Produto

191 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
191
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produto

  1. 1. PrimumPrimum Lutar Conquistar Vencer
  2. 2. Produto -É o objeto principal da comercialização, sendo assim, o mais importante do composto de marketing. - Deve proporcionar utilidade para quem os adquire ou consome. -Inclui bens físicos, serviços, eventos, pessoas, lugares, ideias ou um misto de todas estas entidades.
  3. 3. Bem tangível: Tem existência física e não há nenhum tipo de serviço associado ao produto.
  4. 4. Bem intangível: Não tem existência física e a oferta consiste principalmente em um serviço.
  5. 5. A oferta de uma empresa também pode consistir em um bem tangível associado a um bem intangível, como por exemplo a Ford, que não oferece só um automóvel mas consertos e serviços de manutenção, atendimento de garantia, etc.
  6. 6. Produto Básico: É o produto como ele é, essencial, sem características e benefícios adicionais. Pode ter até cinco características: nível de qualidade, característica, design, um nome de marca e embalagem. Produto ampliado: São todos os benefícios e serviços extras adicionados ao produto. É um esforço do vendedor em diferencia-lo ao máximo da concorrência. Ex: produto + assistência técnica + garantia
  7. 7. Produto esperado: São benefícios que os consumidores esperam que o produto ofereça, pois acostumaram-se com a oferta. Ex: o quarto de hotel deve ter cama arrumada, toalhas limpas, lâmpadas que funcionem e um relativo grau de tranquilidade. Produto diferenciado: É o que torna um produto único. Com ênfase em benefícios e não características. Ex: No Burger King os hambúrgueres são preparados na brasa, o que diferencia ele das concorrentes e torna o produto único.
  8. 8. Algumas empresas utilizam uma estratégia chamada de POSICIONAMENTO, onde as empresas entram na mente dos consumidores criando, como por exemplo a Danone que criou a linha Bom Dia com quatro sabores para o café da manhã, posicionando como composto alimentar para o desjejum brasileiro.
  9. 9. SERVIÇOS É um setor muito variado, de bens intangíveis. Governos oferecem por meio de tribunais, agencias de emprego, etc. As Organizações particulares sem fins lucrativos oferecem por meio de museus, igrejas, fundações, universidades, hospitais, etc. As Organizações empresariais oferecem por meio de campanhas aéreas, bancos, hotéis, etc.
  10. 10. Intangibilidade: Característica relacionada ao fato dos serviços não poderem ser testados antes de serem consumidos. Ex: Não pode comer o arroz antes de compra-lo. Inseparabilidade: Não se separa de seu executor. Ex: Normalmente os clientes recebem e consomem os serviços no local de produção, sendo assim, impossível separar o serviço de seu criador ou prestador. Variabilidade: Jamais serão iguais. Ex: Em atendimento a clientes, um vendedor nunca será igual ao outro. Perecibilidade: Não podemos estoca-los. Ex: Quando não é vendido o local em uma cadeira num estádio, ou quando um cliente não comparece em uma consulta médica, ou quando o telefone não é usado.
  11. 11. Classificações de Produtos Classes amplas: Produtos de consumo Produtos Empresariais e Industriais Baseado em cada consumidor
  12. 12. Produtos de Conveniência • Compra com frequência • Mínimo de comparação • Locais disponíveis
  13. 13. Produtos de Escolha/ Compra Comparada • Comprados com MENOR frequência • Comparação ( qualidade, preço, modelo) • Valor unitário maior • Facilite o trabalho do consumidor Serviços de hotelaria
  14. 14. Produtos de Especialidade • Estabelecimentos exclusivos • Consumidores dispostos • Marcas e tipos específicos
  15. 15. Produtos não Procurados Consumidores não pensam em comprar Exigem muita propaganda
  16. 16. Produtos empresarias industriais • Uso na gestão de um negócio Suprimentos de serviços Uso doméstico/empresarial Matérias-primas
  17. 17. • Misturas óleos/ produtos químicos • Qualidade e desempenho > sucesso/ fracasso “Se não cheirar bem, não vende” Perfumes agradáveis
  18. 18. • Fatores que contribuem : Embalagem / Nome “Glamour significa encantamento pessoal”
  19. 19. • Nome pode proporcionar algo além do que você cheire melhor. “Uma fragrância radiante e alegre”
  20. 20. “Quasar, uma fragrância refrescante e energizante” “Transmitem alegria e aconchego.” Natura - Humor
  21. 21. “A conexão entre homem e natureza.”
  22. 22. “Sentir-se bem é a nova religião”
  23. 23. Componentes do produto MARCA ESTRATÉGIAS EMBALAGEM QUALIDADE
  24. 24. MARCA • Nome, termo, sinal, símbolo ou desenho que identifica os produtos ou linhas de produto; • Visa mercado-alvo; • Não deve ter impedimento legal; • Marca nominal + Logotipo
  25. 25. Marca Registrada LISTERINE® ZERO™
  26. 26. Patrocínio de MARCA Marca do fabricante ou marca nacional;
  27. 27. Patrocínio de MARCA • Marca própria, de varejo ou do distribuidor;
  28. 28. Marcas próprias crescem 21% no Brasil
  29. 29. Patrocínio de MARCA • Marca licenciada;
  30. 30. Patrocínio de MARCA • Marca combinada Nike e Supreme All Star e Coca-Cola
  31. 31. Estratégias de MARCA “É mais importante adotar a estratégia correta do que buscar o lucro imediato.” Philip Kotler
  32. 32. Estratégias de MARCA • Extensões de linha;
  33. 33. Estratégias de MARCA • Extensões de marca ou marcas de família; Arno
  34. 34. Estratégias de MARCA • Multimarcas;  Unilever Omo, Comfort, Seda, Lux, Kibon, Hellmann’s, Arisco, Knorr, Becel, Maizena, AdeS, Dove, Axe, Close Up, Rexona ... Ex.: DOVE – LUX - SEDA
  35. 35. Estratégias de MARCA Johnson & Johnson
  36. 36. Estratégias de MARCA • Novas marcas. • Pertence ao conglomerado chinês Qianjiang, também proprietário da italiana Benelli, e a indiana Hero.As empresas estão aqui em busca de parceiros locais para atuarem no Brasil. Keeway
  37. 37. EMBALAGEM • Embalagem do fabricante ≠Embalagem do varejista; • Embalagem primária, secundária (caixinha) e de transporte; • Tamanho é determinado pelo índice de uso;
  38. 38. Cores • Chamar atenção, despertar emoções, memórias, associações materiais e afetivas, despertar sentidos; • Cor relacionada com o conteúdo da embalagem, com a finalidade do produto; • Influência no peso e tamanho aparentes;
  39. 39. Laranja • Reação imediata às vendas; • Cor quente: associação afetiva de prazer, humor, energia; • Gosto doce e odor picante.
  40. 40. “(...)um produto ou serviço podem ser considerados defeituosos por falta de informação.” RIOS, José; LAZZARINI, Marilena; SERRANO JR., Vidal. Defesa do consumidor. São Paulo: Brasiliense., 1994. Rótulo • marca nominal ou símbolo, nome e endereço distribuidores, composição, tamanho, uso com segurança; • Código Defesa Consumidor;
  41. 41. QUALIDADE • Maior qualidade, maior preço = mercado restrito; • Menor qualidade, menor preço = maior número de consumidores; • Marketing dos certificados: certificados ISO (International Organization for Standardization) - estabelece normas técnicas no âmbito internacional; • Qualidade – nível e consistência;
  42. 42. Ciclo de Vida de Um Produto
  43. 43. NOVOS PRODUTOS A primeira estratégia devido às rápidas mudanças dos gostos do consumidores são:
  44. 44. FRACASSO 1 - TAMANHO DO MERCADO – SUPERESTIMADO 2 – PRODUTO MAL PROJETADO 3 – POSICIONAMENTO ERRADO EM RELAÇÃO AO SEU MERCADO 4 – PREÇO ELEVADO 5 – POUCA PROPAGANDA 6 – REAÇÃO DOS CONCORRENTES 7 - CUSTOS DE DESENVOLVIMENTO MAIS ALTOS QUE O ESPERADO “Se você é um dos milhares de brasileiros que acorda cedo todo dia, trabalha o dia inteiro, dedica o horário de almoço para aquele curso necessário e ainda termina esse tempinho – dito de 24 horas – na faculdade, você merece Gladiator.” – INSERÇÃO NO PROGRAMA PÁNICO NA TV • Embalagem está mais para de refrigerante, do que para energético. •O produto não tem a qualidade estimada. •Pela marca ter peso em nossa sociedade, eles deviam se superar, já que eles tem o energético Burn que é um grande sucesso.
  45. 45. GLADIATOR VIDEO
  46. 46. SUCESSO 1 - SER UM PRODUTO SUPERIOR E ÚNICO 2 – CONCEITO DO PRODUTO BEM DEFINIDO 3 – ALGO INOVADOR • Burn é o energético da Coca-Cola destinado a jovens entre 25 e 39 anos, que gostam de agitar e curtir a noite • “Cuidado. A noite vai pegar fogo” é o slogan da nova campanha do produto. •Burn também inaugura seu espaço na Web, em que consolida sua relação com a música eletrônica •O design da nova garrafa de Burn conta com a novidade do rótulo full sleeve, que transmite o status premium da bebida e a “personalidade” da marca, inspirada no melhor da noite •Burn é a marca global de energético da The Coca-Cola Company e foi lançada no Brasil em 2002. É a segunda marca da categoria de bebidas energéticas do mercado brasileiro, representando 16% do total das vendas da categoria.
  47. 47. DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS 1º Gerar Ideias 2º Selecionar as Ideias 3º Teste de Conceito e Desenvolvimento 4º Desenvolvimento da Estratégia de Marketing 5º Análise Comercial 6º Desenvolvimento do Produto 7º Teste de Marketing 8º Comercialização
  48. 48. Estratégia de Marketing
  49. 49. Estágios distintos do Ciclo de Vida do Produto 1- Desenvolvimento do Produto 2 – Introdução 3- Crescimento 4- Maturidade 5- Declínio
  50. 50. Introdução Período em que o produto é lançado no mercado, onde suas vendas vão crescendo lentamente. Não há lucros nesta fase, em virtude dos custos para colocar este produto no mercado.
  51. 51. Crescimento Período de aceitação rápida pelo mercado e de lucros crescentes.
  52. 52. Maturidade Período de baixo crescimento nas vendas. Os níveis de lucro tornam-se estáveis ou diminuem, em função dos gastos que a empresa tem para defender o produto da concorrência.
  53. 53. Declínio É quando as vendas e os lucros começam a cair.

×