELAS SE SENTEM. MESMAS SABEM. YOU DO. RAZÃO EMOÇÃO INSTINTIVO MATRIZ DA CÓRTEX LÍMBICO REPTILIANO CAUSA PHILIP KOTLER KEVIN ROBERTS CLOTAIRE RAPAILLE SIMON SINEK
  5. 5. PEOPLE DON’T BUYWHAT YOU DO.PEOPLE BUY WHYYOU DO. MATRIZ DA CAUSA SIMON SINEK
  6. 6. VÍDEO COM TED DO SIMON SINEK
  7. 7. CONSTRUA ABASE DE WHY.DEPOISCOMUNIQUEWHAT AND HOW
  8. 8. WHAT WHAT WHAT WHAT + + + + HOW HOW HOW HOW ESFORÇO DE ESFORÇO DE ESFORÇO DE ESFORÇO DECOMUNICAÇÃO DE COMUNICAÇÃO DE COMUNICAÇÃO DE COMUNICAÇÃO DE MARKETING MARKETING MARKETING MARKETING WHY COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL COMUNICAÇÃO POR PLATAFORMA + ESFORÇOS ISOLADOS
  9. 9. CALLTO ACTION COMUNICAÇÃO DE MARKETING + CALL TO ENGAGE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL AIDA START WITH WHY
  10. 10. É PELO WHY QUEVOCÊ CHEGA NO CORAÇÃO DAS PESSOAS.
  11. 11. QUANDO O POSICIONAMENTO E A COMUNICAÇÃO DE MARCA LEVANTA ALGUMA BANDEIRA COM A QUAL O PÚBLICO DE RELACIONAMENTO SE IDENTIFIQUE E JÁ SE ENGAJA.CALL TO ENGAJE NÃO NECESSARIAMENTE DEVE SER ALGUMA CAUSA SOCIAL OU AMBIENTAL. PODE SER A EVOCAÇÃO DE UM LIFESTYLE INSPIRACIONAL, POR EXEMPLO.
  12. 12. DIGA-ME EU ESQUECEREI.ENSINA-ME E PODE SER QUE EU LEMBREENVOLVA-ME E JAMAIS ESQUECEREI.
  13. 13. CALL TO SHAREENGAJE OF HEART
  14. 14. DESCONSTRUINDO
  15. 15. Todo comunicólogodeve ser um bominvestigador.
  16. 16. Deve saber indentificarnas entrelinhas as pistaspara desvendar um caso.
  17. 17. Desconstruir cases é umaexcelente forma para aprendera construir cases geniais.
  18. 18. CASENOMESQUAIS PÚBLICOS DE INTERESSE A MARCA VISAVA COM ESTA COMUNICAÇÃO? CONSUMIDOR CLIENTE PUB. INTERNO REVENDEDOR __________________ OP. PÚBLICA FORNECEDOR IMPRENSA C. ACADÊMICA __________________ INVESTIDOR OSCs CONCORRENTE PARCEIROS __________________ PODER PÚBLICO GRUP. PRESSÃO FORM. OPINIÃO ENTIDADES __________________ATRIBUTO(S) QUE O PLANO/CASE VISAVA ENALTECER NA ATMOSFERA DA MARCAWHAT HOW WHYEXERCITE SEU SENSO DE ANÁLISE CRÍTICA: QUAL SUA OPINIÃO SOBRE O PLANO/CASE?O QUE VOCÊ FARIA DIFERENTE?
  19. 19. E NGA JADA AMIZADE REVO LUCIONÁRIA SUSTEN TÁVEL ESP ÍRITO ALTA D E EQ UIPE PERFO MAN CE SUPE RAÇÃO AMOR MATERN AL OUSADIA B R A N D AMIZ ADE VISÃO DE FUTURO POTÊNCIA QUE STIONADO RA ESPERAN ÇA ATUAÇÃO SUSTEN TÁVELB R A N D AT M O S P H E R E
  20. 20. PODER PÚBLICO FORMADORES CONCORRENTES DE OPINIÃO OPINIÃO PÚBLICA FORNECEDOR EMPRESA (E SEUS PRODUTOS E SERVIÇOS) CONSUMIDOR IMPRENSA TERCEIRIZADOS FORÇA DE TRABALHO COMUNIDADE REVENDEDOR ACADÊMICO- CIENTÍFICA STAKEHOLDERS: PÚBLICOS DE INTERESSE OU DE RELACIONAMENTOUM ORGANISMO VIVO DE FORÇAS TROCADAS ENTRE TODAS AS PARTES DE FORMA SISTÊMICA.
  21. 21. BESTUPID
  22. 22. WHATROUPAS E ACESSÓRIOS HOW ESTILO COM ATITUDE WHY SEJA AUTÊNTICO, QUESTIONE A NORMALIDADE
  23. 23. UNHATE
  24. 24. TELL THE TRUTHIS NOT ENOUGH.BE THE TRUTH.
  25. 25. WHATROUPAS E ACESSÓRIOS HOW ESTILO E VANGUARDA WHY O AMOR ACIMA DAS DIFERENÇAS
  26. 26. RAUL.SANTAHELENA@ESPM.BR /ABRALOSOJOS @ABRALOSOJOS ABRALOSOJOS.TUMBLR.COM

×